24/06/2018 02:08
Turismo / Turismo em Goiás

7 cânions espetaculares para visitar em Goiás

Achadinhos incríveis para você conhecer, se divertir e se maravilhar

por Curta Mais

Este conteúdo tem o apoio cultural da rede Bretas de Supermercados!

Quando as pessoas ouvem falar na palavra cânion – ou canyon – logo já pensam no Grand Cânyon, nos Estados Unidos. Mas em Goiás tem sim belos desfiladeiros, alguns com ótimas cachoeiras e paisagens simplesmente paradisíacas.

Por isso, o Curta Mais listou sete cânions maravilhosos e impactantes no nosso estado. Alguns deles são acessíveis sem a necessidade de Guia e esconde verdadeiros tesouros naturais entre as suas formações rochosas.

Confira a lista a seguir e já comece a planejar a próxima viagem!

 

1 – Cânyon do Rio Itiquira - Formosa

ae72ecb069e2ea9ff95593aea22a6464.jpg

d75edc92bda85d6f79b0bb16df226dc7.jpg

Nos arredores da cidade de Formosa, na bacia do Rio Itiquira, você encontra esse belo cânion seguindo pela trilha da Cachoeira Indaiá, após passar pelo Salto Itiquira e pela Cachoeira Véu de Noiva. Na verdade, todas as cachoeiras do lugar são formadas pelos acidentes geográficos relativos a essa formação rochosa, transformando o município em um dos melhores destinos turísticos de Goiás. É cobrada taxa de entrada, mas não é necessária a contratação de guia.

Como chegar: O acesso se dá pela rodovia GO 116, virando à esquerda no Km 27 entra-se na GO 524, seguindo mais 6Km chegando então ao Parque Municipal do Itiquira.

Saindo de Goiânia: seguir pela BR-153 e em seguida pela GO-118. (Distância: 281km)

Saindo de Brasília: vá pela BR-020. (Distância: 79km)

 

2 – Cânion Do Farias (Bocaína do Farias) - São João D'Aliança

7d983ee721e1ffb959d6ebee2b0158c3.jpg

Foto: Portal Extremos

f3df62da33c7051e7f9ea161dbd71ac6.JPG

Foto: Goiás Turismo

Há centenas de milhões de anos, uma ruptura na placa tectônica sul-americana, causada por uma combinação de movimentos orogenéticos e epirogenéticos, resultou na formação do Cânion do Farias, um dos mais belos destinos turísticos de Goiás. A formação geológica possui uma fenda de aproximadamente 800 metros de altura e 40 de altura, com belos cachoeiras, rios e lagos.

O lugar é a prova final de que a Chapada dos Veadeiros é um paraíso sem fim, sempre com um lugar mais bonito do que o outro escondido em sua composição. Procure visitar no período de seca.

Como chegar: saindo da cidade de São João D’Aliança, você percorre uma trilha de 3 km com média dificuldade e trechos inclinados. A recompensa são os belos poços e cachoeiras que você encontra no caminho, além das paisagens impactantes do cerrado. É recomendada a contratação de um guia na cidade.

Saindo de Goiânia: siga pela BR-060, passando por Brasília e, depois, pela BR-010 até chegar em São João D’Aliança (Distância: 356 km).

Saindo de Brasília: na região noroeste do Distrito Federal, siga pela BR-010/020, passando por São Gabriel de Goiás (Distância: 154 km).

 

3 – Cânion Da Garganta - Cristalina

c066bca961182ada567f95eda3c16a1d.jpg

6373b1acc63530e3dd4aa9913fce94ce.jpg 

Fotos: Portal das Cachoeiras

Bem pertinho da cidade de Cristalina você encontra esse paraíso perdido. O Cânion da Garganta localiza-se na Reserva Particular do Patrimônio Natural Linda Serra dos Topázios, um refúgio do cerrado brasileiro. O cenário deslumbrante é formado por cachoeiras e pelos paredões de rochas. Na primeira viagem, recomenda-se a contratação de Guia Turístico, embora não seja obrigatório. É cobrada taxa de entrada.

Como chegar: siga pela estrada que liga Cristalina e Catalão. Após passar pelo quilômetro 100, um pouco mais à frente, uma placa indica a posição da reserva em uma estrada de terra, que você deve seguir por cerca de 10 km.

Saindo de Goiânia: siga pela BR-352, passando por Bela Vista, Pires do Rio até a cidade de Urutaí; depois você segue pela GO-020 até a BR-050, passando por Cristalina, onde você seguirá pela BR-040 (Distância: 280 km).

Saindo de Brasília: pegue a BR-540 pela EPDB, seguindo pela BR-040/050 até Cristalina.

 

4 – Cânion do Rio São Miguel - Vila de São Jorge

 774e54cf79db1ba17010abeeabd2efe5.jpg

Foto: minube.com.br

O Cânion do Rio de São Miguel, outro ponto encantador na Chapada dos Veadeiros, fica na região do Valle das Pedras, com belas águas transparentes e cristalinas. Na época chuvosa não recomendamos a visita, por a enxurrada deixa a água mais barrenta.

É um excelente lugar, repleto de cachoeiras e piscinas naturais, para se aventurar ou apenas curtir um banho relaxante e conhecer paisagens de tirar o fôlego. Ideal para quem gosta de viajar e está cansado dos mesmos destinos de sempre! É cobrada taxa de entrada.

Como chegar: Na região do Valle das Pedras, uma trilha de 1,5 km leva a cachoeira – a primeira delas chamada de “Hidromassagem”, com queda pequena e boa para banho. Siga a

 

5 – Cânion Do Rio Capivara - Cavalcante

cc42edbc81732ac0c1ebf8e2be7612e4.jpg

 

Fotos: Marcos Aleotti

Bem pertinho de uma das cachoeiras mais visitadas do Quilombo Kalunga, a Cachoeira Capivara, está o belo Cayon do Rio Capivara, na cidade de Cavalcante. Um ótimo passeio para você curtir uma das mais belas atrações turísticas do estado.

Todos os pontos da reserva Quilombo Kalunga cobram taxa de entrada e exigem contratação de guia, que pode ficar bem em conta se você estiver em grupo.

Como chegar: Saindo de Alto Paraíso pegue a BR-010 até Teresina de Goiás. Chegando nessa cidade, pegue a esquerda na GO-241 até chegar em Cavalcante. Em seguida siga aproximadamente 33km de terra para a Comunidade Kalunga.

 

6 – Cânion do Rio Preto – Vila de São Jorge

bb408301f98d10c64ea052fa94abb9b7.jpg

99df0fb1f5ca0e67b403a1a4fe85cbc2.jpg 

Próximo aos Saltos do Rio Preto, na Vila de São Jorge, esse cânion fica na Chapada dos Veadeiros, para variar só um pouquinho. Para avistá-lo, é preciso seguir a trilha do roteiro dos saltos, de aproximadamente 5 km, com média dificuldade. No local, você encontra aquelas que são, provavelmente, as mais belas cachoeiras do parque nacional. O melhor é a entrada gratuita, mas você deve ficar apenas entre 12h e 18h.

Como chegar: siga pela entrada da Chapada dos Veadeiros pela Vila de São Jorge.

 

7 – Cânion da Água Fria - Formosa

2cea3cb3c507c8b22ffa8a4668d7cd84.jpg

O local com o acesso mais difícil desta lista, mas vale muito a pena. Localiza0se em uma área particular, em Água Fria, distrito de Formosa. O mais recompensador da viagem são as três velas cachoeiras: a Bica D’Água, a Fumaça Fria e a Cachoeira Água Fria, a mais visitada da região.

Para a trilha, contrate um guia local e saia bem cedo, pois ela é muito longa e cheia de obstáculos.

Como chegar: a partir do distrito de Água Fria, siga por uma trilha de aproximadamente 10 km.

Saindo de Goiânia: Siga pela BR-060 passando por Brasília (Distância: 343 km).

Saindo de Brasília: Siga pela BR-010 até Planaltina e depois pegue a GO-230

 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Turismo

Descobrimos uma cachoeira impressionante que rouba a cena na Chapada dos Veadeiros

Um achado de tirar o fôlego e ideal para quem gosta de ter contato com a natureza


+ Turismo

Descobrimos um poço incrível com águas cristalinas que é um verdadeiro pedaço do paraíso em Goiás

Com tonalidades verde esmeralda, o poço ainda é pouco explorado na Chapada dos Veadeiros



+ Turismo

Caminho da Mata Atlântica terá mais de 3 mil km e passará por 5 estados brasileiros

O caminho já tem um traçado macro que está sendo implementado, mas nada impede que ele cresça no futuro.


+ Turismo

Conheça Piranhas a cidade com uma das maiores cachoeiras de Goiás

Salto de São Domingos, uma cachoeira com 90 metros de queda d'água


+ Turismo

Conheça Teresina de Goiás o mais novo destino da Chapada dos Veadeiros

Considerada a capital do Caju em Goiás a cidade conquistou sua emancipação em 1988


+ Turismo

Os mais belos jardins japoneses para curtir ou fotografar em Goiás e região

Conheça os significados e sabia que nada em um jardim japonês está lá por acaso


+ Turismo

As 10 melhores cidades turísticas de Goiás

Confira as 10 cidades turísticas mais votadas em nossa enquete e as mais conhecidas de Goiás


MAIS LIDAS DE HOJE

+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2018. Todos os direitos reservados.