Jair Bolsonaro se pronuncia sobre manifestações e faz apelo para desobstrução das rodovias

O presidente Jair Bolsonaro (PL) divulgou um vídeo nas redes sociais, na noite desta quarta-feira (2), em que faz um apelo para a desobstrução das rodovias.

É a primeira vez que o presidente Bolsonaro se dirige diretamente aos apoiadores pedindo pela desobstrução das vias. “Tem algo que não é legal: o fechamento de rodovias no Brasil prejudica o direito de ir e vir das pessoas”, afirmou. “Desobstrua as rodovias, isso daí não faz parte, no meu entender, dessas manifestações legítimas”, disse.

Desde o último domingo (30/10), quando Bolsonaro perdeu o 2º turno das eleições para o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT), apoiadores bolsonaristas fizeram bloqueios ilegais em pontos de rodovias do país.

Até às 14h30 desta quarta, ainda havia 150 bloqueios, segundo levantamento da PRF. A Polícia Rodoviária Federal informou que desfez 688 manifestações. Na segunda-feira (31), o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que a corporação e as polícias militares estaduais tomassem as medidas necessárias para desobstruir as vias.

Confira o pronunciamento do presidente abaixo:

 

Manifestantes pró-Bolsonaro bloqueiam rodovias em Goiás

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) bloqueiam rodovias em Goiás em protesto à vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). As manifestações começaram logo após o resultado da eleição, na noite de domingo (30), e se estende até esta segunda-feira (31). Caminhões e caminhonetes interditaram as estradas e papelão e pneus foram queimados. As informações são do G1 Goiás.

A Triunfo Concebra informou ao portal que há pontos de manifestação na BR-060 no km 101, em Anápolis, e outro na BR-153, no km 703, em Itumbiara, no sul do estado.

Em Anápolis, o bloqueio é total, com 8,5 km de congestionamento nos dois sentidos. Já no sul do estado, a interdição é parcial, com aproximadamente 8 km de fila de carros em ambas direções.

A Polícia Rodoviária Federal confirmou que também há manifestação na BR-040, nos km 94, em Cristalina e no km 19 em Luziânia. Após negociação, houve uma liberação parcial por 15 minutos no trecho do km 74, porém os dois sentidos da rodovia estão bloqueados.

pro

Alguns manifestantes afirmam que não aceitam o resultado das eleições. Não há registro de violência durante os atos.

 

 

Imagens: G1

Abaixo-assinado em Pirenopólis quer barrar mega empreendimentos imobiliários

Moradores da cidade de Pirenópolis estão realizando um abaixo-assinado para evitar a implantação de grandes empreendimentos imobiliários na cidade. Vários deles já estão em fase de finalização e com licença concedida pela Prefeitura, mas um grupo de pessoas estão ignorando as leis vigentes e mobilizando manifestações pelo crescimento ordenado e sustentável do município.

A ação é de pessoas preocupadas com o que vem acontecendo em Pirenópolis, como o desenvolvimento desordenado, e várias licenças concedidas à grandes empreendimentos sem a participação da sociedade. Grandes problemas aconteceram ao longo do ano e afetaram os moradores locais como a falta d´água, quedas constante de energia, alagamento de ruas e avenidas, destruição da natureza e outros grandes impactos ambientais.

De acordo com uma das pessoas que está à frente do movimento, e que não quis se identificar, esta decisão foi tomada porque perceberam as irregularidades que vem ocorrendo na atual administração e pela omissão do Ministério Público. “Iremos colher o máximo de assinaturas possível, está aumentando rapidamente. A atual gestão municipal optou por autorizar a implantação de empreendimentos na modalidade de vendas compartilhadas ou ‘time share’ que irão provocar grande impacto na vida da cidade, no crescimento econômico, no destino turístico alterando profundamente as pequenas pousadas e o sossego da cidade, sem ter havido qualquer consulta à população”, disse a moradora.

Ainda de acordo com a fonte, esses problemas se estendem há anos e estão longe de acabar. “A ideia é enviar o abaixo assinado com o máximo de assinaturas aos órgãos responsáveis como: Prefeitura, Iphan, Ministério Público”, finalizou o protestante.

