10 Séries que foram inicialmente rejeitada antes de conquistarem sucesso global

Conheça 10 series que foram rejeitadas e quase não saíram do papel

Beatriz Bueno
Por Redação Curta Mais
Séries que foram inicialmente rejeitada antes de conquistarem sucesso global
Reprodução/ Netflix

No efervescente universo do entretenimento televisivo, algumas séries enfrentam desafios extraordinários em seu caminho para o reconhecimento global. Em um curioso fenômeno, diversas produções foram inicialmente rejeitadas, recebendo veredictos desanimadores antes de se transformarem em fenômenos culturais e conquistarem audiências ao redor do mundo.

Este intrigante percurso de resistência e superação revela não apenas a imprevisibilidade do gosto do público, mas também a capacidade notável de algumas séries em transcender as expectativas iniciais, emergindo como ícones incontestáveis da cultura televisiva.

Pensando nisso, o Guia selecionou uma lista com 10 séries que foram inicialmente rejeitadas antes de conquistarem sucesso global. Com um trajeto de algumas dessas séries, desvendando os desafios enfrentados nos estágios iniciais e as narrativas de triunfo que as tornaram emblemáticas.

 

1. O Gambito da Rainha (2020)

Uma adaptação cinematográfica da história foi planejada, mas foi interrompida pela morte de Heath Ledger, o diretor pretendido. As redes de TV inicialmente rejeitaram a série devido ao suposto desinteresse pelo xadrez. No entanto, ao estrear na Netflix, a série quebrou recordes, tornando-se a mais assistida da plataforma nos primeiros 28 dias, com mais de 62 milhões de contas sintonizando pelo menos parte de um episódio.

Reprodução/ Netflix

Onde assistir:

Disponível: Netflix.

2. The Walking Dead (2010 - 2022)

Frank Darabont, produtor executivo, enfrentou várias recusas de redes como NBC, ABC e Fox para transformar uma história em quadrinhos de zumbis em uma série devido à exibição gráfica e à violência intensa. A AMC assumiu o risco, resultando em uma popular franquia que chega ao fim 12 anos após sua estreia.

Reprodução/ AMC

Onde assistir:

Disponível: Netflix e Star+.

3. The Big Bang Theory (2007-2019)

Apesar da rejeição inicial da CBS devido às diferenças no piloto original, que incluía duas personagens femininas e um nerd, o programa se tornou um dos maiores sucessos da emissora. Os produtores realinharam a história, destacando os personagens de Sheldon e Leonard, e introduzindo a personagem de Penny. Embora não tenha sido um sucesso imediato, a CBS manteve a série no ar, eventualmente transformando-a em um fenômeno de audiência.

Reprodução / CBS

Onde assistir:

Disponível: Prime Video e HBO Max.

4. Stranger Things (2019 - Presente)

A série dos irmãos Duffer encontrou resistência em várias redes, incluindo NBC, ABC, CBS, FX, TNT, USA, Fox e CW, que rejeitaram a ideia, alegando desinteresse do público em crianças pequenas e uma trama ambientada nos anos 80. No entanto, a Netflix assumiu finalmente a produção, agradando aos irmãos Duffer ao abraçar a ideia de lançar todos os episódios de uma vez. A decisão provou ser acertada, já que a série se tornou um dos maiores sucessos da Netflix, impulsionando a carreira de suas jovens estrelas e recebendo inúmeros prêmios e elogios da crítica.

Reprodução/Netflix

Onde assistir:

Disponível: Netflix.

5. South Park (1997 - presente)

O piloto da série de animação 'South Park', apresentado por Trey Parker e Matt Stone, foi inicialmente rejeitado pela Fox e MTV devido à crença de que não atrairia adultos com protagonistas infantis e carecia de diversidade. Brian Graden, executivo da Fox, confiante na série, deixou seu emprego para apoiá-la. A Comedy Central aceitou eventualmente o programa, e apesar das dificuldades iniciais, 'South Park' tornou-se amplamente amada e popular.

Reprodução/ Paramount

Onde assistir:

Disponível: Paramount+.

6. Orange Is the New Black (2013 - 2019)

Esta série transformou como as pessoas assistem televisão, introduzindo a prática de maratonar temporadas completas. Apesar da resistência inicial, a Netflix assumiu o projeto, que lançou uma nova luz sobre a vida na prisão. O sucesso não era garantido, já que a maioria das atrizes era inicialmente desconhecida, mas agora são amplamente amadas por fãs ao redor do mundo.

Reprodução/ Netflix

Onde assistir:

Disponível: Netflix.

7. The Office (2005 - 2013)

Embora a versão britânica tenha recebido muitos elogios, o produtor executivo Ben Silverman enfrentou desafios ao adaptar a série para o público americano. Várias redes inicialmente rejeitaram o programa, até que Kevin Reilly, da NBC, decidiu arriscar. O início de 'The Office' em 2005 contou com apenas seis episódios devido a baixas audiências, levando a NBC a aprovar apenas mais seis episódios para o outono, uma batalha em si com a emissora. O programa estava à beira do cancelamento até a ascensão da carreira de Steve Carell com 'O Virgem de 40 anos'.

Reprodução/ NBC

Onde assistir:

Disponível: Netflix, Prime Video e HBO Max.

8. Buffy, a Caça-Vampiros (1997 - 2003)

O filme inicial de 'Buffy' em 1992 com Kristy Swanson foi um fracasso, levando Joss Whedon a reconsiderar a ideia apenas após a persuasão de Gail Berman. Apesar das rejeições da FOX e NBC, a WB assumiu o risco, dando origem à amada série 'Buffy, a Caça-Vampiros'.

Reprodução/ Paramount

Disponível: Star+.

9. Breaking Bad (2008 - 2013)

'Breaking Bad' foi inicialmente rejeitada por HBO, FX, Showtime e TNT devido a diversas razões. A AMC assumiu o projeto, resultando em um sucesso estrondoso. O impacto foi tão significativo que gerou um spin-off bem-sucedido, 'Better Call Saul'. As emissoras que rejeitaram a série agora lamentam ter perdido a oportunidade.

Breaking Bad é considerada uma das melhores séries
Reprodução/ AMC

Disponível: Netflix.

10. Mad Men (2007 - 2015)

Matthew Weiner, criador da série, inicialmente ofereceu 'Mad Men' para a HBO e Showtime, mas ambas as emissoras alegaram que era excessivamente "retrô". A AMC, com pouca produção original em 2007, decidiu assumir o risco, resultando no sucesso vencedor do Emmy que a história se tornou. A decisão da AMC provou ser acertada, contrastando com as recusas das outras emissoras.

Reprodução/ AMC

Disponível: Prime Video.

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar aqui e escolher.