”Duna Parte 2” é o destaque da semana nos cinemas de Goiânia

O filme que pode ser um dos mais aclamados dos últimos anos! Duna: Parte 2 finalmente estreia nos cinemas de Goiânia, e de todo o país, nesta quinta-feira (29/2).

Na segunda parte da epopeia de ficção científica, dirigida por Denis Villeneuve (Blade Runner 2049), Paul Atreides (Timothée Chalamet) se une a Chani (Zendaya) e aos Fremen enquanto busca vingança contra os conspiradores que destruíram sua família.

Como seu título sugere, o longa continua a história de Duna, também dirigido por Villeneuve, lançado em 2021. A ficção científica se baseia no livro homônimo (de 620 páginas!) escrito por Frank Herbert. Neste universo, a galáxia é organizada em feudos planetários. E Atreides, herdeiro da família governadora do planeta Arrakis, está prestes a se tornar uma espécie de messias para a galáxia.

Em entrevista, Villeneuve disse que o primeiro filme é “mais contemplativo” enquanto a segunda parte “é um filme de guerra épico e cheio de ação”. O cineasta também afirmou que a nova produção terá o mesmo final que o livro.

Críticas

As primeiras reações de “Duna: Parte 2” já foram publicadas e o longa recebeu 97% de aprovação no Rotten Tomatoes, o principal agregador de críticas do cinema e TV. O resultado marca a melhor avaliação de um filme de Villeneuve.

Duna 2 promete mais ação, além de aprofundar ainda mais as motivações do protagonista e dar espaço para a personagem de Zendaya brilhar.

Confira a programação nos cinemas de Goiânia e assista abaixo ao trailer na íntegra:

 

*CineX Centro Cultural Oscar Niemeyer (2D Dub) [Sala 1] – 17h30

*CineX Centro Cultural Oscar Niemeyer (2D Leg) [Sala 1] – 21h45

Flamboyant (XD Leg) [Sala 1] – 18h| 21h30

Flamboyant (XD Dub) [Sala 1] – 14h30

Flamboyant (Leg) [Sala 7] – 19h15

Flamboyant (Leg) [Sala 8] – 20h20

Flamboyant (Dub) [Sala 8] – 16h50

Passeio das Águas (Dub) [Sala 1] – 19h10

Passeio das Águas (Dub) [Sala 4] – 14h30| 18h| 21h30

Passeio das Águas (Dub) [Sala 5] – 16h50| 20h20

Goiânia Shopping (2D Leg) [Sala 1] – 16h50| 20h10

Goiânia Shopping (2D Dub) [Sala 3] – 19h40

Goiânia Shopping (2D Leg) [Sala 4] – 14h| 17h20| 20h40

Shopping Cerrado (Dub) – 15h30| 19h| 22h30

Shopping Cerrado (Dub) – 14h| 17h30| 21h

Shopping Cerrado (Macro XE Dub) – 13h| 16h30| 20h

Shopping Bougainville (2D Dub) [sala 1] – 14h| 17h30| 21h

Shopping Bougainville (2D  Leg) [sala 4] – 14h15| 21h15

Shopping Bougainville (2D Dub) [sala 4] –  17h45

 

*Assinantes do Clube Curta Mais garantem descontos exclusivos na compra dos ingressos no CineX, no Centro Cultural Oscar Niemeyer. Clique AQUI para saber mais!

Marvel confirma novo (e incrível) elenco do filme “Quarteto Fantástico”

Após muitos rumores e vazamentos, o filme do Quarteto Fantástico finalmente possui um elenco oficial. A Marvel divulgou hoje (14) quem serão os atores que interpretarão os heróis principais do longa-metragem, que fará parte do MCU.

Com previsão de lançamento para 2025, o longa-metragem contará com Pedro Pascal interpretando Reed Richards, o Senhor Fantástico. O nome do ator foi vazado há meses, inclusive por parte da equipe do filme, e agora foi oficialmente confirmado.

O ator de Narcos e The Last of Us fará casal com Vanessa Kirby, que interpretará Sue Storm, a Mulher Invisível. A atriz é conhecida por participar de franquias como Missão Impossível e Velozes e Furiosos, além do longa-metragem Napoleão.

Astros de Stranger Things e The Bear no elenco

O elenco de Quarteto Fantástico também inclui Joseph Quinn fazendo o papel de Johnny Storm, o Tocha Humana, irmão da personagem Sue. O ator ganhou grande destaque por participar da série Stranger Things, da Netflix, mas também passou pela famosa Game of Thrones.

Enquanto já temos o elenco principal do longa-metragem confirmado, ainda não existem detalhes sobre a trama e outros personagens que podem aparecer, como o vilão Doutor Destino. O filme contará com direção de Matt Shakman e roteiro de Josh Friedman, que trabalhou na franquia Avatar.

Elenco de Quarteto Fantástico (foto montagem: Tecmundo)

Você precisa assistir esse curta de 18 minutos da Netflix que foi indicado ao Oscar

A Netflix tem no catálogo “E Depois?” (The After), um curta-metragem de aproximadamente 18 minutos que conquistou sua indicação ao Oscar. E nós achamos que você precisa assistir essa produção!

A trama, envolta em uma narrativa delicada, lança a provocativa pergunta: O que você faria se sua vida perfeita fosse abruptamente interrompida por uma tragédia inimaginável, como a perda de sua filha em um crime brutal?

 

Uma Abordagem Sensível – Curta ‘E Depois?’ da Netflix

Você precisa assistir esse curta de 18 minutos da Netflix que foi indicado ao Oscar

Foto: divulgação/Netflix

“E Depois?” não é apenas mais uma história de luto. Sob a direção de Misan Harriman, o filme mergulha nas complexidades do protagonista, Dayo, interpretado de maneira excepcional por David Oyelowo.

Após a devastação do trauma, testemunhamos sua jornada de transformação, passando de um executivo de sucesso a um motorista de aplicativo, buscando reconstruir uma vida despedaçada.

 

Impacto Visual e Sonoro – Curta ‘E Depois?’ da Netflix

Duas cenas destacam-se pela intensidade: a tragédia inicial e o choro angustiante do protagonista, intensificados pela trilha sonora envolvente “Let It All Go”, composta por Birdy and Rhodes.

Em apenas 18 minutos, Harriman consegue criar uma experiência catártica, desafiando a indiferença do espectador.

 

Além da Dor: Uma Lição de Empatia no curta ‘E Depois?’ da Netflix

Você precisa assistir esse curta de 18 minutos da Netflix que foi indicado ao Oscar

Foto: divulgação/Netflix

“E Depois?” transcende a dor individual, transformando-se em um ensaio sobre empatia e o desconhecimento das jornadas alheias.

O filme, além de revelar a resiliência do protagonista, é uma lição sobre o amor ao próximo, sua história e legado. Uma experiência breve, mas profunda, que merece ser apreciada.

 

Onde Assistir “E Depois?”

O curta-metragem “E Depois” está disponível no catálogo da Netflix desde sua estreia, em 25 de outubro de 2023.

 

Assista ao trailer do curta ‘E Depois?’ da Netflix

 

Sinopse

Dayo (David Oyelowo) trabalha como motorista pelas ruas do Reino Unido, mas, internamente, enfrenta uma difícil jornada de luto após perder um membro da família para um crime violento.

Durante seus trajetos, ele conhece uma passageira que o obriga a encarar sua jornada de dor e enfrentar o passado.

 

Elenco e Ficha Técnica

  • Elenco Principal:
    • David Oyelowo
    • Jessica Plummer
    • Amelie Dokubo

 

  • Ficha Técnica:
    • Título Original: The After
    • Direção: Misan Harriman
    • Roteiro: Misan Harriman, John Julius Schwabach
    • Gênero: Drama
    • País: Reino Unido
    • Ano: 2023
    • Duração: 18 minutos
    • Classificação: 16 anos

 

Leia Também

Divisa de Goiás e Tocantins guarda uma prainha pouco conhecida que parece um oásis no Cerrado

Você precisa conhecer essa praia paradisíaca que fica bem pertinho de Goiás

Menor rio da América Latina fica pertinho de Goiás e impressiona com águas azuis cristalinas

Goiás recebe 1ª unidade da gigante chinesa Weichai na América Latina

 

Esteja preparado para uma experiência cinematográfica que transcende as barreiras do tempo, deixando marcas profundas e reflexões duradouras.

“E Depois?” é mais do que um simples curta-metragem; é um convite à empatia e à compreensão das complexidades da jornada humana.

 

O que é Netflix?

Se você ainda não sabe, mas está a fim de aprender, a Netflix é uma plataforma de streaming de vídeo americana, conhecida no Brasil e no mundo por disponibilizar milhares de filmes, séries e documentários para seus assinantes.

A empresa americana conta com mais de 2.926 filmes e 950 títulos de séries. Tudo isso disponível apenas no Brasil.

A plataforma também conta com mais de 100 milhões de assinantes em todo mundo. É muita gente, não é mesmo?!?

Em seu catálogo, estão disponíveis inúmeros títulos de filmes e séries de todos os gêneros, disponíveis de maneira online e em diversas plataformas, como na smart TV e aplicativos para smartphones e tablets.

 

Mais sobre Netflix

A Netflix foi fundada por Reed Hastings e Marc Randolph, em 1997. O projeto inicial da empresa tem origem na ideia de alugar DVDs, pelo correio. Sendo assim, um ano depois, foi lançado o site da companhia, para cumprir esse objetivo. Em 1999 estreou um tipo de serviço de assinatura e, com isso, os DVDs poderiam ser alugados sem um limite mensal ou multa por atraso.

Atualmente, a Netflix oferece o streaming de vídeo — o que permite o acesso instantâneo a filmes, séries, documentários, shows e animações presentes no catálogo. O serviço está disponível em 190 países e em mais de 30 idiomas. Com isso, a somatória de assinantes pelo mundo é de cerca de 200 milhões, segundo a plataforma.

O modelo atual de negócio teve início em 2007. De acordo com a empresa, a missão da Netflix é permitir que o acesso a filmes e outros conteúdos seja simples. Sendo assim, basta fazer o cadastro no site e escolher um dos planos disponíveis, com pagamentos mensais, para ter acesso ilimitado aos títulos.

A Netflix chegou ao Brasil em 2011, mesmo ano em que surgiram os primeiros controles remotos com um botão direto para o serviço, ao acessá-lo pela TV. Além de assistir aos conteúdos em Smart TVs, também é possível vê-los por meio dos aplicativos para consoles e dispositivos móveis, com os sistemas operacionais iOS e Android.

Desde 2013, além da transmissão de filmes e séries de terceiros, a Netflix oferece produções originais, como House of Cards, Orange is the New Black, Stranger Things, Narcos e 13 Reasons Why. O primeiro filme original da marca, Beasts of No Nation, foi lançado em 2015.

Ao longo do tempo, a companhia também investiu em ferramentas para melhorar a experiência do usuário. Em 2016, o recurso de download foi adicionado e permitiu o acesso offline.

No ano seguinte, foi incluída a opção de pular a abertura dos títulos. Em 2018, o bloqueio por meio de um código PIN foi oferecido como um dos recursos de controle dos pais. Já em 2020, foi lançado o TOP 10, uma lista que exibe os conteúdos mais assistidos.

De forma contínua, a empresa faz melhorias no app, a fim de se destacar como a melhor plataforma de streaming.

 

Como funciona a Netflix?

Se você tem dúvidas sobre o que são os serviços streaming, explicaremos tudo certinho agora.

Antigamente quando queríamos assistir um filme na TV ou no computador precisávamos comprar um DVD ou baixar um arquivo pela internet.

Com a tecnologia de streaming isso deixou de ser necessário.

Não é mais preciso ter o arquivo salvo no computador ou no DVD, pois ele será enviado pela internet em tempo real para seu dispositivo.

Assim como os outros dados enviados pela Internet, os dados de áudio e vídeo são divididos em pacotes de dados. Cada pacote contém uma pequena parte do arquivo.

Se a sua conexão de internet for boa, as informações chegarão na sua TV, celular, tablet ou computador em um fluxo contínuo.

Quando você faz streaming de um filme pelo Netflix, você não está baixando o arquivo inteiro, está baixando peça por peça em tempo real e por isso a necessidade de ter um bom plano de internet em casa.

Se você tiver uma conexão de internet excepcionalmente rápida, o download do arquivo poderá ser concluído antes de você terminar de assistir o vídeo.

Dito isto, é importante lembrar que o serviço de streaming não armazena permanente o arquivo no seu dispositivo, apenas pedaços de arquivo durante a transmissão.

 

Planos disponíveis

Agora que você já sabe o que é Netflix e como ele funciona, vamos explicar sobre o que você precisa fazer para contratar a Netflix.

Você pode fazer a assinatura da Netflix em diferentes formatos, pois eles se dividem entre os pacotes básico, padrão e premium.

Veja quais as diferenças entre cada um:

Pacote Básico

Se você está interessado em conhecer e se familiarizar com a Netflix, esse é o pacote ideal. Isso porque ele tem um preço acessível em relação a quantidade de produtos que oferece.

Sendo assim, por um valor mensal de R$ 21,90 você tem acesso a toda a programação da Netflix, em qualidade padrão de definição, disponível em apenas uma tela.

Ou seja, você pode assistir sua programação em apenas um dispositivo por vez.

Netflix Pacote Padrão

O pacote padrão é ideal para família que compartilha a conta da Netflix, isso porque com o pacote padrão é possível abrir até duas telas ao mesmo tempo. E o melhor: em qualidade HD.

Dessa forma, cada tela pode ser aberta em diferentes dispositivos pois elas são independentes. Portanto, a criança pode estar assistindo a seu filme infantil enquanto outro membro da família assiste a alguma série.

O pacote padrão custa R$ 32,90 por mês.

 

Netflix Pacote Premium

Já o pacote premium garante as mesmas coisas que o pacote padrão, com o diferencial de disponibilizar quatro telas simultâneas em alta definição.

O preço mensal é de R$ 45,90.

 

Como assistir Netflix grátis?

Se você está interessado em conhecer o produto de pertinho, tem um jeito de assistir Netflix grátis.

Você pode experimentar o período de degustação da plataforma sem pagar nada. Funciona assim:

Você contrata um plano da Netflix e ganhar 30 dias de degustação. Se não gostar do produto, basta você pedir o cancelamento antes desses 30 dias e nada será cobrado de você.

Mas atenção, se você não fizer o cancelamento após esse período de degustação, você começará a pagar a mensalidade na sua fatura do cartão de crédito. Veja no final do post como cancelar a assinatura.

 

Como assinar Netflix

A assinatura de planos Netflix só podem ser feitas através de cartão. A empresa não aceita pagamento por boleto, nem que eles estejam em débito automático.

Confira alguns dos melhores Plot Twists do cinema!

Quem não adora ser surpreendido pelas reviravoltas de um excelente filme? Essas famosas reviravoltas são chamadas de “Plot Twist”. Estamos falando daquela grande revelação no desfecho do filme, aquela que altera completamente nossa perspectiva e nos pega de surpresa, tornando o filme ainda mais cativante, e a experiência ainda mais divertida. Além disso, o plot Twist também pode abrir espaço para discussões com amigos ao final da sessão.

Um bom Plot Twist pode ser difícil de encontrar, eles podem ser vistos como verdadeiras obras de arte escondidas, aguardando para surpreender e cativar seus espectadores. Por isso, o Curta Mais separou alguns dos melhores plot twists do cinema para te ajudar nessa busca, e não precisam se preocupar com spoilers, confira: 

Nosso Lar 2: filme brasileiro conquista topo das bilheterias do cinema

Desde o lançamento do primeiro filme em 2010, baseado na obra do renomado médium espírita Chico Xavier, os fãs aguardavam ansiosamente pela sequência de “Nosso Lar“.

Agora, com a estreia de “Nosso Lar 2: Os Mensageiros”, a produção conquistou não apenas a atenção do público, mas também fez história ao alcançar o topo das bilheteiras brasileiras.

Há catorze anos, o primeiro filme já se destacava como uma das melhores estreias da história do cinema nacional, marcando o segundo melhor final de semana desde 1995, com uma audiência de mais de 580.000 espectadores.

Em 2024, “Os Mensageiros” não apenas manteve a tradição, mas superou as expectativas, tornando-se a sexta melhor estreia de um filme brasileiro desde 2002.

 

Assista ao trailer do filme Nosso Lar 2:

 

O sucesso estrondoso do filme reflete-se nos números impressionantes: 546.800 espectadores e uma arrecadação superior a 11,8 milhões de reais.

Essa conquista coloca “Nosso Lar 2” no topo do ranking da Comscore, tornando-se a primeira produção brasileira a liderar a lista de arrecadação desde o início da pandemia.

Além de “Nosso Lar 2”, outro filme que contribui para o excelente desempenho do cinema nacional em 2024 é “Minha Irmã e Eu”, que já atraiu mais de 1,8 milhão de espectadores.

Esses resultados consolidam o ano como um período excepcional para o cinema brasileiro, superando até mesmo produções hollywoodianas como “Wish: O Poder dos Desejos” e “Meninas Malvadas”.

Na trama de “Nosso Lar 2”, um grupo de “espíritos mensageiros” é incumbido da missão divina de resgatar três protegidos que estão prestes a falhar em suas tarefas terrenas. Essa narrativa envolvente, aliada à qualidade da produção, contribuiu significativamente para o sucesso do filme.

Na classificação semanal, “Todos Menos Você”, uma comédia romântica estrelada por Sydney Sweeney e Glen Powell, ficou em segundo lugar, atraindo aproximadamente 155 mil espectadores. Em terceiro, “Aquaman 2: O Reino Perdido” completou o pódio com um público de 153,28 mil.

 

Confira a lista completa dos filmes que mais arrecadaram no Brasil entre 25 e 28 de janeiro:

 

  1. Nosso Lar 2: Os Mensageiros
  2. Todos Menos Você
  3. Aquaman 2: O Reino Perdido
  4. Minha Irmã e Eu
  5. Wish: O Poder dos Desejos
  6. Patos
  7. Príncipe Lu e a Lenda do Dragão
  8. Anatomia de Uma Queda
  9. Meninas Malvadas
  10. Mergulho Noturno

 

Nosso Lar 2: Filme brasileiro ganhará continuação?

No final de janeiro, chegou às salas escuras nacionais, Nosso Lar 2: Os Mensageiros, um longa-metragem assinado por Wagner de Assis. Sequência do drama de 2010, o filme dá continuidade à jornada de André Luiz, um espírito em busca de luz em sua caminhada.

Levando em consideração o sucesso que a produção vem fazendo, uma pergunta reside: afinal, Nosso Lar 2 terá continuação? Pois a resposta vem das palavras do próprio diretor.

Durante uma entrevista para a Coluna do Sandro Nascimento, Assis afirmou que sua vontade é de tirar do papel mais sequências para a franquia. Apesar de ainda não haver confirmação, o cineasta deseja comandar inúmeros outros episódios para a saga, ajudando, assim, a difundir a religião espírita para a pluralidade de culturas que é o Brasil.

“Então, a gente espera que essa temática espiritualista, que tem isso em sua base, em sua essência, porque isso vem das essências do cristianismo, da essência das éticas e morais boas do ser humano, possa estar cada vez mais de volta aos cinemas, e possa ser vista e entendida como algo que seja um gênero genuinamente brasileiro”, colocou Assis.

“Eu vou trabalhar para isso, faz parte das minhas escolhas profissionais e espero que a gente possa continuar fazendo o Nosso Lar 3, 4 e 5. Assim como outros filmes que tenham esse tema presente e que o público gosta muito e já provou isso tantas vez”, continua.

 

O domínio nacional nas bilheteiras evidencia não apenas o sucesso de produções brasileiras, mas também a resiliência e o engajamento do público mesmo diante das opções internacionais.

O cinema brasileiro, mais uma vez, prova sua relevância e capacidade de atrair o público.

Os filmes mais amados dos anos 80

A década de 80 marcou uma era de ouro para o cinema, surgiram filmes que se tornaram verdadeiros ícones culturais e cativaram gerações.De clássicos de aventura e ficção científica a comédias inesquecíveis e dramas emocionantes, os anos 80 deram vida a uma coleção diversificada e atemporal de filmes que continuam a conquistar corações até os dias de hoje. Dando lugar a nostalgia, o Curta Mais preparou uma lista com os melhores filmes dos anos 80, confira e escolha o seu favorito. 

Conheça o novo integrante da família Gru no trailer oficial de Meu Malvado Favorito 4

A Universal Pictures acaba de lançar o tão aguardado trailer de “Meu Malvado Favorito 4”, que promete conquistar corações e arrancar gargalhadas quando chegar aos cinemas em julho de 2024. O filme chega às telonas sete anos após o terceiro filme, consolidando ainda mais o sucesso da franquia. 

O novo filme do nosso malvado favorito promete nos entregar novas aventuras e muita diversão; e dessa vez, além da presença dos fiéis e divertidos Minions, este novo filme traz consigo novos personagens. Além de conhecermos os novos vilões, teremos a chance de conhecer o mais novo integrante da família: Gru Junior, o filhinho sapeca de Gru e Lucy. 

Cada filme de “Meu Malvado Favorito” nos presenteia com um novo evento emocionante na vida de Gru. No primeiro filme, testemunhamos o coração do ranzinza Gru amolecer ao adotar três adoráveis meninas. No segundo, o amor surge quando ele conhece Lucy Wilde. E no terceiro, somos apresentados ao seu irmão gêmeo, expandindo ainda mais o universo da história.

Agora, em “Meu Malvado Favorito 4”, acompanhamos Gru e Lucy desfrutando de uma vida familiar feliz ao lado do pequeno Gru Jr. No entanto, a tranquilidade é interrompida com a chegada de novos antagonistas: Maxime Le Mal e sua parceira Valentina, que prometem desafiar Gru e seus amigos de formas inesperadas.

 

Agora, na versão original, o filme conta com vozes de peso como Will Ferrel, Joey King, Sofia Vergara, Stephen Colbert, Chloe Fineman e Madison Polan, adicionando camadas adicionais de humor e emoção à trama. E, claro, não podemos esquecer dos talentos que retornam, como Steve Carell, Kristen Wiig e Miranda Crosgrove, que há muito tempo conquistaram nossos corações com suas performances nesta querida franquia.

Desde sua estreia, a saga de “Meu Malvado Favorito” cativou o público de todas as idades, com sua mistura única de comédia, aventura e emoção. Enquanto aguardamos ansiosamente pela chegada de “Meu Malvado Favorito 4” nos cinemas brasileiros em 4 de julho, podemos nos deliciar com os filmes anteriores disponíveis no Globoplay, Prime Video, Google Play e Apple TV.

Prepare-se para rir, se emocionar e se encantar mais uma vez com as travessuras de Gru e seus adoráveis Minions nesta nova e emocionante adição à adorada franquia de animação. 

 

>Veja Também<

10 filmes infantis na Netflix que você precisa assistir com seus filhos nestas férias

Os melhores filmes e séries infantis da Disney+ para assistir com as crianças

Descobrimos uma série na Netflix perfeita para maratonar com as crianças nos últimos dias de férias

Melhor que John Wick? Sucesso da HBO Max com muita ação e personagem ‘’badass’’ está conquistando fãs mundo afora

Há um consenso entre os fãs de filmes de ação histórica: todo mundo gosta de muita violência, com direito a nazistas sendo eliminados. Se você também é membro desse clube, você precisa conhecer “Sisu: Uma História de Determinação”, um filme que está fazendo o maior sucesso no HBO Max.

O filme é uma produção finlandesa, escrita e dirigida por Jalmari Helander, que já havia feito o divertido Raros Exportações (2010), uma comédia de terror natalina.

Sisu se passa nos últimos dias da Segunda Guerra Mundial e acompanha a jornada de um garimpeiro solitário que vive no norte da Finlândia. Ele descobre que um grupo de nazistas roubou seu ouro e decide ir atrás deles para recuperar sua fortuna. No caminho, ele vai enfrentar muitos obstáculos e inimigos, mas também vai contar com a ajuda de uma jovem órfã e de um soldado americano desertor.

Foto: Reprodução

Sisu: uma carta de amor (e muita porradaria) aos filmes de ação

O filme é uma homenagem aos filmes de ação dos anos 80 e 90, com referências a clássicos como Rambo, Duro de Matar e Indiana Jones. O protagonista, interpretado pelo ator Onni Tommila, é uma espécie de John Wick da guerra, capaz de matar dezenas de nazistas com as armas e os recursos que encontra pelo caminho. 

Essa semelhança com o personagem de Keanu Reeves vem agradando o público, que há tempos não via um protagonista alá Bruce Willis em “Duro de Matar” ou o “Rambo” de Sylvester Stallone. As cenas de ação de “Sisu” são bem coreografadas e cheias de sangue e explosões, mas também de humor e ironia.

Sisu tem muitas cenas de ação explícita. — Foto: Reprodução

O filme foi muito bem recebido pela crítica e pelo público, que elogiaram o ritmo, a diversão e a originalidade da obra. No site Rotten Tomatoes, o filme tem 94% de aprovação da crítica e 86% do público. O site Looper disse que o filme é “uma experiência que provavelmente não pode ser definida com palavras, mas sim com uma série de sons empolgados e risadas – o que levaria a uma simples conclusão: ‘Cara, isso foi insano’.”

Com cenas de muita ação, porrada, sangue escorrendo e o melhor: nazistas sofrendo, o filme vem sendo um verdadeiro deleite para os fãs do gênero.

As Marvels ganha data de estreia no Disney+

Em um anúncio recente, a Disney divulgou a tão esperada data de estreia de “As Marvels” em sua plataforma de streaming. O filme, protagonizado por Brie Larson, Iman Vellani e Teyonah Parris, está programado para entrar no catálogo da plataforma no dia 7 de fevereiro.

Envolto em expectativas, “As Marvels” é uma sequência de “Capitã Marvel”, o sucesso de 2019 estrelado por Brie Larson. O filme também dá sequência a eventos ocorridos em Ms Marvel e Wanda Vision. 

Sob a direção de Nia DaCosta e com um roteiro elaborado por Megam McDonnell, Elissa Karasik e a própria DaCosta, o filme promete transportar os espectadores para um novo patamar de emoções.

Disney+

No enredo, somos guiados pela Capitã Marvel, interpretada por Larson, que se vê diante de desafios imprevistos, lançando-a em uma missão para estabilizar um universo em desequilíbrio. Contudo, o destino a leva a um buraco de minhoca singular, onde seus poderes se entrelaçam com os de duas heroínas: a superfã Kamala Khan, também conhecida como Ms. Marvel (Iman Vellani), e a capitã Monica Rambeau (Teyonah Parris), sobrinha afastada de Carol.

Envolvidas em um misterioso fenômeno que as faz trocar de lugar sem compreender a causa, levando-as a trabalharem juntas, surgindo assim “As Marvels”. Esta narrativa única e empolgante promete desvendar segredos cósmicos e trazer divertimento com as aventuras mais inesperadas. Entretanto, apesar da expectativa, é intrigante observar que o filme foi marcado por controvérsias quanto ao seu desempenho nas bilheteiras.

“As Marvels” não atingiu as expectativas de sucesso financeiro que muitos associam automaticamente à Marvel Studios. Com uma arrecadação de apenas US$205,8 milhões, frente a um orçamento de produção de cerca de US$250 milhões, o filme foi rotulado como um desafio para o estúdio. Em meio a avaliações divergentes, o filme enfrentou dificuldades nas bilheterias globais, angariando pouco mais de US$200 milhões ao redor do mundo.

Disney+

“As Marvels” chega ao Disney+, prometendo uma jornada cinematográfica que vai além das barreiras da realidade. Em 7 de fevereiro, prepare-se para embarcar em uma aventura intergaláctica repleta de reviravoltas, poderes extraordinários e a magia única que só o MCU pode proporcionar. 

Apesar das oscilações nas bilheteiras, a verdadeira riqueza do filme reside na narrativa envolvente. Preparem-se para testemunhar a grandiosidade destas heroínas excepcionais e suas jornadas entrelaçadas. 

 

>Veja Também<

7 motivos que fizeram com que Vingadores da Marvel fosse um sucesso estrondoso

A nova série da Marvel Studios chegou ao Disney+ pronta para quebrar os moldes

Da trapaça à redenção: Loki encerra temporada gloriosa e prova que o universo Marvel continua firme e forte

O filme de ação que conquistou Quentin Tarantino está na Netflix

Anualmente, Quentin Tarantino presenteia seus fãs com sua indicação de filme favorito, uma tradição aguardada ansiosamente pelos fãs do renomado diretor de cinema. Hoje, um dos filmes indicados pelo diretor como um espetáculo chega ao catálogo da Netflix. Trata-se de “Top Gun: Maverick”.

Quentin Tarantino pode ser visto como uma bússola confiável para muitos amantes de cinema, afinal, Tarantino é um realizador, roteirista, produtor, ator, diretor de fotografia e crítico de cinema americano. É vencedor de dois Oscars de Melhor Roteiro Original e foi eleito o 19° maior diretor de cinema dos últimos 25 anos segundo o levantamento da Quartz através do Metacritic. Com um currículo de peso como esse, a indicação do diretor pode ser seguida cegamente.

Durante uma entrevista ao podcast Reelblend, Tarantino não poupou elogios a “Top Gun: Maverick”, dirigido por Joseph Kosinski e estrelado por um elenco de peso, incluindo Tom Cruise, Miles Teller, Jennifer Connelly e John Hamm. O filme é sequência do clássico e icônico filme de 1980. Com entusiasmo, o cineasta descreveu a experiência proporcionada pelo filme, agora disponível na Netflix, como “um verdadeiro espetáculo cinematográfico”, algo que ele acreditava não ser possível testemunhar novamente nas salas de cinema.

Ao longo do podcast, Tarantino não poupou elogios ao filme. Ele deu destaque para a direção de Kosinski, que se assemelha ao estilo de direção de Tony Scott, diretor do primeiro filme, que infelizmente já faleceu. Ele expressou admirável respeito pelo trabalho do diretor, afirmando que este filme é a forma mais próxima de reviver o estilo cinematográfico único de Scott. 

No longa podemos acompanhar Pete “Maverick” Mitchell de volta depois de mais de 30 anos de serviço como um dos principais aviadores da Marinha. Apesar de ser conhecido como o capitão mais desobediente da Marinha, o Almirante Kazansky, conhecido como “Iceman”, acredita que Maverick ainda tem algo a oferecer à marinha. É então que, a pedido do Almirante, ele assume o posto de professor da nova elite de pilotos de caça. Agora, no mundo contemporâneo das guerras tecnológicas, Maverick precisa provar que o fator humano ainda é essencial.

 

 

Lançado três décadas após o original, “Top Gun: Maverick” não apenas se tornou um dos maiores sucessos de 2022, mas também uma produção que transcendia expectativas. Com uma arrecadação global de 1,493 bilhão de dólares, o filme conquistou o título de maior bilheteria do ano, um feito notável antes de ser ultrapassado por “Avatar: O Caminho da Água” em 2023. 

Tarantino também falou sobre a paciência de Tom Cruise, que estava ansioso aguardando o momento ideal para retomar o universo de “Top Gun”. Cruise revelou ao cineasta que a demora na produção da sequência era uma busca pela abordagem mais adequada, uma busca que, segundo Tarantino, alcançou seu objetivo. 

A novidade é empolgante para os fãs que, assim como Tom Cruise, estavam ansiosos para o filme. Agora, existe a oportunidade de desfrutar de “Top Gun: Maverick” no conforto de suas casas, já que o longa-metragem está disponível no catálogo da Netflix.

 

>Veja Também<

Blonde: Filme sobre a vida de Marilyn Monroe estreia na Netflix e exalta atuação brilhante de Ana de Armas

‘Agente Oculto’: o filme mais caro da história da Netflix acerta na ação e erra no roteiro

Uma Linda Vida: o filme da Netflix que vai aquecer seu coração

7 Filmes amados que quase não foram lançados

Sempre tem aquele filme que marca a nossa vida, seja porque a história é boa, a fotografia é incrível ou até porque nos identificamos com o personagem principal. O cinema tem esse poder de transportar para novas realidades, conseguimos viver por outra vidas e viajar o mundo, sem sair do lugar. Mas já pensou se os filmes mais amados pelo público, aqueles clássicos do cinema não tivessem sido lançados? 

Bem essa é uma realidade comum, muitas das grandes produções cinematográficas foram rejeitadas ou tiveram problemas no desenvolvimento. Então venha conferir essa lista com 7 filmes que quase não foram lançados.

Mas ainda bem pra eles e pra gente, os escritores e diretores não desistiram. Às vezes, é só uma questão de não largar o osso.

Descubra a comédia romântica da Netflix que desvenda sabores e aromas da Toscana e que deixou público apaixonado

“Somente uma reforma completa pode fazer uma grande casa.” Essa é a metáfora que permeia o filme “Sob o Sol da Toscana” (Under the Tuscan Sun), uma adaptação do livro de memórias de Frances Mayes, dirigida por Audrey Wells, que é sucesso na Netflix. Lançado em 2003, o filme é uma jornada emocional que nos leva a explorar não apenas as belezas da paisagem toscana, mas também a busca por reconstrução pessoal e a redescoberta da vida após adversidades.

“Sob o Sol da Toscana” nos apresenta Francês (interpretada de maneira encantadora por Diane Lane), uma escritora que enfrenta uma série de reviravoltas em sua vida. Após um doloroso divórcio, ela decide comprar uma villa na Toscana, na Itália, na esperança de encontrar um novo começo. A villa, apesar de estar em um estado precário, encanta Frances com seu charme e potencial.

A direção de arte e a cinematografia do filme capturam magistralmente a beleza da Toscana, com suas colinas ondulantes, vinhas intermináveis e arquitetura rústica. O cenário deslumbrante torna-se um personagem por si só, proporcionando um ambiente que nutre o processo de cura de Frances.

Uma jornada pela autodescoberta em  “Sob o Sol da Toscana”

O filme é muito mais do que uma simples história de reforma de propriedade. É uma jornada de autodescoberta e recomeço. Frances se esforça para reconstruir sua villa, o que se traduz metaforicamente em sua própria reconstrução pessoal. Ela aprende a lidar com desafios inesperados, como infiltrações, reformas intermináveis e a solidão de um novo país.

Diane Lane entrega uma atuação cativante como Frances. Ela consegue transmitir a gama completa de emoções de sua personagem, desde a tristeza profunda até a alegria exuberante. Sua jornada de autodescoberta é crível e comovente, tornando-a uma protagonista com a qual é fácil se identificar.

“Sob o Sol da Toscana” é uma obra cinematográfica que se destaca por sua habilidade em capturar os encantos da Itália, não apenas visualmente, mas também por meio dos sabores e cores que permeiam a narrativa. Aqui, vamos explorar as ricas nuances das cores e dos sabores da Itália no filme:

Cores Vibrantes:

O filme é uma verdadeira celebração das cores vivas da Itália. A cinematografia habilmente retrata a paisagem da Toscana, com suas colinas verdes exuberantes, campos de girassóis dourados e vinhas que se estendem até onde a vista alcança. O contraste entre o azul intenso do céu e o verde da paisagem é hipnotizante. Essas cores naturais se fundem com as fachadas coloridas das casas rurais e das cidades italianas, criando uma paleta visual deslumbrante que cativa os espectadores.

Sabores da Gastronomia Italiana:

A gastronomia italiana é uma parte central da narrativa. As refeições preparadas com produtos locais frescos são uma verdadeira festa para os sentidos. Os pratos são cuidadosamente elaborados, desde massas artesanais até azeites de oliva extra virgens. O filme nos leva a uma jornada culinária, com cenas que mostram Frances e seus amigos desfrutando de refeições à mesa, regadas a vinho local. A comida não é apenas um elemento decorativo, mas sim um meio de expressão cultural e conexão entre personagens. Os espectadores podem quase sentir o aroma das refeições enquanto assistem.

Interações com os Locais:

Além dos sabores, as interações calorosas com os habitantes locais também enriquecem a experiência. O filme retrata a hospitalidade italiana, mostrando como os personagens principais são recebidos de braços abertos pela comunidade local. Essas interações oferecem uma visão autêntica da cultura italiana, destacando a importância das relações humanas e do senso de comunidade.

Em resumo, “Sob o Sol da Toscana” é uma celebração não apenas da beleza visual da Itália, mas também dos sabores e das cores que a tornam uma experiência sensorial única. Através das paisagens deslumbrantes, da gastronomia cativante e das interações calorosas, o filme nos transporta para o coração da cultura italiana, deixando uma impressão duradoura de seus encantos.

 

O bom elenco de   “Sob o Sol da Toscana”

O filme “Sob o Sol da Toscana” é enriquecido por um elenco talentoso que desempenha papéis de apoio cruciais, contribuindo para a riqueza da narrativa. Aqui, destacamos alguns dos membros notáveis do elenco de apoio:

Sandra Oh como Patti:

Sandra Oh traz sua notável presença para o filme, retratando o papel de Patti, a melhor amiga de Frances. Sua atuação é uma adição bem-vinda à trama, injetando doses de humor e autenticidade. Patti é a amiga leal de Frances que a incentiva a seguir em frente e abraçar a vida na Toscana. A química entre Sandra Oh e Diane Lane (Frances) é palpável, tornando suas interações naturais e envolventes.

Lindsay Duncan como Catherine:

Lindsay Duncan interpreta Catherine, uma escritora que se torna amiga de Frances durante sua jornada na Toscana. Catherine é uma personagem fascinante que vive sua vida de forma independente e inspira Frances a buscar sua própria independência e autodescoberta. Lindsay Duncan entrega uma atuação sólida, trazendo complexidade ao papel e compartilhando uma química convincente com Diane Lane.

Elenco Diversificado:

Um aspecto notável do filme é a diversidade do elenco de apoio. Personagens de diferentes origens e personalidades são apresentados ao longo da história, refletindo a natureza acolhedora e inclusiva da Toscana. Essa diversidade adiciona camadas à narrativa, destacando como pessoas de diferentes partes do mundo podem encontrar um lar na região italiana. O elenco diversificado contribui para a autenticidade da experiência, criando um ambiente rico em interações culturais e humanas.

Em conjunto, o elenco de apoio de “Sob o Sol da Toscana” desempenha um papel fundamental em enriquecer a trama e trazer profundidade aos relacionamentos explorados no filme. Suas atuações cativantes e a química entre os membros do elenco contribuem para tornar a experiência cinematográfica ainda mais memorável e envolvente.

Leia também:

Filme da Netflix surpreende com visual arrebatador, mas deixa a desejar na trama

Netflix tem ótima novidade para os fãs da série ”The Chosen”

Opinião do Público e Crítica sobre  “Sob o Sol da Toscana”

“Sob o Sol da Toscana” recebeu uma recepção mista da crítica, com algumas críticas elogiando a atuação de Diane Lane e a beleza da Toscana, enquanto outras consideraram a trama previsível. No entanto, o filme conquistou o coração do público com sua história envolvente e suas paisagens deslumbrantes.

A recepção de “Sob o Sol da Toscana” por parte do público e da crítica revela uma variedade de perspectivas sobre o filme, destacando seus pontos fortes e eventuais críticas.

Opinião da Crítica:

  • Elogios à Atuação de Diane Lane: Um dos aspectos mais elogiados pela crítica foi a atuação de Diane Lane como Frances. Sua interpretação cativante e emocionalmente envolvente foi destacada como um dos pontos altos do filme.
  • Beleza da Toscana: A cinematografia do filme, que captura a deslumbrante paisagem da Toscana, também recebeu elogios consistentes. A forma como o cenário se torna um personagem por si só foi apreciada pelos críticos.
  • Narrativa Previsível: Por outro lado, algumas críticas mencionaram que a trama do filme pode ser previsível e seguir certos tropos do gênero de drama romântico. Isso pode ter levado a uma sensação de falta de surpresa para alguns críticos.

Opinião do Público:

  • Atração pela História Envolvente: O público em geral pareceu ser atraído pela história de recomeço e autodescoberta de Frances. Muitos espectadores encontraram a narrativa inspiradora e tocante.
  • Encanto com as Paisagens Italianas: A beleza da Toscana, conforme retratada no filme, cativou o público. As cenas deslumbrantes da região italiana evocaram um forte senso de escapismo e apreciação pela cultura e natureza locais.
  • Identificação com a Protagonista: A personagem Frances, interpretada por Diane Lane, conquistou a simpatia do público. Sua jornada de superação e transformação ressoou com muitos espectadores que enfrentaram desafios em suas próprias vidas.
  • Variedade de Opiniões: É importante notar que a recepção do público foi diversificada. Alguns espectadores podem ter encontrado o filme comovente e inspirador, enquanto outros podem ter sido menos impactados pela trama.

No geral, “Sob o Sol da Toscana” parece ter conquistado uma base de fãs dedicada que aprecia a combinação de atuação sólida, cenários deslumbrantes e uma história que fala sobre redescoberta e recomeço. Ao mesmo tempo, a diversidade de opiniões destaca que a experiência cinematográfica é subjetiva, e o filme pode ressoar de maneiras diferentes com diferentes públicos

 

Em “Sob o Sol da Toscana”, somos levados a uma jornada de redescoberta e renovação através dos olhos de Frances. O filme nos lembra da beleza da Itália, da importância da amizade e da capacidade de recomeçar mesmo quando a vida nos surpreende com desafios inesperados. É uma obra que aquece o coração e nos convida a sonhar com a possibilidade de encontrar alegria e significado mesmo nas circunstâncias mais difíceis.

 

Leia também:

Netflix divulga o filme espanhol mais assistido de 2023

Comédia vampiresca com Leandro Hassum lidera ranking mundial da Netflix

“A Sociedade da Neve”: conheça a história real por trás do chocante filme da Netflix

Extraordinário filme com narrativa bíblica chega a Netflix e conquista o Top 1 no Brasil

Comédia vampiresca com Leandro Hassum lidera ranking mundial da Netflix

Desafiando todas as barreiras culturais, a comédia brasileira “Meu Cunhado É Um Vampiro” não apenas conquistou o coração do público nacional, mas também do público mundial, alcançando o primeiro lugar entre os filmes mais assistidos na Netflix em língua não inglesa.

De acordo com dados divulgados pela Netflix, o filme atingiu impressionantes 11,4 milhões de horas assistidas em uma única semana, e aparece no top 10 mais assistidos em 27 países, se revelando um verdadeiro fenômeno. A narrativa é cheia de referências à cultura popular brasileira, fazendo com que o espectador se sinta parte desse universo. 

O longa é protagonizado por Leandro Hassum que dá vida a Fernandinho, um pai de família, ex-jogador de futebol e atual comentarista de podcasts. Ele é surpreendido com a visita de Gregório, seu cunhado inconveniente e preguiçoso, que decide ficar hospedado na casa da família por um tempo. 

As reviravoltas começam a acontecer quando Fernandinho descobre que seu cunhado não é apenas folgado, mas um verdadeiro vampiro que traz consigo vários outros vampiros para o Rio de Janeiro. A história segue seu desenvolvimento à medida que Fernandinho decide bolar um plano com a ajuda de dois adolescentes para desmascarar o vampiro. 

Ao liderar o ranking global da Netflix, “Meu Cunhado É Um Vampiro” não apenas se tornou um sucesso de público, mas também um embaixador cultural, levando a essência única do Brasil para lares ao redor do mundo. Seja pelo enredo cativante, pelos personagens inesquecíveis ou pela reviravolta épica, essa comédia conquista não só as horas assistidas, mas também o coração do público.

 

>Veja Também<

30 filmes brasileiros para assistir antes de dizer que o cinema nacional é ruim

Filmes brasileiros que prometem fazer sucesso em 2024

Filmes e séries que estreiam na Netflix em janeiro de 2024

Filmes brasileiros que prometem fazer sucesso em 2024

O cinema brasileiro reflete a riqueza cultural do país, por isso, ao apoiarmos as produções cinematográficas nacionais, contribuímos para o fortalecimento da identidade cultural, impulsionando talentos do nosso país. Diante disso, é fundamental destacar a importância de dar visibilidade aos filmes brasileiros que prometem brilhar em 2024. 

Esse promete ser um ano recheado de filmes brasileiros que vão desde comédias hilárias e dramas de tirar o fôlego. E nós estamos aqui para te dar um gostinho do que está por vir nas telonas! Preparamos uma seleção dos filmes mais aguardados, que vão te deixar contando os dias para as estreias. Se você é um apaixonado pela sétima arte ou quer apoiar a indústria nacional, descubra quais produções você não pode perder.