O que ocorre no organismo ao interrompermos o consumo de álcool?

Descubra os benefícios que acontecem com o nosso corpo quando eliminamos o consumo de álcool de uma vez por todas.

rodrigosouza
Por rodrigosouza
pexels andrea piacquadio 3807624

Quando estamos envoltos pelas primeiras luzes da manhã, a nossa jornada matinal pode ganhar uma nova e revigorante vitalidade, quando interrompemos o consumo de álcool no dia a dia. Essa abstinência, mesmo que temporária, pode desencadear uma série de transformações benéficas em nosso corpo, segundo os especialistas.

Nesse artigo, vamos explorar o que acontece quando você decide abandonar o hábito de beber álcool e como isso pode influenciar positivamente sua saúde e bem-estar.

Despertar Revigorante: Como o Sono Melhora Sem Álcool

Helmut Karl Seitz, renomado diretor do Centro de Pesquisas sobre Álcool, destaca que o sono revigorante está intimamente ligado à abstenção de álcool. Segundo Seitz, bebidas alcoólicas ativam as catecolaminas, inclusive a adrenalina, o que impede o descanso adequado à noite. Apenas três semanas de abstinência total já são suficientes para deixar o sono bem mais reparador.

Pressão Arterial Sob Controle: Alívio Sem Dores de Cabeça

Após apenas uma semana sem o consumo de álcool, a pressão arterial pode reduzir consideravelmente. Seitz ressalta que o álcool tem a tendência de aumentar a pressão arterial, muitas vezes resultando em dores de cabeça e tonturas. A ausência dessa substância no organismo proporciona um alívio palpável, contribuindo para uma sensação geral de bem-estar.

Digestão Mais Eficiente: O Benefício Inesperado

Além do sono e da pressão arterial, a abstinência de álcool também traz melhorias significativas na digestão. Seitz destaca que as proteínas presentes no intestino delgado se recuperam rapidamente quando não são impactadas pelo álcool. Uma harmonia restaurada no trato gastrointestinal certamente adiciona um toque de prazer à nossa vida cotidiana.

Férias para o Fígado

Nosso fiel órgão de desintoxicação, o fígado, se beneficia significativamente quando decidimos abandonar o consumo de álcool. Cerveja, vinho e destilados podem resultar no acúmulo de gordura hepática, precursora da temida cirrose.

Seitz assegura que, independentemente do estado atual do nosso fígado, a abstinência sempre contribui para sua recuperação. Um período sem ingerir bebidas alcoólicas é uma espécie de spa para esse órgão vital.

Dicas para os Aficionados: Mantendo o Equilíbrio com Álcool

Seitz também destaca que os processos metabólicos relacionados ao álcool não se reiniciam automaticamente após um breve período de abstinência, o que apresenta um baita desafio para o nosso corpo. Se você, por qualquer motivo, retomar o consumo de álcool, uma dica interessante seria beber bastante água.

Essa substância, conhecida por desidratar o corpo, pode comprometer a circulação e desencadear fortes dores de cabeça. Além disso, é crucial respeitar as quantidades recomendadas. Para homens, não mais que 250 ml de vinho por dia são sugeridos, enquanto para mulheres, metade desse valor é a recomendação ideal. Por isso, uma reflexão sobre a real necessidade do consumo de álcool se torna inevitável.

Uma Jornada Pessoal em Busca da Vida Plena

Ao refletirmos sobre a possibilidade de interrompermos o consumo de álcool, surge a indagação se os prazeres momentâneos da intoxicação valem os benefícios perduráveis de uma vida sem essa substância. Afinal de contas, descobrir o equilíbrio certo é uma jornada contínua, repleta de escolhas que moldam nosso bem-estar físico e emocional.

Confira também:

Bebida alcoólica pode te ajudar a falar melhor outros idiomas, aponta pesquisa

Estudo revela porque beber aumenta a vontade de fumar

Dormir no calor aumenta risco de infarto, diz estudo

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? Basta clicar aqui e entrar no canal do WhatsApp do Curta Mais.