18/09/2019 00:32
Curiosidades / Histórias

Projeto realizado em Aparecida de Goiânia será apresentado em um dos mais importantes fóruns de desenvolvimento sustentável do mundo

O Projeto Eyes of the Street (Olhares da Rua) deu “olhos” e “voz” a treze crianças que vivem na carente comunidade Terra do Sol

Bianca
por Bianca Stephania

Desenvolvido em fevereiro deste ano junto à comunidade Terra do Sol, em Aparecida de Goiânia, região metropolitana de Goiânia, o Projeto Eyes of the Street (Olhares da Rua) foi selecionado para participar do EDD19 (European Development Days), fórum internacional sobre desenvolvimento que será realizado em Bruxelas, na Bélgica, nos dias 18 e 19 de junho de 2019.

A iniciativa, que nasceu em Londres, das mãos de uma goiana, a antropóloga e empreendedora social Giselle Barboza, e do jornalista e professor de fotografia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Daniel Meirinho, chegou à capital goiana graças a uma parceria entre a Abissal Capitalismo Saudável e a incorporadora SIM Engenharia.

dc90298aadf982a66f8696e6413af7af.jpgFoto selecionada para o Fórum

“Organizado pela Comissão Europeia, o EDD reúne pessoas de todas as idades para partilhar ideias e experiências de forma a inspirar novas parcerias e soluções inovadoras para os desafios urgentes do mundo”, explica uma das fundadores da Abissal, Camila Storti. Segundo ela, o EDD é o principal fórum de desenvolvimento social da Europa, recebe representantes de mais de 150 países, 42 mil pessoas participam do evento, sendo 4,5 mil organizações sociais e ONGs, 2.670 palestrantes e mais de 100 líderes mundiais.

O projeto desenvolvido deu “olhos” e “voz” a treze crianças que vivem na carente comunidade Terra do Sol e tiveram a oportunidade de registrar e mostrar, por meio da arte da fotografia, o seu olhar sobre o ambiente a sua volta, revelando um cotidiano de muitas privações, mas ao mesmo tempo de muita esperança e beleza.

bfe49a7e2d006d061bc1435aadbf1cd4.jpgFoto selecionada para o Fórum

As crianças participaram de palestras e oficinas de fotografia, recebendo máquinas modernas para registrar como quisessem a realidade onde vivem. O trabalho de uma semana resultou numa exposição “Ressignificar para Existir”, com fotografias cheias de afeto, que identificam as problemáticas e os pontos positivos dessas crianças sobre sua comunidade.

Confira mais fotos que foram selecionadas para o fórum:

9a015a5ba637a52704ca61e105ebefff.jpg


e09226524b670a2444e179d8d62b755c.jpg

dba35bdbb5e4e14ad3d75b6e718a3994.jpg

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Curiosidades

10 coisas para fazer com o dinheiro do FGTS se você for goiano

Na lista tem "ostentação", dicas toscas e, também, boas sugestões para ajudar os indecisos.


+ Curiosidades

Governo da Itália oferece mais de 3 salários mínimos por mês pra você se mudar pra lá

A oferta é paga durante 3 anos e, em contrapartida, é preciso abrir um negócio em uma cidade italiana


+ Curiosidades

Tá quente né? Pois é, em Goiás até o vento tá 'pegando fogo'

'Tá muito quente em Goiás, né. Mas pelo menos tá ventando? Tá também'


+ Curiosidades

9 dicas de como tirar ótimas fotos usando apenas o celular

Aprenda com profissionais e não erre mais, usando dicas super simples


+ Curiosidades

20 motivos para não perder a Campus Party em Goiânia

Uso o código #CurtaMaisnaCPGOIAS e ganhe R$ 40,00 de desconto no ingresso



+ Curiosidades

Descubra todos os rios de Goiás e do Brasil em um mapa interativo e super educativo

Rios, riachos, cachoeiras... tenha o nome que for, nós amamos água e ela é essencial para a nossa vida


+ Curiosidades

Jardineiro da Comurg troca a enxada pelo diploma de jornalismo em Goiânia

Uniformizado, Luciano Magalhães apresentou TCC de jornalismo sobre mulheres garis e ganhou nota 10 de excelência


MAIS LIDAS DE HOJE

+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2019. Todos os direitos reservados.