18/06/2018 01:07
Turismo / Turismo em Goiás

Ouroana: o santuário ecológico, turístico e dos esportes radicais que poucos conhecem em Goiás

São mais de 80 cachoeiras cercadas por piscinas naturais, lagos e riachos

por Curta Mais

Imagine só uma cidade com cerca de apenas 2.000 habitantes, no interior de Goiás e pouco conhecida pelos goianos. Imaginou um local monótono? Então prepare-se para se surpreender com um achado turístico que de entediante não tem nada! Estamos falando de Ouroana, distrito localizado a 60 km de Rio verde, cercado por paredões rochosos e muito verde! Vamos lá?

06d5735fda056b69be505e3cba6e7d75.jpg

Vista aérea do distrito.

A pequena cidade, que teve início por volta de meio século atrás, começou como um pequeno loteamento realizado por um senhor conhecido popularmente como “Senhor Ouro” - o lugar recebeu o nome de Águas Limpas. Posteriormente, Águas Limpas cresceu e se tornou Ouroana – nome dado em homenagem aos seus fundadores. O senhor Ouro foi o primeiro oficial civil, escrivão e proprietário do tabelião onde trabalhou por quase 30 anos.
Todavia, antes mesmo de ser um povoado, houve na região a construção de um casarão histórico em 1930 (ou também conhecido como Sede Rústica, criada com madeira encaixada uma à outra e com a presença marcante de jardim com coqueiros e pomares), que é mantido intacto até hoje.

7ab852cb54591a6de12c3cf2eccd640b.jpg

Estilo arquitetônico tradicional presente em algumas construções de Ouroana.

A comunidade local tem a produção de leite como sua principal fonte de renda. Para se ter uma ideia, mais de 200 pessoas vivem da produção leiteira na cidade. Outros moradores trabalham com a lida do campo, outro ponto forte da economia. Para ampliar ainda mais estas produções, pecuaristas da cidade investiram em tecnologia nos últimos anos – não deixando a desejar no quesito inovação.
Os negócios agropecuários de Ouroana incentivaram a criação de uma das festas agropecuárias mais tradicionais da região, a Festa do Leite, que atrai muitos moradores das redondezas todos os anos. A festa conta com o que a cidade produz de melhor, como alimentos típicos, em especial o doce de leite, o queijo (branco e temperado) e o requeijão. Além disso, o rodeio chama atenção, contando com a participação até mesmo de crianças, que montam em carneiros e minitouros!

Natureza

Agora, o que mais chama atenção em Ouroana, além da hospitalidade de seu povo, são suas belezas naturais! Saindo de Rio Verde e pegando a BR-452 (estrada simples, mas geralmente em boas condições), a vista é de encher os olhos! Enormes paredões rochosos se misturam ao verde do local e dão uma amostra do que está pela frente.
Após chegar em Ouroana, bastam apenas vinte minutos de carro até avistar lugares inspiradores. São mais de 80 cachoeiras cercadas por piscinas naturais, lagos e riachos! Vale ressaltar que as estradas que levam até os paraísos naturais são de acesso um pouco mais complicado, sendo preciso se preparar com antecedência antes de enfrentar os caminhos de terra.

aefcc373eda828ce422e7b8999f8cf30.jpg

Leito de rio em Ouroana.

a89dd2fd0d92e0efd23eee2fafd5063b.jpg

Rio Cabeleira.

A promessa é de que vale a pena enfrentar as estradas - e as trilhas por vezes complicadas, para conhecer as belezas naturais de Ouroana: um lugar onde a natureza é generosa, mas sem modéstias. Piscinas cristalinas naturais, vales harmonicamente verdes e paredões de pedra esculpidos pelo caminho feito pelos rios e cachoeiras com quedas de até 80 metros!

f6c0383d72f491d9d73c8b28769d0ec2.jpg

d64ad13784d5c256c0cd3f7d1e2689bf.jpg

Cachoeira Água Limpa.

Vídeo com imagens de Ouroana. Fonte: Youtube/Jonivan Cardoso.

Além de ser um santuário ecológico (que é protegido com carinho pelos visitantes e moradores), Ouroana está ficando cada vez mais conhecida por ser um centro dos esportes radicais. Aventureiros de diversas regiões tem ido para o distrito realizar esportes como parapente, paramotor, motocross, mountain bike e rapel.
O distrito possui até o Centro de Atendimento ao Turista-CAT (e com razão!), já que pontos turísticos não faltam para atrair cada vez mais visitantes. Já foram realizados até eventos específicos para os amantes dos esportes radicais da região. Tudo isso visando tornar mais conhecidas tais atividades de Ouroana.

7c3b3806891d13d8164742f908b2b2d6.jpg

Centro de Atendimento ao Turista (CAT), de Ouroana.

Os turistas que visitam o distrito são convidados não somente a visitar as cachoeiras e trilhas mata adentro, mas também a aventurarem-se em rampas de decolagem de parapente e paramotor. Uma delas é conhecida como Rampa Jatobá e para chegar ao seu topo, é preciso subir mais de 170 metros, em um caminho com muitos obstáculos. Do alto da rampa, a vista é exuberante e revela uma Ouroana plena em sua majestosidade verde.

33e729adc852e1cdaf252d2cec8d65b5.jpg

Encontro de jipes com gaiola.

Vídeos: Parapente/YouTube/Altair Oliveira de Medeiros.

Para todos que desejam saber mais sobre a cidade, ou visitar as inúmeras atrações que ela proporciona, a dica é que entrem em contato com o CAT da cidade, por meio das informações oferecidas em nossa seção de serviço. É hora de aventurar-se e descobrir mais uma “pedra preciosa” do turismo goiano!

Serviço

Centro de Atendimento ao Turista (CAT) de Ouroana
Página no Facebook | clique aqui;
Telefone: (64) 3628-1184;

Fotos de Capa: Ilustração/Ouroana/Vídeo/Parapente(Ilustração/Google)

Fotos: Ilustração/Vídeo/CAT de Ouroana.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Turismo

Descobrimos uma cachoeira impressionante que rouba a cena na Chapada dos Veadeiros

Um achado de tirar o fôlego e ideal para quem gosta de ter contato com a natureza


+ Turismo

Descobrimos um poço incrível com águas cristalinas que é um verdadeiro pedaço do paraíso em Goiás

Com tonalidades verde esmeralda, o poço ainda é pouco explorado na Chapada dos Veadeiros



+ Turismo

Caminho da Mata Atlântica terá mais de 3 mil km e passará por 5 estados brasileiros

O caminho já tem um traçado macro que está sendo implementado, mas nada impede que ele cresça no futuro.


+ Turismo

Conheça Piranhas a cidade com uma das maiores cachoeiras de Goiás

Salto de São Domingos, uma cachoeira com 90 metros de queda d'água


+ Turismo

Conheça Teresina de Goiás o mais novo destino da Chapada dos Veadeiros

Considerada a capital do Caju em Goiás a cidade conquistou sua emancipação em 1988


+ Turismo

Os mais belos jardins japoneses para curtir ou fotografar em Goiás e região

Conheça os significados e sabia que nada em um jardim japonês está lá por acaso


+ Turismo

As 10 melhores cidades turísticas de Goiás

Confira as 10 cidades turísticas mais votadas em nossa enquete e as mais conhecidas de Goiás


MAIS LIDAS DE HOJE

+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2018. Todos os direitos reservados.