Casa do Pica Pau abre mega loja em Rio Verde (GO), a primeira da rede na cidade

A Casa do Pica-Pau, renomada marca de máquinas e equipamentos para o setor agropecuário, está prestes a adicionar mais um capítulo emocionante à sua história de sucesso. Com a data marcada para 1º de fevereiro, a cidade de Rio Verde se tornará o lar da mais recente unidade da Casa do Pica-Pau, prometendo oferecer uma experiência de varejo excepcional aos consumidores da capital brasileira do agro.

A escolha de Rio Verde como localização para esta nova loja não é apenas estratégica, mas também simbólica. Com uma forte afinidade com a tradição da empresa e uma comunidade engajada no setor agropecuário, Rio Verde se apresenta como o ambiente perfeito para a empresa expandir sua presença e continuar a servir seus clientes com excelência.

Esta inauguração não apenas reforça seu  compromisso contínuo com a inovação e a expansão, mas também marca um marco significativo em sua jornada. Completando 55 anos de mercado neste ano, a Casa do Pica-Pau continua a tradição iniciada em 1968 pelo visionário empreendedor Luiz Höhl, cujo legado de sucesso e excelência continua a inspirar gerações.

Nova unidade em Rio Verde / Foto: divulgação

A nova unidade, localizada na avenida Pauzanes de Carvalho, ocupando aproximadamente 1.050m², é mais do que uma simples loja. É um símbolo do compromisso em fornecer uma ampla gama de produtos e serviços de qualidade, abrangendo desde máquinas e equipamentos para o agro até segmentos como refrigeração comercial, equipamentos para o comércio, climatização e jardinagem.

Para celebrar esta emocionante inauguração, está prevista uma grande ação de varejo que promete cativar o público de Rio Verde. 

Sobre a Casa do Pica-Pau:

Fundada em 1968 por Luiz Höhl, a Casa do Pica-Pau é uma marca icônica no setor de máquinas e equipamentos para o agro. Com uma trajetória de sucesso que se estende por mais de cinco décadas, a Casa do Pica-Pau continua a ser reconhecida por sua qualidade, inovação e compromisso com seus clientes.

Revelamos o calendário de festas e eventos agropecuários em Goiás em 2024

O agronegócio, vital para a economia de Goiás, desempenha um papel crucial na realização de eventos significativos, incluindo feiras e exposições. Em 2024, Goiás se tornará um ponto de encontro para especialistas, profissionais e entusiastas do agronegócio, com uma agenda repleta de atividades focadas em fornecer informações valiosas, promover a inovação tecnológica no setor rural, fomentar negócios, compartilhar experiências e oferecer entretenimento ao público.

A Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa) planeja uma série de iniciativas ao longo do ano. O destaque fica por conta da 8ª Conferência Nacional sobre Defesa Agropecuária (8ª CNDA), programada para ocorrer de 4 a 6 de junho, no Centro de Convenções de Goiânia. Este evento, organizado pelo Governo de Goiás em parceria com a Agrodefesa e a Sociedade Brasileira de Defesa Agropecuária (SBDA), reunirá mais de 1.100 participantes e contará com mais de 100 palestras técnicas e reuniões institucionais. Será a primeira vez que um estado do Centro-Oeste sediará o evento, marcando um momento histórico para a região.

Telma Gonzaga, gerente de Educação Sanitária da Agrodefesa, destaca a importância dos eventos na promoção e fortalecimento da educação sanitária em Goiás. Ela ressalta: “Queremos mostrar a importância da defesa agropecuária para a sociedade, especialmente em relação à qualidade do alimento que chega até a mesa da população. Desde antes do plantio até o pós-colheita, toda a produção agrícola passa pela atuação da Agrodefesa. O mesmo ocorre na área animal. Por isso, é necessário cada vez mais proporcionar conhecimento para quem está no campo e nas cidades.” A Agência pretende levar informações relevantes sobre a sanidade vegetal e animal em Goiás, dialogando com diferentes públicos em uma variedade de eventos, como fóruns, exposições agropecuárias, dias de campo, workshops, leilões e feiras de tecnologia rural.

Para melhorar o acesso a esses recursos educativos, a Gerência de Educação Sanitária da Agrodefesa criou um acesso no portal www.agrodefesa.go.gov.br, que permite a solicitação de participação em eventos. Isso possibilita a instituições, entidades e outros interessados solicitar palestras dos profissionais da Agência ou a participação da Agrodefesa em eventos para compartilhar informações.

O Sistema Faeg/Senar/Ifag/Sindicatos Rurais, outro importante parceiro do Governo de Goiás no estímulo ao agronegócio, também tem uma extensa programação para 2024. A diretora de Comunicação, Marketing e Eventos do Sistema, Michelly Mancinelli, enfatiza: “Todos os eventos são idealizados e planejados com o objetivo de ampliar conhecimento sobre a agropecuária e quebrar paradigmas em relação ao setor, além de mostrar a relevância do agro para o campo e para a cidade.” A programação inclui desde expedições para conhecer a realidade da safra de soja até o maior evento da cadeia leiteira do Brasil, refletindo a diversidade e a riqueza do setor agropecuário em Goiás.

Confira eventos já programados para 2024 em Goiás
A lista pode sofrer alterações

JANEIRO
Expedição Safra Goiás

Data: 15 a 22 de janeiro de 2024
Local: Saída de Goiânia/várias cidades do estado
Informações: https://www.instagram.com/expedicao.safragoias/

6º Tour da Soja
Data: 19 de janeiro de 2024
Local: Instituto Goiano de Agricultura (IGA) – Montividiu (GO)
Informações: https://iga-go.com.br/noticias/save-the-date-tour-da-soja-2024

16º Encontro Nacional de Muladeiros
Data: 23 a 28 de janeiro de 2024
Local: Parque de Exposições – Iporá (GO)
Informações: https://www.instagram.com/encontromuladeirosipora/

4ª Vitrine da Soja

Data: 24 e 25 de janeiro de 2024
Local: Fazenda Paraíso – Jataí (GO)
Informações: https://www.instagram.com/vitrinedasoja/

Abertura Estadual da Colheita de Soja – GO/DF

Data: 26 de janeiro de 2024
Local: Parque Tecnológico Ivaldo Cenci (AgroBrasília) – Brasília (DF)

Corrida Senar Goiás

Data: 28 de janeiro de 2024
Local: Goiânia (GO)
Informações: https://sistemafaeg.com.br/senar

MARÇO
Encontro Estadual de Apicultura Goiana

Data: 27 de março de 2024
Local: Goiânia (GO)
Informações: https://sistemafaeg.com.br

ABRIL
21ª Tecnoshow Comigo – Maior feira de tecnologia rural do Centro-Oeste
Data: 8 a 12 de abril de 2024
Local: Centro Tecnológico Comigo (CTC) – Rio Verde (GO)
Informações: https://www.tecnoshowcomigo.com.br/

Expopec – Exposição das tecnologias voltadas ao desenvolvimento da pecuária e agricultura

Data: 17 a 20 de abril de 2024
Local: Parque de Exposições – Porangatu (GO)
Informações: https://www.instagram.com/sindicatoruraldeporangatu/

5ª Feinagro – Feira de Negócios da Comiva
Data: 23 a 26 de abril de 2024
Local: Parque de Exposições – Mineiros (GO)
Informações: https://feinagrocomiva.com.br/

MAIO

Agrotecnoleite Complem

Data: 07 a 10 de maio de 2024
Local: Centro Tecnológico Complem – Morrinhos (GO)
Informações: https://agrotecnoleitecomplem.com.br/

Agro Centro-Oeste Familiar
Data: 08 a 10 de maio de 2024
Local: Centro Universitário de Mineiros (Unifimes) – Mineiros (GO)
Informações: https://www.instagram.com/agrocentrooeste2024/

77ª Exposição Agropecuária do Estado de Goiás
Data: 16 a 26 de maio de 2024
Local: Parque de Exposições Pedro Ludovico Teixeira – Goiânia (GO)
Informações: https://sgpa.com.br/

Exposição Agropecuária de Jataí (Expaja 50 anos)
Data: 29 de maio a 2 de junho de 2024
Local: Parque de Exposições de Jataí (GO)
Informações: www.expaja.com.br

JUNHO
8ª Conferência Nacional de Defesa Agropecuária

Data: 04 a 06 de junho de 2024
Local: Centro de Convenções – Goiânia (GO)
Informações: http://www.agrodefesa.go.gov.br/noticias/1228-8ª-conferência-nacional-sobre-defesa-agropecuária-é-apresentada-para-parceiros-e-entidades-do-setor-produtivo-rural-em-goiás.html

Feira Nacional do Agronegócio de Pontalina e Região (Fenashow)
Data: 04 a 07 de junho de 2024
Local: Parque de Exposições Agropecuário de Pontalina (GO)
Informações: www.fenashow.com.br

Queima do Alho
Data: 22 de junho de 2024
Local: Rio Verde (GO)
Informações: https://www.sindicatoruralrioverde.com.br/

JULHO
Exposição Agropecuária de Rio Verde

Data: 04 a 14 de julho de 2024
Local: Parque de Exposições – Rio Verde (GO)
Informações: https://www.sindicatoruralrioverde.com.br/

Exposição Agropecuária de Catalão – ExpoCatalão 2024

Data: 26 de julho a 4 de agosto de 2024
Local: Parque de Exposição de Catalão (GO)
Informações: https://www.sindicatoruralcatalao.com.br/expocatalao

AGOSTO
Agrotrend – Encontro Estadual de Mercado Agropecuário
Data: 1º e 02 de agosto de 2024
Local: Goiânia (GO)
Informações: https://sistemafaeg.com.br

Interleite Brasil 2024
Data: 14 e 15 de agosto de 2024
Local: Centro de Convenções – Goiânia (GO)
Informações: https://www.interleite.com.br/

2º Encontro Mulheres em Campo
Data: 23 de agosto de 2024
Local: Goiânia (GO)
Informações: https://sistemafaeg.com.br

SETEMBRO
45ª Festa Estadual e 30ª Festa Nacional da Melancia
Data: setembro de 2024 (data a confirmar)
Local: Uruana (GO)

Confira eventos já programados para 2024 em outros estados
A lista pode sofrer alterações

FEVEREIRO
Show Rural Coopavel

Data: 05 a 09 de fevereiro de 2024
Local: Cascavel (PR)
Informações: https://showrural.com.br/

MARÇO
Expodireto Cotrijal

Data: 04 a 08 de março de 2024
Local: Não-Me-Toque (RS)
Informações: https://www.expodireto.cotrijal.com.br/

Farm Show MT
Data: 12 a 15 de março de 2024
Local: Primavera do Leste (MT)
Informações: https://www.farmshow.com.br/

Show Safra
Data: 18 a 22 de março de 2024
Local: Lucas do Rio Verde (MT)
Informações: https://www.showsafra.com.br/

ABRIL
Agro 360 Tocantins
Data: 18 a 20 de abril de 2024
Local: Peixe (TO)
Informações: https://agro360tocantins.com.br/

89ª Expozebu
Data: 27 de abril a 05 de maio de 2024
Local: Uberaba (MG)
Informações: https://expozebu.com.br/

Agrishow

Data: 29 de abril a 3 de maio de 2024
Local: Ribeirão Preto (SP)
Informações: https://www.agrishow.com.br/pt/home.html

MAIO
Agro Brasília
Data: 21 a 25 de maio de 2024
Local: Parque Tecnológico Ivaldo Cenci – Brasília (DF)
Informações: https://www.agrobrasilia.com.br/

Aqui Show Brasil
Data: 21 a 24 de maio de 2024
Local: São José do Rio Preto (SP)
Informações: https://aquishowbrasil.com.br/

Showtec 2024
Data: 21 a 23 de maio de 2024
Local: Maracaju (MS)
Informações: https://portalshowtec.com.br/

JUNHO
Bahia Farm Show

Data: 11 a 15 de junho de 2024
Local: Luis Eduardo Magalhães (BA)
Informações: https://bahiafarmshow.com.br/
Informações: https://www.sindicatoruralcatalao.com.br/expocatalao

AGOSTO
Congresso ANDAV

Data: 06 a 08 de agosto de 2024
Local: São Paulo (SP)
Informações: https://eventosandav.com.br/

Fenasucro e Agrocana
Data: 13 a 16 de agosto de 2024
Local: Sertãozinho (SP)
Informações: https://www.fenasucro.com.br/pt-br.html

SETEMBRO
14º Congresso Brasileiro do Algodão
Data: 03 a 05 de setembro de 2024
Local: Centro de Eventos do Ceará – Fortaleza (CE)
Informações: https://congressodoalgodao.com.br/

Empresária goiana se tornou referência para o agronegócio e ministra do Brasil

Uma figura um tanto quanto poderosa e sagaz, por onde passa, ela chama atenção e o foco toma um novo rumo. Kátia Abreu, nome forte na política brasileira, já foi chamada até mesmo de “Rainha da Motosserra” pela bancada ambientalista. Se envolveu em polêmicas tanto com a direita, como com a esquerda. Mas de uma coisa certa, essa figura voraz é um nome de peso em nosso país quando se trata de benfeitorias também.

Kátia Regina de Abreu, nasceu em 1962, em Goiânia. Filha de João Luiz Duarte de Abreu e Vera Lúcia Feresin de Abreu, a vida de Kátia era pacata até seus 25 anos: era dona de casa e esposa de Irajá Silvestre, um fazendeiro multimilionário, com quem teve dois filhos, Irajá que herdou o nome do pai, e a mais nova, Iana.

A vida da jovem mãe virou de cabeça para baixo quando seu marido morreu em 1987, após sofrer um grave acidente de avião. Da noite para o dia, Kátia, que ainda estava grávida da filha mais nova, se tornou herdeira de uma fazenda no norte do antigo Goiás (que mais tarde se tornaria Tocantins). A fazenda que ficava na cidade de em Aliança do Tocantins era grande, com uma vasta plantação de soja, além de muito gado no pasto. 

De repente, Kátia se viu encurralada em meio a uma situação triste e que envolvia muito dinheiro. Sua família recomendou que ela vendesse a fazenda, e investisse em “um negócio de mulher”, o que foi ignorado, então Kátia assumiu a administração das terras.

Não demorou muito para se destacar, e em seis anos, se tornou Presidente do Sindicato Rural da cidade. Em seguida foi eleita Presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Tocantins, onde ficou por quatro mandatos consecutivos, de 1995 a 2005. Em 2003, Kátia se tornou deputado federal pelo PFL (atual DEM), em 2007 se tornou senadora pelo Estado do Tocantins, cargo que ocupa até hoje.

Em coluna ao site Poder 360, certa vez, Kátia disse: “O campo me trouxe até aqui”. Fato concreto, é que a goiana (com raízes tocantinenses) é um dos maiores nomes do agronegócio no Brasil. Talvez seu maior feito político foi ser Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento durante o segundo governo da ex-presidente Dilma Rousseff.

A parlamentar foi muito criticada pela direita e pela esquerda, por este posicionamento, por se tratar de um governo majoritariamente esquerdista, sendo uma candidata com viés de direita. Foi chamada de “ruralista reacionária” e “rainha da motosserra” pela bancada do PT. Essa foi apenas uma das dezenas de polêmicas que a senadora já se envolveu.

6e544220d0351c159fb9bea8b75a7ac6.png
Foto: Divulgação

Sempre foi boa de briga. Em 2015, durante um evento na casa do senador Eunício de Oliveira, Kátia se envolveu em um dos eventos mais engraçados — ao mesmo tempo que preocupante — da política brasileira: em uma discussão com o, até então, senador José Serra, Kátia jogou uma taça de vinho em seu rosto.

Na época, Kátia comentou o caso em uma rede social: “Reagi a altura de uma mulher que preza sua honra”. Conta-se que o senador havia chamado Kátia de “namoradeira”, e a mulher que não tinha papas na língua, não demorou muito para se defender.

Outra polêmica da senadora foi quando ela “roubou” a pasta da sessão de posse da presidência do senado. Situação que rendeu diversos memes na época e repercutiu por toda internet.

Mas não só de polêmicas vive uma agropecuarista. Kátia, que foi a primeira mulher a assumir a presidência da Bancada Ruralista do congresso, também fez muito pelo país. Foi por parte dela o projeto que proibe o desmatamento ilegal até 2025, que mais tarde, teria sido aprovado pelo senado. Também apresentou ações no meio digital para o produtor rural, visando facilitar e automatizar o trabalho no campo. O projeto de lei que inclui  “empreendedorismo” e “inovação” nos currículos da educação básica e superior, também foi ideia dela.

Também foi dela o projeto de lei que garante aos avós o direito de visita aos netos. Para casos em que o relacionamento se termine com desavenças.

São diversas as contribuições de Kátia Abreu para o Brasil, não só para o aspecto agropecuário rural, mas para com um todo.

Defendendo ou não, a bandeira feminista, Kátia, e toda sua história, provam que a força e imposição feminina é sim e importante na política. A representatividade de sua trajetória política, principalmente no ramo do agronegócio, é um diferencial e tanto em um dos países com maior controle do patriarcado do mundo.

 

Jóia preciosa do agronegócio goiano é considerada o berço de Brasília

Localizada no sudoeste goiano, Jataí é conhecida como a joia do agronegócio goiano. Esta cidade, considerada o berço de Brasília, foi palco do primeiro comício de Juscelino Kubitschek, candidato à presidência do Brasil, consolidando sua importância histórica e política para o país. A ligação com Brasília é tão profunda que Jataí também é chamada de “berço de Brasília”, uma referência ao compromisso assumido por JK naquela cidade de transferir a capital do país para o Planalto Central.

Jataí não só brilha no cenário político, mas também se destaca como a capital da produção de grãos e leite de Goiás. O município se consagra como o maior produtor nacional de milho, fortalecendo ainda mais seu título como um dos pilares do agronegócio brasileiro. Situada a 320,9 km de Goiânia e a 528,6 km de Brasília, a cidade é o lar de aproximadamente 103.221 habitantes, de acordo com as estimativas do IBGE.

Clima Agradável

A geografia de Jataí contribui para um clima tropical mesotérmico, o que é altamente propício para a produção de grãos, consolidando ainda mais sua posição de destaque no agronegócio. Além de beneficiar a agricultura, o clima oferece temperaturas amenas, que são um grande atrativo para turistas, dando à cidade uma atmosfera que lembra a europeia. As estações são bem definidas, com invernos que podem ter temperaturas médias entre 10°C e 29°C, chegando a mínimas de até 5°C. O verão, por sua vez, varia entre 18°C e 35°C.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), Jataí já registrou temperaturas extremas, como os -1°C em 26 de julho de 1988 e os 40°C em 13 de outubro de 2020. O clima, além de propiciar um ambiente agradável, também atrai turistas interessados nas fontes termais da cidade, que podem chegar a 40 graus. Estas fontes são um grande atrativo e a cidade dispõe de clubes aquáticos que garantem entretenimento de qualidade.

História e Cultura

Sua fundação, durante a expansão pecuária do leste brasileiro rumo ao oeste, carrega a determinação e o espírito aventureiro dos mineiros e paulistas que chegaram na região em 1837. Elevando-se a vila em 1882, Jataí se desmembrou de Rio Verde e, em 1885, assumiu o nome que carrega até hoje. Além do Memorial JK, para aqueles apaixonados por cultura e história, Jataí oferece museus, como o Museu Histórico Francisco Honório de Campos, e parques ecológicos, como o Samuel Graham.

 

Economia

A cidade se destaca fortemente no setor agropecuário, ocupando a posição de 7º maior PIB entre os municípios goianos e mostrando sua força no cenário agroindustrial do país. A produção de grãos, juntamente com a pecuária bovina e suína, sustenta sua posição econômica. Grandes empresas, como Jataí Energia e Louis Dreyfus, juntamente com a crescente indústria da construção civil e comércio, solidificam o vigor econômico da região.

Aspectos Sociais

Com uma taxa de crescimento anual de 1,65%, a cidade demonstra uma expectativa de vida que supera as médias estadual e nacional, reforçando a qualidade de vida de seus residentes. Seu Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) é de 0,757, situando Jataí em uma faixa considerada alta. No entanto, a segurança é um aspecto que necessita de maior atenção, visto que a cidade ocupa a 236ª posição em Goiás, principalmente devido a crimes contra o patrimônio e pessoas.

Meio Ambiente

 

A cidade se encontra no Planalto Central Brasileiro e é abençoada com as belezas do Cerrado sensu stricto e do Campo Cerrado. O clima tropical de altitude, com temperaturas médias entre 18 e 23°C, junto com a precipitação anual de 1.465,5 mm, cria condições ideais para a agropecuária, sua principal vocação.

 

Conclusão

Jataí é uma combinação perfeita de história rica e vocação agroindustrial moderna. Representa o crescimento do agronegócio brasileiro e é um símbolo da força do interior goiano. Seja pelo seu impacto na economia, turismo ou cultura, Jataí é, sem dúvida, um marco em Goiás.

