05/12/2019 17:38
Turismo / Turismo em Goiás

Bate e volta: lugares incríveis em Goiás para conhecer num fim de semana

por Curta Mais

Dólar em alta, crise financeira, pouco tempo e uma vontade danada de viajar. Se identificou? Coloque Goiás nos seus planos. Garantimos que você não irá se arrepender - ao contrário, a experiência será surpeendente. Tudo aqui, pertinho, acessível e absolutamente incrível. Não é à tôa que vem gringo de tudo que é canto para conhecer lugares e programas que são todos nossos.

Sim, Goiás é demais e o Curta Mais apresenta aqui mais uma lista obrigatória de passeios para fazer entre 24 horas até 48 horas. Aquele bate e volta de um fim de semana ou num feriado prolongado. Dica: se você conseguir uma folga no trabalho, programe o passeio no meio da semana, quando os preços (de hospedagem e passeios) chegam a cair pela metade, além, é claro, de ter verdadeiros paraísos praticamente só para você.

Descubra, aproveite, experimente... Curta Mais Goiás!

 

1. Rio Quente Resorts – Coladinha em Caldas Novas

Piscinas naturais quentinhas que fazem gringo voar milhares de quilômetros pra curtir isso de perto.

A "parte velha" da Pousada é, por anos, um dos lugares mais queridos pelos estrangeiros.

Rio Quente já foi distrito de Caldas Novas e por isso também tem grande destaque no turismo de águas termais, abrigando o famoso Rio Quente Resorts. Considerado um dos maiores complexos de águas termais do Brasil, a propriedade também conta com o Hot Park, ponto turístico de grande destaque no país.

Outro de seus grandes destaques, a Praia do Cerrado é a maior praia artificial com águas naturalmente quentes do mundo e uma das principais atrações do resort, disponível gratuitamente para os hóspedes do Rio Quente Resorts. Assinantes Premium do Clube Curta Mais tem 45% de desconto nos ingressos para o Hot Park e 35% nas hospedagens dos hotéis do Rio Quente Resort!

Como chegar: Rio Quente fica a 333 km de Brasília, acesso pela GO-020 até Bela Vista de Goiás, então, entre à esquerda na GO-139; no encontro com a GO-213, vire sentido a Rio Quente e logo vire na GO-507.

Informações: (64) 3452-7021.

Rio

Mergulho no Rio Quente

Foto: Goiás Turismo

 

2. Caldas Novas - menos de 2 horas de carro

Cachoeira

Cachoeira no Parque Estadual Serra de Caldas Novas

Foto: Goiás Turismo 

Águas

Caldas Novas possui mais de 200 piscinas termais...

Foto: Secretaria de Turismo de Caldas Novas 

Parque

... e mais de 20 parques e clubes - é água pra curtir o ano inteiro!

Foto: Secretaria de Turismo de Caldas Novas

Uma das cidades mais procuradas pelos turistas brasileiros, Caldas está sendo redescoberta pelos goianos e pelo mundo. Considerada a futura Las Vegas brasileira com a possibilidade da regularização dos cassinos no país, a cidade está em polvorosa com a chegada da rede Hard Rock Internacional. O município oferece muito mais do que as estâncias de águas termais (as maiores do mundo, diga-se de passagem). Maior número de leitos de hotel do país e líder também em turismo para a terceira idade, excelente opção de lazer custo e benefício.

Como chegar: Caldas Novas fica a 171 km de Goiânia, com acesso pela BR-153 (até o trevo de Piracanjuba) e seguir: GO-217, GO-139 e GO-213. Ou pela GO-020, e depois pela GO-139.

Informações de hospedagem e alimentação: Secretaria de Turismo de Caldas Novas e CAT-Caldas Novas: (64) 3454-3524

 

3. Trindade (coladinha em Goiânia)

TRINDADE

Em forma de cruz, a basílica de Trindade é a única dedicada ao Divino Pai Eterno.

Ele é o cara! O jovem e carismático Parde Robson comanda missas lotadas toda semana!

Por ser a única basílica do mundo dedicada ao Divino Pai Eterno, o lugar também atrai estrangeiros de muitos partes, especialmente da América do Sul. O templo católico, localizado no município goiano de Trindade, a vinte minutos de Goiânia, recebe milhares de fiéis todos os meses e é lugar de peregrinação durante a tradicional Festa de Trindade. O evento religioso ocorre todo ano, iniciando-se no último sábado do mês de junho e finalizando-se no primeiro domingo do mês de julho em Trindade, no estado de Goiás, onde recebe mais de 3 milhões de fiéis, durante seus 9 dias de duração. Ao visitar Trindade, não deixe de conhecer a Sala dos Milgares na Basílica do Divino Pai Eterno: uma experiência única de fé e devoção. 

Não deixe de conhecer também a Paróquia Matriz do Divino Pai Eterno – Igreja Velha.

Como chegar: Trindade fica a 25 km de Goiânia, com acesso pela GO-060.

Programa obrigatório: Presenciar a Festa do Divino Pai Eterno, a sala dos milagres e ver ao vivo as missas do Padre Robson.

Informações: (62) 3506-7041

 

4. Corumbá de Goiás– menos de 2 horas de Goiânia

Salto

Incrível cachoeira Salto Corumbá

Foto: Nailton Barbosa

A principal atração de Corumbá de Goiás é o Salto de Corumbá, complexo que abriga sete (incríveis) cachoeiras e conta com área de camping, pousada com restaurante, e, claro, muitas belezas e riquezas naturais. O destaque vai para a Salto Corumbá, com 50 metros de queda, e capa da edição de dezembro da revista Traveler, da National Geoographic.

Como chegar: Corumbá de Goiás fica a 113 km de Goiânia, com acesso pela GO.

Informações: Secretaria Municipal de Turismo, Esporte e Lazer de Corumbá: (62) 3338-1576

Salto

Cachoeira Salto Corumbá

Foto: Marcos Moura

 

5. Paraúna – aproximadamente 2 horas de viagem a partir de Goiânia

Salto

Cachoeira do Desengano

Foto: Prefeitura de Paraúna

Paraúna guarda mistérios e misticismos – e também muitas belezas naturais. Pra curtir a esticadinha na cidade, vale conhecer a Cachoeira dos Sonhos, com três quedas d’água em sequência, com poços de águas cristalinas adequados para banho; a Cachoeira do Desengano, um pequeno cânion com sequência de escorregadores naturais de pedra e poços para banho; e a Cachoeira do Cervo, que possui uma queda de 14 metros.

Como chegar: Paraúna fica a 156km de Goiânia, com acesso pela BR-060 e GO164/GO-320

Informações: (64) 3957-7045

Cachoeira

Cachoeira do Cervo

Foto: Prefeitura de Paraúna

 

6. Pirenópolis – aproximadamente 2 horas de viagem 

Cachoeira

Cachoeira do Abade

Foto: Moisés Nazário

Um dos destinos turísticos preferidos da população goianiense, Pirenópolis é rica em história e riquezas naturais. Além de conhecer o centro histórico da cidade, que foi tombada como conjunto arquitetônico, urbanístico, paisagístico e histórico pelo IPHAN em 1989, vale aproveitar a esticadinha para tomar banho na cachoeira do Abade, com 22 metros de queda e rodeada por uma praia de areia branca; e nas cachoeiras do Lázaro, do Rosário, da Fumaça, da Meia Lua e dos Dragões.

Como chegar: Pirenópolis fica a 128 km de Goiânia, com acesso pela GO-431.

Informações: Secretaria de Turismo de Pirenópolis: (62) 3331-2416 | CAT - Pirenópolis: (62) 3331-2633

Cachoeira

Cachoeira do Lázaro

Foto: Fábio Malaguti

 

7. Cocalzinho de Goiás – a aproximadamente 2h de viagem

Cachoeira

Cachoeira dos Pirineus

Foto: Goiás Turismo

Erguida às margens do Rio Corumbá, a cidade é cortada por vários córregos e rios, que criam cachoeiras como a dos Caiapós, do Morrinho dos Pireneus, do Pedro Belo e Sete Grota. Programa obrigatório na cidade é curtir a tirolesa Voo dos Pirineus, com 567 metros de comprimento. Na região também são produzidos vinhos finos e premiados com uvas europeias, na Fazenda Pirineus Vinhos e Vinhedos. Também vale conhecer a Caverna dos Ecos, que abriga o maior lago subterrâneo da América Latina.

Como chegar: Cocalzinho de Goiás fica a 136km de Goiânia, com acesso pela BR-060, BR-153 e BR-414.

Informações: (62) 3339-1527

Voo

Voo dos Pirineus

Foto: Goiás Turismo

 

8. Cidade de Goiás – a aproximadamente 2h10 de Goiânia

Cachoeira

Cachoeira das Andorinhas

Foto: Vila Boa de Goiás

Outro destino turístico muito procurado pelos goianienses é a Cidade de Goiás, berço da poetisa Cora Coralina. A cidade é indicada para os que procuram programas mais tranquilos, como passeios pelo centro histórico da cidade e visitas a museus. Mas, a a Cidade de Goiás também abriga cachoeiras, como a das Andorinhas.

Como chegar: A Cidade de Goiás fica a 142 km de Goiânia, com acesso pela GO-070.

Informações: CAT - Goiás: (62) 3371-7713 | (62) 8596-4227

Museu

Museu Casa de Cora Coralina

 

9. Vila Propício – a aproximadamente 3h de viagem

Lago

Mergulho no Lago Azul, em Vila Propício

Foto: Do Cerrado via Youtube

Conhecida por ter o segundo maior complexo de cavernas do Centro-Oeste, com mais de 50 cavernas e grutas que atraem turistas do Brasil e do mundo, a cidade de Vila Propício possui ainda outras belezas naturais, como a Cachoeira Rio dos Patos e o incrível Lago Azul, de águas azuis e cristalinas, perfeito para banho e mergulho e programa obrigatório na esticadinha.

Como chegar: Vila Propício fica a 188km de Goiânia, com acesso pela BR-060, BR-153 e GO-338.

Informações de hospedagem e alimentação: (62) 3320-0184

 

10. Formosa – a aproximadamente 3h45 de viagem

Recanto

Recanto das Cachoeiras

Foto: Secretaria de Turismo de Formosa 

A cidade de Formosa é um mundo a ser desbravado pelos aventureiros, com cachoeiras, grutas, quedas livres, trilhas e rampas de voo livre. Na esticadinha, vale tomar banho no Recanto das Cachoeiras, que reúne duas quedas d’água, na Cachoeira do Bisnau e as Cachoeiras do Indaiá. Também é possível praticar esportes aquáticos como jet ski e canoagem na Lagoa Feia.

Como chegar: Formosa fica a 281 km de Goiânia, com acesso pela BR-153 e em seguida pela GO-118.

Informações: CAT (Centro de Atendimento ao Turista) de Formosa: (61) 9686-0142

Cachoeiras

Cachoeiras do Indaiá

Foto: Secretaria de Turismo de Formosa

 

11. Cristalina – a aproximadamente 3h50 de viagem

Cachoeira

Cachoeira do Arrojado

Cristalina é tida por muitos místicos como o ponto de equilíbrio do mundo, graças ao magnetismo do seu solo e o trabalho com cristais e pedras preciosas. A cidade abriga cachoeiras como a do Arrojado e dos Borellas, mas o grande atrativo da cidade é a Pedra do Chapéu do Sol, bloco de granito de quase 100 toneladas, equilibrada há milhões de anos em uma base de pouco mais de 1 metro e tido como ponto de equilíbrio do universo.

Como chegar: Cristalina fica a 282 km de Goiânia, acesso pela BR-352.

Informações: (61) 3612-7658

Cachoeira

Cachoeira dos Borellas

 

12. Alto Paraíso (vale muito a esticadinha)

Vale

Vale da Lua em Alto Paraíso de Goiás. Vá com um dicionário internacional!

A cidade também é conhecida por ufólogos de todo o planeta (Terra) que dizem que os ETs aparecem por lá.

O mundo se encontra aqui: comunidades recebem viajantes de todos os continentes.

Talvez uma das maiores concentrações de gringos por metro quadrado, Alto Paraíso é destino zen e tido por muita gente como o "fim do mundo", uma espécie de paraíso na terra. Misticismo e natureza exuberante são os principais atratativos da cidade que é uma das portas de entrada para o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Alto Paraíso de Goiás possui mais de 120 cachoeiras catalogadas e é um destino indicado para quem procura turismo de aventura e ecoturismo. O lugar conta com diversas comunidades alternativas que recebem gente de várias parte do mundo.

Como chegar: Alto Paraíso de Goiás fica a 423 km de Goiânia, acesso pela BR- 153 e depois pela GO-118.

Programa obrigatório: Conhecer o Vale da Lua, as Cachoeiras Almácegas I e II e os Saltos Rio Preto I e II.

Informações: (62) 3446-1159

 

13. Rio Araguaia (o que são três horinhas de carro?)

ARA

Afinal, qual outro lugar no mundo com um pôr do sol assim?

Fisgar uma Pirara ou uma Piraíba é sonho de quase todo pescador.

Yes, nós temos mar, e tá pra peixe! A pesca esportiva no Rio Araguaia atrai pescadores de todos os cantos que ajudam a implusionar a economia da região. Destaque para Luiz Alves, município de São Miguel do Araguaia com boa estrutura de hotéis e pousadas. Todo mês vários grupos de estrangeiros desembarcam por lá em busca da pesca esportiva. Fisgar uma Pirara ou uma Piraíba é sonho de quase todo pescador. O Araguaia tem uma das maiores diversidades de peixes médios (até 7 quilos) do mundo. "A maioria dos nossos turistas estrangeiros vem da Europa, atraídos pela pesca esportiva e pelas belezas do Araguaia", conta Frederico Faleiro da Pousada Canoeiros em Luiz Alves, município de São Miguel do Araguaia, a 520 km de Goiânia.

Como chegar: São Miguel do Araguaia fica a 475 km de Goiânia, com acesso pela GO–070.

Programas obrigatórios: Pesca esportiva em Luiz Alves, distrito de São Miguel do Araguaia (foi cenário da novela "Araguaia", da Rede Globo!); Banho e esportes aquáticos na Praia do Foguete: Mais pesca esportiva, banhos e jet ski nos rios Araguaia, Cristalino, Crixás e Pintado; Acesso à Ilha do Bananal, maior ilha fluvial do mundo e Reserva da Biosfera pela UNESCO.

Informações de hospedagem e alimentação: Secretaria de Turismo: (62) 3977-7152 | (62) 3977-7153 | CAT – São Miguel do Araguaia: (62) 3382-3140

 

14. Terra Ronca (sair na quinta pra voltar no domingo a noite)

Vídeo mostra as belezas do lugar.

TERRA

Entrada da caverna da Terra Ronca em Goiás.

Criado em julho de 1989 e situado no Estado de Goiás, entre os municípios de Guarani de Goiás e São Domingos, o Parque Estadual de Terra Ronca possui mais de 60 cavernas molhadas, ou seja, atravessadas por rios, e cerca de 200 secas, é considerado um dos maiores, não só do Brasil como da América Latina e também do mundo. Com área aproximada de 57 mil hectares, lá se encontram grutas de raríssima beleza, como as de Terra Ronca, Angélica e a de São Mateus. Segundo pesquisadores, a expressão Terra Ronca deriva do rugido dos rios que atravessam as cavernas, e do burburinho das cachoeiras que despencam em seu interior.

Como chegar: São Domingos fica a 641 km de Goiânia, acesso pelas BR-060 e BR-020.

Programa imperdível: Visitar o complexo cavernícola do Parque Estadual de Terra Ronca, que concentra inúmeras grutas como a de Terra Ronca (que deu nome ao parque), São Mateus e Angélica, com galerias quilométricas e grande volume dos cursos d'água.

Informações: (62) 3425-1516

 

15. Parque das Emas (você simplesmente precisa conhecer isso)

Fenômeno

É coisa nossa! O fenômeno ocorre todo ano com pico entre os meses de outubro e novembro.

Carro

Carro Safari no Parque Nacional das Emas. É possível alugar o veículo para passeios pela Unidade de Conservação.

