Cientistas descobrem nova proteína capaz de impedir o avanço do câncer

De acordo com o estudo, a proteína serve como ‘’orientação’’ e evita que a célula cancerígena se espalhe pela corrente sanguínea

Thaís Muniz
Por Thaís Muniz
199e364024671ffd2b95ac9a345dee24

Mais uma conquista da ciência! Pesquisadores da universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, identificaram uma nova proteína que é capaz de impedir que as células do câncer se espalhem. Esse processo, chamado de intravasamento, acontece quando as células cancerígenas se separam do tumor original e entram na corrente sanguínea, espalhando a doença para outras partes do corpo humano. Essa descoberta, portanto, é promissora para lidar com a metástase, além do tumor original, que é uma das maiores causas da mortalidade.

De acordo com informações do portal americano ‘’Science Daily’’, a proteína é chamada de ‘’TRPM7’’ e detecta a pressão do fluido que flui na circulação e impede as células de se espalharem pelo sistema vascular. ‘’Descobrimos que as células tumorais metastáticas reduziram acentuadamente os níveis desta proteína sensora e é por isso que entram de forma eficiente na circulação, em vez de se afastarem do fluxo de fluido”, explicou o professor Kaustav Bera, autor principal do estudo.

Kaustav
O professor responsável pelo estudo, Kaustav Bera. (Imagem: LinkedIn)

A equipe fez ainda uma análise de dados de pacientes com câncer de mama, gástrico e hepático que expressaram altos níveis de TRPM7. Os dados mostraram que, nesses casos, os pacientes tinham probabilidade de viver mais do que aqueles com níveis mais baixos da proteína. A equipe espera que as descobertas possam levar a novas terapias contra variados tipos de Câncer.

Viva a Ciência!

 

Veja também:

Goiano que teve dois AVCs volta a andar após tratamento com canabidiol

 

Quer receber nossas notícias e dicas de turismo, gastronomia e entretenimento em primeira mão? Siga o Curta Mais no Instagram: @guiacurtamais e nas outras redes sociais, você também pode entrar em nosso canal do WhatsApp clicando aqui.