Aparecida de Goiânia recebe mostra artística com entrada gratuita

Nos dias 10 a 13 de janeiro, Aparecida de Goiânia irá receber diversas mostras artísticas pertencentes ao Festival Rhema, com o tema “Vem pra Mesa”, que acontece no Shopping Aparecida.  Será palco da Mostra Menorah no dia 10 de janeiro, e também da Exposição de Artes Plásticas do festival, O evento reunirá artistas, companhias participantes e convidados em um intercâmbio único de informações e apresentações. A entrada é gratuita.

O Festival é considerado um dos maiores eventos artísticos do Brasil, e tem como objetivo ampliar a visão dos artistas e reciclar conhecimentos a respeito da arte em suas diversas aplicações. Milhares de artistas nacionais e internacionais já participaram dessa iniciativa cultural.

Mostra Menorah 

Durante o festival Rhema irá acontecer a Mostra Menorah, onde artistas, companhias participantes e convidados apresentam seus trabalhos artísticos. A Mostra Menorah acontece durante os 6 dias do festival e tem como finalidade o aperfeiçoamento dos talentos através do intercâmbio de informações e apresentações. A mostra acontecerá no auditório da Igreja Luz para os Povos Serrinha no Parque Amazônia, exceto dia 10 de janeiro. 

Por meio de uma parceria firmada com o centro comercial ‘Aparecida Shopping’, o local será palco da Mostra Menorah no dia 10 de janeiro. Dessa forma, a programação do Festival Rhema amplia o alcance de suas ações fomentando suas atividades culturais a um público ainda maior, além de promover novas experiências aos artistas participantes do festival.

Exposição de Artes Plásticas

Além da Mostra Menorah, as artes plásticas e a literatura também se unem em uma exposição com pré-lançamento literário no Aparecida Shopping. A artista Mirian Arceno Rocha, de Santa Catarina, apresenta seu projeto “Arte que Denuncia, Combate e Previne”, com 14 obras em óleo sobre tela que visa sensibilizar e conscientizar o público sobre questões como violência doméstica e abuso sexual. O projeto busca encorajar as vítimas a denunciar tais abusos e procurar apoio psicológico e terapêutico. O projeto já percorreu diversas cidades brasileiras e da América Latina, incluindo a Argentina. A exposição fica aberta ao público de 10 a 13 de janeiro, com entrada gratuita.

Festival Rhema 

O Festival Rhema 2024 também acontecerá entre os dias 8 a 13 de janeiro, no auditório da Igreja Luz para os Povos, no Parque Amazônia, em Goiânia. Centenas de bailarinos, atores e artistas de diversos segmentos se reúnem para aprimorar talentos através das mais de 40 oficinas, que vão desde montagem de coreografia, jazz, moderno, danças urbanas, circo, teatro, roteiro teatral, cinema, artes plásticas, preparação física para bailarinos, dentre outros.

As oficinas serão ministradas por professores renomados vindos de várias partes do país, dentre eles, o ator, dramaturgo e diretor Guilherme Moliaqua, de São Paulo, integrante do elenco da série ‘Onisciente’, da Netflix. Na área circense, o bailarino, coreógrafo e produtor cultural Felipe Toddy, de Brasília. A bailarina e coreógrafa do Rio Grande do Sul, Gisela Mendonça e a Youtuber Luciana Rios (Luvidança), de São Paulo, são alguns dos mais de 20 professores que ministrarão no Festival Rhema.

Lançamento do Livro “O Rio que Flui em Mim”

Na ocasião também acontecerá o pré-lançamento do livro “O Rio que Flui em Mim”, em que a artista fala sobre a experiência transformadora de se ouvir e obedecer a voz do Espírito Santo. O livro busca despertar os artistas a serem voz profética por meio do seu fazer artístico, edificando, consolando e exortando, em amor, um bairro, cidade, estado e nações. O pré-lançamento acontece no dia 10 de janeiro.

Dia Social

Além da importância cultural, há 25 anos o Festival Rhema vem modificando a sociedade através da arte – poderoso agente de transformação social. Por esse motivo, durante o evento acontecerá o ‘Dia Social’, onde as equipes de teatro, dança e circo, que participam do festival, vão se apresentar em locais como: parques, praças, escolas, hospitais, presídios, ruas e em asilos.

De acordo com a diretora da Cia Rhema, Adriana Pinheiro, “a missão do Festival Rhema é contribuir para a expansão do reino de Deus na terra por meio das apresentações artísticas, influenciando artistas cristãos para viverem a mesma missão em seus próprios ministérios. O “Dia Social” tem como objetivo levar as artes para além das quatro paredes a fim de promover o contato dos artistas com os mais diversos públicos”.

Sobre a Cia Rhema 

Com uma história de 31 anos de existência, a Companhia Rhema – Teatro, Musical e Dança ao longo desse período, desenvolveu ações artísticas de apoio a vários segmentos como Igrejas, Casas de Ressocialização e ONG’s. Levando as mais diversas formas de artes como ferramenta de conscientização e valorização da vida humana.

A Companhia já percorreu todo o território nacional visitando os mais longínquos vilarejos e tribos indígenas, pisou em todas as capitais brasileiras, além de realizar apresentações em mais de 16 países.

Para informações sobre valores, relação das oficinas, horário das programações e inscrições basta acessar o site www.festivalrhema.art.br/.

Vila Cultural Cora Coralina é um refúgio cultural no coração de Goiânia

Estrategicamente localizada no centro de Goiânia, e projetada pelo arquiteto e urbanista de renome Luiz Fernando Cruvinel, a Vila cultural Cora Coralina foi inaugurada em 31 de outubro de 2013, completando em 2023 uma década. O local tem muito a comemorar neste aniversário de 10 anos, visto que a vila virou ponto de parada por oferecer entretenimento de qualidade e gratuito, com uma circulação diária de visitantes

 

A Vila Cultural Cora Coralina abriga eventos de ações de caráter estritamente cultural, destinada à produção da classe artística goiana. Seu nome faz homenagem a uma importante figura brasileira, nascida na cidade de Goiás: Cora Coralina, uma poetisa e contista, considerada uma das mais importantes escritoras brasileiras. Ao fazer uma visita à Vila Cultural Cora Coralina podemos encontrar um centro cultural de enorme riqueza, que abriga exposições de artes visuais e plásticas, além de livros de conteúdo cultural, feiras de artesanato, mostra de filmes, entre diversos outros programas culturais, sendo assim, a Vila se torna o local perfeito para aqueles que buscam e anseiam por um encontro com a arte e a cultura.  

 

 

Através da Vila Cultural Cora Coralina o governo estadual tem objetivo de revitalizar o Centro de Goiânia e resgatar a memória da capital. A administração do local, antes pertencia a Goiás Turismo, mas pouco tempo depois de sua inauguração, foi transferida para a Secretaria de Estado da Cultura (Secult/GO). O local conta com uma sala de Exposições Principal, Sala Multimídia João Bênnio (com capacidade para 59 pessoas), Sala Antônio Poteiro, Sala Sebastião Barbosa, Hall, Varanda e a Praça Belkiss Spenciére. 

 

Diariamente, a Vila Cultural recebe diversos visitantes de públicos diversos, como turistas, comunidade local, escolas, universidades e quem mais tiver interesse na rica cultura que o local oferece. Todo e qualquer amante de arte e cultura pode visitar a Vila Cultural de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, está localizado na Rua 3 do Setor Central e a entrada é totalmente gratuita. Além de tudo, o local também é pet friendly, ou seja, aceita a entrada de animais de estimação. As mostras são temporárias e isso pode ser um estímulo ao público, pois a cada mês a Vila Cultural oferece novidades, com novas exposições. 

 

A Vila Cultural Cora Coralina não é apenas um espaço físico dedicado à arte e à cultura em Goiânia, mas também um local inspirador que guarda uma diversidade artística e cultural, e que nos mostra a importância de valorizar a arte e a cultura em nossa cidade. É fundamental que continuemos dando apoio a essa instituição cultural preciosa, valorizando que a Vila Cultural desempenha um papel vital na educação cultural. Você que aprecia arte e que valoriza a cultura não pode deixar de conhecer este lugar. 

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

 

>Veja Também<

 

Conheça a Rua da Cultura onde a arte se encontra em Goiânia

 

Goiânia ganha novo Centro de Cultura e Lazer Casa de Vidro Antônio Poteiro

 

Conheça os principais Mercados Municipais que fazem parte da história e cultura de Goiânia

Exposição histórica reúne seis décadas do trabalho de Siron Franco em Goiânia

O renomado artista plástico goiano Siron Franco inaugurou a Cerrado Galeria em Goiânia, simultaneamente trazendo vida nova ao Museu de Arte Contemporânea [MAC-Goiás].

Sob a curadoria do historiador espanhol Angel Calvo, as duas iniciativas estabelecem um diálogo, apesar de suas diferenças, baseado na autoridade e na constante evolução do artista.

A Cerrado Galeria apresenta uma exposição de telas recentes ou recém-concluídas, refletindo o Siron atual. Já o Museu de Arte Contemporânea abriga a mostra “Pensamento Insubordinado”, que segue a ordem cronológica da produção de Siron Franco, buscando facilitar a compreensão de sua trajetória.

Exposição

Reunindo seis décadas de trabalho do artista, o MAC Goiás, que fica no Centro Cultural Oscar Niemeyer, está recebendo a exposição inédita “Pensamento Insubordinado” até o dia 5 de Agosto.

Até o dia 5 de agosto o público poderá conferir a mostra que conta com a curadoria de Angel Calvo Ulloa, com entrada gratuita.

A exposição dispõe de telas cedidas por colecionadores, sendo desde os primeiros trabalhos, em 1961, até os tempos atuais, com telas conhecidas, já de 2023. A mostra foi organizada cronologicamente e demarca um amplo conjunto de trabalhos de Siron Franco.

A visitação está disponível de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e nos finais de semana, das 14h às 19h.

expsição
Exposição Pensamento insubordinado de Siron Franco, MAC-Goiânia (Foto: André Saddi)

 

Foto de capa: Markus Avaloni

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Designer recria os mascotes dos 20 clubes da Série A do Brasileirão e o resultado fica incrível

Um dos grandes patrimônios dos clubes de futebol do Brasil são os mascotes. Essas figuras são parte essencial das agremiações esportivas e animam os torcedores nas arquibancadas, contribuem com a imagem dos times e também são importantes peças de geração de receita por meio do marketing e da comercialização de produtos.

Mas já parou para pensar se o já tradicional mascote do seu clube do coração recebesse uma verdadeira repaginada? Foi essa a ideia do designer Obadias Souza, que utilizou de muita criatividade e inteligência artificial para dar uma nova ‘’cara’’ aos personagens dos 20 clubes que disputarão a Série A do Campeonato Brasileiro de 2023.

designer
(Foto: Arquivo Pessoal / GE)

O Coelho, do América-MG, o Fura-Cão, do Athletico, o Galo, do Atlético-MG, o Super-Homem, do Bahia, o Cachorro, do Botafogo, o Touro, do Bragantino, o Mosqueteiro, do Corinthians, o Vovô Coxa, do Coritiba, a Raposa, do Cruzeiro, o Dourado, do Cuiabá, o Urubu, do Flamengo, o Guerreiro, do Fluminense, o Leão, do Fortaleza, o Periquito, do Goiás, o Mosqueteiro, do Grêmio, o Saci, do Internacional, o Porco, do Palmeiras, a Baleia, do Santos, o São Paulo, do São Paulo, e o Almirante, do Vasco, foram recriados por Obadias e o resultado ficou incrível.