Vem gente de tudo o que é canto conhecer essa raridade da natureza que só acontece em Goiás em meio a um cenário de beleza ímpar. Com 132 mil hectares de vegetação do cerrado, o Parque das Emas fica entre os municípios de Mineiros, Chapadão do Céu, em Goiás; e parte de Costa Rica, no Mato Grosso do Sul. Recebeu da Unesco o título de Patrimônio Natural da Humanidade por abrigar 1.600 espécies de animais e 500 tipos de plantas nativas. Entre as belezas encontradas no local, cerca de 20 milhões de cupinzeiros transformam-se em esculturas de terras iluminadas com o efeito da bioluminescência. Em períodos de chuvas, logo após o mês de outubro, as larvas de vagalumes se abrigam nos buraquinhos esculpidos nos cupins. À noite, elas emitem luzes esverdeadas, atraem e comem outros insetos. Os ingressos podem ser retirados com 48 horas de antecedência, documento conhecido por voucher, nos Centros de Atendimento ao Turista (CATs), na cidade de Mineiros, ou em agências de viagem. A entrada e visitação são mais fácies pelo Chapadão do Céu, a 460 km de Goiânia.

Para visitar o Parque Nacional das Emas, é necessário portar um ingresso, que deve ser emitido com antecedência por um dos CATs ou Agências de Turismo existente nas cidades de Mineiros ou Chapadão do Céu, em Goiás. É recomendado visitar o Parque acompanhado por guias – os municípios possuem guias capacitados para acompanhar os turistas, e as diárias custam em média R$180 para acompanhar 12 pessoas.

Central de Atendimento ao Turista de Mineiros

Endereço: Avenida Alessandro Marchió, N169, Centro

Telefone: (64) 3661-0006 | (64) 3661-0005

Email: [email protected]

Central de Atendimento ao Turista de Chapadão do Céu

Telefone: (64) 3634-1517

Valores para acessar o Parque Nacional das Emas

R$6,50 por pessoa para moradores de algum dos municípios vizinhos do Parque Nacional das Emas

R$13 por pessoa caso seja morador de outros municípios que não estejam na divisa com o Parque, como Goiânia, ou de outros estados ou países.

Estão isentos de pagamento: estudantes, crianças menores de 8 anos e maiores de 60 anos.

Horários de visitação

Diariamente das 07h às 16h.

Períodos de bioluminescência: das 07h às 23h.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Turismo

Descubra como é voar de Parapente e sentir a adrenalina do alto em Goiás

O Curta Mais traz para você essa indescritível experiência de liberdade com dicas e informações


+ Turismo

Parque Ecológico Indaiá: Um roteiro de cachoeiras incríveis para fugir da vida urbana

Uma imersão da Curadoria do Curta Mais no complexo de cachoeiras incríveis de Formosa (GO)


+ Turismo

Conheça a Catedral de Formosa, um exemplar de fé e arquitetura em Goiás

A construção data da primeira metade do século 19 e já passou por restaurações


+ Turismo

Conheça duas cidades de Goiás que comemoram aniversário neste sábado

Itaberaí e Pires do Rio estão assoprando velinhas. Conheça um pouco de suas economias e o que fazer em cada uma delas


+ Turismo

Conheça a Trilha dos Mirantes em Goiás e surpreenda-se com uma das mais belas paisagens do cerrado

Caminho é simples, rápido e não requer muitos esforços


+ Turismo

Descobrimos uma cachoeira surreal em Goiás que é um verdadeiro cenário de filme

Conhecemos de perto um verdadeiro oásis em meio ao cerrado goiano


+ Turismo

Centro histórico de Goiânia ganha nova galeria de arte a céu aberto com entrada gratuita

Espaço Ursulino Leão: antes lote baldio e destino de lixo e entulho, agora, uma galeria de arte a céu aberto


+ Turismo

Laboratório: uma trilha de Mountain Bike perfeita dentro de Goiânia que provavelmente você não sabia que existia

Localizada há 10 minutos do Centro, a Trilha do Laboratório é considerada uma das melhores dos arredores da capital goiana


MAIS LIDAS DE HOJE

+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2019. Todos os direitos reservados.