Pedacinho da Alemanha no Brasil é eleito como o melhor destino de 2023

Se você sonha em conhecer a Alemanha, mas não pode viajar para a Europa, temos uma solução, e fica aqui no Brasil. Essa é a experiência que você pode ter ao visitar Pomerode, uma cidade encantadora no interior de Santa Catarina, que foi eleita o melhor destino do país pelo site Melhores Destinos de 2023-2024. 

Com apenas 34 mil habitantes, Pomerode preserva as tradições e a cultura germânica, que se refletem na arquitetura, na gastronomia e nas festas. Além disso, a cidade abriga a Rota do Enxaimel, um conjunto de casas históricas que foi reconhecido pela ONU como uma das melhores vilas turísticas do mundo.

Essa encantadora cidade é um destino perfeito para quem busca sossego, natureza e diversão. Oferecendo opções para todos os gostos e bolsos, desde restaurantes típicos alemães, italianos, brasileiros e até romenos. Mas se você é do tipo que curte cafés, confeitarias e bares de cerveja, Pomerode também possui algumas opções no estilo mais clássico possível.

A cidade também encanta com o artesanato, a Rota dos Museus, as Rotas Culturais e o ecoturismo, com passeios por cachoeiras, caminhadas, pedaladas e voo de parapente. Não faltam oportunidades para aproveitar seu passeio ‘pela Alemanha’ no melhor estilo brasileño.

Pomerode oferece voos de parapente, trilhas de bicicleta e paisagens de tirar o fôlego. Cercada pela Mata Atlântica, a cidade exibe o deslumbrante Morro Azul, a 764 metros de altura, com vistas panorâmicas de Pomerode, Timbó, Blumenau e Indaial. É um dos principais destinos no Brasil para praticantes de asa-delta e parapente, atraindo amantes de esportes e da natureza.

Cicloturismo Vale Europeu. – Foto: Sampa Bikers

Um passeio pela história na Rota do Enxaimel
A Rota do Enxaimel é um dos principais atrativos de Pomerode. São cerca de 50 casas construídas com a técnica enxaimel, que consiste em estruturas de madeira sem nenhum prego ou parafuso, apenas com encaixes. Essa técnica é tradicional no país, e tem origem na Europa Central há 5 mil anos e é rara fora do continente.

A rota é um passeio pelo túnel do tempo, que permite conhecer como viviam os primeiros imigrantes europeus que chegaram ao estado, experimentar pratos típicos alemães, visitar a produção de empresas locais e admirar a paisagem campestre.

Foto: Reprodução/Ckturistando

Curtindo as festas alemãs — no Brasil
A cidade também se destaca pelas festas que celebram a cultura alemã, como a Festa Pomerana, a Osterfest (já conhecida Brasil afora), a Schützenfest e a Weihnachtsfest. Nessas ocasiões, os moradores se vestem com trajes típicos, dançam músicas folclóricas, participam de competições de tiro ao alvo e degustam iguarias como salsichas, chucrute, spätzle, eisbein, kassler e stollen. Tudo isso regado a muito chope artesanal, produzido na própria cidade.

Essas festas são uma oportunidade de conhecer e vivenciar a cultura alemã, que se mantém viva e presente na cidade. São momentos de alegria, integração e valorização das raízes dos imigrantes que ajudaram a construir a história do Brasil.

Festa Pomerana – Foto: Divulgação

Como chegar e onde ficar em Pomerode
Para chegar a Pomerode, é preciso pegar uma estrada de 175 km a partir de Florianópolis, a capital do estado. Há opções de hospedagem para todos os bolsos e estilos, desde pousadas aconchegantes até hotéis-fazenda.

Pomerode é uma cidade que surpreende pela sua beleza, sua história e sua hospitalidade. É um lugar que merece ser visitado por quem ama a cultura alemã e quer conhecer um pouco mais das raízes.

 

Pesquisa revela o que os brasileiros realmente querem em hospedagens de luxo

Em 2022, a busca por pacotes de experiências personalizadas (66%), gastronomia sofisticada (80,9%) e serviços exclusivos (70,2%) dominaram as preferências dos viajantes ao escolher acomodações de alto padrão no Brasil. Esses dados foram revelados em uma pesquisa conjunta entre a Associação Brasileira de Viagens de Luxo (BLTA) e o Senac.

A oferta de hospedagem de luxo no Brasil cresceu significativos 32%, visando atender um público ávido por requinte. O gasto médio desse nicho? Aproximadamente R$ 6,5 mil por turista nacional. E os resultados financeiros desse segmento também impressionam: o faturamento dos hotéis associados à BLTA atingiu a marca dos R$ 2,2 bilhões, um salto de quase 12% em comparação com o ano anterior. Dentre estes, 40% são estabelecimentos boutique, com até 24 unidades.

Ronaldo Jansson Júnior, diretor comercial do recém-inaugurado Hotel Villa d’Ozio, situado na pitoresca Praia Brava de Itajaí, em Santa Catarina, destacou a tendência. “A BLTA nos mostra que, pós-pandemia, há um investimento crescente em qualidade de vida e experiências únicas. Hotéis luxuosos, como o nosso, com 25 suítes, estão apostando na personalização, privacidade e em serviços exclusivos. Esse nicho cresce pelo aumento na demanda, e o foco deve estar sempre na perfeição do atendimento, pois fidelizar o cliente é a chave para o sucesso.”

Em seus primeiros seis meses, o Villa d’Ozio já registrou uma ocupação média de 40%. Projeções apontam para um crescimento de dois dígitos no primeiro semestre de 2024 e uma ocupação completa durante as festividades de fim de ano, mesmo sendo um estabelecimento recém-inaugurado. Para os interessados, as reservas para pacotes de fim de ano já estão disponíveis, prometendo experiências inesquecíveis aos hóspedes.

Instituto de Nanismo fundado em Goiás promove Encontro Nacional em Santa Catarina

Para muitas crianças com nanismo, o encontro anual promovido pelo Instituto Nacional de Nanismo (INN) é a oportunidade de conhecer, pela primeira vez, outras crianças e adultos com a mesma deficiência. Para muitas famílias e também para os adultos com nanismo, essa é uma grande chance de participar de palestras importantes e movimentos de convivência únicos. Em 2022, o Encontro do INN, que é patrocinado pela BioMarin, biofarmacêutica global, será realizado no parque Beto Carrero World, em Penha (SC), de 21 a 23 de outubro e já conta com mais de 300 inscritos de todas as regiões, número recorde que transforma o evento no maior encontro já realizado no país.  

  

Fundado em Goiás, o INN possui dois movimentos: Somos Todos Gigantes, que cuida principalmente das crianças/adolescentes com nanismo e suas famílias; e o Nanismo Brasil, que nasceu em São Paulo com o objetivo de auxiliar adultos com nanismo e passou a fazer parte do Instituto em 2021. Esta é, portanto, a primeira vez que os dois movimentos se unem em um único encontro. Também é a estreia dessa ação promovida pelo INN fora de Goiás e a ideia, a partir de agora, é que a cada ano seja realizado em uma região diferente do Brasil.  

  

Presidente do INN, Juliana Yamin explica que depois de quatro anos realizando os encontros, o mais importante é mesmo o sentido dessa palavra: encontro. “É nossa chance de conectar as famílias, mostrar para as crianças que elas não são as únicas com as características, conversar com adultos, colocar todo mundo na mesma página do que precisamos fazer por essa comunidade. Encontrar é para nós uma palavra tão valiosa, porque é tão difícil e raro encontrar pessoas com as mesmas características ou famílias que vivam as mesmas realidades. Este é momento mais importante do ano para a comunidade do nanismo. E em 2022, o maior já realizado no Brasil.  Estamos muito felizes”, completa.  

  

 

Novos participantes  

 

Líder do movimento Somos Todos Gigantes, Gabriel Yamin acredita que depois de dois anos de pandemia, o encontro terá um gostinho ainda mais especial. Em 2020, o evento foi realizado de forma virtual e, em 2021, com restrição de público e ainda com muitas pessoas que não puderam participar.  

  

“Muita gente nova vai chegar, estou ansioso para conhecer pessoas, rever outras. Além disso, acho que levar o encontro para a região Sul do Brasil possibilita que outras famílias também possam participar. Não conheço o Beto Carrero, mas há uma grande visibilidade e a expectativa é grande. O foco esse ano é a convivência, porque já tivemos inúmeras palestras nas edições anteriores que inclusive estão disponíveis no YouTube. Ano que vem nos encontraremos no Nordeste”, acrescenta Biel.  

  

Pela primeira vez, os adultos que participam do movimento Nanismo Brasil, criado em São Paulo, também estarão presentes no encontro do INN. Líder e criador do movimento, Fernando Vigui acredita que este será um marco na história do nanismo no país. “É um novo capítulo decisivo e que irá ampliar nossas possibilidades. É um momento que concretiza a união de Nanismo Brasil e Somos Todos Gigantes, com troca entre gerações e que é muito importante. É nossa possibilidade de olhar para o futuro com a sensação de que está valendo a pena e que essa geração vem melhor e mais forte do que a gente. Para as crianças, olhar para os adultos com representatividade e possibilidade de realizarmos nossos sonhos”, finaliza.  

  

 

O que é nanismo?  

 

Nanismo é como popularmente é conhecida a deficiência de crescimento, uma comorbidade decorrente de osteocondrodisplasias (displasias esqueléticas) ou alterações na produção do hormônio de crescimento, que resulta em uma pessoa com baixa estatura. Convencionou-se classificar como pessoas com nanismo homens com menos de 1,45 metro de altura e mulheres com estatura abaixo de 1,40 metro.  

  

Existem mais de 500 condições diferentes que podem causar alterações no ritmo do crescimento e resultar em uma pessoa com baixa estatura. O tipo mais comum é chamado de acondroplasia! Para este tipo, um novo medicamento foi aprovado pela Anvisa em novembro de 2021.  

  

O medicamento de alto custo chamado de Voxzogo estimula o crescimento e pode diminuir complicações causadas pela deficiência. Já usado no país, na maioria dos casos, conseguidos por meio de decisões judiciais.

 

 

Serviço

5º Encontro Nacional de Nanismo

Quando: 21 a 23 de outubro

Onde: Parque Beto Carrero World – Santa Catarina

Inscrições encerradas 

 

Foto: Divulgação 

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Desenho misterioso surge em plantação de trigo no sul do Brasil

Uma plantação de trigo amanheceu com marcas de agroglifos nesta terça-feira (4) e está intrigando moradores da região Sul do Brasil, em uma cidade chamada Ipuaçu, que fica no Oeste de Santa Catarina. agroglifo, definido como círculos em plantações causados pelo achatamento de algo que está sendo cultivado, chocou os moradores da cidade, que acreditam se tratar de uma mensagem de alienígenas.

Especialistas apontam que os desenhos podem sim ter relação com a presença de Objeto Voador Não Identificado (OVNI) na região, mas nada foi comprovado.

desenho

Em matéria feita pelo G1 SC, o servidor da Epagri/Ciram Sydney Kavalco diz que não há certeza de como a figura foi desenhada na propriedade, mas afirmou que simples objetos conseguem amassar as plantas.“Existem equipamentos que podem amassar o trigo dessa forma. A grande questão é porque não deixa rastro, como é que entra na lavoura”, explicou.

Segundo o proprietário da plantação de Ipuaçú, Sérgio Girotto, 62 anos, esta não é a primeira vez que imagens enigmáticas apareceram no terreno dele. O agricultor lembra que uma situação parecida aconteceu na propriedade há 7 anos, com uma imagem feita a cerca de 200 metros de onde o desenho atual foi registrado

O agroglifo surgiu na década de 1970, especialmente em lavouras de trigo e milho. Os primeiros registros aconteceram na Ingleterra, em 1978.

No Brasil, há relatos de agroglifos em plantações de trigo do Sul do país desde 2008, especialmente no interior de Santa Catarina. Relacionado, na cultura popular, com óvnis e extraterrestres, os humanos são os principais criadores dos desenhos.

 

Imagem: reprodução G1

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Vereador sugere que “pessoas feias” continuem usando máscaras

O vereador Victor Hugo Forte, da cidade de Balneário Camboriú, em Santa Catarina, usou seu perfil no Instagram para pedir desculpas publicamente depois de pedir que pessoas ‘feias’ continuassem usando máscara, mesmo com o decreto que desobriga o uso da proteção no município.

“Prefeitura de Balneário Camboriú solicita aos munícipes feios que continuem de máscara”, escreveu na publicação em tom de brincadeira. O comentário foi feito em um grupo de amigos, mas vazou e viralizou na internet.

No pedido de desculpas, o parlamentar explica que o comentário ofendeu alguns cidadãos. “Era um meme desses que a gente recebe todo dia no WhatsApp, sabe? Isso acabou ofendendo alguns”, escreveu o parlamentar.

Na imagem polêmica, o vereador aparece ao lado esquerdo da foto. Já do outro lado, uma espécie de card feito pela prefeitura da cidade com um comunicado solicitando que as “pessoas feias continuem usando máscara”. O post fazia referência ao decreto lançado nesta semana que desobriga o uso de máscaras em ambientes fechados.

Após a repercussão negativa, o vereador apagou o post. Horas depois, ele usou a mesma rede social para compartilhar um pedido de desculpas. “Errei. Em uma publicação destinada aos meus ‘melhores amigos’, fiz uma brincadeira infeliz a respeito do fim da obrigatoriedade de máscara. Isso acabou ofendendo alguns, a quem peço humildemente desculpas”, disse.

O vereador Victor Hugo ainda aproveitou para criticar o que chamou de “velha política”. E reafirmou que “prefere não ter frescura do que seguir uma falsa formalidade”.

“O fato também serviu como prato cheio à velha política, que não suporta a presença de jovens na Câmara. A eles, digo que continuarei sendo diferente. Continuarei com o pé na rua. Continuarei ao lado das pessoas. Continuarei sendo o Victor que prefere não ter frescura do que seguir uma falsa formalidade. Mais uma vez, às pessoas que se sentiram ofendidas, meu pedido de desculpas. Todos merecem respeito”, finalizou.

Victor Hugo Forte tem apenas 24 anos e é o vereador mais jovem da Câmara Municipal.



 

Imagem: pixabay

Satélite produzido 100% no Brasil será lançado ao espaço em 2022

O primeiro satélite totalmente desenvolvido pela indústria brasileira está pronto para ser lançado à órbita da Terra no início de 2022. Além de expandir a indústria espacial, a nova tecnologia coletará dados e imagens que servirão para conduzir políticas públicas em diversas áreas, como a prevenção de desastres naturais e integração em cidades inteligentes.

 

O nanossatélite foi desenvolvido pelo Instituto Senai de Inovação (ISI) em Sistemas Embarcados em parceria com a Visiona Tecnologia Espacial, graças ao apoio da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII). A assinatura do contrato para a realização do projeto-piloto foi realizada durante a 8ª edição do Programa de Imersões em Ecossistema de Inovação, em Florianópolis, em maio de 2018.

 

O pequeno satélite é pouco maior do que uma caixa de sapatos — pensando 10 kg e com dimensões de 30 cm x 20 cm x 10 cm. Ele permitirá o desenvolvimento e validação de tecnologias espaciais como sistemas de navegação. Além disso, poderá atuar na supervisão de bordo e rádio definido por software — atualmente, as principais lacunas tecnológicas na indústria espacial do Brasil. 

 

O investimento total foi de R$ 1,8 milhão. A primeira fase de testes de operação será realizada em parceria com o Governo do Estado de Santa Catarina, que avalia a possibilidade de realizar experimentos ligados à área de cidades inteligentes.

 

 

Imagem: Reprodução

 

Com informações Canal Tech

 

Veja também:

 

‘Lágrimas de São Lourenço’: chuva de meteoros puderam ser apreciada no mês de agosto

 

Anatel adia publicação de edital do leilão para uso da tecnologia 5g no Brasil

 

Nova tecnologia consegue enviar energia elétrica sem fio a 50 metros de distância

Prefeito demite professor por exibir clipe de Criolo e ganha parada LGBTQIA+ como resposta

O prefeito da cidade catarinense de Criciúma, Clésio Salvaro (PSDB), anunciou nesta quarta-feira (25), em seu perfil no Facebook, a demissão de um professor de artes da rede municipal de ensino por exibir em sala de aula um clipe Etéra, do cantor Criolo.  Na sua declaração, o prefeito chamou o conteúdo de “viadagem” e pediu para que pais de alunos denunciem atividades parecidas que eventualmente ocorram em escolas da rede pública.

A comunidade LGBTQIA+ decidiu se posicionar e com o apoio do autor do Clipe, Cirolo que em seu perfil no Instagram, está convidando para uma parada gay na cidade catarinene, neste sábado. Ele também já havia postado uma declaração contra atos homóficos junto com seu trabalho onde repudia a atitude do prefeito. 

 

“É necessário quebrar os padrões. É necessário abrir discussões”. Mais uma vez, desde seu lançamento, o clipe e o documentário da música Etérea [com a participação de representantes de coletivos LGBTQIA+ nacionais] abrem espaço para o debate na sociedade brasileira, após a lamentável demissão de um professor depois de exibir o projeto em sala. Tanto o clipe como o doc, ambos sem nenhum tipo de restrição pelas diretrizes do YouTube, já foram exibidos em diversos festivais de cinema e instituições de arte, música e dança [como a Filmoteca da Universidade Nacional do México], ao longo dos quase dois anos de suas trajetórias internacionais. Compartilhamos orgulhosamente o documentário novamente aqui, na esperança de que ele possa chegar mais longe, com mais pessoas entendendo e refletindo sobre o que acontece em nosso território e como o Brasil se tornou o país que mais mata sua população LGBTQIA+ em todo o planeta. “Mas se tem um jeito esse meu jeito de amar. Quem lhe dá o direito de vir me calar?” – escreveu o artista.  

 

O trabalho de Criolo é reconhecido internacionalmente e a música indicada ao Latin Grammy Awards como Melhor Canção em Língua Portuguesa. 

 

No vídeo, o prefeito declara: “Não permitimos, não toleramos, está demitido o profissional. Nas escolas do município, enquanto eu estiver aqui de plantão, isso não vai acontecer, esse tipo de atitude, essa ‘viadagem’ na sala de aula, nós não concordamos. E se os pais souberem de algo parecido que foi exposto para os seus filhos, por favor, entrem em contato com o município”. 

 

 A apresentação do videoclipe da música Etérea, ocorreu na Escola Municipal Pascoal Meller, na manhã de terça-feira (24) e a denúncia teria partido de alguns pais dos alunos.  Uma nota conjunta da Prefeitura e da Secretaria de Educação destacou que a prática pedagógica de professores da rede de ensino é orientada a partir das Diretrizes Curriculares, por meio do Plano de Ensino Unificado.

 

– Ressaltamos que o episódio recente, envolvendo conteúdo inapropriado em vídeo apresentado por um dos professores, além de não constar no Plano de Ensino da Rede, estando, portanto, em desacordo com a proposta do Conselho Nacional de Educação, não será tolerado pela Administração Municipal de Criciúma – ressaltaram, no comunicado.

 

 

 

Leia também: 

Eduardo Costa diz que levou calote de jogador de futebol – Curta Mais

10 lugares em Goiânia para comprar ‘brusinha’ boa e barata – Curta Mais

6 motivos para assinar um clube de vinho – Curta Mais 

 

 

 

 

 

Químico brasileiro se inspira em Breaking Bad para fabricar drogas sintéticas

Um engenheiro químico brasileiro se inspirou na famosa série “Breaking Bad” para fabricar drogas sintéticas e acabou sendo preso junto com outros suspeitos na Operação Psy Trance, força-tarefa das Polícias Federal e Civil de Santa Catarina. 

Em um galpão completamente isolado no interior de Santa Catarina funcionava um laboratório químico para produzir MDA (metilenodioximetanfetamina), popularmente conhecida como ecstasy. O caso foi descoberto nesta semana no pequeno município de Rio dos Cedros, Região dos Lagos, em Santa Catarina. Seis pessoas foram presas em flagrante. Uma delas é o engenheiro químico Rafael Fuller, de 27 anos

A apreensão é uma das maiores já feitas no país. Eram 35 quilos de MDA em pó e produtos químicos suficientes para chegar a 600 mil comprimidos, que, segundo a polícia, renderia R$ 18 milhões à quadrilha, depois de processados.

Na casa, onde funcionava o laboratório, também foram encontrados vários souvenirs sobre a série “Breaking Bad” como posters e até um boneco do protagonista Walter White, um então pacato professor de química que ao descobrir um câncer terminal, decide arriscar tudo para ganhar dinheiro enquanto pode, transformando sua van em um laboratório de metanfetamina. O seriado lançado em 2008 é um dos mais premiados de todos os tempos.

O engenheiro químico e os outros envolvidos no esquema, estão presos em Blumenau (SC) e vão responder por tráfico de drogas e associação ao tráfico. A pena máxima nesses casos é de até 20 anos de prisão. 

walter

A vida imita a arte: o suspeito engenheiro químico Rafael Fuller, o Walter White brasileiro.

laboratorio

braking

Breaking Bad: além de produtos para fabricar drogas, souvenirs da série americana. Foto: PF/ Divulgação

As 30 cidades mais pacíficas do Brasil

Brusque – que fica no Vale do Itajaí, em Santa Catarina – é a cidade mais pacífica do Brasil entre aquelas com mais de cem mil habitantes. Quer dizer: tem a menor taxa de mortes violentas do país.

É o que revela uma pesquisa exclusiva do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) e do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

O ranking das cidades mais pacíficas é montado a partir das menores taxas de homicídio do país, sendo que segundo o ranking do Ipea estas são as 30 cidades mais pacíficas do país.

É possível que cidades pequenas e do interior estejam entre as mais pacíficas, porém este estudo levou em conta somente municípios com mais de 100 mil.

No top 30, o estado de São Paulo lidera a lista com o maior número de municípios mais seguros do país (21 no total), seguido por Santa Catarina (4 cidades) e Minas Gerais (4). O estado do Rio de Janeiro conta com uma representante.

1 – Brusque (SC)

População: 125.810 / Taxa de homicídio: 4,8

2 – Atibaia (SP)

População 138.449 / Taxa de homicídio: 5,1

3 – Jaraguá do Sul (SC)

População: 167.300 / Taxa de homicídio: 5,4

4 – Tatuí (SP)

População: 117.823 / Taxa de homicídio: 5,9

5 – Varginha (MG)

População: 133.384 / Taxa de homicídio: 6,7

6 – Jaú (SP)

População: 144.828 / Taxa de homicídio: 6,9

7 – Lavras (MG)

População: 101.208 / Taxa de homicídio: 6,9

8 – Botucatu (SP)

População: 141.032 / Taxa de homicídio: 7,1

9 – Indaiatuba (SP)

População: 235.367 / Taxa de homicídio: 7,2

10 – Limeira (SP)

População: 298.701 / Taxa de homicídio: 7,4

11 – Valinhos (SP)

População: 122.163 / Taxa de homicídio: 7,4

12 – Catanduva (SP)

População: 120.092 / Taxa de homicídio: 7,5

13 – Santana de Parnaíba (SP)

População: 129.261 / Taxa de homicídio: 7,7

14 – Sertãozinho (SP)

População: 121.412 / Taxa de homicídio: 8,2

15 – Balneário Camboriú (SC)

População: 131.727 / Taxa de homicídio: 8,4

16 – Bauru (SP)

População: 369.368 / Taxa de homicídio: 8,7

17 – Mogi Guaçu (SP)

População: 148.327 / Taxa de homicídio: 8,8

18 – Jundiaí (SP)

População: 405.740 / Taxa de homicídio: 8,9

19 – Birigui (SP)

População: 119.536 / Taxa de homicídio: 9,2

20 – Bragança Paulista (SP)

População: 162.435 / Taxa de homicídio: 9,2

21 – São Caetano do Sul (SP)

População: 158.825 / Taxa de homicídio: 9,4

22 – Tubarão (SC)

População: 103.674 / Taxa de homicídio: 9,6

23 – Ourinhos (SP)

População: 111.056 / Taxa de homicídio: 9,9

24 – Itatiba (SP)

População: 114.912 / Taxa de homicídio: 10,4

25 – Franca (SP)

População: 344.704 / Taxa de homicídio: 10,4

26 – Passos (MG)

População: 113.807 / Taxa de homicídio: 10,

27 – Araxá (MG)

População: 103.287 / Taxa de homicídio: 10,6

28 – Petrópolis (RJ)

População: 298.158 / Taxa de homicídio: 10,7

29 – Americana (SP)

População: 231.621 / Taxa de homicídio: 10,8

30 – Jandira (SP)

População: 120.177 / Taxa de homicídio: 10,8

 

Médico faz reanimação em passarinho e vídeo viraliza

O vídeo em que um médico de Imaruí, no Sul de Santa Catarina, faz reanimação cardiopulmonar e salva a vida de um passarinho viralizou nas redes sociais.

Com 40 anos de profissão, Airto Aurino Fernandes não hesitou em aplicar os procedimentos de emergência após ver o sabiá se chocar contra um vidro e cair no chão.

“Agi por impulso, ele caiu como morto, fiz a massagem no peito dele e demorou uns 10 minutos até que reagisse”.

O médico conta que essa foi a primeira vez que ele ”atendeu” um passarinho. “Nem vi que minha enfermeira estava filmando. A ressuscitação estava demorando tanto que ela já tinha parado de gravar, quando de repente o sabiá soltou um gemido e ela recomeçou o vídeo. Quando ele melhorou, mexi nas penas dele, coloquei em um arbustozinho e ele saiu voando”, contou ao G1.

Assista:

 

Este vídeo em que um médico de Imaruí, no Sul de Santa Catarina, faz reanimação cardiopulmonar e salva a vida de um passarinho viralizou nas redes sociais. Com 40 anos de profissão, Airto Aurino Fernandes não hesitou em aplicar os procedimentos de emergência após ver o sabiá se chocar contra um vidro e cair no chão. “Agi por impulso, ele caiu como morto, fiz a massagem no peito dele e demorou uns 10 minutos até que reagisse”. O médico conta que essa foi a primeira vez que ele ”atendeu” um passarinho. “Nem vi que minha enfermeira estava filmando. A ressuscitação estava demorando tanto que ela já tinha parado de gravar, quando de repente o sabiá soltou um gemido e ela recomeçou o vídeo. Quando ele melhorou, mexi nas penas dele, coloquei em um arbustozinho e ele saiu voando”, contou ao G1. #curtamais

Uma publicação compartilhada por Curta Mais® (@guiacurtamais) em

Escola causa polêmica ao pedir que crianças se vistam de ‘favelados’ em festa

Uma escola particular de Itajaí, em Santa Catarina, está causando controvérsia depois da divulgação de um convite para as suas festividades.

No bilhete, enviado aos alunos através de suas agendas, a escola pedia que os alunos comparecessem à ‘Festa da Integração’ vestidos de ‘favelado do Rio de Janeiro’.

O caso lembra uma festa semelhante organizada em colégio do Rio Grande do Sul, no início do mês.

O pai de um aluno da instituição se revoltou com a exigência e postou um desabafo em seu perfil no Facebook.

 

Em nota, o Colégio Cenecista Pedro Antônio Fayal, organizador do evento, alegou que o pedido foi um “equívoco”.

“Foram duas palavras juntas muito equivocadas. Nós temos mais de 50 anos de instituição, a escola tem um cunho comunitário. Não temos qualquer intenção de magoar ninguém. Isso vai contra nossa prática. Estamos nos desculpando pessoalmente com cada pai e mãe”, completou.

Repórter do SporTV cai ao levar a tocha olímpica em Santa Catarina; veja o vídeo

O repórter Henrique Arcoverde, do canal SporTV, da Rede Globo, virou notícia ao levar um baita tombo durante o revezamento da tocha olímpica na noite de sábado (9).

De baixo de chuva e frio, o repórter levava o símbolo dos Jogos na cidade de Criciúma, em Santa Catarina. Henrique estava correndo e, ao fazer uma brincadeira ao pular com os guardiões da tocha, perdeu o equilíbrio e caiu sentado no chão.

A gente sempre pula junto para fazer as fotos. Mas estava chovendo, meu tênis escorregou e eu caí. Foi tranquilo, pelo menos eu não deixei a tocha cair no chão. Só deu uma arranhadinha na base dela“, contou com bom humor em entrevista ao portal do Globo Esporte. Após o susto, Henrique se levantou rapidamente para finalizar os 200 metros de corrida com a tocha.

Assista ao vídeo:

Brasileira cosplay da princesa de Frozen é a cara da Elsa

Ela tem 23 anos, é de Blumenau, em Santa Catarina, e está fazendo o maior sucesso na internet pela semelhança com a princesa Elsa, protagonista da animação Frozen, da Disney. Andressa Damiani, tem características faciais semelhantes às da princesa e ainda usa lentes de contato para imitar os olhos do personagem.

Ela foi entrevistada pelo jornal inglês “Mirror” e disse que a semelhança assusta as pessoas na rua. “Desde que me lembro eu sempre pareci com uma boneca, e mal uso maquiagem pesada no meu dia a dia. Para manter a forma ando com meus cachorros. Eu gosto de parecer uma boneca e recebo mensagens adoráveis ​​dos fãs, mas recebo muitas críticas também”, contou.

elsa

“Semelhança assusta as pessoas na rua”.

Na entrevista, a jovem também conta que era muito tímida quando criança por causa de sua aparência incomum. “Eu quase não tinha amigos e passei a maior parte do meu tempo sozinha com minhas bonecas em miniatura. Eu tinha uma aparência muito infantil e isso se manteve. Não me desenvolvi como as outras garotas, e isso me levou a me tornar uma adolescente muito insegura”, desabafou.

 

Mas, aos 20 anos, Andressa decidiu aceitar sua aparência. Ela começou a usar lentes de contato para se parecer ainda mais com uma boneca. “Parecer uma boneca humana ajudou a minha autoestima. Sentir-se confiante é muito importante, e não fútil como alguns podem pensar”.

frozen

Com informacões do Extra.