‘Veja’ destaca avanços goianos na segurança pública

O Estado de Goiás tem se destacado na segurança pública sob a liderança do governador Ronaldo Caiado. A política de segurança implementada por Caiado tem sido um exemplo para todo o Brasil, com destaque na  edição desta semana da  revista “Veja”. A revista anuncia “Vitórias contra o crime”, mencionando que os investimentos em veículos, o uso intensivo de tecnologia e ações sociais, entre outras medidas, adotadas por alguns estados, demonstram que é possível obter avanços significativos na área de segurança pública.

Em Goiás, a segurança pública ganhou relevância política nos últimos tempos e já desponta como um tema central para a eleição nacional de 2026.  O Estado tem experimentado resultados positivos no enfrentamento à criminalidade, com reduções expressivas em ocorrências sensíveis como homicídios, latrocínios e roubos.

Capa da edição desta semana da Revista Veja

Capa da edição desta semana da Revista Veja

 Veja destaca ações básicas e estratégicas goianas

Print da matéria da Veja que está no site

Print da matéria da Veja que está no site

De acordo com a revista Veja, o sucesso do estado de Goiás na segurança pública se deve à implementação de ações básicas e estratégicas. O modelo adotado pelo governador Ronaldo Caiado envolve integração entre diversas forças de segurança, análise precisa das estatísticas e alocação eficaz de recursos para combater o crime. Além disso, Goiás está atuando em conjunto com outros estados para combater o crime organizado por meio do Gabinete Integrado de Inteligência de Segurança Pública (GIISP).

A integração das forças de segurança é uma das estratégias essenciais para o sucesso de Goiás. A partir da análise das estatísticas, o estado pode identificar locais de maior criminalidade e vulnerabilidade social, permitindo um combate mais eficaz. A colaboração entre polícias, Ministério Público e outros órgãos é fundamental para a implementação de operações de grande escala e ações coordenadas.

Os recursos para segurança pública em Goiás foram direcionados para a compra de armas, veículos e contratação de pessoal, reforçando o policiamento ostensivo, inclusive em áreas rurais. O uso de tecnologia moderna, como georreferenciamento, também tem sido crucial para melhorar a eficiência das operações e responder rapidamente a incidentes.

Outra estratégia importante é a separação de líderes presos para evitar a comunicação entre membros de facções criminosas e impedir seu financiamento. Essa abordagem ajuda a enfraquecer o crime organizado e reduz a influência de organizações criminosas dentro e fora das prisões.

Além de Goiás, a revista Veja destaca os estados do Espírito Santo, Rio Grande do Sul e Santa Catarina como exemplos de sucesso na segurança pública. Esses estados, junto com Goiás, fazem parte do Gabinete Integrado de Inteligência de Segurança Pública (GIISP), uma iniciativa para coordenar esforços no combate ao crime organizado. O GIISP atua de forma itinerante, estabelecendo-se a cada seis meses em um dos estados do Cosud (Consórcio de Desenvolvimento do Sul e Sudeste).

A colaboração entre esses estados é um passo importante para enfrentar o crime organizado de maneira eficaz. Com estratégias bem definidas, uso de tecnologia e colaboração entre diferentes setores, Goiás está se destacando como um exemplo de sucesso na segurança pública no Brasil. Essas ações demonstram que o enfrentamento do crime pode ser feito de forma estratégica e integrada, resultando em uma significativa redução da criminalidade e uma sociedade mais segura.

Confira os avanços significativos alcançados em Goiás e que fazem do estado uma referência para o Brasil, de acordo com a Revista Veja

  1. Redução de Crimes Violentos:

    • Homicídios: Houve uma queda de 56% nos homicídios, indicando uma melhoria significativa na segurança das pessoas.

    • Latrocínios: A redução impressionante de 88% nos latrocínios demonstra o sucesso das medidas adotadas.

    • Furto e Roubo de Veículos: Esses crimes diminuíram em 80%, contribuindo para um ambiente mais seguro.

  2. Investimentos Estratégicos:

    • Goiás investiu pesadamente em armas, viaturas e agentes de segurança. Além disso, o policiamento ostensivo foi reforçado, inclusive em áreas rurais, com tropas especializadas e georreferenciamento de propriedades.

    • O estado também se destacou na luta contra o novo cangaço, com nenhuma cidade goiana sendo vítima de sequestro por quadrilhas desde 2019.

  3. Enfrentamento da Impunidade:

    • A resolutividade dos crimes de homicídio atingiu 80,52% em 2019, e 88% das perícias foram concluídas nos inquéritos da Delegacia Estadual de Homicídios.

  4. Operações de Grande Escala:

    • A Operação Icarus desmantelou uma quadrilha internacional de tráfico de drogas que usava Goiás como parte de sua rota para a Europa. Foram apreendidos veículos de luxo, dinheiro e aeronaves.

    • A Operação Violare combateu a violência contra mulheres e vulneráveis, resultando em 151 prisões, incluindo indivíduos já condenados que estavam soltos. Além disso, um estuprador que atuava em Goiás desde 2014 foi detido.

  5. Combate à Corrupção:

    • A Superintendência de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado realizou operações em várias áreas, desvendando esquemas de corrupção e afastando suspeitos de suas funções

 

Leia também:

‘Veja’ destaca avanços goianos na segurança pública

Cidade goiana de águas quentinhas é o destino nacional mais visitado por assinantes de viagem

Delegado Eduardo Prado solta o verbo e diz que será candidato a prefeito em caso de desistência de Gustavo Gayer

Em resposta aos rumores de uma possível desistência do pré-candidato a prefeito de Goiânia pelo PL, Gustavo Gayer, o deputado estadual Delegado Eduardo Prado afirmou na tarde desta terça-feira (23/04), que está disposto a concorrer ao cargo pelo partido do ex-presidente Jair Bolsonaro. “Tenho uma história na cidade, que começou com o meu avô, ex-presidente da Associação do Fisco. Meu pai foi vereador em Goiânia por dez anos”, afirmou.

A declaração de Prado tem como principal objetivo evitar que seu partido passe a fazer parte da base do governador Ronaldo Caiado (União Brasil), que tem o empresário Sandro Mabel como pré-candidato a prefeito. O deputado estadual garantiu que a junção está fora de cogitação.

A composição entre os dois grupos passou a ser cogitada após a ex-primeira-dama de Aparecida de Goiânia, Mayara Mendanha, ter transferido seu domicílio eleitoral para Goiânia e se filiado ao PL. Nos bastidores, a esposa do ex-prefeito Gustavo Mendanha chegou a ser cogitada como vice de Mabel.

Prado também deixou claro que só lançará seu nome à prefeitura caso, de fato, Gustavo Gayer decida permanecer na Câmara Federal. “Caso ele não seja candidato, me coloco à disposição e não abro mão disso”, concluiu. O parlamentar recebeu o apoio de outros dois deputados estaduais do PL: Major Araújo e Paulo Cezar Martins.

Goiás está com 700 vagas abertas para cursos gratuitos de Tecnologia

As Escolas do Futuro de Goiás estão com mais de 700 vagas abertas para cursos em tecnologia presenciais e on-line nas unidades de Goiânia, Aparecida de Goiânia, Mineiros, Santo Antônio do Descoberto e Valparaíso de Goiás.

As inscrições devem ser feitas até 26 de abril para os cursos on-line e até 6 de maio para os presenciais, exclusivamente pelo site efg.org.br/editais. Podem se inscrever pessoas acima de 16 anos com ensino fundamental completo.

As vagas são distribuídas da seguinte maneira: 202 em Goiânia, sendo 30 direcionadas para cursos técnicos, 89 para capacitação e 83 para qualificação; 149 em Mineiros, sendo 30 vagas para cursos técnicos, 29 para capacitação e 90 para qualificação; e 360 em Santo Antônio e Valparaíso, sendo 90 vagas de qualificação e 90 de capacitação, em cada unidade.

“Cada uma das Escolas do Futuro de Goiás tem R$ 7 milhões investidos apenas em laboratórios. São escolas de primeiro mundo voltadas para o ensino técnico, a fim de dar oportunidades rápidas de trabalho aos goianos, e em áreas do mercado que pagam bem. Por isso, sob determinação do governador Ronaldo Caiado, investimos pesado na área”, diz o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, José Frederico Lyra Netto.

Foto: Secti

 

Áreas

Entre os cursos disponíveis estão: Desenvolvimento de Jogos para Dispositivos Móveis, Pilotagem de Drone, Desenvolvimento Web, Robótica Educacional para Docentes, Impressão de Peças 3D, além de cursos básicos como Pacote Office, Técnicas de Vendas e mídias sociais. Há oportunidades também para o Decolab, iniciativa que oferta cursos voltados ao empreendedorismo.

As Escolas do Futuro de Goiás são unidades de ensino profissionalizante do Governo de Goiás, ligadas à Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), e que buscam proporcionar oportunidades rápidas de trabalho em áreas do mercado bem remuneradas.

Sob a gestão da Universidade Federal de Goiás, essas unidades são fundamentais para o desenvolvimento tecnológico e a formação de talentos em Goiás.

 

Veja também:

Sandro Mabel e Vilmar Mariano farão dobradinha pela base governista em Goiânia e Aparecida

Após idas e vindas, o prefeito de Aparecida de Goiânia, Vilmar Mariano, vai deixar o MDB para se filiar ao União Brasil nesta quinta-feira (04/04). Com a filiação, o prefeito se consolida como nome da base caiadista na cidade. A chapa deve ter o ex-deputado federal Leandro Vilela (MDB) como candidato a vice.

O evento também marcará a filiação do empresário Sandro Mabel ao partido. Ele será o candidato da base governista em Goiânia. O governador Ronaldo Caiado (União Brasil) e o vice-governador Daniel Vilela (MDB) já confirmaram presença no evento.

O destino de Vilmar Mariano foi decidido na manhã desta quinta-feira, menos de 24 horas depois do ex-prefeito Gustavo Mendanha anunciar que o candidato da base seria Leandro Vilela. Figura-chave na eleição aparecidense, Mendanha deve apoiar a candidatura de Vilmar para evitar que a base caiadista fique dividida na cidade. A ideia é evitar a vitória do deputado federal e pré-candidato Alcides Ribeiro (PL), que lidera todas as pesquisas de intenção de voto.

Base governista define candidatos em Goiânia e Aparecida, mas segue dividida em Anápolis

A base do governador Ronaldo Caiado (União Brasil) definiu quem serão os candidatos às prefeituras de dois dos três maiores colégios eleitorais do Estado. Em Goiânia, o grupo bancará o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), Sandro Mabel. O candidato a vice deve ser indicado pelo MDB ou, em uma hipótese mais remota, pelo PL.

Em Aparecida de Goiânia, o candidato será o ex-deputado federal Leandro Vilela (MDB). A escolha foi feita em meio ao distanciamento entre o prefeito Vilmar Mariano e o ex-prefeito Gustavo Mendanha, figura-chave na eleição aparecidense.

O cenário em Anápolis ainda é incerto e a base de Caiado pode se dividir entre o suplente de deputado federal Márcio Corrêa, que deixou o MDB nesta semana e se filiou ao PL, e o atual vice-prefeito Márcio Cândido (PSD). Até o momento, não há consenso e os dois garantem que disputarão as eleições.

Preocupação
A coluna apurou que Ronaldo Caiado não está nada satisfeito com a divisão da base em Anápolis. O receio é que a situação acabe beneficiando o deputado estadual Antônio Gomide (PT), que lidera todas as pesquisas de intenção de voto.

Martelo (quase) batido
Em Aparecida, se nada mudar, Vilmar Mariano deve se filiar ao PRD nesta sexta-feira (05/04). Nas redes sociais, a deputada federal Magda Mofatto, que comanda o diretório estadual, já dá como certa a entrada do prefeito e pré-candidato à reeleição ao partido.

Convite
Na oposição, o ex-deputado estadual Max Menezes (PSD) está disposto a aceitar o convite para compor como vice na chapa do deputado federal e pré-candidato a prefeito, Alcides Ribeiro (PL). No entanto, o presidente estadual do partido, senador Vanderlan Cardoso, ainda não decidiu se entregará o partido à base de Vilmar Mariano ou se deixará a definição nas mãos do diretório municipal.

Incógnita
Caso o deputado federal Gustavo Gayer (PL) desista de concorrer à prefeitura de Goiânia, dois nomes estão interessados na vaga: o ex-candidato a governador de Goiás, Major Vitor Hugo, e o deputado estadual Eduardo Prado. O assunto será decidido pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), que estará em Goiânia nesta quinta-feira.

Procura-se
Pré-candidata do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Goiânia, a deputada federal Adriana Accorsi (PT) segue em busca de um candidato a vice fora do campo da esquerda. A petista, inclusive, tem conversado com dirigentes de legendas que compõem a base de Caiado.

Definidos
Na tentativa de recuperar território político em Goiás, o PSDB escolheu seus pré-candidatos a prefeito em três dos cinco maiores colégios eleitorais do Estado. São eles: Matheus Ribeiro (Goiânia), Hélio Lopes (Anápolis) e Ana Lúcia (Luziânia). O ex-governador Marconi Perillo também tenta convencer o presidente da Câmara de Aparecida de Goiânia, André Fortaleza, a concorrer ao cargo.

Legislativo
Saúde – Goiás pode ganhar o Estatuto da Pessoa com Obesidade. A proposta consta em um projeto apresentado pelo deputado estadual Virmondes Cruvinel (União Brasil).

Propaganda – Em Goiânia, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Municipal aprovou o projeto do vereador Thialu Guiotti (Avante), que visa flexibilizar as regras de instalação de painéis publicitários tipo DTM – luminosos, capazes de transmitir mensagens variadas, por meio de imagens animadas.

Após desafiar Vanderlan, Lucas Kitão retira pré-candidatura a prefeito e declara apoio a Sandro Mabel

O vereador Lucas Kitão retirou sua pré-candidatura a prefeito de Goiânia para apoiar o ex-deputado federal Sandro Mabel. O parlamentar também deixou o PSD e ingressou ao União Brasil, partido do governador Ronaldo Caiado. A ficha de filiação foi assinada na tarde desta terça-feira (02/04).

Apesar de anunciar que a decisão foi tomada em razão de Mabel “ser o que mais agrega entre os cogitados pelo governador”, Kitão estava em rota de colisão com a direção do PSD. O parlamentar havia desafiado o senador Vanderlan Cardoso, que também lançou pré-candidatura à Prefeitura de Goiânia na última semana.

Em março, o vereador pediu que a escolha do candidato do partido fosse feita por meio de prévias. No entanto, a direção do PSD não respondeu o pedido e o vereador passou a criticar publicamente a condução do assunto. “Lideranças histórias da nossa legenda estão sendo deixadas de fora das decisões sobre o futuro de Goiânia”, disse em entrevista exclusiva ao Curta Mais.

Diante da falta de perspectiva da realização das prévias, Kitão decidiu deixar o partido para apoiar Mabel. O convite para ingressar ao União Brasil partiu do próprio governador Ronaldo Caiado.

Do afastamento entre Vilmar e Mendanha a Leandro Vilela como alternativa: os dilemas que balançam o MDB de Aparecida de Goiânia

Com a definição do governador Ronaldo Caiado (União Brasil) pela candidatura do ex-deputado Sandro Mabel a prefeito de Goiânia, a base governista enfrenta um novo dilema: escolher o representante do grupo na disputa pela Prefeitura de Aparecida de Goiânia. Até poucos meses, o prefeito Vilmar Mariano (MDB) era considerado o nome natural, mas a situação mudou e não há qualquer garantia de que o atual gestor concorra à reeleição com o apoio do grupo governista.

Figura-chave na eleição aparecidense, o ex-prefeito Gustavo Mendanha (MDB) tem se afastado cada vez mais de Vilmar. Com o distanciamento, o ex-deputado federal Leandro Vilela (MDB) passou a ser visto como alternativa para ser o candidato da base. Medanha defende abertamente que a escolha seja feita com base em pesquisas qualitativas e quantitativas, o que pesa contra o atual prefeito. Nos últimos levantamentos, Vilmar Mariano apareceu quase 20 pontos atrás do deputado federal Professor Alcides (PL).

Por outro lado, Vilmar garante que será o candidato apoiado pelo grupo governista. “Meu nome terá o respaldo de Ronaldo Caiado, Daniel Vilela e Gustavo Mendanha. Tenho muita esperança de que vamos caminhar juntos”, assegurou o prefeito, em entrevista exclusiva ao Curta Mais, no dia 21 de março.

Na mesma oportunidade, o prefeito disse que não recuará de tentar a reeleição. Ou seja, se a base de Caiado optar por outro nome, Vilmar Mariano terá que mudar de partido. A reportagem apurou que o chefe do Executivo já abriu conversações com outras legendas, entre elas, PRD, Republicanos, PSD e PT. Vale lembrar que o prazo para estar filiado a um partido político a tempo de concorrer nas Eleições 2024 termina no próximo sábado (06/04).

Jânio Darrot joga a toalha e retira pré-candidatura a prefeito de Goiânia

O ex-prefeito de Trindade, Jânio Darrot (MDB), desistiu da pré-candidatura à Prefeitura de Goiânia. Nas redes sociais, o político afirmou que a decisão “foi pessoal e amadurecida com familiares e amigos”. A desistência ocorre em meio ao convite do governador Ronaldo Caiado (União Brasil) para que o ex-deputado federal Sandro Mabel (Republicanos) seja o candidato da base governista na capital.

Também convidado pelo governador, Darrot perdeu força após ser alvo de operação da Polícia Civil. Após o episódio, o político continuou articulando com vereadores e outras lideranças de partidos da base de apoio do governador. Conforme apurado pelo Curta Mais, o ex-prefeito conversou por telefone com Caiado para anunciar a decisão.

Sandro Mabel é o nono nome cotado pela base de Caiado para disputar a prefeitura da capital. Além dele e Jânio, também já foram cogitados o presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, Bruno Peixoto, o senador Wilder Morais, o deputado federal Zacharias Calil, o ex-deputado estadual José Vitti, o ex-prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, e Ana Paula Rezende, filha do ex-prefeito Iris Rezende. O prefeito Rogério Cruz também não escondeu o desejo de ser o escolhido do governador. Mabel deve deixar o Republicanos e se filiar ao União Brasil.

Kitão não recua de pré-candidatura a prefeito e deve disputar vaga com Vanderlan

O vereador Lucas Kitão afirmou à coluna que não deve desistir de concorrer à Prefeitura de Goiânia pelo PSD, mesmo diante da notícia de que o senador Vanderlan Cardoso está prestes a anunciar sua pré-candidatura. Segundo Kitão, se Vanderlan confirmar sua participação, o partido contará com dois candidatos de alto nível na disputa. “Somos uma das maiores legendas do País e merecemos um diálogo de qualidade. Espero que o senador aceite o debate democrático”, disse.

Kitão já encaminhou um ofício ao diretório estadual do partido sobre a realização de prévias para a escolha do candidato a prefeito, mas a solicitação ainda não foi respondida. Nas últimas semanas, o vereador criticou a falta de transparência por parte dos dirigentes do partido em relação ao assunto. “Lideranças históricas do PSD têm sido ignoradas nas discussões sobre as eleições. São pessoas capacitadas para contribuir com o futuro de Goiânia, mas têm sido excluídas do debate”, lamentou.

Sem acordo
A cúpula do PT já considera encerradas as negociações para que Vanderlan indicasse o candidato a vice-prefeito na chapa da deputada federal e pré-candidata Adriana Accorsi. Uma aliança entre os dois deve ocorrer em um possível segundo turno. O partido busca outras legendas de centro e centro-esquerda para encontrar um vice.

De fora
Ana Paula Rezende (MDB) optou por não concorrer a nenhum cargo nas eleições de 2024. Apesar de ter sido contatada novamente pelo governador Ronaldo Caiado (União Brasil), a filha do ex-prefeito Iris Rezende decidiu não participar do pleito.

Insatisfação
A demora na escolha do candidato da base caiadista em Goiânia tem causado irritação até mesmo entre os aliados mais próximos do governador. Há uma preocupação de que o escolhido possa não ter tempo suficiente para se consolidar, o que poderia resultar em uma disputa concentrada em Adriana Accorsi, Gustavo Gayer e Vanderlan Cardoso.

Impasse
Contrariando expectativas de lideranças do MDB de Aparecida de Goiânia, não houve qualquer reunião entre o prefeito Vilmar Mariano e o ex-prefeito Gustavo Mendanha nesta semana. Enquanto Vilmar garante que será o candidato dos governistas, o ex-prefeito afirma que não há qualquer definição até o momento.

Pesquisas
Mendanha, inclusive, defende que a decisão final em Aparecida seja pautada em resultados de pesquisas quantitativas e qualitativas. Embora ainda tenha descartado completamente o atual prefeito, Gustavo sugere que há outros nomes viáveis para a disputa, como o secretário de Saúde, Alessandro Magalhães, e o ex-deputado federal Leandro Vilela.

Ultimato
A Comissão de Minas e Energia da Assembleia Legislativa convocou audiência pública com representantes da Equatorial, em face das constantes interrupções no serviço de energia elétrica e da demora para reestabelecer o fornecimento. A concessionária foi considerada a pior empresa de energia elétrica do País, conforme ranking da Aneel.

Legislativo:
Honraria – O deputado Virmondes Cruvinel (União Brasil quer conceder título de cidadã goiana à advogada Talita Silvério Hayasaki. A profissional nasceu em São Paulo, mas mora há vários anos em Goiás.

Conscientização – Goiás pode ganhar o Dia Estadual do Acolhimento do Paciente Oncológico, a ser celebrado em 8 de abril. A data foi proposta pelo deputado estadual Antônio Gomide (PT).

Caiado mira 2026, alfineta Lula e confirma buscar apoio de Bolsonaro para concorrer à Presidência

O governador Ronaldo Caiado (União Brasil) confirmou, em entrevista à Folha de São Paulo, que pretende disputar à Presidência da República em 2026 com o apoio de Jair Bolsonaro (PL). A declaração foi publicada nesta segunda-feira (25/03). “Não sendo ele candidato, a minha trajetória de vida é exatamente no mesmo eleitorado do ex-presidente”, declarou.

Caiado também criticou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que deve disputar à reeleição. Segundo ele, o petista instiga o acirramento na sociedade. O governador defendeu, ainda, anistia aos envolvidos nos ataques de 8 de janeiro. “São momentos que nós precisamos buscar arrefecer o clima do nosso país para ter governabilidade. Não se governa com essas ferramentas que nós estamos vivendo. Já se passou um ano e três meses”.

Sobre a possível candidatura a presidente, Caiado afirmou que o assunto só será tratado formalmente pelo União Brasil em 2026. No entanto, ele confirmou que o desejo de concorrer ao cargo sempre existiu. “Nunca neguei. Até porque fui o candidato mais jovem da história do País, com 39 anos de idade, em 1989. Minha história me credencia para que eu possa ver se existe a possibilidade partidária de transformar isso numa realidade”.

Bolsonarismo
O governador também disse que pretende buscar o apoio do eleitorado bolsonarista. “Não existe outro eleitorado que não seja condizente com minha vida política durante esses 40 anos. Isso aí todos nós reconhecemos e não tem a menor dúvida que, mesmo sem mandato, Bolsonaro tem a capacidade de mobilizar milhões de pessoas”.

A reportagem também questionou Caiado sobre as críticas do pastor Silas Malafaia ao seu rompimento com Bolsonaro em razão de divergências no enfrentamento à pandemia da Covid-19. O líder religioso chegou a dizer, recentemente, que o governador de Goiás estaria fingindo ser próximo do ex-presidente de olho na posição que ele vai deixar. “Prefiro não comentar sobre essa colocação. Eu não preciso hoje de atestado de quem quer que seja. Sempre tive muita coerência”, concluiu.

Exclusivo! Gustavo Mendanha revela seu “candidato do coração” em Aparecida

Figura-chave na disputa pela Prefeitura de Aparecida de Goiânia, o ex-prefeito Gustavo Mendanha (MDB) ainda não descarta apoiar a candidatura de Vilmar Mariano. No entanto, o emedebista defende que as pesquisas de intenção de voto sejam o critério final para que o destino da base aliada do governador Ronaldo Caiado (União Brasil) seja definido. Caso Vilmar não consiga conquistar o terreno político necessário, Mendanha acredita que outro nome pode representar o grupo na disputa: Alessandro Magalhães.

Atual secretário municipal de Saúde, Magalhães é aliado de longa data do ex-prefeito. “Política é uma mistura de coração e razão, e tenho grande apreço por Alessandro. Seu desempenho como secretário tem sido notável, o que o credencia como um forte candidato”, afirmou Mendanha, em conversa exclusiva com o Curta Mais.

A reviravolta surge em um momento de visível distanciamento entre o principal cabo eleitoral de Aparecida de Goiânia e Vilmar Mariano. O atual prefeito, inclusive, já expressou seu descontentamento. “A relação esfriou. Temos nos falado muito pouco e, quando ocorre, ele não me trata como um aliado”, lamentou.

Perfil
Mestre em Saúde Pública, com especialização em Análise de Situação e Saúde da Família, o médico Alessandro Magalhães assumiu a Secretaria de Saúde em 2018, durante a gestão de Gustavo Mendanha. Sob sua liderança, a pasta fez com que Aparecida de Goiânia recebesse o prêmio “Cidade Referência na Saúde”, destacando-se entre todas as cidades goianas.

Apreensão
A crise com  Mendanha têm tirado o sono de aliados de Vilmar Mariano. Afinal, o ex-prefeito foi reeleito com mais de 95% dos votos e, sem seu apoio, o atual gestor perde o principal cabo eleitoral da cidade.

Agonia
A decisão sobre os candidatos de Ronaldo Caiado em Goiânia e Anápolis também segue em compasso de espera. Não houve um único passo para a definição dos postulantes destinados a receber o apoio do governador. Nos bastidores, aliados de Caiado temem que a demora atrapalhe o desempenho dos candidatos nas urnas. “Vencer nas duas cidades é fundamental para viabilizar o projeto presidencial do governador”, avalia um caiadista.

Paz
Afastados desde as eleições de 2022, o vice-governador Daniel Vilela (MDB) e o ex-deputado federal José Mário Schreiner (União) selaram a paz. A reaproximação ocorre, curiosamente, depois que o ex-parlamentar passou a acompanhar o senador Wilder Morais (PL), apontado como possível adversário de Daniel na corrida pelo governo.

Candidatos
Pelo menos quatro secretários municipais devem deixar a Prefeitura de Goiânia para disputar vaga de vereador. Geverson Abel (Desenvolvimento e Economia Criativa), Luan Alves (Meio Ambiente), Michel Magul (Prioridades Estratégicas) e Zander Fábio (Cultura).

Empolgado
Marconi Perillo (PSDB) ficou animado ao ver seu nome cogitado para concorrer à prefeitura de Goiânia. Discretamente, o ex-governador chegou a fazer uma postagem nas redes sociais com imagens de obras realizadas na capital durante o seu governo. Enquanto isso, o partido diz que seu pré-candidato ao Paço será Matheus Ribeiro.

Legislativo:
Sem multa – A CCJ da Câmara de Goiânia aprovou projeto de lei para proibir condomínios de aplicarem sanções decorrentes de perturbações do sossego envolvendo crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA) ou com Síndrome de Down. A proposta do vereador Isaías Ribeiro (Republicanos) segue para primeira votação em Plenário.

Proteção – O projeto para instituir a Política Municipal de Proteção e Atenção Integrão aos Órfãos e Órfãs do Feminicídio foi aprovado pelo Plenário. De autoria do vereador Thialu Guiotti (Avante), a iniciativa visa assegurar os direitos à assistência social, à saúde, à alimentação, à moradia, à educação e assistência jurídica gratuita.

Quais são as chances de Ronaldo Caiado ser candidato a presidente da República

O governador Ronaldo Caiado (União Brasil) não esconde de ninguém que pretende concorrer à Presidência da República em 2026. Apesar de ainda ter um longo caminho pela frente antes de entrar oficialmente no jogo, o chefe do Executivo já começou a dar os primeiros passos. Um deles foi ampliar sua presença em outros estados.

Caiado concorreu ao Palácio do Planalto nas eleições de 1989. Na época, aos 39 anos, o jovem líder ruralista, representante da União Democrática Ruralista (UDR), levou ao País uma mensagem muito forte e chamou atenção ao bater de frente com grandes nomes da política brasileira, como Luiz Inácio Lula da Silva, Fernando Collor de Mello – que venceu a disputa -, Leonel Brizola, Paulo Maluf e Mário Covas.

A provável nova candidatura do governador de Goiás à Presidência já tem sido pautada pela imprensa nacional. Veículos como O Globo, CNN Brasil, Veja e Jovem Pan têm publicado diversas notícias e entrevistas sobre o assunto. O Curta Mais conversou com analistas e líderes de diferentes correntes políticas e apresenta a você, leitor, um panorama com os principais desafios e os pontos favoráveis para que Caiado realize o seu maior sonho: ser o primeiro goiano eleito presidente do Brasil.

Pontos favoráveis
• Caiado tem trabalhado diariamente para ampliar sua presença em outros estados. Em São Paulo, conseguiu que a Confederação Nacional da Agropecuária (CNA) e a Federação da Agricultura e Pecuária (Faesp) disponibilizassem uma sala para reuniões. Em Brasília, a ideia é usar o prédio do União Brasil para encontros com líderes políticos;

• O governador tem buscado reforçar sua proximidade com o agronegócio, tanto em Goiás, quanto em outros Estados. Neste domingo (03/03), por exemplo, o goiano foi eleito “Personalidade do Agro Nacional pelo Troféu Brasil Expodireto”, no Rio Grande do Sul.

• Caiado tem a seu favor o fato do seu governo ser avaliado no Estado. Em janeiro, foi classificado pela pesquisa AtlasIntel como o governador de maior aprovação do Brasil, com 72% de aprovação positiva.

• Outra pauta apresentada pelo governador é a segurança pública. Os bons resultados obtidos em Goiás têm sido amplamente divulgados em outros estados, o que favorece Caiado, uma vez que o assunto é considerado por muitos como uma das maiores dificuldades do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

• O fato do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) ter se tornado inelegível por decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) também pesa a favor de Ronaldo Caiado. Até o momento, ainda não há um nome consolidado pela direita para substituir o ex-mandatário nas próximas eleições.

• A reaproximação com o bolsonarismo também é vista como fator positivo para o goiano. Ele foi um dos quatro governadores que participaram, em 25 de fevereiro, do ato em apoio ao ex-presidente. Caiado tem – entre seus principais interlocutores -, o senador Wilder Morais, considerado um dos homens de confiança de Jair Bolsonaro. Recentemente, inclusive, começou a circular boatos de que Michelle Bolsonaro poderia ser candidata à vice de Caiado.

Pedras no caminho
• Caiado precisa combinar sua possível candidatura a presidente com muita gente, a começar pelo próprio partido. O União Brasil ainda se divide entre ser oposição ou aliado do governo Lula. Recentemente, com o apoio do governador de Goiás, Antônio Rueda foi eleito para o comando nacional da legenda, após um processo eleitoral bastante tumultuado.

• Superar nomes que contam com maior simpatia por parte do eleitorado bolsonarista também será um dos obstáculos. Tarcísio de Freitas (Republicanos) e Romeu Zema (Novo), por exemplo, além de governadores de estados maiores e com mais visibilidade no cenário nacional, são vistos como nomes mais alinhados a Jair Bolsonaro. Tarcísio, inclusive, é citado por muitos cientistas políticos como o nome natural para ser o “herdeiro” do eleitorado da direita.

• Há, ainda, certa desconfiança do eleitorado do ex-presidente com o governador de Goiás. Apesar de terem selado a paz nas eleições de 2022, durante o momento mais grave da Covid-19, Caiado rompeu publicamente com Bolsonaro por divergências no combate à pandemia. Enquanto o ex-capitão defendia a reabertura imediata do comércio, o goiano – como médico -, se viu obrigado a defender a quarentena para diminuir a propagação do vírus.

* Por fim, o governador ainda precisa alinhar seu discurso e encontrar o equilíbrio para agradar, ao mesmo tempo, eleitorado bolsonarista e o eleitorado da centro-direita e do centro.

Goiânia ganha parque em homenagem às vítimas do atentado em Israel

O Governo de Goiás inaugurou nesta quinta-feira (28/02), o parque “Am Israel Chai” (O povo de Israel vive). No local, foram plantadas 1.200 mudas de espécies nativas do Cerrado, doadas pela Embaixada de Israel no Brasil, em alusão ao número de mortos. O parque foi instalado nas dependências do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), em Goiânia.

Durante a solenidade, o governador Ronaldo Caiado (União Brasil) afirmou que a iniciativa também é uma forma de acolher o povo judeu em Goiás. “Esse parque será propriedade dividida com todos os judeus para que possam ver essa homenagem às vidas que foram retiradas de maneira bárbara e violenta”, disse.

O local foi inspirado em um projeto de arborização das margens do Rio Meia-Ponte. “Trouxemos essa ideia, procuramos alguns órgãos, mas não tínhamos uma área própria. Por isso, decidimos colocar dentro da nossa casa”, explicou o presidente do Detran, Delegado Waldir Soares.

Embaixador de Israel, Daniel Zonshine pontuou que a proposta é unir a homenagem com ações sustentáveis. “A ideia é de que a perda de cada um seja traduzida em renovação e, ao mesmo tempo, contribuir com a seguridade do meio ambiente. Estamos olhando para os próximos anos e é importante para nós que esse bosque não apenas nos lembre do terrível evento que passou, mas também apresente um caminho a ser seguido”, pondero.

Parcerias
Durante o evento, foram assinados dois termos de cooperação entre o Governo de Goiás e Israel. O primeiro prevê ações conjuntas e políticas públicas de combate ao preconceito ao povo israelense e às instituições judaicas. O segundo acordo estabelece diretrizes para o compartilhamento de tecnologias em diversas áreas.

No âmbito da agricultura, o acordo de cooperação entre Goiás e Israel prevê, por exemplo, a troca de informações e compartilhamento de tecnologias no sentido de aperfeiçoar o projeto de Fruticultura Irrigada do Vão do Paranã. A expectativa é que as técnicas desenvolvidas em Israel para o plantio de frutas sirvam de referência e contribuam para alavancar a produção agrícola no Nordeste goiano.

Gustavo Mendanha oficializa retorno ao MDB

O ex-prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, retornou oficialmente ao MDB. A ficha de filiação do político foi assinada nesta terça-feira (20/02), em Brasília, ao lado do presidente nacional do partido, Baleia Rossi, do vice-governador Daniel Vilela e da deputada federal Marussa Boldrin.

Mendanha deixou o partido em setembro de 2021. No ano seguinte, disputou o governo de Goiás pelo antigo Patriota (atual PRD), mas foi derrotado pelo governador Ronaldo Caiado (União Brasil). O retorno ao MDB ocorre menos de um ano após se reaproximar do chefe do Executivo e de Daniel Vilela.

“Estou de volta à minha casa. O MDB é meu berço político, tendo formado minhas diretrizes para a luta por um mundo melhor a partir de um conjunto d e ideias para a promoção do bem, da justiça social e da paz”, afirmou o ex-prefeito de Aparecida de Goiânia, após assinar a ficha que oficializa seu retorno ao MDB.

Gustavo Mendanha tem participado ativamente das articulações do grupo de Ronaldo Caiado e Daniel Vilela para as Eleições 2024. Recentemente, declarou apoio à pré-candidatura de Jânio Darrot – um dos cotados para a disputa da Prefeitura de Goiânia pela base caiadista.

Goiás investe R$ 1,2 milhão em Turismo de Pesca Esportiva para 2024

O turismo de pesca esportiva recebeu investimento de R$ 1,2 milhão do Governo do Estado para os eventos Circuito Goiano de Pesca Esportiva e Gigantes do Araguaia. Os torneios fazem parte do calendário oficial de competições de 2024 lançado, nesta segunda-feira (19/02), pelo governador Ronaldo Caiado e o ministro da Pesca e Aquicultura, André de Paula. Ao todo, quatro competições terão apoio para sua realização, entre os meses de março e outubro.

Governador Ronaldo Caiado e ministro da Pesca e Aquicultura, André de Paula, lançam calendário oficial de pesca esportiva 2024: estímulo para o turismo local (foto: Rômulo Carvalho)

Esta é a terceira vez consecutiva que o Estado patrocina o setor. “Esse esporte sofisticado movimenta a economia e faz com que a nossa sociedade, cada vez mais preparada, se desenvolva com respeito ao meio ambiente”, explicou o governador. Para ele, o valor aplicado deve retornar em forma de emprego e renda, “trazendo melhores condições de vida para as pessoas que moram nas regiões ribeirinhas”.

O ministro da Pesca e Aquicultura, André de Paula, disse que Goiás é destaque na pesca esportiva, com atração de grande número de equipes, inclusive de outros países, e profissionalização do segmento. “É o calendário do maior circuito de pesca do país”, enalteceu. “E é uma pesca sustentável porque cuida do meio ambiente, gera recursos, empregos e vínculos afetivos”, acrescentou.

A programação do Circuito Goiano de Pesca Esportiva prevê oito etapas em sete municípios: Três Ranchos, Buriti Alegre, Alexânia, Luziânia, Catalão, São Simão e Niquelândia. Já o Gigantes do Araguaia ocorre em Aruanã, Nova Crixás (distrito de Bandeirantes) e São Miguel do Araguaia (distrito de Luiz Alves). Entre as novidades, estão os eventos para mulheres, o “Tucuna Queen”, em Três Ranchos, e o “Encontro de Pescadoras”, em Luiz Alves.

A pesca esportiva é uma atividade de lazer que tem entre as principais características a devolução dos peixes vivos para a água. A Goiás Turismo estima que a modalidade reúna mais de nove milhões de turistas em rios e lagos goianos. Na região do Araguaia, por exemplo, a possibilidade de encontrar peixes de grande porte, como piraíbas e pirararas, chama a atenção dos competidores.

A meta do Governo de Goiás é transformar o estado em um dos três melhores destinos de pesca esportiva no Brasil, ao lado da bacia Amazônica e do Pantanal. “No ano passado, nós identificamos mais de 10 estados brasileiros aqui. Goiás está dando de presente para o Brasil um grande exemplo de política pública”, destacou o presidente da Agência Estadual de Turismo (Goiás Turismo), Fabrício Amaral.

Expectativa

O evento reuniu diversos prefeitos das regiões do Vale do Araguaia e da Serra da Mesa, além de outras autoridades, como o vice-governador Daniel Vilela e a secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Andréa Vulcanis. Competidores também marcaram presença. “Por muito tempo não tivemos patrocínio, fazendo os torneios de pesca apenas com amor, raça. Agora temos uma outra realidade, contando com o apoio do governo”, destacou um dos organizadores, Carlos Leite.

Calendário:

• Circuito Goiano de Pesca Esportiva (2 de março a 26 e outubro): Três Ranchos, Alexânia, Catalão, Niquelândia, Buriti Alegre, Luziânia e São Simão
• Gigantes do Araguaia (9 de março a 19 de outubro): Aruanã, Bandeirantes (distrito de Nova Crixás) e São Miguel do Araguaia (distrito de Luiz Alves)
• Tucuna Queen (feminino) (4 de maio e 21 de setembro): Três Ranchos
• Encontro de Pescadoras (feminino) (data a ser definida): São Miguel do Araguaia (distrito de Luiz Alves)

 

Veja também: