Pesquisa aponta que nova geração gosta mais de animais do que de gente

Você certamente já deve ter ouvido alguém dizendo que “cachorro é melhor que muita gente”. E para várias pessoas nascidas entre 1981 e 1995, que integram a chamada geração dos millennials com idade em torno de 27 e 41 anos, o amor por cães e gatos supera, até mesmo, o sentimento nutrido por alguns familiares. 

Pesquisa feita nos Estados Unidos pela Consumer Affairs mostra que 83% dos donos de cães dizem amar mais os animais do que pelo menos um familiar. Quando trata-se de gatos, o índice sobe um pouco e chega a 85%, aponta o levantamento. Em um balanço geral, sem distinção por espécie animal, o percentual que tem os bichos em primeiro lugar na lista de preferências afetivas é de 81% 

Quando questionados dos familiares mais rejeitados, os participantes da pesquisa citam os irmãos, em primeiro lugar, com 57%. As mães figuram em segundo lugar (50%), seguidas por pais (41%), avós (31%) e parceiros (30%). Tios e primos aparecem na última posição, citados apenas por 12%. 

A maioria das pessoas desta geração tem cachorros ou gatos, vivem em casas nas capitais brasileiras e tem pelo menos um pet adotado. Para esse grupo, é comum gostar mais do pet do que da maioria das pessoas, gastar dinheiro com eles e se considerarem pai ou mãe do pet. 

Quando convidados a responder sobre as coisas mais importantes da vida, “meu pet” aparece atrás apenas da família e religiosidade e na frente de amigos, trabalho e lazer. Amor foi a palavra escolhida para resumir a relação entre tutores e pets, seguida por amizade e companheirismo. 

A pesquisa também aponta para o crescimento das adoções. Cerca de 47% dos entrevistados afirmam que têm um pet para dar uma “vida melhor para ele”. Além disso, a nova geração de tutores também é mais engajada em iniciativas ligadas à causa do bem-estar animal, e que a doação é o modo mais comum de contribuição. Cerca de 61% têm o hábito de doar alimentos ou insumos e 46% acolhem animais abandonados. 

Já Geração Z fica mais feliz ao ver seu pet do que o próprio crush!

Os membros da Geração Z, os nascidos entre 1997 e 2010, costumam deixar os Millennials confusos. Seja pela gírias, seja pela maneira de levar a vida: a lacuna geracional é uma realidade e, de fato, existem várias diferenças entre os grupos.

Uma nova pesquisa mostrou que os parceiros românticos, por exemplo, já não são prioridade dos mais jovens. Quem agora ocupa o primeiro lugar são os pets!

O estudo analisou 2 mil respostas de tutores de diferentes gerações e, curiosamente, os animais também chegaram a ter mais destaque do que as próprias bandas de música. Na hora de economizar, 37% da GenZ prefere guardar seu dinheiro para gastar com itens para o pet do que fazer uma viagem (20%) ou comprar um ingresso para um show (27%).

Jantares românticos e momentos a dois também ficam fora do páreo. 41% afirma ter mais chance de gastar US$ 100, algo em torno de R$ 500, com seu animal do que fazer alguma atividade com o ‘mozão’. Ao que tudo indica, esses dados estão relacionados com a importância dos bichos na vida dos entrevistados.

36% admite ficar mais feliz em ver seu peludo do que seu próprio parceiro, o dado é o que mais chama atenção, visto que a diferença foi a maior entre todas as gerações pesquisadas.

pets

 

Veja também:

Estudo comprova que cães ”choram de felicidade” ao reencontrarem seus donos

Cães ignoram pessoas que não gostam de seus donos, revela pesquisa

 

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

 

BenYur Empório Pet: primeiro empório para cães e gatos de Goiânia

Bento e Yuri são os dois filhos mais novos da advogada e agora empresária, Katiane. Ela que também é mãe do estudante Gabriel, de 21 anos, teve a ideia de montar um negócio para o filho mais velho e, de quebra, queria agradar também os caçulas da casa.

Depois de muito pesquisar vários modelos de negócio, decidiu inovar e abriu o primeiro empório exclusivamente montado para animais de estimação em Goiânia: o BenYur Empório Pet, trocadilho feito, claro, em homenagem aos donos da casa. O pequeno estabelecimento localizado na Rua T-36, nº3.620, no Setor Bueno, tem apenas 20 metros quadrados e iniciou as atividades nesta quarta-feira (10) para alegria de quem tem cão e gato de estimação. O atendimento é feito por Gabriel que concilia o balcão do empório com os estudos do curso de Direito.