Saiba mais sobre a cidade:

 

 

O que fazer

  • Parque Ecológico JK

9c5cd9ed798503d0ddf55d32ceefed6a.jpgFoto: Prefeitura de Jataí

89c4c2121f9256ace7aa6b20a6281b3d.jpgFoto: Site Conheça Jataí 

Para quem curte esportes radicais, a pedida é o Lago Bom Sucesso, que atrai praticantes de jet ski, canoagem, escalada e tirolesa. O lago também tem espaço para programas mais tranquilos, com praias e área de camping, ideal para assistir o pôr do sol.

Endereço: Vila Sao Pedro, Jataí – GO, 75800-035

Lago Diacuí

ca119e3a40e82a9da12afc24cda93a18.jpgFoto: Site Conheça Jataí 

bace3885caf0fbf8ef15e3415e57efce.jpgFoto: Site Conheça Jataí 

Endereço: Vila Fátima Jataí – GO 75800-035

 

Memorial JK em Jataí

55d466bca8433718a9c513cb044d949e.jpgFoto: Prefeitura de Jataí

39c6a6c41d148ddcb232ae766d1d7cf1.jpgFoto: Prefeitura de Jataí

Inaugurado em 2003, o Parque conta com grande área verde, um grande lago e um prédio modernista que faz homenagem à Brasília e ao Presidente Juscelino Kubitschek, o Memorial JK.

Como chegar: Alameda das Primaveras, acesso pela Br 060, saída para Goiânia – Jataí Goiás (endereço do memorial na cidade – 713, R. Valeriano do Prado, 659 – St. Central – Parte Baixa, Jataí – GO, 75800-003)

 

Thermas Park Jatahy

Jataí

8793c0a03334d7a97a064cdccf41025a.jpg

Clube de águas termais às margens do Lago Bom Sucesso, o Thermas Park Jatahy faz parte do Polo Turístico Vale do Paraíso e atrai turistas o ano inteiro. No espaço, há piscinas termais para adultos e crianças, parque aquático, toboáguas, praia privativa, sauna, salão de jogos e restaurante.

Como chegar: Pólo Turístico Vale do Paraíso, BR-158 a 12 km de Jataí, às margens do Lago Bonsucesso.

Telefone: (64) 3632-8896

Horário de funcionamento: de sexta a domingo das 9h às 21h

 

Hotel Thermas Bonsucesso

7e6cf4c5cdaa4cd80f4f1c7aa4678320.jpg

2f7e8d1d86eb5d9d0f61581a31db3522.jpg

Mais um destino para quem quiser relaxar nas águas termais de Jataí. O Hotel Thermas Bonsucesso também faz parte do Polo Turístico Vale do Paraíso, e além de opções de hospedagem possui área de lazer, restaurante, bar molhado, salão de jogos e até cinema.

Como chegar: Polo Turístico Vale do Paraíso, BR-158  a 4 quilômetros do centro da cidade de Jataí, ao lado do Thermas Park Jataí

Mais informações:  (64) 3632-3600

Cachoeira Bom sucesso – Cachoeira integrada ao Parque Bom Sucesso

46bda07bc446b056bac056095e3f1e4e.jpegFoto: Prefeitura de Jataí

14cdc5bf9684322ee5cd5ec5b9345bab.JPGFoto: Prefeitura de Jataí

ec69afad3193794b3de682de0c5e91af.jpgFoto: Prefeitura de Jataí

Lugar magnífico para quem gosta de um contato direto com a natureza, uma visão incrível. Quando for em Jataí, precisa conhecer sem falta este lugar maravilhoso

Como chegar: Km 5, BR-158, Jataí – GO, 75800-000

Cachoeira do Lajeado – propriedade privada

853d1d6a1f75d49426630bf56af848e5.JPGFoto: Jataí News

9e364fbc7e6c572a703b34f48d203795.jpgFoto: Prefeitura de Jataí

Localizada próxima a Jataí, a cachoeira tem 46 metros de queda d’água e um paredão ideal para a prática do rapel, mas, a descida até o leito é indicada aos mais experientes em trilhas. Para visitar a Cachoeira do Lajeado, é preciso ter autorização dos proprietários do espaço e estar acompanhado de guias de turismo.

Localização: Saindo de Jataí a partir do trevo da Br–060 e Br–364, sentido Jataí – Caçu percorre-se 8.79 km, daí a direita mais 700 m

 

Cachoeira Ponte de Pedra

450ba1cc5d93d31eafdf09ed6dc018a0.jpgFoto: Site conheça jataí

5433cceda823517adfff3f9b5a680f27.jpgFoto: Prefeitura de Jataí

Ideal para banhos de cachoeira, passeios a cavalo e trilhas, a Cachoeira Ponte de Pedra é um clibe com área de camping, chalé, restaurante, piscina natural, cachoeira de 30m de queda e até uma caverna! Para visitar, é cobrada uma taxa de R$5, e o local funciona das  08h até ás 17h, com visita guiada e autorização para visitação por telefone.

Localização: Clube de Campo Ponte de Pedra / Rod.GO-184 Km 30 à esquerda.

Telefone: (64) 9612-5147 /

Cachoeira do Rio Claro

b14782f18248b8951c1c971dd300cc57.jpgFoto: Site conheça jataí

791c70f1e1a5cf28bce4a8a3b7d633c9.jpgFoto: Site Mapio

Rafting, canoagem e descidas de boias são atrativos do Rio Claro, que também possui cachoeiras, praias e locais de pesca. O período de visitação ideal do Rio Claro é entre maio e novembro.

Como chegar: Margeando o perímetro urbano, sentido Mineiros sendo cortado pela Br-364  / endereço cachoeira: R. Almeida Zéca Viléla, 355-489 – Vila Fátima, Jataí – GO, 75803-090, Brasil

 

Kayak no Ribeirão Ariranha, em Jataí

Ideal para a prática de rafting, acqua-ride, boia-cross e druck, o Ribeirão Ariranha é ideal para os que procuram adrenalina. Para visitar, é preciso possuir autorização dos proprietários do espaço e entrar em contato com guias turísticos da cidade.

RaftingFoto: Prefeitura de Jataí

5be1ba4eb0ba0d1db4a130c0f30e0fb3.jpgFoto: You Tube

Rafting no Ribeirão Ariranha em Jataí

Localização: Saindo do entroncamento da GO-184 (Jataí – Serranópolis), finalizando na ponte da GO-184. O trajeto tem início na antiga estrada da EMGOPA (próximo a Fazenda Ouro).

 

Museu de Arte Contemporânea de Jataí

20b51a3b07d21a9509e307c2716b92ce.jpg

18db8b6a49969407faa7e0a5a249e3aa.jpgFoto: Site conheça jataí

O Museu de Arte Contemporânea está localizado em importante edifício do século XIX (1893) construído pelo libanês Alexandre Gabriel Alfaix, representante comercial da época (o conhecido mascate), que instalou ali uma das primeiras “lojas” para atender aos fazendeiros da região. Em 1958 foi instalada ali uma escola, tendo como professoras as filhas de Alexandre Alfaix: Dallel, Anita e Helena. Magide Alfaix, que não possuía herdeiros diretos, negociou com o poder público a restauração do edifício, com a condição de se instalar no saguão do imóvel um monumento em memória aos seus pais, os construtores da casa. Em 1995, foi inaugurado ali o Museu de Arte Contemporânea, que realiza inúmeras exposições, oficinas e lança desde 2001 o Salão Nacional de Artes, o único do gênero no estado de Goiás.

Endereço: Rua Castro Alves nº: 468

Fotos e informações: Site Conheça Jataí

 

Jatahy Shopping

baafa8167a3ecf7917e1af2da7b4c3a3.jpgFoto: Site conheça jataí

c5940bfc186d7b41ad0cf7d4ec8226b4.jpgFoto: Site conheça jataí

 

Igreja Matriz da cidade

c71c43dbf50c395b6b0fadf146906283.jpgFoto: Site conheça jataí

2cd5f84c5d0e489203866341fda17ec6.jpgFoto: Site conheça jataí

Endereço: Rua Benjamin Constant, 561-639 – St. Central – Parte Baixa, Jataí – GO

Observação: Igreja MATRIZ de Jataí

 

Igreja Catedral Divino Espirito Santo

0c55dfc3a1f8b1e0a3077da69c833aea.JPGFoto: Site conheça jataí

cfe16ff4552afee53fa944299a3149f7.jpgFoto: Site conheça jataí

A Catedral de Jataí nos chama a atenção por sua imponência e arquitetura moderna. O prédio começou a ser construído em 1984, a obra levou nove anos para ficar pronta. Foi dedicada em 2 de outubro de 1993 ao Divino Espírito Santo, com a presença do então núncio apostólico no Brasil, Dom Alfio Rapisarda. Vista do alto, a igreja lembra o formato de um favo de mel. Sua fachada possui doze colunas que simbolizam os apóstolos de Cristo.

Em seu interior, possui um imenso painel de arte sacra, pintado pelo famoso artista Cláudio Pastro, com pinturas retratando passagens importantes do Novo e do Velho Testamento. Possui ainda uma cripta, onde estão enterrados os bispos.

Endereço: R. Minas Gerais, 955 – Vila Santa Maria, Jataí – GO, 75800-970

Observação: A Catedral Divino Espírito Santo é o monumento símbolo da cidade de Jataí, no estado de Goiás.

De “Capital das Abóboras” a gigante do agronegócio: descubra como uma cidade goiana se tornou um dos principais polos agrícolas do Brasil

Localizada a 230 km de Goiânia, Rio Verde não é apenas mais uma cidade do interior goiano, mas sim conhecida como a “Capital das Abóboras”. Esses vegetais se tornaram um verdadeiro símbolo da região, tanto que a cidade quase teve esse nome, de verdade. Era para se chamar Rio Verde das Abóboras. O nome surgiu em 1870, quando cerca de 3 mil combatentes voltaram da Guerra do Paraguai e pararam na região para descansar. Como não havia comida para todos, o grupo aproveitou a abundância de abóboras na região para matar a fome. Com isso, os soldados denominaram o lugar como Arraial das Abóboras.

 

Rio Verde no Agronegócio

Quando se fala de sua agricultura, fala-se de grandeza. A produção agrícola do município é de cerca de 1,2 milhões de toneladas por ano nas mais variadas culturas, como arroz, algodão, soja, milho, sorgo, milheto, feijão e girassol. O município é responsável por 1,2% da produção nacional de grãos. A área plantada ultrapassa 378.853 mil hectares.

Esses números na agricultura de Rio Verde são resultados da utilização de tecnologia de ponta, de primeira linha, com armazéns de capacidade superior a 1 milhão de toneladas em unidades modernas, seguras e cada vez mais próximas dos campos produtores. Isso faz com que os custos sejam reduzidos e facilite o transporte, aliados à profissionalização do produtor e à união da classe produtora em diferentes entidades, como a Associação de Produtores de Grãos (APG), Cooperativa Mista dos Produtores Rurais do Sudoeste Goiano (COMIGO), Clube dos Engenheiros Agrônomos (Ceagro), Clube Amigos da Terra (CAT), Sindicato Rural de Rio Verde, CEFET de Rio Verde e a Universidade de Rio Verde (FESURV), buscando juntos alta tecnologia.

A hegemonia foi ainda maior na plantação de girassol. Segundo o IBGE, Goiás produziu 66,3% de todo o volume do grão colhido no Brasil em 2022. No ano passado, a produção goiana cresceu 8,8% em relação ao período anterior e chegou a 40 mil toneladas. Dos quinze maiores produtores municipais de girassol, doze estavam em território goiano: Ipameri (2º), Goiatuba (3º), Piracanjuba (4º), Joviânia (5º), Orizona (6º), Itumbiara (7º), Silvânia (8º), Rio Verde (9º), Paraúna (10º), Buriti Alegre (12º), Bela Vista de Goiás (13º) e Cristalina (15º).

Em 2021, a cidade inaugurou um terminal multimodal ferroviário para a operação de grãos e de farelo de soja, ligando de forma mais fácil a Ferrovia Norte-Sul, com acesso ao Porto de Santos. O novo modal logístico levou ao escoamento mais rápido da produção, fazendo com que a cidade, sozinha, tivesse uma fatia de 30% do total de exportações do estado de Goiás em 2022.

No mesmo ano, Rio Verde subiu duas posições e passou a ocupar, no ano passado, a segunda colocação no ranking dos principais produtores de soja entre os municípios brasileiros. O primeiro lugar ficou com Sorriso, no Mato Grosso. A informação é do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que publicou, na última quinta-feira (14/09), a Pesquisa de Produção Agrícola Municipal (PAM) 2022. O levantamento também deu destaque ao desempenho de outros municípios goianos, como Jataí, Cristalina, Quirinópolis e Ipameri.

 

Pecuária de Corte

A pecuária de corte exerce uma importante contribuição para a economia do município. Rio Verde se tornou o terceiro maior rebanho de Goiás, com aproximadamente 400 mil animais, sendo 44 mil cabeças voltadas para a pecuária de leite.

Praticamente, toda produção de 50 milhões de litros/ano é comercializada na região e no mercado nacional, pois a cidade conta com três grandes laticínios e outros de menor porte. Ela se destaca ainda como um dos principais produtores de aves e suínos de Goiás. Boa parte dessa matéria-prima é voltada para o abastecimento de um dos maiores complexos de produção de alimentos da América Latina, BRFoods, instalado na cidade. Com oito mil funcionários diretos, abate aproximadamente 500 mil aves e 4.700 suínos por dia e conta com 72 integrantes.

 

Rebanhos

No total, atualmente, Rio Verde possui 390.000 cabeças de bovinos, 35.000 vacas ordenhadas, 404.000 suínos, 12.110.000 aves e 7.100 equinos, além da produção trimestral de mais de 22.939.812 unidades de ovos.

 

Créditos da imagem de capa: Prefeitura de Rio Verde

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

 

>Veja Também<

https://www.curtamais.com.br/goiania/a-maior-cachoeira-do-mundo-fica-bem-pertinho-do-brasil

https://www.curtamais.com.br/goiania/vale-do-araguaia-tem-um-verdadeiro-mar-de-agua-doce-que-e-um-tesouro-goiano

https://www.curtamais.com.br/goiania/cidade-goiana-se-prepara-para-receber-a-tradicional-festa-da-melancia

Casa do Pica Pau: a extraordinária história por trás de uma das marcas mais conhecidas (e queridas) dos goianos

No livro “O Óbvio que Ignoramos”, o jornalista Jacob Pétry oferece uma reflexão fascinante sobre o sucesso. O ‘quê’ central de sua narração gira em torno das perguntas: Por que algumas pessoas parecem ter nascido para a glória? Informação? Inteligência? Sorte? Mais oportunidades? Destino? Potencial?

Ao exemplificar o sucesso de personalidades como Gisele Bündchen e John Kennedy, Pétry explica que o acaso extraordinário dessas pessoas nasceu de princípios simples e óbvios. Em nossa exemplificação, vamos lembrar da história da Casa do Pica-Pau, que permeia a cronologia de vida de Seu Luiz

Nascido em 12 de setembro de 1938, Luiz Höhl, filho de Luiz e Dalva Kotnik Höhl, desenhou uma história de triunfos na pequena cidade de Catalão, onde viveu até os seus 30 anos. 

Era 1962 quando ele começou a dar seus primeiros passos rumo ao sucesso. Em uma caminhonete anunciava pela cidade a venda e assistência de motosserras. Foi assim que se fez notável, no meio da mata, por vendedores vindos de São Paulo.

Conheça

Luiz Höhl em caminhonete na cidade de Catalão, interior de Goiás

 

Nasce a Casa do Pica-Pau

Para muitos, o preço de aproximadamente 20 vacas fazia com que o aparelho fosse algo impossível de ser vendido ou comprado. Em Goiás, os vendedores não conseguiam vender nenhuma unidade do aparelho. Porém, havia em Catalão um jovem capaz de transformar o impossível em realidade com notável facilidade. 

Do ponto de vista de Luiz, vender motosserras era como vender doces. O sucesso o alcançou rapidamente, e aquela era a prova de que sua marca precisava de um lugar maior para se desenhar. Pensando nisso, no ano de 1968 o jovem casado e pai de três filhos deixou para trás aquela pacata cidade a fim de escrever sua história em Goiânia

Conheça

Primeira loja da Casa do Pica-Pau

Sua primeira lojinha, de 21 m², viria em janeiro de 1969. Localizada na Avenida Anhanguera, o pequeno cômodo era gerido pelo jovem catalano com ajuda de apenas um funcionário, o primeiro a ter o registro na Carteira de Trabalho pela Casa do Pica-Pau, Francisco Favoretto. 

A prosperidade da mais nova varejista impôs a expansão da marca. Na década de 1970, a jovem Casa do Pica-Pau ganhou um novo endereço, na Avenida Castelo Branco: a matriz.

Conheça

Loja matriz da Casa do Pica-Pau, em Goiânia

894e45acc5b2d936451e61dc320bc63e.jpeg

Evolução da fachada da loja matriz da Casa do Pica-Pau com o tempo

952305698e82891b9ac01a71824fc90c.jpeg

Pouco a pouco, o que era apenas uma lojinha passou a atender as mais diversas áreas do comércio. 

A exemplo da filial localizada em Redenção, no Pará. Inaugurada em 1977, o espaço que até então trabalhava com motosserras e equipamentos para madeireiras da região, passou a fornecer equipamentos para a extração de ouro. 

Em 1988, a Casa do Pica-Pau entrou para o ramo de revenda dos eletrodomésticos. Colocando a empresa na linha de concorrência das grandes revendedoras varejistas goianienses.

Procurando inovar e atender os mais diferentes empreendedores, do agro ao negócio, no ano de 1995 a empresa fechou importantes parcerias com grandes marcas no ramo de tratores e equipamentos agrícolas.

 

Pioneirismo

Hoje, a Casa do Pica-Pau é pioneira em seu modelo imersivo de vendas. Suas lojas trazem espaços que permitem aos clientes conhecer modelos arquitetônicos para seu comércio, equipados com tecnologia de ponta para o melhor atendimento ao cliente. 

Casa

A unidade do Setor Oeste, em Goiânia, foi desenhada seguindo esse ideal, visando a experiência do consumidor. O local reúne ambiente para testagem de ferramentas da marca Stihl, espaço kids e área pet friendly. O modelo desenha algo que vai além de uma loja, compreendendo os sonhos do cliente.

Segundo os representantes, a empresa procura expandir a ideia e replicar seu mais novo conceito de vendas em reformas e novas unidades.

Dentro da loja, a marca procura reunir espaços como açougue/peixaria; bar e restaurante; pizzaria; supermercado; padaria e confeitaria; lanchonete; automação comercial; marcenaria; serralheria e muito mais. 

Atualmente, a marca é referência no setor de refrigeração comercial, ferramentas, máquinas e equipamentos agrícolas. Em parceria com a grande do segmento agrícola, John Deere, o Grupo criado por Luiz Höhl trabalha, além da motosserra, linhas de produtos como tratores, colheitadeiras, plantadeiras. 

Casa

De um vendedor solo de motosserras a 522 colaboradores, a marca reúne 54 anos de empreendedorismo e tradição.



Serviço

Casa do Pica-Pau

Site: casadopicapau.com.br

 

Unidade Matriz – Castelo Branco

Avenida Castelo Branco, 3621, Goiânia, GO – 74430-130

 

Unidade Anhanguera

Avenida Anhanguera, 6126, Goiânia, GO – 74075-010

 

Unidade Aparecida

Avenida Independência, Qd. 32, Aparecida de Goiânia, GO – 74968-150

 

Unidade Av. Rio Verde

Avenida Rio Verde, 2496, Goiânia, GO – 74843-660

Imagens: Divulgação

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

12 Curiosidades sobre Ronaldo Caiado que você provavelmente não sabia!

Ronaldo Ramos Caiado, nascido em Anápolis, Goiás, carrega uma trajetória única que engloba medicina, educação e política. Líder reconhecido no estado e em âmbito nacional, Caiado atua nas esferas de liderança e representação pública, além de ser um dos principais líderes da direita e do agronegócio no Brasil.

Ronaldo Ramos Caiado, nascido em 25 de setembro de 1949 na cidade de Anápolis, em Goiás, carrega uma trajetória multidisciplinar que envolve as áreas de medicina, educação e política. Formado pela Escola de Medicina e Cirurgia, atualmente parte da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), e especialista em ortopedia, Caiado também demonstrou habilidades nas esferas de liderança e representação pública.

Em 2019, ele assumiu o cargo de 79º Governador de Goiás, uma posição que mantém até o presente. Anteriormente, desempenhou com zelo as funções de Senador e Deputado Federal por Goiás. Durante seu período como deputado federal, serviu quatro mandatos consecutivos, reforçando sua forte ligação com a população goiana. Além disso, nacionalmente, Caiado é um dos principais líderes da direita e do agronegócio nacional.

 

Entre 1986 e 1989, atuou como presidente da União Democrática Ruralista, instituição voltada para a defesa dos interesses dos produtores rurais. Apesar de uma tentativa malsucedida de concorrer à Presidência da República em 1989, em que obteve menos de 1% dos votos, Caiado não se deixou abater e continuou a servir seu estado de Goiás de maneira dedicada.

 

No primeiro ano de seu mandato como senador, em 2015, foi laureado com o Prêmio Congresso em Foco, uma homenagem votada pelo público em reconhecimento ao seu trabalho. Caiado é presidente do União Brasil em Goiás. 

 

Caiado já foi casado com “Thelma Gomes” e está agora no seu segundo casamento com “Maria das Graças Landim de Carvalho Caiado”, conhecida como Gracinha Caiado, com quem têm 2 filhas. No seu primeiro casamento com Thelma Gomes ele teve um casal de filhos.

 

Para saber um pouco mais sobre Caiado, preparamos a lista abaixo.

 

1 – Caiado foi candidato a Presidência da República

 

caiado

Fonte: Assessoria União Brasil Nacional 

 

O ano era 1989 e as eleições diretas haviam acabado de ser reestabelecidas.  Caiado tinha 40 anos na época e marca do atual governador de Goiás era um cavalo branco.  Ele candidatou-se à presidência da República pelo Partido Social Democrático (PSD). Obtendo a soma de 488.872 votos, o equivalente a 0,68%, ficou em décimo lugar no pleito.

Acesse uma matéria exclusiva do Curta mais sobre esse assunto, é só clicar AQUI.

 

2 – Caiado foi Deputado Federal por 16 anos

 

DEPU

Imagem: Reprodução/G1 

 

No início dos anos 90. Ronaldo Caiado, uma figura cada vez mais proeminente na política goiana, conquistava, em 1990, o título de deputado federal mais votado de Goiás pelo PSD, com 98.256 votos.

Porém, logo no início de sua jornada na Câmara dos Deputados, Caiado levantou uma acusação contundente contra seu próprio partido. Segundo ele, o PSD havia “vendido” o horário de seu programa de TV para a promoção de Orestes Quércia, ex-governador de São Paulo e membro do PMDB. Esta controvérsia foi o suficiente para criar um abismo entre Caiado e seu partido, culminando com seu convite a se retirar do PSD por suas posições.

 

Já no ano de 1991, com uma nova filiação ao Partido Democrata Cristão (PDC), Caiado começou a aparecer mais na Comissão de Agricultura e Política Rural. Seu envolvimento com a causa ruralista foi tão significativo que o levou a fazer parte da chamada “bancada ruralista” no Congresso. Em uma reviravolta dramática, em 1992, Caiado foi um dos 38 parlamentares que votaram contra o impeachment do presidente Fernando Collor de Melo, justificando que “o povo brasileiro não suporta mais o retorno de Sarney e Quércia ao poder”.

 

Em uma sequência de mudanças partidárias, Caiado encontrou abrigo no Partido da Frente Liberal (PFL) em abril de 1993, mas não demorou muito para trocar novamente de partido, ingressando no Partido Progressista Reformador (PPR), uma fusão do PDC com o PDS. No mesmo ano, Caiado foi admitido à Ordem do Mérito Militar pelo presidente Itamar Franco, uma honraria de alto prestígio.

 

Com a chegada de 1994, Caiado voltou ao PFL e se lançou na corrida para o governo de Goiás, apoiando Fernando Henrique Cardoso, candidato do PSDB, em nível nacional. No entanto, a corrida não saiu como esperado e ele acabou em terceiro lugar, com um total de 364.767 votos.

 

Em 1998, Caiado voltou ao ringue eleitoral e foi eleito deputado federal pela segunda vez, agora com a maior votação do PFL e a segunda maior do estado, contabilizando 100.446 votos. Ele continuou atuando fortemente como líder da bancada ruralista e defensor do agronegócio.

 

Ao longo dos anos, Caiado seguiu sendo um pilar no Congresso, sendo reeleito diversas vezes como deputado federal e trabalhando em comissões importantes, como as de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural e de Finanças e Tributação. Ele até atuou como presidente da Frente Parlamentar de Apoio à Agricultura e como relator da Comissão Especial de Reforma Política da Câmara dos Deputados.

 

3 – Caiado está entre os deputados federais mais votados da história de Goiás

 

deputado

Imagem: Reprodução/Portal da Câmara dos Deputados

 

No total, Caiado serviu quatro mandatos como deputado federal pelo PFL, que mais tarde mudou seu nome para Democratas (DEM). Nas eleições de outubro de 2010, Caiado mais uma vez lançou-se como candidato à Câmara dos Deputados, obtendo um total de 167.591 votos e garantindo seu lugar como o terceiro candidato a deputado federal mais votado de Goiás.

 

4 – Foi eleito Senador

 

Fonte: Assessoria União Brasil Nacional 

 

Ronaldo Caiado foi candidato pela primeira vez ao Senado Federal nas eleições de 2014. Seu sucesso foi incontestável, recebendo um impressionante total de 1.283.665 votos, o que representava 47,57% dos votos válidos. Caiado não apenas ocupou uma cadeira no Senado, mas também foi eleito por unanimidade como líder do Democratas.

Seu papel ativo como membro titular em diversas comissões, incluindo Assuntos Econômicos; Constituição, Justiça e Cidadania; Serviços de Infraestrutura; Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle; Agricultura e Reforma Agrária, juntamente com sua participação na Comissão de Reforma Política e na Comissão Especial para o Aprimoramento do Pacto Legislativo, evidenciou seu comprometimento com diversos aspectos da governança.

 

 

5 – Caiado é casado e pai de quatro filhos

 

caiado

Imagem: Reprodução/Acervo Pessoal/Instagram

 

Em seu primeiro casamento com “Thelma Gomes” Ronaldo Caiado teve um casal de filhos que são: Ronaldo Caiado Filho e Anna Vitória Caiado. Está atualmente no seu segundo casamento com “Maria das Graças Landim de Carvalho Caiado”, conhecida como Gracinha Caiado, com quem têm 2 filhas. Com Gracinha Caiado ele é pai das filhas: Marcela Caiado e Maria Caiado. Em julho de 2022, passou pela perda de seu filho mais velho, Ronaldo Caiado Filho, encontrado morto aos quarenta anos na cidade de Nova Crixás.

 

6 – Ficou conhecido como um dos maiores opositores do PT no Brasil

 

Fonte: Assessoria União Brasil Nacional

 

Durante sua carreira, Caiado tornou-se uma figura notória por sua oposição fervorosa à esquerda brasileira, frequentemente criticando os governos do Partido dos Trabalhadores (PT). Ele teve um papel fundamental na articulação do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, votando a favor do prosseguimento do processo e do cumprimento da pena que levou à perda do mandato da ex-presidente.

Contudo, houve uma reviravolta notável no mesmo dia em que o impeachment foi votado. Uma parcela do MDB votou a favor de Dilma manter seus direitos políticos, o que gerou um conflito profundo para Caiado. A situação resultou em um rompimento com o novo governo e a adoção de uma posição independente no Senado. Caiado, sempre ativo e direto, continuou sendo uma voz forte na política brasileira.

 

7 – Ronaldo Caiado é médico ortopedista

 

Fonte: Assessoria União Brasil Nacional

 

A história de Ronaldo Caiado se entrelaça com a medicina desde 1972, quando se formou pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Em 1975, Caiado adquiriu uma riqueza de experiência e conhecimento, participando do VIII Congresso Pan-Americano do Colégio Internacional de Cirurgiões, do XX Congresso Brasileiro de Ortopedia e Traumatologia e do V Congresso Brasileiro de Cirurgia da Mão, todos importantes eventos em seu campo. O ano de 1976 também foi marcado por eventos significativos, como o XVI Congresso Brasileiro de Cirurgia e o I Seminário Brasileiro de Pós-Graduação em Cirurgia.

 

Durante uma estadia na França, aprofundou seus estudos com uma especialização em cirurgia da coluna e atuou como assistente estrangeiro da Universidade de Paris, onde teve a oportunidade de participar do Congresso da Sociedade Francesa de Cirurgia Ortopédica e Traumatologia em 1977.

 

Ao retornar ao Brasil, Caiado não demorou a mergulhar na educação, compartilhando sua experiência e conhecimento com a próxima geração de médicos. Entre 1978 e 1979, lecionou no Departamento de Ortopedia e Traumatologia da UFRJ. Durante sua residência médica entre 1978 e 1984, ele também deu aulas para os alunos da UFRJ. Em 1979, solidificou ainda mais sua formação acadêmica ao concluir o mestrado em Ortopedia e Traumatologia, também pela UFRJ. Cada passo de sua jornada na medicina demonstra a dedicação e paixão de Caiado pelo campo.

 

 

8 – Ronaldo Caiado é produtor rural

 

caiado

Fonte: Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SEAPA)

 

Ronaldo Caiado ligou-se à Associação Goiana de Criadores de Zebu, à Sociedade Goiana de Pecuária e Agricultura e à Associação Goiana de Criadores de Nelore. Em 1985, durante o governo José Sarney, os latifundiários se sentiram ameaçados com a possibilidade da reforma agrária quando um conflito de terras na região do Triângulo Mineiro resultou na desapropriação da fazenda Barreiro. Logo em seguida, Caiado criou a União Democrática Ruralista (UDR), entidade associativa que visa defender os interesses dos proprietários rurais e, tornando-se seu presidente, ingressou na vida política.

 

9 – Teve um tio que já foi “Presidente” de Goiás

 

ramos

Imagem: Reprodução/Jornal Opção

 

Brasil Ramos Caiado, tio de Ronaldo Caiado, fez parte da história política de Goiás ao se tornar presidente do estado entre 1925 e 1929. Durante a República Velha (1889-1930), o cargo equivalente é o de atual “Governador do Estado”. Antigamente este cargo de Governador durante a República velha era denominado “Presidente do Estado”. Nascido em 17 de maio de 1893, Brasil Ramos Caiado, além de político, era médico. Seu mandato como presidente de Goiás se estendeu de 14 de julho de 1925 a 12 de março de 1927. Durante um breve afastamento, de 12 de março a 9 de abril de 1927, foi substituído pelo segundo vice-presidente, Diógenes de Castro Ribeiro. Entretanto, ele reassumiu seu cargo e continuou a liderar Goiás até 13 de julho de 1929. O legado político dos Caiados foi interrompido nas eleições de 1929. Embora o indicado para a presidência do estado de Goiás fosse Lincoln Caiado, o então presidente Washington Luís apoiou Alfredo Lopes de Morais, que era fazendeiro e chefe político de Morrinhos. Essa decisão rompeu com a tradição caiadista no poder estadual. No entanto, na representação federal goiana, os candidatos eram vinculados ao caiadismo, demonstrando a influência e o legado da família Caiado na política de Goiás.

 

10 – Família política

 

caiado

Imagem: Reprodução/Portal 6

 

Filho de Edenval Ramos Caiado e Maria Xavier Caiado, Ronaldo Caiado é descendente de uma família tradicional da política goiana.Seu avô, Antônio Totó Ramos Caiado foi Deputado Federal (1909-1921), Senador e um dos mais conhecidos da figura política de Goiás. Seu tio, Brasil Ramos Caiado, foi presidente de Goiás entre 1925 e 1929 e senador entre 1929 e 1930. Seu tio avô, Mário de Alencastro Caiado, integrou a junta governativa que assumiu o poder em Goiás com a Revolução de 1930, tendo sido ainda constituinte em 1934 e senador de 1935 a 1937. Além disso, Ronaldo Caiado tem vários primos que também foram políticos: Emival Ramos Caiado foi deputado federal entre 1955 e 1971 e senador entre 1971 e 1974; Elcival Ramos Caiado foi deputado federal entre 1975 e 1979; Leonino Di Ramos Caiado foi governador de Goiás entre 1971 e 1975; Brasílio Ramos Caiado foi várias vezes deputado federal (1971-1975, 1979 e 1981-1987); e Ibsen de Castro foi deputado federal entre 1983 e 1987; Sérgio Ramos Caiado foi deputado estadual várias vezes (1975-1979, 1979-1983 e 1983-1987).

 

11 – Hobby preferido

 

hobby

Imagem: Acervo Pessoal/Instagram Ronaldo Caiado

 

Sem dúvidas que uma das atividades que o Governador Ronaldo Caiado sempre faz e que ama fazer no seu tempo livre, é anda a cavalo. Caiado em qualquer folga que tem parte para a sua fazenda e passa seu tempo em frente à natureza e aproveita para andar a cavalo.

 

12 – Baru é o seu sorvete preferido

 

baru

Imagem: Reprodução/Instagram Ronaldo Caiado

 

Caiado como todo Goiano ama um sorvete, ainda mais nesse clima quente. O sorvete preferido do Governador é o sorvete de Baru. Ele sempre quando vai à cidade de Goiás tomaum sorvete de Baru na praça do coreto. “É o melhor do Brasil”, diz ele sobre o sorvete.

 

 

Créditos da imagem de capa: Acervo Pessoal/Instagram de Ronaldo Caiado

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

 

Goiás é líder em preservação ambiental relacionada ao agronegócio

 

O dia do Agricultor é celebrado em 28 de julho desde a década de 60. E no Estado de Goiás, o agricultor possui uma grande relevância por sua atividade na produção de alimentos e seu auxílio na preservação ambiental, como mostra uma pesquisa realizada pelo nstituto Mauro Borges de Estatísticas e Pesquisas Socioeconômicas (IMB), e divulgada em junho de 2023. 

 

De acordo com o estudo “Sustentabilidade ambiental na agropecuária: análise do Efeito Poupa-Florestas”, Goiás liderou o ranking de estados do Centro-Oeste e região do Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) no percentual de área preservada. O valor é igual a 9,9 milhões de hectares.

No percentual de área preservada entre os anos de 2010 a 2020, em relação à sua área total, foram poupadas 29% de área.

Através dos dados da pesquisa é possível notar que, os ganhos de produtividade da agropecuária goiana permitiram a preservação ambiental dentro deste período, ao não incorporar novas áreas em seu processo de produção.

“Goiás poupou mais de 9 milhões de hectares, entre os anos de 2010 e 2020, se sobressaindo em relação aos demais estados analisados, mostrando que o agronegócio é capaz de prosperar sem agredir diretamente o meio ambiente”, comemora o secretário-geral de Governo, Adriano da Rocha Lima, ao enfatizar a liderança de Goiás no ranking do percentual de área preservada.

Para realizar a tarefa, o instituto utilizou o indicador Poupa-Florestas, que permite calcular o impacto de melhoria da produtividade sobre a preservação ambiental.

O método apresentou a diferença entre a área que seria necessária para garantir a produção agropecuária sem melhorias de produtividade e a área efetivamente utilizada.

 

Aumento da área plantada

Dentro do período que serviu como base para o estudo, Goiás conquistou resultados expressivos em relação à sustentabilidade ambiental. O estado conseguiu diminuir a área de pastagens e aumentar a área plantada de florestas em 109%.

“A sustentabilidade ambiental é um dos principais desafios da atividade agropecuária. O resultado do estudo mostrou que Goiás, ao longo dos anos, conseguiu alinhar os ganhos econômicos com a preservação ambiental”, destaca a gerente de Estudos Ambientais e Agronegócio e pesquisadora, Érica Basílio Tavares Ramos.

 

Produção da Agricultura

No ano de 2022, Goiás apresentou o maior volume referente à produção agrícola entre os estados em analise, cerca de 105 milhões de toneladas.

Neste mesmo período, a produtividade alcançou o número expressivo de 15,13 toneladas por hectare.

Projeções do Levantamento Sistemático de Produção Agrícola (LSPA) de julho de 2022 a maio de 2023, mostram que o milho apresentou crescimento de 9,8%; e a soja teve crescimento de 3,9% nesse período. A produção geral de cereais, leguminosas e oleaginosas avançou 6,7% entre esses meses.

Dados divulgados pela Conab em 8 de fevereiro deste ano, mostram que a produtividade geral das lavouras de grãos em Goiás deve aumentar 7%, passando de 4.150 quilos por hectare para 4.439 quilos, na comparação entre os ciclos 2021/22 e 2022/23.

Uma projeção prevê um crescimento de 9,1% na safra goiana do ciclo 2022/2023, se comparado com a safra passada, alcançando 31,5 milhões de toneladas.

No total, a produção no estado deve representar, aproximadamente, 10,14% do total no país para este ciclo, estimado em 310,6 milhões de toneladas. A área destinada ao plantio de grãos no estado, e a produtividade das lavouras goianas também devem registrar aumento nesta temporada.

 

Imagem: Reprodução

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Entenda a importância histórica da ferrovia Norte Sul para o agronegócio brasileiro

Considerada a espinha dorsal do sistema brasileiro de transporte sobre trilhos, a Ferrovia Norte Sul é conectada aos portos de Itaqui, no Maranhão e Santos, em São Paulo. Com 2.257 quilômetros (km) de extensão, ela atravessa quatro regiões. 

A inauguração da Ferrovia Norte-Sul, em Rio Verde, Goiás, aconteceria nesta sexta-feira (16), porém uma nova data será remarcada. Devido ao mau tempo na cidade goiana, a aeronave do presidente Luiz Inácio Lula da Silva não conseguiria pousar no local. O diretor do executivo iria participar da abertura do Terminal Rio Verde, novo ponto de acesso do agronegócio brasileiro. 

Histórico

Iniciada em 1987, na administração do então presidente José Sarney, a ferrovia Norte Sul não evoluiu muito nos últimos anos e só ganhou impulso a partir de 2007, quando passou a receber investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), no segundo mandato de Lula. Ao longo dos anos, foram construídos os terminais de Rio Verde (GO), de São Simão (GO) e Iturama (MG), com investimento de R$ 4 bilhões em obras de infraestrutura, terminais e material rodante. 

O Brasil tem uma malha ferroviária de 29 mil km, dos quais apenas 1 mil estão ativos. Cerca de 80% do volume transportado refere-se a minério e carvão, o que revela o grande potencial existente para o transporte de insumos e dos principais produtos agrícolas – soja, milho, arroz, feijão e trigo – uma vez que boa parte da malha férrea atravessa áreas de cultivo.  

Principal acesso do agronegócio brasileiro

Um dos principais limitadores do processo de desenvolvimento do agronegócio brasileiro está na parte do transporte das cargas, que ocorre majoritariamente pelo meio rodoviário, o que, na maioria das vezes, acaba por encarecer o processo por conta dos fretes cobrados. Em conjunto com isso, vemos uma queda da capacidade de atender demandas externas em igualdade com o mercado internacional.

Essa deficiência ocorre, principalmente, pelas grandes distâncias percorridas para realizar o transporte dos commodities agrícolas, como soja e milho, que são as principais matérias-primas de exportação brasileira. Com centros produtores localizados no Mato Grosso e Pará, as cargas ficam a mais de 2.000 km dos principais portos do país, Santos (SP) e Paranaguá (PR), dificultando o escoamento que é feito pelas rodovias, já que não é possível transportar um grande montante de uma única vez.

Em março, também foi inaugurado um trecho da Ferrovia Norte-Sul entre Goiás e São Paulo, o que promete acelerar o volume escoado rumo ao Arco Norte, onde o transporte ferroviário cresceu 89,5% nos últimos cinco anos, graças a novos terminais de integração com as rodovias. 

Em 2020, pela primeira vez os terminais portuários do Arco Norte entre o estado de Goías e São Paulo, promete acelerar a produção rumo ao Arco Norte, onde o transporte ferroviário cresceu 89,5 % nos últimos cinco graças a novos terminais de integração com as rodovias. 

Transportes com menos riscos 

Enquanto as rodovias brasileiras apresentam mais casos de violência e roubos dia após dia, essa já não é uma realidade a ser considerada quando tratamos do uso das linhas férreas para transporte. As ferrovias apresentam uma taxa muito menor de roubos de cargas e acidentes. 

 

Créditos da imagem de capa: Rumo 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Goianésia recebe exposição agropecuária com presença de grandes nomes do cenário nacional da música sertaneja

A 49ª ExpoAgro Goianésia é um dos eventos mais aguardados do ano na região central de Goiás. Com uma programação diversificada, o evento promete ser um sucesso entre os visitantes, expositores e parceiros. 

A ExpoAgro Goianésia é uma das maiores exposições agropecuárias do país e conta com a presença de grandes marcas de máquinas agrícolas, instituições financeiras e expositores de animais. Além disso, o evento vai contar com rodeio com touros e cavalos, shows musicais com artistas renomados e muita diversão para toda a família.

Entre os dias 22/6 a 2/7, a cidade de Goianésia será o ponto de encontro para agricultores, empresários, produtores rurais e todos aqueles que querem conferir as novidades do setor agropecuário. Com uma expectativa de receber cerca de 70 mil pessoas nos 11 dias de festa, a ExpoAgro Goianésia é uma oportunidade única para fazer novos contatos, aumentar as vendas e fortalecer parcerias.

Além da parte comercial da feira, a programação inclui ainda exposição de cavalos, gado leiteiro e pequenos animais, demonstrações Senar e o retorno do tradicional rodeio em cavalos, entre os dias 28 de junho e 01 de julho. Para os amantes da música sertaneja, a ExpoAgro Goianésia também traz shows com grandes nomes do gênero, como Maiara & Maraisa, Hugo & Guilherme e Bonde do Forró.

Uma das novidades deste ano é a parceria com os empresários do setor de eventos Bilika Shows e José Magno, que ficarão responsáveis pela parte artística da festa. Com uma grade de shows diversificada para agradar o público e parceiros, a ExpoAgro Goianésia promete ser um sucesso.

Se você ainda não colocou a ExpoAgro Goianésia no seu calendário, não perca mais tempo. A feira de negócios é uma oportunidade única para fazer novos contatos, aumentar as vendas e fortalecer parcerias.

Além disso, a programação diversificada com shows musicais, exposições de animais e rodeios promete muita diversão para toda a família. Não deixe de conferir!

 

Confira a programação completa:

 

1º dia – quinta-feira (22/06)

Show com Thiago Jhonathan + Artista da Terra

 

2º dia – Sexta-feira (23/06)

Show com a Dupla Rio Negro e Solimões

 

3º dia – Sábado (24/06) – Aniversário de Goianésia

Abertura oficial VIII Feira da Agricultura Familiar

Show com a Dupla Diego e Arnaldo

Show com Henrique e Rabelo

Entrada gratuita

 

4º dia – Domingo (25/06)

Atração especial para crianças

Portões Abertos

 

5º dia – Segunda-feira (26/06)

Portões abertos

 

6º dia – Terça-feira (27/06)

Show com a dupla Maiara & Maraisa

 

7º dia – Quarta-feira (28/06)

Abertura do Rodeio 21h KGB (touros e cavalos)

Locução com Piracicabano e Joobyson Lima

Show com a Dupla Mato Grosso e Mathias

 

8º dia – Quinta-feira (29/06)

2° dia do Rodeio 21h KGB (touros e cavalos)

Locução com Piracicabano e Joobyson Lima

Show com a Dupla Hugo e Guilherme + Artistas da casa

 

9º dia – Sexta-feira (30/06)

3° dia Rodeio 21h KGB (touros e cavalos)

Locução com Piracicabano e Joobyson Lima

Show com Bonde do Forró

Show com Lucas e Nathan

 

10º dia – Sábado (01/07)

Final do Rodeio 21h KGB (touros e cavalos)

Prova do Laço

Locução com Piracicabano e Joobyson Lima

Show com a Dupla Lucas Reis e Thacio

Show Max Moreira

 

11º dia – Domingo (02/07)

Encerramento da ExpoAgro

Entrada gratuita

 

Serviço
49ª ExpoAgro Goianésia
Data: de 22 de junho a 02 de julho 
Local: Parque de Exposição de Goianésia – Rua José Carrilho, Muniz Falcão, Goianésia – GO
Ingressos pelo site do evento. 
 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Foto de Capa: Divulgação

Rio Verde: cidade goiana tem destaque nacional no agronegócio e grandes atrativos naturais

Rio Verde é uma cidade que, além de ser referência em agricultura, possui muita história para contar. Com construções tombadas e museus, o município é palco de importantes episódios da história do estado de Goiás. Além disso, é destaque na educação, com um grande número de universitários e alta taxa de alfabetização. E, claro, não podemos esquecer do agronegócio, que faz de Rio Verde um pólo nacional do setor.

Nessa semana, o Presidente Lula marcará presença em Rio Verde para a inauguração da Ferrovia Norte-Sul e possivelmente no Anel Viário de Jataí. Sem dúvida, essa será uma ocasião histórica para o estado e para o país.

A Ferrovia Norte-Sul é uma das obras de infraestrutura mais importantes do Brasil, pois liga o Porto de Itaqui, no Maranhão, ao Porto de Santos, em São Paulo. Isso significa que o transporte de carga será mais rápido e eficiente, o que pode impulsionar o desenvolvimento econômico de diversas regiões do país. A inauguração dessa ferrovia é um marco para a história brasileira.

Lula em Goiás: presidente inaugura modal da ferrovia-norte sul

Ferrovia Norte-Sul. Foto: Divulgação

Desde a década de 1970, Rio Verde vem se destacando na agricultura. A cidade é especialista em lavoura de soja, mas também se destaca nas culturas de milho, algodão, sorgo, girassol e cana-de-açúcar. Em 2009, foi considerada pelo IBGE como o município mais rico em produção agropecuária do Brasil. E em 2022, foi eleita a melhor cidade para o agronegócio. Todos os anos, a cidade recebe importantes feiras do setor que atraem compradores e expositores de todo o país.

Mas Rio Verde não é só agronegócio. A cidade possui construções tombadas e museus que contam importantes histórias do estado de Goiás. Alguns casarões já serviram de abrigo para combatentes da revolução de 1930. E para quem gosta de curiosidades, Rio Verde foi a primeira cidade a ter água encanada em Goiás e possui um dos aeroportos mais antigos do estado.

Além disso, Rio Verde é um destaque na educação. Desde 2001, o número de universitários cresceu 4 vezes. E a taxa de alfabetização do município é de 95%, garantindo o destaque na região.

Foto: Prefeitura Municipal de Rio Verde

Já as abóboras, são um verdadeiro símbolo de Rio Verde, tanto que a cidade quase teve esse nome, de verdade. Era para se chamar Rio Verde das Abóboras. O nome surgiu em 1870, quando cerca de 3 mil combatentes voltavam da Guerra do Paraguai e pararam na região para descansar. Como não havia comida para todos, o grupo aproveitou a grande quantidade de abóboras na região para matar a fome. Com isso, os soldados denominaram o lugar como Arraial das Abóboras.

O fruto típico é abundante na região e foi alimento dos primeiros moradores locais. Anualmente a cidade é toda decorada com abóboras gigantes para os festejos juninos.

Educação Infantil: Abóboras contam a história de Rio Verde - Prefeitura  Municipal de Rio Verde

Foto: Prefeitura Municipal de Rio Verde

E sobre os sinos de igreja digitas? Um dos cartões postais de Rio Verde, é a Igreja São Sebastião. A construção da igreja se iniciou em 1907, mas somente 40 anos depois ela ganhou as torres, com os sinos. O mais curioso é que hoje em dia os sinos da igreja são digitais. O som dos deles é acionado por meio de um dispositivo eletrônico. Vale a pena conhecer!

05ff0482d29fa2525fbc6d44a56f9854.jpg

Foto: @euamorioverdego

Quer saber mais curiosidades sobre a cidade?

Em Rio Verde, a loja Havan optou por não instalar sua tradicional estátua. Adivinha por que? Em frente a loja fica um dos pontos mais famosos da cidade: o Cristo Redentor. Então a Havan resolveu adotar a estátua que já estava no local. Bem mais brasileiro, não acha?

22ecda85acc939c8a12e0d9530f64d11.jpg

Foto: Thiago Berriel

O Palácio da Intendência de Rio Verde tem muita história em suas paredes. Já foi até mesmo uma cadeia pública que chegou a prender Pedro Ludovico, nos anos 1930.

As cachoeiras do Complexo Ouroana são para quem é amante do turismo de aventura, Rio Verde oferece um completo inteiro, com várias cachoeiras, hotéis fazenda e campings. Nos locais, é possível fazer rapel, passeio com cavalos e muito mais!

Foto: Prefeitura Municipal de Rio Verde

 

Bora conhecer essa cidade tão rica de Goiás? Lá, inclusive, tem aeroporto operando normalmente para quem quiser aterrissar na famosa Rio Verde.

 

Leia Também

10 motivos para você se apaixonar por Rio Verde, cidade pólo do agronegócio goiano

Rio Verde se consagra como a melhor cidade para o Agronegócio em 2022

Conheça Rio Verde, a cidade das abóboras gigantes e da agropecuária em Goiás

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Foto de Capa: Thiago Berriel

 

 

 

Presidente Lula visita Goiânia para encontro com empresários do agronegócio

O presidente Lula fará sua primeira visita a Goiânia nesse terceiro mandato. O encontro com 200 empresários da indústria, comércio e agronegócio está agendado para dia 28 de julho, às 10h, no Hotel K. A reunião foi intermediada pelo senador Jorge Kajuru (PSB/GO) e tem como objetivo aproximar o governo e o setor empresarial em prol do desenvolvimento do Estado.

O encontro entre o presidente Lula e os empresários do agronegócio é uma oportunidade única para apresentar demandas e discutir soluções para o desenvolvimento do setor em Goiás. Segundo o senador Jorge Kajuru, é fundamental mostrar que o governo Lula foi o que mais investiu no setor em seus mandatos anteriores, com um total de R$ 100 bilhões à época.

Além disso, a visita do presidente Lula também é importante para estreitar relações entre o governo federal e o Estado de Goiás. Após a reunião com os empresários, Lula terá um encontro com o governador Ronaldo Caiado para discutir questões relevantes para a região.

O senador Jorge Kajuru destacou que está apenas cumprindo seu dever como parlamentar goiano ao intermediar essa reunião. Ele ressaltou que é próximo do presidente Lula e que Caiado é seu irmão, mas faria isso por qualquer presidente que se colocasse para ajudar nosso Estado.

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Foto de Capa: Evaristo Sá

Rio Verde ganha painel artístico gigante em homenagem ao agro

O agronegócio recebeu uma homenagem  gigante em Rio Verde. Um painel artístico com 98 metros de largura por 7,5 metros de altura que  acaba de ser inaugurado no Anel Viário de Rio Verde (GO). Quem passa pelo município, considerado uma das capitais brasileiras do agronegócio, pode visualizar facilmente o imenso quadro a céu aberto às margens da estrada.

 

O trabalho de concepção do mural começou em janeiro de 2023, quando o Studio Rolê, de Goiânia, foi contratado para conceber e realizar a pintura a partir da visão e do propósito da empresa. O paredão começou a ganhar traços e cores a partir de 6 de março e foi concluído cerca de 20 dias depois. 

 

A pintura retrata as diferentes fases do processo produtivo, do plantio à colheita, mostrando o trabalho de mulheres e homens, o desafio da sucessão familiar e a presença da lavoura-pecuária dividindo espaço com tratores, colheitadeiras, drones e computadores.

 

A obra de arte tem um  acesso especial, a partir do Anel Viário, para quem quiser estacionar com segurança e fazer fotos e vídeos.

 

Descubra porque uma cidade goiana destaque no agronegócio é chamada de cidade das abóboras

De abóboras gigantes, até sinos digitais na igreja, Rio Verde tem muito a mostrar. Histórias pra contar a cidade tem de sobra. Pelas suas ruas e avenidas, é possível aprender e conhecer sobre passagens históricas do estado.

Além de ser referência em agricultura, um dos índice que chama atenção em Rio Verde é o da educação. Atualmente, o número de universitários aumentou 4 vezes desde 2001. Já a taxa de alfabetização do município é de 95%, por isso garante o destaque na região.

Outro grande destaque na cidade de Rio Verde, é o agronegócio. Ela é considerada um pólo nacional do setor. É especialista em lavoura de soja, mas não deixa a desejar nas culturas de milho, algodão, sorgo, girassol, cana-de-açucar e mais. Em 2009 o município até foi considerado pelo IBGE como o mais rico em produção agropecuária do Brasil. Já em 2022, foi eleita a melhor cidade para o agronegócio.

Por isto, todos os anos a cidade é palco de importantes feiras do agronegócio, atraindo diversos compradores, expositores de máquinas e diversas tecnologias para o campo.

Foto: Prefeitura Municipal de Rio Verde

Rio Verde foi uma cidade pioneira em Goiás Tudo começou na década de 1970, quando começaram as primeiras lavouras, captando moradores dos mais diversos lugares do Brasil e do mundo. Rio Verde tem também um dos aeroportos mais antigos de Goiás, além de ter sido a primeira cidade a ter água encanada no estado.

A cidade que é pólo do agronegócio goiano, já foi palco de muitos episódios da história do estado de Goiás. Construções tombadas, museus, casarões que já serviram de abrigo para combatentes da revolução de 1930, isso e mais você encontra passeando pelas ruas de Rio Verde.

Já as abóboras, são um verdadeiro símbolo de Rio Verde, tanto que a cidade quase teve esse nome, de verdade. Era para se chamar Rio Verde das Abóboras. O nome surgiu em 1870, quando cerca de 3 mil combatentes voltavam da Guerra do Paraguai e pararam na região para descansar. Como não havia comida para todos, o grupo aproveitou a grande quantidade de abóboras na região para matar a fome. Com isso, os soldados denominaram o lugar como Arraial das Abóboras.

O fruto típico é abundante na região e foi alimento dos primeiros moradores locais. Anualmente a cidade é toda decorada com abóboras gigantes para os festejos juninos.

Educação Infantil: Abóboras contam a história de Rio Verde - Prefeitura  Municipal de Rio Verde

Foto: Prefeitura Municipal de Rio Verde

E sobre os sinos de igreja digitas? Um dos cartões postais de Rio Verde, é a Igreja São Sebastião. A construção da igreja se iniciou em 1907, mas somente 40 anos depois ela ganhou as torres, com os sinos. O mais curioso é que hoje em dia os sinos da igreja são digitais. O som dos deles é acionado por meio de um dispositivo eletrônico. Vale a pena conhecer!

05ff0482d29fa2525fbc6d44a56f9854.jpg

Foto: @euamorioverdego

Quer saber mais curiosidades sobre a cidade?

Em Rio Verde, a loja Havan optou por não instalar sua tradicional estátua. Adivinha por que? Em frente a loja fica um dos pontos mais famosos da cidade: o Cristo Redentor. Então a Havan resolveu adotar a estátua que já estava no local. Bem mais brasileiro, não acha?

22ecda85acc939c8a12e0d9530f64d11.jpg

Foto: Thiago Berriel

O Palácio da Intendência de Rio Verde tem muita história em suas paredes. Já foi até mesmo uma cadeia pública que chegou a prender Pedro Ludovico, nos anos 1930.

As cachoeiras do Complexo Ouroana são para quem é amante do turismo de aventura, Rio Verde oferece um completo inteiro, com várias cachoeiras, hotéis fazenda e campings. Nos locais, é possível fazer rapel, passeio com cavalos e muito mais!

Foto: Prefeitura Municipal de Rio Verde

 

Bora conhecer essa cidade tão rica do Goiás? Lá, inclusive, tem aeroporto operando normalmente para quem quiser aterrissar na famosa Rio Verde.

 

Leia Também

10 motivos para você se apaixonar por Rio Verde, cidade pólo do agronegócio goiano

Rio Verde se consagra como a melhor cidade para o Agronegócio em 2022

Conheça Rio Verde, a cidade das abóboras gigantes e da agropecuária em Goiás

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Foto de Capa: Thiago Berriel

Rio Verde se consagra como a melhor cidade para o Agronegócio em 2022

Em 2021, a cidade de Rio Verde, em Goiás, inaugurou um terminal rodoferroviário para a operação de grãos e de farelo de soja, ligando de forma mais fácil a Ferrovia Norte-Sul, com acesso ao Porto de Santos. O novo modal logístico levou ao escoamento mais rápido da produção fazendo com que a cidade, sozinha, tivesse uma fatia de 30% do total de exportações do estado de Goiás em 2022.

Esse avanço logístico ajudou a tornar Rio Verde a melhor cidade para fazer negócios no setor agro, segundo ranking da consultoria Urban Systems, publicado com exclusividade pela EXAME. Para a lista de 2022, foram analisados municípios com mais de 100 mil habitantes, e em seis eixos econômicos: comércio, serviço, indústria, mercado imobiliário, educação e agropecuária.

Nesta nona edição, foram avaliados mais de 60 quesitos e indicadores somando as seis áreas econômicas, com análises referentes à infraestrutura de saneamento, transportes, mobilidade urbana, logística e telecomunicações. A fotografia foi feita com dados referentes até outubro deste ano.

Uma das maiores cooperativas do país e que fica na cidade de Rio Verde, a Comigo, deve ver a receita crescer de R$ 10 bilhões para R$ 15 bilhões em 2022, por conta do terminal rodoferroviário. “Aumentou muito a capacidade da recepção de grãos e da venda de insumos. Mandamos e trazemos tudo via Santos e tiramos muitos caminhões para usar a ferrovia. Neste ano já exportamos 50 mil toneladas de farelo de soja”, diz Antonio Chavaglia, presidente da cooperativa.

Willian Rigon, diretor de marketing da Urban Systems, avalia ainda que o crescimento do agro na cidade de Rio Verde fomentou também a economia local. “Quando aumenta o nível de trabalhadores que necessitam de uma mão de obra mais qualificada, há um desenvolvimento de boas escolas, shoppings, comércio. Tudo isso permite que as pessoas migrem para a cidade”, afirma.

O prefeito Paulo do Vale (União Brasil) destaca que o orçamento do município é atrelado diretamente ao agro, com 30% da arrecadação de impostos vindo do setor. Outros 30% vêm do comércio, e 15% de serviços. “É preciso observar que o comércio e o setor de serviços só crescem porque os trabalhadores do agronegócio têm um alto poder de compra. Ou seja, tudo gira em torno do setor”, diz.

 

Veja a lista com as 100 melhores cidade para fazer negócios no agro:

 

 

Melhores Cidades para Fazer Negócios no agro

Posição

 Município

UF

IQM

2022

2021

1

36

 Rio Verde

GO

3,758

2

84

 Três Lagoas

MS

3,163

3

 Tangará da Serra

MT

2,923

4

5

 Brasília

DF

2,885

5

52

 São Paulo

SP

2,881

6

8

 Juazeiro

BA

2,863

7

7

 Valinhos

SP

2,833

8

11

 Uberlândia

MG

2,826

9

53

 Catalão

GO

2,816

10

 Leme

SP

2,762

11

76

 Pelotas

RS

2,741

12

 Manaus

AM

2,735

13

14

 Uberaba

MG

2,728

14

47

 Lages

SC

2,719

15

77

 Cuiabá

MT

2,686

16

 Eunápolis

BA

2,677

17

1

 Petrolina

PE

2,671

18

2

 Patos de Minas

MG

2,646

19

 Aparecida de Goiânia

GO

2,644

20

69

 São Mateus

ES

2,637

21

 Criciúma

SC

2,632

22

44

 Itapetininga

SP

2,630

23

27

 Bragança Paulista

SP

2,628

24

 Rondonópolis

MT

2,622

25

91

 Sinop

MT

2,610

26

10

 Londrina

PR

2,610

27

4

 Cascavel

PR

2,604

28

 Almirante Tamandaré

PR

2,575

29

94

 Novo Hamburgo

RS

2,570

30

65

 Linhares

ES

2,560

31

 Jequié

BA

2,559

32

46

 Campo Grande

MS

2,559

33

 Senador Canedo

GO

2,556

34

3

 Barreiras

BA

2,528

35

 Paragominas

PA

2,515

36

12

 Sumaré

SP

2,499

37

73

 Mogi Guaçu

SP

2,484

38

42

 Campinas

SP

2,481

39

 Abaetetuba

PA

2,454

40

 Maringá

PR

2,444

41

22

 Porto Alegre

RS

2,440

42

 Jaboatão dos Guararapes

PE

2,439

43

37

 Passo Fundo

RS

2,430

44

 Jataí

GO

2,425

45

30

 Salto

SP

2,417

46

92

 Araguari

MG

2,417

47

 Caxias do Sul

RS

2,410

48

 Colombo

PR

2,403

49

34

 Ribeirão Preto

SP

2,400

50

 Várzea Grande

MT

2,388

51

 Juiz de Fora

MG

2,386

52

80

 Barretos

SP

2,374

53

58

 Jacareí

SP

2,360

54

35

 Mogi das Cruzes

SP

2,353

55

 Limeira

SP

2,352

56

20

 Indaiatuba

SP

2,346

57

71

 Apucarana

PR

2,340

58

 Goiânia

GO

2,339

59

97

 Erechim

RS

2,333

60

43

 Rio Claro

SP

2,331

61

62

 Varginha

MG

2,323

62

15

 Tatuí

SP

2,319

63

50

 Aracruz

ES

2,319

64

70

 Salvador

BA

2,318

65

93

 Chapecó

SC

2,318

66

 Itumbiara

GO

2,317

67

95

 São José do Rio Preto

SP

2,315

68

83

 Piracicaba

SP

2,314

69

13

 Dourados

MS

2,314

70

 Bento Gonçalves

RS

2,311

71

67

 Santa Cruz do Sul

RS

2,286

72

38

 Ituiutaba

MG

2,285

73

81

 Ponta Grossa

PR

2,278

74

60

 Presidente Prudente

SP

2,276

75

32

 Paranaguá

PR

2,275

76

39

 Colatina

ES

2,274

77

100

 Campo Largo

PR

2,266

78

 Vilhena

RO

2,262

79

 Uruguaiana

RS

2,262

80

 Maceió

AL

2,260

81

40

 Poços de Caldas

MG

2,259

82

 Blumenau

SC

2,259

83

85

 Serra

ES

2,244

84

64

 Jaraguá do Sul

SC

2,241

85

 Santarém

PA

2,232

86

31

 Araxá

MG

2,229

87

19

 Guarapuava

PR

2,224

88

 Corumbá

MS

2,217

89

 São Gonçalo

RJ

2,209

90

 Foz do Iguaçu

PR

2,203

91

59

 Passos

MG

2,203

92

 Petrópolis

RJ

2,201

93

 Contagem

MG

2,198

94

6

 Toledo

PR

2,195

95

16

 Atibaia

SP

2,192

96

 Sete Lagoas

MG

2,191

97

 Conselheiro Lafaiete

MG

2,190

98

 Bagé

RS

2,189

99

 Cachoeiro de Itapemirim

ES

2,189

100

 Teixeira de Freitas

BA

2,187

 

 

*Portal Exame 

Imagem: Reprodução Veja – Dirceu Portugal