Conheça as 10 melhores cidades para se envelhecer no Brasil

Aposentou e está em busca de um novo lugar para viver? O ranking das 10 melhores cidades para o envelhecimento no Brasil foi divulgado, destacando locais que oferecem calmaria, qualidade de vida e saúde para a terceira idade.

 

São Caetano do Sul, em São Paulo, mais uma vez conquistou o primeiro lugar, com a terceira maior expectativa de vida aos 60 anos e a segunda maior população de idosos no país. Vitória, no Espírito Santo, e Santos, também em São Paulo, ocuparam o segundo e terceiro lugares. Vamos analisar o porquê dessas cidades liderarem a lista.

 

O Instituto de Longevidade (IDL) realizou uma pesquisa abrangente, considerando critérios como saúde, impacto socioambiental e economia, para determinar os melhores destinos para quem deseja desfrutar de merecido descanso após décadas de trabalho.

 

Este estudo abrangeu 876 municípios brasileiros, um aumento significativo em relação aos 498 que participaram da primeira edição do ranking em 2017. Mais de 20 indicadores foram avaliados, agrupados em economia, saúde e aspectos socioambientais.

 

Entre os fatores considerados estão a taxa de mortalidade por causas não naturais, disponibilidade de leitos hospitalares, cobertura vacinal, oportunidades de aprendizado contínuo para idosos e representatividade da população idosa, entre outros.

 

Os resultados revelaram as 10 melhores cidades com mais de 100 mil habitantes para se envelhecer com qualidade de vida. Vamos dar uma olhada no top 10:

 

1. São Caetano do Sul (SP) – Destacou-se na área da saúde, com a segunda maior população de idosos e uma ampla gama de programas municipais focados na socialização.

 

2. Vitória (ES) – Liderou em expectativa de vida aos 60 anos e obteve ótimos números em saúde, com uma baixa taxa de óbitos por doenças infecciosas e parasitárias.

 

3. Santos (SP) – Brilhou na economia devido ao seu importante porto, além de oferecer boas oportunidades de consumo para idosos e ter a maior população idosa do país.

 

4. Florianópolis (SC) – Destacou-se pela quantidade de hospitais afiliados a escolas médicas e teve índices socioambientais positivos.

 

5. Curitiba (PR) – Implementou políticas públicas voltadas para idosos e tem uma população significativa com mais de 60 anos, além de bons indicadores ambientais e econômicos.

 

6. Botucatu (SP) – Além de São Paulo, destacou-se nas áreas de saúde e socioambiental, com uma notável pontuação de 80 pontos na saúde e alta satisfação dos idosos com o acesso aos serviços de saúde.

 

7. Jundiaí (SP) – Mais uma cidade de São Paulo no top 10, enfatizou programas de saúde para a terceira idade, como a Semana da Pessoa Idosa, repleta de atividades e palestras.

 

8. Balneário Camboriú (SC) – Conquistou bons índices no desenvolvimento socioambiental e oferece uma variedade de atividades culturais e de lazer para idosos.

 

9. Londrina (PR) – Ganhou destaque devido aos números positivos na área de saúde e no envelhecimento saudável da população idosa, além de ações socioambientais positivas.

 

10. Marília (SP) – Pontuou bem na saúde, com 71 pontos, e oferece excelentes serviços em habitação, bem-estar, cultura e saúde para a população idosa, atendendo às suas necessidades básicas de forma satisfatória.

 

Estas cidades se destacam como destinos ideais para quem busca um ambiente acolhedor e saudável para desfrutar da aposentadoria e do envelhecimento com qualidade de vida.

 

*Com informações do site Só Notícia Boa