Filme de diretor premiado estreia com exclusividade no CineX, em Goiânia

O CineX, localizado no Centro Cultural Oscar Niemeyer, será o cinema responsável pela estreia exclusiva do filme Rheingold – O Roubo do Sucesso. As sessões ocorrerão com todo o conforto que as salas do CineX proporcionam com suas cadeiras reclináveis, uma experiência digna de Oscar. As exibições serão entre os dias 10 e 16 de Agosto. 

A produção cinematográfica acompanha a história do rapper Xatar, que de dentro de uma prisão, produziu e lançou um álbum de rap que chegou ao topo das paradas alemãs. Sua jornada eletrizante começa com Giwar Hajabi, seu nome de nascimento, ainda pequeno no Iraque. Após sair da prisão, o protagonista se muda para a Alemanha com sua família, nos anos 80. Entre pequenos delitos e obstáculos, acompanhamos a transformação de um tímido criminoso para um destemido traficante, que após se vê enclausurado por uma enorme dívida, planeja um lendário roubo de uma carga de roubo que marcará para sempre a história, com o intuito de saldar suas dívidas.

Na Alemanha, o filme foi visto por cerca de 170 mil pessoas no seu primeiro fim de semana após sua estreia nos cinemas do país, em 2022, sendo um grande sucesso que agora chega às telas goianas. O diretor do filme, Fatih Akin, já foi premiado por outras obras audiovisuais, como o Urso de Ouro no Festival de Berlim em 2004. 

 

Confira o trailer:

 

 

Assinante do Clube Curta Mais

 

Quer curtir sessões de cinema e economizar? Assinante do Clube Curta Mais tem vantagem exclusiva no CineX, com o ingresso de cinema no valor único de R$ 25,00 para as salas convencionais, sessões 2D e 3D, válido todos os dias exceto festivais e mostras. Além de, desconto no combo  Balde 5L (balde de pipoca  + 2 refris lata) valor de R$ 40,00. Faça sua assinatura por R$9,99 ao mês e tenha experiências incríveis como essa.

 

Serviço:

Exibição do Filme Rheingold – O Roubo do Sucesso

Quando?: 10/08 – 16/08

Onde?: Cinex – Centro Cultural Oscar Niemeyer

 

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

 

Foto/Divulgação Cinex

Após entrevista exclusiva de Bolsonaro à Record, vice de Ciro Gomes reivindica direitos iguais em seu Twitter

Após o debate na TV Globo, a candidata à vice presidencia de Ciro Gomes, Kátia Abreu, usou seu Twitter para compartilhar sua indignação com a entrevista exclusiva do candidato Jair Bolsonaro à TV Record.

Os partidos até fizeram o pedido ao Tribunal Superior Eleitoral para impedir a entrevista do candidato do PSL. Segundo eles, a veiculação seria uma forma de dar tratamento privilegiado ao candidato e atentaria contra a Lei das Eleições.

O pedido foi negado pelo Ministro do TSE Carlos Bastide Horbach alegando que “Impedir, por meio de decisão judicial, que uma emissora ed televisão veicule toda e qualquer entrevista do candidato Jair Bolsonaro antes do primeiro turno das eleições, por quaisquer dos meios de comunicação seria manisfesto ato de censura prévia, contrária à liberdade de impresa, pressuposto fulcral do regime democrático.”

Em sua rede social, Kátia Abreu comentou: ” Tratamento diferenciado não dá. Democracia já.”

Além disso, afirmou que o dono da Record declarou voto e apoio a Jair Bolsonaro.

Goiânia recebe terceira edição da Festa Óscar

(Fotos: Nelson Pacheco)

Para quem foi nas outras edições ou está ansioso pela primeira vez, acontece nesse sábado, 11, a terceira edição da Festa Óscar, na Estância JC, em Goiânia. Para este ano, o idealizador e produtor do evento, Oscar Martins, viajou para vários lugares do mundo em busca de referências e novidades. “As mais interessantes encontrei em Ibiza, que, inclusive, terá no evento deste ano uma performance artística”, adianta Oscar.

Para alcançar com o máximo de precisão dos presentes e limitar a festa apenas para amigos, a Festa Óscar III desenvolveu uma plataforma em que apenas e-mails pré-selecionados por Oscar Martins recebessem uma autorização de compra de ingresso. Após a aquisição do convite, o convidado pôde compartilhar essa autorização de compra com mais dois amigos e assim sucessivamente.

O público estimado é de 2.500 pessoas, com alvo em mulheres e homens entre 22 e 30 anos. Com ingressos já esgotados, os estados brasileiros que mais compraram foram, respectivamente: São Paulo, Goiás, Distrito Federal, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

A organização não divulga as atrações musicais, mas Oscar Martins adianta “que teremos uma boa surpresa para este ano”. Cerca de 1.200 pessoas estiveram envolvidas direta e indiretamente durante oito meses para preparar a festa que traz grande visibilidade a Goiás devido ao fato que somente 23% dos convidados residem no estado. “Os principais hotéis já estão esgotados e não há vagas em quase nenhum salão de beleza, que chegam a estender seu horário de funcionamento até as duas horas da manhã no dia do evento”, explica Oscar.

No ano passado, a Festa Óscar iniciou parceria com a Sérgio K e levou até o evento um bar exclusivo com o nome da marca. Devido a repercussão positiva, para o ano de 2016 foi lançada uma coleção de roupas nomeada de Festa Óscar + Sérgio K. As peças têm estampas que retratam a atmosfera do evento e fazem menção aos momentos que os convidados vivenciaram durante a festa. Essa coleção é limitada e está sendo vendida em todas as lojas Sergio K. do Brasil.

365dc264e0c63ea6993e1fe0935f5a1c.jpg

Sucesso e prêmio para a edição de 2015

A edição de 2015 tornou a Óscar uma festa disputada que arrastou 4.500 pessoas de todo o Brasil para a Estânica JC, em Goiânia. Os convites se esgotaram 50 dias antes da festa e as revendas por terceiros chegaram ao preço de R$1.800,00. Com uma superprodução com um custo de R$1,8 milhões, foi montado um palco com paneis de LED a céu aberto, que teve efeitos de pirotecnia. Open bares de ponta a ponta, garçons em abundância, cardápio e decoração requintados. Para tudo isso acontecer, foi necessário abrir uma nova estrada de acesso ao local, além da terraplanagem a beira do lago e uma estrutura para cerca de 50 pousos de helicóptero.

Com tudo isso, a Festa Óscar ganhou o prêmio Cool Awards 2015 na categoria melhor festa. O evento escolhe os detalhes do ano no entretenimento e na moda e é organizado pela revista “Cool Magazine”.  A cantora Wanessa Camargo foi mestre de cerimônia e responsável pela entrega dos prêmios que aconteceu em dezembro de 2015. Os finalistas foram indicados pelo conselho editorial da revista e por nomes convidados por ela. Os vencedores foram escolhidos através de eleição aberta ao público.

e8d859385d97d3b403a1cb82d8241b38.jpg

 

3ª Festa do Óscar

Quando: 11 de junho

Onde: Estância JC – Goiânia 

 

Cantora Ana Beatriz Torres revela suas músicas favoritas e fala sobre participação no The Voice Kids

Representante goiana no reality show da Rede Globo The Voice Kids, Ana Beatriz Torres é de Goiânia e tem apenas 10 anos de idade, mas já conquistou o Brasil com suas apresentações cheias de emoção. Integrante do time Victor e Léo, Ana Beatriz disputa no domingo 13 de março a semifinal do programa, quando se apresenta ao vivo. Curta Mais bateu um papo exclusivo com a pequena goiana que está dando o que falar e descobriu um pouco mais sobre ela. Confira só:

 

Qual foi sua trajetória até chegar ao The Voice Kids?

Eu cantava em aniversários e casamentos já tinha feito um poket show, mas tudo na brincadeira.

 

Qual o momento mais emocionante que você viveu no programa até agora?

A escolha da batalha… Algo surreal na minha vida, um sonho.

 

Qual a parte mais legal de participar do The Voice Kids?

Conhecer pessoas que amam música de diferentes lugares e de cantar com meus ídolos.

 

Qual a parte mais difícil de participar do programa?

Saber que ele vai terminar e toda essa emoção vai passar.

 

O que você mais gosta de cantar?

MPB, samba e pop.

 

O que você mais curte em Goiânia?

Os parques.

 

Qual seu programa favorito na capital?

Ir para parques aos domingos, fazer piquenique e ir ao cinema.

 

O que falta em Goiânia para deixá-la ainda melhor?

Praia.

 

O que Goiânia deveria exportar para o resto do mundo?

A música e a dança, aqui é muito top também.

 

Três músicas que não podem faltar no seu carro?

“A casa é sua” do Arnaldo Antunes; “Love Me Tender” de Elvis; e “A Noite” da cantora Tiê.

 

Um ídolo?

Arnaldo Antunes.

 

Um hobby?

Cantar e dançar.

 

Um dia feliz?

Todos.

 

Um prato predileto?

Estrogonofe.

 

Com pequi ou sem pequi?

Com muitoooo pequi!

 

Um sonho?

Viver da minha música um show que todos cantem ela.

 

Um amigo?

Minha família.

 

Uma frase preferida?

“As pessoas estão cheias de loucura e a loucura está cheia de arte”, da minha música.

 

Um livro?

Diário de Anne Frank.

 

Uma figura histórica?

Hélio Oiticica.

 

Um dia pra lembrar?

Minha audição no The Voice Kids.

 

Um homem bonito?

Meu pai.

 

Uma mulher bonita?

Minha mãe.

 

O que você gostaria de ouvir de Deus ao chegar no céu?

“Bem-vinda, Bia! Aqui não tem coisa ruim, não tem nada que te faça mal. Vamos cantar?”

 

Um recado para os leitores do Curta Mais e os fãs de Goiânia?

Obrigada pelo apoio e pela torcida! Meu sonho está só começando.

Curta Mais entrevista: Vinícius de Oliveira

Convidado especial da 9ª Mostra de Cinema “O amor, a morte e as paixões”, que aconteceu nos Cinemas Lumière em Goiânia em fevereiro de 2016, o ator Vinícius de Oliveira bateu um papo exclusivo com o Curta Mais durante sua passagem pela cidade. Em trabalho de divulgação do aclamado longa “Boi Neon”, Vinícius é nacionalmente reconhecido por sua atuação no filme “Central do Brasil”, de Walter Salles, quando ainda era uma criança. Conheça um pouco mais sobre Vinícius de Oliveira:

 

1- O que você mais curte em Goiás?

A Mostra “O amor, a morte e as paixões”.

 

2- Três músicas que não podem faltar no seu carro?

O Rappa, samba e música infantil (por causa dos meus filhos!)

 

3- Um ídolo?

Walter Salles.

 

4- Um hobby?

Cinema.

 

5- Um lugar para morar?

No meio do mato.

 

6- Um dia feliz?

Quando nasceram meus filhos.

 

7- Um dia triste?

Não tive.

 

8- Um prato predileto?

Spaghetti.

 

9- Um sonho?

Ver meus filhos crescerem com saúde.

 

10- Um pesadelo?

Ver meus filhos crescerem sem saúde.

 

11- Um amigo?

Cassio Martins.

 

12- Um inimigo?

Não tenho.

 

13- Uma frase preferida?

Não tenho.

 

14- Um livro?

Equador, de Miguel Sousa Tavares

 

15- Um filme?

Linha de Passe.

 

16- Uma figura histórica?

Schindler.

 

17- Um dia pra lembrar?

O último título do Flamengo no Brasileiro.

 

18- Um dia pra esquecer?

Não tive.

 

19- Um homem bonito?

David Beckham.

 

20- Uma mulher bonita?

Paolla Oliveira.

 

21- O que você gostaria de ouvir de Deus ao chegar no céu?

“Você cumpriu sua missão.”

 

22- Uma frase para sua lápide?

“Esse cara viveu.”

Fernanda Vasconcellos fala sobre hobbies e revela gosto por um prato tipicamente goiano

De passagem por Goiânia com o espetáculo “Enfim, Nós”, a atriz paulista Fernanda Vasconcellos concedeu uma entrevista exclusiva ao Curta Mais. Com apresentações nos dias 23 e 24 de janeiro no Teatro Madre Esperança Garrido, a atriz, que se apresenta pela primeira vez na capital, diz que o público pode esperar um espetáculo divertidíssimo. Nesta entrevista, Fernanda revelou seus hobbies, pratos favoritos e o que gosta de ler nas horas vagas. Confira nosso bate-papo com a atriz:

 

+Garanta seu ingresso para o espetáculo “Enfim, nós” a valores promocionais de R$70 por R$32 no Curta Mais por Menos: compre aqui.

 

O que você mais curte em Goiás?

Empadão Goiano.

 

Três músicas que não podem faltar no seu carro?

Qualquer coisa que anime o astral porque o trânsito está impossível.

 

Um hobby?

Yoga, teatro, cinema e livros.

 

Um lugar para morar?

Roma

 

Um dia feliz?

Todos que vieram do resultado do meu esforço.

 

Um dia triste?

Dias de perda.

 

Um prato predileto?

Não seria um prato, mas sou louca por azeitonas pretas.

 

Um sonho?

Que a salada fosse tão gostosa quanto a fritura!

 

Um pesadelo?

A violência do nosso país

 

Um amigo?

Tento ser minha melhor amiga

 

Um inimigo?

Vaidade exacerbada.

 

Uma frase preferida?

“Tenha coragem de servir-se da sua própria razão”, de Kant.

 

Um livro?

“Cem anos de solidão”, de Gabriel García Márquez.

 

Um filme?

 “Romeu e Julieta”.

 

Uma figura histórica?

Dalai Lama.

 

Um dia pra lembrar?

O primeiro beijo.

 

Um dia pra esquecer?

Os dias de rancor.

 

Um homem bonito?

Denzel Washington.

 

Uma mulher bonita?

Julia Roberts.

 

O que você gostaria de ouvir de Deus ao chegar no céu?

“Bem-vinda!”

 

Uma frase para sua lápide?

Passagem só de ida.

 

“Enfim, Nós” com Fernanda Vasconcellos e Cássio Reis

Quando: 23 de janeiro às 21h | 24 de janeiro às 20h

Duração: 1h10

Onde: Madre Esperança Garrido

Endereço: Avenida Contorno, 63, Setor Central

Ingressos: R$70 Inteira | R$35 Meia | R$32 Curta Mais por Menos

Ponto de venda: Curta Mais (Piso G1 do Shopping Bougainville) | Online pelo Curta Mais por Menos | (62) 4052-0016 | Online pelo Compre Ingressos | Komiketo da Av. T-4 | Bob’s Drive Thru | Submarino Festas

Foto de capa: Ego

Lumière exibe filme sobre Chico Buarque em Goiânia

Na noite de 10 de dezembro, às 21h, o Cinema Lumière do Shopping Bougainville exibe em primeira-mão o longa “Chico – Artista Brasileiro”, biografia do cantor e escritor Chico Buarque. A exibição marca o lançamento da 9ª Mostra “O Amor, a Morte e as Paixões”, que deverá acontecer entre os dias 3 e 17 de fevereiro de 2016. A sessão é gratuita e aberta ao público e convidados, e os ingressos poderão ser retirados na bilheteria do cinema, das 17h às 20h, sujeito à lotação da sala.

A Mostra “O Amor, a Morte e as Paixões” foi criada em 2001 por Gerson Santos, proprietário da rede de cinemas Lumière, e Lisandro Nogueira, professor de cinema da Universidade Federal de Goiás (UFG), e atualmente é o segundo maior evento de cinema do Centro-Oeste, atrás apenas do FICA, Festival Internacional de Cinema Ambiental.

Em “Chico – Artista Brasileiro”, o público mergulha na vida, na música, nas obras e nas experiências de Chico Buarque, um dos personagens mais marcantes e fundamentais da cultura brasileira dos últimos 50 anos. O filme é dirigido por Miguel Faria Jr., que também comandou um filme sobre o compositor Vinícius de Moraes.

Assista ao trailer de “Chico – Artista Brasileiro:

 

Lançamento da 9ª Mostra “O Amor, a Morte e as Paixões” com exibição exclusiva do filme “Chico – Artista Brasileiro”

Quando: 10 de dezembro

Horário: 21h

Onde: Cinemas Lumière do Shopping Bougainville

Endereço:

Entrada gratuita

Retirada de ingressos no Cinema Lumière, Shopping Bougainville, das 17h às 20h, sujeito à lotação da sala

Almir Sater, maior violeiro do Brasil, fala da vida e da carreira em entrevista exclusiva ao Curta Mais

Na noite de 17 de outubro, mais de duas mil pessoas lotaram o Palácio da Música, no Centro Cultural Oscar Niemeyer, para apreciar o som da viola de Almir Sater, um dos maiores artistas do país. No show, promovido pelo Curta Mais em comemoração aos nossos oito anos, Almir emocionou o público com seus grandes sucessos.

Antes de subir ao palco, Almir bateu um papo exclusivo com o Curta Mais, no qual revelou informações sobre seu novo trabalho, sua carreira e sua vida pessoal. Ele afirma que o Teatro Goiânia foi a primeira casa que lotou como músico e que é sempre bem recebido na capital. Além disso, Almir é casado com uma goiana e seus filhos são “meio-goianos”, fazendo da sua ligação com a capital ainda mais especial.

 

Entrevista

Equipe Curta Mais entrevista Almir Sater.

 

Um violeiro toca

A paixão pela viola caipira foi uma descoberta. Ao ouvir as duplas tocando na rádio, Almir se encantou e se emocionou com o som, e quando conheceu o instrumento sentiu que já o tocava há anos. Autoditada, ele nunca estudou música e aprendeu tudo sozinho, como os outros grandes violeiros do gênero. Por isso, ele diz que não se pode comprar os artistas e que cada um tem sua própria forma de tocar.

Apaixonado também pelo campo, Almir diz que é “mateiro” e que sempre gostou de morar no mato. O que o inspira são os sons da natureza e músicas que o emocionam. Quando retorna para o Pantanal, ele ouve os sons dos passarinhos e se dedica ao trabalho de compor.

 

Curta

 

Sobre “Tocando em frente”

Para Almir, “Tocando em frente” “(…) foi um grande presente que eu e Renato (Teixeira) recebemos, uma grande mensagem que nós fomos encarregados de passar para as pessoas”. A simplicidade e a profundidade da canção tem tocado gerações, mas segundo Almir, a música chegou pronta até eles, sendo escrita em dois minutos. “Fomos só os emissários para passar essa mensagem”, ele afirma.

Curta

“‘Tocando em Frente’ foi um grande presente que eu e Renato recebemos.”

 

Seguindo em frente

Almir também revelou detalhes sobre seu novo trabalho, uma coprodução Brasil-EUA, com canções inéditas, gravadas em parceria com Renato Teixeira. O lançamento está previsto para novembro deste ano. Ele conta que “chega uma hora que as músicas vão ficando insuportáveis no bolso, no caderno, na bolsa; então elas querem sair, sair pro mundo – então é a hora que a gente grava num disco e mostra essas músicas pro mundo”.

 

Almir Sater conversa com o Curta Mais sobre seu novo trabalho:

 

Curta

Almir tambem abraçou a campanha Somos Todos Gigantes, que luta pelo fim do preconceito contra os portadores de nanismo. Entenda a campanha e conheça o movimento clicando aqui.

 

Confira abaixo nosso pingue-pongue exclusivo com Almir Sater:

Curta Mais (CM): O que você mais curte em Goiânia?

Almir: Ficar na casa do meu povo lá no Jaó, debaixo das mangueiras, comendo manga, comendo pequi, fazendo comilanças… Gosto dessa família goiana.

 

CM: Qual seu prato predileto?

Almir: Sou bom de tudo, gosto de tudo. Hoje mesmo comi uma dobradinha fantástica, é um dos meus prediletos.

 

CM: Você se considera vaidoso?

Almir: Lógico! Quando acordo penteio o cabelo, faço a barba, tomo banho…

CM: Mas nada de metrossexual?

Almir: Não, ainda tô no “centímetrossexual” (risos).

 

CM: Três músicas que não podem faltar na vitrola de Almir Sater?

Almir: Aquelas músicas de antigamente, Ze Correia, gosto muito de escutar o novo trabalho do James Taylor, Paul Simon, Tião Carreiro.. Gosto muito de instrumentistas, nunca gostei muito de cantores. Sempre valorizei muito o compositor, o instrumentista. O cantor é quase um dom divino, ele vem pronto, sai cantando. Pode melhorar um pouquinho ou piorar um pouquinho, mas o instrumentista não, se ele não estudar umas 10 horas por dia, ele não vai tocar bem.

 

CM: Um ídolo?

Almir: Richard Francis Burton.

 

CM: Um hobby?

Almir: Ah, a pescaria.

 

CM: Um lugar para morar?

Almir: Não posso escolher um lugar só, se não meus lugares se enciúmam. Eu tenho um lugar lá no Pantanal, um lugar lá na Serra do Aracaju, e tenho um lugar lá na Serra da Cantareira. Esses três lugares se completam e me completam.

 

CM: Um dia feliz?

Almir: Hoje.

 

CM: Um dia triste?

Almir: Um dia sem show, um dia sem música.

 

CM: Um sonho?

Almir: Nunca deixar secar o pote da inspiração para compor.

 

CM: Um pesadelo?

Almir: Quebrar uma unha em dia de show.

 

CM: Um amigo?

Almir: Ah, tenho muitos amigos queridos, vou ser injusto de citar um só. São vários amigos.

 

CM: Uma mulher bonita?

Almir: São tantas mulheres, não quero ser injusto com as menos bonitas. Mulher bonita é aquela que nos faz felizes.

 

CM: Um homem bonito?

Almir: Richard Francis Burton, meu ídolo.

 

CM: Um inimigo?

Almir: Não tenho inimigos, não cultivo inimigos.

 

CM: O que você gostaria de ouvir de Deus ao chegar no céu?

Almir: “Demorou, hein, violeiro?”

 

CM: Uma frase para sua lápide – e a gente espera que esse dia demore muito para chegar.

Almir: “Penso que cumprir a vida seja simplesmente compreender a marcha e ir tocando em frente.”

 

Entrevista

Almir Sater com o guia Curta Mais.