Nas gôndolas do minimercado são cerca de 30 itens voltados para a clientela de quatro patas como cerveja, café, coxinha, pão de queijo, bolo de pote, pipoca, gelatina, pirulito, macarrão, queijo, catchup (o cãotchup), sorvete e até vinho. Tudo devidamente produzido para o paladar de cães e gatos. Em breve, a loja também terá produtos para aves e roedores.

Para os donos mais naturebas que buscam uma alimentação mais saudável para os bichinhos, a casa também oferece opções vegetarianas.

Quem quiser conhecer a novidade, a sugestão é ir acompanhado do seu bichinho de estimação.

benYiur

benYiur

benYiur

benYiur

benYiur

benYiur

BenYur Empório Pet

Rua T-36, nº 3.620, esquina com a T-13, Setor Bueno.

Telefone: 62 98210-3348

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por BenYur Emporio Pet (@benyurpet)

Arraiá pet gratuito acontece neste final de semana em Goiânia

A programação prevê brincadeiras para a criançada, e claro, também para os pets, um bate-papo sobre comportamento canino com o médico veterinário Rafael Gustavo Pinheiro, espaço de beleza para animais, barraquinhas e espaço gastronômico, e mais: presença de dog influencers, animais que fazem um grande sucesso nas redes sociais.

s e r v i ç o

Onde: Pet Place Consciente, na esquina das ruas T-29 e T-44, no Setor Bueno
Quando: 16 de junho (sábado)
Horário: 16h às 19h30
Evento gratuito

Cadela de estimação dá exemplo de generosidade e internet se derrete toda

O tempo frio que atinge a várias regiões do país faz pensar nos muitos que podem estar sofrendo com as baixas temperaturas nas ruas das grandes cidades.

E não são apenas os humanos que se preocupam, não. Em Dois Irmãos, no Rio Grande do Sul, a jornalista Suelen Schaumloeffel se surpreendeu com o que a sua cadelinha, Lana, fez durante a madrugada da última terça-feira (4).

Nos dias anteriores, Lana havia feito amizade com um cão de rua. Na segunda (3), Suelen comprou uma coberta nova e a colocou dentro da casinha de Lana, para que a cadela pudesse enfrentar o frio com mais conforto.

Na manhã, ao acordar, a jornalista se surpreendeu ao ver que Lana, que foi resgatada na rua ainda filhote, levou a coberta recém comprada para o portão e a ofereceu para seu novo amigo.

Confira o relato na íntegra:

A caixa de comentários da postagem está repleta de pessoas comovidas com a atitude da cadelinha. Comovidas e inspiradas.

 

Animais de estimação deixam as pessoas menos estressadas

Remédios vivos. É assim que alguns veterinários se referem aos bichos de estimação. E com razão. Um estudo realizado na Universidade de Cambridge, na Inglaterra, constatou que pessoas que vivem com bichos e sabem como cuidar deles têm menos chances de sofrer de estresse do que as demais. E vão menos ao médico também. A explicação é das mais simples.

Os bichos têm efeito terapêutico porque o convívio diário estimula a produção de endorfina, substância produzida pelo cérebro que aumenta a sensação de prazer e bem-estar. Segundo a pesquisa, ter um animal de estimação em casa estimula a interação social e previne a incidência de doenças, como estresse, ansiedade e depressão.

Neste caso, o cão não é o único “melhor amigo do homem”. Outros animais, como gatos, pássaros e até peixes, também podem aumentar a autoestima e fortalecer o sistema imunológico de seus donos. Para isso, basta saber escolhê-los. 

Dono de gatos afirma em rede social que animais morreram após comer ração de marca famosa e post bomba no Facebook

O post de um internauta está causando alvoroço nas redes sociais e preocupando principalmente donos de gatos. Na publicação, que já tem mais de 36 mil compartilhamentos no facebook, Gabriel Rosário, relata que seus quatro gatos de estimação morreram depois de comer um alimento industrializado próprio para animais. O acidente, de acordo com a publicação, teria acontecido horas depois do consumo do produto. 

“Gente, ontem a minha mãe comprou esses sachês para alimentar gatos, e deu hoje de manhã a eles e saiu de casa. Quando chegou, os quatro gatos estavam mortos, provavelmente causado pelo alimento, uma vez que não saiam de casa”, descreve o rapaz.

