Conheça Mambaí: o paraíso das cachoeiras surreais no cerrado goiano

Saiba como chegar, o que fazer e como curtir todas as aventuras desse destino fascinante do turismo de aventura

Redação Curta Mais
Por Redação Curta Mais
3d494e8a0c180da7965922fb50599ec0

Em nossa missão de realizar uma verdadeira imersão no turismo de Goiás, o repórter fotográfico do Curta Mais, Marcos Aleotti, expandiu suas explorações até a cidade de Mambaí. Com a câmera e um mapa na mão, ele conferiu de perto a beleza natural dessa região e trouxe todas as informações, dicas, vídeos e fotos que você precisa parar organizar seu próprio roteiro até esse paraíso. 

Motivo de orgulho para todos os goianos, e ainda pouco explorado, o município fica localizado a 530km de Goiânia e 357km de Brasília. Atualmente, é visto como um dos principais destinos para os viajantes aventureiros, com uma enorme quantidade de pontos turísticos de tirar o fôlego e atividades para os espíritos ousados que conhecem a região. 

Mambaí abriga mais de duzentas cavernas, com grutas, cachoeiras, trilhas e quedas livres ideais para quem curte rapel ou tirolesa. Nesse cenário surpreendente, é possível sentir a adrenalina de maneira única, mas também desfrutar de momentos incríveis em contato com a natureza. 

Poço AzulPoço Azul | Reprodução: Marcos Aleotti/Curta Mais

História

Chamado originalmente como Riachão, o local era conhecido pela produção de látex de mangaba, fruta típica do Cerrado, extraída pelos pioneiros vindos da Bahia. O nome Mambaí surgiu da junção de mangaba e Bahia, renomeando a cidade em homenagem à sua origem.

Com pouco mais de 7 mil habitantes, esse paraíso natural fica em uma rmaificação montanhosa da Serra Geral, no mesmo complexo rochoso de Terra Ronca, divisa com a Bahia. Situado na Área de Proteção Ambiental (APA) Nascentes do Rio Vermelho, Mambaí ainda conta com uma geografia privilegiada e boa parte de sua flora e fauna original preservadas.

Cachoeira Paraíso do Cerrado | Reprodução: Cerrado Aventura, Mambaí

Hospedagem e Alimentação

A parte habitacional de Mambaí é pequena e simples, mas extremamente receptiva e com uma população acolhedora. A cidade oferece algumas opções de restaurantes, bares e hospedagens, divididas entre hóteis pousadas e camping. 

Quando visitar 

O melhor período para visitar a cidade é entre maio e setembro, pois no período da seca o nível da água fica mais adequado para a segurança dos turistas. Ainda assim, é possível visitar no período chuvoso e aproveitar das belezas do local. 

Como chegar

A rota realizada partiu de de Goiânia, pela GO-060 até Brasília. Na capital federal, segue-se pela BR-020 passando pela cidade de Formosa, em direção a Alvorada do Norte/GO.

Após 6km de Alvorada do Norte, siga à direita no trevo para Buritinôpolis, pegando a GO-236. Por essa vida, é possível avistar o paraíso natural que é Mambaí após 45km. 

É possível planejar outras rotas com o auxílio de mapas e guias.

Dicas para o turismo

1) Use calçados apropriados;

2) Leve água, repelente, chapéu e filtro solar;

3) Leve lanches para poder ficar um tempo maior nos pontos turísticos;

4) Uma pequena mochila é suficiente para o passeio. Evite pesos desnecessários;

5) Não deixe lixo no local, não faça fogueiras;

6) Respeite a natureza.

Cachoeira do Funil | Reprodução: Eduardo Vessoni

Turismo

Para a maior parte das aventuras, é obrigatório a contratação de um guia. Além de seguro, isso torna o passeio enriquecedor pelas informações que você adquire ao longo das trilhas.

Para agendar passeios e organizar o seu próprio roteiro, é possível procurar a ‘Agência Mambaí Adventure’ e a ‘Cerrado Aventura, Mambaí’, que oferecem os passeios, guias e instrutores para os esportes de aventura. 

1) Agência Mambaí Adventure

Site: http://www.mambaiadventure.com.br/

Telefone: (62) 9 978-5979 

2) Cerrado Aventura, Mambaí 

Site: https://cerradoaventuramambai.com.br/

Telefone: (62) 9 9853-1497

Roteiro turístico

Está em dúvida sobre o que fazer nesse tesouro regional de Goiás? Construímos um roteiro com imagens, vídeos e mais informações para te auxiliar na sua exploração, confira:

1. Caverna Lapa do Penhasco

Acesso fácil a moderado – 16 km de Mambaí por asfalto em excelente estado de conservação. Do estacionamento à entrada da cavidade são apenas 250m de caminhada em meio as pastagens, mais 80m de descida razoavelmente íngreme.

Em diversos pontos no interior da caverna é necessário prestar bastante cuidado por andar entre as rochas, já que o solo do espaço é escorregadio. O contato com a água é obrigatório durante algumas partes do trecho e a subida, e apesar de curto, o trajeto é bastante íngreme.

Caverna Lapa do Penhasco | Reprodução: Cerrado Aventura, Mambaí

2. Tirolesa 

A imponente tirolesa que cruza o cânion do Córrego das Dores é uma das mais altas do Brasil, com 102m de altura e 320m de extensão. Para aproveitar esse roteiro não é necessário ter nenhum tipo de experiência, as agências da cidade ainda oferecem técnicos especializados para orientar o programa. 

Para alcançar esse roteiro é necessário seguir para Buritinópolis, a 16km de Mambaí por uma estrada asfaltada. Em seguida, uma trilha de 400m leva até a plataforma de salto, que oferece a sensação única de voar contemplando o cânion do Córrego das Dores e podendo vislumbrar a boca da caverna Lapa do Penhasco, com uma paisagem de tirar o fôlego.

Tirolesa.Tirolesa | Reprodução: Marcos Aleotti/Curta Mais

3. Mirante dos Namorados

O Mirante está localizado na mesma região dos passeios da Lapa do Penhasco e da tirolesa, um pouco abaixo do quiosque onde está localizado o ponto da chegada da tirolesa. Este ponto turístico oferece uma vista incrível, onde o Rio Vermelho, o maior rio da região, se encontra com o córrego das Dores. 

É um excelente local para contemplar o pôr do sol e aproveitar a beleza natural da região. 

Mirante dos NamoradosMirante dos Namorados | Reprodução: Marcos Aleotti/Curta Mais

4. Cachoeira do Funil

A Cachoeira do Funil é um dos atrativos obrigatórios em Mambaí

Com 20m de altura, este ponto turístico fica a 6km de distância da cidade e tem acesso por uma estrada asfaltada. Uma trilha tranquila de 900m guia os visitantes até uma paisagem digna de cinema, em que o curso do Rio Venturas deságua em uma caverna, dando origem ao nome “funil” desse atrativo. 

Para chegar ao local, o visitante tem a opção da trilha tradicional e também uma rota alternativa, que passa pelo interior da caverna. A segunda opção oferece o o privilégio de observar a cachoeira por um ângulo surreal.

Além de poder curtir a paisagem e as águas frescas, também é possível praticar modalidades de aventura, como o rapel e o pêndulo. 


Cachoeira do Funil.Cachoeira do Funil | Reprodução: Marcos Aleotti/Curta Mais

5. Rapel

A atividade do rapel é realizada na exuberante Cachoeira do Funil, é também um dos esportes de aventura mais praticados na região.

Em uma descida com cerca de 20m de altura, o turista poderá sentir o frescor da queda d’água da cachoeira. Além da maracilhosa sensação de liberdade, você ainda tem acesso a uma vista incrível da cachoeira e da caverna do Funil.

Para praticar a modalidade, não é necessária a experiência. Os instrutores oferecem uma breve orientação de como fazê-la com segurança, além do serviço de instrução com técnicos treinados, as agências de turismo da região oferecem todos os equipamentos (capacetes, cordas e mosquetões).

RapelRapel da Cachoeira do Funil | Reprodução: Marcos Aleotti/Curta Mais

6. Pêndulo – “Balanço da Dani Monteiro”

O Pêndulo é uma atividade que consiste no “balanço”, apoiado por equipamentos de rapel. A atividade é mais conhecida por “Balanço da Dani Monteiro”, sendo realizada na exuberante Cachoeira do Funil.

Esse esporte de aventura é uma cadeira de escalada que vai presa a uma corda estática, criando uma espécie de balança. O movimento acontece entre a queda da cachoeira, de um lado para o outro, de acordo com o impulso do praticante.

O balanço recebeu esse nome em homenagem a apresentadora Dani Monteiro, que foi convidada a conhecer a cidade de Mambaí e estrear essa novidade na Cachoeira do Funil. O entusiasmo dela com a nova atividade fez com que o pêndulo recebesse seu nome e se ainda mais tornasse popular.

Balanço da Dani MonteiroBalanço da Dani Monteiro | Reprodução: Marcos Aleotti/Curta Mais

7. Poço Azul

O Poço Azul é o conjunto de três piscinas naturais surreais, com água cristalina, cheia de peixinhos e com tonalidade azul esverdeada.

A trilha até as piscinas é um atrativo a parte. Por ela, caminha-se por entre cânions, e na metade do trajeto atravessamos por dentro do Rio Vermelho, em seguida a trilha segue margeando o rio.

Com cerca de 3,5km, o trajeto é de acesso médio a difícil. Com trechos íngremes, passamos por algumas subidas e descidas um pouco puxadas, sendo maior parte do caminho em terreno plano. 

Partindo de Mambaí, são cerca 21 km percorridos de carro em um asfalto em ótimo estado de conservação até o início da trilha, onde os veículos ficam estacionados. Como o passeio é de longo trajeto é importante ir preparado, levar lanches leves e bastante água, no mínimo 2 litros.

Apesar dos desafios, a vista desse pedaço do paraíso compensou todos os esforços. Um verdadeiro cenário de filme, o Poço Azul é ideal para relaxar, tomar longos banhos e renovar as energias.

Poço Azul.Poço Azul | Reprodução: Marcos Aleotti/Curta Mais

8. Pôr do sol na Serra Geral

Nessa região, é comum ouvir que não existe um pôr do sol igual ao de Mambaí. Na nossa experiência: não há mesmo.

O pôr do sol é de se encantar, um passeio ideal para o fim de tarde pela estrada na divisa entre os estados de Goiás e da Bahia. Com a vista para Serra Geral, o ponto fica a cerca de 12 km de Mambaí.

Admirar a beleza do pôr do sol já virou um ritual para todos que visitam a cidade. As cores do crepúsculo são fascinantes, uma mistura de tons alaranjados no céu, como você pode conferir na imagem que fizemos. 

Por do Sol na Serra GeralPôr do Sol na Serra Geral | Reprodução: Marcos Aleotti/Curta Mais

9. Cachoeira Paraíso do Cerrado

Localizada na fazenda Poço Verde, no município de Damianópolis, a Cachoeira Paraíso do Cerrado fica 32 km de Mambaí. Metade desse trajeto é realizado por por asfalto e a outra metade é por meio de  uma estrada vicinal,

Com acesso de nível fácil na ida e médio no retorno, devido à inclinação do terreno, é necessário ainda realizar uma pequena caminhada por 800m. O trajeto é realizado da fazenda até o atrativo, posicionado entre paredões de rochas calcárias com cerca de 100m de altura.

A formação natural forma um belo cânion, onde se encontram o Córrego São Vidal ao Rio Correntes. Em frente a cachoeira se encontra uma pequena ilha, logo abaixo é possível observar e apreciar as piscinas naturais. 

Cacho. Paraíso do CerradoCachoeira Paraíso do Cerrado | Reprodução: Marcos Aleotti/Curta Mais

10. Trilha Itaguassu

O início da trilha fica a 1,1km de Mambaí. Neste trajeto, são percorridos de carro 700m de asfalto e outros 400m em uma estrada vicinal, com bom estado de preservação.

A trilha é em formato circular com 4,4km de extensão. Formada por paisagens exuberantes, a jornada desse programa passa por quatro tipos de vegetação (mata galeria, mata seca, vereda e mata calcária), onde se encontram  as nascente do  Rio Vermelho e Rio das Pedras.

Em um determinado trecho da trilha, o viajante passará por dentro de um labirinto de rochas com duas cavernas (Lapa do Vermelho I e Lapa Rio das Pedras, e nesta última se realiza uma travessia.

trilha itaguassu.Trilha Itaguassu | Reprodução: Marcos Aleotti/Curta Mais

11. Caverna Lapa das Dores e Rapel na Claraboia

A Caverna Lapa das Dores fica a 17km do centro da cidade de Mambaí. É necessário realizar um trajeto que passa por asfalto, logo em seguida são 400m de estrada de terra e uma caminhada suave de 600m.

Conhecida pela suas formações rochosas naturais, resultantes da corrosão dos minérios, a Caverna tem cerca de 40 metros de largura e 25 metros de altura. Nesse ponto turístico, é realizado o rapel na Claraboia, por uma fenda onde se entra luz, no teto da Caverna Lapa das Dores.

Em sua descida, o rapel passa ao lado de estalactites e é possível contemplar as duas entradas da caverna. O rapel tem cerca de 25m e o seu término se dá no interior da caverna, por onde passa o córrego das Dores. 

Caverna lapa das Dores e rapel na clarabóia.Caverna Lapa das Dores e Rapel na Claraboia | Reprodução: Marcos Aleotti/Curta Mais

12. Lago e Fervedouro do Léo

Essa atração tem o acesso de carro por meio de uma via asfaltada, e está localizada a 7km de Mambaí.  A  trilha se inicia no contraforte da Serra Geral, por um trajeto de 12km com vistas às belezas bem preservadas do cerrado.

Além disso, o caminho oferece a visão de veredas, atravessando córregos e, de brinde, muitos pássaros pelo caminho.

Ao chegar nos deparamos com uma lagoa de água translúcida e um fervedouro (nascente) com tanta pressão, que é impossível afundar. É uma experiência maravilhosa, e ainda tem um rio de água mineral que oferece um banho revigorante.

lago e fervedouro do Léo.Lago e Fervedouro do Léo | Reprodução: Marcos Aleotti/Curta Mais

13. Cachoeira do Alemão

Essa cachoeira de fácil acesso possui uma das águas mais agradáveis do Centro-Oeste, com temperatura ideal para quem cumpriu o trajeto da trilha de acesso. A cachoeira fica no contraforte da Serra Geral e retribui a visita com uma experiência inesquecível, desde a vista até o banho na corrente natural.

Para alcançar essa beleza natural de Mambaí, é necessário seguir uma trilha de 17km, sendo 10km em asfalsto e 7km em uma estrada de terra, com condições razoáveis.

Cachoeira do alemãoCachoeira do Alemão | Reprodução: Marcos Aleotti/Curta Mais

14. Poços Fantásticos

No município de Damianópolis se encontra um dos atrativos mais novos dessa região. Composto por um cenário singular com paredões e cursos d’águ, os Posços Fantásticos estão incrustado no cânion com o Córrego Chumbada e cachoeiras naturais formando poços de cor azul turquesa.

Um verdadeiro convite para um banho, essa atração oferece ao visitante a oportunidade de observar o encontro do Córrego Chumbada com o Rio Vermelho, que começa a correr pelo majestoso cânion. Com acesso médio, para chegar a esse pedaço do paraíso é necessário seguir 23km de Mambaí, em um trajeto de 15km em asfalto, 8km em uma estrada de terra com boas condições todo o ano. 

Por fim, uma trilha de 3.5km com alguns trechos íngremes te leva em direção as àguas azul turquesa desse ponto turístico. 

Poços fantásticos em Damianopolis-Poços Fantásticos | Reprodução: Marcos Aleotti/Curta Mais

Mambaí é um destino turístico verdadeiramente incrível, encantando todos que visitam a região e exploram suas belezas naturais. O paraíso existe e está em Goiás, então venha conhecer esse pedacinho do céu repleto de atrações turísticas e aventuras. 

Confira o vídeo que fizemos das nossas aventuras por este paraíso: 

Pauta: Marcos Aleotti/Curta Mais