Goiano ganha fama internacional ao criar réplica que voa do avião 14 Bis - Goiânia
14/08/2018 20:18
Notícias / Conteúdo

Goiano ganha fama internacional ao criar réplica que voa do avião 14 Bis

Existem três réplicas no mundo e apenas a de Caldas Novas levanta voos

por Curta Mais

Filho do sapateiro José Calassa e da porteira-servente Onofra, Allan dividia a casa com quatro irmãos: Munir, Almir, Maria José e Simone Beatriz, quando criança, Allan Calassa viu uma nota de 10 mil cruzeiros, na qual havia o rosto de Santos Dumont de um lado e do outro, a imagem do avião 14 Bis.

Com uma mente inquietante, o garoto não se fascinou pelo dinheiro, mas pelos desenhos que a ela pertenciam. Allan pesquisou até descobrir que aquela feição pertencia a um dos maiores inventores do mundo. E tudo vingou a seu favor, como o costume que seu pai tinha de juntar livros para formar uma biblioteca pública. Uma dessas obras ensinava a construir um avião em casa.


E foi no Sudeste de Goiás, na cidade de Corumbaíba, que Allan, então com 7 anos, reuniu os irmãos e amigos para saírem pela cidade em busca de qualquer coisa que os ajudasse a construir um avião. Com hélice de trator abandonado e motor do cinema da cidade, aconteceu o esperado, a 'coisa' desmoronou inteira.


Algumas coincidências nos fazem crer que a aviação realmente era o destino do jovem: uma de suas músicas preferidas pertence à banda 14 Bis; seu pai o batizou Allan em homenagem a um amigo piloto que morreu enquanto pilotava.

ed34100ff16d21e4bec56b77f6a82c2b.jpg


Além disso, antes mesmo de o Brasil saber do que se tratava, criou uma Asa-Delta, que até planou, mas teve suas asas caídas, assim como o amigo que se propôs a pilotá-la. Com o tempo, tornou-se piloto autodidata.


Mas, seu sonho supremo era construir uma réplica perfeita do 14 Bis, mesmo sem Santos Dumont ter deixado projetos do avião.


Então, com fotos e relatos da época, o projeto 14 Bis - 100 Anos Depois, foi colocado em prática e realizado com sucesso. Com as mesmas medidas, mesmos materiais, mesmas vitórias, Allan tornou realidade o que muitos consideram impossível, até mesmo para sua época.

Allan viaja o mundo expondo sua obra, em cidade como Paris (FR) [ na qual Santos Dumont realizou o primeiro voo do mundo]. Assim como nos Estados Unidos, país que nega a paternidade da aviação a Dumont, em uma das maiores feiras do setor, com 26 mil aviões, na qual o 14 Bis de Allan foi destaque absoluto.

Calaça construiu duas réplicas perfeitas, uma está no Museu do Ar em Portugal e outra no Museu do Ar da França. Uma outra réplica percorre exposições nos cinco continentes. Esta fica em Caldas Novas (GO), onde Allan mora atualmente.

Imagem: Juliano Damasio / Airliners

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Notícias

Chorinho retorna à calçada do Grande Hotel em Goiânia com entrada gratuita

A programação especial de 1 ano do projeto terá apresentações do grupo Choro à Vontade e das cantoras Rainy Ághata e Claudia Garcia.


+ Notícias

Artista Wes Gama expõe mais de 30 obras sobre o universo caipira em Goiânia

Artista plástico e muralista tem como marca retratos da figura popular no universo psicodélico


+ Notícias

Imagina entrar no mar sem se preocupar com os tubarões

Pulseira funciona como repelente contra tubarões


+ Notícias

Uber Eats chega a Goiânia com entrega grátis

Depois de 6 cidades, finalmente chegou a vez de Goiânia


+ Notícias

Encontro com mais de 300 veículos antigos acontece em Goiânia

Encontro de veículos antigos do centro-oeste conta com mais de 300 clássicos para exposição


+ Notícias

Terapias à base de florais, reiki e acupuntura para aliviar o estresse em Goiânia

Conheça as terapias holísticas que cuidam do corpo e da mente com tratamentos 100% naturais


+ Notícias

Rainha do Soul, Aretha Franklin está em estado grave

Segundo um amigo da cantora, ela está 'gravemente doente em Detroit' e 'a família pede orações e privacidade'


+ Notícias

Goiano cria réplica do 14-Bis e vai parar em minissérie da HBO

100 anos depois, vôo em praça pública será reconstituido


+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2018. Todos os direitos reservados.