17/08/2019 19:48
Tecnologia / Inovação

Coração é impresso em 3D em a partir de tecido humano

O estudo, publicado na revista Advanced Science, abre caminho para a realização de transplantes sem risco de rejeição, já que o órgão é feito com células do próprio paciente

Bianca
por Bianca Stephania G Siarom

Cientistas da Universidade de Tel Aviv, em Jerusalém, apresentaram um coração vivo feito a partir de tecido humano com uma impressora 3D.

O estudo, publicado na revista Advanced Science, abre caminho para a realização de transplantes sem risco de rejeição, já que o órgão é feito com células do próprio paciente.

Cientistas da Universidade de Tel Aviv, em Jerusalém, apresentaram um coração vivo feito a partir de tecido humano com uma impressora 3D.

O estudo, publicado na revista Advanced Science, abre caminho para a realização de transplantes sem risco de rejeição, já que o órgão é feito com células do próprio paciente.

Já haviam conseguido imprimir em 3D a estrutura de um coração, mas esta é a primeira vez que alguém consegue projetar e imprimir um coração inteiro, repleto de células, vasos sanguíneos, ventrículos e câmaras", disse ontem (15) o professor Tal Dvir, que liderou a pesquisa, ressaltando que o coração está completo, vivo e palpitando.

"Realizamos uma pequena biópsia de tecido adiposo do paciente, removemos todas as células e as separamos do colágeno e de outros biomateriais, as reprogramamos para que fossem células-tronco e, então, as diferenciamos para que sejam células cardíacas e células de vasos sanguíneos", detalhou.

O protótipo de coração tem cerca de três centímetros, o equivalente ao tamanho do órgão de um coelho ou de uma cereja.

No momento, as células podem se contrair, mas o coração completo não bombeia. "Ainda é muito básico", disse Dvir.

Transplante

De acordo com o pesquisador, é preciso desenvolvê-lo mais, para conseguir um órgão que possa ser transplantado para um ser humano.

"O próximo passo é amadurecer essas células e ajudá-las para que se comuniquem entre elas, de forma que se contraiam juntas. É preciso ensinar as células a se comportarem adequadamente", explicou.

"Depois, teremos outro desafio, que é conseguir desenvolver um coração maior, com mais células. Temos que descobrir como criar células suficientes para produzir um coração humano", acrescentou.

Futuramente, a equipe liderada por Dvir planeja transplantar os corações em pequenos animais, como coelhos e ratos.

"Talvez, em dez anos, haja impressoras de órgãos nos melhores hospitais do mundo, e esses procedimentos sejam conduzidos rotineiramente", finalizou Dvir.

Via: Agência Brasil

Foto: JACK GUEZ / AFP

Notícias sobre:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Tecnologia

Extinção dos likes? Instagram inicia testes para ocultar as curtidas no Brasil

Objetivo da empresa é melhorar os engajamentos da plataforma para além dos likes


+ Tecnologia

Com chiclete para astronautas, estudantes de Goiânia vencem torneio de robótica da NASA

Equipe superou 70 equipes de 12 países na competição, que é considerada uma das mais importantes do mundo


+ Tecnologia

Nintendo anuncia lançamento de novo console, o Nintendo Switch Lite

Nova versão do console terá três opções de cores, bateria durável e preço acessível


+ Tecnologia

Estudantes de Goiânia representam o Brasil em torneio de robótica da NASA

Chiclete inovador para astronautas leva estudantes do Sesi Canaã para torneio de robótica da NASA nos Estados Unidos


+ Tecnologia

Brasileira de 16 anos ganha bolsa de estudos em programa da NASA

A estudante carioca Lara Campos, ganhou uma bolsa para participar da Academia de voos da NASA durante 6 dias nos EUA


+ Tecnologia

Wizards Unite: O jogo de realidade virtual inspirado no universo de Harry Potter

Dos mesmos criadores de Pokemon Go, o jogo Harry Potter: Wizards Unite chega ao Brasil. Venha ver o que o aguarda nessa aventura mágica


+ Tecnologia

Instagram e Facebook liberam no Brasil função que adiciona músicas nos stories

Após ser lançado em 7 países no ano passado, finalmente sticker chega aos brasileiros


+ Tecnologia

Amazon e Alibaba interessadas em comprar os Correios

As gigantes do comércio eletrônico discretamente estudam a possibilidade de comprar


+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2019. Todos os direitos reservados.