16/11/2019 23:43
Mais Cultura / Exposições

Poesia Experimental Portuguesa é tema de exposição inédita em Brasília

Com entrada gratuita, a mostra reúne cerca de 80 trabalhos de 18 artistas

Rafael
por Rafael Braga

Entre os dias 17 de outubro e 16 de dezembro, a Caixa Cultural recebe a exposição Poesia Experimental Portuguesa, nas Galerias Piccola I e II. A visitação é gratuita e acontece das 9h às 21h, de terça a domingo.

Ao todo são cerca de 80 trabalhos de 18 artistas portugueses. A mostra percorre uma trajetória de seis décadas de produção poética em diferentes formatos e suportes, como impressões, pinturas, caligrafias, fotografias, objetos, áudios e vídeos.

A curadoria fica por conta de Bruna Callegari, que em suas viagens à Portugal, encontrou com artistas, colecionadores e instituições de arte, recolhendo revistas independentes, documentos, obras em papel, colagens, arte-postal, registros em vídeo e objetos e de Omar Khouri, que define os experimentais como “poetas que valorizam as visualidades todas, assim como as técnicas que as possibilitam”.

Na exposição estão presentes obras de artistas como E.M. de Melo e Castro, Ana Hatherly, António Aragão, Salette Tavares, Silvestre Pestana, António Barros, Fernando Aguiar, Emerenciano, entre outros, que fizeram parte deste movimento que teve influência da Poesia Concreta brasileira, iniciada nos anos 1950.

Sobre a Poesia Experimental

A Poesia Experimental Portuguesa surgiu na década de 1960, desafiando métodos e convenções pré-definidas na cena artística portuguesa. Reconhecida em outros países como concreta, visual, espacial ou intersemiótica, autodenominou-se, em Portugal, Poesia Experimental com o lançamento, em 1964, de revista de mesmo nome, a qual alcançou o seu segundo número em 1966.

Dois acontecimentos antecederam o aparecimento em Portugal de manifestações originais da Poesia Experimental: primeiro, a rápida visita a Lisboa de Décio Pignatari em 1956 e segundo, a publicação em 1962, pela Embaixada do Brasil em Lisboa, de uma compilação da Poesia Concreta do grupo Noigandres.

Em cerca de 60 anos de existência, a Poesia Experimental segue em atividade. Cada artista desenvolve uma maneira diferente de expressão da visualidade na poesia. Ao longo dos anos, as novas gerações de poetas deram continuidade às experimentações, mantendo sempre o princípio da invenção. Tudo pode virar poesia: poemas-objetos, poesia visual, poesia-performance, poesia-cinética e videopoesia.

1be370b9cfc6c76949f68feb4149b258.jpg

dfba221c4580344061b0563d9dd79d94.jpg

b42b3d07e10bee0ca02a87cb8affb8ea.jpg

(Fotos: divulgação)

SERVIÇO
Exposição Poesia Experimental Portuguesa
Local: Caixa Cultural (Setor Bancário Sul)
Data: 16 de outubro a 16 de dezembro
Horário: de terça a domingo, das 9h às 21h
Entrada gratuita
Informações: (61) 3206-9448

NOTÍCIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS DE HOJE

+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2019. Todos os direitos reservados.