Pedacinho da Alemanha no Brasil é eleito como o melhor destino de 2023

Se você sonha em conhecer a Alemanha, mas não pode viajar para a Europa, temos uma solução, e fica aqui no Brasil. Essa é a experiência que você pode ter ao visitar Pomerode, uma cidade encantadora no interior de Santa Catarina, que foi eleita o melhor destino do país pelo site Melhores Destinos de 2023-2024. 

Com apenas 34 mil habitantes, Pomerode preserva as tradições e a cultura germânica, que se refletem na arquitetura, na gastronomia e nas festas. Além disso, a cidade abriga a Rota do Enxaimel, um conjunto de casas históricas que foi reconhecido pela ONU como uma das melhores vilas turísticas do mundo.

Essa encantadora cidade é um destino perfeito para quem busca sossego, natureza e diversão. Oferecendo opções para todos os gostos e bolsos, desde restaurantes típicos alemães, italianos, brasileiros e até romenos. Mas se você é do tipo que curte cafés, confeitarias e bares de cerveja, Pomerode também possui algumas opções no estilo mais clássico possível.

A cidade também encanta com o artesanato, a Rota dos Museus, as Rotas Culturais e o ecoturismo, com passeios por cachoeiras, caminhadas, pedaladas e voo de parapente. Não faltam oportunidades para aproveitar seu passeio ‘pela Alemanha’ no melhor estilo brasileño.

Pomerode oferece voos de parapente, trilhas de bicicleta e paisagens de tirar o fôlego. Cercada pela Mata Atlântica, a cidade exibe o deslumbrante Morro Azul, a 764 metros de altura, com vistas panorâmicas de Pomerode, Timbó, Blumenau e Indaial. É um dos principais destinos no Brasil para praticantes de asa-delta e parapente, atraindo amantes de esportes e da natureza.

Cicloturismo Vale Europeu. – Foto: Sampa Bikers

Um passeio pela história na Rota do Enxaimel
A Rota do Enxaimel é um dos principais atrativos de Pomerode. São cerca de 50 casas construídas com a técnica enxaimel, que consiste em estruturas de madeira sem nenhum prego ou parafuso, apenas com encaixes. Essa técnica é tradicional no país, e tem origem na Europa Central há 5 mil anos e é rara fora do continente.

A rota é um passeio pelo túnel do tempo, que permite conhecer como viviam os primeiros imigrantes europeus que chegaram ao estado, experimentar pratos típicos alemães, visitar a produção de empresas locais e admirar a paisagem campestre.

Foto: Reprodução/Ckturistando

Curtindo as festas alemãs — no Brasil
A cidade também se destaca pelas festas que celebram a cultura alemã, como a Festa Pomerana, a Osterfest (já conhecida Brasil afora), a Schützenfest e a Weihnachtsfest. Nessas ocasiões, os moradores se vestem com trajes típicos, dançam músicas folclóricas, participam de competições de tiro ao alvo e degustam iguarias como salsichas, chucrute, spätzle, eisbein, kassler e stollen. Tudo isso regado a muito chope artesanal, produzido na própria cidade.

Essas festas são uma oportunidade de conhecer e vivenciar a cultura alemã, que se mantém viva e presente na cidade. São momentos de alegria, integração e valorização das raízes dos imigrantes que ajudaram a construir a história do Brasil.

Festa Pomerana – Foto: Divulgação

Como chegar e onde ficar em Pomerode
Para chegar a Pomerode, é preciso pegar uma estrada de 175 km a partir de Florianópolis, a capital do estado. Há opções de hospedagem para todos os bolsos e estilos, desde pousadas aconchegantes até hotéis-fazenda.

Pomerode é uma cidade que surpreende pela sua beleza, sua história e sua hospitalidade. É um lugar que merece ser visitado por quem ama a cultura alemã e quer conhecer um pouco mais das raízes.

 

De Berlim a Tóquio: 7 destinos imperdíveis para a elite inovadora de 2023

Em 2023, o universo das viagens corporativas renasceu das cinzas da pandemia, registrando um impressionante crescimento de 13,94% no segundo trimestre, culminando em um faturamento de R$ 3,35 bilhões, conforme apontado pela Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas (Abracorp). Esta reviravolta não é apenas um reflexo da recuperação econômica, mas também uma evidência clara do valor inerente às viagens de negócios na busca por inspiração e inovação.