O internauta também diz que os animais estavam estavam bem de saúde, e que entrou em contato com a marca responsável pelo produto para informar sobre a morte dos animais. “Eles pediram para passar o lote para que tirassem os produtos de circulação. Peço a vocês que não comprem esses lotes e avisem a quem tem gatos para tomarem cuidado”, completa.

Em resposta a uma usuária da rede, que perguntou se os corpos dos animais passaram por necropsia, o internauta afirmou que a mãe já havia providenciado o enterro. “Infelizmente minha mãe já enterrou os gatos após a empresa falar que eles não faziam e ela não ter condições de pagar a necropsia”, explicou.

Em nota divulgada pela assessoria de imprensa, a fabricante do produto informou que está “investigando o ocorrido de maneira bastante minuciosa. Todos os procedimentos internos estão sendo seguidos, incluindo análises detalhadas nos produtos dos mesmos lotes”.

Confira, na íntegra, a nota da empresa:

WHISKAS® é uma marca da Mars, empresa líder global em alimentos para animais de estimação e que tem como missão FAZER UM MUNDO MELHOR PARA OS PETS. Amamos gatos e, por essa razão, lamentamos profundamente o contato que recebemos, via SAC, de um consumidor que relatou que seus gatos vieram a óbito e que teriam consumido WHISKAS® Sachê.

O ocorrido também foi divulgado nas redes sociais e, no momento, muitas pessoas buscam esclarecimento sobre o caso.

Estamos investigando o ocorrido de maneira bastante minuciosa. Todos os procedimentos internos estão sendo seguidos, incluindo análises detalhadas nos produtos dos mesmos lotes. Trata-se de um processo que envolve diversas etapas, e, portanto, os resultados deverão estar prontos em alguns dias.

Os produtos fabricados pela Mars e embalados em sachês seguem rígidos controles de qualidade. Todos são submetidos a um processo de esterilização, tratamento térmico que elimina qualquer microorganismo que represente risco à saúde dos animais. Qualidade é um Princípio do qual a Mars não abre mão.

É seguro informá-los que, até o momento, o nosso SAC não recebeu contatos semelhantes de outros consumidores sobre os lotes envolvidos no caso, e todo o suporte necessário está sendo oferecido ao consumidor.

 

Veja abaixo, o post original: 

 

Gente, ontem minha mãe comprou esses sachês para alimentar gatos, e deu hoje de manhã a eles e saiu de casa, quando…

Publicado por Gabriel Rosário em Terça, 22 de março de 2016

Goiânia recebe feira de adoção de cães e gatos

No próximo dia 28 de fevereiro, o grupo Miau AuAu promove mais uma edição da feirinha de adoção de cães e gatos, quando animaizinhos resgatados encontram um novo lar. O evento acontece das 09h às 14h no Shopping Estação Goiânia, reunindo em torno de 70 bichinhos que buscam por novos donos. A participação é gratuita, mas para adotar um bichinho é cobrada uma taxa de R$30, para custear o trabalho do grupo.

Os animais para adoção foram recolhidos das ruas em condições de abandono e maus-tratos, e foram vermifugados, castrados e vacinados pelo grupo. Para adotar, é necessário passar por triagem, entrevista, preencher a ficha e o termo de adoção, apresentar documento de identificação, comprovante de endereço e ser maior de 18 anos.

 

16º Evento de Adoção de Cães e Gatos

Quando: 28 de fevereiro

Horário: 9h às 14h

Local: Espaço de Eventos Shopping Estação Goiânia

Endereço: Avenida Goiás Norte, Centro

Entrada gratuita

Associação reconhece mais duas novas raças de cachorro

Na última terça-feira, a organização americana American Kennel Club, que coordena apresentações e competições entre cachorros nos EUA, anunciou o reconhecimento de mais duas novas raças do animal: o terrier americano sem pelos e o sloughi, também conhecido como greyhound árabe.

Foto sem data mostra um cachorro da raça sloughi, também conhecido como greyhound árabe (Foto: American Kennel Club/AP)

Cachorro da raça sloughi, também conhecido como greyhound árabe (Foto: American Kennel Club/AP)

Foto sem data mostra o o terrier americano sem pelos  (Foto: American Kennel Club/AP)

 

Terrier americano sem pelos (Foto: American Kennel Club/AP)

Elas se juntam a mais 187 raças reconhecidas pela associação. Entre os critérios para inclusão de novas raças está a necessidade de existirem centenas de animais da raça ao redor dos EUA. Defensores dos direitos dos animais são críticos ao processo de reprodução entre raças diferentes, que acabam produzindo animais como os dois reconhecidos.

E aí, o que você achou dos novos bichinhos?

6 hotéis de animais de estimação em Goiânia para você deixar seu bichinho nas férias

Quem tem um bichinho de estimação sabe a preocupação que bate quando os feriados prolongados, ou até mesmo as férias se aproximam. Deixar o animal com os amigos? Levar na viagem? Abortar os palnos? Nada disso! A boa notícia é que Goiânia já conta com alguns hotéis especializados em receber o hóspede de quatro patas (em alguns casos, até pássaros). Os serviços em Goiânia variam de R$ 40 a R$ 60 com opções de baias com ar condicionado. Por isso, o Curta Mais pesquisou seis lugares com opções de hotéis, creche, e hospedagem para cães, gatos e até pássaros. Confira:

 

1. O Hotel dos Animais

hoteldosanimais

hoteldosanimais

Espaço amplo e aberto, o Hotel dos Animais é praticamente um spa para os animais: localizado em sítio rodeado de área verde, o Hotel oferece hospedagem para cães, gatos, pássaros engaiolados e outros animais, e oferece ainda acompanhamento pós-cirúrgico e serviço de táxi-dog, no qual o animal é pego e levado para o hotel em caixas de transporte apropriadas. A ração para o animal deve ser fornecida pelo dono. Para hospedar o animal, é necessário reserva antecipada.

SERVIÇO:

Localização: Alameda das Magnólias, Quadra 15, Ch. 48, Recreio dos Bandeirantes, Goiânia

Telefone: 3294-5232 | (62) 999084648

Horário: seg à sex das 08h às 17h30 | sáb das 08h às 14h | dom das 08h à 12h – os horários podem estender

 

 

 

2. Recanto dos Bichos-Hotel de Cães e Gatos

recantodosbichos

O Recanto dos Bichos oferece acomodação para cães e gatos, com espaços individualizados e áreas externas abertas e de socialização. A ração para o animal deve ser fornecida pelo dono. O valor das diárias dependem do tamanho da baia, e algumas contam com ar condicionado).

Endereço: Av. Guapó, Km 170, N52, Chácara Salinas

Telefone: (62) 3296-7513 | (62) 99800-1516

Horário: seg à sáb das 08h às 18h | dom das 08h à 12h

 

3. Coyote Clínica Veterinária e Pet Shop

coyote

A hospedagem da Coyote recebe cães e gatos e está localizada em uma chácara, rodeada de área verde e conta com espaços individuais para os animais.

Endereço da clínica: Avenida Caiapó, 470, Setor Santa Genoveva

Endereço da Chácara de hospedagem: GO-080, Km 08

Telefone: (62) 3204-2723 | (Whatsapp) (62) 98463-3673

Horário: (clínica) 24 horas / (hospedagem) ligar e agendar horários com proprietários

coyote

 

4. The Pet Palace I Hotel & Creche para Animais

 

A The Pet Palace hospeda apenas cachorros de pequeno porte, em um espaço amplo e aberto com baias individuais. Durante a estadia, os animais participam de atividades e exercícios, e recomenda-se que o dono leve pertences pessoais do animal para facilitar sua adaptação ao ambiente. É necessário levar também a ração do bichinho.

Endereço: Rua 89-A – St. Sul, Goiânia

Telefone: (62) 99973-6427

Horário: aberto 24h

 

5. Quintal Pets

A Quintal Pets é um espaço para seu cão passar o dia no nosso daycare. Ele irá se divertir, nadar e se refrescar com seus amigos na nossa piscina, fazer atividades programadas e supervisionadas por monitores especializados em comportamento canino, e claro, receber muita atenção, carinho e amor. Aqui na Quintal Pets, também oferecemos uma hospedagem boa pra cachorro!!! Vai viajar, trabalhar ou apenas passar o dia fora? Traga seu filho de quatro patas para um experiência incrível, agradável e muito divertida!!!

Endereço: Rua 121, Nº123 – Setor Sul

Telefone: (62) 3877-4966

Horário: seg à sex das 06h30 às 19h30 / sáb e dom das 08h às 17h



6. Go Dogs

Dormitórios com ar condicionado e rotinas de atividades bem definidas, contando sempre com pelo menos um instrutor monitorando tudo que estiver acontecendo. No Go Dogs, enquanto o tutor está longe, ele pode monitorar e assistir seu pet de forma on-line.

Go Dogs – Matriz

 Endereço: Av. C-264, 177, Setor Nova Suíça

 

 Telefone: fixo e WhatsApp (62) 3988-2815

Go Dogs Unidade 2

Endereço: Rua C-167, número 64, Qd-563, Lt-05, Jardim América

 

 Telefone: fixo e WhatsApp (62) 3988-2815

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Go Dogs (@godogs.pets)

Cães ignoram pessoas que não gostam de seus donos, revela pesquisa

O cachorro é o melhor amigo do homem. A conhecida frase ficou comprovada num estudo realizado no Japão. O resultado revelou que os cachorros reconhecem e ignoram as pessoas que não gostam de seus donos. Durante a pesquisa, os bichinhos recusaram até comida daqueles que foram maldosos com seus tutores.

Os pesquisadores fizeram testes com 2 grupos de 18 cães que assistiam uma encenação de seus tutores tentando abrir uma caixa, acompanhado por duas pessoas que o cachorro não conhecia. No primeiro, o tutor pedia o auxílio de uma das pessoas, que se recusava a ajudar. No segundo grupo, o dono pedia e recebia ajuda de uma das pessoas. Sendo que nesses dois grupos, a terceira pessoa ficava neutra, sem ajudar ou recusar auxílio. Após assistir a cena, o cachorro recebia comida das duas pessoas desconhecidas. Os cães do primeiro grupo preferiram aceitar o petisco da pessoa neutra do que daquela que havia recusada ajuda ao seu tutor. Os cachorros do segundo grupo não desmontaram preferência em relação à pessoa neutra ou àquela que ajudou seu tutor.

“Pela primeira vez nós descobrimos que os cachorros fazem análises sociais e emocionais das pessoas independentemente de seus interesses diretos. Esta habilidade é um dos fatores determinantes na construção de uma sociedade altamente colaborativa e os cães compartilham essa habilidade com os humanos”, disse Kazuo Fujita, professor da Kyoto University e líder do estudo.

 

 

Ter cachorro de estimação diminui risco de doença em crianças

Crianças pequenas que têm um cachorro de estimação em casa têm menor probabilidade de desenvolver asma, segundo um grande estudo sueco.

Ficar exposto a um cachorro no primeiro ano de vida está ligado a uma queda de 13% no risco de desenvolver asma durante a infância. A pesquisa reuniu dados de 650 mil crianças para chegar a essa conclusão.

O estudo foi divulgado na publicação médica JAMA Pediatrics. Ele se baseia na ideia de que animais de estimação podem ajudar o sistema imunológico e evitar alergias.

Porém ainda é necessário aprofundar a pesquisa, pois os estudos mais antigos que foram analisados mostram resultados conflitantes.

Além disso, comprar um cão para uma criança que é alérgica a cachorros não é uma boa ideia, segundo os pesquisadores.

O melhor amigo do homem?

Animais são uma causa comum de alergia. Metade das crianças que têm asma são alérgicas a gatos e 40% a cães, de acordo com a ONG Allergy UK.

Os animais se lambem para se limpar. Durante este processo, células da pele cobertas de saliva, caspa e pelos soltos são eliminadas. Algumas pessoas acabam desenvolvendo alergia a esta caspa animal.

Mas as descobertas desse último estudo sugerem que a exposição à caspa na infância pode ser benéfica.

Crianças que cresceram com um cão em casa tinham menos chance de ter asma aos sete anos do que crianças que não tiveram esse contato.

Viver em uma fazenda em contato com muitos animais parece dar ainda mais proteção, diminuindo o risco de asma em 50%.

“Nossos resultados confirmaram o ‘efeito da fazenda’ e também vimos que crianças que cresceram com cães tinham 15% menos asma que crianças sem cachorros”, disse a cientista Tove Fall, da Universidade Uppsala, na Suécia.

Fall disse que esses resultados estão de acordo com a hipótese da higiene, segundo a qual a exposição à poeira e à sujeira melhora nossa tolerância a agentes alergênicos.

“Essas informações são importantes para pais que estão esperando um bebê ou planejam ter um. Eles não precisam se preocupar em ter um cão, se quiserem.”

“Mas se você tem uma criança que já é alérgica, você não deve arranjar um cachorro para tentar curar seu filho. Isso não vai funcionar e provavelmente vai agravar a alergia”.

Se você vive com animais, há algumas coisas que pode fazer para diminuir os riscos de uma reação alérgica, segundo a Asthma UK:

Tente manter os animais fora de seu quarto e, quando possível, também das áreas de convívio;

Banhos regulares em gatos e cachorros podem ajudar;

Você pode tentar usar filtros de ar e um aspirador eficiente. Isso pode ser útil para pessoas com alergia a gatos, mas não há provas claras de que realmente traz benefícios;

Nenhuma raça de cães é à prova de alergias porque todos eles soltam caspa.

“Alguns estudos falaram sobre o assunto, mas não um estudo longitudinal com tantas crianças. Desse ponto de vista esse é um estudo poderoso. Ele é muito bem vindo”, disse Amena Warner, da Allergy UK.

Mas a organização diz que é preciso fazer mais pesquisas na área para que isso realmente se transforme em conselhos práticos para pais de crianças pequenas.

Com informações de BBC Brasil.

Uma Calopsita pra chamar de sua: 6 razões que vão fazer você querer ter uma

A razão desse contéudo é simples, a Calopsita tá com tudo e conquistando cada vez mais espaço entre os pets. Originária da Austrália, onde podem ser vistas na natureza, a Calopsita é a menor ave da família das Cacatuas. Seu nome científico é Nynphicus Hollandicus que significa “Deusa da Nova Holanda” – antigo nome da Austrália. As razões do sucesso do bicho? Docilidade e afabilidade são a marca do temperamento da ave. Calopsitas apegam-se muito aos seus donos e são extremamente interativas, divertidas e, em condições normais, sempre alegres e simpáticas. No geral, convivem bem com outras espécies e são facilmente adaptáveis (inclusive apartamentos), desde que possuam seu espaço e todas as suas necessidades saciadas. Optar por ter um pet é uma decisão séria, pois o responsável deve se comprometer com todas as exigências para uma vida saudável do animal. Então, antes de decidir se deve ou não ter uma Calopsita, avalie tudo o que precisa saber sobre ela.
calopsita
 
Ficha técnica:
  • Nome: Calopsita (Nymphicus hollandicus).

  • Família: Cacatuidae.

  • Origem: Austrália.

  • Altura: 30cm.

  • Peso: de 85 a 120 gramas.

  • Maturidade sexual: a partir dos 12 meses.

  • Período de reprodução: o ano inteiro, com 4 a 7 ovos por postura e 17 a 22 dias de incubação.

  • Expectativa de vida: pode chegar aos 25 anos.

  • Preço médio: R$ 150,00 (salvo as mutações mais raras).

 

Antes de decidir pelo bichinho, responda as seguintes perguntas:

  • As calopsitas podem viver até 25 anos. Você está preparado para isso?

  • Você viaja com frequência ou passa muito tempo fora de casa?

  • Existem amigos ou familiares que podem cuidar de sua ave, em caso de emergência?

  • Você tem outros pets? Como será essa convivência?

  • Você está disposto a arcar com todos os gastos necessários, como alimentação, instalações e consultas veterinárias?

 

Se você passou no primeiro teste e está decidido a ter esse novo membro na família, prepare-se para se apaixonar! Curta Mais perguntou ao criador Florisval Silva da Casa da Calopsita quais as razões para ter uma Calopsita em casa e ele enumera as seis principais:

 
1 – É o pássaro perfeito e o mais indicado para quem quer uma relação mais íntima com uma ave. 
calopsita
 
2 – São divertidos e leais ao bando, do qual o dono passa a fazer parte.
 
3 – Ocupam pequenos espaços e geram menos despesas que cães e gatos
calopsita
 
4 – Não fazem restrições a estranhos e se adaptam super bem a lares com crianças
 
5 – Gostam de imitar os donos, são brincalhões e possuem um belo canto.
 
6 – É comprovado cientificamente que ter pets faz bem pra saúde.
calopsita
 
 

De SPA a terapia, 7 hotéis bons pra cachorro (e pra bicharada toda) em Goiânia

Pets são os melhores amigos de alguns de seus donos, e por isso merecem um tratamento todo especial, principalmente quando afastados de sua família humana. Se você vai viajar ou precisa encontrar um lugar para deixar seu pet por um dia ou mais, dá uma olhada nessa lista de 7 lugares em Goiânia onde seu bichinho de estimação vai receber um tratamento VIP enquanto você não pode ficar com ele – tem opções de hotéis, creche, e hospedagem para cães, gatos e até bichos exóticos!

 

1. O Hotel dos Animais

hoteldosanimais

hoteldosanimais

Espaço amplo e aberto, o Hotel dos Animais é praticamente um spa para os animais: localizado em sítio rodeado de área verde, o Hotel oferece hospedagem para cães, gatos, pássaros engaiolados e outros animais, e oferece ainda acompanhamento pós-cirúrgico e serviço de táxi-dog, no qual o animal é pego e levado para o hotel em caixas de transporte apropriadas. A ração para o animal deve ser fornecida pelo dono.

Localização: Alameda das Magnólias, Quadra 15, Ch. 48, Recreio dos Bandeirantes, Goiânia

Telefone: 3294-5232 | 9908-4648

 

hoteldosanimais

hoteldosanimais

 

2. Recanto dos Bichos

recantodosbichos

O Recanto dos Bichos oferece acomodação para cães e gatos, com espaços individualizados e áreas externas abertas e de socialização. A ração para o animal deve ser fornecida pelo dono.

Valor da diária: R$50

Endereço: Av. Guapó, Km 170, N52, Chácara Salinas

Telefone: (62) 3296-7513

 recantodosbichos

 

3. Coyote Clínica Veterinária e Pet Shop

coyote

A hospedagem da Coyote recebe cães e gatos e está localizada em uma chácara, rodeada de área verde e conta com espaços individuais para os animais.

Valor da diária: Raças pequenas R$45 | Raças médias R$50 |Raças grandes R$60 | Felinos R$45

Endereço da clínica: Avenida Caiapó, 470, Setor Santa Genoveva

Endereço da Chácara de hospedagem: GO-080, Km 08

Telefone: (62) 3204-2723

coyote

 

4. Bicho de Estimação

A Bicho de Estimação hospeda apenas cachorros de pequeno porte, em um espaço amplo e aberto com baias individuais. Durante a estadia, os animais participam de atividades e exercícios, e recomenda-se que o dono leve pertences pessoais do animal para facilitar sua adaptação ao ambiente. É necessário levar também a ração do cachorrinho.

Valor da diária: R$45

Endereço: Avenida T-1, N 2610, Setor Bueno

Telefone: 3941-1011

 

5. Refúgio Silvestre

refugiosilvestre

Para quem possui animais de estimação não-convencionais, como cobras, lagartos, tartarugas e aves, a opção de hospedagem é no Refúgio Silvestre, que não aceita cães e gatos. O Refúgio abriga os animais em um espaço específico para cada espécie, com iluminação natural e oferece também verduras, legumes e frutas para alimentar os animais.

Valor da diária: R$30

Endereço: Rua 90, nº 1104, Qd F-43A, Lt 148, Setor Marista

Telefone: 3432-9275

 

6. Hotel Parque dos Animais

parqueanimais

parqueanimais

Hospedagem para gatos e cachorros com atividades e brincadeiras em uma área ampla e aberta. O Hotel Parque dos Animais também disponibiliza o serviço de deslocamento do animalzinho de casa para o hotel. É necessário levar a ração e a caminha do animal.

Valor da diária: R$55

Endereço: 1ª Avenida, 364, Quadra 55, Lote 18, Setor Leste Universitário

Telefone: 3941-4141

 parqueanimais

 

7. Creche Pet Resort

petresort

 

petresort

Apesar de não ser um hotel, O Pet Resort também oferece serviço de hospedagem – ainda que de poucas horas. O espaço funciona como uma creche exclusivamente para cães, cuidando dos pets no período de 07h às 19h. No momento da chegada do cão, o animalzinho passa por uma consulta comportamental, que considera sua personalidade e avalia seu relacionamento com a família. Com atividades programadas ao longo do dia, os cães permanecem soltos o tempo todo e socializam entre si.

Valor: Diária avulsa: R$54 | Pacotes mensais: 1 vez por semana R$190/mês | 2 vezes por semana R$274/mês | 3 vezes por semana R$327/mês | 4 vezes por semana R$384/mês | 5 vezes por semana R$448/mês

Endereço: Avenida Portugal, N 470, Setor Oeste

Telefone: (62) 3924-4300 | 8185-1980

petresort