23/11/2017 12:56
Notícias / Conteúdo

Os 11 destinos mais incríveis de cicloturismo no Brasil (quatro são em Minas Gerais)

Paisagens que compensam cada pedala!

458    22

Paloma
por Paloma M. Carvalho

O site Bicicleta, especializado em ciclismo, publicou uma lista caprichada com o mapa do Brasil com os lugares mais incríveis pra cair na estrada com a magrela. Da Chapada Diamantina, na Bahia, ao Vale dos Vinhedos, no Rio Grande do Sul, a revista eletrônica listou onze destinos brasileiros que valem uma pedalada. Confira o roteiro:

 

Bahia – Chapada Diamantina

De bicicleta, dá para conhecer os principais atrativos do Parque Nacional da Chapada Diamantina. A região é rica em cachoeiras, grutas, cavernas e vales. O ponto de partida é a cidade baiana de Lençóis. A partir daí, são cerca de 273 km de trilhas, que podem ser percorridas de bike. Pelo caminho, há opções de pousadas e hotéis para pernoitar. Os restaurantes oferecem uma saborosa comida caseira. A agência de turismo Pisa Trekking oferece um roteiro de nove dias por R$ 3.055.

Goiás – Chapada dos Veadeiros (site)

Conhecida por sua beleza natural, a Chapada dos Veadeiros é a região que abrange os municípios goianos de São João daí Aliança, Alto Paraíso, Colinas do Sul e Cavalcante. A trilha tem 56 km de extensão, que pode ser feita aos poucos. Há roteiro de cinco dias vendidos nas agências especializadas locais. Pelo caminho, você passa por cachoeiras e diferentes formações rochosas do Vale da Lua. A região é bem servida de hotéis e pousadas, e a comida típica é imperdível. Evite ir no período das chuvas de verão, pois os rios transbordam facilmente.

Minas Gerais – O Caminho da Luz (site)

Com 196 km de extensão, centenas de peregrinos realizam anualmente esta trilha que liga a cidade de Tombos até a base do Pico da Bandeira, ambos na serra mineira. Os motivos que impulsionam esses viajantes são diferentes: há os que buscam paz interior, outros se interessam pelas propriedades místico-religiosas do lugar e tem aqueles que são atraídos pelas belezas naturais. O percurso todo de bike pode ser feito em quatro dias. Vale a pena reservar mais um dia para subir a pé até topo do Pico da Bandeira, que tem uma vista maravilhosa. Para quem quiser percorrer o trajeto, é preciso pagar R$ 75, referente é taxa ambiental, seguro-saúde e credencial.

Minas Gerais – Serra da Canastra (site)

Esta região é muito procurada pelos cicloturistas por suas inúmeras estradinhas de terra, que levam a cachoeiras e nascentes. Tudo isso em meio é paisagem do cerrado. Vale lembrar que dentro do Parque Nacional da Serra da Canastra, localizado em um grande platô, não há opções de hospedagem e restaurantes. Dessa forma, os interessados devem se preparar levando comida e barracas.

MG, SP e RJ – Estrada Real (site)

A Estrada Real, que desde o tempo do Brasil colônia liga Minas Gerais ao litoral, leva você a um passeio na história. Mas é preciso fôlego para percorrer a rota toda. Afinal, são nada menos do que 1.600 km de percurso. O mais comum é escolher um dos três trechos que formam esta histórica via (Caminho Novo, Caminho Velho e Caminho dos Diamantes). O centro de convergência é a cidade de Ouro Preto (MG). Com várias cidadezinhas pelo percurso, a viagem pode ser feita com paradas e visitas aos casarões e fazendas históricas.

MG, SP e RJ – Serra da Mantiqueira (site)

Entre as muitas possibilidades de caminhos na Serra da Mantiqueira, uma bela opção é o percurso entre Campos do Jordão (SP) e Paraty(RJ). São 300 km feitos por estradinhas ou trilhas de terra que levam a vilarejos escondidos. No meio de tudo isso, há muitas cachoeiras e vegetação nativa da Mata Atlântica. A viagem dura em torno de cinco dias.

Santa Catarina – Circuito do Vale Europeu (site)

Desenvolvido especialmente para o cicloturista, o circuito passa por nove municípios, com início e fim em Timbó, a 30 km de Blumenau. Em meio a Mata Atlântica, o trajeto foi pensado para fugir do asfalto, priorizando as estradinhas de terra. É uma região rica em cachoeiras e rios, no meio da Mata Atlântica. Conta com pontos de apoio, estrutura e sinalização ao longo dos 300km de percurso. A empresa Rota Turismo oferece pacote fechado de sete dias, por R$1.650, para quem não quiser se aventurar sozinho.

Santa Catarina – Circuito Costa Serra Mar (site)

Esse trajeto de 270km leva o ciclista a conhecer de bicicleta algumas das mais belas praias catarinenses, passando ainda por vales e montanhas. Ao todo, são percorridos 11 municípios, sendo o início e fim em Balneário Camboriú. Este é um dos melhores trajetos para quem está se aventurando sob duas rodas, pois não há tantas subidas e as vias estão conservadas e sinalizadas. Alêm disso, a distância entre cada cidadezinha não é tão longa, possibilitando o viajante a parar quando estiver cansado. O percurso pode ser feito em seis dias, pedalando-se cerca de 50km por trecho.

São Paulo – Caminho da Fé (site)

Inspirado no milenar Caminho de Santiago de Compostela (Espanha), é preciso muita fé e disposição para cumprir os 500km que separam águas de Prata do Santuário Nacional de Aparecida. A trilha foi criada para dar suporte aos peregrinos, que realizam o trajeto a pé, de bicicleta ou a cavalo. O percurso é bastante cansativo e requer resistência. São muitas subidas e descidas, entre asfalto e estrada de terra. O percurso completo pode ser feito em torno de 10 dias. Assim como no original espanhol, os viajantes que fizerem a credencial (R$5) ganham um certificado de participação e tem direito a descontos em hospedagens.

São Paulo e Paraná – Lagamar (site)

Para os que buscam um contato direto com a natureza, esta viagem é um prato cheio. O Polo Ecoturístico de Lagamar tem início na cidade de Iguape (SP). Passa por Ilha Comprida, Pariquera-Açu e Cananéia, até chegar em Guaraqueçaba (PR). Sob duas rodas, o viajante percorrerá várias ilhas da região, em trechos de praias desertas de areia dura, com travessias feitas de barco ou balsa. O caminho inclui também cidades históricas, fazendas de banana e trilhas. A viagem toda pode ser feita em sete dias.

Rio Grande do Sul – Vale dos Vinhedos (site)

Tradicional produtor de vinhos e sucos do Brasil, o Vale dos Vinhedos pode ser explorado de bike, unindo em uma viagem de enoturismo com cicloturismo. A região compreende áreas dos municípios de Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul, onde estão localizadas as principais vinícolas brasileiras, como a Miolo e Casa Valduga. Entre uma pedalada e outra, pare para degustar uma taça e veja o processo de preparação da bebida. A viagem pode ser feita em torno de 10 dias.

 

Matéria originalmente publicada pelo site Bicicleta

Notícias sobre: ciclismo Cicloturismo

NOTÍCIAS RELACIONADAS

192   

27 deputados de Minas Gerais votaram a favor do fundo público eleitoral de R$ 1,7 bi; veja a lista completa

+ Notícias

27 deputados de Minas Gerais votaram a favor do fundo público eleitoral de R$ 1,7 bi; veja a lista completa

Confira como cada parlamentar de Minas Gerais votou no polêmico e bilionário fundo


366   

Açougue sem carne atrai curiosos e vegetarianos em Belo Horizonte

+ Notícias

Açougue sem carne atrai curiosos e vegetarianos em Belo Horizonte

Já pensou em comer mortadela, bife e salsicha sem carne? Em BH tem!


MAIS LIDAS DE HOJE

+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2017. Todos os direitos reservados.