Desvendamos todos os segredos de um verdadeiro oásis natural de emoção e mistério no coração do Cerrado

Mambaí, encravada no coração do Cerrado goiano, emerge como um refúgio encantador para entusiastas do ecoturismo e aventuras ao ar livre. Situada a cerca de 300 km de Brasília e aproximadamente 500 km de Goiânia, a cidade é acessível através de rotas bem sinalizadas e estradas em boas condições, garantindo uma chegada tranquila tanto para quem vem da capital federal quanto para os que partem da capital goiana.

O Poço azul em Mambaí é um dos pontos mais encantadores do Cerrado Goiano. Crédito: Prefeitura Municipal de Mambaí

O Poço azul em Mambaí é um dos pontos mais encantadores do Cerrado Goiano. Crédito: Prefeitura Municipal de Mambaí

Mambaí é um destino notável para quem procura uma experiência completa de ecoturismo e aventuras ao ar livre. A cidade se destaca por sua ampla gama de atividades que capturam a essência vibrante do Cerrado goiano.Entre as principais atrações está o Poço Azul, conhecido por suas três piscinas naturais de águas que variam de azul-turquesa a verde-esmeralda, dependendo da época do ano. As trilhas para chegar a estas piscinas têm cerca de 7,5 quilômetros e passam pelos cânions do Rio Vermelho, oferecendo uma experiência imersiva na natureza local.

Paraíso do Cerrado tem paisagens apaixonantes

A Cachoeira do Funil é outra maravilha de Mambaí, onde o rio despenca por cima de uma caverna, criando uma queda d’água de 50 metros que continua seu curso dentro da caverna. Esta cachoeira não só oferece uma paisagem espetacular, mas também atividades como rapel e pêndulo. Para os aventureiros que gostam de explorar o subterrâneo, a Caverna Lapa das Dores é imperdível. Acessível por um rapel de 27 metros através de uma claraboia, os visitantes podem explorar o interior iluminado da caverna, que é enriquecido com estalactites e outras formações rochosas.

Exploradores podem também desfrutar da Caverna Lapa das Dores, que oferece uma emocionante experiência de rapel para acessar seu interior, revelando estalactites e outras formações rochosas impressionantes. Outro destaque é a Cachoeira do Funil, onde o rio percorre uma caverna, formando uma espetacular queda d’água que pode ser observada por dentro da caverna, proporcionando um cenário único para os visitantes.

Além das já mencionadas atrações de Mambaí, a Cachoeira Paraíso do Cerrado e a Caverna Lapa do Penhasco são imperdíveis. A Cachoeira Paraíso do Cerrado, localizada a cerca de 30 km de Mambaí, oferece uma trilha fácil e estruturada, com a possibilidade de almoçar no local, aproveitando a hospitalidade e a comida caseira da região. Já a Caverna Lapa do Penhasco, situada na Área de Proteção Ambiental Nascentes do Rio Vermelho, é acessível por uma trilha de 200 metros de média dificuldade, permitindo aos visitantes explorar vastos salões e galerias repletos de formações rochosas impressionantes, sem necessidade de experiência prévia em espeleologia.

Mambaí oferece condições ideais para visitação de maio a agosto, devido ao clima mais seco que facilita o acesso às trilhas. A cidade conta com uma variedade de opções de hospedagem, desde áreas de camping até pousadas confortáveis, garantindo descanso após um dia de aventura​

Com todas estas atividades e a beleza natural bem preservada, Mambaí se estabelece firmemente como um destino imperdível para os aficionados por ecoturismo no Brasil, facilmente acessível tanto de Brasília quanto de Goiânia, prometendo aventuras inesquecíveis e uma profunda conexão com a natureza.

Leia também:

Revelamos a cidade goiana onde a magia das rochas e das cachoeiras esconde segredos ancestrais

Cidade goiana situada no encontro dos rios Vermelho e Araguaia é considerada o paraíso da pesca

Conheça a Buenos Aires de Goiás

Posse é uma cidade encantadora localizada no nordeste do estado de Goiás, Brasil. Situada a 550 km de Goiânia e a 318 km de Brasília, Posse é conhecida como a “Rainha do Nordeste Goiano” por ser o principal centro da região. A cidade tem uma população de pouco mais de 37 mil habitantes.

A história de Posse é fascinante. A cidade surgiu com a chegada de imigrantes nordestinos que fugiam da seca em busca de terras férteis no meio do século XIX. Inicialmente, o povoado foi chamado de Buenos Aires, localizado abaixo da confluência do Rio Corrente com o Rio Paraná. No entanto, um surto de malária fez com que os primeiros colonos se mudassem para terras mais altas ao pé da Serra Geral, onde formaram outro assentamento. O novo povoado recebeu o nome de “Posse” porque os habitantes haviam tomado posse das terras ao longo do córrego Passagem dos Gerais em 1830.

Um dos principais atrativos de Posse é o Poço Azul, uma cachoeira deslumbrante que é um verdadeiro tesouro natural34. O Poço Azul é um conjunto de três piscinas naturais com água cristalina, cheia de peixinhos e com tonalidades que variam entre azul turquesa e verde esmeralda. A trilha até as piscinas é um atrativo à parte, pois passa por cânions e pelo Rio Vermelho.

Posse é uma cidade com uma localização privilegiada, ao pé da Serra das Araras, com uma temperatura média de 25 °C e uma oferta de água mineral retirada das encostas das montanhas. A parte leste do município é atravessada pelo Rio Paranã e seus afluentes. As terras são férteis, com pastagens naturais e florestas ricas em madeiras nobres. As terras têm um fertilizante natural – fosfato – que ajuda a renovar o solo.

Portanto, se você ainda não conhece Posse, esta cidade encantadora tem muito a oferecer com sua rica história, paisagens deslumbrantes e o incrível Poço Azul. Vale a pena visitar!

32c4c517508632b04abf3fc1dafc0737.png

Foto: Prefeitura Municipal de Posse

A história de Posse começa no início do século XIX, quando imigrantes nordestinos chegaram à região procurando terras para cultivo de cereais. A região era conhecida como “Buenos Aires” e foi palco de atividades como pastoreio, lavoura e engenho. O nome era devido a proximidade com o Rio Prata e os moradores compararem com “La Plata”.

Infelizmente, a malária devastou a população logo nos primeiros anos de fundação da cidade. No entanto, os habitantes não se deixaram abater e se mudaram para a zona da chapada, onde formaram o novo povoado de Posse. Com o desenvolvimento da indústria rural, agricultura e criação de gado, a cidade se tornou distrito em 1855 e obteve sua autonomia municipal em 1872.

Hoje em dia, Posse é conhecida como a “Rainha do Nordeste Goiano” por ser o principal centro da região. E um dos seus principais atrativos é o Poço Azul, situado a apenas 12 km do centro da cidade. O poço é cercado por uma paisagem incrível e suas águas cristalinas são uma tentação para quem quer mergulhar e se refrescar em um dia quente de verão.

Preview

Poço Azul, em Posse, Goiás. Foto: @thomasaugusto73

Mas não é só isso: Posse também é um destino para quem gosta de aventura. A cidade conta com uma cachoeira de 35 metros, a maior das cinco cachoeiras que ficam em uma trilha de apenas 1 km. Além de muitas outras por perto! As paisagens únicas de Guarani de Goiás, que fica a apenas 20 km de Posse, também valem a visita.

Conheça o outro lado de Terra Ronca com cachoeiras exuberantes - Curta Mais

Foto: Luciano Guimarães

Posse é uma cidade que tem muito a oferecer, desde sua história surpreendente até suas paisagens deslumbrantes e seu poço azul apaixonante. Se você ainda não conhece esse tesouro do nordeste goiano, não perca mais tempo: planeje sua viagem e descubra tudo o que essa cidade encantadora tem a oferecer.

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Fotos de capa: @thomasaugusto73

A ‘Buenos Aires de Goiás’ abriga poço azul com paisagem inesquecível

Posse, situada a 550 km de Goiânia e a 318 km de Brasília, é uma joia escondida no nordeste goiano. Com uma população de pouco mais de 37.000 habitantes, a cidade é rica em história e em belezas naturais, destacando-se como o principal centro da região. O motivo de seu antigo apelido, “Buenos Aires de Goiás”, vai muito além de uma simples comparação com a capital argentina. 

 

Das Raízes Históricas às Maravilhas Naturais

 

A origem de Posse remonta ao início do século XIX, com a chegada de imigrantes nordestinos em busca de terras férteis para o cultivo de cereais. A localidade foi originalmente chamada de “Buenos Aires” devido à proximidade com o Rio Prata, evocando comparações com a cidade de “La Plata” na Argentina. A cidade prosperou com atividades como pastoreio, lavoura e operação de engenhos, mas sofreu um golpe devastador quando a malária dizimou a população nos primeiros anos após sua fundação.

Resilientes, os habitantes se deslocaram para a zona da chapada e estabeleceram o novo povoado de Posse. A cidade foi elevada à categoria de distrito em 1855 e conquistou sua autonomia municipal em 1872, impulsionada pelo desenvolvimento da agricultura, pecuária e indústria rural.

 

O Poço Azul: Uma Obra-Prima da Natureza

 

Hoje, um dos atrativos mais fascinantes de Posse é o Poço Azul, localizado a apenas 12 km do centro da cidade. Este santuário natural é circundado por uma paisagem de tirar o fôlego e suas águas cristalinas são irresistíveis para quem busca um refúgio refrescante nos dias quentes.

 

A aventura espera por você

Mas o charme de Posse não para por aí. A cidade é um playground para aventureiros, ostentando uma cachoeira de 35 metros de altura — a mais grandiosa dentre as cinco cachoeiras encontradas em uma trilha de apenas 1 km de extensão. A vizinha Guarani de Goiás, a 20 km de distância, também oferece paisagens espetaculares que merecem uma visita.

Se você ainda não explorou esse tesouro do nordeste goiano, está na hora de planejar sua viagem. Posse é um destino completo, oferecendo uma combinação perfeita de história, aventura e serenidade natural que poucas cidades podem igualar.

 

Leia também:

O refúgio natural entre Goiânia e Brasília que você não pode ignorar – Curta Mais

Cidade goiana com nome indígena é uma dádiva às margens do Araguaia – Curta Mais

Cidade goiana já carregou a coroa de ‘Capital do Feijão’ – Curta Mais

Conheça a fascinante e extraordinária jóia oculta do Nordeste Goiano

Mambaí, estrategicamente localizada no entroncamento entre o Nordeste Goiano e a Bahia e abrigando cerca de sete mil habitantes, é um diamante bruto do ecoturismo brasileiro. Mesmo sendo um município de proporções modestas, conserva em seu território alguns dos mais esplêndidos tesouros naturais do país. 

 

Com um legado político de 55 anos, Mambaí deslumbra visitantes com sua diversidade natural, que vai desde deslumbrantes cachoeiras a tranquilos lagos, passando por majestosos cânions e um conjunto único de cavernas, esculpidas nos calcários do Grupo Bambuí.

 

Este santuário ecológico está a meros 307 km de Brasília e tem emergido com destaque como um dos centros mais promissores de ecoturismo e turismo de aventura do Brasil. Além disso, o município tem o privilégio de estar situado em uma Área de Proteção Ambiental (APA), que resguarda as nascentes do Rio Vermelho.

 

As cavernas, um dos carros-chefe do turismo local, apresentam como destaques a Lapa do Penhasco e a Tarimba, esta última reconhecida entre espeleólogos por ser uma das maiores do Brasil em extensão, com impressionantes 12 km de galerias mapeadas.

 

Contrastando com sua riqueza natural, Mambaí enfrenta desafios socioeconômicos, muitas vezes sendo erroneamente classificada entre os locais com os menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) tanto do estado quanto da região Centro-Oeste. No entanto, o turismo tem se mostrado uma poderosa ferramenta para a promoção do desenvolvimento sustentável e da distribuição de renda na área.

 

E as opções não param nas cavernas. Mambaí convida a experiências únicas, como a visita à Cachoeira do Funil, à encantadora Cachoeira Paraíso do Cerrado e ao sereno Poço Azul. Para aqueles que apreciam caminhadas em meio à natureza, a Trilha Itaguassu oferece uma jornada por quatro distintas vegetações.

 

Em Mambaí, a aventura e a natureza andam de mãos dadas. Descubra este pólo emergente de turismo sustentável e mergulhe nas maravilhas do Nordeste Goiano.

Descubra a beleza do Poço Azul na cidade que é considerada a ‘Rainha do Nordeste Goiano’

A cidade goiana de Posse é um verdadeiro tesouro do nordeste goiano a 550 km de Goiânia e a 318 km de Brasília. Com uma história surpreendente e paisagens deslumbrantes, ela conta com um atrativo especial: o Poço Azul, uma cachoeira completamente apaixonante.

Se você ainda não conhece essa cidade encantadora, continue lendo e descubra tudo o que ela tem a oferecer. A cidade, com pouco mais de 37 mil habitantes, já foi conhecida como “Buenos Aires” de Goiás! Entenda porque!

32c4c517508632b04abf3fc1dafc0737.png

Foto: Prefeitura Municipal de Posse

A história de Posse começa no início do século XIX, quando imigrantes nordestinos chegaram à região procurando terras para cultivo de cereais. A região era conhecida como “Buenos Aires” e foi palco de atividades como pastoreio, lavoura e engenho. O nome era devido a proximidade com o Rio Prata e os moradores compararem com “La Plata”.

Infelizmente, a malária devastou a população logo nos primeiros anos de fundação da cidade. No entanto, os habitantes não se deixaram abater e se mudaram para a zona da chapada, onde formaram o novo povoado de Posse. Com o desenvolvimento da indústria rural, agricultura e criação de gado, a cidade se tornou distrito em 1855 e obteve sua autonomia municipal em 1872.

Hoje em dia, Posse é conhecida como a “Rainha do Nordeste Goiano” por ser o principal centro da região. E um dos seus principais atrativos é o Poço Azul, situado a apenas 12 km do centro da cidade. O poço é cercado por uma paisagem incrível e suas águas cristalinas são uma tentação para quem quer mergulhar e se refrescar em um dia quente de verão.

Preview

Poço Azul, em Posse, Goiás. Foto: @thomasaugusto73

Mas não é só isso: Posse também é um destino para quem gosta de aventura. A cidade conta com uma cachoeira de 35 metros, a maior das cinco cachoeiras que ficam em uma trilha de apenas 1 km. Além de muitas outras por perto! As paisagens únicas de Guarani de Goiás, que fica a apenas 20 km de Posse, também valem a visita.

Conheça o outro lado de Terra Ronca com cachoeiras exuberantes - Curta Mais

Foto: Luciano Guimarães

Posse é uma cidade que tem muito a oferecer, desde sua história surpreendente até suas paisagens deslumbrantes e seu poço azul apaixonante. Se você ainda não conhece esse tesouro do nordeste goiano, não perca mais tempo: planeje sua viagem e descubra tudo o que essa cidade encantadora tem a oferecer.

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Fotos de capa: @thomasaugusto73

Poço Azul: conheça um paraíso de águas azul-turquesa em Goiás, que vai te deixar de queixo caído

Mambaí é uma cidadezinha no interior de Goiás, quase na divisa com o estado da Bahia. Está a cerca de 315 km de Brasília e 500 km de Goiânia, situada na Área de Proteção Ambiental (APA), nas nascentes do Rio Vermelho. Chamado originalmente de Riachão, o local era conhecido pela produção de látex de mangaba, fruta típica do Cerrado, que era extraído pelos pioneiros vindos da Bahia, onde a junção de mangaba e Bahia, resultou no nome atual, Mambaí. A cidade de pouco mais de 7 mil habitantes, fica em uma ramificação montanhosa da Serra Geral e no mesmo complexo rochoso de Terra Ronca, e é um tesouro desconhecido para a maioria dos goianos. A região ainda abriga mais de 200 cavernas, muitas grutas, cachoeiras, quedas livres ideais para a prática de trekking, rapel e tirolesa. 

Há alguns anos, essa pequena cidade no interior do Goiás tem despertado interesse nos amantes de natureza e turismo de aventura. E falando em explorar esse paraíso recém-descoberto, o repórter fotográfico do Curta Mais, Marcos Aleotti, desta vez conheceu e registrou o surreal Poço Azul.

Poço Azul

Uma dessas grandes atrações em Mambaí é o incrível Poço Azul, que com certeza lhe proporcionar momentos inesquecíveis neste paraíso em Goiás! Poço Azul é o conjunto de três piscinas naturais surreais, com água cristalina, cheia de peixinhos e com tonalidade que variam entre azul turquesa e verde esmeralda. A trilha até as piscinas é um atrativo a parte, caminha-se por entre cânions, na metade do trajeto atravessa por dentro do Rio Vermelho, e a trilha segue margeando o rio.

Partindo de Mambaí, são cerca 21 km percorridos de carro em asfalto em ótimo estado de conservação até o início da trilha, onde os veículos ficam estacionados. A trilha tem cerca de 3,5 km (ida), acesso médio a difícil, com trechos íngremes, passamos por algumas subidas e descidas um pouco puxadas, sendo maior parte do caminho em terreno plano.

Como o passeio é de longo trajeto é importante ir preparado, levar lanches leves e bastante água, no mínimo 2 litros. Os Poços Azuis são um verdadeiro cenário de filme, ideal pra relaxar, tomar longos banhos e renovar as energias, o esforço é recompensador!

Recomendações:
Use calçados apropriados;
Leve água, repelente, chapéu e filtro solar;
Leve lanches para poder ficar um tempo maior;
Uma pequena mochila é suficiente para o passeio. Evite pesos desnecessários;
Não deixe lixo no local, não faça fogueiras;
Respeite a natureza.

Como chegar em Mambaí:
Partindo de Goiânia, pela GO-060 até Brasília, na capital federal, segue-se pela BR-020 passando pela cidade de Formosa seguindo rumo a Alvorada do Norte/GO.

Após 6 km passados de Alvorada do Norte seguir à direita no trevo para Buritinópolis, pegando a GO-236 e seguir por mais 45 km até chegar a Mambaí.

Dicas, roteiros e outras informações:
Assim como na maioria dos atrativos da região, o Poço Azul é obrigatório a contratação de um guia, além de seguro, torna o passeio enriquecedor. Para agendar passeios e organizar todo o seu roteiro, na cidade de Mambaí existem duas agências que oferecem os passeios, guias e instrutores para os esportes de aventura.

Agência Mambaí Adventure
Site: http://www.mambaiadventure.com.br/
Telefone: (62)9 9978-5979

Cerrado Aventura, Mambaí
Site: https://cerradoaventuramambai.com.br/
Telefone: (62) 9 9853-1497

Fotos: Marcos Aleotti/Curta Mais