21/04/2019 19:17
Notícias / Conteúdo

Governo libera salários atrasados e greve do Basileu acaba

Além do pagamento, o corte antes exigido não será cobrado

Etielly
por Etielly Haag

A paralisação dos professores e servidores administrativos do Itego em Artes Basileu França foi encerrada na manhã desta quinta-feira (08). A decisão foi confirmada em assembleia após uma sinalização apresentada à Secretaria de Desenvolvimento.

Segundo a diretora da Escola, Lóide Magalhães, o governo garantiu o pagamento dos dois meses de salários atrasados mediante a volta das atividades do Basileu França. Pelo acordo, o Estado deve repassar o pagamento referente ao mês de setembro até hoje (09) e o mês de outubro até 25 de novembro.

Outra motivação da paralisação era o corte antes previsto para o quadro de professores, entretanto, o Centro de Gestão em Educação Continuada (Cegecon) - organização que faz a gestão do Basileu - confirmou que as demissões não serão mais necessárias.

Lóide afirma que o calendário de reposição de aulas já está sendo elaborado e será apresentado aos alunos na próxima semana.

 

NOTÍCIAS RELACIONADAS



+ Notícias

Cidades do interior de Goiás ganham aplicativo de transporte alternativo com corridas a partir de R$ 6

Pirenópolis, Jaraguá, Uruaçu, Ceres, Rialma, Goianésia, Barro Alto e Niquelândia serão as primeiras cidades a receber o serviço


+ Notícias

Após 20 anos, Palmirinha se emociona ao reencontrar Ana Maria Braga 'Hoje Posso Morrer'

"Eu aprendi muito com você. Foi quando eu pude aprender a falar na televisão. Eu falava 'xicra' e você me ensinou a falar 'xícara', Aninha", relatou Palmirinha


+ Notícias

Morre o produtor cultural Marcos Fayad, um dos fundadores do Martim Cererê em Goiânia

Diretor recebeu várias homenagens na internet. Fayad deixa um grande legado das artes em Goiânia



+ Notícias

Marco Feliciano protocola pedido de impeachment do vice-presidente Mourão

Deputado Federal fiz que Mourão é "desleal" ao Presidente Jair Bolsonaro


+ Notícias

Passagem de ônibus em Goiânia e região metropolitana aumenta e passa a custar R$ 4,30

Ao todo foram 7 votos a favor e 2 contra na reunião pela CDTC no Paço Municipal


MAIS LIDAS DE HOJE

+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2019. Todos os direitos reservados.