Dentro deste contexto, profissionais que buscam experiências imersivas encontram nos destinos globais de tecnologia uma oportunidade para expandir suas perspectivas. “A inovação é mais do que apenas uma mentalidade; é a alma de uma organização. Viajar para hubs tecnológicos demonstra o investimento das empresas em seus talentos e compromisso com o futuro”, destaca Luiz Pinheiro, da Universidade Positivo.

Destinos Imperdíveis para Profissionais Visionários:

  • Berlim, Alemanha: A metrópole europeia está vibrando com mais de 3,5 mil startups tecnológicas, incluindo marcas renomadas como “N26” e “SoundCloud”.

 

  • Vale do Silício, EUA: Um símbolo do avanço tecnológico, abriga gigantes como Apple e Google. Cristiano Caporici da Tecnobank afirma que a experiência ali é inigualável para o desenvolvimento profissional.

  •  
  • Tel Aviv, Israel: Apelidado de “Silicon Wadi”, é um caldeirão de inovação, especialmente em cibersegurança e IA.

  •  
  • Londres, Reino Unido: Líder em inteligência artificial, Londres se destaca na fusão de tecnologia e globalização.

  •  
  • Tóquio, Japão: Lar da Sony e Toyota, é um epicentro de tendências tecnológicas.

  •  
  • Seul, Coreia do Sul: Cidade da Samsung e LG, Seul se destaca em inovação e qualidade de vida.

  •  
  • Cingapura: Uma ponte para mercados asiáticos emergentes, é um playground de inovação e diversidade.

Explorar estes destinos não é apenas uma questão de negócios, mas uma chance para enriquecer habilidades, vislumbrar novos horizontes e preparar profissionais para um futuro digitalmente interconectado.

 

Estudantes de Goiânia se destacam em Campeonato Mundial de Robótica

Contradizendo os paradigmas, um grupo de meninas goianas se destacou no Campeonato Mundial de Robótica da FIRA (Federation of International Robot Sport Association). As estudantes Carolina Bosco, Sofia Azevedo, Laura Caetano, Natália Bastos e Manuela Souza, estudam no colégio canadense Maple Bear, ainda no ensino fundamental, e se destacaram principalmente por serem a única equipe exclusivamente feminina no meio de 60 grupos de alunos.

 

O Campeonato aconteceu na cidade de WolfenButtel, na Alemanha, e além da viagem internacional, as meninas ainda voltaram com duas medalhas de ouro para a escola, conquista que foi uma quebra de paradigmas segundo a diretora do colégio,  Sabrina Oliveira. “Eu pude acompanhar de perto o desempenho e a resiliência delas em cada prova, ver elas em cada processo é um orgulho, meninas capacitadas e imponentes em suas realizações”.

 

A escola que foi a única do estado a participar do FIRA, também conseguiu mais medalhas com outras equipes, vencendo 10 prêmios no total, 5 deles de primeiro colocado, quatro em segundo e um de terceiro lugar. Com vários prêmios as equipes voltam de cabeça em pé, sabendo que mais importante que a premiação, elas tiveram uma representatividade muito grande para outras meninas.

 

“Crescemos como equipe, aprendemos, fomos respeitadas enquanto único grupo só de meninas, tivemos torcida, vivemos angústias, medos, vontade de desistir, mas, sempre tratadas com respeito pelos outros grupos. Tudo que aprendi vou levar para o futuro”, afirma a aluna Carolina Bosco, de modo a entender que o preconceito de gênero não faz parte de seus contextos e sua realidade.

 

 Mesmo com um avanço, as mulheres ainda têm uma representatividade baixa, com cerca de 20%, ou menos, dos cursos de exatas e ciências sendo ocupados por elas.

 

Desde 2021 essa participação vem aumentando cada vez mais, onde a presença de alunas nas áreas de Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática (STEM) cresceu 96% de lá para cá, segundo o INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira). E conquistas como essa são muito importantes para alavancar essa área do estudo. “Eu foco em seguir meu sonho, tenho o apoio da família e de todos os amigos. Meninas podem fazer exatas ou qualquer área”, diz Laura Caetano, uma das integrantes do grupo.

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Foto de Capa: Banco de Imagens/Curta Mais

Estudantes de Goiás ganham campeonato de robótica na Alemanha

Retornando da Alemanha nesta terça-feira, 25 de julho, um grupo de quatorze alunos do Ensino Fundamental da Escola Canadense Maple Bear Goiânia, Goiás, trazem consigo dez troféus conquistados no prestigioso Campeonato Mundial de Robótica FIRA RoboWorld Cup 2023, realizado na cidade de Wolfenbüttel, de 17 a 21 de julho.

Os talentosos estudantes, com idades entre 13 e 14 anos, foram os únicos representantes de Goiás na competição. Distribuídos em três equipes – incluindo uma exclusivamente feminina – eles triunfaram com distinção, alcançando o primeiro lugar em cinco desafios, o segundo em quatro, e o terceiro em um.

“Esta vitória ilustra a excelência do ensino em Goiás, que promove a curiosidade científica e a inovação tecnológica”, enfatiza Mônica Siqueira, diretora da Escola Canadense Maple Bear Goiânia. O Brasil também foi representado por equipes de escolas públicas e privadas dos estados do Maranhão, Ceará, São Paulo, Rio de Janeiro e Santa Catarina, que se qualificaram na etapa nacional do ano anterior.

Os goianos se destacaram em diversas provas, incluindo a “Missão Impossível United”. Nesse desafio, as equipes precisavam colaborar com colegas de diferentes nacionalidades e culturas para construir um robô capaz de erguer uma estrutura plástica pesada e resistente o mais rápido possível. A equipe de Goiás superou as demais com sucesso.

A conquista continuou com a “Cliff Hanger Missão 4”, onde os robôs precisavam navegar por uma arena, identificar duas garrafas de refrigerante por meio de sensores e levá-las ao centro. A equipe goiana concluiu esta missão em tempo recorde (32 segundos), superando até mesmo a categoria U19 (competidores de 15 a 19 anos). Tal desafio foi vencido pela dedicada equipe feminina de Goiás.

Outra vitória veio com a “Missão Impossível Hardware U14”, onde o objetivo era projetar um robô que conseguisse ultrapassar o maior abismo possível. A equipe goiana conquistou mais uma vez o primeiro lugar ao superar uma distância impressionante de 19 cm.

Importa salientar que esta é a segunda vez que a Escola Canadense Maple Bear Goiânia se destaca no FIRA RoboWorld Cup. Em 2022, uma equipe de cinco alunos trouxe para Goiás três honrosas premiações, incluindo um primeiro e um segundo lugar.

“O sucesso de nossos alunos no campeonato do ano passado incentivou a participação de um maior número neste ano. Eles representaram muito bem o nosso estado, trazendo ainda mais vitórias. Agora, o objetivo é continuar a expandir este sucesso em todas as futuras edições”, disse a CEO da escola, Mônica Siqueira.

“Esta conquista é fruto da dedicação de cada aluno e da fé que temos em nossos sonhos. Se você lutar por eles, com certeza irá alcançá-los”, considerou o professor de robótica Flamarion Gonçalves Moreira, que, juntamente com o assistente de robótica Victor Macedo Bezerra, acompanhou os estudantes na Alemanha.

“Nosso objetivo é oferecer aos nossos alunos oportunidades que possam descobrir seus potenciais, viver experiências marcantes e moldar suas vidas com audácia, assim como na conquista de um campeonato mundial”, completou a diretora da escola, Sabrina Maria da Silva Oliveira.

Os campeões goianos têm previsão de desembarcar às 9h no Aeroporto Internacional Santa Genoveva, juntamente com os professores que estiveram ao seu lado durante o campeonato, prontos para compartilhar mais detalhes sobre a empolgante experiência.

Casa mais antiga de Goiânia foi construída por um alemão

As pessoas estão acostumadas a passar tão rápido pelas ruas que, poucas vezes, questionam sua história. É natural que você saía de casa focado em seu destino, com pressa. Suas únicas preocupações são o trânsito e seu horário.

Poucas vezes, ao parar em um semáforo, ou esperar pela sua vez em um cruzamento, nota-se a existência de alguns pontos curiosos. Estes flashs rápidos são capazes de despertar pensamentos, que surgem como preconceitos.

A singela casa do Setor Campinas é a prova disso. Muitos passam por ela e, sem conhecer sua história e origem, julgam sua forma, seu tamanho e estado.

primeira

Imagem: Fernando Cunha

O ano era 1925 quando o alemão Karl Bartolomeo Steger construiu a famosa casa amarela, na Rua Senador Morais FIlho, esquina com Avenida Sergipe.

Não existem muitas documentações sobre a história de Karl em Goiânia, ou sua instalação às margens da estrada para o Arraial do Barro Preto. Mas estima-se que o alemão tenha vindo para a cidade a convite dos padres bávaros redentoristas, em meados de 1922.

Karl ficou conhecido na vizinhança por seus dons inigualáveis com os sapatos. Foi ele quem inaugurou a primeira sapataria de Campininha, em sua própria casa.

Na mesma época em que a casa ficou pronta, em 1925, o alemão se casou com Barbara da Silva Moraes. A celebração contou com a presença de um dos missionários redentoristas, o Padre Conrado Kohlmann.

primeira

Caminho para o antigo Arraial do Barro Preto, atual Trindade, a casa ficava no caminho dos fiéis para a Festa do Divino Pai Eterno.

Crendo no crescimento de Campinas, Karl se manteve ali durante grande parte de sua vida. À ele pertenceu o primeiro carro que passeou pelo setor.

Sua residência narra a história de um setor que, antes do nascimento de Goiânia, funcionava como povoado. Aos poucos, Campininha das Flores foi expandindo e se integrando a jovem capital.

Hoje, o bairro é dono de um intenso fluxo comercial popular e especializado. Localizado ao longo da Avenida 24 de Outubro e nos arredores da Avenida Anhanguera, é responsável por 74% da arrecadação de impostos do município.

Mesmo diante das modernidades, a casa de Karl se mantém de pé. A tintura carrega as marcas do tempo, simbolizando ainda sua luta com a especulação imobiliária da grande Goiânia.

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Goianas que tiveram malas trocadas são liberadas de prisão na Alemanha

Uma viagem dos sonhos que se transformou em pesadelo! O casal de Goiânia, Jeanne Paolini e Kátyna Baía, iriam viajar pela Europa durante 20 dias, mas o passeio acabou em prisão por tráfico internacional de drogas, horas antes de desembarcar em Berlim, na capital da Alemanha, o primeiro país que as goianas queriam conhecer.

A prisão do casal motivou uma operação da Polícia Federal de Goiás para descobrir o que aconteceu com as malas que foram despachadas em Goiânia e nunca chegaram ao país europeu.

Em Frankfurt, a polícia apreendeu no bagageiro do avião duas malas com cocaína, etiquetadas com os nomes de Jeanne e Kátyna. A prisão aconteceu na fila de embarque da escala, no dia 5 de Março, sem que elas pudessem ter visto as malas.

goianas
Kátyna Baía e Jeanne Paolini foram detidas na Alemanha por suposto envolvimento em tráfico internacional de drogas

Segundo apuração da Polícia Federal, ambas saíram do aeroporto Santa Genoveva, em Goiânia (GO), fazendo escala no Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP). Porém, neste segundo local tiveram as etiquetas trocadas por um grupo criminoso com malas carregadas de drogas.

Ainda segundo a PF, ambas negaram terem cometido o crime. A polícia brasileira aponta uma série de evidências que comprovam que não há envolvimento das brasileiras com o transporte ilegal, pois não correspondem ao padrão usual das chamadas “mulas do tráfico”.

Durante a investigação, os agentes identificaram o grupo que enviou 40 quilos de cocaína para a Alemanha por meio da troca de bagagens de passageiros. A ação do bando consiste em retirar a etiqueta da bagagem despachada e colocar em outra, que está com as drogas.

Liberdade

A advogada das goianas na Alemanha, Chayane Kuss, informou, nesta terça-feira (11), que o Ministério Público da Alemanha já havia autorizado a libertação das duas. “O Ministério das Relações Exteriores recebeu com satisfação a informação de que as cidadãs brasileiras foram liberadas hoje”, diz nota divulgada pelo Itamaraty.

“Ao longo do último mês, o Consulado-Geral do Brasil em Frankfurt realizou visitas consulares, em diferentes ocasiões, às nacionais no presídio, além de ter conduzido gestões junto às autoridades carcerárias e judiciárias locais para acompanhar o trâmite legal. Intermediou, ainda, contatos com familiares e advogados das brasileiras. Representante daquela repartição consular recebeu hoje, no aeroporto de Frankfurt, familiares das brasileiras e os acompanhou ao presídio para o momento da soltura”, completa o texto.

 

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Alemanha, Portugal e Reino Unido flexibilizam a aprovação de visto estrangeiro

Por serem uns dos países com maior índice de população idosa, Alemanha, Portugal e Reino Unido flexibilizaram regras para aprovação de visto estrangeiro. A flexibilização tem o intuito de atrair mão de obra para lidar com a escassez causada pelo envelhecimento da população. 

Ainda em 2021, muitos países já haviam optado pela versatilidade de aquisição dos vistos para atrair profissionais que trabalham em home office, conhecidos como “nômades digitais”. Por esse motivo, este foi o ano em que muitos brasileiros decidiram fazer as malas e partir em busca de novos ares. 

Mesmo com flexibilizações européias, os Estados Unidos continuam liderando a lista de vistos mais procurados. Em 2022, os brasileiros alcaçaram o recorde de emigração para o lado norte da América, sendo 13 vezes maior que o esperado comparado a 2021.

 

Flexibilização na Europa

O Reino Unido comunicou o lançamento do visto “high potential individual” que, em tradução livre, significa “indivíduos de alto potencial”. O visto permite que profissionais já graduados nas melhores universidades, do bacharel ao doutorado, estão livres para conseguir o visto para morar e trabalhar no país. O visto garante dois anos de estadia.

A novidade do novo visto em Portugal é que ele tornou possível profissionais procurarem empregos no país por 120 dias, podendo prorrogar por mais 60 dias de estadia. É preciso comprovar ser parte da CPLP (Comunidades dos Países de Língua Portuguesa), oferecer o atestado que comprove os antecedentes criminais e a situação financeira.

Na Alemanha, a nova autorização anunciada pelo Ministro Federal do Trabalho, Hubertus Heil, teria como foco imigrantes que não fazem parte da União Europeia e seria baseada em um sistema de pontos.

Batizado de Chancenkarte (ou cartão de oportunidades), estariam elegíveis para aplicar para o novo visto estrangeiros que preenchessem três dos seguintes critérios: possuir diploma universitário; ter morado na Alemanha ou possuir conhecimento em alemão; possuir idade de até 35 anos; ter até três anos de experiência profissional.

Mais de 50 Ararinhas-azuis chegam ao Brasil em 2023

Entre 30 e 50 de ararinhas-azuis (Cyanopsitta spixii) chegam ao Brasil em 2023, vindas da Alemanha, como parte do projeto de reintrodução da espécie na caatinga brasileira, duas décadas depois de ser considerada extinta na natureza.
 
Segundo Camile Lugarini, coordenadora executiva do Plano de Ação Nacional (PAN) da Ararinha-Azul, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), a ideia é que os animais cheguem ao Brasil já no próximo mês.
 
O primeiro grupo de 52 ararinhas-azuis chegou a Curaçá em 2020, procedentes de um criadouro alemão. Foi nesse município baiano que o governo brasileiro criou unidades de conservação ambiental para garantir a proteção e o habitat desses animais na natureza.
 
Ali também foi construído um enorme recinto de adaptação para que as ararinhas reaprendam a viver soltas. As primeiras oito aves foram reintroduzidas na natureza em junho deste ano. No último dia 10, foram soltas mais 12. A ideia é soltar 20 aves, por ano, nas próximas duas décadas.
 
Cerca de 30 ararinhas são mantidas no cativeiro, na sede do projeto em Curaçá, como reservas para a reintrodução e como reprodutoras. Três filhotes já nasceram dentro do viveiro baiano e devem ser soltos na natureza, assim como devem ser libertados filhotes nascidos em um criadouro de Minas Gerais, a Fazenda Cachoeira.
 
No entanto, a principal fonte de animais para reintrodução continua sendo o criadouro alemão ACTP. Para a chegada dessa nova leva, vinda da Alemanha, os pesquisadores aguardam a liberação da vigilância agropecuária do Brasil devido a um surto de gripe aviária que atinge a Europa.
 
“Caso não seja possível trazer as aves em janeiro, a gente vai verificar se consegue, com os animais que nasceram aqui no Brasil, fazer uma soltura, porque uma coisa importante é o número de aves. Quanto maior o número no grupo, maiores são as chances de sucesso. Não adianta soltar uma ou duas, ou três ou quatro. Além de ter todo um critério, que leva em consideração a genética e a saúde, o número de animais também é fator importante”.
 
Na natureza, as ararinhas têm, como principal risco à sobrevivência, a existência de predadores. Das 20 ararinhas-azuis soltas, três foram mortas por aves de rapina. Há ainda o risco de dispersão para áreas onde os pesquisadores não conseguirão monitorá-las e da ameaça de sua captura por traficantes.

 

*Agência Brasil

Imagem: Marcus Romero

Conheça a fortaleza europeia de 850 anos que inspirou Disney a fazer o Castelo da Cinderela

Já imaginou conhecer um castelo com mais de 850 anos e em ótimo estado de perfeição? E, se este castelo tivesse inspirado Walt Disney a construir o famoso e icônico Castelo da Cinderela, localizado na Disneylândia, a sua vontade de conhecê-lo aumentaria?

 

Pois bem, esta fortaleza histórica, está localizada às  margens do rio Elzbach, sul da Alemanha,e se chama Castelo de Eltz. A fortaleza, que é cercada de belezas naturais,  abrigou 34 gerações da família proprietária e segue sob os cuidados de seus descendentes.

 

 O espaço foi construído  na primeira metade do século XII e foi  projetado para ser uma residência de veraneio.  A fortaleza é totalmente isolada da sociedade. Não há a estradas ou edifícios nas proximidades. O castelo fica no alto de uma formação rochosa e possui uma privilegiada visão sobre o rio Elzbach, que pode ser admirado em uma das oito torres com 70 metros de altura.

 

Historiadores dizem que o castelo tornou-se habitável pela primeira vez em 1157, com a chegada do Dr. Karl Graf von und zu Eltz-Kempenich e sua família. Estima-se que o local era uma parte importante do Sacro Império Romano e foi edificado em um ponto isolado, mas totalmente estratégico, para proteger a rota comercial do Vale do Mosela e da região de Eifel. Por isso,  a história conta que o castelo  tornou-se alvo de um cerco que durou aproximadamente dois anos, mas resistiu até os inimigos desistirem do conflito.

 

Pois bem, a segura fortaleza também é extremamente encantadora e foi, como dissemos no começo da matéria, a base para o castelo de Cinderela, da Disney. O castelo tem 120 quartos instalados, dos quais 80 são utilizados como museu. Entre as principais peças destacadas, chamam a atenção as mais de 500 armas, peças de arte e artefatos colecionados nos últimos 850 anos.

 

O castelo tem ainda Salão dos Cavaleiros, onde ocorriam festivais e reuniões, os Salões Rübenach, com incríveis vitrais e murais nas paredes, a Sala dos Anjos, onde troféus de caça e armas adornam as paredes, e Banner Hall, que abriga um opulento teto gótico datado de 1480. Até hoje todas as salas preservam suas condições originais por meio das estéticas arquitetônicas únicas e cheias de detalhes.

 

Assista este vídeo que mostra por dentro muito detalhes do castelo

 

Com informações do site Mega Curioso

Foto: Pixabay

Corista de Goiânia representa Brasil em festival de música barroca na Alemanha

O corista do Coro Sinfônico de Goiânia, da Orquestra Sinfônica de Goiânia, Erickson Nunes, é um dos três brasileiros selecionados para participação especial na Bachwoche, festival de música barroca, realizado anualmente nas cidades de Stuttgart e Ochsenhausen, na Alemanha, em comemoração ao aniversário do compositor Johann Sebastian Bach. O evento será realizado de 11 a 27 de março, e conta com a participação de jovens cantores e instrumentistas de diversos países, selecionados e financiados pela renomada Internationale Bachakademie Stuttgart.

coral

Ao receber do secretário municipal de Cultura, Zander Fábio, a notícia sobre a viagem do corista, o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz, comemorou a conquista. “Como é bom saber que a música pode abrir tantas portas e nos levar à realização de grandes sonhos. Parabenizo o Erickson pela seleção e desejo que seu talento leve-o cada vez mais longe. Que o mundo saiba a qualidade musical que temos em Goiânia, por meio de músicos, cantores e instrumentistas, que assim como ele, estampam no peito a satisfação em ser um profissional da música”, pontua.

“Esta é a terceira vez que participo do processo seletivo e sou selecionado para viajar e compor o Coro do festival representando o Brasil. Durante o festival, temos aulas com professores da Bachakademie, ensaios com o Coro, orquestra e solistas, dirigidos por regentes renomados do cenário de música antiga no mundo. Para mim, uma honra e uma responsabilidade representar meu país lá fora. Levar ao mundo o nome da nossa Orquestra Sinfônica de Goiânia, do Coro Sinfônico de Goiânia, do qual faço parte desde 2012, é uma grande emoção. Estou indo e, mais uma vez, farei tudo com muito orgulho”, afirma Erickson.

Erickson Nunes

Bacharel em Canto pela Universidade Federal de Goiás sob a orientação da Professora Marília Álvares, e Licenciado em Música pelo Centro Universitário Claretiano, começou seus estudos em 2011 na classe do Professor Weber Assis, no Itego em Artes Basileu França, em Goiânia. Selecionado para participar de festivais importantes do cenário musical internacional como Civebra , Festival de Inverno de Campos do Jordão, Academia Canto em Trancoso, Música em Trancoso e Femusc, onde teve a oportunidade de ser preparado por professores mundialmente renomados.

Desde 2012 integra, atuando também como corista, o Coro da Orquestra Sinfônica de Goiânia; e, desde 2014, o Coro Sinfônico Jovem de Goiás. Além disso, participa de projetos relevantes como Cantor Crossover, com performance de repertórios diversos da Música Popular Brasileira e Internacional.

Dentre os principais papéis como corista, fez parte do elenco principal na montagem da ópera L’Orfeo de Monteverdi sob a regência do maestro italiano Roberto Zarpellon; da ópera Il Pagliacci, como Beppe, regido pelo maestro Eliel Ferreira; da Paixão Segundo São João, no papel de Evangelista, regido pelo maestro  ngelo Dias; no Requiem de Mozart e Cantata do Café de Bach, obras apresentadas durante o Festival Internacional de Música de Santa Catarina, regido pelo maestro e oboísta Alex Klein.

Atualmente, Erickson se especializa no estudo do Canto Lírico sob orientação do cantor argentino do grupo vocal Neue Vocalsolisten Guillermo Anzorena, que reside na cidade de Stuttgart, na Alemanha.

 

Fotos: Secult Goiânia

Veja também:

Gari de Goiânia se destaca no cenário do Rap nacional com mais de 70 músicas gravadas

Alemanha permite entrada de turistas brasileiros vacinados com a CoronaVac

A partir deste domingo (19/9), a Alemanha volta a receber turistas brasileiros que estão vacinados com a CoronaVac e sem exigência de quarentena. De acordo com a decisão, divulgada pelo governo alemão nesta sexta-feira (17), os brasileiros devem apresentar apenas o teste PCR com resultado negativo para o coronavírus, comprovante de vacinação ou declaração de que tiveram a doença e se recuperaram.

Em nota, a embaixada alemã disse que ”a vacina ‘CoronaVac’ usada no Brasil ainda não é reconhecida na Alemanha. Pessoas vacinadas com a ‘CoronaVac’ contam como ‘não vacinadas’ de uma perspectiva alemã. Na entrada, deverá ser apresentado um Certificado COVID Digital UE ou um comprovante similar digital ou em papel nos idiomas inglês, alemão, francês, italiano ou espanhol”. A medida também vale para aqueles que não completaram o ciclo vacinal. 

O Brasil agora está entre os 14 países, como África do Sul e Índia, que deixaram de ser considerados alto risco de contaminação pela Alemanha. O Reino Unido também simplificou suas regras para viagens internacionais após receber diversas reclamações de viajantes e empresas de que as regulamentações destinadas a evitar a disseminação do vírus eram ineficazes.

 

Imagem: Reprodução

Veja também:

Peru reabre para turistas brasileiros sem exigência de isolamento social

Conheça o incrível hotel flutuante que produzirá a própria energia elétrica

Portugal reabre fronteiras para turistas brasileiros depois de um ano de interdição

 

Turismo: Alemanha e mais dez países da Europa já estão abertos para brasileiros vacinados

Aos poucos, o ‘’passaporte da vacina’’ começa a abrir as portas no exterior para os turistas brasileiros. Na última semana, a Alemanha foi o mais recente país a entrar na lista de lugares que estão reabrindo o seu turismo internacional. Com isso, o país está aberto para brasileiros vacinados completamente, com imunizantes aprovados pelo Paul-Ehrlich-Instituts (PEI), instituto responsável pela aprovação de vacinas e medicamentos na Alemanha.

A Coronavac está fora dessa lista de imunizantes aceitos, assim como ocorre na França e no Canadá. O comunicado oficial do governo alemão informa que “uma ampliação abrangendo outras vacinas com um padrão de proteção comparável está prevista assim que os testes necessários forem concluídos”.

Os viajantes do Brasil autorizados a fazer turismo na Alemanha não precisam cumprir quarentena tampouco apresentar exame PCR negativo. Para a viagem, é preciso esperar 14 dias após a imunização completa e preencher o registro digital de entrada.

Além da Alemanha, a Espanha anunciou Espanha anunciou que receberá passageiros daqui que estejam imunizados com duas doses dos fármacos da Pfizer, da AstraZeneca, da Sinovac (a CoronaVac desenvolvida pelos chineses em parceria com o Butantan) e da Janssen (neste último caso, a dose é única). Portanto, no total, pelo menos dez nações fizeram a liberação da CoronaVac: Áustria, Chipre, Espanha, Finlândia, Grécia, Islândia, Holanda, Suécia, Suíça e Ucrânia.

Dados do Ministério da Saúde mostram que, das 171,2 milhões de doses aplicadas no Brasil, 59,2 milhões são da CoronaVac (34,6%). O imunizante chinês só fica atrás da vacina da AstraZeneca, que responde pelo percentual 45,8% do total de doses aplicadas (78,4 milhões). No total de brasileiros com a vacinação completa, o país bateu a meta, no último fim de semana, de 60,3 milhões de habitantes imunizados, o que equivale a 28,3% da população nacional.

 

Imagem: Reprodução

Veja também:

Conheça o incrível hotel flutuante que produzirá a própria energia elétrica

Bunker da 2ª Guerra Mundial na França é transformado em pousada

Retomada do turismo no Brasil reduz prejuízo em agências de viagens

Bunker da 2ª Guerra Mundial na França é transformado em pousada

Um homem decidiu comprar um terreno onde ficava um antigo bunker (estrutura ou reduto fortificado, parcialmente ou totalmente construído no subterrâneo para resistir a projéteis de guerra) da Segunda Guerra Mundial, e resolveu reformá-lo para transformar o local em uma pousada, na França. 

 

Com reformas que duraram cerca de 1 ano e meio para ficarem prontas, a decoração ainda remete ao período de guerra, com vestimentas e armas da época. O preço das diárias giram em torno de 320 euros, o equivalente a dois mil reais. 


Em matéria publicada no CNN Brasil, explica que a construção é de origem alemã e foi erguida após o exército nazista dominar o território francês. Embora o monumento seja histórico, ele também pode representar perigo para a população.

 

Por muito tempo, governantes de vários lugares do mundo tentaram destruir alguns bunkers, mas as construções são tão resistentes que o impacto ambiental seria muito grande. E apesar dos locais remeterem a um período muito triste da história mundial, muitos foram ‘’reaproveitados’’ e transformados em pontos turísticos, assim como este na França.

Confira o vídeo abaixo:

 

 

 

Imagem: Reprodução CNN Brasil

Veja também: Descoberto coral gigante de mais de 400 anos

Alemanha deve fechar novamente bares e academias para conter covid-19

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, quer que os primeiros-ministros dos Estados do país concordem com o fechamento de todos os restaurantes e bares a partir de 4 de novembro em uma tentativa de conter o coronavírus, mas mantenham escolas e berçários abertos, segundo um esboço de resolução visto pela Reuters.

Pelas novas restrições, as pessoas poderiam apenas sair em locais públicos com pessoas que moram na mesma casa e membros de outras pessoas que vivem em uma mesma casa, afirma a resolução. O texto afirma que as pessoas serão punidas se quebrarem a regra, mas não dá detalhes.

O documento aponta que o crescimento exponencial em infecções em quase todas as regiões do país significa que muitas autoridades locais de saúde não podem localizar e rastrear todas as infecções, então é necessário reduzir significativamente o contato entre as pessoas agora na esperança de que restrições amplas não sejam necessárias durante o período do Natal.

Se os líderes dos 16 Estados da Alemanha concordarem com o esboço durante uma teleconferência nesta quarta (28), academias de ginástica, discotecas e cinemas fecharão, assim como teatros, casas de ópera e locais de shows.

As lojas poderão permanecer abertas se implementarem medidas de higiene e limitarem o número de clientes, enquanto restaurantes poderão apenas servir refeições para serem retiradas.

A Alemanha, que foi amplamente elogiada por manter sua taxa de infecção bem abaixo da de outros países na fase inicial da pandemia, agora enfrenta um crescimento maior que o esperado no número de casos, com o último dado oficial de terça mostrando 11.409 novos casos, para um total de 449.275. (Via EBC)

Javali rouba notebook e foge de homem pelado; veja fotos

Um praticante de nudismo teve seu notebook roubado por um Javali perto do lago Teufelssee, em Berlim. O homem estava tomando banho de sol pelado, uma prática muito comum na Alemanha, quando teve que correr atrás do animal para recuperar o equipamento.

Quando conseguiu alcançar o animal, ele foi aplaudido pelos demais frequentadores do local. Nas fotos, o javali aparece com dois porquinhos selvagens correndo com a sacola amarela do banhista.

Segundo o jornal “The Guardian”, o javali aparentemente foi atraído por uma pizza que outros banhistas estavam comendo. Então ele se apoderou da sacola, provavelmente supondo que ali havia mais comida, e saiu em disparada, só que dentro havia o computador do homem que aparece correndo nas fotos.

“A natureza dá o troco”, escreveu a personal Adele Landauer, no Facebook. “Mostrei as fotos ao homem, ele riu com entusiasmo e me deu permissão para torná-las públicas”.

f2b3d8c156e624b503a0d8e722f968d8.jpg

382ab91c01f15e5c6e2d2efa5fdd28dc.jpg

Fotos: Adele Landauer/Arquivo Pessoal