20/11/2018 17:38
Curiosidades / Saúde

Saiba como ser doador de medula óssea em Goiânia

Onde, como, quem pode e a importância de ser um doador de medula

Etielly
por Etielly Haag

O transplante de medula óssea é um método de tratamento médico direcionado para doenças que afetam a fabricação de células do sangue e deficiências no sistema imunológico.

O transplante tem uma importância enorme já que é responsável pelo tratamento de cerca de 80 doenças em diferentes estágios e faixas etárias. Além disso, o doador ideal, que seria o irmão ou irmã compatível, só está disponível em 25% das vezes.

 

Quem pode doar?

.Ter idade entre 16 e 69 anos. Menores de 18 anos só podem doar com autorização por escrito do responsável legal. O limite para a primeira doação é de 60 anos.

.Peso mínimo de 50 quilos. Não são aceitos doadores com perda de peso inexplicável (menos 10% do peso corporal nos 3 meses que antecedem a doação)

.O intervalo entre doações deve ter no mínimo 60 dias para homens e 90 dias para mulheres.

.O doador precisa ser saudável e cumprir as determinações. Várias medidas de verificação são tomadas para que tudo ocorra de maneira segura e saudável, sem efeitos nocivos.

.É necessário apresentar documento oficial com foto (RG, Carteira de Trabalho, CNH, passaporte ou carteira de identidade profissional).

 

Quem não pode doar?

.Gestantes e até 3 meses após o parto.

.Peso inferior a 50kg.

.Idade abaixo 16 anos ou acima 69 anos.

.Jejum prolongado.

.Ingestão de álcool nas últimas 12 horas.

.Vacinas impedem a doação por determinado tempo, consulte sobre a vacina que você recebeu.

.Tratamento médico em andamento.

.Hepatite ou Icterícia após os 11 anos de idade.

.Gripe ou febre nas últimas duas semanas.

.Contato com inseto "barbeiro" ou Doença de Chagas.

.Doenças Sexualmente Transmissíveis há menos de 1 ano.

.Comportamento de risco para HIV/AIDS.

.Malária no último ano.

.Convulsão ou Epilepsia.


Outras condições também impedem a doação de sangue e são avaliadas por ocasião da triagem técnica e clínica realizada antes de toda doação. Assim, suas respostas na hora da entrevista são muito importantes.

 

Como é feita a doação?

A doação é um procedimento cirúrgico feito sob anestesia peridural ou geral e requer internação de 24 horas. A medula é retirada do interior de ossos da bacia por meio de punções, uma espécie de agulha de metal com outra extremidade geralmente plana para ser golpeada. O processo leva em torno de 90 minutos.

A medula óssea do doador se recompõe em apenas 15 dias. Nos três dias seguintes, pode haver um leve ou moderado desconforto localizado, que pode ser facilmente aliviado com o uso de analgésicos ou repouso. Normalmente, os doadores lotam às suas atividades normais uma semana depois da doação.

Outro método de coleta da medula é a coleta por aférese. O doador usa medicação por cinco dias com o objetivo de aumentar o número de células-tronco no sangue. Depois, a pessoa faz a doação por meio de uma máquina de aférese, que colhe sangue da veia do doador, separa as células -tronco e devolve o restante para o paciente.

Neste método, não há necessidade de intenção ou anestesia, já que todos os procedimentos são realizados através da veia.

A seleção do procedimento é exclusiva dos médicos assistentes, que analisam e escolhem o melhor método para cada caso.

 

Quem recebe?

As principais pessoas que recebem esse tratamento são pacientes com leucemias originárias das células da medula ósseas, linfomas, doenças originadas do sistema imune em geral, dos gânglios e do baço e anemias graves.

Doenças não tão frequentes, como mielodisplásicas, do metabolismo, autoimunes e vários tipos de tumores, também podem ser tratados com o transplante de medula.

 

Como ser um doador de medula óssea em Goiânia?

Dirija-se até o hemocentro de seu estado e agende uma entrevista ou consulta. Depois, é necessário que o voluntário assine um termo de consentimento livre e esclarecido (TCLE) e preencher uma ficha de cadastro com informações pessoais. Não esqueça sua identidade!

A amostra de sangue do voluntário será analisada em laboratório e as informações serão cruzadas com o banco de dados para determinar a compatibilidade.

Quando houver um paciente com possível compatibilidade, você será consultado para decidir quanto à doação. Por isso, é sempre importante manter seus dados cadastrais atualizados.

Somente depois da confirmação de compatibilidade entre o doador e o paciente, a doação é feita.

 

Onde posso doar em Goiânia?

Hemocentro em Goiás - Centro de Hemoterapia e Hematologia de Goiás - HEMOG - Av. Anhanguera, 5195 - Setor Coimbra - Goiânia - CEP: 74.535-010.
Telefone: (62) 3201-4570 | 3201-4574.

 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Curiosidades

Cientistas criam vírus modificado capaz de matar células do câncer

É a primeira vez que pesquisadores conseguem direcionar células desta forma


+ Curiosidades

Pessoas que arrepiam ouvindo música tem cérebro especial; entenda

O arrepio musical é chamado pelos neurocientistas de "orgasmo na pele"


+ Curiosidades

8 alimentos que vão te manter acordado durante o dia

O bom e velho pão com ovo estão na lista!


+ Curiosidades

Mãe vê filho acordar depois de 12 anos em coma

Wei nunca desistiu da recuperação do filho Wang


+ Curiosidades

Garota conquista prêmio escolar e reação da mãe emociona a internet; veja

Filha conquistou o prêmio de aluna nota 10 e mãe não conseguiu segurar as lágrimas


+ Curiosidades

Saiba o dia certo para montar e desmontar a árvore de Natal

A época preferida de muitos já está chegando!



+ Curiosidades

Descoberta dos EUA pode decretar o fim da quimioterapia

Um grande avanço médico para a humanidade!


+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2018. Todos os direitos reservados.