Para mais informações, o abaixo-assinado está disponível no Avaaz.org – Petições da Comunidade no endereço: https://secure.avaaz.org/.

 

Imagem: Reprodução

*Com informações portal Pirenópolis Online

Veja também:

10 melhores pousadas em Pirenópolis

Réveillon 2022 em Pirenópolis: charmoso restaurante italiano terá ceia especial de virada no centro histórico

Tribunal de Justiça proíbe manifestações, aglomerações e eventos até o final de Abril em Goiás

O Governador Ronaldo Caiado divulgou, em suas redes sociais, que recebeu uma decisão do Tribunal de Justiça de Goiás proibindo “aglomerações e manifestações de qualquer natureza, inclusive os que já estavam marcados, em todo o Estado de Goiás até o dia 30 de abril” informou o governador.

A decisão tem por objetivo resguardar a população contra a transmissão do coronavírus, cancelando eventos e manifestações que já tinham data marcada e proibindo a realização de novos eventos neste período. Dentre os cancelados, estão as manifestações em favor da revogação dos decretos que determinam o isolamento e estabelecem medidas de proteção, resguardando a saúde da população goiana quanto ao coronavírus.

Portanto, estão proibidas as manifestações contra os decretos 9.633/20, 9.637/20, 9.638/20 e 9.644/2, marcadas para os dias 29/03 – hoje – (às 10h); 30/03 (às 10:30 e 12h).

Confira a decisão na íntegra:

22e020d48ad0232467b30a5bcc0a2b9f.jpg

8c321862feede7a0c1daa070fff15201.jpg

eec31df0774fc8a06130b5b83815bae3.jpg

603e133fc01a95e62e05240cc8bbf65e.jpg

5b6deff3a3e510aeb468bb5952eaaa63.jpg

Vídeo: carro tenta furar bloqueio e é depredado por manifestantes no centro de Goiânia

Clima tenso e trânsito complicado marcaram a hora do rush no Centro de Goiânia. Manifestantes foram às ruas à favor do movimento ‘Fora Temer’ após a revelação de que os donos da JBS gravaram conversa em que Temer supostamente dá o aval para a compra do silêncio do ex-deputado preso Eduardo Cunha.

O momento de maior apreensão durante os protestos no centro da capital, foi quando um carro tentou furar o bloqueio e acabou atropelando uma pessa. Revoltados, manifestantes atingiram o veículo que ficou parcialmente destruído. Uma mulher do movimento Sem-Teto, ficou ferida e recebeu atendimento da equipe do Semu. Apesar do susto, a motorista do veículo e o passageiro, que não quiseram se identificar, não sofreram lesões.

O flagrante do momento em que o carro é depredado foi feito pelo fotógrafo do Curta Mais, Marcos Aleotti.

Letícia Sabatella é hostilizada durante manifestação em Curitiba; veja o vídeo

A atriz Letícia Sabatella foi hostilizada e agredida verbalmente, sendo chamada até mesmo de “puta”, na tarde deste domingo (31) por manifestantes favoráveis ao impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) em Curitiba (PR). Mineira nascida em Belo Horizonte, a atriz, viveu dos 4 aos 20 anos na capital paranaense onde tem casa até hoje.

A atriz saiu de sua residência e parou próximo da praça Santos Andrade, uma das principais da cidade, para pedir informações sobre o outro ato, contra o presidente interino Michel Temer (PMDB), que também acontecia na cidade. 

Ao perceberem a presença de Letícia, que vem se posicionando abertamente contra o processo de impedimento, inclusive participando de campanhas e gravando vídeos que circulam na internet, um grupo de dezenas de manifestantes a cercou.

A atriz registrou boletim de ocorrência no 1º Distrito da Polícia Civil de Curitiba para relatar as agressões sofridas. 

