20/07/2018 07:44
Notícias / Conteúdo

Criaram uma roupa que cresce com as crianças

Feita com tecido plissado, a mesma peça veste desde bebês de 4 meses até crianças de 3 anos de idade

Marcelo
por Marcelo Albuquerque

Sabe aquela roupa novinha que não vai servir mais em pouco tempo? Quem tem filho pequeno conhece de perto esse problema.

Pensando em resolver isso, o empreendedor britânico Ryan Mario Yasin criou a Petit Pli. A empresa, com sede em Londres, promete combater o desperdício e garantir uma boa economia para os pais.

Yasin usou os conhecimentos adquiridos no curso de engenharia aeronáutica e no programa de inovação em design do London’s Royal College of Art para desenvolver um tipo diferente de tecido, que pode ser esticado em duas direções, sem deformar e sem perder a qualidade. A decisão surgiu depois que ele decidiu comprar roupinhas para o sobrinho que mora na Dinamarca – até conseguir fazer uma visita, nada mais servia.

Para conseguir o efeito desejado, fez experiências com tecidos plissados em vários padrões – a intenção era chegar a um material que esticasse em duas direções ao mesmo tempo. Para o primeiro protótipo, criou o plissado aquecendo o tecido em um molde especial no forno de sua casa. Funcionou: as calças serviam tanto no sobrinho de poucos meses quanto na sua sobrinha de dois anos.

Para que a roupa não deformasse, usou um conceito de física chamado de Negative Poisson’s ratio. “Por essa teoria, determinados materiais, quando esticados, se tornam mais fortes no sentido perpendicular à força aplicada – dessa maneira, o material não fica mais fino nem perde qualidade quando esticado”, disse a Fast Company.

Por enquanto, os modelos, desenhados para vestir crianças de 4 a 36 meses, ainda não estão à venda.  São roupas unissex, laváveis, à prova d’água e do vento, leves, duráveis fáceis de dobrar e de lavar. Em teoria, a iniciativa serviria para reduzir o desperdício e o impacto ambiental causado pela indústria têxtil. “Esperamos passar para os novos pais, e também para as crianças, conceitos de sustentabilidade e longevidade.”

Por sua invenção, Yasin ganhou o prêmio de melhor empresa britânica no prêmio de design internacional James Dyson 2017. Caso vença também a categoria internacional, receberá um prêmio de US$ 40,000. Yasin quer usar os recursos para criar uma linha completa e começar a vender ainda este ano.

Confira o vídeo e veja como a roupa funciona:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Notícias

DC Films divulga imagem de Shazam em seu filme que virá em 2019

Está preparado para o Shazam? Já sabe tudo sobre o herói de 1940 que terá filme lançado em 2019? Poderes, Historia e Personalidade?


+ Notícias

Cachorrinha é flagrada andando de moto em... Goiânia!

O vídeo foi registrado em uma avenida do Bairro Goiânia 2 e viralizou nas redes sociais


+ Notícias

Jovens goianos ganham 1º lugar nacional de Física e chegam a China para representar na Copa Mundial

A seleção de futebol pode não ter atingido o que as expectativas da galera pensavam, mas parece que nossa seleção jovem de física está quase lá!


+ Notícias

Em vídeo, Neymar se manifesta sobre a fama de cai-cai e tira onda com o 'Neymar Challenge'

Muito criticado durante a Copa do Mundo, o craque decidiu levar tudo na esportiva



+ Notícias

Conheça o Clube de Costura: o espaço colaborativo de moda em Goiânia

O 'coworking da moda' oferece uma estrutura completa de trabalho para a pesquisa, criação e produção de moda e é perfeito para fazer networking


+ Notícias

Goiânia terá vista privilegiada para Eclipse de Lua Vermelha em Julho

Você sabe por que é tão raro um eclipse de lua vermelha? Como acontece? Por que acontece? Quando podemos vê-la?


+ Notícias

Livro reunirá Turma da Mônica e Menino Maluquinho pela primeira vez

Lançamento será na Bienal do Livro em São Paulo, em agosto


MAIS LIDAS DE HOJE

+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2018. Todos os direitos reservados.