Em entrevista ao portal do Globo Esporte, o profissional disse que o futebol é uma das suas paixões: ‘’ Futebol é uma paixão que carrego comigo. Com essa vibe de inteligência artificial, resolvi juntar os dois. Coloquei todos os mascotes com armadura porque a verdadeira batalha vai começar em abril: o Brasileirão’’, disse Obadias.

Confira abaixo o trabalho do designer:

 

Goiás

goias

 

Internacional

internacional

 

Fluminense

flu

 

Corinthians

corinthians

 

Flamengo

fla

 

América MG

america

 

Athletico PR

Athletico

 

Atlético MG

atletico

 

Fortaleza

fortaleza

 

São Paulo

sao

 

Botafogo

botafogo

 

Santos

santos

 

Red Bull Bragantino

bragantino

 

Coritiba

coritiba

 

Cuiabá

cuiaba

 

Cruzeiro

cruzeiro

 

Grêmio

gremio

 

Bahia

bahia

 

Vasco

vasco

 

Palmeiras

porco

 

*Fonte: Portal GE

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Temporada 2023 de exposições na Vila Cultural Cora Coralina começa nesta terça em Goiânia

A Vila Cultural Cora Coralina, em Goiânia, abre a temporada 2023 de exposições nesta terça-feira (14) a partir das 18h30. A mostra de abertura é do artista goiano Ricardo Santiago, chamada ‘’Arte em Misturas’’, que vai ficar exposta na sala Sebastião Barbosa.

Com entrada gratuita, a mostra fica em cartaz até 3 de março, com visitação de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. A exposição reúne vários trabalhos desenvolvidos pelo artista que transitam pelo artesanato, artes plásticas e artes visuais digitais. O objetivo, segundo o artista, é a busca pela conexão destas linguagens artísticas através de técnicas mistas e inovadoras. As obras foram produzidas nos últimos três anos.  

Natural de Goiânia, Ricardo Santiago é arquiteto por formação e artesão, artista plástico e visual autodidata. O artista tem 26 anos e atua há sete dedicando-se aos estudos do artesanato, artes plásticas e artes visuais digitais. Já participou de mostras individuais e coletivas na capital.
 
A Vila Cultural Cora Coralina é uma unidade da Secretaria de Estado da Cultura (Secult) de Goiás.

 
SERVIÇO:

Arte em Misturas – Individual do artista Ricardo Santiago
Local: Sala Sebastião Barbosa – Vila Cultural Cora Coralina – Rua 23 com Rua 3, Centro
Abertura: 14/02, às 18h30
Visitação: de 15/02 a 03/02, segunda a sexta-feira, das 9h às 15h
Entrada Franca

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Centro Livre de Artes oferta 700 vagas para cursos gratuitos em Goiânia

A Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), inicia, no próximo dia 8 de agosto, o cronograma de matrículas para aulas presenciais no Centro Livre de Artes (CLA), localizado no Bosque dos Buritis, Setor Oeste. Mais de 700 vagas estão disponíveis para aulas presenciais, com início no dia 22 de agosto.

Alunos da rede pública de ensino, federal, estadual e municipal, além das instituições conveniadas e pessoas com cadastro em programas sociais, têm prioridade e podem se inscrever nos dias 8, 9 e 10 para Artes Visuais, Oficina Integrada, Artes Cênicas e Práticas Corporais. Atendimento para a comunidade em geral será nos dias 17 e 18 de agosto, para as modalidades Artes Visuais, Oficina Integrada, Artes Cênicas e Práticas Corporais. Aulas são gratuitas e presenciais.

As inscrições podem ser feitas somente online, por meio do link: goiania.go.gov.br/secult/cla, onde também estão todas as informações sobre os cursos. O link para inscrição estará com acesso “clicável” apenas na data informada para cada modalidade. 

De acordo com o secretário municipal de Cultura, Zander Fábio, “é uma alegria anunciar o retorno das aulas presenciais no CLA”. “Ficamos por dois anos com as aulas online por conta da pandemia. Agora, retornaremos ao atendimento com as aulas no prédio do CLA, que, inclusive, passou recentemente por reparos na estrutura física e, em breve, antes que as aulas se iniciem, será reinaugurado”, destaca.

Para fazer a matrícula nos cursos disponíveis para o 2º semestre de 2022 acesse:  goiania.go.gov.br/secult/cla

Os links dos formulários ficarão abertos somente nos dias indicados, e as vagas serão preenchidas por ordem de envio dos formulários de matrícula. Para mais informações, os interessados podem enviar mensagens via direct Instagram do CLA @centrolivredeartes.goiania ou pelo WhatsApp (somente mensagens) para 62 8412-4785 (sem o 9).

 

Imagem: Divulgação

Sesc Goiás está com inscrições abertas para cursos livres de artes

O Sesc Goiás está com inscrições abertas para cursos oferecidos pelo Núcleo Livre de Artes, nas unidades de Goiânia e Anápolis. São oferecidas aulas para crianças, adolescentes e adultos em diversas áreas culturais como dança, música e canto.  

Em Anápolis, as turmas terão início na primeira semana de fevereiro, porém as inscrições podem ser feitas até o dia 28 do mesmo mês, de acordo coma disponibilidade das vagas. Na unidade, são oferecidos cursos de balé, jazz, dança do ventre, teatro, musicalização, técnicas de canto e teclado. 

Já em Goiânia, na unidade Centro, as inscrições vão até o dia 31 de janeiro e as aulas iniciam dia 7 de fevereiro. São oferecidas turmas de dança, ballet, musicalização, violão e circo.   

