25/06/2019 15:05
Curiosidades / Histórias

Produza 50 kg de alimentos orgânicos por mês no quintal da sua casa

A bióloga goiana Nathália Machado ensina e mostra na prática a sua Agrofloresta que nasceu há 6 meses no Jardim América

Roberto
por Roberto Carlos

Bióloga, Nathália Machado tem diversos projetos que visam ensinar as pessoas a melhor utilizar os espaços urbanos e coexistir de maneira mais consciente. Um destes projetos é a horta agroforestal, baseada nos princípios do pesquisador suíço Ernst Gotsch, e ensina a utilizarmos o solo de maneira mais eficiente. Através da multicultura de espécies podemos colher diversos tipos de hortaliças e frutas aproveitando diferentes ciclos de crescimento e colheita.

Em resumo, agro remete a horta e floresta, a árvores. Nesse caso, a árvores frutíferas!

O sistema de plantio é organizado de maneira que cada planta respeite o espaço uma da outra, criando uma rotatividade de colheita e uso do solo. Como não se tem uma monocultura, a diversidade de espécies cria um controle biológico natural. 

Segundo Nathália, esse formato de plantio facilita e muito a manutenção da horta. Nathalia conta que, após o plantio, a manutenção só exigiu 15 minutos de dedicação diária. E que boa parte dessa dedicação é para colher os frutos e hortaliças.

Na sua Agrofloresta tem mandioca, brócolis, alface, rúcula, alho poró, beringela, temperos, coentro, manjericão e uma série de frutas do cerrado. 

 
 
 
 
 
Visualizar esta foto no Instagram.
 
 
 
 
 
 
 
 
 

[Resultado de 6 meses de transformação] Mais de 80% da população no país vive em áreas urbanas atualmente no Brasil. Mas como temos utilizado essas áreas? A maior parte dos jardins e quintais são ocupados com gramas (que demandam muita água) e plantas que tem poucas funções. Enquanto isso, nosso alimento é produzido cada vez mais distante de nossas casa, gastando cada vez mais combustível e plástico e veneno para chegar a nossa mesa. E se a gente começasse a repensar nossas casas? E se a gente começasse a otimizar nossos espaços? Esse é nosso convite. Compartilhamos com vocês o resultado de 6 meses em que um solo pobre foi transformado em uma floresta produtiva. Mais de 200 kg de alimentos colhidos. 1kg por dia! Estimativa de produção de bem que mais de 300kg! (Muito do que foi produzido não foi colhido e virou biomassa pro sistema). Isso em uma area de 16x6m (100m2) Alimentos sem veneno. Melhoria da temperatura. Diversidade. Redução de poluição (sonora, aérea). Estoque de carbono. Redução da produção de lixo. Economia. Frutas do Cerrado que estão por vir. Permeabilidade do solo. E muitos outros benefícios. Essa é nossa Agrofloresta urbana, elaborada e manejada com muito carinho. Olhar para cada pedacinho de solo, sabendo que ele é vivo, faz respeitar ainda mais as interações biológicas. Precisamos sair da crença da escassez. Da fome. Olhar para cidade como um sistema que pode sim ser produtivo. ⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Nossa missão: difundir o conhecimento sobre biodiversidade, sobre conservação, sobre nossa relação com o planeta. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ A melhor hora de mudar, é hoje.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Uma publicação compartilhada por Nathália Machado (@nathalia.machado.piaya) em

 

 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Curiosidades

Veja o cotidiano de Goiânia e seus personagens anônimos neste projeto fotográfico que retrata o centro

Benedito Ferreira usa o instagram para retratar Goiânia e toda a beleza do comum


+ Curiosidades

Tapetes de Corpus Christi são substituídos por doações de roupas e alimentos em Minaçu, interior de Goiás

No feriado religioso, esta Paróquia em Minaçu decidiu fazer um ato de humanidade


+ Curiosidades

Moradores da ilha de Sommar na Noruega decidiram eliminar o tempo

Eles consideram um contratempo serem reguladas pelos relógios.


+ Curiosidades

Pesquisa da UFG aponta tentativa de esquecer o acidente com Césio-137 em Goiânia

A mestranda apresentou uma dissertação que investiga os apagamentos na mídia goianiense do maior acidente radiológico da história


+ Curiosidades

Conheça Adriel Vinícius o cantor goiano que faz do Eixo Anhanguera o seu palco

O cantor e compositor leva a música por onde passa. De dia toca no Eixo, a noite nos teatros da capital


+ Curiosidades

Pesquisadores descobrem fósseis de dinossauros com mais de 80 milhões de anos em Goiás

Dentre os vestígios encontrados, estão fragmentos atribuídos ao titanossauro, um dos maiores dinossauros brasileiros da história


+ Curiosidades

Messi ajuda a construir o maior hospital de câncer infantil da Europa

Através da fundação que leva o nome do jogador, o SJD Pediatric Cancer Center de Barcelona poderá ser construído; craque foi o primeiro a doar


+ Curiosidades

Professora de teatro distribui 200 flores durante manifestação desta quinta-feira em Goiânia

Ana Cristina é atriz e arte educadora do Grupo Zabriskie e se manifestou contra o desmonte da cultura em Goiás e no Brasil


+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2019. Todos os direitos reservados.