10 Filmes brasileiros que poderiam estar na disputa do Oscar de 2016

Texto: Ana Beatriz Lage

No dia 28 de fevereiro, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood anunciará os vencedores do Oscar de 2016. E o Brasil não ficou de fora. O Menino e o Mundo, animação de Alê Abreu, resgata a animação tradicional e já é premiado em diversos países. Além da animação, o Curta Mais selecionou dez filmes, lançados em 2015, que mereciam estar na disputa.

 

Que Horas Ela Volta?

Anna

Até a divulgação oficial da seleção do Oscar de 2016, o filme de Anna Muylaert era uma aposta dos brasileiros. O filme conta a história de Val, uma empregada doméstica que vive na casa de seus patrões há mais de 10 anos sem contato com sua família. Com a chegada de sua filha, Jéssica, a trama é profundamente modificada, já que ela parece não se adequar a este estilo de vida. A arrebatadora atuação de Regina Casé e Camila Márdila é comovente. Ainda que o longa não tenha continuado na disputa do Oscar, Que Horas Ela Volta ganhou diversos prêmios no Brasil e em outros países.

 

A Estrada 47

Vicente

Estrada 47 se passa durante a Segunda Guerra Mundial e conta a história da FEB (Força Expedicionária Brasileira) e o drama vivido por uma unidade anti-mina na tentativa de desativar um campo minado. O filme conta com a incrível atuação de Daniel de Oliveira e uma representação muito humana desse grupo que, após um ataque de pânico coletivo, precisa continuar a se deslocar.

 

O Último Cine Drive-in

Iberê

O longa é uma mistura de resgate da cultura dos Cines Drive-in da década de 70 e a luta de um filho para salvar a mãe. Marlombrando é um jovem como muitos brasileiros, sem contato com o pai e que se vê sem saída a não ser procurá-lo para ajudar a mãe. Para quem é cinéfilo de verdade, esse filme não pode ser deixado de lado.

 

Entre Abelhas

Ian

O comediante Fabio Porchat nos deixa surpresos com sua incrível atuação em Entre Abelhas, uma metáfora incrível sobre a depressão. Porchat, na pele de Bruno, soube balancear bem os aspectos cômicos e dramáticos do filme. O longa lembra a arte de José Saramago e seu realismo fantástico, pois o protagonista vai, aos poucos, percebendo que as pessoas à sua volta estão, repentinamente, desaparecendo.

 

O Vendedor de Passados

Lula

Este longa é uma adaptação do livro de mesmo nome do angolano José Eduardo Agualusa. O filme nos faz lembrar de Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças (vencedor do Oscar de 2005), já que Vicent (Lazaro Ramos) trabalha com algo inusitado: criar novos passados. O enredo, como o diretor Lula Buarque de Holanda mesmo diz, conta a história de dois mentirosos que acabam se encontrando na verdade.

 

Boi Neon

Gabriel

Outro filme que ganhou diversos prêmios no Brasil e fora foi Boi Neon. O longa nos surpreende a cada momento, questionando vários estereótipos, como o de Iremar, interpretado por Juliano Cazarré, um Vaqueiro que sonha em ser um estilista famoso. Além de um sotaque cativante, o filme conta com uma fotografia que preza pelo belo.

 

Operações Especiais

Tomás

Este é um filme indispensável para quem gosta de ação no estilo Tropa de Elite. A atriz Cleo Pires não deixa a desejar em nenhum momento, com palpitantes cenas de ação e uma história envolvente. O filme se passa no Rio de Janeiro e apresenta uma realidade bem próxima da vida dos brasileiros quando trata de violência, corrupção e o papel da mulher.

 

Ausência

Chico

A trama conta a história de Serginho (Matheus Fagundes), um menino-homem que sofre com a falta do pai e a responsabilidade de cuidar de sua mãe alcoólatra. Ao retratar a realidade de muitas crianças brasileiras que trabalham para sustentar sua família, o longa nos faz caminhar, junto com Serginho, em busca do seu lugar e papel no mundo.

 

Califórnia

Marina

Uma história nostálgica e uma trilha sonora arrebatadora! Esta combinação leva o filme Califórnia, primeiro longa de ficção de Marina Person, a um lugar na nossa lista. A atuação de Clara Gallo merece destaque, pois corresponde, em todos os pontos, à imagem de adolescente em transição. Mesmo para aqueles que não passaram sua adolescência nos anos 80, a conexão com o filme é garantida.

 

O Gorila

José

Baseado no conto de mesmo nome, O Gorila nos envolve com a atuação de Otávio Muller que, apesar de muito visto em filmes de comédia, dá um tom de suspense e proximidade muito intenso para a trama. A história conta a vida de um dublador que começa a passar trotes em mulheres que encontra na rua, mas o jogo parece mudar a medida que o filme passa.

Leonardo DiCaprio esquece Oscar em restaurante; assista ao vídeo

Depois de anos sonhando com a estatueta, o astro, de 41 anos – que ganhou o prêmio de Melhor Ator na noite de domingo (28) em sua sexta indicação na cerimônia – foi flagrado em um vídeo pelo site ‘TMZ’ entrando em um carro ao deixar o restaurante Ago, em Hollywood.

O vídeo mostra uma pessoa entregando uma garrafa de espumante ao protagonista do filme ‘O Regresso’, antes de um homem sair correndo segurando a estatueta e tentar entregá-la a Leonardo.

O homem perguntou: “Você quer que isso vá com você?”.

Leonardo respondeu calmamente: “Dê isso a Dan ali”.

O ator de ‘O Lobo de Wall Street’ compareceu tanto ao Governors Ball quanto ao after-party da ‘Vanity Fair’, depois que a cerimônia no Dolby Theatre chegou ao fim, mas decidiu seguir rumo ao Ago “onde todos podiam entrar”, assim conseguiria comemorar com todos seus amigos.

Uma testemunha disse à coluna ‘Page Six’, do jornal ‘New York Post’: “Leo estava com todos seus meninos. Era um monte de caras”.

O ator estava acompanhado dos amigos Lukas Haas, Tobey Maguire, Chuck Pacheco, Vincent Laresca, do produtor de ‘O Regresso’, Arnon Milchan, e do magnata das baladas, Richie Akiva, assim como de sua mãe Irmelin Indenbirken, seu pai George e sua madrasta Peggy DiCaprio, e o grupo parecia curtir inspecionar seu prêmio.

Assista ao vídeo amador que mostra a cobiçada estatueta sendo entregue ao astro já dentro do carro:

Gloria Pires ganhou R$ 10 mil para comentar o Oscar na TV Globo

Segundo o site Notícias da TV, a atriz Gloria Pires recebeu um cachê extra de R$ 10 mil para trabalhar como comentarista do Oscar na noite de domingo. O valor foi pago pelo departamento de jornalismo da Globo. Gloria ganhou da equipe de transmissão do evento um dossiê completo sobre os concorrentes e todos os DVDs disponíveis dos longas na disputa. Mesmo assim, afirmou no ar que não tinha visto Divertida Mente (melhor longa de animação) e O Filho de Saul (melhor filme estrangeiro) e se disse incapaz de opinar se Lady Gaga merecia o Oscar de canção original.

Classificada como “uma vergonha” pelo crítico Mauricio Stycer, a partipação de Gloria Pires foi o assunto da segunda-feira (29) na Globo. Executivos da emissora não escondiam o desapontamento. Esperavam mais de alguém que já esteve na premiação, 20 anos atrás, quando O Quatrilho, de Bruno Barreto, disputou a estatueta de melhor filme estrangeiro.

Com comentários vazios, como “curti”, “acessível”, “interesssante” e “bacana”, Gloria Pires acabou roubando a cena na transmissão da Globo. A atriz virou o assunto mais comentado nas redes sociais. Ofuscou até o Oscar de melhor ator finalmente conquistado por Leonardo DiCaprio.

Como já escreveu Mauricio Stycer, Gloria era a terceira opção da Globo. A primeira, era Lázaro Ramos, que participou da transmissão de 2015. Mas ele estava ocupado com teatro e gravações de Mister Brau. A emissora tentou Fernanda Torres, mas ela pediu alto demais.

Gloria Pires só não se saiu pior do episódio, na avaliação de profissionais da Globo, porque publicou um vídeo, ontem à tarde, dizendo que assistiu “à maioria” dos filmes, que se assustou com a repercussão do caso e que gostou dos memes que gerou na internet. “Também quero tranquilizá-los. Está tudo bem, eu não estou doente. Ao contrário, estou muito bem”, afirmou no vídeo. A reação foi vista na Globo como simpática e “humana”.

Orlando Morais manda recado após críticas à esposa Glória Pires

O cantor goiano Orlando Morais fez um post nesta segunda-feira (29) em sua página oficial no Facebook, dia seguinte à participação da mulher Glória Pires ser motivo de piada na web por causa da performance monossilábica durante a transmissão do oscar na TV Globo.

+Glórias Pires vira piada na web pela performance na transmissão do Oscar na Globo

No vídeo, o cantor canta “Metamorfose Ambulante” de Raul Seixas, em uma indireta clara à avalanche de críticas endereçadas à esposa.

No final do vídeo, ele finaliza dizendo: “Raul Seixas faz falta pela sinceridade”.

Confira o vídeo:

Salve Raulzito!!!

Publicado por Orlando Morais em Segunda, 29 de fevereiro de 2016

Os melhores memes de Glória Pires na transmissão do Oscar 2016

A estreia de Glória Pires na transmissão do Oscar 2016 pela TV Globo não empolgou os internautas. A performance da experiente atriz foi alvo de piadas e críticas nas redes sociais. Quase monossílaba, Glória fez comentários e ficou meio perdida ao lado Maria Beltrão e Artur Xexéo.

Ela limitou-se a afirmar que os prêmios eram “justos”, “bons” ou “bacanas” e chegou a confundir O Regresso com O Retorno

Confira alguns comentários nas redes sociais:

gloria

gloria

gloria

gloria

gloria

gloria

gloria

gloria

gloria

gloria

gloria

gloria

gloria

Lista completa dos filmes vencedores do Oscar 2016

Em uma noite onde todos os holofotes estavam sobre Leonardo DiCaprio, ele finalmente venceu como melhor ator, por O Regresso que ainda premiou o diretor Alejandro Inarritu.

Spotlight ganhou o Oscar de melhor filme e Mad Max ficou com seis prêmios técnicos.

Confira a lista completa dos vencedores do oscar 2016:

 

Melhor Filme
Spotlight

Melhor Diretor
Alejandro Inarritu – O Regresso

Melhor Ator
Leonardo DiCaprio – O Regresso

Melhor Atriz
Brie Larson – O Quarto de Jack

Melhor Ator Coadjuvante
Mark Rylance – Ponte dos Espiões

Melhor Atriz Coadjuvante
Alicia Vikander – A Garota Dinamarquesa

Melhor Roteiro Original
Spotlight – Segredos Revelados

Melhor Roteiro Adaptado
A Grande Aposta

Melhor Animação
Divertida Mente

Melhor Trilha Sonora
Os Oito Odiados

Melhor Filme Estrangeiro
Hungria: Filho de Saul, de László Nemes

Melhor Documentário
Amy

Melhor Figurino
Mad Max

Melhor Edição
Mad Max

Melhor Maquiagem e cabelo
Mad Max

Melhor Fotografia
O Regresso

Melhor desenho de produção
Mad Max

Melhor Canção
007 contra Spectre – Writing’s on the Wall

Melhor Edição de Som
Mad Max

Melhor Mixagem de Som
Mad Max

Melhor Efeitos Visuais
Ex-Machina

Melhor Curta Metragem
Stutterer

Melhor Documentário Curta-Metragem
A Girl in the River

Melhor Curta de Animação
Bear Story

Leonardo DiCaprio ganha o Oscar de melhor ator pelo filme O Regresso

Enfim, Leonardo DiCaprio venceu o prêmio de Melhor Ator no Oscar 2016 por ‘O Regresso’.

Apesar de toda a polêmica racial este ano pela ausência de atores negros entre os indicados, todos os olhos estavam voltados para DiCaprio já que o Oscar lhe foi negado nas quatro indicações anteriores, incluindo em duas em que aparecia como favorito, como “O Aviador” e “O Lobo de Wall Street”.

“O Regresso”, também foi o campeão de indicações ao ser lembrado em 12 categorias dos prêmios da Academia. O diretor, Alejandro G. Iñárritu, venceu o prêmio de direção pelo segundo ano consecutivo. 

Além da categoria de ator, o filme concorreu com diretor, ator coadjuvante (Tom Hardy), fotografia, figurino, montagem, maquiagem e cabelo, design de produção, edição de som, mixagem de som, efeitos visuais e filme.

Em entrevistas, DiCaprio nunca escondeu o orgulho do trabalho ao lado do diretor Alejandro G. Iñárritu. “Não vou esconder que foi a filmagem mais difícil da minha vida, mas no final teve sua recompensa porque González Iñárritu traduziu esse esforço em uma obra de arte”, disse DiCaprio.

O filme, baseado em fatos reais, narra a história de Hugh Glass (DiCaprio), um reconhecido explorador que foi atacado por um urso e abandonado por seus companheiros de expedição, mas cujo desejo de vingança lhe leva a sobreviver e empreender uma odisseia de centenas de quilômetros para encontrar os homens que o traíram.

Sam Smith dedica prêmio do Oscar à comunidade LGBT

Sam Smith e James Napier levam prêmio de Melhor Canção Original por ‘Writing’s On The Wall’, de 007 Contra Spectre. A música já tinha vencido o Globo de Ouro no início do ano.

Em seu discurso de agradecimento, Sam Smith, que é gay assumido e venceu o prêmio junto com Jimmy Napes, dedicou o prêmio à comunidade LGBT mundial. “Eu estou aqui como um orgulhoso homem gay e eu espero que um dia nós todos podemos ser iguais”, disse.

Foi a segunda vez na história que um tema de “007” venceu o Oscar de Canção Original. A primeira, foi a Adele em 2013 com “Skyfall”.

“Writing’s On The Wall” concorria na premiação com “Til It Happens To You”, da Lady Gaga, para o documentário “The Hunting Ground”; “Earned It”, do The Weeknd, para o filme “50 Tons de Cinza”; “Manta Ray”, do filme “Racing Extinction”; e “Simple Song #3”, do filme “Youth”.

Confira abaixo o clipe da música ‘Writing’s On The Wall’:

Glórias Pires vira piada na web pela performance na transmissão do Oscar na Globo

A estreia de Glória Pires na transmissão do Oscar 2016 pela TV Globo não empolgou os internautas. A performance da experiente atriz foi alvo de piadas e críticas nas redes sociais. Quase monossílaba, Glória fez comentários e ficou meio perdida ao lado Maria Beltrão e Artur Xexéo.

Ela limitou-se a afirmar que os prêmios eram “justos”, “bons” ou “bacanas” e chegou a confundir O Regresso com O Retorno

Confira alguns comentários nas redes sociais:

gloria

gloria

gloria

gloria

gloria

gloria

gloria

gloria

gloria

gloria

Conheça os principais filmes indicados ao Oscar 2016

Na noite de 28 de fevereiro, o cinema internacional viverá mais uma edição da premiação mais importante da sétima arte, a 88º cerimônia de entrega dos Academy Awards – a tão esperada e cobiçada entrega do Oscar. A cerimônia acontecerá no Teatro Dolby, na Califórnia, e terá como anfitrião o comediante Chris Rock. Que tal se preparar para acompanhar o evento conhecendo um pouco mais sobre os principais filmes indicados aos prêmios?

 

O Regresso

Neste longa indicado a 12 Oscars, Leonardo DiCaprio vive Hugh Glass, que parte para o oeste americano em 1822 para ganhar dinheiro com caça. Após ser atacado por um urso, é abandonado pelo parceiro, mas, mesmo com toda adversidade, ele consegue sobreviver em uma jornada de vingança. O filme, dirigido por Alejandro González Iñárritu, vencedor do Oscar 2015 de melhor diretor, é inspirado em fatos reais e concorre nas principais categorias: melhor filme, melhor diretor, melhor ator para Leonardo DiCaprio e melhor ator coadjuvante para Tom Hardy.

 

Carol

Dirigido por Todd Haynes, “Carol” narra o relacionamento entre a jovem Therese Belivet e a elegante Carol Aird, que juntas, fazem uma viagem pelos Estados Unidos. O filme é um dos maiores sucessos do cinema atual, com indicações ao Oscar de Melhor Roteiro, Melhor Trilha Sonora, Melhor Fotografia, Melhor Maquiagem, e de Melhor Atriz à Cate Blanchett e Melhor Atriz Coadjuvante à Ronney Mara.

 

Spotlight – Segredos Revelados

Michael Keaton, Mark Ruffalo e Rachel McAdams dão vida à história inspirada em fatos reais de um grupo de jornalistas de Boston que buscam provar os diversos casos de abuso de crianças causados por padres católicos, casos esses que foram ocultados por líderes religiosos por anos, punindo padres da região pelos crimes. O filme concorre em 6 categorias, incluindo melhor filme, melhor diretor, melhor roteiro original e melhor edição.

 

A Grande Aposta

Reunindo um elenco de grandes nomes, A Grande Aposta narra as desventuras de investidores do mercado imobiliário nos Estados Unidos. Christian Bale, Ryan Gosling, Brad Pitt e Steve Carell vivem um dono de uma empresa, um corretor e um de seus clientes, e um guru de Wall Street, envolvidos nos altos e baixos do mercado americano. O longa concorre nas categorias de melhor filme, melhor diretor, melhor roteiro original e melhor ator coadjuvante para Mark Ruffalo.

 

O Quarto de Jack

Neste drama canadense acompanhamos a história de Joy e Jack, que vivem isolados em um quarto, e que mantém contato com o mundo exterior apenas através da visita periódica do Velho Nick, que os mantém em cativeiro. Joy faz de tudo para fazer da vida no quarto mais suportável e elabora um plano para fugir do local e voltar à realidade. O filme concorre ao Oscar de Melhor Filme, Melhor Atriz para Brie Larson, Melhor Diretor e Melhor Roteiro Adaptado.

 

A Garota Dinamarquesa

O premiado Eddie Redmayne vive a história de Lili Elbe, nascida Einar Mogens Wegener e a primeira pessoa na história a se submeter a uma cirurgia de redesignação de gênero. No longa de Tom Hooper, acompanhos o relacionamento amoroso do pintor dinamarquês Einar com Gerda (Alicia Vikander) e sua autodescoberta como mulher. O longa concorre a quatro estatuetas do Oscar, incluindo indicações de melhor ator para Eddie Redymane, melhor atriz coadjuvante para Alicia Vikander, melhor design de produção e melhor figurino.

 

Joy: o nome do sucesso

Mais um longa que marca a colaboração de Jennifer Lawrence com o diretor David O. Russell, de “O Lado Bom da Vida”, “Joy: o nome do sucesso” é inspirado na vida da inventora norte-americana Joy Mangano, uma das principais empreendedoras dos Estados Unidos. O papel de Joy rendeu à Jennifer Lawrence mais uma indicação ao Oscar de Melhor Atriz. No longa, ela contracena com Robert DeNiro e Bradley Cooper.

 

Brooklin

O drama narra a jornada da jovem irlandesa Ellis Lacey, que se muda de sua terra natal para morar no Broolyn (EUA) e realizar seus sonhos. No início, ela enfrenta dificuldades para se ajustar, até conhecer o bombeiro italiano Tony e se ver dividida entre dois países, o amor e o dever. O filme concorre ao Oscar em três categorias: Melhor Filme, Melhor Atriz (para Saoirse Ronan) e Melhor Roteiro Adaptado.

 

Cinco Graças

Indicado à categoria de melhor filme estrangeiro, o longa francês fala sobre os efeitos do fundamentalismo religioso na vida de cinco irmãs, que precisam ficar trancadas em casa à espera de um marido e longe das tentações da carne.

 

Os Oito Odiados

Oitavo filme dirigido por Quentin Tarantino, Os Oito Odiados narra a história de oito personagens que se abrigam em uma estalagem e, aos poucos, descobrem os segredos uns dos outros. Kurt Russell, Jennifer Jason Leigh, Samuel L. Jackson, Michael Madsen e Tim Roth dão vida aos personagens neste longa de faroeste indicado ao Oscar de melhor trilha sonora, melhor atriz coadjuvante para Jennifer Jason Leigh e melhor fotografia.

 

O Filho de Saul

Indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro e favorito na categoria, o drama húngaro “Filho de Saul” retrata os horrores de Auschwitz, mostrando o funcionamento do campo de concentração nazista.

 

Anomalisa

Dirigido por Charlie Kaufman e Duke Johnson, a animação Anomalisa, que concorre ao Oscar da categoria, narra a história de um palestrante motivacional que viaja à Connecticut e encontra Lisa, uma jovem que assistiria sua palestra no dia seguinte, e por quem ele se apaixona.

 

O Menino e o Mundo

Concorrendo à estatueta de melhor animação, o longa “O Menino e o Mundo” foi lançado em 2014 nos cinemas do Brasil e narra a história de um menino que deixa a aldeia onde vive em busca de seu pai. Em sua jornada de autodescobrimento, encontra seres estranhos e descobre a desigualdade social.

 

O Abraço da Serpente

Neste longa colombiano, acompanhamos a trajetória de Théo, um explorador europeu que conta com a ajuda do Karamakate para percorrer o rio Amazonas à procura de uma lendária flor que pode curar uma forte enfermidade que lhe ataca. 40 anos depois, Evan, outro explorador, segue a trilha de Théo e tenta convencer Karamakate para ajuda-lo. O filme concorre à estatueta de melhor longa estrangeiro.

 

45 anos

Indicado à categoria de melhor atriz para Charlotte Rampling, o filme conta a história de Kate Mercer, casa há 45 anos e que, enquanto se prepara para celebrar a data, recebe a notícia de que foi encontrado o corpo de um antigo amor do marido, uma mulher morta há 45. A notícia mexe com Kate e seu relacionamento com o esposo.

 

O Lobo do Deserto

Indicado à categoria de melhor filme estrangeiro, o longa jordaniano narra a história de amadurecimento precoce do pequeno Theeb durante a Primeira Guerra Mundial, que precisa aprender a viver sozinho após a morte do irmão no deserto.

 

Trumbo

Concorrendo à estatueta do Oscar na categoria de melhor ator para Bryan Cranston, Trumbo narra a história do roteirista norte-americano Dalton Trumbo, que precisa enfrentar uma crise profissional após ser colocado sob suspeita de ser comunista.

 

5 filmes indicados ao Oscar para assistir nos cinemas de Goiânia

Na noite de 28 de fevereiro, o cinema internacional viverá mais uma edição da premiação mais importante da sétima arte, a 88º cerimônia de entrega dos Academy Awards – a tão esperada e cobiçada entrega do Oscar. A cerimônia acontecerá no Teatro Dolby, na Califórnia, e terá como anfitrião o comediante Chris Rock. Quem ainda não assistiu aos filmes que concorrem ao prêmio não pode perder mais tempo e tem que correr para as salas de cinema – felizmente, os cinemas de Goiânia estão exibindo vários dos longas que estão na disputa. Confira os filmes que concorrem à estatueta do Oscar 2016 e que estão em exibição nos cinemas de Goiânia (para checar os horários e locais de exibição, é só clicar no nome do longa):

 

A Garota Dinamarquesa

O premiado Eddie Redmayne vive a história de Lili Elbe, nascida Einar Mogens Wegener e a primeira pessoa na história a se submeter a uma cirurgia de redesignação de gênero. No longa de Tom Hooper, acompanhos o relacionamento amoroso do pintor dinamarquês Einar com Gerda (Alicia Vikander) e sua autodescoberta como mulher. O longa concorre a quatro estatuetas do Oscar, incluindo indicações de melhor ator para Eddie Redymane, melhor atriz coadjuvante para Alicia Vikander, melhor design de produção e melhor figurino.

 

Anomalisa

Dirigido por Charlie Kaufman e Duke Johnson, a animação Anomalisa, que concorre ao Oscar da categoria, narra a história de um palestrante motivacional que viaja à Connecticut e encontra Lisa, uma jovem que assistiria sua palestra no dia seguinte, e por quem ele se apaixona.

 

O Abraço da Serpente

Indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, o longa colombiano acompanha a trajetória de Théo, um explorador europeu que conta com a ajuda do Karamakate para percorrer o rio Amazonas à procura de uma lendária flor que pode curar uma forte enfermidade que lhe ataca. 40 anos depois, Evan, outro explorador, segue a trilha de Théo e tenta convencer Karamakate para ajuda-lo.

 

O Quarto de Jack

Neste drama canadense acompanhamos a história de Joy e Jack, que vivem isolados em um quarto, e que mantém contato com o mundo exterior apenas através da visita periódica do Velho Nick, que os mantém em cativeiro. Joy faz de tudo para fazer da vida no quarto mais suportável e elabora um plano para fugir do local e voltar à realidade. O filme concorre ao Oscar de Melhor Filme, Melhor Atriz para Brie Larson, Melhor Diretor e Melhor Roteiro Adaptado.

 

O Regresso

Neste longa indicado a 12 Oscars, Leonardo DiCaprio vive Hugh Glass, que parte para o oeste americano em 1822 para ganhar dinheiro com caça. Após ser atacado por um urso, é abandonado pelo parceiro, mas, mesmo com toda adversidade, ele consegue sobreviver em uma jornada de vingança. O filme, dirigido por Alejandro González Iñárritu, vencedor do Oscar 2015 de melhor diretor, é inspirado em fatos reais.

Jurado do Oscar detona atuação de Leonardo DiCaprio em O Regresso

Em entrevista ao “The Hollywood Reporter”, o jurado disse não se sensibilizar pelo fato do ator ter sido “supostamente” injustiçado em edições anteriores da premiação. “Eu descartei Leonardo imediatamente por que é uma atuação ridícula. Eles estão apresentando sua campanha com base em quão difícil foi realizar o longa, certo? Estou cansado de ouvir isso. Ele [Leo] tem milhões de dólares e eu diria que ele aqueceu essa corrida. A justificativa é que ele nunca ganhou antes? Ele é um homem jovem, ele ainda tem tempo”, finalizou. O votante, claro, não se identificou.

Com “O Regresso”, DiCaprio recebeu sua quinta nomeação ao prêmio mais importante do cinema. O loiro já havia sido indicado pelas atuações em “Gilbert Grape – Aprendiz de Sonhador” (1993), “O Aviador” (2004), “Diamante de Sangue” (2006) e “O Lobo de Wall Street” (2013).

O filme “O Regresso” ainda está em cartaz nos cinemas. Confira abaixo o trailer:

Onde assistir a transmissão do Oscar 2016

Acontece em Los Angeles no próximo dia 28 o tão aguardado Oscar 2016. Ganhar um Oscar significa que um filme entrou no rol da história do cinema e passa a ser um objeto de desejo de quase todo cinéfilo.

E você pode acompanhar toda a elegante cerimônia, o tapete vermelho e a grande festa nos mínimos detalhes no canal TNT, Rede Globo e o E!.

Na Rede Globo a transmissão começa após o BBB16.

Já no canal TNT é possível acompanhar diretamente do tapete vermelho a partir das 20h30, pela TV e pela Web.

No canal E!, as 15h30 começa a contagem regressiva e em seguida, as 19h30, repórteres entram diretamente do tapete vermelho, para receber e entrevistar os convidados e candidatos do prêmio da grande noite. Ainda no mesmo canal, após a cerimônia de premiação, as 01h30 será possível acompanhar com exclusividade a grande festa.

Não vai perder em?!

Steve Jobs, dirigido por Danny Boyle, tem pre-estreia em cinema de Goiânia

Nos dias 23 e 24 de janeiro, o Cinemas Lumière do Shopping Bougainville fazem a pré-estreia do filme “Steve Jobs”, dirigido por Danny Boyle, de “127 horas”, “Quem quer ser um milionário?” e “Trainspotting”. Inspirado na vida do inventor, empresário e magnata Steve Jobs, interpretado por Michael Fassbender, o longa retrata três momentos importantes em sua vida: o lançamento do Macintosh, da empresa NeXT, e do iPod. O filme rendeu indicações ao Oscar de Melhor Ator e Melhor Atriz Coadjuvante a Michael Fassbender e Kate Winslet, que contracena com o astro no filme. O longa será exibido às 21h30 nos dois dias e os ingressos custam R$22 (inteira) e R$11 (meia).

 

Pré-estreia de Steve Jobs no Cinema Lumière do Shopping Bougainville

Quando: 23 e 24 de janeiro

Horário: 21h30

Onde: Cinemas Lumière Shopping Bougainville

Endereço: Rua 9, N1855, Setor Marista

Ingressos: R$22 (inteira) e R$11 (meia)

Os 10 maiores bafões da história do Oscar

Enquanto você aguarda a cerimônia de premiação do Oscar 2016 – que neste ano vai acontecer no dia 28 de fevereiro -, que tal ficar por dentro das maiores polêmicas que já aconteceram nesses 88 anos do maior prêmio do cinema mundial? O Curta Mais fez um passeio pelo mundo do cinema e encontrou os 10 maiores bafões da história do Oscar. Acompanhe:

 

1. Quando Clark Gable e Jimmy Stewart perderam o Oscar de Melhor Ator para Robert Donat, em 1939

Considerados os favoritos, Clark Gable e Jimmy Stewart não levaram a estatueta para casa. A Academia preferiu premiar o ator Robert Donat, que corria por fora da disputa.

 

2. Quando Cidadão Kane perdeu o Oscar de Melhor Filme

Considerado um dos melhores filmes de todos os tempos, o clássico do diretor Orson Welles contrariou todas as expectativas e não levou a estatueta de Melhor Filme de 1941. O grande vencedor da noite foi o longa Rebecca, a mulher inesquecível, do diretor Alfred Hitchcock.

 

3. Quando Grace Kelly levou o prêmio de Melhor Atriz em 1955

Estrela do filme Amar é sofrer, a eterna princesa de Mônaco desbancou a favorita Judy Garland e levou a estatueta mais cobiçada do cinema para seu palácio.

 

4. Quando o diretor Francis Ford Coppola perdeu o Oscar de Melhor Diretor por O Poderoso Chefão

O então jovem diretor de 33 anos era considerado o favorito a vencedor do Oscar de Melhor Diretor de 1973, mas contrariando todas as expectativas, perdeu a estatueta para o diretor do filme Cabaret, Bob Fosse.

 

5. Quando o filme Carruagens de Fogo faturou o prêmio de Melhor Filme

5. Chariots of Fire wins best picture (Credit: Credit: Warner Home Video)

Dirigido por Hugh Hudson, o drama Carruagens de Fogo venceu o Oscar de Melhor Filme de 1981, deixando para trás fortes concorrentes, entre eles, Indiana Jones e os Caçadores da Arca Perdida, de Steven Spielberg.

 

6. Quando Marisa Tomei ganhou o prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante em 1993

A atriz Marisa Tomei concorreu com nomes consagrados, entre eles, as atrizes Vanessa Redgrave e Judy Davis, mas ainda assim levou a estatueta para casa por sua atuação no longa Meu Primo Vinny. Quando seu nome foi anunciado no Teatro Kodak, a plateia pensou que o apresentador Jack Palance havia dito o nome errado.

 

7. Quando Coração Valente levou o prêmio de Melhor Filme

Há quem diga que a vitória do filme dirigido por Mel Gibson é um dos maiores equívocos da história da premiação. Grande vencedor de 1996, Coração Valente desbancou o favorito, o drama Apollo 13, e ainda faturou mais quatro prêmios.

 

8. Quando O Resgate do Soldado Ryan perdeu o Oscar de Melhor Filme

Indicado ao prêmio de Melhor Filme de 1999, O Resgate do Soldado Ryan foi desbancado pela comédia romântica protagonizada por Gwyneth Paltrow, Shakespeare Apaixonado. Frustração generalizada.

 

9. Quando Adrien Brody venceu como Melhor Ator

 

O azarão Adrien Brody desbancou nomes como Michael Caine, Jack Nicholson e Daniel Day-Lewis e levou o Oscar de Melhor Ator de 2003 por sua atuação no filme O Pianista, do diretor Roman Polanski.

 

10. Quando Crash – No Limite ganhou o prêmio de Melhor Filme de 2006

O filme vencedor de 2006 é considerado o “pior melhor” filme de todos os tempos. Muita gente não entendeu direito o porquê de ele ter levado a melhor, deixando o favorito daquele ano, o drama romântico O Segredo de Brokeback Mountain comer poeira.

 

Via BBC