15/12/2019 06:03
Turismo / Turismo em Minas Gerais

Conheça um paraíso nas montanhas de Minas Gerais que encantou até Dom Pedro II

O local é uma das unidades de conservação mais visitadas do Estado

Adelina
por Adelina Lima

O Santuário do Caraça, que foi eleito uma das 7 maravilhas da Estrada Real, funciona hoje como linda Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) e serve de lar para milhares de espécies animais e vegetais viverem preservados e em segurança, além de ser refúgio para os turistas que buscam conectar-se com a natureza e com a fé. O Santuário, que fica localizado entre os municípios de Catas Altas e Santa Bárbara, em Minas Gerais, começou como um pequeno oratório para peregrinos que buscavam um lugar seguro e tranquilo para fortalecer sua espiritualidade e seu relacionamento com o Divino.



O local foi fundado em 1774 pelo Irmão Lourenço de Nossa Senhora, um português que veio para o Brasil e resolveu dedicar-se à fé, afastando-se de tudo, e encontrando na região central do Estado o lugar que seria sua morada. Quando faleceu, o irmão Lourenço doou, em testamento, toda a sua obra para a Igreja, com a condição de que ali fosse construído um colégio para meninos e um centro missionário. Obedecendo aos seus desejos, em julho de 1820 foi inaugurado o Colégio do Caraça, recebendo seus quatro primeiros alunos.

Entre os estudantes que passaram pelos mais de 90 anos do Colégio, estão célebres personalidades, como os Presidentes da República Afonso Pena e Arthur Bernardes, e os Governadores de Minas Gerais: Antônio Augusto de Lima, Quintiliano Silva, Olegário Maciel, Melo Viana e Levindo Lopes, e milhares de profissionais que auxiliaram na construção da sociedade. Em 1912, o Colégio do Caraça encerrou suas atividades e as instalações passaram a abrigar somente o Seminário.

Além destes grandes nomes da política, outras personalidades ilustres, que comandaram o Brasil, visitaram o Caraça. Em 1831, o imperador Dom Pedro I, na companhia da Imperatriz D. Amélia, passou 24 horas no local, se aconselhando com os Padres e interagindo com os alunos. Em 1881, foi a vez de Dom Pedro II se encantar com as belezas da reserva. Ao lado da Imperatriz, Teresa Cristina, o monarca passou dois dias visitando todos os cantos do Santuário e detalhou tudo em seu diário.

Em 1968 no Caraça funcionava apenas o Seminário, até que um terrível e acidental incêndio destruiu salas de aula, o museu, a biblioteca, os salões de estudo e os dormitórios, transformando em cinzas boa parte da história do local. Quinze mil volumes da biblioteca, os vitrais e outros itens foram salvos, pelos alunos e funcionários, e garantiram a preservação de sua história. Após o incêndio, com os esforços da Igreja e da sociedade, o lugar foi restaurado, mas não mais para ser colégio e seminário, e sim para ser um santuário de preservação e conscientização ambiental.



Hoje, o Caraça abriga uma confortável pousada; um restaurante com a deliciosa gastronomia da região; um museu que conta toda a sua história, desde a fundação, com fotos, documentos e até o relato original de D. Pedro II; uma biblioteca com livros raros e antigos. Além de celebrações diárias de missas, na linda igreja neogótica de Nossa Senhora Mãe dos Homens. Tudo isso para proporcionar aos visitantes uma experiência mágica e impossível de explicar com palavras.

O Santuário do Caraça funciona todos os dias da semana, das 8h às 17h para visitação e 24 horas para hospedagens previamente agendadas. A taxa de entrada para visitação custa, a partir de R$ 12,00. A diária da hospedagem, com pensão completa, varia entre R$ 143,00 e R$ 220,00, por pessoa, dependendo da acomodação. Para mais informações e reservas acesse o site http://www.santuariodocaraca.com.br/.

Serviço
Santuário do Caraça
Local: Estrada do Caraça, KM9 - Entre os municípios de Barão de Cocais, Catas Altas e Santa Bárbara – CEP 35960-000
Fácil acesso pelas rodovias BR 381 e MG 436, além do charmoso acesso por trem (Estação Dois Irmãos – Barão de Cocais/MG)
Horário de Funcionamento para visitação: Todos os dias, das 8h às 17h
Valores da entrada: a partir de R$ 12,00

Fotos: Divulgação Balo Comunicação

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Turismo

4 patrimônios da humanidade estão em Minas Gerais e você precisa conhecê-los

Existem 1121 bens tombados como patrimônio da humanidade, em 167 países mundo afora


+ Turismo

8 'praias' surpreendentes no interior de Minas para desfrutar sem precisar ir ao litoral

Curta lugares longe do barulho e multidões e desfrute de um lindo céu azul e águas refrescantes


+ Turismo

10 cachoeiras, trilhas e paisagens incríveis numa rota de pura natureza que você precisa conhecer em Minas Gerais

Região oferece bons restaurantes, ótima rede de hotéis e um singular circuito turístico


+ Turismo

10 destinos perfeitos em Minas Gerais para renovar as energias longe da agitação

Confira uma seleção de lugares incríveis com paisagens de tirar o fôlego


+ Turismo

Cidade de Minas Gerais está entre os destinos mais cobiçados do mundo em 2019

A eleição foi realizada pelo sexto ano consecutivo pelo Viagem


+ Turismo

Minas Gerais abriga 3 dos 25 hotéis mais românticos da América do Sul

'Travellers Choice TripAdvisor 2019' é o mais importante prêmio do turismo da atualidade


+ Turismo

10 cidades fora da rota do turismo em Minas Gerais que você deve conhecer antes de viajar Brasil afora

Dicas para despertar curiosidade e o desejo de conhecer esses paraísos mineiros


+ Turismo

8 lugares para passar o Réveillon 2019 em Minas Gerais

Ideal para quem quer descansar e curtir a natureza no final do ano


MAIS LIDAS DE HOJE

+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2019. Todos os direitos reservados.