21/08/2019 15:44
Notícias / Conteúdo

Ator de 'Thor' morre aos 42 anos e deixa carta de despedida: 'não fui um homem bom'

Isaac Kappy, que também ficou conhecido por seus papéis em 'Breaking Bad' e 'O Exterminador do Futuro' desabafou nas redes sociais

Marcelo
por Curta Mais

Nesta terça-feira (14), morreu o ator Isaac Kappy, que ficou conhecido por seus papéis em 'Breaking Bad', 'O Exterminador do Futuro: A Salvação' e 'Thor'. O artista, de 42 anos, se jogou da ponte Transwestern, em Bellmont, no Estados Unidos, e acabou sendo atropelado por um carro.

Testemunhas que passaram pelo local disseram que tentaram convencer Isaac a não pular, mas as tentativas foram vão. 

Antes da sua sua morte, o ator publicou um longo texto nas redes sociais, onde frisou que não era "uma boa pessoa". "Usei as pessoas por dinheiro, traí muita gente e a sua confiança, vendi drogas, não paguei impostos, tenho dívidas, abusei do meu corpo com cigarros e álcool e fui abusivo para outras pessoas que me adoravam, incluindo a minha família", escreveu.

 
 
 
 
 
Visualizar esta foto no Instagram.
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Beware the man that has nothing to lose, for he has nothing to protect.

Uma publicação compartilhada por Isaac Kappy (@isaackappy) em

No passado, o ator se envolveu em polêmicas, com acusação de que teria tentado asfixiar Paris Jackson, filha de Michael Jackson, durante uma festa entre amigos, e também de ter acusado o ator Seth Green de pedofilia.

Busque ajuda especializada

O Curta Mais tem a política de publicar informações sobre casos de suicídio ou tentativas com o objetivo de alertar o leitor a buscar ajuda profissional. O assunto requer cuidado e responsabilidade ao ser veiculado e debatido.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o assunto não venha a público com frequência, para que o ato não seja estimulado. Especialistas também afirmam que não falar sobre o caso pode camuflar o problema e estimular as pessoas a buscarem informações em fontes não confiáveis. 

Depressão, esquizofrenia e o uso de drogas ilícitas são os principais males identificados pelos médicos em um potencial suicida. Problemas que poderiam ser tratados e evitados em 90% dos casos, segundo a Associação Brasileira de Psiquiatria.

Você precisa de ajuda? Entre em contato com o Centro de Valorização da Vida (CVV). A organização atua no apoio emocional e na prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo, por telefone, e-mail, chat e Skype 24 horas todos os dias.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Notícias

Adolescente ataca escola e deixa pelo menos 4 feridos no Rio Grande do Sul

O suspeito fugiu e está sendo procurado pela polícia


+ Notícias

Olha eles: Os goianos Bruno e Marrone viram embaixadores do turismo brasileiro

"Hoje o almoço foi por conta do nosso presidente", escreveu Marrone nas redes sociais


+ Notícias

6 dicas para lidar com o tempo seco

Curta Mais convidou a nutricionista Lorrayne Diniz para melhorar o desempenho e garantir saúde em dia nessa época do ano.


+ Notícias

Gari 'pé de valsa' para dançarina na calçada do Rio de Janeiro e dá uma verdadeira aula de dança

‘A dança é uma paixão, me faz transcender’, afirma José Maurício, gari do RJ que é apaixonado por dança: 'Se me chamar para dançar, danço onde quer que eu esteja'


+ Notícias

BABY SHARK LIVE! O show Oficial do tubarãozinho mais famoso do mundo chega a Goiânia

A turnê exclusiva está confirmada pela primeira vez na cidade com espetáculo oficial


+ Notícias

Cantando 'Bella Ciao' Italianos recepcionam 83 imigrantes que estavam há 19 dias no mar: assista

O barco da ONG Open Arms ficou 19 dias perto da costa italiana e foi autorizado a ancorar nesta terça-feira



+ Notícias

Detran-GO reduz taxas e investe na melhoria do atendimento

A taxa de emplacamento de moto, por exemplo, caiu de R$ 150,02 para R$ 52,98


+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2019. Todos os direitos reservados.