Os valores por semestre são de R$ 224,71 para o trabalhador do comércio e dependentes (com o cartão Sesc atualizado), R$ 322,95 para conveniados e R$ 669,95 para público geral.  O pagamento deve ser feito durante a realização da matrícula e pode ser feita à vista ou parcelamento em até 5 vezes no cartão de crédito. 

 

Confira as turmas disponíveis: 

 

Unidade Anápolis 

BALÉ 

Balé Baby – 4 a 6 anos 

2ª e 4ª – 10h às 10h50 

3ª e 5ª – 9h às 9h50/10h às 10h50/14h às 14h50/17h30 às 18h20 

 

Balé Preparatório I – 7 a 9 anos 

2ª e 4ª – 9h às 9h50 

3ª e 5ª – 8h às 8h50/16h30 às 17h20 

 

Balé Preparatório II – 10 a 12 anos 

2ª e 4ª – 8h às 8h50 

 

 

JAZZ 

Jazz Infantil – 8 a 11 anos 

3ª e 5ª – 18h30 às 19h30 

 

Jazz Juvenil – 12 a 15 anos 

3ª e 5ª – 19h40 às 20h40 

 

 

DANÇA DE VENTRE  

Dança do Ventre Iniciante – a partir de 14 anos 

2ª e 4ª – 20h10 às 21h10 

 

Dança do Ventre Intermediário – A partir de 14 anos 

2ª e 4ª – 19h às 20h 

 

 

TEATRO 

Teatro Infantil (turma online) – 06 a 11 anos 

 4ª 9h às 10h40 

 

Teatro Infantil – 06 a 11 anos 

6ª 9h às 10h40/Sábado 9h às 10h40 

 

Teatro Juvenil (turma online) – 12 a 15 anos 

4ª – 14h às 15h40 

 

Teatro Juvenil – 12 a 15 anos 

6ª – 14h às 15h40/Sábado 14h às 15h40 

 

Teatro Adulto (turma online) – a partir de 16 anos 

4ª – 19h às 21h 

 

Teatro Adulto – a partir de 16 anos 

6ª – 19h às 21h/Sábado 16h às 18h 

 

 

MUSICALIZAÇÃO 

Musicalização Infantil – 04 a 06 anos 

3ª e 5ª 10h às 10h50 

 

Musicalização Infantil (turma online) – 04 a 06 anos 

3ª e 5ª – 13h às 13h50/14h às 14h50 

 

 

TÉCNICAS DE CANTO 

Técnicas de Canto Infantil – 07 a 11 anos 

3ª e 5ª – 9h às 9h50 

 

Técnicas de Canto Juvenil – 12 a 15 anos 

3ª e 5ª – 18h10 às 19h 

 

Técnicas de Canto Adulto – a partir de 16 anos 

3ª e 5ª – 20h20 às 21h20 

 

 

TECLADO 

Teclado Infantil – 06 a 11 anos 

3ª e 5ª – 8h às 8h50/17h10 às 18h 

 

Teclado Infantil (turma online) – 06 a 11 anos 

3ª e 5ª – 16h10 às 17h 

 

Adulto – a partir de 12 anos 

3ª e 5ª – 19h10 às 20h10 

 

Unidade Goiânia/Centro 

BALLET 

Ballet Preparatório II (online) – 7 a 10 anos 

2ª e 4ª – 8h40 às 9h30 

 

 

Ballet Baby II (online) – 5 a 6 anos 

 

2ª e 4ª – 9h40 às 10h30 

 

 

Prática Educativa Dança (online) – 1 a 2 anos 

2ª e 4ª – 10h40 às11h30 

 

 

Ballet Fit – acima de 15 anos 

2ª e 4ª – 11h40 às 12h30 

 

 

Ballet Preparatório I – 7 a 9 anos 

2ª e 4ª – 14h40 às 15h30 

 

 

Ballet Baby II – 5 a 6 anos 

 2ª e 4ª – 15h50 às 16h40 

 

 

Ballet Baby I – 03 a 04 anos 

 2ª e 4ª – 17h00 às 17h50 

 

 

Laboratório Composição Coreográfica – acima 15 anos 

2ª e 4ª – 19h20 às 20h10 

 

 

Ballet Baby I e II – 3 a 6 anos 

3ª e 5ª – 09h00 às 09h50 

 

 

Ballet Preparatório I e II – 7 a 12 anos 

3ª e 5ª – 10h10 às 11h00 

 

 

Prática Educativa em Dança – 1 a 2 anos 

3ª e 5ª – 11h20 às 12h10 

 

 

Ballet Preparatório II – sapatilha de ponta – 10 a 12 anos 

3ª e 5ª – 13h40 às 14h30 

 

 

Ballet Preparatório I – 7 a 9 anos 

Sábado – 08h20 às 10h00 

 

 

Preparação Para Sapatilha de ponta – acima de 15 anos 

Sábado – 14h00 às 15h40 

 

 

Ballet Clássico Adulto – acima de 15 anos 

Sábado – 16h00 às 17h40 

 

 

Ballet Preparatório – 7 a 10 anos 

3ª e 5ª – 15h30 às 16h20 

 

 

Ballet Baby – 3 a 5 anos 

3ª e 5ª – 16h40 às 17h30 

 

CIRCO 

Fundamentos do Circo – 7 a 12 anos 

2ª e 4ª – 18h10 às 19h00 

 

 

Fundamentos do Circo – 7 a 12 anos 

Sábado – 10h20 às 12h00 

 

DANÇA 

BellyMamãe – gestantes e bebes até 2 anos 

3ª e 5ª – 17h50 às 18h40 

 

 

Dança do Ventre – acima de 15 anos 

3ª e 5ª – 19h00 às 19h50 

 

 

Jazz Funk – acima de 15 anos 

Sábado – 14h00 às 15h40 

 

 

Dance Kids – 6 a 10 anos 

Sábado – 16h00 às 17h40 

 

 

Danças Urbanas Kids – 7 a 13 anos 

Sábado – 08h40 às 10h10 

 

 

Danças Criativas (Tik Tok) – acima de 7 anos 

Sábado – 10h30 às 12h 

 

 

Danças Urbanas Kids – 7 a 13 anos 

3ª e 5ª – 09h às 09h50 

 

 

Danças Criativa (Tik Tok) – acima de 7 anos 

3ª e 5ª – 10h10 às 11h 

 

 

Dance Ball – acima de 14 anos 

3ª e 5ª – 12h10 às 13h 

 

 

Danças Urbanas Kids – 7 a 13 anos 

3ª e 5ª – 14h00 às 14h50 

 

 

Hip Hop Dance – 7 a 13 anos 

3ª e 5ª – 15h10 às 16h 

 

 

Danças Criativa (Tik Tok) – acima de 7 anos 

3ª e 5ª – 16h20 às 17h10 

 

 

Danças Urbans Kids – 7 a 13 anos 

3ª e 5ª – 17h30 às 18h20 

 

 

Danças Urbanas Adulto – acima de 14 anos 

3ª e 5ª – 18:40 às 19h30 

 

 

Ritmos – acima de 18 anos 

2ª e 4ª – 12h10 às 13h 

 

 

Dança Inclusiva – Contemporâneo – acima 12 anos 

2ª e 4ª – 16h20 às 17h10 

 

 

Ritmos – acima de 12 anos 

2ª e 4ª – 18h às 18h50 

 

 

Dança de Salão Iniciante – acima de 15 anos 

2ª e 4ª – 19:10 às 20:00 

 

 

Dança de Salão Intermediário – acima de 15 anos 

2ª e 4ª – 20:10 às 21:00 

 

MUSICALIZAÇÃO 

Musicalização I – 3 a 5 anos 

3ª e 5ª – 8h20 às 9h00 

 

 

Musicalização II – Flauta – 6 a 7 anos 

3ª e 5ª – 9h20 às 10:00 

 

 

Musicalização Bebê 1 a 2 anos 

3ª e 5ª – 10h20 às 11h 

 

 

Musicalização III – Ukulele – 8 a 10 anos 

3ª e 5ª – 11h20 às 12h 

 

 

Musicalização III – Ukulele – 8 a 10 anos 

3ª e 5ª – 14h20 às 15h10 

 

 

Musicalização I – 3 a 5 anos 

3ª e 5ª – 15h20 às 16h00 

 

 

Musicalização Bebê – 1 a 2 anos 

3ª e 5ª – 16h20 às 17h 

 

 

Musicalização II – Flauta – 6 a 7 anos 

3ª e 5ª – 17h20 às 18:00 

 

 

Musicalização Bebê – 1 a 2 anos 

3ª e 5ª – 18h20 às 19h 

 

 

Musicalização II – Flauta – 6 a 7 anos 

Sábado – 8h30 às 09h40 

 

 

Musicalização I – 3 a 5 anos 

Sábado – 09h50 às 11h00 

 

 

Musicalização III – Ukulele – 8 a 10 anos 

Sábado – 11h10 às 12h20 

 

 

Teclado Infantil (online) – 8 a 11 anos 

2ª e 4ª – 08h30 às 09h20 

 

 

Teclado Infantil Intermediário – 8 a 11 anos 

2ª e 4ª – 09h40 às 10h30 

 

 

Teclado Adulto – acima de 18 anos 

2ª e 4ª – 12h10 às 13h00 

 

 

Teclado Infantil Intermediário II – 9 a 12 anos 

2ª e 4ª – 14h30 às 15h20 

 

 

Teclado Infantil Iniciante – 6 a 9 anos- 

2ª e 4ª – 15h30 às 16h20 

 

 

Teclado Infantil Iniciante – 6 a 9 anos 

2ª e 4ª – 15h30 às 16h20 

 

 

Teclado Infantil Intermediário I – acima de 12 anos 

2ª e 4ª – 17h30 às 18h20 

 

 

Teclado Adulto Iniciante (online) – acima de 15 anos 

2ª e 4ª -18h30 às 19h20 

 

 

Teclado Adulto Iniciante – acima de 15 anos 

2ª e 4ª – 19h30 às 20h20 

 

 

Teclado Infantil – 6 a 9 anos 

Sábado – 08h40 às 10h10 

 

 

Teclado Infantil – 9 a 12 anos 

Sábado – 10h20 às 11h50  

 

VIOLÃO 

Violão Infantil Iniciante – 7 a 11 anos 

2ª e 4ª – 8h30 às 9h20 

 

 

Violão Infantil Iniciante – 7 a 11 anos 

2ª e 4ª – 9h40 às 10h30 

 

 

Viola Caipira Iniciante – acima de 12 anos 

2ª e 4ª – 12h10 às 13h 

 

 

Violão Intermediário II – acima de 12 anos 

2ª e 4ª – 14h20 às 15h10 

 

 

Violão iniciante I – acima de 12 anos 

2ª e 4ª – 15h30 às 16h20 

 

 

Violão Infantil Iniciante – 7 a 11 anos 

2ª e 4ª – 16h40 às 17h30 

 

 

Violão Intermediário – acima de 12 anos 

2ª e 4ª – 17h50 às 18h40 

 

 

Violão Intermediário – acima de 12 anos 

2ª e 4ª – 19h às 19h50 

 

 

Imagem: Divulgação

 

Centro Livre de Artes abre 411 vagas em cursos e oficinas de graça, em Goiânia

O Centro Livre de Artes de Goiânia (CLA) abriu, nesta quinta-feira (25/11), o período de inscrições para 411 vagas para cursos e oficinas para mais de 20 opções, entre elas diferentes técnicas de desenho, História da Arte, Gravuras, e muito mais. As modalidades são divididas entre presencial e online e tem previsão para início no primeiro semestre de 2022.

As aulas são gratuitas e os interessados podem se inscrever pela internet nos dias 1 e 2 de dezembro para a Oficina Integrada, e dias 7, 8 e 9 de dezembro para Artes Visuais.

As matrículas serão efetuadas em ordem de recebimento do documento e de acordo com o número de vagas disponíveis em cada turma. Após o procedimento, a equipe de atendimento entrará em contato por e-mail com o candidato confirmando a inscrição.

Para mais informações e detalhes sobre os cursos e vagas, é necessário entrar em contato via email para [email protected] ou pelo Whats App (62) 98412-4785.

Para as inscrições, acesse: https://www.goiania.go.gov.br/secult/cla/

 

Imagem: Secult

Veja também:

Arte a céu aberto vai ocupar 20 espaços públicos em Aparecida de Goiânia

Artista plástico homenageia Marília Mendonça com grafite em Trindade

Artista visual promove oficina gratuita de História em Quadrinhos em Goiânia

Neste sábado, 11 de setembro, o artista visual, grafiteiro e professor de Artes na Escola do Futuro em Artes Basileu França, Múcio Nunes, promove a oficina gratuita de Histórias em Quadrinhos, que será realizada no Lowbrow Lab Arte & Boteco, no Setor Sul, em Goiânia, mas será transmitida online via plataforma Zoom.

 

A atividade abordará noções básicas para o desenvolvimento das histórias, como características narrativas e técnicas de desenho, e terá como foco o público infantojuvenil de até 12 anos – embora seja aberta para pessoas de todas as idades – visa abordar a fantasia do universo infantil. Para participar é necessário fazer uma inscrição antecipadamente, disponível neste link.

 

Este será o segundo módulo da atividade, que teve início no último sábado (04/09), sobre o surgimento dos HQs, e não é pré-requisito para participar desta oficina. 

 

Segundo Múcio, agora os participantes colocarão em prática a narrativa lúdica, criando personagens, utilizando os diversos tipos de balões para sinalizar suas falas.  A oficina de Histórias em Quadrinhos também abordará enquadramento e uso de perspectiva. Ao final das instruções, o objetivo é selecionar croquis e propor aos alunos a apresentação dos resultados em forma de quadrinhos. 

 

Essa iniciativa foi aprovada pelo Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás e propõe a dinamização de espaços culturais com programação gratuita.

 

Serviço

Oficina Gratuita de Histórias em Quadrinhos

Quando: 11/09 (sábado)

Horário: 10h

Local: via Zoom (aula ministrada no Lowbrow Lab Arte & Boteco)

 

 

Imagem: Getty Images / iStock

 

Museus, bibliotecas e arquivos históricos são reabertos em Goiás

Por meio da iniciativa que integra o programa ”Retomada Cultural” do Governo de Goiás, a Secretaria de Estado de Cultura de Goiás anunciou, nesta quinta-feira (12), a reabertura de bibliotecas, museus e arquivos históricos. Na primeira fase da abertura, todos os atendimentos deverão ser agendados via telefone ou e-mail, o uso de máscaras permanece obrigatório e a visitação será limitada a grupos com no máximo seis pessoas, medidas com a finalidade de evitar aglomerações e preservar a segurança dos visitantes.

Os acervos das bibliotecas Pio Vargas, Biblioteca Braille José Álvares de Azevedo e Gibiteca Jorge Braga, ficarão fechados ao público e a escolha das obras será realizada junto aos atendentes. A permanência nas bibliotecas acontecerá exclusivamente para a retirada e a devolução de material. Não serão permitidos o uso de mesas de estudos e a permanência prolongada nesses espaços. Os livros devolvidos pelo público passarão por uma quarentena e ficarão isolados por um período de 14 dias após o ato da devolução.

Em comunicado oficial divulgado no site da Secult, o secretário estadual de Cultura, César Moura, ressalta que a reabertura é um passo importante para a Retomada Cultural. “Depois de mais de um ano fechadas, nossas unidades retornam o atendimento ao público, com todos os protocolos de segurança, para proporcionar ao goiano o contato com sua cultura. Convidamos a população para conhecer o excelente acervo de nossas bibliotecas e de nossos museus, que preservam com excelência a história do povo goiano”. 

 

Confira abaixo o horário de funcionamento e o contato para agendamento de cada unidade cultural da Secult/Goiás :

Museu da Imagem e do Som de Goiás

Terça-feira a Sexta-feira | Das 8:00 às 17:00h 

Contatos para agendamento: 62.3201-4625 | [email protected] 

 

Museu Pedro Ludovico

Terça-feira a Sexta-feira | 9:00 às 17:00h 

Finais de semana e feriados: 9:00 às 14:00h 

Contatos para agendamento: 3201-4678 | [email protected] 

 

Museu Goiano Professor Zoroastro Artiaga 

Terça-feira a Sexta-feira | 9:00 às 17:00h 

Finais de semana e feriados: 9:00 às 14:00h 

Contatos para agendamento: 3201-4675 | [email protected] 

 

Museu Ferroviário de Pires do Rio

Terça-feira a Sexta-feira | 8:00h às 11:00h – 13:00 às 17:00h 

Contatos para agendamento: (64)3461-5504 | 

[email protected] 

 

Biblioteca Braille José Álvares de Azevedo

Segunda-feira a Sexta-feira | 

8:00h às 17:00h 

Contatos para agendamento: 3201-4648 | [email protected]

 

Biblioteca Pio Vargas

Segunda-feira a Sexta-feira | 8:00h às 17:00h 

Contatos para agendamento: 3201-4653 | [email protected] 

 

Gibiteca Jorge Braga

Segunda-feira a Sexta-feira | 8:00h às 17:00h 

Contatos para agendamento: 3201-4640 | [email protected] 

 

Arquivo Histórico

Segunda-feira à Sexta-feira | 9:00h às 17:00h

 

 Contatos para agendamento: 3201-4656| [email protected]

 

Informações e Imagem: Secult GO

Veja também: 6 museus de Goiás com tour virtual para celebrar o Dia Nacional das Artes

 

 

Governo de Goiás anuncia programa ”Retomada Cultural”, que contempla ações em apoio à cultura goiana

O governador Ronaldo Caiado lançou, nesta sexta-feira (30), em evento no Teatro Goiânia, o Programa ‘’Retomada Cultural’’, que contempla ações em apoio à cultura do estado, um dos setores mais afetados no último ano. A medida prevê ainda que, enquanto durar os efeitos da pandemia do coronavírus, os artistas goianos terão descontos na locação dos espaços culturais.

Entre os anúncios estão a efetivação do Plano Estadual de Cultura, abertura de posto de atendimento do Programa Mais Crédito, bem como os projetos Evento Cultural Seguro, Contrapartida Cultural/FCO e Juventude Cultural. Além disso, o governo ainda confirmou a implantação da Casa da Cultura Goiana, prevista para até o final de 2022, e o restauro e requalificação de igrejas tombadas pelo Estado de Goiás.

A Secretaria de Estado de Cultura de Goiás (Secult) informou que os projetos vão englobar todos protocolos para reabertura dos espaços culturais estaduais, e que funcionarão como base para locais e eventos privados, conforme o avanço da vacinação.

Em breve, também serão lançados o Circuito Cultural em outras cidades do estado: os festivais de Artes de Porangatu, de Música Canto por Todos os Cantos, além dos já tradicionais Canto da Primavera, Festival Internacional de Cinema Ambiental (Fica) 2021 e o Fica Itinerante, que alcançarão aproximadamente 18 municípios goianos.

Na imagem de capa: Governador Ronaldo Caiado em visita à Vila Cultural Cora Coralina (Foto: Wesley Costa)

Veja também: Programa Aprendiz do Futuro abre 5 mil vagas de estágio em Goiás

Caiado estuda viabilidade de concursos públicos na educação e segurança pública

A melhor rota art déco para fazer de bicicleta em Goiânia

Passando pelas ruas do Centro de Goiânia, você já deve ter notado a presença de um estilo diferente daquele que observamos em outras partes da cidade. Com uso de muitas formas geométricas, linhas verticais, ornamentos e design abstrato, esses prédios pertencem ao Art Déco, um estilo artístico que surgiu na Europa nos anos 20. 

 

Dez anos mais tarde, quando nasce Goiânia, esse estilo passa a fazer parte do projeto da capital. Como o Centro é a parte mais antiga da cidade, é lá que se encontram essas belas construções que remontam a um outro tempo. Ali se forma um circuito que merece ser percorrido tanto por turistas quanto por goianos. 

 

Pensando nisso, o Curta Mais elaborou a rota perfeita para fazer de bicicleta e apreciar de perto a arquitetura da Art Déco em Goiânia, terminando o passeio na Pastelaria Goiânia, que não é Art Decó mas é um marco da cidade! Eai, bora pedalar? 

 

mapa

 

Começando no Lago das Rosas, a mureta e o trampolim fazem parte do Acervo Art Decó de Goiânia. Aproveite para tomar uma água de côco e se hidratar antes de começar o percurso!

 

f9225f35aab46fd3c7f35c5b2da8a27a.png

 

A próxima parada é a antiga Estação Ferroviária de Goiânia.

 

ce7260113c317a67e04f5a23a2d9c113.jpg

 

Seguimos caminho em direção ao prédio do Instituto Federal de Goiás, próximo ao Parque Mutirama. Estudar ali deve ser o máximo, ein?

 

f62e6aa54dfbb2ecfa5aa08e7b771a55.jpg

 

O próximo destino é o Hotel Dom Bosco, um dos pioneiros no estilo Art Decó na capital. O charme continua mesmo depois de anos!

 

b77ba5d191c327f3d73d184118df5c67.png

 

O Grande Hotel é um queridinho para fotos charmosas no centro da cidade! Quem não se apaixona por esse cor de rosa?

 

ed0fc9b2f9dace32d0bbe58d2847a375.jpg

 

E falando em cor de rosa, a próxima parada é o Lyceu de Goiânia!

 

2509f6c9a51b9489435344bd0fea9925.jpg

 

Em seguida chegamos à Torre do Relógio.

 

0ae5caae63850c4a9c97370ab319c616.jpg

 

E a próxima parada é o Coreto da Praça Cívica. Depois, aproveite para descer da bike e andar pela praça, que é um reduto de construções Art Decó. Ali, não deixe de passar pelo Museu Goiano Professor Zoroastro Artiaga, pelo Palácio das Esmeraldas, e pelo Centro Cultural Marietta Telles Machado.

 

ccbce35bac7b30ce7bc9c2e98e758351.png

 

27c94ec3c14ac40dc37a35138bcaf561.png

 

5110efeb41021058326531472946516a.png

 

9b9111f631ba2dbac43d628635f9de0e.png

 

Nosso percurso está chegando ao final, e a última parada é o belíssimo Teatro Goiânia. Próximo ao teatro, não perca a oportunidade de experimentar uma das delícias da Pastelaria Goiânia, que existe há vinte anos e também faz parte da história da cidade!

 

c8364db2eb0e240b7a8134b83706c7b2.jpg

 

 

Museu de Artes de Goiânia abre exposição virtual

Em tempos de coronavírus, os mais diversos negócios e programas culturais estão se adaptando a este novo momento. Foi o que o Museu de Artes de Goiânia (MAG) está fazendo abrindo uma exposição toda virtual, através de suas redes sociais.

A exposição intitulada “MAG – um museu fora do eixo”, foi lançada no dia 25 de abril e ficará disponível online em suas redes sociais, no Facebook (Museu de Artes de Goiânia) e no Instagram (@museudeartesdegoiania), para quem quiser acompanhar. São 50 anos de história na cultura municipal e, com a exposição, o museu comemora o Jubileu de Ouro. Além do aniversário, a exposição integra as ações da 18ª Semana Nacional de Museus, que acontece até o dia 26 de maio de 2020.

De acordo com o coordenador do museu, Antônio Damata, a exposição virtual é um recorte do acervo permanente do museu, e se refere a temas como: povos indígenas, contrabando de órgãos humanos e pele de animais, exploração sexual, preconceito religioso e ditatura militar. “São esculturas, desenhos, gravuras, objetos, instalação e pinturas das primeiras obras que deram origem ao MAG. Participam da exposição: Frei Confaloni, Gustav Ritter, Iza Costa, Humberto Espíndola, Carlos Sena, Octo Marques, Anahy Jorge, Siron Franco, Waldomiro de Deus, Tancredo de Araújo, Adir Sodré, Nilson Pimenta, entre outros”, pontua.

A exposição integra a série de atividades que a Secretaria Municipal de Cultura está promovendo neste período de pandemia e isolamento social. 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Museu de Artes de Goiânia (@museudeartesdegoiania) em

 

Artista europeu ilustra monumentos de Goiânia: ‘arquitetura fabulosa’ diz ele

O arquiteto e ilustrador André Chiote homenageou Goiânia ao criar ilustrações da arquitetura da cidade. As obras foram encomendadas para o 31º Congresso Brasileiro de Cirurgia Dermatológica, um evento nacional que ocorreu em Maio de 2019, e as cores escolhidas para retratá-las foram inspiradas na logo do evento.

Embora os monumentos sejam bastante conhecidos aqui na terra do pequi é uma surpresa e honra que tenham sido retratados por um artista estrangeiro. Chiote é Português e vive em Oporto, Portugal. Seu perfil no Instagram conta com uma série de ilustrações belíssimas e autênticas da arquitetura brasileira e internacional. Ao ser questionado, afirmou que o interesse em ilustrar cenários brasileiros ocorre devido o país apresentar uma “arquitetura contemporânea, moderna e fabulosa”.

Dentre os ícones retratados estão a Estação Ferroviária, o Monumento às Três Raças, o Teatro Municipal, a Torre do Relógio, os museus  Pedro Ludovico Teixeira e Zoroastro Artiaga e outras mais.

Confira Goiânia através dos olhos e mãos desse artista:

2f08d91b5123fd1189da857310df54db.jpg

d2622e51f79c93a2d3f314c7777c5bd8.jpg

ff0fcb1b91e474092adef9c10b322596.jpg

3b4c664d78047832470a6fb43b398ba9.jpg

88e04acd02ccca42a4e0872d91a0a87b.jpg

21b91c68ef9129b440ac7cdb8da0b138.jpg

54d9d21623a481b121f4d579fe8cea47.jpg

a0820eff7beb61d68d6d23ff767eb6c3.jpg

Túnel do Mutirama é revitalizado e vira Museu de Arte Urbana a céu aberto em Goiânia

Na cidade de Goiânia os adeptos do grafite fazem da nossa capital uma verdadeira galeria de arte que traduz muito bem uma linguagem estética que cada vez mais ganha força, respeito e notoriedade em todo o país. É visível que a capital goiana tem ficado cada vez mais colorida depois de eventos como o Festival Beco, no Beco da Codorna onde foi criado o primeiro museu céu aberto de arte urbana de Goiânia, deixando suas artes estampadas nos muros.

Em setembro deste ano, a Agetul – Agência Municipal de Turismo Eventos e Lazer, em parceria com a Casa de Cultura da Juventude “Instituto Educação, Cultura e Vida” e Associação dos Grafiteiros de Goiás (AGG), realizaram a transformação de parte superior do túnel Jaime Câmara que virou um Museu de Arte Urbana à céu aberto. A ação contou com cerca de 30 artistas da capital que fizeram a revitalização em forma de pintura nas 7 casas cenográficas que ficam no local, mais conhecido por Túnel do Mutirama, espaço esse que foi criado para convivência de lazer da população.

Para o presidente da Associação dos Grafiteiros de Goiás (AGG), Eduardo Aiog, “além da revitalização do espaço, a ação tem o objetivo de ocupar espaços públicos com intervenções artísticas para levar arte e colorir a cidade, esse legado do segundo museu à céu aberto de arte urbana de Goiânia terá um acervo bem interessante onde toda população poderá estar visitando e a intenção é disseminar mais a cultura do grafite e essa proximidade entre a população e os próprios artistas.”

A equipe do Curta Mais esteve no local, veja como ficou a revitalização do espaço com ação dos artistas:

8e189a7d559af8ccf76e7ef8abf5a0f6.jpg

03df579bef81622e28838494b41a1703.jpg

cca6118a884d7cfaa7f81f49b5d07a5b.jpg

6ad96739ba721b0a8cfc3298ad05dcbd.jpg

a6175bdb615eb320c3605c43bc3a196b.jpg

7be2c054d66089982a7f10f8b5c87fbb.jpg

4e71b477101476d7a78bb1eae8d6139a.jpg

15bf3acc18830612d1fdddbd40f01825.jpg

f6dff44f714922252b84f35f6b6b6914.jpg

e368d6f8f9387def82d33e24410d4381.jpg

991a4e4d059951d854e5fd7d414f797a.jpg

Endereço: Túnel Jaime Câmara
Av. Araguaia (em frente a entrada do Parque Mutirama- Centro)
Aberto 24 hrs

Pauta/Fotos: Marcos Aleotti / Curta Mais

2f60fe1a65beeb3c57293c9c1194f409.png

Siga Curta Mais nas redes sociais:

Curta Mais no Facebook

Curta Mais no Instagram

Curta Mais no Twitter