21/10/2019 00:22
Notícias / Conteúdo

Aplicativo incentiva troca de peças e consumo sustentável

O Roupa Livre usa o mesmo mecanismo do Tinder

Yasmim
por Yasmim Fleury

Usando a lógica da combinação do aplicativo de encontros Tinder, o Roupa Livre  ajuda no processo de desapego. Com mais de 4 mil usuários, o aplicativo conta com um sistema onde as peças são cadastradas para troca e as pessoas podem dar match ou não. Se combinar, ou seja, quando duas pessoas curtem uma a peça da outra, abre um chat e é possível combinar a troca.

Assim como o Tinder, o Roupa Livre usa um sistema de geolocalização, para garantir que as publicações sejam visualizadas por quem está próximo.  O aplicativo está disponível para download gratuito para o sistema Android e IOS.

 

O aplicativo surgiu como uma solução para aproveitar melhor as peças que já existem, compartilhar, distribuir e assim desacelerar o ritmo de produção de peças novas.

Um novo olhar

Fundamentado no slogan “a gente não precisa de roupas novas. A gente precisa de um novo olhar”, o Roupa Livre é um negócio social pensado a partir de um olhar crítico sobre a indústria da moda e a relação das pessoas com o que elas vestem.

Criado por Mariana Pellicari, Gabriela Mazepa e Elisa Dantas, a ideia começou com um evento de troca e hoje, além do aplicativo, também conta com a Oficina Re-Roupa, o Mapa da Mina, o Café com Costura, diversos cursos, um e-book e serviço de mentoria.

A partir de uma experiência pessoal, Mariana Pelliciari sentiu que era possível transformar a sua relação com a moda.”Passei a me sentir mais bonita, confortável e mais segura de mim com menos roupas no armário. Eu vivi na pele a busca por me sentir realizada através do consumo e não atingi isso. E é baseada nesta experiência pessoal que eu busco inspirar as pessoas”, afirma.

O projeto cria alternativas à forma descartável de consumir roupas, buscando o aproveitamento máximo do que já existe e incentivando a criatividade de encontrar soluções para lidar com o excesso. A partir daí, é possível pensar em menos consumo e mais consciência. Ainda assim, com roupa renovada.

 

Foto Capa: Divulgação

Via: Gazeta do Povo

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Notícias

Prepare o guarda-chuva! Semana terá tempo nublado e chuva em Goiânia e no estado

A temporada de chuvas começa na capital e em todo estado


+ Notícias

Glória Menezes e Tarcísio Meira formam o casal mais antigo da TV Brasileira

Os pombinhos se tornaram um dos casais mais tradicionais da TV brasileira


+ Notícias

Mesmo sem horário de verão, celulares adiantam relógio em uma hora

Horário de verão brasileiro deveria acontecer entre este sábado (19) e domingo (20)


+ Notícias

Site faz saldão de pacotes de viagens com preços a partir de R$ 549

Os pacotes podem ser parcelados em até 3 vezes no boleto ou em 12 vezes sem juros no cartão de crédito


+ Notícias

Tradicional 'Festa de Halloween LGBTQI+' celebra 20 anos em Goiânia

Érica Lins idealizou festa no final dos anos 1990, quando faltavam opções de lazer para o público LGBTQI+ na Capital


+ Notícias

Paciente internado em hospital de Goiânia não via o céu há mais de sete anos

Cássio ficou tomado por um olhar de encantamento e com os olhos marejados de emoção


+ Notícias

Após 23 anos, Glenda Kozlowski deixa a Globo:'Indo embora com o coração apertado'

A jornalista escreveu uma despedida em suas redes sociais


+ Notícias

IFG abre inscrições para cursos de especialização em Goiânia

As inscrições estão abertas e podem ser feitas até o dia 10 de novembro


MAIS LIDAS DE HOJE

+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2019. Todos os direitos reservados.