Pode comemorar: estudo revela qual é o principal benefício da Cerveja para a sua saúde

O Brasil, conhecido por sua paixão por cerveja, é o terceiro maior consumidor mundial dessa bebida, de acordo com um relatório da Kirin Holdings Company divulgado em dezembro de 2022, que analisou o consumo global em 2021. Além de ser uma preferência nacional, a cerveja pode trazer benefícios à saúde, conforme revelou um estudo recente.

Benefícios Probióticos da Cerveja

Uma pesquisa realizada por uma universidade alemã trouxe boas notícias para os apreciadores de cerveja, desmistificando alguns tabus associados à bebida. Segundo os cientistas, a cerveja pode ser mais benéfica do que muitos alimentos probióticos.

Probióticos são alimentos ou produtos que contêm microrganismos vivos, essenciais para o equilíbrio da microbiota intestinal. A saúde do intestino, mantida por bactérias “boas”, é fundamental para o bem-estar geral do organismo.

Os responsáveis pelo estudo destacam que a cerveja é rica em aminoácidos essenciais, vitaminas, oligoelementos e substâncias bioativas, que desempenham um papel na regulação das funções fisiológicas humanas. Embora o consumo excessivo de álcool possa ser prejudicial, a ingestão moderada da cerveja pode ter um efeito positivo na função imunológica e na microbiota intestinal.

Os pesquisadores afirmam que “os metabólitos da cerveja inibem bactérias patogênicas, estimulam a proliferação e atividade de flora saudável como lactobacilos e bifidobactérias, e regulam a microbiota intestinal”. Isso indica que a cerveja, quando consumida de forma controlada, pode ser benéfica para a saúde.

Além disso, o estudo sugere que, no futuro, a cerveja poderia ser utilizada como regulador microbiológico ou até mesmo como terapia alternativa para doenças crônicas como hipertensão, diabetes e obesidade. Os autores do estudo destacam que essa possibilidade merece mais investigações.

A cerveja, uma bebida milenar, é uma fonte surpreendente de nutrientes, incluindo aminoácidos essenciais, vitaminas, oligoelementos e substâncias bioativas como polifenóis e flavonoides. Também é rica em minerais como cálcio, magnésio e zinco, e contém fibras alimentares provenientes dos beta-glucanos e arabinose-oligossacarídeos do cereal.

Portanto, pode comemorar!

 

*Com informações Correio Braziliense

Veja também: