Shoppings e comércios estendem horário de atendimento em Goiânia

Com o objetivo de oferecer mais tempo para as compras de fim de ano na Grande Goiânia, shoppings e comércios ampliarão seus horários de funcionamento a partir do dia 15 de dezembro. Algumas lojas já estendem seus horários, operando das 8h às 19h, e a extensão será mais abrangente a partir da data mencionada. Na véspera de Natal, 24 de dezembro, a maioria das lojas funcionará até às 18h.

O Sindilojas-GO (Sindicato do Comércio Varejista no Estado de Goiás) informou que o comércio em geral estará aberto das 8h às 19h, com a expectativa de ampliação. Na Região da 44, galerias e shoppings já operam em horário especial, das 7h às 18h, e a abertura aos domingos é facultativa para algumas lojas.

 

2ª edição do Encontro de Brechós em Campinas acontece neste sábado com entrada gratuita

Neste sábado (18), o Encontro de Brechós, em clima de compras de fim de ano, estará em Campinas. Desta vez no Cepal da Vila Abajá entre às 10h até às 18 horas. A entrada é gratuita.

Mais de 60 brechós e desapegos se juntam para levar roupas e acessórios com valores até 80% menores do que em lojas convencionais. Os stands trazem opções variadas de peças seminovas em ótimo estado de conservação, sendo possível encontrar até mesmo peças de grifes renomadas para quem quer renovar o guarda-roupa gastando pouco.

Às 12h terá show da cantora Alanna Godoy. Ainda tem área Kids e praça de alimentação durante todo o evento.

O Encontro de Brechós será realizado dentro do projeto Viva Campinas, que ressalta e ocupa com atividades culturais o bairro mais tradicional de Goiânia.

 

SERVIÇO:

Encontro de Brechós 

Data: 18/11/2023

Local: Cepal da Vila Abajá, Av. Marginal Sul, Vila Abajá.

Horário: entre 10 e 18 horas 

Entrada franca

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

 

6 dicas infalíveis para evitar fraudes na Black Friday 2023

À medida que a Black Friday 2023 se aproxima, na próxima sexta-feira (24), os consumidores estão ansiosos por descontos, mas também preocupados com possíveis armadilhas. Especialistas alertam que, apesar das ofertas tentadoras, é essencial adotar estratégias para evitar as tão conhecidas “black fraudes”.

No ano passado, o setor de varejo no Brasil teve um aumento de 6,9% no faturamento nominal durante o período de promoções, segundo o Índice Cielo do Varejo Ampliado. Entretanto, órgãos de defesa do consumidor registram crescimento nas denúncias de propaganda enganosa a cada ano.

Para 2023, de acordo com estudo realizado pela Abecs – Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços, em parceria com o DataFolha, os brasileiros estão dispostos a gastar mais nesta Black Friday. Estima-se que essa data movimente R$15,5 bilhões. Já uma pesquisa de intenção de compra realizada pelo Méliuz revelou que 95,2% dos entrevistados desejam aproveitar as ofertas, e 32% deles planejam gastar mais de R$1 mil durante essa ocasião.

Consumidor goiano

Um levantamento conduzido pela CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) Goiânia constatou que 61,6% dos consumidores da capital devem ir às compras durante a Black Friday. Considerando apenas a população economicamente ativa residente em Goiânia, e sem considerar o turismo de compras ou a Região Metropolitana, serão aproximadamente 412 mil pessoas em busca das promoções oferecidas na data.

A sondagem ainda mostrou que serão adquiridos dois produtos por cliente. O ticket médio será de R$ 200 para cada item. Localmente, serão movimentados no comércio aproximadamente R$ 165 milhões. “A Black Friday vem se consolidando no calendário de compras dos brasileiros e o consumidor se prepara bem para a data. Sabendo disso, as empresas devem apostar em promoções reais e agressivas para chamar a atenção desse cliente”, comenta o presidente da CDL Goiânia, Geovar Pereira.

Entendendo as “Black Fraudes”

Eder Araújo, advogado especialista em Direito do Consumidor, explica que a prática de elevar preços dias ou semanas antes da Black Friday e, em seguida, anunciar grandes descontos, é uma forma de induzir o consumidor ao erro, configurando propaganda enganosa. Segundo ele, “fazer publicidade enganosa ou abusiva pode gerar detenção de três meses a um ano para os sócios do negócio, além de multa para a empresa.”

Éder explica ainda que, de acordo com o artigo 37 do CDC, uma propaganda é considerada enganosa quando induz o consumidor ao erro. “Ou seja, quando ela traz uma informação falsa, que faz com que o possível cliente tenha uma ideia errônea sobre o que está sendo ofertado”, traduz. Ele lembra ainda que fazer publicidade enganosa ou abusiva pode gerar detenção de três meses a um ano para os sócios do negócio,  além de multa para  empresa.

Dica e estratégias para uma Black Friday consciente

Pesquisa Antecipada e Registro de Preços:

Iniciar a pesquisa semanas antes, fazendo prints de valores e guardando panfletos, permite a comparação durante a Black Friday, evitando surpresas desagradáveis.

Histórico de Preços por Lei Estadual:

A Lei Estadual nº 19.607, em vigor em Goiás, obriga fornecedores a informar ao consumidor o histórico de preços dos últimos 12 meses. Solicitar essa lista documentada pode ser útil para identificar ofertas genuínas.

Conheça o Produto Ofertado:

Evitar ofertas em que o preço é reduzido à custa da quantidade, qualidade ou configuração do produto é fundamental. Arquivar informações sobre a oferta ajudará em possíveis denúncias.

Direitos do Consumidor Mantidos:

É fundamental lembrar que os direitos do consumidor estão preservados na Black Friday. Prazos, garantias e qualidade dos produtos adquiridos devem ser respeitados, e o consumidor pode acionar a Justiça se necessário.

Atenção às Compras Online e Direito de Arrependimento:

Para compras online, é importante conhecer o direito de arrependimento. Caso o produto não corresponda à oferta, o consumidor tem até 7 dias após o recebimento para desistir do negócio.

Denúncia de Promoções Artificiais:

Além de se proteger, Eder Araújo destaca a importância de denunciar práticas de propaganda enganosa aos órgãos de defesa do consumidor, como o Procon. Essa ação coletiva contribui para um ambiente de compras mais seguro.

Ao seguir essas estratégias, os consumidores podem aproveitar a Black Friday 2023 de maneira consciente, garantindo descontos reais e evitando as armadilhas das “black fraudes”. A mensagem é clara: conhecimento e vigilância são essenciais para um consumo inteligente durante esse evento tão aguardado pelos consumidores!

 

Veja também:

Novo Mundo: 10 produtos para aproveitar a Black Friday na maior varejista de Goiás

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

 

Expo Fecomércio em Goiânia: evento gratuito oferece palestras imperdíveis e encerra com show exclusivo de Toni Garrido

De 17 a 19 de outubro, a cidade será palco da Expo Fecomércio, um evento que tem como objetivo ser o coração pulsante das tendências, inovações e oportunidades para empresários dos setores de comércio, serviços e turismo. Mais do que uma simples exposição, a Expo Fecomércio é um convite à imersão no que há de mais atual no mundo dos negócios.

Destaques da Programação:

  • Abertura Oficial: A cerimônia de abertura, marcada para 13h do dia 17 de outubro, promete ser um espetáculo à parte. O ponto alto será a palestra de Douglas Viegas, influencer conhecido como “Poderosíssimo Ninja”, que trará suas percepções sobre o impacto das redes sociais no mundo dos negócios. A palestra terá início às 19h no Teatro Rio Vermelho.

  • Ciclo de Palestras no Espaço Arena: Os participantes terão acesso a um rico conteúdo, abordando desde a experiência do cliente na era digital, com Aline dos Santos Bitencourt, até as perspectivas da economia goiana para 2024, apresentadas por Bruno Ribeiro Abreu.

  • Espaço Cozinha Show: Uma verdadeira viagem gastronômica! Os chefs Ian Baiocchi e Danilo Campos mostrarão, na prática, as mais recentes inovações tecnológicas na arte de cozinhar.

  • Rodada de Negócios: Um espaço dedicado exclusivamente para empresas previamente selecionadas expandirem suas parcerias, fortalecerem relações comerciais e identificarem novas oportunidades de mercado.

  • Happy Hour na Praça de Alimentação: Todos os dias, das 21h às 23h, um ambiente descontraído para trocar experiências, fazer networking e, claro, desfrutar de boa música e gastronomia.

Participações Especiais:

  • Talk Senac com Tiago Brunet: Um bate-papo inspirador sobre inovação e tendências no Teatro Rio Vermelho.
  • Show de Encerramento com Toni Garrido: No dia 19, a partir das 21h, o Teatro Rio Vermelho receberá o ritmo contagiante de Toni Garrido. O ingresso pode ser adquirido mediante a troca de alimentos não perecíveis.

As inscrições são gratuitas, mas as vagas são limitadas devido à capacidade dos espaços. Por isso, é essencial que os interessados se inscrevam antecipadamente pelo site oficial da Fecomércio e retirem seus ingressos na secretaria do evento.

Não fique de fora! Acesse a programação completa no site da Expo Fecomércio e marque presença neste evento que promete ser um marco para o comércio goiano.

Goiânia recebe evento gratuito e gigante que todos os empreendedores estão esperando

Será realizado nos dias 17 e 19 de outubro a 1ª edição da Expo Fecomércio, Feira do Empreendedor e a 16ª Feira do Imóvel. O local do evento será o Centro de Convenções de Goiânia, abrindo os portões a partir das 13h. Com entrada gratuita, a feira terá a maior concentração de expositores e negócios do setor já organizada em Goiás. 

Com organização da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Goiás (Fecomércio-GO), a 1ª Expo Fecomércio reunirá mais de 107 estandes, com 75 expositores de diversas áreas da tecnologia, gastronomia, turismo, segurança, imobiliário e materiais de construção.

Além dos estandes, durante o evento, será realizada a 16ª Feira do Imóvel durante a programação. Há uma estimativa que R$ 600 milhões sejam movimentados durante a feira. Mais de 25 empresas estarão disponibilizando aos visitantes cerca de 12.500 imóveis, entre lotes, apartamentos, casas e salas comerciais. A feira será promovida pelo Fórum Goiano da Habitação (FGH).

Com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento do comércio no cenário pós-pandêmico, o Sesc Senac vai mostrar seus produtos e serviços e oferecer para os profissionais e empresários do setor programas e ações de aperfeiçoamento e formação.

No Pavilhão Internacional da 1ª Expo Fecomércio, as representações diplomáticas no Brasil vão expor as possibilidades de negócios com seus países: Argentina, Canadá, México, Índia e Quênia. Os visitantes, expositores e empreendedores poderão aproveitar essa oportunidade para ampliar seus horizontes comerciais.

 

SERVIÇO
1ª Expo Fecomércio – maior evento do comércio de Goiás.
Data: 17 e 19 de outubro
Horário: Abertura dos portões às 13h, início das palestras às 19h.
Local: Centro de Convenções de Goiânia – Rua 4, n⁰ 1.400, Centro.

 

Barbie ainda movimenta cinemas de Goiânia e Aparecida

O burburinho do momento em Goiânia e Aparecida está inegavelmente tingido de rosa. O aguardado filme Barbie, estrelado por Margot Robbie e a primeira produção cinematográfica da gigante do brinquedo Mattel, finalmente estreou nas salas de cinema brasileiras, causando uma verdadeira onda cor-de-rosa. Além de proporcionar entretenimento, o fenômeno Barbie tem impulsionado notavelmente a economia local.

O mundo levantou as sobrancelhas quando as tintas em tons cor-de-rosa esgotaram no início do ano. E essa foi apenas a ponta do iceberg. Com 64 anos de reinado na indústria do brinquedo, a Barbie está agora no epicentro de um surpreendente boom de negócios. No Brasil, os ingressos para a estreia do filme se esgotaram duas semanas antes, um indicador do fervor dos fãs.

As lojas de roupas e calçados, assim como as lanchonetes e restaurantes, foram inundadas por itens relacionados ao icônico universo Barbie. Ayla Thaynara, uma lojista do Moga Moda Park, na região 44 Goiânia, que é o segundo maior polo de moda de Brasil,  lançou uma coleção especial inspirada na boneca, dominada pelo rosa e aplaudida pelos consumidores. Tatiane Ribeiro seguiu o mesmo caminho, com uma linha de tricô que vendeu rapidamente.

A estratégia criativa de Emíliana Anselmo Dutra da Cunha, que instalou uma caixa “instagramável” em sua loja no Mega Moda Shopping,  para que os clientes pudessem se fotografar como se fossem bonecas Barbie, demonstrou a inteligência do mercado em capitalizar a tendência.

 O setor masculino de moda também se engajou na febre rosa, com Senny Santos disponibilizando opções que lembram os figurinos do Ken, o famoso companheiro da Barbie.

A onda Barbie também tem impacto sobre o setor de beleza. Eliana Martins, proprietária de um salão de beleza em Goiânia, testemunhou um aumento na demanda por extensões de cabelo loiras, bem como unhas e maquiagens temáticas.

No entanto, a questão que permanece é: até quando essa tendência vai durar? A Barbie sempre teve um lugar especial na cultura popular e parece que isso continua a se refletir no cenário econômico. A análise da Timelens revelou que a busca por “Barbie” cresceu 208% apenas nas duas primeiras semanas de julho no Brasil, somando quase 4 milhões de buscas no Google.

A perspectiva de uma sustentabilidade a longo prazo parece promissora. Mas como em qualquer tendência, o tempo é o único juiz fiável. Por enquanto, Goiânia e Aparecida estão curtindo seu momento “Barbie”. 

De acordo com Amanda Starling, head de marketing de um  shopping de Goiânia, que tem cinema e fez diversas ações focadas no rosa e no lançamento da Barbie, mesmo após a intensa movimentação envolvendo a estreia do filme  na semana passada, as pessoas continuam buscando por opções de looks e acessórios rosa. “Além disso, as salas do Cinemais aqui do Shopping Bougainville continuam sempre lotadas, principalmente as salas Vips, e o público também pode aproveitar um cenário todo especial que continua na entrada das salas de cinema”, comentou.

A equipe de marketing do Aparecida Shopping também disse ao Curta Mais que o filme continua em destaque na cidade. “Já vieram em torno de 8 mil pessoas. A média de vendas ao dia está sendo de pouco mais de 1.500 ingressos”, informaram por meio de nota e acrescentaram ainda que a procura está enorme, com todas as salas de todos os horários cheias.  No shopping são 8 sessões diárias. 

No Buriti Shopping, do dia 20 a 24 de julho, 13.800 pessoas foram ao Moviecom Buriti Shopping.  De acordo com Raphael Frossard de Faria, proprietário do Moviecom Buriti, o filme está sendo um grande sucesso, “O mundo inteiro só fala de Barbie”, disse.

Ainda de acordo com ele, isso fez com que a procura fosse enorme e as sessões disponíveis na primeira semana foram bastante disputadas. A “Nossa expectativa é de que o filme permaneça com bastante apelo do público nos próximos dias”, disse ao acrescentar que o filme se tornou a segunda maior abertura de quinta-feira dos últimos tempos levando cerca de 1,2 milhão de brasileiros aos cinemas, mostrando a força dos cinemas no Brasil e no mundo.

Leia também:

O Mágico de Oz: Goiânia e Anápolis recebem musical encantador com superprodução ao vivo

Matéria desenvolvida pela estagiária de jornalismo Amanda Mendonça com a supervisão da Jornalista Fernanda Cappellesso

Bairro arborizado de Goiânia abriga cartão postal e tem um bom custo de vida

Você já ouviu falar do Jardim Atlântico em Goiânia? Esse bairro encantador está repleto de opções gastronômicas, comércios e está situado em uma região privilegiada da cidade. Além disso, o custo de vida por lá surpreende positivamente. Vamos conhecer mais sobre esse lugar incrível?

Goiânia é uma cidade que vem se destacando por sua qualidade de vida, e o Jardim Atlântico é um dos bairros que contribuem para isso. Localizado ao lado do setor Vila Rosa, esse bairro oferece diversas opções de lazer e serviços para todos os gostos.

9725e19f0e7fb4ef5871e93ad16e6199.png

Uma das grandes atrações do Jardim Atlântico é o Parque Cascavel. Esse espaço público conta com muitas áreas arborizadas, trilhas para caminhadas e ciclismo, além de lagos e gramados perfeitos para relaxar no final da tarde. É o lugar ideal para quem gosta de se conectar com a natureza sem sair da cidade.

Além disso, o bairro também oferece uma grande variedade de opções gastronômicas. Se você é fã de happy hour, vai adorar os tradicionais bares da região sul do Jardim Atlântico. Lá você encontra deliciosos espetinhos na janta, música ao vivo e aquela cervejinha gelada para aproveitar ao máximo o fim do expediente.

E se você está pensando em morar no Jardim Atlântico, saiba que o custo de vida por lá pode ser bem atrativo. Comparado com outros setores valorizados de Goiânia, como Setor Bueno e Marista, os valores do metro quadrado para empreendimentos novos e na planta em 2022 eram de R$ 5,7 mil. Ou seja, é uma ótima opção para quem busca um local próximo a comércios e serviços, com um bom custo-benefício.

 

Parque Cascavel

Parque Cascavel

O Parque Cascavel, situado no bairro Jardim Atlântico, na região Sul de Goiânia, é um verdadeiro oásis para os olhos. Com uma variedade de atrações, como lago, fauna e flora nativas, playground e pista de caminhada, tudo isso em meio a uma paisagem deslumbrante.

Uma das grandes vantagens de visitar o Parque Cascavel é a sua beleza natural. O lago artificial, cercado por gramados bem cuidados, é perfeito para momentos de diversão com os pets ou para fazer um tranquilo piquenique em família. Além disso, o parque conta com uma extensa pista de caminhada, com mais de 3,5 km de extensão, que atrai os amantes de esportes como corrida e pedalada.

Mas as opções de diversão não param por aí! O parque possui também um amplo playground, garantindo a diversão das crianças e proporcionando um passeio completo para toda a família. E se você está em busca da tão desejada sombra nos dias quentes de Goiás, encontrará espaços verdes com arborização espalhados pelo parque.

Além disso tudo, é importante mencionar que o Parque Cascavel é um local que preserva a natureza. Inaugurado em 1999 como forma de conservar o Vale do Córrego Cascavel, o espaço abrange mais de 230 mil metros quadrados. Em 2009, recebeu o nome de Parque Natural Municipal Cascavel, em homenagem ao curso sinuoso da água que se assemelha a uma cascavel.

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Foto de Capa: Reprodução/O Seu Imóvel em Goiânia

Um dos primeiros comércios de Goiânia está guardado na memória afetiva da cidade

Goiânia é hoje uma referência nacional quando o assunto é comércio. Com cerca de 16 mil pontos de venda, possui a maior concentração de empreendedorismo por metro quadrado. Sendo o maior polo de confecção e moda do Centro-Oeste e o segundo maior do país.

O maior shopping horizontal da América Latina está localizado na Avenida Bernardo Sayão, no Setor Central de Goiânia. A maior feira livre da América Latina, a Feira Hippie, também faz seu nome e constrói sua história no local.

Mas a história do comércio em Goiânia começou a cerca de 90 anos atrás. Na antiga Rua 20, conhecida pela terra vermelha, ergueu-se a Casa Berquó.

casa

casa

Próximo ao Interventor Federal, Pedro Ludovico, o Doutor Antenor Berquó foi um dos primeiros comerciantes da nova capital de Goiás. Um ano após a fundação da cidade, Ludovico Teixeira convidou o Doutor para criar a primeira loja na capital.

Na esquina com a Avenida Anhanguera, o espaço recém-inaugurado tinha por objetivo auxiliar no desenvolvimento da cidade. Funcionaria como um atrativo para outros investidores.

casa

O Serviço Social do Comércio (SESC) chegaria à cidade anos mais tarde, em 1947.

Até hoje, os prédios fazem parte da herança da família. Projetados sob os ideais modernistas do Art Déco em solo goiano, as fachadas atuais receberam os aspectos de uma arquitetura mais contemporânea.

Antenor Berquó se considerava um grande amante de Goiânia. “Espero que as próximas gerações da família possam ter o mesmo amor, responsabilidade e afeto que tenho por essa cidade. Aqui eu me encontrei. E por ela (Goiânia), se for preciso, lutarei!”.

casa

casa

casa

Imagens: reprodução

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Cidade Opus reúne no lugar mais desejado de Goiânia um mixed use com salas corporativas, open mall e heliponto projetado para o futuro

O mercado imobiliário de Goiânia ganha uma nova referência de destino para a capital e para o centro-oeste brasileiro: o Cidade Opus. Um complexo mixed-use que vai criar uma nova centralidade na cidade, unindo lazer, moradia, trabalho e comércio.

Com modernidade e tecnologia inéditas localizado no principal eixo business de Goiânia, o projeto traz design original, sofisticação, lazer completo e biofilia. Tudo isso em três torres poderosas: corporativa, compactos de luxo e residencial.

A localização é um dos pontos fortes do empreendimento e confere ao produto ainda mais imponência. O endereço emblemático fica em um ponto estratégico, no encontro de 3 das mais importantes vias comerciais da cidade: a Avenida 85, um tradicional endereço business; a Av. Mutirão, porta de entrada do agronegócio goiano e a Ricardo Paranhos, polo gastronômico, comércio de alto padrão e ponto de encontro arborizado para os amantes de atividades físicas ao ar livre.

O Corporate Center Cidade Opus conta com offices e andares corporativos multifuncionais de 45 a 745 m², arquitetura projetada para atender às certificações de sustentabilidade e qualidade de vida, Fitwel e Edge, ainda em fase de aprovação e a assinatura do projeto por um time exclusivo de profissionais premiados.

A arquitetura é projetada por Frederico Bretones, reconhecido nacionalmente pela sua criatividade aguçada, o design de interiores por Leo Romano, um dos mais importantes arquitetos brasileiros, mobiliário assinado por Jader Almeida para a marca SOLLOS, e paisagismo assinado pelo escritório Benedito Abudd, especialista na criação de planos de arquitetura paisagística com identidade própria.

A torre comercial, o Corporate Center, se destaca com diferenciais exclusivos, como os nove elevadores inteligentes de alta velocidade e um heliponto pensado para a mobilidade futura, com sala de espera, banheiro e copa, grande estacionamento para quase 1000 veículos, espaço de coworking, sala multimídia preparada para gravação de lives e podcasts e auditório modular para até 100 convidados. A fachada de vidro, além de majestosa, reduz em até 70% a entrada de calor externo para a parte interna, ocasionando maior eficiência energética.

Além disso, o empreendimento ainda recebe um polo de serviços e comércio de alto padrão com lojas selecionadas pela curadoria da Opus, o Boulevard Shops. Um conceito de ‘’shopping aberto’ (open mall) com paisagismo, espaços para gastronomia e eventos culturais. 

 

A segunda torre que será lançada no próximo dia 16, o Gyro Cidade Opus, vem da linha de sucesso de compactos de luxo, consolidado como um objeto de desejo no mercado imobiliário goiano. Além da alta valorização do metro quadrado, todas as unidades costumam ser vendidas já no lançamento.

A terceira torre do Cidade Opus, o residencial, ainda não há previsão de lançamento. Vale ressaltar que os clientes Opus ganham prioridade de compra nos próximos lançamentos.

Por fim, o Cidade Opus será um marco no mercado imobiliário do Centro-Oeste, não somente pela chancela da marca líder do mercado do segmento de luxo, mas por todos os seus diferenciais, projeto de arquitetura e assinaturas de grande peso no país.

Para mais informações, acesse o site, ou fale diretamente com um consultor pelo WhatsApp.

 

Fotos: Reprodução/ Cidade Opus

Com mais de 300 mil empresas, Goiânia se torna referência em gastronomia e moda

Cidade que mais empreende em Goiás, Goiânia possui hoje 312 mil empresas em funcionamento, conforme levantamento realizado pela Junta Comercial do Estado (Juceg). Somente neste ano, a capital criou 9,7 mil novos negócios, número cinco vezes maior que Anápolis, segunda colocada, que contou com 1,7 mil novos estabelecimentos registrados no período. Em terceiro, Aparecida de Goiânia, abriu 1,5 mil novas empresas nos 10 primeiros meses de 2022.

O ramo de maior destaque é o de comércio de vestuário e acessórios, com 20.264 lojas, seguido de cabeleireiro e manicure (12.061) e confecção de roupas (6.573). Goiânia tem o segundo maior polo de confecção do Brasil, na região da 44, perdendo apenas para São Paulo. “Aqui é o melhor lugar para se comprar moda no país. Lá em São Paulo não tem essa estrutura de shoppings com ar condicionado e uma ampla variedade em um único local”, afirma o presidente da Juceg, Euclides Barbo Siqueira. 

A empresária Luciana Melo decidiu empreender nesse ramo que Goiânia domina. De olho no sucesso da moda infantil, abriu uma empresa dedicada aos “pequenos clientes” em maio deste ano, em formato container. “Me interessava por este ramo e quando conheci a franquia com a proposta sustentável e o modelo de loja envolvente para as crianças, tive a certeza de iniciar este negócio desejado há anos”, explica. Luciana escolheu o setor Oeste para sediar o negócio, bairro que está entre os cinco com maior número de empresas abertas.

Bairro mais empreendedor

O bairro campeão de empresas abertas em 2022 é o setor Bueno. Foram 910 novos CNPJs instalados no local neste ano. A variedade de estabelecimentos empresariais, colégios e a densidade populacional da região atraíram a empresária Gabriela Borges, que apostou em uma atividade comercial que é a quarta mais escolhida na capital: o ramo da alimentação.

A empresária teve a experiência de morar fora do país e, quando retornou, enxergou uma oportunidade. Ela percebeu que Goiânia não tinha um espaço que reunisse design, arquitetura, obras de arte e boa gastronomia. Foi quando ela decidiu abrir uma cafeteria com essas características. “Aqui já fizemos workshops, casamentos, reuniões, karaokê. O espaço está sendo usado de maneira muito versátil ao longo do tempo, não se limitou a ser apenas um café”, diz.  

Goiânia conta hoje com 6.357 restaurantes e 5.988 lanchonetes/casas de sucos e chás. A cidade também é referência em boa gastronomia, tendo várias opções de comida caseira, regional, contemporânea e até internacional. Do tradicional de arroz com pequi à paella espanhola. Não se pode esquecer da pamonha e do famoso x-salada vendido no pit-dog, tombado como patrimônio cultural imaterial de Goiânia e de Goiás.

Recorde

No mês de agosto, Goiânia alcançou 300 mil empresas em funcionamento, exatamente no mesmo momento em que Goiás também conquistou o índice histórico de 1 milhão de empresas ativas. Para o presidente da Juceg, Euclides Barbo Siqueira, não existe coincidência. A Junta Comercial adotou, desde 2019, o processo digital, que desburocratizou o processo. “Passamos de meses para horas a criação de um novo CNPJ no Estado. Não temos dúvidas que essa facilidade, somada com a vontade do empresário de empreender, explica esses resultados”, comemora o presidente.

Imagem: Ari Dias / ilustrativa

Goiás tem perspectiva positiva para o comércio no Dia dos Pais e pode ser destaque em nível nacional

Apesar da alta na inflação, a perspectiva do cenário para o Dia dos Pais, no comércio goiano, é que será bem melhor em relação ao ano passado. É o que aponta a pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), presidida por José Roberto Tadros, sobre a intenção do consumo das famílias ser maior do que em 2021, com enfoque especial para a população que recebe até 10 salários-mínimos, segundo o consultor de assuntos econômicos da Fecomércio-GO, Bruno Ribeiro.

 

Segundo a análise do especialista, a confiança do empresário também está em um patamar maior quando comparado também ao mesmo período, do ano passado, e com destaque interessante, pois essa confiança tende a aumentar nesses períodos de vendas. A confiança do empresário do comércio é tão alta quanto a do período natalino, justificando essa expectativa positiva em relação ao Dia dos Pais que se aproxima, além de outro fator importante que pode fomentar as vendas no comércio, que é o pagamento do Auxílio Brasil que começou nesta terça-feira (09/08).

 

“O aumento das vendas para o Dia dos Pais, é um fator benéfico para a economia local, especialmente, quando você reforça o otimismo que o empresário já está demonstrando ao longo do tempo. Esse empresário mais confiante e com vendas mais robustas tende a contratar mais e isso por si só já reduz a taxa de desemprego com a geração de renda para a população, provocando um efeito cascata já que também pode renovar os estoques, favorecendo outras atividades, por exemplo, a atividade industrial. Então, não há dúvida que todos esses fatores tendem a impulsionar ainda mais o PIB goiano, que pode novamente ser um destaque, quando comparado a de outros Estados”, explica Bruno.

 

Para os próximos meses, o especialista da Federação acredita que sejam os melhores para o comércio, principalmente nesse período pós pandemia. Isso porque há uma redução dos preços, como até então não havia acontecido.

 

“Se eu tenho uma redução de preços, eu posso supor que haverá um maior caixa disponível em relação às famílias, e obviamente, nesse caso pode ser verificado a questão de um aumento do consumo, o que possibilitaria uma melhor venda ao longo dos meses”, aponta Bruno.

 

Nesta semana, foi divulgado o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) que aponta uma deflação quando comparado ao mês anterior. Como ainda haverão datas bem importantes para o comércio, como o Dia das Crianças, Blackfriday e Natal, as perspectivas tendem a ser mais positivas, principalmente após a liberação do Auxílio Brasil, que vai injetar na economia, somente em agosto, mais R$ 12 bilhões, e tende também a movimentar as atividades econômicas de maneira mais intensa do que foi visto ao longo dos últimos meses.

 

Para finalizar, o consultor destaca que essa perspectiva positiva, especialmente em relação a Goiás, é resultado do endividamento goiano, que estava abaixo da média, e da confiança do empresário local, que se sobressai em comparação a outros Estados. A junção desses dois fatores fez com que o comércio tivesse essa melhora do contexto econômico. “Se a gente tem todas essas condições favoráveis e propícias, podemos fazer com que o nosso comércio se mantenha como um grande destaque de gerador de riquezas no PIB goiano, e com possibilidade de ter grande impacto no PIB nacional”, pontua Bruno Ribeiro.

Fonte: Ascom Fecomércio

Foto: Reprodução

Marcelo Baiocchi é reeleito presidente da Fecomércio

O presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Goiás (Fecomércio-GO), Marcelo Baiocchi, foi reeleito nesta sexta-feira (20/05), para um novo mandato de quatro anos (2022-2026) à frente da entidade. O pleito foi realizado com chapa única, e Baiocchi obteve 29 votos, a unanimidade dos presentes. Na eleição passada ele teve 15 votos.

De acordo com o Baiocchi, a entidade continuará atuando pelo fortalecimento dos sindicatos e a oferta de produtos e serviços sintonizados com as demandas do mercado. “Continuaremos trabalhando em parceria para fortalecer e ampliar as conquistas alcançadas. Vamos dialogar com o setor produtivo e as autoridades das diferentes esferas para contribuir com o crescimento de Goiás e do Brasil”, afirmou logo após a proclamação do resultado. 

Em seu primeiro mandato (2018-2022), Marcelo Baiocchi e a diretoria trabalharam pela união, fortalecimento e ampliação do colégio de sindicatos e dos produtos e serviços ofertados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e pelo Serviço Social do Comércio (Sesc). Nesse período, o número de entidades associadas à Fecomércio Goiás saltou de 29 para 33, e as direções de Sesc e Senac foram unificadas como ponto de partida para uma reestruturação completa de suas atividades. “Todos os compromissos foram cumpridos”, garante o dirigente.

Para o presidente, premissa “fazer mais, melhor, com menos e mais rápido” deu o tom e o leme da gestão, diretriz que possibilitou a ampliação da oferta de cursos, das parcerias com outras instituições para realização de atividades de educação e cultura e da qualificação de colaboradores. Segundo Baiocchi, a Fecomércio Goiás também ampliou sua interlocução com o setor público, participando da construção de ações e projetos voltados para o fomento da economia. 

Novo mandato
Entre outras medidas anunciadas pelo presidente, é que o Instituto Elias Bufáiçal oferecerá produtos e serviços para os trabalhadores do comércio oferecerá produtos e serviços para os trabalhadores do comércio, por meio de convenções coletivas, com foco na qualidade dos trabalhadores, com a oferta de seguro de vida, telemedicina, kits escolares, e cursos de aperfeiçoamento, dentre outros. 

Também está prevista ainda para este mês a criação da Fecomex, o braço de comércio exterior da federação. A Fecomex atuará diretamente na promoção dos negócios e da troca de conhecimento no exterior, com foco em investimentos, novas possibilidades de comércio e oportunidades de pesquisa.

No sistema Sesc-Senac, a gestão vai modernizar e ampliar as unidades do serviço social e de aprendizagem e inaugurar ainda em 2022 dois restaurantes escola, um no Tribunal de Justiça e outro na nova sede da Assembleia Legislativa. “Com a superação da pandemia, estamos preparados para uma nova fase de crescimento. São muitas as oportunidades que se abrem e o Sistema Comércio Goiás está pronto para essa nova etapa de nosso desenvolvimento, local e nacional”, afirma.

 

Região da 44 funcionará normalmente no Feriado

A Região da 44 funcionará normalmente durante o feriado de Tiradentes, celebrado nesta quinta-feira (21/4). Está prevista a abertura de lojas, shoppings e galerias. O horário de funcionamento de cada estabelecimento fica a critério de seus respectivos responsáveis. 

Na sexta-feira (22) e sábado (23), o polo de confecção e moda em Goiânia vai funcionar em horário comercial das 8h às 18h.

 

Imagem: Jornal Opção

Região da 44 não deve funcionar na segunda e terça-feira de Carnaval

De acordo com a Associação Empresarial da Região da 44 (AER44), as lojas instaladas na Região da 44, em Goiânia, ficarão fechadas durante o Carnaval. As informações são do Jornal A Redação.

O comércio local não deve abrir as portas na segunda-feira (28/2) e na terça-feira (1º/3). O funcionamento só volta ao normal na quarta-feira (2/3), das 8h às 18h.

Ainda segundo a associação, a região funcionará em seu horário convencional nos dias que antecedem o período carnavalesco. Ou seja: na sexta-feira (25), das 8h às 18h, e no sábado (26), das 7h às 18h. Como de costume, no domingo (27) o polo confeccionista estará fechado.

Foto: Vanessa Chaves

Confira o horário de funcionamento da região 44 esta semana

A Região da 44, em Goiânia, alterou o horário de funcionamento neste fim de ano. Nesta semana, em virtude do Réveillon, de 27 a 30 de dezembro as lojas e galerias funcionarão das 8h às 18h. Já na sexta-feira (31/12), das 8h às 15h. No sábado e domingo, o comércio estará fechado. 

Confira o horário:

 

– De 27 a 30 de dezembro: das 8h às 18h;

– Dia 31 de dezembro: das 8h às 15h;

– Entre os dias 1º e 3 de janeiro de 2022, a Região da 44 estará fechada. Volta a funcionar no dia 4 de janeiro, em seu horário normal, das 8h às 18h.

 

 

 

*Fonte Jornal A Redação