Zoológico de Goiânia terá entrada gratuita neste fim de semana

Mais uma ótima opção para aproveitar o melhor de Goiânia, em sua celebração de 90 anos! A Prefeitura, por meio da Agência Municipal de Turismo, Eventos e Lazer (Agetul), promove o acesso gratuito para todas as idades ao Parque Zoológico neste sábado (21/10). O local estará aberto à visitação das 8h30 às 17h, com entrada gratuita para todas as idades permitida até as 16h.

 “Preparamos um circuito cultural para todas as idades, com ações, shows e apresentações culturais em todas as regiões. E o Zoológico faz parte da história da cidade, um espaço que cativa os goianienses e visitantes”, destaca o prefeito Rogério. 

Programação diversa

 “Convidamos toda a população para prestigiar a programação especial que preparamos para este dia”, assinala o presidente da Agetul, Danilo Guimarães. A programação durante o sábado será diversa, em destaque para:

– Ação de enriquecimento alimentar dos animais pela equipe técnica com oferta de espetinhos de frutas nos período da manhã, no recinto de imersão, e oferta de picolés para os grandes felinos no período da tarde.

– Coral vozes em canto da Secretaria Municipal de Educação (SME), pela manhã;

– Projetos e atividades teatrais com a Associação Cultural Lua-Alá às 14h;

– Exposição de animais taxidermizados das 8h30 às 17h.

  

 

Veja também:

Saiba de onde vêm os animais do Zoológico de Goiânia

 

Foto: Secom

Descubra qual o híbrido considerado o maior felino do mundo

A fauna e a flora do nosso planeta são realmente incríveis, com espécies únicas em cada país. No Brasil, temos a famosa Arara Azul, por exemplo. Na Austrália, é preciso ter cuidado, pois até o menor dos insetos pode ser venenoso!

Ao longo dos milhares de anos de evolução, alguns animais bastante curiosos passaram por aqui. Mas talvez nada seja tão surpreendente quanto um animal híbrido de duas espécies, especialmente se for uma mistura entre dois dos mais poderosos predadores do mundo animal: o leão e o tigre!

Esse cruzamento inusitado entre dois animais que vivem em ambientes completamente diferentes é possível apenas quando eles se encontram em algum zoológico. No entanto, ao contrário do que muitos pensavam, essa tentativa de reprodução não apenas obteve sucesso, mas também resultou em duas novas espécies.

 

Ligres

ligre

Imagine um felino que combina a majestade de um leão com a elegância de uma tigresa. O resultado desse cruzamento improvável é o ligre, um felino gigante e dourado que cativa a todos com sua imponência. A natureza nos surpreende mais uma vez, e nos presenteia com esse magnífico animal, que tende ao gigantismo, superando em tamanho seus pais leão e tigresa.

Tudo isso acontece devido a um gene presente nos felinos que limita seu crescimento. Curiosamente, esse gene é herdado justamente do tigre e da leoa, fazendo com que desapareça do DNA das novas crias. Assim, os ligres têm liberdade para crescer de forma desmedida, transformando-se nos maiores felinos do mundo.

 

Com uma aparência muito semelhante à dos tigres, os ligres possuem em média 3 metros de comprimento, tornando-se verdadeiros colossos da natureza. No entanto, o maior ligre já registrado foi Hércules, um verdadeiro gigante que entrou para o Guiness Book em 2014. Com incríveis 418 kg, ele é uma verdadeira maravilha da natureza, vivendo em uma reserva nos Estados Unidos.
hercules
Hércules

 

Uma curiosidade intrigante sobre os ligres é que os machos são estéreis devido a uma peculiaridade genética. Os cromossomos de seus pais, leão e tigresa, são pares, enquanto o do ligre é ímpar. Essa diferença impede a formação de células reprodutivas viáveis, impossibilitando a reprodução desses majestosos felinos. Por outro lado, as fêmeas têm a capacidade de engravidar, embora com um risco extremo, já que esses animais são propensos a desenvolver doenças como nanismo e síndrome de Down, além de apresentarem uma alta taxa de mortalidade durante o parto.

