CheeseHouse: conheça o menu especial para o Festival Gastronômico Curta Mais Por Menos em Goiânia

Em um ambiente confortável e com ares suíços, a CheeseHouse é especialista em queijo e sabor, proporcionando uma experiência marcante e única com um cardápio voltado para receitas temperadas com queijo e seus derivados, sendo mais de 20 tipos oferecidos. Os pratos, ao serem devidamente harmonizados com vinhos, transformam a experiência em algo ainda mais especial. Tanta dedicação, trouxe resultado, pois o restaurante conquistou a sexta colocação no Prêmio Curta Mais 2023 como Melhor Restaurante Romântico Para Ir a Dois.

 

Confira o menu especial da CheeseHouse

A 4º edição do Festival Gastronômico Curta Mais Por Menos acontece entre os dias 15 de julho e 15 de agosto e objetiva reunir, mais uma vez, o melhor da gastronomia em Goiânia a preços acessíveis. Para o menu especial, a CheeseHouse separou maravilhosas combinações de entrada, prato principal e sobremesa para o almoço e o jantar.

 

No almoço, você poderá escolher suas favoritas entre deliciosas opções:

 

Entradas:

– Mini queijo brie com chutney de tomates.

ou

– Mini sanduiche de costela suína desfiada com tartare de abacaxi.

 

Pratos principais:

– Nhoque com tiras de peito de frango, brócolis, tomate seco e molho gorgonzola. 

ou

– Filé mignon grelhado servido com risoto de funghi seco flambado e mix castanhas. 

 

Sobremesas:

– Releitura de tarte tatin com sorvete de gorgonzola.

ou

– Choux recheado com cream cheese, cocada cremosa e regado com creme anglaise.

 

No jantar, a experiência se compara à do almoço, com as mesmas opções de entrada e sobremesa presentes. Nessa refeição, o prato principal é o Risoto do Mar, com camarão, mexilhão e anéis de lula.

Imagem: Marcos Aleotti/Fotografia Curta Mais

 

4º edição do Festival Gastronômico Curta Mais Por Menos

A fim de impulsionar o setor gastronômico durante a temporada de férias e volta às aulas, período no qual a economia tem uma queda, o Curta Mais repete seu projeto inovador e promete movimentar novamente a cidade com a 4ª edição do Festival Gastronômico Curta Mais por Menos entre os dias 15 de julho e 15 de agosto!

 

O objetivo deste, que é o maior festival gastronômico de Goiânia, é dar oportunidade para que você possa conhecer o melhor da gastronomia de diversos restaurantes da cidade, criando novas experiências e se conectando com pessoas enquanto gasta pouco.

 

Em um processo minucioso de curadoria, o Curta Mais busca os melhores restaurantes da cidade. Uma equipe especializada é responsável por avaliar os ambientes e sua capacidade de oferecer uma vibe inesquecível, atendimento acolhedor e pratos de primeira qualidade aos clientes.

 

A CheeseHouse está participando do Festival Gastronômico Curta Mais Por Menos na categoria Alta Gastronomia, com valores fixos de R$78,00 no almoço e R$108,00 no jantar. Você pode saborear esses incríveis menus executivos de segunda a quinta, no almoço e no jantar, e aos sábados e domingos, apenas no almoço.

Goiânia sedia Festival de Cutelaria no fim de semana; confira a programação

Começa nesta sexta, 12 de julho, o Goiânia Knife Show, evento nacional de cutelaria que segue até domingo. Cuteleiros do País inteiro desembarcam na capital para o evento, e na programação, serão realizadas exposições, vendas de facas e de insumos para a cutelaria e churrasco, desafios e concursos para cuteleiros, workshops, gastronomia, shows e muita diversão.

O evento, que acontece na Villa Cavalcare, promete uma programação intensa e variada. A expectativa é que o evento reúna cerca de três mil pessoas. Durante os três dias, os visitantes poderão conferir de perto o trabalho dos mais renomados cuteleiros.

Na sexta-feira, 12, o evento começa com um concurso de melhores peças. O destaque será a Pista de Forja, no qual facas serão modeladas ao vivo para o público. Estão previstas ações como competição de cortes, desafio de arremesso de machado, workshops como o de defesa pessoal com faca com Rogério Roscio e palestra com Rick Lala sobre canivetes, da qual ele é referência nacional.

O evento segue até domingo, 14 de julho, com programação a partir das 9h. Na praça de alimentação, bebidas e uma gastronomia irresistível: churrasco em estilo fogo de chão, arroz carreteiro, hambúrgueres artesanais e panelinhas estarão entre as opções. A música não ficará de fora. Dois shows acontecerão em cada dia do evento. Em destaque, Dixie Hills, de estilo country, Sandro Reis, que canta sertanejo, e o autêntico rock da banda Toca Rock.

A cutelaria é a arte da fabricação artesanal de instrumentos de corte, incluindo facas, adagas, espadas, machados, punhais, entre outros. Antigamente vista como uma necessidade, passou a ter ares de hobby após o processo de industrialização. Com a disseminação na internet, ganhou comunidades inteiramente dedicadas ao assunto e hoje já se tornou uma profissão.

Bruno e Marrone é atração confirmada no Festival Buteco em Goiânia

A dupla Bruno e Marrone foi confirmada como atração do festival Buteco, que ocorrerá em Goiânia no dia 31 de agosto. O evento, idealizado pelo cantor Gusttavo Lima, faz parte da turnê de despedida do festival, que será realizada no estacionamento do Estádio Serra Dourada.

“A história do festival Buteco foi construída junto com os fãs, e toda boa trajetória é assim, com começo, meio e fim. Durante a turnê, vamos celebrar cada capítulo deste evento que começou com um show e conquistou multidões. Vamos celebrar boas emoções e lembranças que serão guardadas para sempre. Será uma despedida digna de boteco, sem hora para acabar,” afirmou Gusttavo Lima.

O Maior Buteco do Mundo

Criado em 2018 por Gusttavo Lima, o festival Buteco já foi realizado em mais de 23 capitais brasileiras e em Boston, nos Estados Unidos. Reconhecido como um dos maiores e mais esperados eventos de música do país, o festival recebeu mais de 40 cantores, todos escolhidos pelo anfitrião Gusttavo Lima.

O line-up do Buteco inclui uma diversidade de estilos musicais, com artistas renomados no Brasil e no exterior, além de novos talentos que estão em ascensão nas paradas de sucesso do país.

Os ingressos para o festival em Goiânia estão disponíveis para compra no site BaladApp, com valores a partir de R$ 350,00

Festival agita Goiânia com Sorriso Maroto, Dilsinho e Menos é Mais

Prepare-se para uma noite inesquecível de samba e pagode em Goiânia: o festival Samba Brasil chega na capital goiana no dia 15 de setembro. O evento será realizado no Passeio das Águas Shopping, trazendo três dos maiores nomes do gênero: Sorriso Maroto, Dilsinho e Menos é Mais.

Os ingressos já estão à venda no site ST Ingressos. Os valores para primeiro lote variam entre R$ 120,00 até R$ 360,00 a depender do tipo e setor escolhido. O evento terá duas áreas, a backstage bahrem e fronstage, ambas com open bar incluso.

Os artistas

Sorriso Maroto

Formado no final dos anos 90, o grupo Sorriso Maroto é um dos nomes mais consolidados do pagode brasileiro. Composto por Bruno Cardoso (vocal), Sergio Jr. (violão e vocal), Cris Oliveira (percussão e vocal), Fred Araújo (percussão) e Vinícius Augusto (teclado), o grupo ganhou destaque com sucessos como “Sinais”, “Assim Você Mata o Papai” e “Futuro Prometido”. Sua trajetória é marcada por shows lotados e uma base de fãs fiel.

Dilsinho

Dilsinho é um dos artistas de maior destaque no cenário do samba e pagode contemporâneo. Iniciou sua carreira solo em 2014 e conquistou rapidamente o público com seu estilo romântico e carisma. Entre seus maiores sucessos estão “Refém”, “Péssimo Negócio” e “Onze e Pouquinho”. Dilsinho é conhecido por suas apresentações energéticas e por conseguir cativar diferentes gerações de fãs.

Menos é Mais

Formado em Brasília, o grupo Menos é Mais se destaca por sua abordagem moderna ao samba e pagode. Composta por Duzão (vocal), Jorge Farias (tantan), Gustavo Goes (percussão geral), Ramon Alvarenga (pandeiro) e Paulinho Félix (surdo), a banda ganhou notoriedade nas redes sociais e plataformas de streaming com sucessos como “Adorei” e “Pagodeira”. O Menos é Mais tem se consolidado como uma das novas forças do gênero no Brasil.

 

Goiânia recebe extraordinária exposição sobre povos indígenas

A exposição “Xingu: contatos” revisita a trajetória de lutas e resistências dos povos indígenas Xingu, no Mato Grosso (MT). A mostra, que estreia na próxima quinta-feira (11/7) no Centro Audiovisual (CAud) em Goiânia, às 16h, terá entrada gratuita e estará em cartaz até 13 de outubro, incluindo diversas atividades paralelas que serão divulgadas ao longo do período expositivo. 

Há uma grande importância cultural nessa exposição, isso porque o público terá a oportunidade de conhecer mais sobre a história dos povos xinguanos. Idealizada pelo Instituto Moreira Salles (IMS), a exposição foi exibida em sua sede em São Paulo entre 2022 e 2023. A inauguração em Goiânia marca também a abertura do CAud (Centro Audiovisual), um núcleo de formação indígena vinculado ao Museu Nacional dos Povos Indígenas e à Funai.

O Xingu, foi o primeiro grande território indígena demarcado no Brasil em 1961. É habitado por mais de 6 mil indígenas de 16 etnias e se localiza no Estado do Mato Grosso (MT). Infelizmente, até hoje enfrentam diversas formas de intervenção e violência, o que continua inspirando sua luta por direitos.

 

Mais sobre a programação:

A equipe de curadoria da exposição é composta pelo cineasta Takumã Kuikuro, o jornalista Guilherme Freitas e a assistente de curadoria Marina Frúgoli. A inauguração da exposição se iniciará com falas de Joenia Wapichana, Fernanda Kaingang, Marcelo Araújo, curadores e líderes indígenas. No dia 12 de julho, às 18h, haverá um bate-papo com comunicadores e artistas indígenas.

No dia 13 de julho, às 10h, o escritor e pesquisador Yamalui Kuikuro fará uma contação de histórias, seguida de uma conversa com artistas e comunicadores às 15h. Nos dias 15 e 16 de julho, líderes e pesquisadores do povo Kuikuro ministrarão oficinas de qualificação de acervos fotográficos e audiovisuais do Museu Nacional dos Povos Indígenas relacionados ao Xingu. Todos os eventos são gratuitos e abertos ao público.

A exposição

A exposição destaca diversas narrativas e perspectivas sobre o território, com ênfase na produção audiovisual indígena contemporânea, especialmente do Xingu, um de seus principais polos. Após dois anos de pesquisa, a exposição reúne cerca de 150 itens provenientes de diversas instituições, como o Instituto Moreira Salles (IMS), o Museu Nacional dos Povos Indígenas, o Instituto Socioambiental (ISA), o Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia da PUC Goiás e a ONG Vídeo nas Aldeias, entre outras.

A seleção inclui seis curta-metragens criados especialmente para a mostra, assinados por Divino Tserewahú, Kamatxi Ikpeng, Kamikia Kisêdjê, Kujãesage Kaiabi, Piratá Waurá e o Coletivo Kuikuro de Cinema. Além disso, a exposição apresenta um trabalho do artista Denilson Baniwa e fotografias produzidas pelos comunicadores indígenas da Rede Xingu+. A mostra também exibe imagens, reportagens e outros documentos produzidos no Xingu por não indígenas desde o final do século XIX. Esses materiais são relacionados com a produção de artistas e comunicadores indígenas, promovendo um diálogo que elabora novas visões.

As imagens de acervo expostas foram requalificadas em diálogo com pesquisadores e líderes indígenas para identificar pessoas, locais e situações. Takumã Kuikuro, do povo Kuikuro do Território Indígena do Xingu, destaca a necessidade de reforçar o protagonismo das lideranças indígenas na luta pela demarcação do parque e na diplomacia com os brancos. “Hoje, somos protagonistas da nossa história. Antes, não conhecíamos o audiovisual, agora conhecemos. Somos donos da nossa imagem e levamos as lutas dos povos do Xingu para museus, festivais, cinemas, redes sociais e exposições”, afirma.

O curador Guilherme Freitas destaca a necessidade de reavaliar a catalogação e exibição dos acervos institucionais para evidenciar novas narrativas. Ele menciona que a história do Xingu está registrada em fotografias no Instituto Moreira Salles e que a exposição marca o início de um processo de requalificação dessas imagens, em colaboração com pesquisadores e lideranças indígenas, para identificar pessoas, locais e situações retratadas.

Fernanda Kaingang, diretora do Museu Nacional dos Povos Indígenas, comenta a importância de receber a exposição no CAud: “O audiovisual faz parte da trajetória do Museu Nacional dos Povos Indígenas desde sua criação, em 1953, e a inauguração do Centro de Audiovisual com a exposição Xingu: contatos simboliza o fortalecimento dessa atuação com protagonismo dos povos indígenas e a parceria do IMS”.

Haverá também a apresentação de dois itens de arquivo que ilustram os caminhos do audiovisual na história do Xingu: um curta-metragem produzido pelos alunos da primeira grande oficina do projeto Vídeo nas Aldeias, realizada em 1997 no Posto Diauarum, no Território Indígena do Xingu, e uma seleção do acervo pessoal de Pirakumã Yawalapiti, uma liderança histórica que filmava assembleias, rituais e festas desde os anos 1990.

Ao longo da exposição, o público observará uma perspectiva histórica do território, com as primeiras fotografias feitas na região durante a expedição do etnólogo alemão Karl von den Steinen na década de 1880. Além de documentações realizadas pelo Estado brasileiro na primeira metade do século XX com a Comissão Rondon e o Serviço de Proteção ao Índio (SPI). Estará presente também a cobertura da imprensa da Expedição Roncador-Xingu, especialmente pela revista O Cruzeiro, com os fotógrafos Jean Manzon, José Medeiros e Henri Ballot – os arquivos de Medeiros e Ballot estão sob a guarda do IMS.

Podcast

A pesquisa para a exposição teve início durante a produção do podcast “Xingu: terra marcada”, com a participação dos curadores Guilherme Freitas e Takumã Kuikuro. Lançado em abril de 2021 pela Rádio Batuta, do IMS, a série narra a história da campanha pela demarcação do Parque Indígena do Xingu e seu significado para a luta pelos direitos indígenas até hoje. Em cinco episódios, o podcast apresenta entrevistas com pesquisadores e lideranças, destacando a perspectiva dos povos xinguanos sobre a trajetória do parque e a situação atual dos indígenas. O programa está disponível gratuitamente na rádio Batuta e nas plataformas Spotify, Apple Podcasts.

Sobre o CAud

No dia 11 de julho, será inaugurado em Goiânia o Centro Audiovisual (CAud), uma moderna estrutura da Funai vinculada ao Museu Nacional dos Povos Indígenas. O CAud será um centro de formação indígena e um polo de expressões artísticas e produções audiovisuais contemporâneas desses povos. O objetivo é oferecer formação continuada e complementar em técnicas de produção e edição de mídias digitais, além de exibir produtos artístico-culturais indígenas, promovendo o acesso à diversidade e riqueza cultural a partir da perspectiva de cada povo.

 

Festival reúne Jorge e Mateus, Luan Santana e Simone Mendes no fim de semana em Goiânia

Aclamados por todo o país e responsáveis por grandes hits do sertanejo, a dupla Jorge e Mateus apresentam o Festival Único neste sábado, 6 de julho, em Goiânia. O evento, que acontece no Estádio Serra Dourada, terá convidados especiais como Simone Mendes, Luan Santana, Cleyton & Romário e Fred e Fabrício.

Os ingressos ainda estão à venda no site Q2 Ingressos, nas opções de Blackstage Open Bar e Premium Único Open Bar e Finger Food.

O festival

Celebrando os 19 anos de uma carreira sólida e de sucesso, Jorge & Mateus se preparam agora para o espetáculo na capital goiana, em sua maior edição, cantando no estado onde tudo começou.

Em sua terceira edição na cidade, o evento em formato Único, promete uma experiência incrível com extenso repertório de músicas que o público ama, entre os sucessos antigos e atuais.

A cada edição do festival, o evento ganha diferentes convidados no line-up levando amor em forma de música para regiões onde passa. As próximas paradas são: Salvador (BA), São José do Rio Preto (SP), Natal (RN), Rio de Janeiro (RJ), Fortaleza (CE) e Florianópolis (SC).

Durante os anos, Jorge e Mateus conquistaram recordes em plataformas de streaming e rádios pelo país. Hoje, a dupla é considerada um dos principais nomes sertanejos do Brasil.

Já são mais de 10 discos gravados e 60 milhões de seguidores nas redes sociais. Recentemente foram indicados ao Grammy Latino com o álbum “É Simples Assim”. Consolidando uma trajetória Única, a turnê Jorge e Mateus será inesquecível para os goianienses.

Goiânia recebe Festival Internacional de Dança

Entre os dias 03 a 07 de julho, Goiânia será palco do Festival Internacional de Dança Goiás 2024, um dos principais eventos da área. Todos os dias desse Festival mágico acontecerão no Centro Cultural Oscar Niemeyer. As entradas serão gratuitas durante os dias de competição e além de representantes da Colômbia e do Peru, haverá participação de representantes de 62 cidades de 18 Estados brasileiros. Os vencedores serão anunciados no domingo, dia 7 de julho, a partir das 18h. Os ingressos para a Gala dos Premiados custam R$ 30 (meia-entrada) e R$ 60 (inteira) e podem ser adquiridos no local.

 

Organização:

O evento conta com a organização do Studio Dançarte e do Conselho Brasileiro da Dança, com apoio do Governo do Estado de Goiás. Esta será a 9ª edição do Festival que espera atrair aproximadamente 2.500 bailarinos e 133 grupos de dança.

 

Programação:

  • Competições;
  • Workshops; 
  • Batalhas de hip hop;
  • Feira de artigos de dança.

 

Uma das atrações principais é a Mostra Competitiva, que será aberta ao público e apresentará performances de alto nível em categorias como:

 

  • Clássico de repertório;
  • Clássico livre;
  • Dança contemporânea;
  •  Jazz;
  • Estilo livre;
  •  Danças urbanas;
  • Sapateado;
  • Danças populares/folclóricas.

 

Além de tudo isso, há uma nova categoria esse ano, a Master, que será para grupos com participantes entre 30 e 50 anos, que terão como modalidade os seguintes estilos:

 

  • Estilo Livre;
  • Dança Contemporânea;
  • Jazz;
  • Sapateado;
  • Danças Urbanas;
  • Danças Folclóricas.

 

O júri conta com 13 profissionais ao todo, cada um deles reconhecido nacional e internacionalmente, os quais irão avaliar a performance dos participantes. 

Premiações: 

Serão distribuídos R$ 60 mil em prêmios:

  • R$ 18 mil para o Melhor Grupo;
  • R$ 12 mil para o Melhor Bailarino;
  • R$ 12 mil para a Melhor Bailarina;
  • R$ 8 mil para o Bailarino(a) Revelação;
  • R$ 8 mil para o Melhor Coreógrafo(a);
  • R$ 2 mil para o Prêmio Staff.

 

No dia 7 de julho, às 15h, o Festival promoverá uma batalha de hip hop 1×1, que terá como jurado Henry Camargo. O vencedor receberá um prêmio de mil reais. Haverá uma batalha entre DJ Zaq Babáo e o MC Nego Precioso, mas você também pode se inscrever gratuitamente no site do Festival ou no local, no dia da batalha. Para aqueles que querem aproveitar a oportunidade para dar um “up” em suas habilidades, o Festival oferecerá workshops e masterclasses com profissionais renomados do Brasil e do exterior, nas modalidades de:

– Ballet Clássico;

-Contemporâneo;

-Jazz;

-Sapateado;

Danças Urbanas.

 

Participações:

O Festival contará com a participação de profissionais internacionais de renome: Bradley Shelver, diretor artístico da Joffrey Ballet School (Nova York); Andreza Randisek, primeira bailarina estrela do Ballet de Santiago (Chile); Etienne Diaz, diretor do The Rock School for Dance Education (Pensilvânia); Roberto Altamura, diretor artístico do Milano City Ballet (Itália); Nicholas Palmquist, coreógrafo internacional e Ricardo Fernando, diretor do Augsburg Ballet (Alemanha).

 

Adriana Calcanhotto é atração confirmada em festival de música e artes em Goiânia

O Aldeia de Sesc de Artes 2024, que acontecerá em Goiânia de 5 a 13 de julho, promete oferecer uma programação cultural diversificada e acessível, com atrações para todas as idades. O evento contará com espetáculos de música, teatro, dança e oficinas artísticas, com entrada gratuita ou ingressos a preços populares.

Entre os destaques da programação musical está o show de Adriana Calcanhotto, que ocorrerá no dia 12 de julho, às 21h, no Teatro Rio Vermelho.

Os ingressos estão à venda no site Sympla, com valores a partir de R$ 23,50.

Adriana Calcanhotto é uma renomada cantora e compositora brasileira, conhecida por sucessos como “Esquadros”, “Devolva-me” e “Vambora”. Com uma carreira iniciada nos anos 1980, Adriana já lançou diversos álbuns aclamados pela crítica e pelo público, consolidando-se como uma das vozes mais importantes da música popular brasileira.

Depois de uma bem sucedida estreia no mês de maio em Coimbra – Portugal – e em seguida esgotar ingressos em outras sete cidades lusitanas (Lisboa, Estarreja, Ponta Delgada, Porto, Ourém, Vila Real, Setúbal e Faro), Adriana Calcanhotto traz a turnê do novo álbum Errante ao Brasil. Para a primeira apresentação da turnê nacional, a cantora e compositora escolheu a capital goiana como uma das cidades desse percurso. Além de faixas do mais recente trabalho, como “Horário de Verão”, “Pra lhe dizer” e “Larga tudo”, o repertório também é composto por hits da sua discografia, entre eles os clássicos “Vambora” e “Maresia”.

Programação

Além de Adriana Calcanhotto, o Aldeia de Sesc de Artes 2024 trará outras atrações imperdíveis. O cantor Samuel Rosa, famoso por seu trabalho com a banda Skank, se apresentará no dia 7 de julho, às 20h, no Teatro Rio Vermelho, com ingressos entre R$ 11,00 e R$ 47,00. Já no dia 13 de julho, às 19h, Jorge Vercillo subirá ao palco do mesmo teatro acompanhado pela Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás.

O evento é uma tradição do Sistema Fecomércio, Sesc e Senac, com marca registrada no calendário cultural de Goiás. Teatro, oficinas, intervenção urbana, feiras, contação de histórias, lançamentos de livros, dança, shows e espetáculos circenses compõem a agenda da Aldeia Sesc, que pode ser conferida na íntegra pelo site sescgo.com.br. A participação em algumas atividades será mediante a retirada de ingressos pelo Sympla.

“A Aldeia Sesc já é marca registrada no calendário cultural de Goiás, pois traz os mais variados formatos de interpretação da arte e da cultura em suas múltiplas linguagens – música, dança, literatura, teatro, cinema, circo, dentre outras”, destaca o presidente do Sistema Fecomércio, Sesc e Senac, Marcelo Baiocchi. “A cada ano, nos empenhamos para oferecer o melhor na apresentação de novos artistas, que dividem palcos com veteranos, além de toda a interatividade com o público”, completa o presidente.

Toda a programação do Aldeia de Sesc de Artes 2024 pode ser consultada no site do Sesc Goiás. Os ingressos para os espetáculos estarão disponíveis para retirada ou compra através do Sympla.

 

Thiaguinho, Safadão, Hugo & Guilherme e mais: confira as atrações do Festival Explodiu em Goiânia

Goiânia vai literalmente ”explodir”! Hugo & Guilherme, Murilo Huff, Lauana Prado, Léo Santana, Thiaguinho e Wesley Safadão serão atrações do Festival Explodiu, que acontece no dia 29 de setembro, no estádio Serra Dourada. A venda dos ingressos começa nesta terça-feira (11), e os bilhetes podem ser parcelados em até 6x sem juros.

Pela primeira vez e com uma marca exclusiva, o Festival Explodiu promete surpreender os goianos ao promover um mix de estilos musicais em um só lugar. A ansiedade para o evento já pôde ser sentida pelo cadastro na pré-venda, que em menos de uma semana superou a marca de mil pessoas cadastradas.

Serão cinco opções de áreas que vão dos lounges a cadeiras para reunir todo o público.

Confira abaixo opções e valores de ingresso do 1º lote:

– Camarote • Open Bar Premium (R$ 420): Gin importado; Vodka Importada; Whisky importado; Cerveja Brahma; Água e Refrigerante

– Arena Explodiu (R$ 300): Open Bar Standart – Gin, Vodka, Cerveja, Água e Refrigerante

– EX-Prime (R$ 180): Open Bar – Cerveja, Água e Refrigerante.

– Cadeiras (R$ 80): Não Open Bar

– Lounges • Open Bar Premium: mais informações em breve

Com Jacques Vanier, maior arraiá do coração do Brasil acontece em Goiânia

Esta dada a largada para os vários festejos juninos que acontecem em Goiânia durante o mês. E para presentear os goianienses, no dia 2 de julho, o humorista goiano Jacques Vanier, realiza mais uma edição do ”Arraiá do Jacques”, o maior arraiá no coração do Brasil, no palco da Arena Multiplace.

Os ingressos estão disponíveis no Ingresso Digital, com valores a partir de R$ 80, de acordo com o setor escolhido na plateia e o tipo de ingresso (inteira, social ou meia). Também está disponível a opção de ingresso social, que garante desconto para todos que levarem 1 kg de alimento não perecível, que deverá ser entregue na portaria do evento, junto à validação do ingresso.

Os artistas estão sendo confirmados através das redes sociais do anfitrião. Serão mais de dez atrações nacionais que vão impactar o público presente no Arraiá do Jacques, além de mais de 200 influenciadores de todo o Brasil.

O arraiá ainda vai contar com uma variedade de comidas típicas, e tudo que não pode falar em uma festa junina. “Meus fi, o último Arraiá do Jacques foi um sucesso, e esse ano a gente vem com a proposta de trazer ainda mais o maior arraiá do coração do Brasil, em um espaço novo e com mais de 10 atrações nacionais”, destaca Jacques.

Confira as atrações musicais que já foram confirmadas:

Luan Pereira: Nasceu em Suzano (SP) e foi criado em Rosana, no interior do Estado. Cresceu ouvindo música sertaneja, tornou-se multi-instrumentista e cantor. Aos 14 anos, começou a gravar vídeos na internet para divulgar os seus shows nos barzinhos da cidade, fazendo da voz grave a sua marca registrada. Em 2024, Luan já lançou músicas com Mc Daniel, Murilo Huff, Léo & Raphael, Mc Jacaré, indo além do sertanejo.

Felipe e Rodrigo: Felipe e Rodrigo se destacaram, inicialmente, como compositores. E foi a composição de músicas que abriu o caminho para a formação da dupla. Os dois já emplacaram sucessos na voz de grandes artistas como Matheus & Kauan, Jorge & Mateus, Henrique & Juliano, Maiara e Maraisa, Marília Mendonça, Luan Santana e Gusttavo Lima. Porém, em um certo momento, decidiram interpretar as próprias letras. Em 2024, emplacaram a música que é sucesso “Gosta de Rua”, com mais de 50 milhões de visualizações.

Jiraya Uai: DJ e produtor musical, tem seu estilo peculiar de ser peão do Eletrofunk. Nascido em Aparecida de Goiânia (GO), começou a carreira com o projeto Monster Bass, com seu amigo DJ Wam Baster, e seguindo a carreira solo, ajudou a criar o movimento do Eletrofunk, que une o funk com a música eletrônica.

Clayton e Romário: dupla sertaneja brasileira formada pelos irmãos Clayton Moreira Lemos e Romário Moreira Lemos, conhecidos pelos sucessos de “Morena” e “Ai eu Chorei”. Clayton começou a cantar desde os 5 anos de idade, logo depois seu irmão Romário uniu-se, formando a dupla. Ambos nasceram em Goiânia, mas se consideram “mineiros de coração”, pelo fato da dupla se mudar para Belo Horizonte e a carreira da dupla ser estabelecida por lá.

Guilherme e Benuto: A dupla sertaneja Guilherme e Benuto é formada pelos irmãos Guilherme Antônio Artioli e Haroldo Benevenuto Machado Artioli. Os dois nasceram em Campinas, São Paulo, respectivamente, em 1990 e 1988. Durante os dez anos de Villa Baggage, os irmãos se consolidaram no cenário da música sertaneja como compositores de renome. Hoje se consolidam no mercado com músicas como “Assunto Delicado”, “3 Batidas”, “Sigilo”.

George Henrique e Rodrigo: a dupla sertaneja é formada por George Henrique e seu irmão mais novo, Rodrigo. Rodrigo assumia a primeira voz e não demorou muito para que fossem descobertos pelos padrinhos, Bruno & Marrone. Assim, a dupla mostrou irreverência e inovação desde seu primeiro clipe musical, gravado em um posto de gasolina. Assim, não demorou muito para os irmãos emplacarem sucessos pelo Brasil, como “Seu Oposto”, “Receita de Amar”, “De Copo em Copo”.

Fica 2024 celebra o talento feminino com quase metade das produções dirigidas por mulheres

A 25ª edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica) é a edição com o maior número de mulheres à frente dos filmes inscritos nas mostras competitivas. Dos 61 diretores creditados, 29 são mulheres, o equivalente a 47,5% do total.

As mostras Washington Novaes e a de Cinema Indígena e Povos Tradicionais foram as que mais concentraram diretoras, com 52,9% e 57,9%, respectivamente. Somente a mostra de Cinema Indígena, inédita esse ano, teve 11 diretoras, de 19 creditados.

Já a mostra do Cinema Goiano, possui metade da direção realizada por mulheres. Das quatro mostras competitivas, apenas a mostra Becos da Minha Terra, exclusiva para produções da cidade de Goiás, teve menos mulheres dirigindo as obras.

Uma das diretoras contempladas, Marta Faria da Silva está competindo com o filme “Meada Cor Kalunga” ressalta que a representatividade feminina é uma forma das mulheres falarem por si mesmas.

“É muito importante esse aumento no número de mulheres. Eu estou muito feliz em estar participando com outras mulheres, estou conhecendo coisas que não conhecia e achava que não era capaz. Então isso é mostrar para as mulheres que a gente pode, é levar a nossa história. Vamos tomar a frente do nosso poder e da nossa luta”, celebra.

O Fica 2024 será realizado de 11 a 16 de junho, na cidade de Goiás. O festival conta com apoio do programa Goiás Social; das secretarias de Estado da Retomada; de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti); e de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad); Saneago; Universidade Estadual de Goiás (UEG), Instituto Federal de Goiás (IFG); Serviço Social do Comércio (Sesc) e Prefeitura da cidade de Goiás.

Festival ‘Dança em Caldas’ homenageia Goiânia em edição especial

Entre os dias 7 e 9 de junho, o Teatro Goiânia Ouro será palco da edição especial do tradicional festival “Dança em Caldas”, que celebra 20 anos de sucesso em Caldas Novas e, este ano, homenageia a cidade de Goiânia. O evento, promete movimentar a cena cultural da capital com uma programação rica e diversificada. Os ingressos já estão disponíveis pelo WhatsApp (11) 96588-6654 e na bilheteria do teatro, com valores de R$30,00 (meia-entrada) a R$60,00 (inteira).

Nesta edição comemorativa, a cerimônia de abertura terá uma apresentação especial do corpo de baile do Basileu França. Durante os três dias de festival, o público poderá conferir espetáculos de várias modalidades de dança, incluindo balé clássico e moderno, jazz, contemporâneo, estilo livre, repertório, dança folclórica, sapateado, street dance, dança do ventre, dança gospel, dança inclusiva, dança da terceira idade e dança de salão.

O evento receberá grupos de dança de todo o Brasil, proporcionando uma oportunidade única para bailarinos, coreógrafos, grupos e academias divulgarem seus trabalhos e realizarem um intercâmbio cultural e pedagógico entre alunos e professores. Oferecendo espaço para que os artistas mostrem seu talento, enquanto o público aprecia a beleza e diversidade da arte da dança.

Atualmente presidido pela Maitre Jacy Rhormens, o Festival “Dança em Caldas” foi criado em 2004 pelo Instituto Cultural RV (ICRV). Com o objetivo de democratizar o acesso à arte e promover o intercâmbio cultural entre diferentes comunidades, o evento se consolidou como um dos principais do Centro-Oeste ao longo dos anos, atraindo um público fiel e apaixonado pela dança. A escolha de Goiânia para esta edição especial se deve à sua importância cultural e localização central, facilitando o acesso de pessoas de todo o Estado. Não perca a chance de fazer parte deste encontro artístico que promete agitar o panorama cultural da cidade!

PiriBier 2024 terá mais de 300 rótulos de cervejas em Pirenópolis (GO)

Durante o feriado de Corpus Christi, entre os dias 30 de maio e 1º de junho, Pirenópolis ganhará vida com a agitação de um dos principais festivais de cultura cervejeira artesanal de Goiás, o PiriBier.

O festival chega à sua 15ª edição, prometendo ser o epicentro das festividades, com arena de eventos estruturada em um novo local e um recorde de número de shows nunca antes visto no festival. A participação da roqueira baiana Pitty, com a estreia nacional de sua nova turnê, é apenas uma das surpresas preparadas para este evento histórico.

Nesta edição, o evento encontra sua nova casa na Arena PiriBier, localizada no Green Park Eventos, a apenas 6 minutos de carro da Igreja da Matriz. O novo espaço oferece amplas instalações para a infraestrutura do festival, incluindo estacionamento privativo. Além disso, será disponibilizado um serviço de transporte entre a Arena PiriBier e o Centro Histórico de Pirenópolis para maior comodidade dos participantes.

Com mais de 300 rótulos nacionais, internacionais e regionais, a cerveja artesanal é a estrela do evento, destacando as cervejarias goianas que continuam surpreendendo com sua variedade e qualidade. A curadoria cuidadosa garante uma seleção de cervejas premiadas em territórios nacionais e internacionais, além de opções sem glúten e sem álcool, ampliando as escolhas para todos os gostos.

O PiriBier, a partir desta edição, não apenas celebrará a cultura cervejeira artesanal, mas também fortalecerá o turismo goiano, tornando-se parte oficial do calendário de eventos culturais do Estado, por iniciativa do deputado estadual Virmondes Cruvinel e apoio do governador Ronaldo Caiado. “Para nós é um grande reconhecimento sobre a força que o festival ganhou ao impulsionar a cadeia produtiva cervejeira regional e incrementar o turismo goiano, ao colocar Goiás na rota dos apreciadores da cerveja artesanal”, ressalta Ricardo Trick, idealizador do evento. 

Além disso, o PiriBier também está comprometido em capacitar e valorizar os profissionais que atuam no setor turístico de Pirenópolis com o projeto Capacita PiriBier. Nele colaboradores de bares, restaurantes e pousadas, durante os dois dias que antecedem o evento (28 e 29 de maio), ganharão formação gratuita sobre técnicas de atendimento, hospitalidade e informações técnicas sobre cervejas artesanais. Comandado pela especialista em atendimento Carolina Oda, que irá compartilhar sua experiência internacional de hospitalidade, o Capacita PiriBier é patrocinado pelo Senac Goiás.

 

Line-up dos shows

O PiriBier não é apenas sobre cervejas artesanais, o evento é também palco de shows memoráveis, alguns deles inéditos em solo goiano. A 15º edição traz número recorde de apresentações, com 10 bandas convidadas para movimentar a arena PiriBier.

No dia da abertura, quinta-feira (30/05), a banda Clube Retrô abre os trabalhos levando para o palco o rock de velha guarda. Em seguida, Maíra Lemos, uma das vozes mais potentes do Centro-Oeste, comanda com um repertório especial de clássicos do rock. Pela primeira vez em Pirenópolis, os veteranos do Biquini Cavadão vão embalar o público com seus grandes sucessos. Seguidos por Johnny Brown e seu rock irreverente.

Na sexta-feira (31/05), a banda Breakdown inicia as apresentações com covers que vão de Pink Floyd a Rolling Stones. Em seguida, a estreante no cenário goiano, banda Cali, liderada por Egypcio (ex-Tihuana), traz o melhor do rock nacional atual. Por fim, Raimundos encerra a noite com um show antológico para celebrar os 30 anos da banda.

No sábado (01/06), um tributo ao Coldplay comandado pela banda Super Nova inicia as apresentações, seguido pela tão aguardada apresentação de Pitty, que estreará sua turnê nacional no PiriBier. A banda Versário promete encerrar o festival com chave de ouro, mantendo o público animado até o último minuto.

“O PiriBier tem um papel fundamental no mercado, que é o de trazer a cerveja artesanal para um novo patamar de experiências. Por isso a música é tão importante. Através dos shows, conseguimos cativar novos públicos para o universo das cervejas artesanais, que vai muito além da bebida, envolve alta gastronomia e cultura como um todo”, ressalta um dos organizadores do festival, Raul de Oliveira.

 

Harmoniza PiriBier

O PiriBier oferece muito mais do que apenas as atrações noturnas na Arena. Durante o dia, atividades paralelas, como degustações harmonizadas, lideradas por chefs e sommeliers de renome, ganham destaque nos tradicionais restaurantes da cidade. Neste ano, o Harmoniza PiriBier conta com três almoços especiais, onde será explorada a arte de harmonizar cerveja com diversas bebidas, pratos e sobremesas inusitadas, conforme explica o coordenador técnico do evento e sommelier, Thony Augusto.

Na quinta-feira (30/05), os embaixadores do PiriBier, os sommeliers de cerveja José Raimundo Padilha e Ronaldo Rossi, juntamente com o chef Danilo Campos, conduzirão um almoço em quatro etapas, harmonizando cervejas a diferentes preparos de carne de porco. O Zazá Café, um dos quintais mais charmosos de Pirenópolis, será palco do evento gastronômico.

Na sexta-feira (31/05), no Restaurante Chico Sá, a sommelière Bárbara Soares demonstrará que cerveja e vinho podem ser apreciados juntos em um almoço de três etapas, com um cardápio autoral preparado pelos chefs Antônio Roberto e Jéssica Rodrigues.

No último dia, no renomado Romaria Bistrô, o sommelier José Raimundo Padilha se unirá ao especialista em cachaças Ensei Neto para liderar um almoço de quatro etapas que combina o lúpulo à cachaça, enquanto os participantes desfrutam de pratos especialmente elaborados pela chef Cinthia Esteves.

Receba no seu WhatsApp as melhores dicas da cidade e as notícias mais interessantes em primeira mão!

Goiânia recebe Festival Música no Prato neste sábado

Inspirado pela icônica canção “Comida”, dos Titãs, o evento “Música no Prato” surge como uma proposta inovadora que combina elementos da cultura brasileira, destacando-se como uma iniciativa pioneira na celebração da arte, cultura e economia criativa. O encontro está marcado para o dia 11 de maio, sábado, das 12h às 22h, no Centro Cultural Martim Cererê, localizado no Setor Sul de Goiânia, Goiás. Esta ação faz parte do projeto Dinamização Martim Cererê, que busca promover o entretenimento e o diálogo entre diversas expressões culturais. Os ingressos estarão disponíveis por R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia). 

Com apenas 1000 ingressos disponíveis, o Música no Prato adotará um formato exclusivo. Durante o evento, os participantes terão a oportunidade de degustar uma variedade de pratos, distribuídos em três estações gastronômicas, cada uma homenageando um ícone da música brasileira. As estações serão temáticas: Música no Prato; Botecos e Biroscas; e Mafuá. A limitação de ingressos foi pensada para proporcionar uma experiência confortável aos presentes.

A trilha sonora ficará a cargo de cinco DJs locais (DJ Mucio, DJ Cássia, DJ Gabi Matos, DJ Pri Loyola e DJ Will), além de uma atração nacional, o talentoso músico multi-instrumentista Mário Broder, do Rio de Janeiro/RJ.

Wellington Dias, um dos organizadores do Festival, destaca a importância do evento, afirmando que comida, diversão e arte são os pilares deste encontro único, mas o ‘Música no Prato’ eleva essa experiência ao oferecer não apenas comida e música, mas um espetáculo sensorial que satisfaz os sentidos, através de uma programação artística cuidadosamente elaborada, integrando descobertas gastronômicas com experiências musicais. 

“Nosso Festival promete se tornar um marco na agenda cultural de Goiânia, valorizando duas formas de expressão cultural essenciais para todos os brasileiros: música e culinária nacional. Queremos proporcionar um ambiente de troca e fomento à cultura culinária da cidade, ao mesmo tempo em que oferecemos uma nova apreciação musical, através de nossos DJs e do talento de nosso convidado especial, Mário Broder.”

Um Festival para promover o desenvolvimento de novos talentos

Além da música e da gastronomia, o evento terá um forte componente educacional, com a participação de estagiários de gastronomia, selecionados através de parcerias com instituições de ensino locais. Esses estudantes terão a oportunidade de aplicar seus conhecimentos na prática, sob a supervisão de chefs experientes, adquirindo assim uma valiosa experiência profissional. Essa interação direta com a comunidade proporciona aos estudantes de gastronomia a oportunidade de aprimorar seus conhecimentos e habilidades práticas.

Sobre Mário Broder, o músico convidado

Mário Broder é um talentoso cantor, compositor, ator e multi-instrumentista (piano, violão, bandolim, gaita, berimbau, scratch e percussão), com uma trajetória marcada por diversas colaborações e projetos inovadores. Nascido e criado no bairro Jabour, em Bangu, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, Broder teve contato desde cedo com a música, influenciado pelo ambiente musical de sua família e pela convivência com o renomado músico Hermeto Paschoal. Autodidata, ele começou sua jornada musical aos seis anos de idade, quando ganhou uma flauta de seu pai. Apesar de sua formação autodidata, Broder também frequentou a Escola de Música Villa-Lobos.

Ao longo de sua carreira, Mário Broder participou de diversos projetos musicais, destacando-se como vocalista do grupo Funk’n’Lata e posteriormente integrando o grupo Farofa Carioca. Ele também teve experiências no cinema, interpretando o papel do sambista Wilson Batista no filme “Noel-Poeta da Vila”, de Ricardo van Steen. Em sua carreira solo, Broder lançou o álbum “Balanço Diferente”, com participações especiais, como a lendária Elza Soares.

Comida e música nos jardins do Martim Cererê

O Centro Cultural Martim Cererê, fundado no início da década de 80, é um importante espaço cultural em Goiânia, reconhecido por promover a vanguarda e a experimentação artística. Além dos teatros Yguá e Pyguá, o local conta com um bar e espaços ao ar livre, como os jardins, destinados a diversas atividades culturais. O Música no Prato propõe a ocupação desses espaços, incentivando a socialização e a apreciação da arte em um ambiente descontraído. A relação entre comida e arte será destacada, evidenciando a conexão entre essas formas de expressão.

Atualmente, o Centro Cultural Martim Cererê é um espaço que celebra a diversidade e promove o surgimento de novos talentos, tornando-se o local ideal para a realização de eventos culturais inovadores, como o Música no Prato. Este evento busca promover a inovação através da gastronomia e da música, integrando tradição e vanguarda em uma experiência única e enriquecedora para o público.

Hungria, Iza, Gilsons e Marcelo Falcão são atrações confirmadas no festival TIM Music em Goiânia

A primeira edição do TIM Music, maior festival de música gratuita do Brasil, estreia em Goiânia nos dias 8 e 9 de junho. Com apoio do Governo de Goiás, o evento terá diversas atrações locais e nacionais, e será realizado no Centro Cultural Oscar Niemeyer, de forma gratuita.

A Line-up do festival já confirmou grandes atrações da música como Iza, Marcelo Falcão, Hungria, Sandra de Sá, Luiza Martins, Gilsons e talentos regionais como Pedra Bruta, Maduli, Maíra e Banda Madá.

De acordo com a organização, o festival promete trazer variedade de formatos e sonoridades em um clima suave e harmonioso, inspirado pelo Cerrado brasileiro.

Confira a programação abaixo:

Sábado, 08/06

Pedra Bruta

Maduli

Maíra

Banda Madá

Sandra de Sá

Luiza Martins

Atração final: Iza

Domingo 09/06

Banda 7meia2

DJ Múcio, que convida o cantor Mario Broder

Gilsons (José Gil, Francisco Gil e João Gil, filho e netos de Gilberto Gil)

Marcelo Falcão

Atração final: Hungria

Festival

O Tim Music Goiás é promovido pela produtora Fluir Experiências, com recursos do Programa Goyazes da Secretaria da Cultura (Secult) e patrocínio da TIM. A iniciativa traz como proposta a diversidade de ritmos, formatos e sonoridades, com objetivo de democratizar o acesso à cultura.

Também é resultado do compromisso do Governo do Estado com a promoção do lazer e do entretenimento de qualidade para a população. O festival, além de oferecer uma programação musical de alto nível, também visa o desenvolvimento da cultura, da economia, e do turismo local.

 

*Com informações g1