Goiás tem novo curso de Medicina

O governo de Goiás, por meio da Universidade Estadual de Goiás (UEG), publicou na segunda-feira (5/02) o edital para o Processo Seletivo Vestibular UEG 2024/2 – Curso de Medicina, a ser ofertado na unidade universitária de Itumbiara. Ao todo, são ofertadas 30 vagas. As inscrições podem ser feitas até 5 de março, exclusivamente pelo site www.vestibular.ueg.br.

O governador Ronaldo Caiado comemorou a retomada do vestibular, que ocorre após toda uma reestruturação do curso. “Vamos agora para um vestibular de uma faculdade de Medicina capaz de formar jovens competentes, padrão de excelência, padrão do Governo de Goiás” disse. “Mas para isso se tornar uma realidade, tivemos que construir toda uma estrutura, como também contratar e já nomear técnicos e professores”, completou o governador.

A taxa de inscrição do vestibular é de R$ 180, sendo isenta para titulares ou dependentes no Cadastro Único para os Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e doadores de sangue, medula óssea e leite materno. A isenção deve ser solicitada até 14 de fevereiro.

Há vagas reservadas ao sistema de cotas, voltadas a candidatos que comprovadamente sejam oriundos de rede pública de educação básica, negros, indígenas ou pessoas com deficiência. São oferecidas ainda duas vagas suplementares aos quilombolas.

As provas serão aplicadas no dia 28 de abril, em Goiânia e Itumbiara. O resultado final do certame será divulgado em 21 de junho e o início das aulas ocorrerá no mês de agosto.

Reestruturação

Para a retomada do vestibular de Medicina, o curso foi totalmente remodelado, com nova matriz curricular tendo sido elaborada e aprovada.

Entre os investimentos realizados estão a realização de três concursos públicos para docentes e técnicos de laboratório; construção, ampliação e reforma de laboratórios e espaços necessários ao curso; e aquisição de equipamentos, insumos, simuladores e mobiliários.

Também foram realizadas parcerias com a prefeitura de Itumbiara e com o Sistema Único de Saúde, além de firmados convênios para viabilizar o internato nas redes municipal e estadual de saúde e em hospital privado.

O reitor da UEG, Antonio Cruvinel, destacou que a Universidade tem o compromisso com a excelência acadêmica e o desenvolvimento do estado de Goiás, assim como com a formação de cidadãos socialmente comprometidos e profissionais que possam atuar no mundo do trabalho com humanidade e ética.

“Nos últimos anos, empreendemos todos os esforços para que o curso fosse reestruturado a fim de que pudéssemos voltar a ofertar vagas para a formação desses profissionais que tanto são necessários a toda a humanidade”, explicou o reitor.

 

Veja também:

Goiano corre ultramaratona de 235 km passando por 8 cidades diferentes

O professor de direito da Universidade Estadual de Goiás (UEG) e advogado, Laércio Martins, alcançou uma façanha extraordinária ao correr por 56 horas e 56 minutos na Ultramaratona dos Anjos Internacional. O desafio, que ocorreu entre os dias 17 e 19 de novembro, levou-o a percorrer 235 km por 8 cidades do sul de Minas Gerais, em um testemunho notável de superação e força física.

Professor Laércio no final da ultramaratona de 235 km em 56 horas — Foto: Laércio Martins/Arquivo Pessoal

Laércio no final da ultramaratona. Foto: Laércio Martins/Arquivo Pessoal

A modalidade escolhida por Laércio foi a “survivor” (sobrevivente, em português), na qual o atleta corre sem nenhum apoio, contando apenas consigo mesmo e com a organização do evento. Durante o percurso desafiador, ele teve que prover sua própria alimentação e hidratação, levando consigo todo o equipamento obrigatório.

“Eu espero poder despertar nas pessoas esse desejo de participar de ultramaratonas, é um exercício de autoconhecimento, de disciplina e perseverança, e eu espero mesmo poder despertar isso nas pessoas”, compartilhou Laércio em entrevista ao G1 Goiás.

Esta não foi a primeira ultramaratona enfrentada por Laércio Martins. Em janeiro deste ano, ele participou da BR135 Ultramarathon, considerada a prova mais desafiadora do Brasil.

Professor Laércio na Br135 Ultramarathon — Foto: Arquivo Pessoal

Professor Laércio na Br135 Ultramarathon — Foto: Arquivo Pessoal

Durante a Ultramaratona dos Anjos Internacional, o atleta enfrentou condições adversas, incluindo temperaturas que atingiram os 40ºC. A modalidade “survivor” impõe desafios adicionais, pois o participante precisa contar apenas consigo mesmo para superar os obstáculos do percurso.

A água que Laércio levava na mochila ficava constantemente exposta ao sol escaldante, alcançando temperaturas elevadas. Apesar das condições extremas, o advogado perseverou, enfrentando cada desafio com determinação.

 

Treino e Preparo

Sua preparação para a prova envolveu treinos regulares, cobrindo aproximadamente 100 a 120 km semanalmente. No último mês que antecedeu a ultramaratona, Laércio percorreu impressionantes 500 km como parte de sua rotina de treinamento.

Quando questionado se chegou a ponderar sobre a possibilidade de desistir, Laércio foi enfático: “Desistir nunca foi uma opção. Já me perguntaram outras vezes, mas você não vai em uma prova dessas para desistir, teve muito treinamento e muita dedicação para estar ali.”

O professor e advogado já mira suas próximas aventuras, com preparativos intensos para a desafiadora BR135 Ultramarathon. Com um percurso de 230 km e um desnível acumulado próximo dos 10 mil metros, essa prova é considerada a mais difícil do país, colocando Laércio à prova em estradas de chão sob o calor escaldante do verão na região Sudeste do Brasil.

*Com informações do G1 Goiás

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Foto de Capa: Reprodução/ G1 Goiás

Descubra a cidade goiana que une aventura, tradição e natureza exuberante a um passo de Brasília

Formosa, encaixada no cenário do nordeste goiano, é uma cidade que se distingue por sua rica tapeçaria de natureza e cultura. Localizada a 75km de Brasília e 282 km de Goiânia​,​, a cidade, com uma população que ultrapassa os 115 mil habitantes​​, é um mosaico de crescimento e tradição.

Economicamente, Formosa destacava-se por seu PIB de R$1,44 bilhões em 2008, com contribuições significativas da agropecuária, indústria e serviços​​. Na educação, a cidade conta com instituições históricas como o Colégio São José, fundado em 1910, e oferece ensino médio a superior por meio de instituições como o Instituto Federal de Goiás e a Universidade Estadual de Goiás​​.

A cultura de Formosa, situada na intersecção entre tradição e modernidade, é tecida por expressões culturais imateriais que resistem e se redefinem ao longo do tempo. O município é palco de manifestações como danças e moda de viola, que retratam a essência musical e folclórica da região. Além disso, celebrações como as folias do Divino Espírito Santo e a Festa da Moagem são vitrines da religiosidade e das práticas comunitárias que permeiam a identidade formosense​​.

Curiosamente, Formosa também carrega um patrimônio arqueológico singular, com sítios que narram histórias pré-coloniais, como as pinturas rupestres encontradas na região. A cidade, que se equilibra entre o crescimento econômico e a preservação de seu patrimônio natural e cultural, promove uma viagem no tempo, onde mitos e lendas locais se entrelaçam com o cenário contemporâneo, oferecendo uma experiência única aos seus visitantes.

No turismo, Formosa é um convite à exploração com seus atrativos naturais, como o Salto do Itiquira e a Lagoa Feia, além de cachoeiras e formações geológicas como o Lajedo e a Dolina dos Maracanãs​4​. Cada localidade oferece uma experiência singular, desde a contemplação até a aventura, como o rapel na Dolina dos Maracanãs.

Essa fusão de progresso e patrimônio faz de Formosa um destino que merece ser descoberto e valorizado por aqueles que buscam entender a complexidade e a beleza do coração goiano.

Conheça abaixo locais imperdíveis que ficam em Formosa: 

Cachoeira do JK: Situada nas proximidades do distrito de JK, este complexo de cachoeiras encanta com suas águas esverdeadas e paisagens de tirar o fôlego.

Foto: Prefeitura de Formosa

Bisnau Ecoturismo: Com sua cachoeira de mais de 110 metros de altura e poços verdes, além de um sítio arqueológico, a fazenda se posiciona como um destino imperdível para os entusiastas da natureza.

Foto: Prefeitura de Formosa

Salto Itiquira: Este ícone natural é considerado a segunda maior queda d’água de Goiás e a sétima do Brasil, situado em um parque municipal que oferece ótima infraestrutura e acessibilidade.

  •  

Foto: Prefeitura de Formosa

  •  
  •  

Usina Parque Bandeirinha: Localizada a apenas 6 km da cidade, a usina tem um museu dedicado à história da geração de energia em Formosa, além de possuir uma capela e diversas cachoeiras.

Foto: Prefeitura de Formosa 

  •  

Dolina dos Maracanãs: Conhecida também como Buraco das Araras, a dolina é um convite à aventura com sua imensa cratera de 100 metros de profundidade, requerendo o acompanhamento de guias especializados para a visitação.

Foto: Prefeitura de Formosa 

 

Este é apenas um vislumbre do que Formosa tem a oferecer, demonstrando que o município tem potencial para se consolidar como um destino turístico de relevância na região.

Leia também:

Brasil tem 6 milhões de mulheres a mais que homens – Curta Mais

Goiânia recebe autor do best-seller ‘Café com Deus Pai’ para sessão de autógrafos – Curta Mais

Goiânia recebe Carlos Maltz, Ex-engenheiros do Hawaii Banda – Curta Mais

 

Foto da Capa: Cachoeira Água Fria – Leo Amado

 

UEG abre 312 vagas para mestrados e doutorados; veja detalhes

A Reitoria da UEG, abre inscrições para as vagas dos programas de mestrado e doutorado da Instituição para 2024/1. As inscrições se encerram em 30 de outubro. São 312 vagas em 15 programas de pós-graduação.

Dentre as áreas:  Mestrados em Ambiente e Sociedade; Ciências Aplicadas a Produtos para Saúde; Ciências Moleculares; Educação; Educação, Linguagem e Tecnologias; Engenharia Agrícola; Ensino de Ciências; Estudos Culturais; Memória e Patrimônio; Geografia; História; Língua, Literatura e Interculturalidade; Produção Vegetal; Produção Animal e Forragicultura; Recursos Naturais do Cerrado; e Territórios e Expressões Culturais no Cerrado. Além de doutorado em Recursos Naturais.

O pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UEG, Claudio Stacheira, reforça a importância dos mestrados e doutorados para o desenvolvimento do estado de Goiás, que promove a interiorização da pesquisa, do ensino de pós-graduação e da inovação em áreas estratégicas à sociedade.

 

Para ter mais informações sobre os programas e como se inscrever, acesse o site ueg.br/pos.

 

Novas espécies de cogumelos são descobertos no Parque Estadual Terra Ronca em Goiás

O parque Estadual Terra Ronca é um exemplo de como Goiás tem lugares impressionantes e de natureza intocável para conhecer. São milhares de quilômetros de mata virgem, muitas cavernas belíssimas, aventuras e riquezas da história do estado.

Você também pode gostar:

Terra Ronca: o que conhecer na região das grutas em Goiás

Conheça São Domingos: o portal do Parque Terra Ronca

Além da beleza, o local que conta com cavernas de tamanhos impressionantes, algumas com mais de 60 milhões de anos, serve para cientistas e pesquisadores estudarem e descobrirem novas espécies da fauna e da flora.

terra
(Foto: Faquini)

Foi com essa proposta que a equipe do Laboratório de Micologia Básica, Aplicada e Divulgação Científica (FungiLab) do Campus Central da Universidade Estadual de Goiás (UEG), em Anápolis, descobriu recentemente duas novas espécies de fungos no cerrado. A primeira é um cogumelo e a outra, um bolor. As descobertas são parte da pesquisa de doutorado dos estudantes do Programa de Pós-Graduação em Recursos Naturais do Cerrado (Renac|UEG) Lucas Leonardo da Silva e Antônio Sérgio Ferreira de Sá, orientados pela professora doutora Solange Xavier dos Santos.

pesquisadores

Batizado como Furtadomyces sumptuosus, o cogumelo foi encontrado em uma área de mata da Floresta Nacional de Silvânia, uma unidade de conservação na região Centro-Sul do estado de Goiás, que abriga diferentes fisionomias vegetacionais típicas do cerrado. Segundo os pesquisadores, o nome foi dado devido às características do cogumelo, que é robusto, suntuoso, bem diferente do que se conhece como um cogumelo tradicional.

Já o bolor foi encontrado em uma das cavernas do Parque Estadual Terra Ronca, localizado no município de São Domingos, no Nordeste do estado. O nome científico da espécie, Preussia bezerrensis, foi dado em homenagem à caverna onde ele foi encontrado, que é conhecida como Lapa do Bezerra. “A caverna é santuário natural, de rara beleza e muito difícil acesso e, por isso, a natureza lá se mantém quase intacta”, explica a professora Solange Xavier.

novos

A professora conta que o reconhecimento e a validação dessas espécies como novas para a ciência só foram possíveis depois de estudos bastante minuciosos que incluem a comparação com todas as outras espécies parecidas, para então constatar que de fato nunca ninguém as encontraram antes. “Para isso são levadas em consideração não apenas a aparência física, mas também outras características, incluindo a análise microscópica de suas estruturas e, também, o seu material genético, seu DNA. Isso permite ainda verificar o grau de parentesco com outras espécies de fungos já conhecidos”, salienta.

Os resultados dessas descobertas foram publicados em 2022 nas revistas científicas internacionais Mycological Progress, volume 21, e Persoonia – Molecular Phylogeny and Evolution of Fungi, volume 49.

A professora Solange Xavier explica que os próximos passos da pesquisa do FungiLab são focados na prospecção dessas novas espécies para investigação das substâncias que produzem e que possam ter aplicação em diversas áreas, inclusive moléculas desconhecidas. “Esses fungos agora estão sendo domesticados, ou seja, cultivados em meio de cultura no laboratório para que possam ser estudados quanto ao seu potencial biotecnológico”, ressalta.

Os pesquisadores

Após a conclusão do doutorado, Lucas Leonardo da Silva candidatou-se a uma bolsa de pós-doutorado no mesmo laboratório. Sua pesquisa é focada no estudo dos fungos conhecidos como orelhas-de-pau do cerrado, que quase sempre crescem sobre madeira, são grandes e facilmente visíveis.

Já Antônio Sérgio Ferreira de Sá está estudando os fungos que ocorrem em cavernas do cerrado. O pesquisador explica que entre esses fungos de ambientes cavernícolas, alguns oferecem risco para a saúde, como é o caso de algumas espécies que vivem associadas a fezes de morcegos, que podem causar séria infecção pulmonar se forem inaladas pelas pessoas que adentram essas cavernas. Esse foi, inclusive, um dos objetivos do estudo do Antônio Sérgio: verificar a ocorrência desses fungos nas cavernas do parque e, com isso, o risco de visitação turística nessas áreas.

pesquisadores

 

Fotos: Arquivo FungiLab| UEG

Goiânia recebe Festival de Videoclipes realizado pela UEG

A UEG está realizando a 6ª edição do Festival de Videoclipes (VI IFIDEVIDULA), no dia 10 de fevereiro às 19:30h no Centro Municipal de Cultura Goiânia Ouro, em Goiânia. As incrições estão abertas até o dia 3 de fevereiro através do site https://www.ueg.br/ifidevidula/ e valem para  produções de videoclipes dos anos de 2020, 2021 e 2022  A intenção do festival é disponibilizar um espaço de encontro entre duas importantes instâncias do campo de produção audiovisual: novos artistas da música e produtores audiovisuais.

A organização do Festival busca encontrar produções de videoclipes que estão escondidas nos arquivos dos laboratórios de produtoras, estúdios de música, arquivos pessoais de grupos de música, cantores (as) e coletivos de todos os matizes. Há vários cursos universitários no estado (jornalismo, publicidade, artes visuais, cinema e audiovisual, fotografia, etc.) cuja produção não possui um espaço para exibição, avaliação e premiação. 

 

O Festival

96be64d1ce2886c84b393d8e57ab0d8c.jpg

O VI IFIDEVIDULA é um festival não somente de premiação, mas com um importante e inegociável teor pedagógico. Todos os videoclipes premiados terão devolutivas técnico-estéticas pelos (as) avaliadores (as), enfatizando, apontando, delineando possíveis fragilidades e marcantes potencialidades dos vídeos, norteando possíveis desenvolvimentos das produções, ou seja, cumprindo com o seu papel de fomentar não somente a produção audiovisual, mas contribuindo academicamente para sua qualificação.

O festival é também, na verdade, um lugar de encontro: entre amantes da boa música, da cultura goiana, cinéfilos e apreciadores do audiovisual, universitários criativos e experimentadores, enfim, entre gente antenada da cultura, artes e da produção audiovisual em geral. Nesta edição de 2023, agora aberta a toda a comunidade musical e audiovisual, o IFIDEVIDULA espera que a cultura goiana, em toda sua diversidade, esteja representada aqui: as congadas, as catiras, os caipiras, os metaleiros, os garageiros, os funkeiros, o pessoal do rap, os sertanejos, os súcias ou sussas dos Kalungas da Chapada dos Veadeiros, o coco de folia, os batuques e os lundus das Caçadas da Rainha de Colinas do Sul e do município de Capela (GO), os pagodeiros do mercado da 74 em Goiânia, as Folias de Reis da Cidade de Goiás, as festas religiosas, entre tantas outras manifestações de nossa cultura.

 

SERVIÇO

VI IFIDEVIDULA – FESTIVAL DE VIDEOCLIPES 2023.

Inscrições: Através do site https://www.ueg.br/ifidevidula/ | até o dia 03 de fevereiro de 2023.

Quando: 10 de fevereiro de 2023

Horário: 19h30 

Onde: Centro Municipal de Cultura Goiânia Ouro

Endereço: Rua 03, esq. com Rua 9, Setor Central, Goiânia – GO.

Email para contato: [email protected]

Mais Informações: (62) 9235-9057

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Foto de capa: Divulgação

UEG abre inscrições de concurso para técnico administrativos e salários de até R$ 5,3 mil

Começou, nesta segunda-feira (5), período de inscrições para o concurso público para provimento de vagas para os cargos de Assistente de Gestão Administrativa (nível médio) e Analista de Gestão Governamental (nível superior) da Universidade Estadual de Goiás (UEG).
 
As inscrições poderão ser realizadas até 6 de outubro no endereço www.nucleodeselecao.ueg.br, e o valor da taxa de inscrição é de R$ 80,00 para o cargo de assistente e R$ 110,00 para o cargo de analista.
 
Ao todo, serão oferecidas 159 vagas, sendo 53 para assistentes e 106 para analistas. O edital prevê o salário de R$ 3.198,17 para assistentes e de R$ 5.330,27 para analistas para uma carga de 40 horas semanais, acrescidos de vale-alimentação no valor de R$ 500,00 mensais.
  
Etapas do concurso
 
O certame será composto por três etapas: prova objetiva, avaliação de títulos e avaliação pela equipe multiprofissional (exclusiva aos candidatos com deficiência).
 
As provas objetivas serão realizadas no dia 6 de novembro nos municípios de Anápolis, Goiânia e Aparecida de Goiânia, no período matutino (nível médio) e vespertino (nível superior). A previsão é que o resultado final do concurso seja publicado em 28 de fevereiro de 2023.
 
Os candidatos não classificados dentro do número de vagas e não eliminados por qualquer motivo previsto no edital irão compor a reserva técnica até o limite de cinco vezes o número de vagas previsto.

Clique aqui para conferir o edital

 

Imagem: Reprodução Fabricio Marques / Vestibulando Web

UEG divulga concurso com 146 vagas para professores e salários de até R$ 3,8 mil

A Universidade Estadual de Goiás abriu, nesta terça-feira (30), inscrições para três concursos públicos com 146 vagas. As oportunidades são para professores de ensino superior e os salários vão até R$ 3,8 mil. As inscrições podem ser feitas pela internet até 29 de setembro.Veja o edital

Os concursos são para preenchimento de vagas e para formação de cadastro de reserva. Os professores vão atuar com uma carga horária de 40 horas semanais em cursos das seguintes áreas:

Ciências agrárias e sustentabilidade – 38 vagas

Ciências da saúde e biológicas – 36 vagas

Ciências tecnológicas – 72 vagas

A prova será realizada no dia 27 de novembro em Goiânia, Anápolis, Campos Belos, Ceres, Goianésia, Ipameri, Iporá, Itaberaí, Itumbiara, Palmeiras de Goiás, Pires do Rio, Porangatu, Posse, Quirinópolis, Santa Helena de Goiás, São Luís de Montes Belos e Trindade.

O valor da inscrição é R$ 250 e o período para solicitação de isenção de taxa foi entre 10 e 15 de agosto. A previsão é que o resultado final do concurso saia no dia 21 de abril de 2023.

 

Foto: divulgação

Festival de música em Anápolis terá show de Criolo

A 12ª edição do Festival Paralelo Sonoro, em Anápolis, chega à sua etapa final com um grande show de encerramento: o rapper Criolo. O músico se apresenta no dia 10 de Setembro no estacionamento do Câmpus UEG – Henrique Santillo, na Fazenda Barreiro do Meio, a partir das 16h.

O Paralelo Sonoro é um festival de artes integradas, com ações contemplando diversas linguagens artísticas, garantindo o acesso descentralizado da população anapolina a produção independente goiana e brasileira, mixando a música com artes visuais, audiovisual e debates provocando formação, capacitação e qualificação dos agentes ligados ao setor cultural.

Com uma estrutura ampla, o público ainda poderá contar com praça de alimentação, área de convivência, palco e pista de skate inédita.

Os ingressos estão disponíveis pelo site Sympla com valores a partir de R$ 100,00 já referente ao 2º lote de vendas. Também está disponível a opção de meia social, que garante o mesmo valor para todos que doarem 1 kg de alimento não perecível e que deverá ser deixado na portaria, no dia do evento.

Sobre Criolo

Criolo é um cantor, rapper, compositor e ator brasileiro, um dos idealizadores da Rinha dos MCs e indicado ao Grammy Latino de 2019. 

O rapper foi um dos campeões de indicações ao Video Music Brasil 2011 da MTV, sendo indicado nas categorias “Videoclipe do Ano”, com “Subirusdoistiozin”, “Artista do Ano”, “Álbum do Ano”, com “Nó na Orelha” (venceu), “Música do Ano” com “Não existe amor em SP” (venceu), e como “Banda ou Artista Revelação” (venceu). Ele também foi o primeiro confirmado a se apresentar ao vivo durante a premiação, onde cantou a canção “Não existe amor em SP” ao lado de Caetano Veloso.

SERVIÇO:

Festival Paralelo Sonoro – Show com Criolo

Quando: 10 de Setembro

Onde: Estacionamento do Câmpus UEG – Henrique Santillo, Fazenda Barreiro do Meio – Anápolis-GO

Horário: A partir das 16h

Ingressos: Sympla

 

Imagem: Anselmo Cunha

UEG abre vagas em concurso com salários até R$ 3.836,24

A Universidade Estadual de Goiás (UEG) publicou nesta terça-feira (19), três editais de concursos públicos para provimento de vagas no cargo de docente de ensino superior. Ao todo, são oferecidas 146 vagas com salários de até R$ 3.836,24. Os editais prevêem o preenchimento de postos e cadastro de reserva voltados para professores dos cursos das áreas de Ciências Agrárias e Sustentabilidade; Ciências da Saúde e Biológicas; e Ciências Tecnológicas.

 

As inscrições poderão ser realizadas entre 30 de agosto e 29 de setembro por meio do site www.nucleodeselecao.ueg.br . O valor da taxa de inscrição é de R$ 250. Solicitações de isenção da taxa de inscrição podem ser feitas entre 10 e 15 de agosto.

 

Os selecionados serão lotados de acordo com quadro de vagas disponíveis nos editais.

 

Etapas dos concursos

 

Ao todo, os concursos contarão com cinco etapas: prova objetiva; prova dissertativa; prova didática; avaliação de títulos e produção científica; e avaliação multiprofissional.

 

As provas objetiva e dissertativa serão realizadas no dia 23 de outubro nos municípios de Anápolis, Campos Belos, Ceres, Goianésia, Ipameri, Iporá, Itaberaí, Itumbiara, Palmeiras de Goiás, Pires do Rio, Porangatu, Posse, Quirinópolis, Santa Helena de Goiás, São Luís de Montes Belos e Trindade. As demais etapas serão realizadas em Anápolis e Região Metropolitana de Goiânia, conforme os editais de convocação.

 

A previsão é que o resultado final do concurso seja publicado em 21 de abril de 2023.

 

Os candidatos não classificados dentro do número de vagas e não eliminados por qualquer motivo previsto nos editais irão compor a reserva técnica até o limite de quatro vezes o número de vagas previsto.

 

 

 

 

SERVIÇO

 

Concurso para docentes da UEG

Período de inscrição: 30 de agosto a 29 de setembro

Período de solicitação de isenção da taxa de inscrição: 10 a 15 de agosto

Data da prova: 23 de outubro

Valor da inscrição: R$ 250

Outras informações: www.nucleodeselecao.ueg.br

 

 

Foto: Divulgação

 

Na palma da mão

Acesse https://linktr.ee/guiacurtamais e fique por dentro do que há de melhor em conteúdo. O Curta Mais é a multiplataforma mais completa e confiável de cultura, gastronomia, entretenimento, política e negócios de Goiás.

 

Governo de Goiás anuncia concurso da UEG com 500 vagas para professores

O governador Ronaldo Caiado (União Brasil) anunciou nesta segunda-feira (09/05), a abertura de 500 vagas para o quadro de docentes da Universidade Estadual de Goiás (UEG). Segundo ele, o concurso será aberto ainda em 2022 e terá vagas para todo o Estado, com chamamento previsto para o próximo ano. O edital será publicado após a conclusão de outro certamente em andamento. 

De acordo com o chefe do Executivo, foram cancelados 700 contratos da gestão passada por determinação da Justiça e, agora, está sendo preparada a licitação para suprir a demanda por professores na universidade. “Esta será a forma de repormos estas funções em várias unidades da UEG, que foram duramente penalizadas pelos contratos irregulares da gestão anterior”, disse.

Segundo o reitor da UEG, Antônio Cruvinel, as equipes dos institutos acadêmicos realizam um detalhamento das necessidades de docentes em cada campus e unidade universitária. A previsão é que o edital seja publicado após o término do certame que está em andamento para professores da área da saúde (com 97 vagas), que deve ter seu resultado final publicado no próximo dia 27 de junho.

Na palma da mão
Acesse https://linktr.ee/guiacurtamais e fique por dentro do que há de melhor em conteúdo. O Curta Mais é a multiplataforma mais completa e confiável de cultura, gastronomia, entretenimento, política e negócios de Goiás.

Foto: UEG

UEG abre inscrições para concurso com 94 vagas para professores

Estão abertas as inscrições para o concurso da Universidade Estadual de Goiás (UEG) que devem compor o quadro de docentes de cursos da área da saúde. Ao todo são 94 vagas para professores de cursos como: Medicina, Enfermagem, Fisioterapia, Educação Física, Farmácia, Fisioterapia, Ciências Biológicas, e Estética e Cosmética. 

Podem participar, dependendo da área do concurso escolhida, graduados em Enfermagem, Farmácia, Nutrição, Educação Física, Assistência Social, Ciências Biológicas, Medicina e Química. Os selecionados serão lotados de acordo com o quadro de vagas distribuídas prioritariamente nos municípios de Itumbiara, Quirinópolis, Porangatu, Goiânia, Iporá e Ceres.

As inscrições deverão ser feitas exclusivamente pelo site, onde está disponível o edital com todas as informações sobre o processo seletivo. O valor da taxa é de R$ 250,00. O concurso vem para suprir a demanda de docentes, tendo em vista as necessidades da UEG, que disponibiliza cursos de graduação em todas as regiões do Estado de Goiás.

Etapas

O processo seletivo será realizado em quatro etapas: prova objetiva, prova dissertativa, prova didática e avaliação de títulos e produção científica. As provas objetiva e dissertativa serão realizadas no dia 20 de março nos municípios de Ceres, Itumbiara, Iporá, Porangatu, Quirinópolis e da Região Metropolitana de Goiânia (RMG). A prova didática será realizada somente na RMG, entre os dias 17 e 28 de maio.

Os endereços dos locais e horários de realização das provas serão divulgados no site, de acordo com as datas previstas no cronograma do edital.

Para acessar, clique aqui.

 

 

Imagem: Reprodução

Nova espécie de escorpião foi descoberta em pesquisa realizada com a UEG

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Estadual de Goiás (UEG) em conjunto com a Universidade Federal de Pernambuco e da Universidade Federal Rural de Pernambuco, fez com que houvesse o descobrimento de uma nova espécie de pseudoescorpião. O animal vive nas  cavernas do nordeste brasileiro. 

O resultado da pesquisa foi publicado neste mês no periódico international Studies on Neotropical Fauna and Environment, da Inglaterra, sob o título “A new cave-dwelling Maxchernes Feio, 1960 (Pseudoscorpiones: Chernetidae) from Brazil” (Nova espécie de pseudoescorpião cavernícola do nordeste brasileiro) e pode ser acessado aqui.

A descrição da nova espécie foi realizada pelo Laboratório de Ecologia Comportamental de Aracnídeos da UEG, coordenado pelo professor Everton Tizo Pedroso (ligado aos programas de Pós-Graduação Stricto Sensu em Recursos Naturais do Cerrado e em Ambiente e Sociedade).

 c7078ed00597dc5edc0d886b70b5b37f.jpg

Segundo o professor e pesquisador Everton Tizo, os pseudoescorpiões coletados nessas incursões no nordeste do País foram enviados para identificação pelos pesquisadores do Laboratório de Ecologia Comportamental de Aracnídeos, da UEG, em Anápolis. 

O animal se tratava de uma nova espécie pertencente ao gênero Maxchernes. “Maxchernes iporangae, uma das espécies desse grupo, por exemplo, é conhecida da Caverna Alambari de Baixo, Iporanga, São Paulo, e se encontra no Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção, sendo considerada criticamente em perigo”, contou Everton Tizo.

A espécie analisada no laboratório da UEG foi encontrada na caverna Meu Rei, localizada no Parque Nacional de Catimbau, no município de Tupanatinga, Pernambuco. Essas cavernas constituem ambientes com características muito específicas e que podem se tornar muito vulneráveis aos impactos ambientais. “Além disso, algumas espécies animais habitam exclusivamente esses ambientes em populações pequenas e podem se tornar mais vulneráveis à extinção”.

Fonte: Agência Cora Coralina

UEG abre inscrições para vestibular de meio de ano com 390 vagas

A Universidade Estadual de Goiás abriu 390 vagas para 11 cursos de vestibular, que será realizado no meio do ano. As inscrições estão abertas até 8 setembro e as provas serão aplicadas no dia 19 do mesmo mês.  A taxa de inscrição é de R$80,00 para qualquer um dos cursos ofertados.  As solicitações de isenção de taxa podem ser efetuadas até 23 de agosto. 

 

As vagas ofertadas são para os seguintes cursos: Agronomia, Arquitetura e Urbanismo, Ciências Biológicas, Educação Física, Engenharia Agrícola, Engenharia Civil, Farmácia, Fisioterapia, Medicina Veterinária, Química Industrial e Zootecnia. Para cada uma das turmas haverá duas duas vagas extras destinadas a alunos quilombolas. 

 

Ao todo, 50% das vagas são para o Sistema Universal e os outros 50% destinados ao Sistema de Cotas – 25% para alunos da Rede Pública de Educação Básica, 20% para candidatos negros e 5% para vestibulandos indígenas ou estudantes com deficiência

As provas serão aplicadas de forma presencial, respeitando todos os protocolos de biossegurança para evitar a contaminação pelo coronavírus. Haverá  escalonamento para entrada dos candidatos nos locais de prova, como forma de evitar aglomerações. Entre as medidas sanitárias obrigatórias previstas nos editais está o uso de máscaras faciais cobrindo boca e nariz, distanciamento de 1,5 m entre vestibulandos e teste de temperatura corporal, que deve estar abaixo dos 37,8º.

 

A aplicação das provas será realizada em  Anápolis, Goiânia, Ipameri, Itumbiara e São Luís de Montes Belos. Todas as informações estão detalhadas no edital que pode ser acesso pelo link www.nucleodeselecao.ueg.br.

 

Goianas são destaque da Seleção Feminina de Vôlei Sentado nas Paralimpíadas de Tóquio

Dia 24 de Agosto começam os jogos paralímpicos de Tóquio. E um dos grandes destaques desta edição é a equipe feminina de Vôlei Sentado, que obteve a primeira medalha brasileira na modalidade, ao conquistar o bronze na competição do Rio de Janeiro em 2016. 

 

Agora, a equipe busca pelo ouro inédito com a ajuda de atletas goianas que se destacaram na seleção, já que 5 das 12 jogadoras são de Goiânia e treinam aqui também. Adria Jesus, Jani Freitas, Nurya Almeida e Pâmela Pereira, além de Luiza Fiorese, que não é goiana, mas se mudou para cá. O técnico paraibano, José Agtônio Guedes Dantas, é formado em Educação Física pela Universidade Estadual de Goiás (UEG) e atua em Goiás há 26 anos e no paradesporto há 21 anos.

 

O treinador, que comanda a equipe feminina desde 2013, conquistou o bronze paralímpico e acredita que a seleção permanece entre as favoritas ao ouro. O voleibol sentado brasileiro, e a seleção feminina especificamente, foi a primeira seleção brasileira de vôlei a ganhar uma medalha paralímpica. 

 

tecnico
O técnico 
José Agtônio Guedes Dantas (Foto: Alê Cabral/CPB)

 

 

O Brasil participa do vôlei sentado em Paralimpíadas desde os Jogos de Pequim (China), em 2008, quando a seleção masculina ficou na sexta posição. Quatro anos depois, em Londres (Reino Unido), o país marcou presença tanto na disputa masculina, quanto na feminina: em ambas o país terminou na quinta colocação. Na Rio 2016, o time feminino consagrou a terceira colocação e os homens ficaram em quarto lugar.

 

A seleção feminina será a primeira a jogar em Tóquio. No dia 27 (sexta-feira), às 6h30 (horário de Brasília), as brasileiras enfrentam o Canadá. No dia 29, às 8h30, encaram as anfitriãs japonesas. Já no dia 31, às 22h, as adversárias serão as italianas. Os dois primeiros do grupo avançam às semifinais, que ocorrem no dia 3 de setembro, e a decisão pelo ouro será no dia 5.

 



 

 

 

 

 

Imagem e Informações: Agência Brasil / Jornal A Redação

 

Veja também: Conheça a história do surfista Ítalo Ferreira, primeiro ouro do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio