11/11/2019 19:56
Turismo / Turismo em Minas Gerais

10 cidades fora da rota do turismo em Minas Gerais que você deve conhecer antes de viajar Brasil afora

Dicas para despertar curiosidade e o desejo de conhecer esses paraísos mineiros

Adelina
por Adelina Lima


1 – Pimenta
Pimenta é uma bela cidade banhada pelo Lago de Furnas. Fica na região Oeste de Minas a 235 km de Belo Horizonte. O município faz divisa com Guapé, Piumhi, Pains e Formiga. Segundo o IBGE, em 2017, Pimenta contava com 8.720 habitantes. Seu ponto de turismo principal é a Estância de Furnas e uma famosa pousada visitada por turistas de todo o Brasil. 

Foto: Estância de Furnas

2 - Brasópolis
Brasópolis fica no Sul de Minas e conta com 14.889 habitantes, segundo o IBGE/2017. (fotografia abaixo de Anderson Veloso) O município faz divisa com Piranguinho (N e NE), Piranguçu (L), Campos do Jordão (S) e Paraisópolis, Conceição dos Ouros e Cachoeira de Minas (O). Com localização estratégica entre Campos do Jordão, em São Paulo, e Gonçalves, em Minas Gerais, Brasópolis possui clima agradável e muitos atrativos naturais, como cachoeiras e trilhas de ecoturismo.O município tem uma forte economia rural principalmente na produção de bananas, em especial a banana-prata. Do tronco da bananeira, são extraídas as fibras, que, depois de processadas, incrementam o artesanato e a renda familiar. Os objetos de arte e decoração feitos com fibras de bananeira vêm sendo comercializados com sucesso. Além disso, está instalado na cidade o Observatório do Pico dos Dias, coordenado pelo Laboratório Nacional de Astrofísica, que, além de ser um dos símbolos da cidade, é um ponto turístico.

Foto: pousoalegre.net

3 - São Romão
São Romão foi fundada em 23 de outubro de 1668, sendo uma das mais antigas cidades de Minas Gerais. É "sucedâneo" do Município de mesmo nome localizado na Região de Seia - Portugal. Suas construções tem influência portuguesas e por essas terras, uma boa parte da história de Minas e do Brasil foram contadas. Fica a 529 km de Belo Horizonte, na região Norte de Minas e faz divisa com Pintópolis, Urucuia, Riachinho, Santa Fé de Minas, Ubaí e Icaraí de Minas. Sua população é de 11.892 habitantes, segundo o IBGE/2017, e suas principais atividades econômicas são a pesca e a agricultura. O Rio São Francisco é o principal ponto atrativo natural do município. 



4 - Santa Maria do Salto
Santa Maria do Salto é uma bela e pacata cidade do Vale do Jequitinhonha, conta com 5381 habitantes, segundo o IBGE em 2017. O Rio Mucuri, belas paisagens com enormes de teofilitos (montanhas em pedras) fazem o diferencial da paisagem. Numa dessas montanhas de pedra está a cidade e sua bela praça da Matriz. 



5 - Itapecerica
Fundada em 1789, é uma cidade histórica mineira com 25 mil habitantes. Fica na Região Oeste de Minas, distante 180 km de Belo Horizonte.  Os principais monumentos histórico-culturais do município são de origem colonial, com arquitetura barroca, destacando-se: Igreja de São Francisco da Ordem Terceira de Santo Antônio (1801), Igreja de Nossa Senhora do Rosário (1819), Igreja de Nossa Senhora das Mercês (1862), Casarão da Cooperativa (1905), Igreja Matriz de São Bento (1912), Casarão da Mita (1910-1915), Praça Melo Vianna (1936).

Foto: Portal Centro Oeste

A cidade apresenta ainda importantes manifestações culturais, como o Festival de Inverno que ocorre no final de julho tendo como palco a Igreja da Matriz, reunindo apresentações de dança, teatro, arte e música de artistas locais e renomados, mobilizando a cidade e atraindo turistas da região e o Festival Gastronômico Rural que ocorre geralmente no feriado de Corpus Christi, reunindo o melhor do cardápio local, destacando a simplicidade da comida mineira do interior. Duas fazendas no município atraem atenção de turistas. A fazenda Capetinga e a fazenda Palestina.

6 - Lagoa Dourada
Cidade histórica do Campo das Vertentes, com cerca de 15 mil habitantes é cortada pela Estrada Real em seu perímetro urbano. De seu passado colonial, Lagoa Dourada preserva, na sede, alguns casarões e igrejas com expressivos fragmentos da arte colonial mineira. A Igreja Matriz de Santo Antônio e a Igreja do Senhor Bom Jesus compõem o tradicional cenário urbano das cidades do interior de Minas.

Foto: Nara Pereira

Na zona rural são preservados marcos de seu passado com belos casarões e belas paisagens naturais como cursos d´água, entre eles o Rio Carandai. Mas seu principal atrativo para turistas é sem dúvida seu famoso Rocambole que você encontra praticamente em todo o canto da cidade. É a melhor especialidade da gastronomia local. Legítimo rocambole, é o de Lagoa Dourada.

7 - Sapucai-Mirim
Sua população segundo o IBGE em 2017 é de 6.850 habitantes. O município localiza-se no extremo sul do estado. Seus limites são Gonçalves a norte, São Bento do Sapucaí (SP) a nordeste, Santo Antônio do Pinhal (SP) a sudeste, Monteiro Lobato (SP) a sul, São José dos Campos (SP) a sudoeste e Camanducaia a oeste.

Foto: Serras verdes

Atrativos
Pedra do Jair
Localizada no bairro do Juncal no município de Sapucaí-Mirim, a 45 km do centro da cidade. O pico possui 1995 m de altitude e permite uma visão panorâmica da região e dos pontos altos de Monte Verde, Morro São Domingos, Pedra do Baú, Pico do Campestre e Campos do Jordão. Entrada de acesso para a pedra bem no centro do bairro. (distância até a pedra 2 km). 

Estrutura ao pé da Pedra:
Restaurante: finais de semana e feriados (até 40 refeições);
Pousada (5 quartos);
Área para Camping (Acampamento).
Trajeto do restaurante até o pico da Pedra:

01 hora de caminhada;
Trilha para cavalo;
Jeep Off Roud;
Ao longo da trilha, mata nativa e araucárias.

Tem mais de 500 horas de frio abaixo de 7 °C, ao ano, chegando a ficar negativo.
Tel.: (35) 9822-8060

Pedra do Pião
Localizada na área rural do município, no bairro do Cassununga, a Pedra do Pião com seus 7 m de altura, destaca- se na paisagem. Uma pedra sobre a outra, sem calços e sem explicação, com sustentação de 50 cm. Ao lado da pedra fica uma pequena cachoeira.

Cachoeira da Amizade
Estrada do bairro dos Pires, fica apenas a 2 km do centro da cidade. A região é constituída de terrenos antigos de idade arqueana. Faz parte de uma grande unidade geológica chamada Bloco SP. A cachoeira tem duas quedas d’água de 30 m que formam um poço de água limpa e cercada por uma bela paisagem.

8 - Cambuquira
Sua população estimada em 2017 era de 13 053 habitantes. Faz parte do Circuito das Águas de Minas Gerais. Cambuquira foi uma das primeiras cidades projetadas do estado, com ruas largas, calçadas amplas e arborização selecionada - na primavera, as flores de centenas de árvores de magnólia perfumam a atmosfera da cidade e são uma atração à parte. As principais atrações da cidade são: o Parque das Águas, com seis fontes de água mineral (ferruginosa, alcalina, magnesiana, sulfurosa, gasosa e com lítio); as fontes do Marimbeiro e do Laranjal (nas cercanias da cidade); e o Pico do Piripau, a 1 300 metros de altitude, de onde decolam pilotos de parapente e asa-delta. Além de 2 cachoeiras na zona rural.

Foto: Guia do Turismo no Brasil

9 - Vargem Bonita
Sua população estimada em 2017 era de 2.209 habitantes. É a primeira cidade banhada pelo Rio São Francisco, que nasce na vizinha São Roque de Minas e o principal acesso para a cachoeira da Cascadanta, o local mais visitado do Parque da Serra da Canastra. De Vargem Bonita pode-se observar o enorme maciço de pedra formando uma caixa, que antigamente era chamada de canastra. Essa pedra deu origem ao nome do local, Serra da Canastra.

Foto: Ivan Andrade

A cidade é calma, tranquila e bem pacata e seu povo muito gentil, hospitaleiro e bastante atenciosos para com os visitantes. Conta com várias opções de hospedagem e tem um artesanato atrativo, exposto numa loja bem no centro da cidade. Seu povo tem o dom da cozinha. Se destacam na produção artesanal, principalmente do Queijo Canastra e doces caseiros. As águas do Rio São Francisco, no município são rasas, calmas e cristalinas. Um convite para o sossego.

10 - Bueno Brandão
Sua população em julho de 2017, segundo a estimativa do IBGE, era de 11 233 habitantes. Fica no Sul de Minas. Bueno Brandão está localizado na Serra da Mantiqueira, com altitudes de até 1600m (sede municipal a 1200m). Sua principal atração é o turismo ecológico, principalmente por suas várias cachoeiras, entre elas as consideradas mais bonitas são: do Luís, do Félix e do Machado II.

Foto: Tales Azzi

Foto capa: João Carlos Meda / Fonte: Flickr.

Fonte: Conheça Minas

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Turismo

4 patrimônios da humanidade estão em Minas Gerais e você precisa conhecê-los

Existem 1121 bens tombados como patrimônio da humanidade, em 167 países mundo afora


+ Turismo

8 'praias' surpreendentes no interior de Minas para desfrutar sem precisar ir ao litoral

Curta lugares longe do barulho e multidões e desfrute de um lindo céu azul e águas refrescantes


+ Turismo

10 cachoeiras, trilhas e paisagens incríveis numa rota de pura natureza que você precisa conhecer em Minas Gerais

Região oferece bons restaurantes, ótima rede de hotéis e um singular circuito turístico


+ Turismo

10 destinos perfeitos em Minas Gerais para renovar as energias longe da agitação

Confira uma seleção de lugares incríveis com paisagens de tirar o fôlego


+ Turismo

Cidade de Minas Gerais está entre os destinos mais cobiçados do mundo em 2019

A eleição foi realizada pelo sexto ano consecutivo pelo Viagem


+ Turismo

Minas Gerais abriga 3 dos 25 hotéis mais românticos da América do Sul

'Travellers Choice TripAdvisor 2019' é o mais importante prêmio do turismo da atualidade


+ Turismo

8 lugares para passar o Réveillon 2019 em Minas Gerais

Ideal para quem quer descansar e curtir a natureza no final do ano


+ Turismo

10 coisas que são motivos de orgulho de quem nasce em Minas Gerais

Natureza deslumbrante, cultura, gastronomia e outras razões para fazer do estado o seu próximo destino


MAIS LIDAS DE HOJE

+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2019. Todos os direitos reservados.