Fortalece imunidade, melhora a digestão e rejuvenesce sua pele e cabelo

Ela fortalece imunidade, melhora a digestão e ainda rejuvenesce pele e cabelo. Os benefícios da manga não são apenas um deleite para o paladar, mas também para a sua saúde. Essa fruta exótica, repleta de nutrientes essenciais, pode ser o toque tropical que o seu corpo precisa. Reunimos aqui cinco vantagens impressionantes de incluir manga na sua dieta. Descubra o que essa delícia pode fazer por você. Considere incorporá-la em seu cardápio e perceba as diferenças positivas!

“Os benefícios da manga vão desde fortalecer o sistema imunológico até auxiliar na saúde cardiovascular”, afirma a nutricionista Paulinne Corrrêa. Com cada tipo de uso dessa fruta versátil, você pode desfrutar não apenas de sabor, mas também de inúmeros proveitos para o bem-estar geral. Com as avaliações extremamente positivas que a manga recebe, fica claro que ela merece um espaço cativo em qualquer plano alimentar saudável.

Descubra os 5 incríveis benefícios da manga para a saúde! Do sistema imune ao coração, veja como essa fruta tropical pode te beneficiar.

 

Fortalecimento do Sistema Imunológico

A manga é rica em vitamina C, uma aliada poderosa na manutenção do sistema imunológico saudável. Graças à presença deste antioxidante essencial, ela ajuda o corpo a combater infecções e reparar células danificadas. Portanto, adicionar manga à sua dieta diária é um delicioso meio de fortalecer suas defesas naturais.

 

Auxílio na Saúde Digestiva

As fibras presentes nas mangas são excelentes para o bom funcionamento intestinal. Assim, elas auxiliam na prevenção de problemas como constipação, promovendo um aparelho digestivo mais saudável e eficiente em outras palavras. Avaliações ressaltam esse ponto como bastante benéfico entre os amantes dessa fruta.

Imagem: Pixabay

Saúde da Pele e Cabelos

Contendo vitaminas A e C, essa fruta atua também na saúde externa do corpo. Além disso, essas vitaminas são cruciais para manter pele e cabelos hidratados e revitalizados, dando-lhes uma aparência rejuvenescida e radiante sobretudo no caso dos cabelos onde contribuem também para o crescimento saudável.

 

Promove a Saúde Ocular

Curiosamente, as mangas são fontes significativas de beta-caroteno convertem-no em vitamina A dentro do corpo humano. Essa combinação favorece especialmente a saúde ocular principalmente ao prevenir doenças como catarata e degeneração macular relacionada à idade (DMRI).

 

Contribuição para a Saúde do Coração

Potássio e magnésio encontrados na manga podem ser aliados no controle da pressão arterial bem como na promoção da função cardiovascular. Consumidores relatam sentirem-se mais dispostos, ou seja, há algum indício anedótico do poder energizante desta fruta tropical.

 

Leia também:

11 frutas do cerrado que todo mundo deveria conhecer

Preferida dos atletas, saiba porque você também deve incluir essa fruta na sua dieta

Top 10 vinhos bons e baratos para comprar em supermercado

Rica em vitamina C, essa fruta melhora a qualidade do seu sono

A importância da qualidade do sono para a saúde sempre foi ressaltada por especialistas. Contudo, quando sua interrupção não está associada a condições como a insônia, as rotinas modernas e os hábitos podem comprometer o processo de adormecimento. Por isso, pequenas alterações podem fazer toda a diferença para quem não consegue relaxar a cabeça no travesseiro no momento de descansar.

Uma fruta que pode ajudar a pegar no sono

O kiwi é uma fruta cítrica comum em todo o Brasil, consumida principalmente misturado a outras frutas quando se busca por um sabor mais azedo. Ele é rico em vitamina C, vitamina K, potássio, fibra e antioxidantes.

Kiwi (foto: iStock)

Mas, para além de conter diversos nutrientes essenciais, segundo um estudo realizado pela Universidade Médica de Taipei, em Taiwan, há indícios que o kiwi pode melhorar o início, a duração e a eficiência do sono em adultos com problemas para dormir não diagnosticados.

Para a pesquisa, 24 pessoas (2 homens, 22 mulheres) com idades entre 20 e 55 anos consumiram dois kiwis 1 hora antes de dormir, todas as noites, durante o período de 4 semanas. Como resultado, ao fim do experimento, o tempo total de sono aumentou em 13,4% e a eficiência do sono em 5,41%.

Um estudo financiado pela Zespri International, o maior comerciante mundial de kiwis, por exemplo, descobriu que pessoas designadas a comer dois kiwis uma hora antes de dormir todas as noites durante quatro semanas tiveram melhorias no início, duração e eficiência do sono. Os autores do estudo atribuíram suas descobertas, em parte, aos antioxidantes presentes na fruta.

Por outro lado, ainda não existem estudos robustos que recomendem o consumo do kiwi como tratamento eficaz para os distúrbios do sono. Desta forma, é possível aproveitar seu potencial aliando-o a outras mudanças no que se faz horas antes de ir dormir.

A medida mais importante de todas é a regularidade. O ideal é termos um horário fixo para dormir e acordar, mesmo que seja no fim de semana, para que o cérebro se condicione à rotina, tornando o sono mais proveitoso e natural. Se expor ao sol, preferencialmente nas primeiras horas da manhã, também é indispensável para regular o ritmo circadiano.

Diminuir a intensidade luminosa à noite, pelo menos duas horas antes de dormir, além de economizar energia, facilita a liberação do hormônio da escuridão, que é a melatonina. Um abajur ou uma luz mais fraca é o ideal para facilitar o sono. Desligar dispositivos eletrônicos pelo menos duas horas antes de dormir também é primordial.

 

 

 

*Fonte: Agência O Globo

Veja também:

É verdade que não existe sorvete de laranja? Entenda

A laranja é uma das frutas mais consumidas no Brasil, sendo fácil de encontrar em qualquer lugar. Ela é muito versátil e pode ser comida de diferentes maneiras, sendo mais comum em preparos como a queridinha laranjada gelada e o bolo de laranja, além de ser um acompanhamento precioso da feijoada.

Porém, existe uma sobremesa que é praticamente impossível encontrar feita com essa fruta: sorvete de laranja. Nunca reparou? Então entenda a explicação de por que sorvete de laranja é tão raro!

Se você já entrou em uma sorveteria procurando por um sorvete de laranja e ficou decepcionado ao não encontrar, saiba que tem um motivo. Segundo a cientista de alimento Lúcia Peret, a razão pela qual é difícil de encontrar sorvete de laranja é porque o sumo da fruta amarga muito rápido. Congelar o sumo ainda acelera esse processo.

Por conta disso, o mercado não aceita muito bem os subprodutos da laranja, já que existe um risco alto de ter um produto com sabor desagradável. Esse mesmo fenômeno acontece com outras frutas cítricas, como a toranja.

A cientista ainda aponta que a laranja é encontra com facilidade no nosso país e isso significa que é muito mais difícil criar produtos com sabor derivado. Ela ainda usa um argumento muito simples, que vai além do sabor amargo, para as marcas não investirem: como estamos bastante acostumados com o sabor natural da laranja, seria inevitável tomar um sorvete e fazer uma comparação entre os sabores. E nem precisamos falar que teria bastante diferença, não é mesmo?

Contudo, já existe tecnologias para remover o amargo dos subprodutos da laranja, mas elas não são baratas e acabam por aumentar o preço final, o que torna inviável a comercialização.

Mas por que o sorvete de limão não amarga?

A primeira pergunta que todo mundo faz depois de descobrir que o sorvete de laranja não é tão feito é “mas existe sorvete de limão”. E, sim, é verdade, é muito fácil encontrar picolé de limão em qualquer lugar. Porém, mesmo sendo uma fruta cítrica, a quantidade necessária da fruta para fazer uma limonada (ou qualquer produto com limão) é muito menor do que a quantidade necessária de laranja.

Pode fazer sorvete de laranja em casa?

Sim, você pode fazer sorvete de laranja em casa, tanto de sorvete quanto de picolé e ”laranjinha”. Contudo, vale lembrar que você deve consumir esses doces em poucos dias para não correr o risco de amargar. Outra dica também é usar suco em pó, que tende a amargar menos e durar mais no congelador.

 

 

 

*Fonte: site Tudo Gostoso

Veja também:

 

Aumenta imunidade, dá energia e regula o intestino: os benefícios da fruta-do-conde

Conhece os benefícios da fruta-do-conde? Também conhecida como ata ou pinha, essa fruta tropical tem um sabor adocicado que conquista paladares e oferece diversas vantagens nutricionais para a saúde. Há compostos que fazem bem para a saúde em praticamente todas as partes da pinha: polpa, folhas, casca, sementes, caule e raízes.

“Pelo baixo teor de gordura, o fruto é bom para uma pele e cabelo saudáveis, além de melhorar o sistema imunológico, combater a anemia e ainda a prisão de ventre, além de ajudar a aumentar a imunidade”, explica a nutricionista Paulinne Correa.

 

Origem da Fruta-do-Conde

A fruta-do-conde, nome científico Annona squamosa, faz parte da família Annonaceae e é originária das Américas, tendo sido disseminada em várias regiões tropicais pelo mundo. Por exemplo, encontramos registros dela em áreas subtropicais que proporcionam o ambiente ideal para seu crescimento.

A árvore da fruta-do-conde é de porte pequeno e mede de quatro a seis metros de altura. Os frutos são do tipo sincarpo arrendondada e pesam entre 150 e 650 gramas.

 

Onde Encontrar Essa Deliciosa Fruta

No Brasil, ela está presente em todo território nacional. Embora seja encontrada especialmente em locais de clima tropical, hoje em dia, achar essa iguaria ficou mais fácil. É possível encontrar a fruta-do-conde em feiras livres, mercados especializados em produtos naturais ou supermercados bem abastecidos.

 

Principais Benefícios da Fruta-do-Conde para a Saúde

A fruta-do-conde é rica em nutrientes essenciais. Cada porção de 180g contém cerca de 128 calorias e uma quantidade generosa de proteínas, carboidratos, vitaminas (como a vitamina C) e minerais (incluindo cálcio e ferro), que são vitais para uma alimentação saudável.

A fruta-do-conde é conhecida pelo sabor adocicado e quase sem acidez, o que a torna muito agradável para o paladar.

fruta do conde beneficios

Fruta-do-conde: Boa para o paladar e para a saúde (Imagem: Pixabay)

 

Nutrientes Presentes na Pinha

Na média de uma fruta, existem de 20 a 38 sementes (ou mais, dependendo do tamanho). Já no cruzamento entre a fruta-do-conde e a chirimoia surge outra variação conhecida como atemoia. Estas variações compartilham propriedades similares – como o alto conteúdo nutricional.

Na composição nutricional há uma série de proteínas, carboidratos, fibras, lipídeos, vitaminas, minerais e compostos fenólicos.

A ata é um fruto que confere alto nível de hidratação, pois sua polpa é composta, aproximadamente, por 70% de água.

Em 100 gramas de polpa de fruta-do-conde, ata ou pinha há: Teor calórico de 88-114 calorias

Fibra (2,2 g), Cálcio (20 mg), Fósforo (8,81 – 54,0 mg), Ferro (0,3 – 1,0 mg), Vitamina B1 (0,06 mg), Vitamina B2 (0,10 mg), Vitamina C (10,5 – 57,0 mg),

 

Fortalecimento Ósseo Proporcionado pela Fruta-do-conde

Rica em elementos como cálcio, fósforo e magnésio, a fruta-do-conde se destaca por consolidar a fortaleza óssea em nosso corpo. Essenciais para a engenharia interna do esqueleto, os benefícios derivam também na elevação da resistência e densidade dos ossos.

 

A Fruta-do-conde e a Regulação dos Níveis de Açúcar no Sangue

Pesquisas apontam que essa polpa suculenta tem reputação antiglicêmica, atuando em papel semelhante ao medicamento metformina. Portanto, é uma aliada natural no controle dos níveis de açúcar para pessoas saudáveis ou combatendo condições como diabetes.

 

Alívio da Constipação e Outros Benefícios Digestivos

Aumento do consumo de fibras é frequentemente recomendado para melhorar o trânsito intestinal. Assim sendo, consumir frutas como a do conde pode auxiliar em casos de prisão de ventre, impulsionando o processo digestivo e atenuando riscos relacionados à constipação.

 

Vitaminas e Minerais: Um Espectro de Vitalidade na Fruta-do-conde

Este manjar tropical não só deleita o paladar, mas também serve como um recurso vital na ingestão diária de nutrientes. Contém as vitaminas C, B1, B2, B5 e A – todas essenciais no metabolismo satisfatório das nossas proteínas e carboidratos.

Imagem: Pixabay

Como Selecionar e Armazenar Adequadamente a Ata

Ao selecionar sua fruta-do-conde:

  1. Prefira aquelas com casca firme mas com leve cedência ao toque;
  2. Evite as que exibam fissuras ou manchas escuras significativas.

Maturação: Deixe-a à temperatura ambiente se estiver verde;

Armazenamento: Mantenha na geladeira quando madura para conservar por mais tempo.

 

Orientações Para Compra e Consumo

Quando comprar, busque aquelas que estejam mais pesadas relativas ao seu tamanho – são geralmente as mais suculentas. Lembre-se também de que os benefícios são otimizados com consumo regular.

Agora você conhece melhor os benefícios da fruta-do-conde – uma joia da natureza com riqueza nutricional sem igual! Por isso, inclua essa delícia no seu cardápio e aproveite tudo o que ela tem a oferecer – desde promoção de saúde até um paladar extraordinariamente prazeroso!

Leia também:

Estudo aponta qual é a Fruta mais saudável do mundo

11 frutas do cerrado que todo mundo deveria conhecer

Preferida dos atletas, saiba porque você também deve incluir essa fruta na sua dieta

Os benefícios da banana para desportistas são amplamente reconhecidos no mundo do esporte, e não é por acaso que essa fruta se destaca como a favorita entre atletas. Além de sua praticidade e sabor constante, ela oferece uma combinação perfeita de nutrientes essenciais para a performance e recuperação dos músculos. 

 

Por que a Banana é a fruta preferida dos desportistas?

A alimentação é fundamental para quem pratica esporte regularmente. E, nesse contexto, a banana surge como uma grande aliada. Seja para um jogador de futebol, um tenista, um nadador ou um maratonista, as vantagens dessa fruta são inegáveis.

 

Nutrição Eficiente e Prática

Primeiramente, consideremos a facilidade com que se pode consumir uma banana. Sem a necessidade de refrigeração ou preparo complicado, ela é o exemplo perfeito de fast-food natural saudável. Disponível durante todo o ano e com um sabor sempre consistente, elimina qualquer surpresa indesejada antes ou depois do treino.

 

Carga Glicêmica Ideal

A banana contém carboidratos simples e complexos. Isso significa uma liberação de energia gradual durante o exercício – o combustível perfeito para longos períodos de atividade física. Ela ajuda a manter níveis estáveis de glicose no sangue, evitando picos e quedas abruptas.

 

Potássio: O Mineral do Esportista

Outro ponto forte é o potássio presente na banana, essencial para a prevenção de cãibras musculares e regulação do equilíbrio hídrico do corpo. A ingestão adequada deste mineral antes, durante e após o exercício pode resultar em melhor desempenho e menor risco de lesões.

 

Recuperação Rápida

Após os treinos ou competições, **a banana auxilia na recuperação dos músculos**, sobretudo graças à presença de vitaminas do complexo B que participam no processo de reparação celular.

 

E Por Que Todos Devem Comer Bananas Regularmente?

Comer não é apenas uma necessidade biológica; é também um dos prazeres da vida. Pensar em alimentos que nos satisfazem desperta nosso apetite – imagine só pensar na sua iguaria favorita! Nesse sentido, além dos desportistas, todos podem se beneficiar das qualidades inegáveis da banana.

 

Saúde Cardiovascular

Pesquisas associam o consumo regular dessa fruta à saúde do coração, graças à presença do potássio que ajuda a controlar a pressão arterial.

 

Contra os Inchaços

A banana também possui propriedades anti-inflamatórias naturais graças ao teor elevado em vitamina C e manganês, contribuindo para um sistema imunológico mais resistente.

 

Fonte de Antioxidantes

É rica em compostos antioxidantes necessários para combater radicais livres – moléculas que podem levar ao envelhecimento precoce e doenças diversas.

 

Amiga do Emagrecimento

Devido às fibras presentes, promove saciedade sem elevar significativamente o consumo calórico diário – uma vantagem para quem busca perder peso ou manter uma alimentação balanceada.

 

Seja pelo seu sabor delicioso ou suas propriedades nutricionais impressionantes, fica claro por que os benefícios da banana para desportistas são tão exaltados – e por que essa fruta tem um valor indiscutível na alimentação diária de todos nós. Incluir a banana em suas refeições é uma maneira simples e eficaz de cuidar da sua saúde enquanto desfruta de alimentos deliciosos. Não perca tempo; inclua já essa poderosa fruta na sua dieta!

 

Leia também: Esta é a fruta mais saudável do mundo

Essa fruta ajuda a regular o açúcar no sangue, aumenta imunidade e tem baixa caloria

Docinho, macio e quase uma unanimidade entre crianças e adultos, o Caqui é destaque nas feiras, supermercados e nas mãos de ambulantes do trânsito, especialmente nos meses de fevereiro e março, período de produção da iguaria.

O que nem todo mundo sabe é que o caqui, além de saboroso e nutritivo, pode trazer benefícios incontáveis para sua saúde.

Por exemplo, o caqui é uma fonte excepcional de fibras. A ingestão regular contribui para a regulação do trânsito intestinal, evitando problemas comuns como a constipação.  Além disso,  é rico em vitamina C, carotenoides e taninos, e oferece um arsenal de antioxidantes.

Aqui estão os 10 principais benefícios do consumo de caqui:

1. Rico em Nutrientes – O caqui é uma fonte excelente de vitaminas, minerais e fibras. Contém vitamina A, vitamina C e vitaminas do complexo B, além de minerais como fósforo, magnésio e cálcio.

2. Poderoso Antioxidante – Este fruto contém antioxidantes, como o betacaroteno e licopeno, que ajudam a proteger o corpo contra o dano dos radicais livres, reduzindo o risco de doenças crônicas.

3. Saúde Ocular – O alto teor de vitamina A e outros compostos relacionados ajudam na manutenção da saúde ocular e na prevenção de distúrbios como a degeneração macular.

4. Ajuda na Digestão – As fibras presentes no caqui ajudam na digestão e podem prevenir ou aliviar a constipação.

5. Propriedades Anti-inflamatórias – Os compostos presentes no caqui possuem propriedades anti-inflamatórias, podendo auxiliar no combate a inflamações no organismo.

6. Controle da Pressão Arterial – O potássio no caqui ajuda a controlar a pressão arterial, equilibrando os efeitos negativos do sódio.

7. Saúde do Coração – Rico em fibras, vitamina C e antioxidantes, o caqui pode contribuir para a saúde do coração, reduzindo o colesterol e melhorando a circulação sanguínea.

8. Regula o Açúcar no Sangue – As fibras ajudam a regular a absorção de açúcar no sangue, tornando o caqui uma fruta amigável para quem tem diabetes ou quer evitar picos de glicemia.

9. Fortalece o Sistema Imunológico – Com sua rica composição de vitamina C, o caqui pode reforçar o sistema imunológico e aumentar a resistência a infecções.

10. Baixa Caloria – Com baixo conteúdo calórico e alto conteúdo de água, o caqui é uma opção excelente para quem busca manter ou perder peso.

Incluir o caqui na dieta pode ser uma maneira deliciosa e saudável de colher uma gama de benefícios para a saúde, devido à sua composição nutritiva e propriedades benéficas.

Descubra também os benefícios do Morango.

Imagem: Pixabay.

Fruta nativa da Amazônia será utilizada para tratamento contra o câncer

Uma fruta brasileira, já reconhecida por seus efeitos protetores contra obesidade e diabetes, será testada, ainda este mês, contra o câncer, no primeiro ensaio clínico em pacientes com a doença. As informações são do portal Só Notícia Boa.

Pesquisadores canadenses descobriram que a fruta camu-camu (Myrciaria dubia) – que contém castalagina, um polifenol presente no fruto amazônico – aumenta a eficácia da imunoterapia, modificando o microbioma dos pacientes – as pesquisas até agora eram feitas apenas em cobaias.

Para a pesquisa em humanos, os cientistas fizeram o recrutamento de 45 pacientes com câncer de pulmão ou melanoma e o tratamento será combinado a inibidores de pontos de verificação imunológico.

A fruta brasileira

A pequena fruta do camu-camu é originária da Amazônia e cresce nas várzeas dos rios, principalmente na época das cheias. É uma grande fonte de vitamina C, superando o teor da acerola em 20 vezes e o do limão em 100 vezes.

Nenhum brasileiro na pesquisa

Apesar da fruta ser de origem brasileira, a pesquisa não tem cientistas brasileiros envolvidos e está sendo desenvolvida por pesquisadores da Universidade de Montreal.

“Com esta pesquisa, realizada com nossos colegas da Universidade Laval e da Universidade McGill, provamos que a castalagina, um polifenol que atua como prebiótico, modifica o microbioma intestinal e melhora a resposta à imunoterapia, mesmo para cânceres resistentes a esse tipo de tratamento,” disse o Dr. Bertrand Routy, da Universidade de Montreal.

“Nossos resultados abrem caminho para ensaios clínicos que usarão a castalagina como complemento de medicamentos chamados inibidores de pontos de verificação imunológicos em pacientes com câncer,” acrescentou sua colega Meriem Messaoudene.

Tratamento atua no sistema imunológico

Nos últimos anos, os inibidores de pontos de verificação imunológico trouxeram uma esperança renovada de que o sistema imunológico dos pacientes poderia superar a resistência do câncer, revolucionando as terapias direcionadas ao melanoma e ao câncer de pulmão. Esse tipo de imunoterapia ativa o sistema imunológico para matar as células cancerosas.

Apesar dessas esperanças, apenas uma minoria dos pacientes tem respostas duradouras à imunoterapia que se assemelhe a uma cura. Por isso os cientistas voltaram aos laboratórios em busca de novas abordagens terapêuticas.

O objetivo agora é transformar um microbioma não saudável em um saudável, a fim de fortalecer o sistema imunológico. Entre essas estratégias está uma que emprega prebióticos, compostos químicos que podem melhorar a composição do microbioma intestinal.

“Nós descobrimos que a castalagina se liga a uma bactéria intestinal benéfica, a Ruminococcus bromii, e promove uma resposta anticancerígena,” disse o Dr. Routy.

 

 

Veja também:

Pesquisa mostra que o uso do Canabidiol reduz tumor cerebral altamente agressivo

Bananas verdes podem ajudar a reduzir o risco de vários tipos de câncer, diz estudo

Um estudo feito pelos investigadores das Universidades de Newcastle e Leeds, analisou quase mil pessoas com síndrome de Lynch que é, segundo o jornal Mirror, uma condição genética que faz com que as pessoas que o têm estejam mais em risco de vir a ter câncer.

 

Graças a estes dados foi possível perceber que o consumo regular de amido resistente – um tipo de carboidrato que alimenta as bactérias intestinais benéficas – que é possível encontrar nas bananas verdes pode ajudar, significativamente, estas pessoas.

 

Isto significa, segundo o estudo, publicado na Cancer Prevention Research, que ao comer bananas verdes pode estar a reduzir o risco de câncer, em mais da metade, em determinadas áreas do corpo. Além disto, os investigadores descobriram que este amido resistente – consumido, regularmente, durante cerca de dois anos por uma média de dois anos – conseguiu ter um efeito positivo em câncer como do esôfago e do estômago, mas também biliar, pancreático e neuroendócrino, que podem ser difíceis de detectar.

 

“Achamos que o amido resistente pode reduzir o desenvolvimento do câncer, alterando o metabolismo bacteriano dos ácidos biliares e reduzindo os tipos de ácidos biliares que podem danificar o nosso DNA e, eventualmente, causar câncer”, explicou ao meio de comunicação, John Mathers, professor de nutrição humana da Universidade de Newcastle.

 

Os investigadores recomendam que se coma uma banana, não muito madura, diariamente, para consumir uma boa dose deste amido. Além desta fruta, também é possível encontrar este carboidrato em alimentos como ervilhas, aveia, cereais e feijão. Também é possível encontrar diferentes suplementos em que o amido é um ingrediente principal.

Foto: Reprodução

Pesquisadores brasileiros encontram fruta que ajuda na recuperação de Alzheimer e Parkinson

Pesquisadores do estado do Pará descobriram uma substância em uma fruta chamada Camapu, um fruta típica brasileira geralmente encontrada na região amazônica, que tem potencialidade de estimular a produção de novos neurônios no hipocampo, área do nosso cérebro ligada à memória. Por isso, a fruta pode ser um forte aliado no combate de doenças como o mal de Alzheimer e outras doenças neurodegenerativas, como o Parkinson.

 

O Camapu já era conhecido como uma planta medicinal para tratar doenças neurodegenerativas, diminuir o colesterol e fortalecer a imunidade. A “fruta” do camapu – que se encontra bem no centro da planta e fica amarela quando amadurece – na verdade é um fruto exótico cheio de nutrientes e propriedades medicinais. Ele é rico em fibras, vitaminas A e C e sais minerais importantes, como o ferro e o fósforo, além de contar com a presença de antioxidantes, carotenoides e flavonoides.

 


a

A fruta do Camapu (Foto: Reprodução)

 

 

Em reportagem no portal Olhar Digital, o cientista Milton Nascimento dos Santos, do Grupo de Pesquisas Bioprospecção de Moléculas Ativas da Flora Amazônica da Universidade Federal do Pará, disse que ‘’a notícia é muito boa, principalmente pelo fato de esta substância estimula o crescimento neuronal na área do hipocampo. A gente está falando da criação de novos neurônios, algo que algum tempo atrás não se falava”.

 

Por enquanto, a pesquisa se limita a animais, mas já se encontra em estudo uma forma de viabilizar a produção de um medicamento fitoterápico que possa ser aplicado em humanos. Além disso, os estudos apontam a possibilidade de que estes medicamentos possam ser usados para os que sofrem de depressão grave, onde há perda neuronal.

 

Os primeiros testes aconteceram em ratos e, agora, devem iniciar a testagem clínica e a produção em larga escala.

 

Imagem: Reprodução


Veja também:

 

Veneno de cobra nativa do Brasil contém molécula capaz de bloquear o Coronavírus

 

Pesquisadores da USP comprovam que a CoronaVac é eficaz em pacientes imunossuprimidos 

 

Cientistas testam células-tronco para tratamento de diabetes e afirmam que a cura está próxima

Pesquisadores transformam casca de Tamarindo em combustível para veículos

Cientistas e pesquisadores da Universidade Tecnológica de Nanyang, em Singapura, a Universidade de Alagappa, na Índia, e a Universidade da Noruega Ocidental de Ciências Aplicadas, conseguiram processar a casca de tamarindo e conseguiram transformá-la em combustível para abastecer veículos.

 

Em artigo que será publicado na edição de novembro da Chemosphere, do portal americano ScienceDirect, a casca se torna uma alternativa ecológica para a produção de um componente básico utilizado em equipamentos que armazenam energia em automóveis.

 

Bastante consumida no Brasil e em todo mundo, a fruta tropical tem uma casca que é considerada lixo agrícola e acaba sendo descartada em aterros sanitários.  A casca também é porosa e rica em carbono, duas características que fazem que ela seja um bom material para nanofolhas de carbono, essenciais para supercapacitores (dispositivos de armazenamento de energia utilizados em automóveis, ônibus, veículos elétricos, trens e elevadores).

 

Professor
Professor Steve Cuong Dang, da Escola de Engenharia Elétrica e Eletrônica da Universidade Tecnológica de Nanyang (Foto NTU Singapore)

 

 

A transformação se dá, primeiramente, com a lavagem das cascas de tamarindo e que secam a 100 ºC por seis horas. Em seguida, elas são trituradas e transformadas em pó. Depois, o pó é assado de 700 ºC a 900 ºC por 150 minutos, sem oxigênio, para que seja possível convertê-lo em nanofolhas de carbono.

 

Os pesquisadores agora trabalham para aprimorar as propriedades eletroquímicas de nanofolhas de carbono feitas com tamarindo para reduzir a quantidade de energia usada durante a sua manufatura, para que no futuro, consigam explorar a produção de nanofolhas de carbonos em larga escala com parceiros do agronegócio e utilizar outros tipos de casca para obter resultados similares.

Imagem: Reprodução

Veja também: Cientistas descobrem nova proteína capaz de impedir o avanço do câncer

 

Mergulhadores encontram cepa de levedura em garrafas de cerveja naufragadas

16 motivos para você comer abacate todos os dias e uma receita especial com a fruta

Você já ouviu dizer que abacate é uma fruta gordurosa e, por isso, deve ser evitada? A informação não procede.

A gordura do abacate é monoinsaturada, ou seja, é benéfica. Pode ficar tranquilo: o abacate é muito saudável!

Veja o que ele pode fazer:

1. Previne doenças cardíacas

2. Previne alguns tipos de câncer

3. Reduz o colesterol ruim e melhora o bom

4. Atrasa o processo de envelhecimento

5. Equilibra os hormônios

6. Aumenta o metabolismo do corpo

7. Aumenta a capacidade de absorver nutrientes solúveis em gorduras de frutas e vegetais, como betacaroteno e luteína.

8. Possui propriedades antibacterianas e antifúngicas

9. Contribui para o controle do peso

10. Melhora as funções cerebrais

11. Protege o fígado de sobrecargas

12. É estimulante e afrodisíaco

13. É ótima fonte de proteínas

14. É excelente para os diabéticos

15. Contém luteína, que serve de proteção contra doenças oculares como catarata e degeneração macular, a principal causa de cegueira na velhice.

 

16. O abacate também oferece nutrientes essenciais, como:

· Fibra

· Potássio (mais do que o dobro da quantidade encontrada na banana)

· Vitamina E

· Vitaminas do complexo B

· Ácido fólico

· Cálcio

· Magnésio

· Sódio

· Ferro

· Boro

Portanto, procure consumir abacate diariamente.
Isso trará grandes benefícios à sua saúde.

Agora que você já conhece os benefícios da fruta, aprenda a fazer um delicioso pudim de abacate sem leite de vaca, sem açúcar e sem glúten:

INGREDIENTES
3 abacates maduros e grandes
3 a 6 colheres (sopa) de leite de coco
2 colheres (sopa) de mel puro
1/4 de xícara de cacau em pó
2 colheres (chá) de óleo de coco
1 colher (chá) de extrato de baunilha

MODO DE PREPARO
Adicione todos os ingredientes no liquidificador e bata em velocidade máxima por cerca de um minuto.
Quando a mistura tiver homogênea, coloque numa forma e leve para a geladeira.
Deixe descansar por meia hora e depois aproveite.

É simplesmente delicioso!

 

Via Cura Pela Natureza

Dieta da banana matinal ajuda a emagrecer 8 quilos em um mês

A banana é uma excelente fonte de magnésio e ajuda no relaxamento muscular e na diminuição do estresse do dia a dia. A fruta também possui triptofano – uma das substâncias responsáveis pela da sensação de bem-estar.

O que talvez muita gente não saiba é que a banana pode também ajudar na perda de peso. Pelo menos é isso que sugere o programa alimentar batizado de Dieta da banana matinal.

Criada no Japão por Hitoshi Watanabe e febre no país, a dieta consiste basicamente em substituir o café da manhã por uma banana acompanhada de um copo de água em temperatura ambiente ou morna.

O objetivo de comer a fruta em jejum tem relação com a rápida sensação de saciedade que a banana provoca no organismo. Se seguida corretamente e claro acompanhada de uma alimentação balanceada nas demais refeições, há indícios que é possível perder até 8 quilos em um mês. 

Para se ter uma ideia do sucesso desta dieta, em 2008, quando a dieta foi criada, o Japão sofreu com escassez de banana porque a procura pelo produto cresceu assustadoramente. (Via Exame)

Quer ganhar uma fazenda de 100 hectares na grande Goiânia? Chupe uma jabuticaba de cada pé

Para você que já começou a sonhar com a vida de fazendeiro e um patrimônio milionário desse nos arredores de Goiânia, vá com calma! A Fazenda de 100 hectares tem 42.000 pés de jabuticabeiras, isso mesmo. Faça as contas e imagine 42 mil frutinhas (de uma vez só, sem intervalo para ir ao banheiro) nesse seu corpinho. Humanamente impossível, claro. O desafio começou na década de 1980 e o detalhe até hoje ninguém topou o desafio, conta Paulo Antônio, um dos responsáveis pelo local. O motivo é simples: 42 mil jabuticabas dariam aproximadamente 150 quilos!

fazenda

A foto aérea mostra o tamanho do desafio: 42 mil pés de jabuticaba em 100 hectares

fazenda

A safra começa pra valer no dia 15 de setembro, mas alguns pés já estão assim pretinhos!

fazenda

Mesmo que você já tenha descartado o desafio, não descarte a ideia de conhecer a Fazenda Jabuticabal. Há cerca de 30 minutinhos de Goiânia, o lugar oferece opções para um bom passeio em família. Às vésperas da temporada das jabuticabas, que começa pra valer à partir de 15 de setembro, Curta Mais descobriu que já tem vários pés carregados da fruta na Fazenda. A entrada custa R$ 30 (criança paga meia) e dá direito a passar o dia todo e comer quantas jabuticabas puder. Se quiser levar, o quilo sai por R$ 7. É permitido levar comida pronta e bebida para fazer piquenique às sombras das frondosas árvores. Vale tomar também um bom banho no Rio Dourado que conta com uma prainha de areia bem convidativa (o programa está incluso no preço do ingresso).

fazenda

Muito verde e opções para o passeio em família, inlcuindo piquenique 

 

Vinícola Jabuticabal

Tudo no lugar faz referência à fruta. A Fazenda conta com uma loja de produtos produzidos com a jabuticaba e uma vinícula que conta com rótulos de vinhos e até chachaça. O vinho, envelhecido por 15 anos, sai por R$ 50 e a garrafa da Cachaça Jabuticabinha, R$ 25.

A Fazenda e Vinícola Jabuticabal fica no Distrito de Nova Fátima, em Hidrolândia, a 35 quilômetros de Goiânia. O lugar abre para visitação pública do dia 7 de setembro a 24 de outubro, durante a época da jabuticaba, e funciona das 7h30 às 18h00.

fazenda

Lugar paradisíaco nos arredores de Goiânia.

 

+Bonita, gostosa e saudável: 10 propriedades da jabuticaba que provam que ela é a fruta da vez

 

FAZENDA & VINÍCOLA JABUTICABAL

Rodovia GO-319, KM 18, Distrito de Nova Fátima, Hidrolândia – GO

(62) 3505-9576 / 3505-9549

Whatsapp: (62) 9322-0280

Aberto de 7 de setembro até 24 de outubro

Funciona das 7h30 às 18h00

Site: www.vinicolajabuticabal.com.br