 

Tigreões

tigreao

Reproduzido através de uma leoa e um tigre macho, esse magnífico ser é justamente o contrário do outro cruzamento, o ligre. Embora seja mais raro que o ligre, no final do século XIX, os tigreões eram bem mais comuns que seu “irmão”.

Com características marcantes de ambos os pais, o tigreão é uma verdadeira obra-prima da natureza. Ele herda uma espécie de juba do leão, que mais se assemelha ao tufo do tigre, porém, é ainda maior e mais imponente. Diferentemente dos ligres, o gene que limita seu crescimento é mantido na reprodução, mas isso não significa que eles sejam animais pequenos!

 

Um macho de Tigreão possui uma média de 2 a 3 metros de comprimento e pode pesar até impressionantes 190kg. Assim como os ligres, apenas as fêmeas da espécie são férteis, o que torna impossível a reprodução entre tigreões e ligres.

Embora tenham sido mais comuns no passado, os tigreões são menos frequentes hoje em dia. Isso se deve ao fato de que o comportamento de acasalamento das leoas não é tão atrativo para os tigres machos, o que dificulta a reprodução. Além disso, o fator novidade também coloca os ligres à frente, graças ao seu peso e tamanho extraordinários.

Mas vale lembrar, que esse modelo híbrido de reprodução é considerado imoral em diversos lugares no mundo, já que os filhotes têm altíssimas chances de desenvolver doenças ou morrerem nos primeiros dias de vida, até terminarem de crescer. Alguns países no mundo, incluindo o Brasil, proíbem a criação desses animais, pensando justamente nisso.

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Foto de Capa: Wikipédia

Zoológico de Goiânia ganha 4 filhotes de lobo-guará

O Zoológico de Goiânia tem motivos para celebrar: a chegada de quatro filhotes de lobo-guará, espécie típica do Cerrado e ameaçada de extinção. Os animais estão sob os cuidados da equipe técnica da unidade, que garante a segurança e o bem-estar dos filhotes e da mãe, loba-guará Catarina. Essa é a terceira ninhada de Catarina na unidade. 

0815ce219027c5a7fe983486313f3a14.jpg

A reprodução dos lobos-guará no zoológico é uma prova de que os animais estão bem cuidados e saudáveis. A equipe responsável destaca que a atenção especial é dada à mãe (Loba Catarina) e seus filhotes (três machos e uma fêmea), com um ambiente separado do macho e alimentação suplementada, devido à amamentação.

512b572659bcb686c7551ffa8fabd797.jpg

O presidente da Agência Municipal de Turismo, Eventos e Lazer (Agetul), Valdery Júnior, destacou a importância da preservação da espécie para garantir um banco genético seguro. Ele também ressalta que o zoológico recebe animais órfãos, vítimas de atropelamentos, acidentes e tráfico.

No Instagram do Zoológico, sempre há postagens sobre os animais. Dá uma olhadinha nessa que mostra filhotinhos de lobo-guará:

 

Mais Informações

Funcionamento: de quarta-feira a domingo, das 08h30 às 17h.

Para acessar o espaço, é necessário realizar a compra de ingressos na bilheteria do local até às 16h.

Ingressos:

-Inteira: R$ 5,00

-Meia-entrada: R$2,50: idosos com 60 anos ou mais, estudantes portando a Carteira de Identificação Estudantil, jovem de baixa renda devidamente identificado, professores das redes estadual e municipal de ensino, e doadores de sangue habituais devidamente identificados.

Isenção para crianças com até 5 anos, e pessoas com deficiência e acompanhante.

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Fotos: Agetul

Famoso parque de Goiânia já foi clube aquático aberto a população

Ao passear pelo Lago das Rosas você já se questionou o motivo pra ter uma escada no meio do lago? A escadaria de concreto tem cerca de 20 degraus e leva à… isso mesmo, lugar nenhum. O “monumento” um tanto quanto diferente tem significado. Pra te explicar como essa escada chegou lá nós precisamos voltar do início, quando ‘tudo era mata’. 

Lago

Em decorrência de todas as expedições rumo ao centro-oeste, um vale começa a ser efetivamente ocupado na segunda metade do século XIX. Segundo histórico da Agência Municipal de Meio Ambiente (AMMA), essa área fazia parte da Fazenda Crimeia que contava com aproximadamente 50 alqueires. Em 1933, o vale e todo o restante da área foi doado pelos proprietários para integrar o território da nova capital. 

Com orientação dos diretores do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, a instituição do Horto Florestal de Goiânia começa a trabalhar no local. No ano de 1941 foi oficialmente fundado em Goiânia o Balneário Lago das Rosas. Este Balneário foi criado com o lago cercado de roseiras. O local tornou-se um clube popular com piscinas naturais. As matas do Horto Florestal passaram a ser utilizados como jardim.

lago

No meio do lago foi instalado um trampolim, para gerar mais entretenimento aos banhistas, e muretas. Além dessas instalações, o parque contava com dois prédios: o Castelinho, muito utilizado por jovens e estudantes, e outro onde funcionavam bar e boate.

lago

Porém, os casos de afogamento nos lagos se tornaram uma preocupação. O banho no local passou a ser proibido. Em 1956, o Horto deu espaço ao Jardim Zoológico de Goiânia.

Durante as décadas de 70 e 80, Goiânia enfrentou cenário de amplo expansionismo. O entorno do lago passou a ser ocupado por condomínios de luxo e garantir novas funções. Suas calçadas se transformaram em pistas de caminhada para os moradores da região. A área passou a ser comercializada como um dos pontos residenciais de maior valor imobiliário na cidade. O Parque incrementou o slogan, referenciado em publicidades como “uma natureza ao alcance do olhar”. 

Trampolim

O Lago das Rosas ainda é um parque aberto ao publico e possui área de ginástica equipada, quiosques, playground, pedalinhos, quadras poliesportivas e, principalmente, bancos. 

Férias: Zoológico de Goiânia mantém valor promocional a partir de R$ 2,50

A Prefeitura de Goiânia, por meio da Agência Municipal de Turismo, Eventos e Lazer (Agetul), realizou estudo técnico e jurídico sobre o modo e a política da meia-entrada do Parque Zoológico de Goiânia. Objetivo é fazer com que a legislação esteja em sintonia com as leis federal, estadual e municipal. 

Por determinação do prefeito de Goiânia, Rogério Cruz, o valor da entrada inteira não sofreu alteração, e segue R$ 5,00 mesmo diante da inflação. Ou seja, nenhum valor de entrada foi alterado. A única mudança necessária foi apenas a isenção, que passou de 3 para 5 anos de idade.

Presidente da Agetul, Valdery Júnior destaca que, na portaria atual, a isenção seria com 3 anos de idade, mas esclarece que a idade foi estendida para beneficiar crianças abaixo de 5 anos. 

Valdery informa que o Parque Zoológico passa por extenso processo de modernização e qualificação, compreendendo diversas ações como sinalização turística e reforma com a adequação de recintos, bem como intervenções relacionadas à acessibilidade, como rampas de acesso, piso tátil, dentre outras. 

“Fazemos tudo isso para o conforto dos visitantes, com a finalidade de promover a educação ambiental, conservação de espécies, e a realização de pesquisas. Para tanto, a atual gestão tem buscado maior aproximação entre a administração pública e a sociedade, de modo a incentivar a participação do cidadão que é usuário dos serviços”, diz o presidente.

Balanço das férias

O Parque Zoológico de Goiânia registrou mais de quatro mil pessoas por dia nestas férias. Segundo Valdery Júnior, o parque deve receber em torno de 80 mil pessoas até o final do período escolar. Ele destaca a curiosidade das famílias acerca das espécies. “Por isso, muitos pais trazem seus filhos para ampliar seus conhecimentos em educação ambiental e cuidados na preservação de espécies”, explica.

Cerca de 400 animais pertencentes a mais de 100 espécies vivem no Zoológico atualmente, recebendo alimentação balanceada e cuidados especiais. “Nosso trabalho é pautado na conservação e reprodução das espécies, muitas em extinção, para sensibilizar o público a compreender os processos da educação ambiental”, salienta Valdery.

Como funciona a entrada:

A visitação no Parque ocorre de quarta-feira a domingo, das 8h30 às 17h. A compra de ingressos pode ser realizada até às 16h.

Valores dos Ingressos:

-Inteira: R$ 5,00

-Meia-entrada: R$ 2,50 – Idosos com 60 anos ou mais, estudantes com a Carteira de Identificação Estudantil, jovem de baixa renda devidamente identificado, professores das redes estadual e municipal de ensino, e doadores de sangue habituais devidamente identificados.

-Isenção: Crianças com até 5 anos e pessoas com deficiência e acompanhante.

É necessário apresentar:

-Carteira de Identificação Estudantil – CIE

-Para jovens de baixa renda – ID Jovem – Identidade Jovem

-Doadores de sangue habituais – Comprovante de doação

-Identidade para maiores de 60 anos

-Documento de identificação para menores de 05 anos

 

Para agendamento de Escola Monitorada (Exclusivamente com agendamento):

-Isenção: Escolas Públicas e Cmeis do município de Goiânia

-Meia-entrada: Escolas públicas estaduais ou de outros municípios, e escolas particulares

-Entidades ou instituições assistenciais, religiosas, filantrópicas e sociais (Exclusivamente com agendamento)

-100% de Isenção: Adultos ou crianças

 

 

Imagem: Jackson Rodrigues

Veja também:

O que fazer com as crianças nas férias de Julho

Zoológico providencia ambiente especial para aquecer animais durante a frente fria em Goiânia

A Prefeitura de Goiânia, por meio da Agência Municipal de Turismo, Eventos e Lazer (Agetul), preparou ambientes com feno e serragem para aquecer os animais do Zoológico de Goiânia. Ação acontece em decorrência do início da frente fria, que deve seguir pelo estado até 26 de maio.

Segundo o presidente da Agetul, Valdery Júnior, a organização tem o objetivo de garantir o cuidado e o bem-estar animal no Zoológico da capital. “Se sentimos frio, eles também sentem. Espécimes de aves, serpentes, grandes carnívoros, pequenos carnívoros, anta, lobo guará e outros receberão esse tratamento especial”, explica. 

No caso de animais como as serpentes, a preocupação é ainda maior, uma vez que os répteis necessitam do calor ambiente para manter a temperatura corporal. “Uma das ações realizadas para tentar minimizar esse efeito do frio é a inserção de substratos para que os animais possam se proteger”, explica Valdery Júnior.

Visitação

O Parque Zoológico de Goiânia está aberto ao público para visitação de quarta-feira à domingo, das 8h30 às 17h. A compra de ingressos pode ser realizada até às 16h. A entrada custa R$ 5 e a meia entrada R$ 2,50. Crianças de 04 a 12 anos e estudantes, mediante a apresentação de carteirinha, possuem direito a meia entrada. O pagamento é feito apenas em dinheiro.

Foto: Reprodução.

Na palma da mão

Acesse https://linktr.ee/guiacurtamais e fique por dentro do que há de melhor em conteúdo. O Curta Mais é a multiplataforma mais completa e confiável de cultura, gastronomia, entretenimento, política e negócios de Goiás.

4 Lugares em Goiânia para descansar e sair do calor pós almoço

Sem dúvidas o Sol do meio-dia é o que mais castiga. Geralmente, é neste horário que muitas pessoas deixam o aconchego do ar condicionado do trabalho para enfrentar o calor da rua na busca por um restaurante para almoçar.  

Mesmo para quem é amante do calor, é impossível viver o tempo todo exposto ao Sol.  Bom mesmo é poder procurar um dos parques arborizados de Goiânia para descansar em uma sombra fresquinha.  

Aqui vai quatro dicas de lugares bem legais para fugir do calorão e descansar pós almoço: 

 

1- Parque Municipal da Liberdade 

O parque possui uma área de 10.115 metros quadrados e está localizado no Setor Jaó.  Ele é um dos menores da capital, mas todo seu espaço é repleto de beleza natural. 

 

Parque 

(Foto: Reprodução)

 

Endereço: Entre as Avenidas Venerando de Freitas, Liberdade e Belo Horizonte e Rua J-10, no setor Jaó. 

 

2 – Parque Flamboyant 

Esse é um dois mais conhecidos parques de Goiânia. O local ocupa uma área de 125.572,71 metros quadrados e é bastante arborizado. Isso significa que em qualquer cantinho do parque, você achará uma boa sombra para descansar.  

 

-

(Foto: Reprodução/ Youtube)

 

Endereço: Entre as Ruas 15,12, 46, 55, 56 e a Avenida H, no setor Jardim Goiás, Goiânia.  

 

3- Parque do Horto/ Parque Zoológico 

Há quem chame este lugar apenas de “Zoológico”, mas está tudo bem. O parque é um dos mais antigos da capital. Ele foi doado pelo fazendeiro Urias Magalhães em 1993. O local é uma das áreas verdes mais visitadas de Goiânia.

 

Parque

(Foto: Prefeitura de Goiânia) 

 

Endereço: Alameda das Rosas – St. Oeste, Goiânia – GO. 

 

4 – Parque Municipal Cascavel 

O parque localizado na região do Macambira/ Anicuns é um ótimo lugar para quem deseja descansar por 10 minutinhos e contemplar a beleza de Goiânia. O local tem uma área de 287.850 metros quadrados. 

 

 parque

(Foto: Reprodução)

 

Endereço: Avenidas Guarapari, Leblon, Alameda Aliança, Ruas do Siri, da Palombeta, da Ostra, Guarujá e Copacabana, Jardim Atlantico

 

 

(Foto: Prefeitura de Goiânia)

Macacos do Zoológico de Goiânia ganham novas ilhas

A Agência de Turismo, Eventos e Lazer (Agetul), por meio do Zoológico de Goiânia, vai reinaugurar, neste domingo, 28, às 10h, a reforma do lago dos macacos, onde ficam os maiores primatas sob responsabilidade do Parque Zoológico.  O lago passou por um trabalho de desassoreamento, revitalização e ampliação.  

Para abrigar os animais, a Agetul ampliou as seis ilhas existentes, a partir da obra de desassoreamento do lago e construiu equipamentos visando o bem-estar dos animais. As novas ilhas contêm plataformas, casinhas, postes com mangueiras de bombeiro e pontos de visualização, além do plantio de mudas de árvores do cerrado.

Foram transferidos para as novas ilhas, seis macacos-aranha-de-cara-branca, três macacos-aranha-de-cara-preta, dois babuínos-verdes, um babuíno-sagrado e dois macacos siamangs. A equipe de veterinários e biólogos do Zoológico realizou a soltura e os animais já curtem os novos espaços, que são maiores e mais confortáveis.  

Segundo o presidente da Agetul, Valdery Junior, foram investidos R$ 2 milhões na reforma do lago que foi, pela primeira vez, desassoreado. “Foi uma obra necessária. A situação do lago exigia o desassoreamento e aproveitamos para realizar melhorias nos espaços das ilhas, dando mais conforto e favorecendo o bem-estar dos animais”, informou Valdery Junior, que acompanhou a volta dos animais às ilhas.  

O prefeito de Goiânia Rogério Cruz destacou que a reforma é mais um sinal que os animais do Parque Zoológico desfrutam de espaços preparados para o bem-estar animal. “Nosso zoológico tem um papel fundamental na preservação de espécies. Esses novos espaços garantem aos primatas um ambiente de aconchego e muita diversão”, disse o prefeito.

Peixes

Para que a reforma fosse realizada, o Zoológico remanejou os animais temporariamente para um lago em outra parte do parque e, nesse processo, os agentes envolvidos na obra recolheram peixes que chegaram a pesar até 43 quilos. A transferência dos peixes para o segundo lago foi feita por funcionários da AGETUL, Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma) e Escola de Veterinária da Universidade Federal de Goiás (UFG).  

Os peixes, alguns que viviam há décadas no lago, serão mantidos no Lago 2 do parque. Agora, o presidente da Agetul, Valdery Junior, informa que novas espécies nativas devem ser colocadas no lago reformado, em parceria com a Amma e a Escola de Veterinária da UFG. Ao todo, a Seinfra retirou mais de 600 caminhões de lama provenientes do desassoreamento do lago.

Leia também: 

Turismo em Goiânia: o que fazer de melhor na cidade em cada dia da semana

Via Liberdade: Goiás está na maior rota turística do Brasil

Saiba de onde vêm os animais do Zoológico de Goiânia

 

Zoológico de Goiânia vai funcionar no feriado de 12 de Outubro

O Parque Zoológico de Goiânia funcionará normalmente na próxima terça-feira (12/10), Dia das Crianças e feriado de Nossa Senhora Aparecida. Segundo a prefeitura, o público poderá visitar o local das 8h30 às 17h, com a entrada no valor de R$ 5,00 (inteira) e R$ 2,50 (meia). Crianças de quatro a 12 anos e estudantes pagam meia entrada, mediante comprovação.

 

O presidente da Agência Municipal de Turismo Eventos e Lazer (Agetul), Valdery Junior, disse que a expectativa é que o parque receba até 5 mil visitantes: ‘’Normalmente ficamos fechados em feriados, mas, essa é uma data especial e o goianiense aproveita a oportunidade de lazer e diversão que o zoológico proporciona”, afirmou Valdery.

 

Além disso, a Agetul ressalta que, o Zoológico de Goiânia, localizado no Setor Oeste, funcionará seguindo todas as medidas de biossegurança por conta da pandemia do coronavírus e as mudanças estabelecidas pelo decreto nº 4.018 que permitem ao Zoológico receber até 50% da sua capacidade de público. 

 

 

Imagem: Divulgação Agetul

 

Veja também:

 

Saiba de onde vêm os animais do Zoológico de Goiânia

 

Quatro filhotes de Lobo-Guará nascem no Zoológico de Goiânia

Ursa parda é transferida para santuário ecológico depois de 18 anos morando em zoológico

A ursa parda Úrsula, de 22 anos, se despediu de um zoológico de Recife (PE) no último fim de semana, após 18 anos morando na capital pernambucana. O animal foi levado ao Santuário Ecológico Rancho dos Gnomos, em Cotia, na região metropolitana de São Paulo.

O deslocamento contou com escolta da Polícia Rodoviária Federal ao longo dos 2,6 mil quilômetros até o novo lar. Além da mudança de endereço, Úrsula também vai ganhar um novo nome: Diaiarama, que significa energia de luz. A ursa e o irmão, Zé Colmeia, chegaram ao Zoológico do Recife em 2003, trazidos de Goiás, onde viviam em cativeiro.

ursa

A expectativa era levar os dois para o Rancho dos Gnomos, mas, em maio deste ano, Zé Colmeia, que tinha 22 anos, morreu em decorrência de problemas respiratórios. Úrsula foi monitorada após o falecimento e não apresentou sintomas clínicos, apenas tristeza devido à morte do companheiro.

A transferência marca mais uma etapa da implantação do novo plano diretor do zoológico. Segundo a coordenadora da divisão de Veterinária e Biologia do local, Fernanda Justino, a iniciativa prevê a transferência de grandes animais que não fazem parte da fauna nordestina: “A gente vai trabalhar, agora, com um novo plano diretor no Parque de Dois Irmãos, que vai abraçar mais da Mata Atlântica e da Caatinga, e também porque a gente conseguiu um belo lugar para Úrsula”, disse Fernanda para o G1.

 

ursa

A operação para levar Úrsula foi planejada durante 90 dias. Para realizar o embarque, foram necessários alguns ajustes, como quebrar a parede do zoológico, para garantir a segurança e o bem-estar do animal. Na despedida, houve choro de saudade por parte da equipe, conforme informou a reportagem.

 

Imagens: Divulgação G1

Veja também:

Saiba de onde vêm os animais do Zoológico de Goiânia

Descubra quais animais tem a capacidade de sorrir

Zoológico de Goiânia promove Dia de Inclusão com entrada gratuita para pessoas com deficiência física

O Parque Zoológico de Goiânia recebe, nesta quinta-feira, 23, a população goianiense, especialmente as pessoas com deficiência, para o Dia de Inclusão no Zoológico. A ação incentivada pelo prefeito Rogério Cruz faz parte das ações do Setembro Verde, mês oficial da luta pela inclusão das pessoas com deficiência. A entrada será gratuita para todos visitantes.

 

O presidente da Agetul, Valdery Junior, destaca que o zoológico conta com um espaço com acessibilidade arquitetônica e está preparado para receber pessoas com deficiência. “Será um dia marcado pelo companheirismo, respeito e a inclusão. Todos, sejam pessoa com deficiência ou não, poderão entrar no parque sem custos nesse dia. É uma oportunidade dessas pessoas conhecerem os 479 animais de aproximadamente 120 espécies que fazem parte das atrações do zoológico”, afirma o presidente Valdery Junior.

 

Segundo o vereador Willian Veloso (PL), presidente da Comissão dos Direitos da Pessoa com Deficiência, o Dia Especial de Inclusão no Zoológico fortalece ainda mais a programação do Setembro Verde. “Proporcionar lazer de forma inclusiva faz parte dos nossos projetos para viabilizar espaços e serviços para quem tem algum tipo de deficiência”. Ele ainda reforça que o evento traz a inclusão e não a segregação, por isso todos estarão juntos para as atividades de lazer e entretenimento no zoológico.

Serviço

Dia Especial de Inclusão no Zoológico

Entrada: Gratuita

Dia 23/09, quinta-feira

Das 8h30 às 16h

Local: Parque Zoológico de Goiânia

 

Leia também: 

Achadinho no Setor Bueno tem chope triplo malte a R$ 4,90, brinquedoteca, climatização e é petfriendly – Curta Mais

Campanha Dunkin’ Love Day 2021 arrecada recursos para a OVG em Goiás – Curta Mais

Concurso de fotografia da Alego oferece R$ 9 mil em dinheiro para profissionais e amadores – Curta Mais

 

Animais do Zoológico de Goiânia ganham picolés de frutas e carne para aliviar o calor

A umidade relativa do ar em Goiânia, nesta semana, chegou a níveis equiparáveis e até menores que o de desertos famosos ao redor do mundo, como o Saara, na África, e o Atacama, no Chile. E para aliviar as altas temperaturas, que nesta quarta-feira, 15, tem precisão de até 38ºC, os veterinários do Zoológico de Goiânia preparam picolés de frutas e carne para os 479 animais e 120 espécies que vivem no local. 

 

De acordo com o presidente da Agência Municipal de Turismo e Lazer de Goiânia (Agetul), Valdery Junior, os recintos dos bichos também contam com aspersores de água, que funcionam até cinco horas por dia. “Nesse período de intenso calor os bichos tendem a procurar um lugar mais fresco e com mais umidade. Por isso, os picolés ajudam a regular a temperatura corporal, além de divertir e distrair”, disse.

 

E quem está gostando e muito da vida boa é o urso Robinho, que possui um ambiente próprio de 650 m² e tem ao seu dispor uma piscina de 18 mil litros de água e muitos picolés. “O objetivo é oferecer não só para o Robinho, mas a todos os animais, alimentos em apresentações diferentes para estimular os sentidos e fazer com que eles interajam com o ambiente. No calor, os picolés têm sido oferecidos com uma frequência maior. E no caso do Robinho cada picolé tem, em média, 1 kg”, explica o presidente. 

 

É importante lembrar que os picolés são um complemento na alimentação diária dos bichos e há tipos específicos para cada espécie. “Os primatas, como os macacos, ganham gelados com frutas, castanhas e mel. Os carnívoros podem ganhar, além destes, picolés de carne. A gente varia para não ficar enjoativo. 

 

Leia também: 

Feira em Goiânia promove adoção de animais neste fim de semana – Curta Mais

Tema Café & Bistrô: Goiânia ganha cafeteria instagramável para os fãs de ‘Friends’ – Curta Mais

7 motivos para visitar o Centro Cultural Marietta Telles – Curta Mais 

 

 

Quatro filhotes de Lobo-Guará nascem no Zoológico de Goiânia

O Zoológico de Goiânia registrou o nascimento de quatro filhotes de lobo-guará, espécie que está ameaçada de extinção. Os filhotes nasceram no dia 10 de Julho e estão saudáveis, mas a informação só foi divulgada nesta quarta-feira (28) para não expô-los a visitação. Apenas veterinários têm acesso ao local, aplicando vermífugos e os devidos cuidados.

 

Essa é a segunda ninhada que nasceu depois de três anos e se deu graças a um programa de conservação de espécie, firmado entre a Associação de Zoológicos e Aquários do Brasil (Azab), em parceria com o Instituto Chico Mendes para Conservação da Biodiversidade.

 

Loba

Apenas zoológicos associados à Azab podem participar do manejo fora do ambiente natural do animal. Segundo o presidente da Agência Municipal de Turismo, Eventos e Lazer (Agetul), Valdery Jr., isso garante a manutenção da espécie e comprova o quanto os animais estão sendo bem cuidados e a reprodução do Lobo-guará é uma prática saudável. 

 

‘’O objetivo é garantir a manutenção de Populações de Segurança (banco genético) para fins de conservação. Para isso, nos comprometemos a seguir as recomendações dos comitês para as ações necessárias, visando manter esses animais nas melhores condições possíveis’’ explicou Valdery, em matéria publicada no Diário de Goiás. 

 

No Zoológico de Goiânia vivem também outras espécies como ararajuba, onça pintada, macaco-aranha-de-testa-branca e tamanduá-bandeira.


Fotos: Divulgação / Zoológico de Goiânia

Veja também: Registro de uma Onça-parda é feito pela primeira vez em reserva de Niquelândia

 

Brasil tem novo patrimônio Mundial da Humanidade reconhecido pela Unesco

 

10 hábitos matinais que podem garantir um dia mais produtivo 

 

Abertos: Zoológico e Mutirama são opções de lazer ao ar livre no feriado

Seguindo protocolos sanitários de combate à propagação do coronavírus, e com capacidade reduzida de visitantes, o Zoológico de Goiânia e o Parque Mutirama estarão abertos nesta quinta-feira (3/6), feriado de Corpus Christi, e sexta-feira (4/6), além do final de semana.

 

O presidente da Agência Municipal de Turismo, Eventos e Lazer (Agetul), Valdery Jr., lembra que o número de frequentadores do Zoológico e Mutirama está reduzido a 30%, seguindo as medidas de prevenção ao coronavírus, segundo o decreto de nº 3.110, publicado no dia 29 de maio. 

 

Valdery afirma ainda que, desde a reabertura, os dois parques estão seguindo os protocolos recomendados pelas autoridades de saúde e da vigilância sanitária, como distanciamento de 1,5 m na fila de entrada e dentro dos parques, aferição de temperatura, uso obrigatório de máscaras e vários pontos com álcool em gel.

 

O Zoológico de Goiânia abre de quarta-feira a domingo das 8h30 às 17 horas, enquanto o Parque Mutirama funciona de quinta-feira a domingo das 10 horas às 16 horas.

Fofura: Onça brinca com garotinha e bicho de pelúcia

O fofurômetro estourou depois da reação de uma onça a uma criança e seu bichinho de pelúcia em um zoológico dos Estados Unidos. A interação está fazendo sucesso, em um vídeo que viralizou.

O Zoológico fica na Filadélfia, no estado da Pensilvânia (EUA). Na sequência de imagens, a onça parece querer brincar com eles e há apenas o vidro que separa o encontro entre a garotinha e o felino.

A menina, que aparenta ter de 1 a 2 anos de idade, chacoalha seu tigre de pelúcia e dá altas gargalhadas com a reação da onça, que parece tentar pegar o bicho.

Não é possível afirmar se a onça queria apenas brincar com a pelúcia ou se achava que era um filhote, mas a cena divertiu os visitantes do zoo e ainda rendeu alguns comentários positivos na publicação do Instagram.

Veja:

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by Philadelphia Zoo (@philadelphiazoo)



“Amei a forma como a onça para de brincar quando a criança para de mexer a pelúcia! Isso é tão adorável!”, “Ela vai ser uma bióloga da vida selvagem!” e “Interações como essa são o motivo pelo qual as pessoas se tornam veterinários e cuidadores do zoológico”, comentaram alguns seguidores da página.