“Eu não provoquei isso, não foi uma coisa que eu queria que acontecesse. Isso está acontecendo com muitas pessoas maravilhosas que estão sofrendo com tudo isto, até mesmo injustiças, como os  índios, como os sem terras. É uma coisa que está fazendo parte do nosso país no momento, que pena, não dá pra conversar com as pessoas, não dá pra passar em algum lugar e dar um oi pra alguém que está ali”, declarou à imprensa. Ela também agradeceu o carinho dos que a apoiaram.

leticia

Letícia: “Eu não provoquei isso, não foi uma coisa que eu queria que acontecesse”

Acuada durante a abrodagem na rua, a atriz global resolveu sacar o seu telefone e começar a filmar, registrando os gritos de “comunista”, “petista”, “sem vergonha”, “nossa bandeira jamais será vermelha”, entre outros. Em determinado momento do vídeo é possível ver um homem que a chama de “puta” diversas vezes e, também, um senhor que chega a dar tapas no celular de Sabatella. 

As imagens foram publicadas na conta do Instagram da atriz. “Não fui provocar ninguém , passava pela praça antes de começar a manifestação e parei pra conversar com uma senhora. Meu erro. Preocupa esta falta de democracia no nosso Brasil. Eles não sabem o que fazem”, diz o texto publicado junto ao vídeo. 

Saiba quais os famosos participaram das manifestações em apoio a Lula e ao governo Dilma

O Brasil está dividido. As redes sociais viraram terreno de críticas e debates partidários. No meio artístico, famosos também resolveram mostrar suas caras ou contra ou a favor do governo.

Nas manifestações a favor do governo, na última sexta-feira (18), em várias cidades do país, muitos famosos se posicionaram nas redes sociais. Em São Paulo, o ex-presidente Lula e o prefeito Fernando Haddad participaram do ato na Avenida Paulista, que reuniu cerca de 95 000 pessoas, segundo o Datafolha. 

Veja a seguir alguns artistas que participaram por todo o país:

cantor

O cantor Otto foi às ruas manifestar apoio ao PT.

leticia

A atriz Letícia Sabatela se juntou aos militantes petistas no Rio de Janeiro.

gregorio 

O humorista Gregório Duvivier também foi visto na Paulista. 

 

é tudo Brasil. a avenida não tem dono e a alma não tem cor.

Uma foto publicada por Chico César (@oficialchicocesar) em

 

Recife hoje! O povo brasileiro deu o recado com emoção! Não vai ter golpe!

Uma foto publicada por Paulo Betti (@paulobetti) em

 

Com amor, amigos, com amor a gente chega lá! #naovaitergolpe

Uma foto publicada por @johnnymassaro em

 

 

Estes são outros famosos que gravaram o vídeo “Não Vai ter Golpe”:

#VemPraDemocraciahttps://t.co/YRWqA97Uev

— jornalistaslivres (@j_livres) 18 de março de 2016

Ator José de Abreu critica manifestantes deste domingo

O ator da rede Globo José de Abreu, que estava no ar com a novela “A Regra do Jogo” com o personagem Gibson, utilizou sua conta pessoal no Twitter para criticar quem foi às ruas. Ele é um dos mais ferrenhos defensores do PT. 

Na imagem, postada na rede social, um casal com um cachorrinho na coleira aparece ao lado da babá vestida de branco, que empurra o carrinho de bebê.

O ator mudou o nome do próprio perfil no Twitter para “José Jararaca Abreu” em referência (e apoio) ao ex-presidente Lula e amigo pessoal do ator. Na semana passada, após ser ouvido pela Polícia Federal, Lula disse: “Se quiseram matar a jararaca, não bateram na cabeça”.

Abaixo o post de José de Abreu:

twiiter

 

José de Abreu continuou:

 

 

Protestos deste domingo (13/03/2016) foram os maiores da história do Brasil, diz Datafolha

Pelos cálculos parciais do instituto Datafolha, 500 000 pessoas estariam reunidas nos protestos por volta das 16h na Avenida Paulista. Nos protestos de março do ano passado, o instituto indicava a reunião de 210.000 pessoas. Dessa forma, a manifestação política deste domingo (13) se tornou a maior da nossa história, superando até o movimento das Diretas Já. A Polícia Militar estimou 1,4 milhão de pessoas no horário de pico.

Até as 19h30, 229 cidades de todos os estados do país registraram atos contra corrupção e pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

Somados os números de cada cidade, a estimativa dos organizadores é que 6,4 milhões de pessoas foram às ruas neste domingo. Já de acordo com a Polícia Militar, foram 3 milhões de participantes em todo o país.

mapa

Mapa das manifestações (G1).

Dados oficiais das manifestações em Goiânia: 90 mil segundo organizadores e 50 mil segundo a PM

Segundo os organizadores das manifestações de rua em Goiânia, 90 mil pessoas ser reuniram para protestar contra a corrupção e pedir o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Já a Polícia Militar estimou em 50 mil o número de participantes. Nenhuma ocorrência registrada durante a manifestação realizada na nossa capital, segundo a PM.

Os protestos que começaram na Praça Tamandaré, no Setor Oeste, seguiram pela Avenida 85 até a sede da Polícia Federal, no Setor Pedro Ludovico.

manifestacoes

Manifestantes passam pelo Viaduto Latif Sebba (Praça do Ratinho), rumo à sede da PF.

Juiz Sérgio Moro divulga nota sobre as manifestações de rua no Brasil

Sérgio Moro, juiz federal da operação Lava Jato, foi um dos nomes mais citados e homenageados neste domingo de manifestações. Com frases e cartazes de apoio, Moro virou uma espécie de herói nacional.

O magistrado divulgou nota neste domingo, 13, em que afirmou considerar “importante que as autoridades eleitas e os partidos ouçam a voz das ruas” e que “não há futuro com a corrupção sistêmica que destrói nossa democracia, nosso bem-estar econômico e nossa dignidade”.

Segundo Moro, autoridades eleitas e partidos devem “igualmente se comprometer com o combate à corrupção, reforçando nossas instituições e cortando, sem exceção, na própria carne”.

Nas manifestações que aconteceram em todo Brasil, neste dia 13, o juiz da Lava Jato recebeu amplo apoio, bem como as investigações contra as autoridades envolvidas nos processos da Lava Jato. Em Curitiba, sede das investigações, manifestantes colocaram nas ruas 10 mil máscaras em homenagem ao juiz federal.

“Fiquei tocado pelo apoio às investigações da assim denominada Operação Lava Jato. Apesar das referências ao meu nome, tributo a bondade do Povo brasileiro ao êxito até o momento de um trabalho institucional robusto que envolve a Polícia Federal, o Ministério Público Federal e todas as instâncias do Poder Judiciário”, afirmou Moro.

Leia a íntegra da nota do juiz federal Sérgio Moro:

“Neste dia 13, o Povo brasileiro foi às ruas. Entre os diversos motivos, para protestar contra a corrupção que se entranhou em parte de nossas instituições e do mercado. Fiquei tocado pelo apoio às investigações da assim denominada Operação Lavajato. Apesar das referências ao meu nome, tributo a bondade do Povo brasileiro ao êxito até o momento de um trabalho institucional robusto que envolve a Polícia Federal, o Ministério Público Federal e todas as instâncias do Poder Judiciário. Importante que as autoridades eleitas e os partidos ouçam a voz das ruas e igualmente se comprometam com o combate à corrupção, reforçando nossas instituições e cortando, sem exceção, na própria carne, pois atualmente trata-se de iniciativa quase que exclusiva das instâncias de controle. Não há futuro com a corrupção sistêmica que destrói nossa democracia, nosso bem estar econômico e nossa dignidade como País. – 13/03/2016, Sergio Fernando Moro”

Famosos participam das manifestações e postam fotos nas redes sociais

Vários famosos foram às ruas ou usaram as redes sociais neste domingo (13), para protestar contra a corrupção e pedir o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

Márcio Garcia compartilhou no Instagram uma foto em que mostra vários amigos dentro de uma van, a caminho da manifestação contra a corrupção no Brasil.

Entre os amigos, estão os atores Marcelo Serrado, acompanhado de sua mulher Roberta Fernandes, e Susana Vieira. Os protestos acontecem em vários estados do país.Marcelo Serrado, acompanhado de sua mulher Roberta Fernandes, Susana Viera e Márcio Garcia seguem para a manifestação de domingo (13), no Rio de Janeiro

Reprodução/Instagram

Marcelo Serrado, acompanhado de sua mulher Roberta Fernandes, Susana Viera e Márcio Garcia seguem para a manifestação de domingo (13), no Rio de Janeiro

Outros famosos também estão se manifestando nas redes sociais e publicaram fotos com a família, vestindo camisetas de apoio e pintando o rosto com as cores da bandeira brasileira.

Luana Piovani

Reprodução/Instagram – Luana Piovani

Juliana Paes

Reprodução/Instagram – Juliana Paes

Viviane Araújo

Reprodução/Instagram – Viviane Araújo

Susana Vieira

Reprodução/Facebook – Susana Vieira

Carlos Vereza

Reprodução/Instagram – Carlos Vereza

Juliana Knust e o filho Matheus

Reprodução/Instagram – Juliana Knust e o filho Matheus

Susana Vieira com amigos

 Reprodução/Instagram – Susana Vieira com amigos

Vera Gimenez

Reprodução/Instagram – Vera Gimenez

Cartazes criativos das manifestações em Goiânia e no Brasil em 2016

Cartazes enviados pelos nossos eleitores que ganharam as ruas e redes sociais neste domingo (13) durante as manifestações contra a corrupção e pró-impeachment da presidente Dilma Russeff.

Se você fez imagens de cartazes criativos e bem humorados, envie para nosso e-mail [email protected].

 

cartazescartazescartazescartazes

cartazes

cartazes

Manifestações em Goiânia reúnem 70 mil pessoas, segundo organizadores, e 30 mil segundo a PM

Os dados foram levantados durante os protestos na tarde deste domingo (13) em Goiânia.

Segundo os organizadores, 70 mil pessoas ser reuniram para protestar contra a corrupção e pedir o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Os dados não coincidem com os da Polícia Militar que, preliminarmente, informou o número de 30 mil participantes.

Equipes do Curta Mais acompanham os protestos que começaram na Praça Tamandaré, no Setor Oeste, seguiram pela Avenida 85 até a sede da Polícia Federal.

manifestacoes

Manifestantes passam pelo Viaduto Latif Sebba (Praça do Ratinho), rumo à sede da PF.

Segurança pública será reforçada nas ruas de Goiânia para as manifestações de domingo (13)

O Governo de Goiás publicou nota oficial garantindo reforço na segurança pública durante as manifestações populares programadas para acontecer em todo país no próximo domingo (13). A medida foi adotada após ameças de retaliação nas redes sociais de grupos contrários aos protestos e a invasão ao grupo Jaime Câmara na noite desta terça-feira (8) no Setor Serrinha em Goiânia. A sede da empresa, afiliada da Rede Globo em Goiás, foi ocupada por cerca de 70 integrantes do Movimento Sem Terra (MST) que pixaram paredes e fachada do prédio.
 
Fachada da sede da OJC pixada na noite desta terça-feira (8)
 
Leia na íntegra o comunicado do Governo do Estado:
 
NOTA DO GOVERNO DE GOIÁS
 
O Governo de Goiás está tomando todas as providências legais necessárias para garantir o integral e constitucional direito à livre manifestação do pensamento por ocasião dos protestos marcados para o próximo domingo, dia 13 de março.
 
As providências visam garantir o caráter pacífico das manifestações, conforme expresso pelos organizadores do movimento, e evitar e coibir quaisquer atos de vandalismo e violência contra os manifestantes no exercício da plena democracia antes, durante e depois dos protestos deste domingo.
 
O Governo de Goiás respeita e defende o direito à livre manifestação do pensamento e agirá com rigor para garantir que ele seja exercido plenamente, dentro dos limites legais. É dever do Estado garantir a tranquilidade das manifestações, e o Governo de Goiás entende que os protestos de motivações distintas devam ser realizados em locais distintos, para garantia da ordem pública.
 
Goiânia, 8 de março de 2016.
 
Veja o vídeo da ocupação da OJC: