Grammy 2024: confira os vencedores da premiação musical

A 66.ª edição do Grammy, que ocorreu no domingo, 4, marcou um novo recorde na carreira de Taylor Swift. A artista, que ganhou na principal categoria da noite, a de Álbum do Ano, se tornou o primeiro artista na história da premiação a ganhar quatro vezes nesta categoria, um feito jamais alcançado por ninguém.

A premiação contou com número recorde de indicações femininas nas categorias mais importantes, como gravação do ano, com sete indicadas: SZA, Miley Cyrus, Billie Eilish, Victoria Monét, Taylor Swift, Olivia Rodrigo, além do trio indie feminino Boygenius. O único homem na categoria foi o pianista Jon Batiste.

As mulheres também foram as principais atrações dos shows da cerimônia, com apresentações de Joni Mitchell, SZA (liderando com nove indicações), Billie Eilish, Olivia Rodrigo e Dua Lipa. Também fizeram shows Billy Joel, o rapper Travis Scott, o cantor country Luke Combs e o nigeriano Burna Boy.

A cerimônia também deu a volta por cima e entregou uma das melhores edições de sua história, seja pelas apresentações históricas que levou ao palco, como de Stevie Wonder, Joni Mitchell, Billy Joel e Tracy Chapman, seja pelo número recorde de troféus entregues para mulheres e artistas negros.

Desta forma, a cerimônia do Grammy superou em muito as duas últimas e chatíssimas edições. Na de 2022, ainda tomada por precauções da Covid, a festa quase não contou com bons convidados.

Já a de 2023 pecou em não dar o mais importante prêmio da noite, o de álbum do ano, para Beyoncé, a artista mais premiada da história, com 32 troféus, mas nenhum nesta categoria (erro lembrado neste ano por seu marido, Jay Z, que discursou ao receber o gramofone de impacto global).

Confira a lista dos indicados, com os vencedores já anunciados até o momento em negrito:

Álbum do Ano

Jon Batiste – World Music Radio

boygenius – The Record

Miley Cyrus – Endless Summer Vacation

Lana Del Rey – Did You Know That There’s a Tunnel Under Ocean Blvd

Janelle Monáe – The Age of Pleasure

Olivia Rodrigo – Guts

Taylor Swift –Midnights (VENCEDOR)

SZA – SOS

 

Gravação do Ano

Jon Batiste – Worship

boygenius – Not Strong Enough

Miley Cyrus – Flowers (VENCEDOR)

Billie Eilish – What Was I Made For?

Victoria Monét – On My Mama

Olivia Rodrigo – Vampire

Taylor Swift – Anti-Hero

SZA – Kill Bill

 

Música do Ano

Lana Del Rey – A&W

Taylor Swift – Anti-Hero

Jon Batiste – Butterfly

Dua Lipa – Dance the Night

Miley Cyrus – Flowers

SZA – Kill Bill

Olivia Rodrigo – Vampire

Billie Eilish – What Was I Made For? (VENCEDOR)

 

Artista Revelação

Gracie Abrams

Fred again..

Ice Spice

Jelly Roll

Coco Jones

Noah Kahan

Victoria Monét (VENCEDOR)

The War and Treaty

 

Melhor Álbum Vocal de Pop

Kelly Clarkson – Chemistry

Miley Cyrus – Endless Summer Vacation

Olivia Rodrigo – Guts

Ed Sheeran – – (Subtract)

Taylor Swift – Midnights (VENCEDOR)

 

Melhor performance solo de pop

Miley Cyrus – Flowers (VENCEDOR)

Doja Cat – Paint the Town Red

Billie Eilish – What Was I Made For?

Olivia Rodrigo – Vampire

Taylor Swift – Anti-Hero

 

Melhor Performance Pop de dupla ou grupo

Miley Cyrus featuring Brandi Carlile – Thousand Miles

Lana Del Rey featuring Jon Batiste – Candy Necklace

Labrinth featuring Billie Eilish – Never Felt So Alone

Taylor Swift featuring Ice Spice – Karma

SZA featuring Phoebe Bridgers – Ghost in the Machine (VENCEDOR)

 

Melhor Gravação de Pop/Dance

David Guetta, Anne-Marie, Coi Leray – Baby Don’t Hurt Me

Calvin Harris featuring Ellie Goulding – Miracle

Kylie Minogue – Padam Padam (VENCEDOR)

Bebe Rexha and David Guetta – One in a Million

Troye Sivan – Rush

 

Melhor álbum tradicional de pop vocal

Liz Callaway – To Steve With Love: Liz Callaway Celebrates Sondheim

Rickie Lee Jones – Pieces of Treasure

Laufey – Bewitched (VENCEDORA)

Pentatonix – Holidays Around the World

Bruce Springsteen – Only the Strong Survive

Various Artists – Sondheim Unplugged (The NYC Sessions), Vol. 3

 

Melhor álbum de música Dance/Eletrônica

James Blake – Playing Robots Into Heaven

The Chemical Brothers – For That Beautiful Feeling

Fred Again.. – Actual Life 3 (January 1 – September 9 2022) (VENCEDOR)

Kx5 – Kx5

Skrillex – Quest for Fire

 

Melhor Gravação de Dance/Eletrônica

Aphex Twin – Blackbox Life Recorder 21F

James Blake – Loading

Disclosure – Higher Than Ever Before

Romy and Fred Again.. – Strong

Skrillex, Fred Again.., Flowdan – Rumble (VENCEDOR)

 

Melhor álbum de rock

Foo Fighters – But Here We Are

Greta Van Fleet – Starcatcher

Metallica – 72 Seasons

Paramore – This Is Why (VENCEDOR)

Queens of the Stone Age – In Times New Roman…

 

Melhor música de rock

The Rolling Stones – Angry

Olivia Rodrigo – Ballad of a Homeschooled Girl

Queens of the Stone Age – Emotion Sickness

boygenius – Not Strong Enough (VENCEDOR)

Foo Fighters – Rescued

 

Melhor performance de metal

Disturbed – Bad Man

Ghost – Phantom of the Opera

Metallica – 72 Seasons (VENCEDOR)

Slipknot – Hive Mind

Spiritbox – Jaded

 

Melhor performance de Música Alternativa

Alvvays – Belinda Says

Arctic Monkeys – Body Paint

boygenius – Cool About It

Lana Del Rey – A&W

Paramore – This Is Why (VENCEDOR)

 

Melhor Álbum de Música Alternativa

Arctic Monkeys – The Car

boygenius – The Record (VENCEDOR)

Lana Del Rey – Did You Know That There’s a Tunnel Under Ocean Blvd

Gorillaz – Cracker Island

PJ Harvey – I Inside the Old Year Dying

 

Melhor performance de R&B

Chris Brown – Summer Too Hot

Robert Glasper featuring SiR and Alex Isley – Back to Love

Coco Jones – ICU (VENCEDOR)

Victoria Monét – How Does It Make You Feel

SZA – Kill Bill

 

Melhor álbum de R&B

Babyface – Girls Night Out

Coco Jones – What I Didn’t Tell You (Deluxe)

Emily King – Special Occasion

Victoria Monét – Jaguar II (VENCEDOR)

Summer Walker – Clear 2: Soft Life EP

 

Melhor música de R&B

Halle – Angel

Robert Glasper featuring SiR and Alex Isley – Back to Love

Coco Jones – ICU

Victoria Monét – On My Mama

SZA – Snooze (VENCEDOR)

 

Melhor performance tradicional de R&B

Babyface featuring Coco Jones – Simple

Kenyon Dixon – Lucky

Victoria Monét featuring Earth, Wind and Fire, and Hazel Monét – Hollywood

PJ Morton featuring Susan Carol – Good Morning (VENCEDOR)

SZA – Love Language

 

Melhor álbum de R&B progressivo

6lack – Since I Have a Lover

Diddy – The Love Album: Off the Grid

Terrace Martin and James Fauntleroy – Nova

Janelle Monáe – The Age of Pleasure

SZA – SOS (VENCEDOR)

 

Melhor álbum de rap

Drake and 21 Savage – Her Loss

Killer Mike – Michael (VENCEDOR)

Metro Boomin – Heroes and Villains

Nas – King’s Disease III

Travis Scott – Utopia

 

Melhor música de rap

Doja Cat – Attention

Nicki Minaj and Ice Spice featuring Aqua – Barbie World

Lil Uzi Vert – Just Wanna Rock

Drake and 21 Savage – Rich Flex

Killer Mike featuring André 3000, Future, Eryn Allen Kane – Scientists and Engineers (VENCEDOR)

 

Melhor performance de rap

Baby Keem featuring Kendrick Lamar – The Hillbillies

Black Thought – Love Letter

Drake and 21 Savage – Rich Flex

Killer Mike featuring André 3000, Future, Eryn Allen Kane – Scientists and Engineers (VENCEDOR)

Coi Leray – Players

 

Melhor performance de rap melódico

Burna Boy featuring 21 Savage – Sittin’ On Top of the World

Doja Cat – Attention

Drake and 21 Savage – Spin Bout U

Lil Durk featuring J. Cole – All My Life (VENCEDOR)

SZA – Low

 

Melhor álbum de jazz alternativo

Arooj Aftab, Vijay Iyer, Shahzad Ismaily – Love in Exile

Louis Cole – Quality Over Opinion

Kurt Elling, Charlie Hunter, SuperBlue – SuperBlue: The Iridescent Spree

Cory Henry – Live at the Piano

Meshell Ndegeocello – The Omnichord Real Book (VENCEDOR)

 

Melhor álbum de country

Kelsea Ballerini – Rolling Up the Welcome Mat

Brothers Osborne – Brothers Osborne

Zach Bryan – Zach Bryan

Tyler Childers – Rustin’ in the Rain

Lainey Wilson – Bell Bottom Country (VENCEDOR)

 

Melhor performance solo de country

Tyler Childers – In Your Love

Brandy Clark – Buried

Luke Combs – Fast Car

Dolly Parton – The Last Thing on My Mind

Chris Stapleton – White Horse (VENCEDOR)

 

Melhor performance duo ou grupo de country

Dierks Bentley featuring Billy Strings – High Note

Brothers Osborne – Nobody’s Nobody

Zach Bryan featuring Kacey Musgraves – I Remember Everything (VENCEDOR)

Vince Gill and Paul Franklin – Kissing Your Picture (Is So Cold)

Jelly Roll With Lainey Wilson – Save Me

Carly Pearce featuring Chris Stapleton – We Don’t Fight Anymore

 

Melhor performance de american roots

Jon Batiste – Butterfly

Blind Boys of Alabama – Heaven Help Us All

Madison Cunningham – Inventing the Wheel

Rhiannon Giddens – You Louisiana Man

Allison Russell – Eve Was Black (VENCEDOR)

 

Melhor performance de Americana

Blind Boys of Alabama – Friendship

Tyler Childers – Help Me Make It Through the Night

Brandy Clark featuring Brandi Carlile – Dear Insecurity (VENCEDOR)

Jason Isbell and the 400 Unit – King of Oklahoma

Allison Russell – The Returner

 

Melhor música de american roots

The War and Treaty – Blank Page

Billy Strings featuring Willie Nelson – California Sober

Jason Isbell and the 400 Unit – Cast Iron Skillet (VENCEDOR)

Brandy Clark featuring Brandi Carlile – Dear Insecurity

Allison Russell – The Returner

 

Melhor álbum Americana

Brandy Clark – Brandy Clark

Rodney Crowell – The Chicago Sessions

Rhiannon Giddens – You’re the One

Jason Isbell and the 400 Unit – Weathervanes (VENCEDOR)

Allison Russell – The Returner

 

Melhor álbum de bluegrass

Sam Bush – Radio John: Songs of John Hartford

Michael Cleveland – Lovin’ of the Game

Mighty Poplar – Mighty Poplar

Willie Nelson – Bluegrass

Billy Strings – Me/And/Dad

Molly Tuttle and Golden Highway – City of Gold (VENCEDOR)

 

Melhor álbum de blues tradicional

Eric Bibb – Ridin’

Mr. Sipp – The Soul Side of Sipp

Tracy Nelson – Life Don’t Miss Nobody

John Primer – Teardrops for Magic Slim Live at Rosa’s Lounge

Bobby Rush – All My Love for You (VENCEDOR)

 

Melhor álbum de blues contemporâneo

Samantha Fish and Jesse Dayton – Death Wish Blues

Ruthie Foster – Healing Time

Christone Kingfish Ingram – Live in London

Larkin Poe – Blood Harmony (VENCEDOR)

Bettye LaVette – LaVette!

 

Melhor álbum folk

Dom Flemons – Traveling Wildfire

The Milk Carton Kids – I Only See the Moon

Joni Mitchell – Joni Mitchell at Newport (Live) (VENCEDOR)

Nickel Creek – Celebrants

Old Crow Medicine Show – Jubilee

Paul Simon – Seven Psalms

Rufus Wainwright – Folkocracy

 

Melhor álbum pop latino

Pablo Alborán – La Cuarta Hoja

AleMor – Beautiful Humans, Vol. 1

Paula Arenas – A Ciegas

Pedro Capó – La Neta

Maluma – Don Juan

Gaby Moreno – X Mí (Vol. 1) (VENCEDOR)

 

Melhor álbum de Música Urbana

Rauw Alejandro – Saturno

Karol G – Mañana Será Bonito (VENCEDOR)

Tainy – Data

 

Melhor álbum de rock latino ou álbum alternativo

Cabra – Martínez

Diamante Eléctrico – Leche De Tigre

Juanes – Vida Cotidiana (EMPATE)

Natalia Lafourcade – De Todas Las Flores (EMPATE)

Fito Paez – EADDA9223

 

Melhor álbum de Música Mexicana

Ana Bárbara – Bordado a Mano

Lila Downs – La Sánchez

Flor de Toloache – Motherflower

Lupita Infante – Amor Como en las Películas de Antes

Peso Pluma – Génesis (VENCEDOR)

 

Melhor álbum latino tropical

Rubén Blades Con Roberto Delgado & Orquesta – Siembra: 45o Aniversario (En Vivo en el Coliseo de Puerto Rico, 14 de Mayo 2022) (VENCEDOR)

Luis Figueroa – Voy a Ti

Grupo Niche y Orquesta Sinfónica Nacional de Colombia – Niche Sinfónico

Omara Portuondo – VIDA

Tony Succar, Mimy Succar – MIMY & TONY

Carlos Vives – Escalona Nunca Se Había Grabado Así

 

Melhor performance música global

Arooj Aftab, Vijay Iyer & Shahzad Ismaily – Shadow Forces

Burna Boy – Alone

Davido – Feel

Silvana Estrada – Milagro y Desastre

Falu & Gaurav Shah (Featuring PM Narendra Modi) – Abundance in Millets

Béla Fleck, Edgar Meyer & Zakir Hussain featuring Rakesh Chaurasia – Pashto (VENCEDOR)

Ibrahim Maalouf featuring Cimafunk & Tank and the Bangas – Todo Colores

 

Melhor álbum de música global

Susana Baca – Epifanías

Bokanté – History

Burna Boy – I Told Them…

Davido – Timeless

Shakti – This Moment (VENCEDOR)

 

Melhor performance de música africana

Asake and Olamide – Amapiano

Burna Boy – City Boys

Davido featuring Musa Keys – Unavailable

Ayra Starr – Rush

Tyla – Water (VENCEDOR)

 

Melhor álbum de reggae

Buju Banton – Born for Greatness

Beenie Man – Simma

Collie Buddz – Cali Roots Riddim 2023

Burning Spear – No Destroyer

Julian Marley and Antaeus – Colors of Royal (VENCEDOR)

 

Melhor Trilha Sonora para Mídia Visual

Nicki Minaj and Ice Spice featuring Aqua – Barbie World

Dua Lipa – Dance the Night

Ryan Gosling – I’m Just Ken

Rihanna – Lift Me Up

Billie Eilish – What Was I Made For? (VENCEDOR)

 

Melhor trilha sonora para mídia visual (incluindo filmes e televisão)

Mark Ronson and Andrew Wyatt – Barbie

Ludwig Göransson – Black Panther: Wakanda Forever

John Williams – The Fabelmans

John Williams – Indiana Jones and the Dial of Destiny

Ludwig Göransson – Oppenheimer (VENCEDOR)

 

Melhor álbum de comédia

Trevor Noah – I Wish You Would

Wanda Sykes – I’m an Entertainer

Chris Rock – Selective Outrage

Sarah Silverman – Someone You Love

Dave Chappelle – What’s in a Name? (VENCEDOR)

 

Melhor gravação de audiobook, narração ou contação de histórias

Meryl Streep – Big Tree

William Shatner – Boldly Go: Reflections on a Life of Awe and Wonder

Rick Rubin – The Creative Act: A Way of Being

Senator Bernie Sanders – It’s OK To Be Angry About Capitalism

Michelle Obama – The Light We Carry: Overcoming In Uncertain Times (VENCEDOR)

 

Melhor compilação de trilha sonora para mídia visual

Daisy Jones and the Six – Aurora

Various Artists – Barbie the Album (VENCEDOR)

Various Artists – Black Panther: Wakanda Forever – Music From and Inspired By

Various Artists – Guardians of the Galaxy, Vol. 3: Awesome Mix, Vol. 3

Weird Al Yankovic – Weird: The Al Yankovic Story

 

Produtor do ano, não clássico

Jack Antonoff (VENCEDOR)

Dernst D’Mile Emile II

Hit-Boy

Metro Boomin

Daniel Nigro

 

Compositor do ano, não clássico

Edgar Barrera

Jessie Jo Dillon

Shane McAnally

Theron Thomas (VENCEDOR)

Justin Tranter

 

Melhor vídeo musical

The Beatles – I’m Only Sleeping (VENCEDOR)

Tyler Childers – In Your Love

Billie Eilish – What Was I Made For

Kendrick Lamar – Count Me Out

Troye Sivan – Rush

 

Melhor filme musical

Moonage Daydream (VENCEDOR)

How I’m Feeling Now

Kendrick Lamar: Live From Paris, the Big Steppers Tour

I Am Everything (Little Richard)

Dear Mama (Tupac Shakur)

 

 

*Fonte: Veja Abril

Veja também:

Beyoncé negocia shows em São Paulo em 2024: cantora pode vir ao Brasil para turnê internacional

A notícia de que Beyoncé pode vir ao Brasil em 2024 para realizar shows em São Paulo é um dos assuntos mais comentados nas redes sociais. A cantora é uma das maiores estrelas do pop mundial e sua vinda ao país seria um grande evento cultural.

O que sabemos até agora

A informação de que Beyoncé está negociando shows em São Paulo foi confirmada pelo presidente da São Paulo Turismo, a SPTuris, Gustavo Pires. Em entrevista à rádio BandNews FM, Pires disse que as conversas estão avançando e que a chance de a cantora se apresentar na cidade é grande.

“Existem conversas e existe uma negociação. Não está garantido. Depende muito mais de ela sair para uma turnê internacional. Mas a chance de ela sair para uma turnê internacional e não passar por São Paulo é muito pequena”, afirmou.

Ainda não há datas ou locais confirmados para os shows de Beyoncé em São Paulo. No entanto, as especulações apontam para o segundo semestre de 2024, já que a cantora está atualmente em turnê pelos Estados Unidos.

A expectativa dos fãs

A notícia da possível vinda de Beyoncé ao Brasil gerou grande expectativa entre os fãs da cantora. Nas redes sociais, muitos internautas comemoraram a possibilidade de ver a artista ao vivo.

“Seria um sonho realizado”, disse uma internauta. “Ela é uma das maiores cantoras do mundo, seria um show inesquecível”, afirmou outra.

A importância da vinda de Beyoncé ao Brasil

A vinda de Beyoncé ao Brasil seria um grande evento cultural para o país. A cantora é uma das maiores estrelas do pop mundial e sua apresentação atrairia fãs de todo o país.

Além disso, a vinda de Beyoncé seria uma oportunidade para o Brasil mostrar sua cultura e sua diversidade para o mundo. A cantora é uma artista que representa a cultura negra e a cultura afro-americana.

Como se preparar para o show de Beyoncé

Se você é fã de Beyoncé e está ansioso para vê-la ao vivo, já pode começar a se preparar para o show. Confira algumas dicas:

  • Fique atento às notícias sobre os shows. A SPTuris deve anunciar as datas e locais dos shows em breve.
  • Reserve seus ingressos com antecedência. Os shows de Beyoncé são sempre muito disputados, então é importante garantir seus ingressos com antecedência.
  • Prepare-se para o show. Beyoncé é uma artista que oferece um show de alta qualidade, com muita música, dança e performance. Então, prepare-se para dançar e cantar muito.

Paraíso tropical e exuberante em Pernambuco atrai goianos que querem ‘água de Coco, caipirinha e beira do mar’ no Réveillon de 2024

Ícone modernista do automobilismo goiano completa 50 anos em 2024

Cidade paradisíaca no sul da Bahia atrai goianos que querem sol e mar no Réveillon

Segundo jornalista, Beyoncé fará shows no Brasil em 2024

Beyoncé vem ao Brasil!

Uma das maiores cantoras pop do mundo deve chegar ao país com sua turnê mundial entre março ou abril de 2024, é o que afirma o jornalista José Norberto Flesch, um dos principais influenciadores no mundo da música, conhecido por divulgar informações de shows em primeira mão.

A cantora trará a nova turnê Renaissance World Tour, que tem início em 10 de maio na Suécia.

Por enquanto nenhum anúncio oficial foi feito pelas redes sociais e site da artista. A última apresentação marcada acontece em 27 de setembro, em Nova Orleans, nos Estados Unidos.

O álbum Renaissance foi lançado em julho de 2022 e indicado a nove Grammy deste ano. Atualmente, Beyoncé é a maior vencedora da premiação, com 32 gramofones.

A última vez que Beyoncé veio ao Brasil foi em 2013, onde passou por cidades como Fortaleza, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, no festival Rock in Rio, São Paulo e Brasília.

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Beyoncé volta às raízes com o lançamento de novo álbum “Renaissance”

Já se tornou costume tratar os lançamentos dos álbuns da Beyoncé como um grande evento internacional. Dessa vez não é diferente. A cantora estadunidense lançou o tão esperado “Renaissance” na madrugada desta sexta-feira (29), com 16 novas faixas.

Com uma energia alto astral e extremamente dançante, o álbum traz mensagens de orgulho preto, auto estima e auto aceitação, exatamente a postura que a cantora já vem adotando nos últimos anos. 
 
Junto às músicas, Beyoncé, que também é compositora, empresária e dançarina também postou em seu site imagens inéditas revelando a estética carregada pelo movimento do afrofuturismo que o álbum carrega.

Além disso, o novo álbum traz ainda o single “Break My Soul”, que conta com vocais de Big Freedia, e chamou atenção por se tornar um hino dos pedidos de demissão em um movimento que ficou conhecido como “Grande Renúncia” nos Estados Unidos.

Álbum vazado na internet

O sétimo álbum de estúdio da cantora vazou na internet, mas houve um movimento de fãs para não ouvir as faixas enquanto elas não fossem oficialmente lançadas.

Beyoncé agradeceu aos fãs no Instagram.”Então, o álbum vazou e vocês realmente esperaram até o momento de lançamento apropriado para que todos pudessem curtir juntos. Nunca vi nada parecido. Não tenho como agradecer o suficiente por seu amor e proteção. Agradeço por chamar a atenção de quem estava tentando entrar no clube mais cedo. Significa o mundo para mim.”

“Obrigada pelo apoio inabalável”, continuou ela. “Obrigado por ser paciente. Vamos tirar um tempo e curtir a música. Vou continuar a dar tudo de mim e fazer o meu melhor para trazer alegria para vocês.”

 

‘’Renaissance‘’ é o primeiro após o aclamado álbum “Lemonade”, lançado pela cantora em 2016. Ele também marca o retorno ao trabalho solo, já que em 2018 Beyoncé saiu em turnê com o marido, o rapper Jay Z.

Ouça abaixo o novo álbum de Beyoncé:

Conheça o Airbnb mais caro do mundo com 12 quartos e Praia particular

O resort mexicano Casa Tau é considerado o Airbnb mais caro do mundo, com a diária que sai por ‘’apenas’’ R$ 80 mil reais, aproximadamente. O local conta com 12 quartos, 15 banheiros, piscina aquecida de borda infinita, spa e academia privativa, além de uma equipe com dois chefes de cozinha, cinco cozinheiros e oito mordomos. As informações são do portal Hugo Gloss.

As atrações também incluem salão de jogos, mesas de bilhar, sala de mídia e enormes sistemas de som e TVs. Caso o hóspede queira passar algumas horas ao ar livre, a área externa da casa possui rede de vôlei de praia, pranchas de surf e paddle, caiaques e bicicletas. 

A vila dispõe de programação para a família toda. Os hóspedes podem fazer um tour privado para a observação de baleias, além de personalizar um roteiro próprio de aventuras pela península.

Construída em 2018, a casa fica na praia de Punta Mita na costa sudoeste do México, e tem cerca de 6 mil km². Diversos famosos como Beyoncé, Lady Gaga e o clã Kardashian já se hospedaram no complexo. Executivos da Apple, Amazon e Microsoft também já desfrutaram da estada no resort. 

A região onde fica a Casa Tau é repleta de resorts cinco estrelas, como o Four Seasons Punta Mita e o St. Regis Punta Mita. Eles oferecem diversas atrações, como clube de praia e campos de golfe que também podem ser disponibilizados aos hóspedes da Casa Tau, mas por um valor extra.

Confira o vídeo abaixo para um tour pelo Airbnb de luxo:

 

Imagem: TripAdvisor

Veja também:

Conheça o Aeroporto mais lindo do planeta

Anitta assina com editora global que administra cantoras como Rihanna e Beyoncé

 

Principal expoente da música brasileira no mercado pop internacional, Anitta assinou um contrato a nível global com a Sony Music Publishing, a mesma que administra os catálogos das rainhas Rihanna, Beyoncé e o cantor Pharrel. A notícia saiu na Billboard, uma das publicações mais respeitadas do mundo da música.

O negócio, divulgado na última segunda-feira (3), promete potencializar o alcance e os números da cantora, que já detém grandiosas marcas na carreira, como a entrada no Top 40 das rádios americanas com “Girl From Rio” e no Top 30 na parada Pop da Billboard. Coincidência ou não, o contrato com a Sony Global veio após a artista brasileira estrelar na festa de ano novo da cantora Miley Cyrus, nos Estados Unidos.

Diferentemente de uma gravadora/produtora – que é a empresa que torna a música um produto que pode ser consumido pelo público (fonograma) -, a Editora garante que a Obra Musical dos compositores seja corretamente cadastrada, registrada, trackeada e remunerada.

Anitta comemorou o contrato que vai levar a música dela para o mundo inteiro: “Estou super entusiasmada em juntar-me à família Sony Music Publishing e ansiosa para continuar promovendo minha música em escala global, com grandes expectativas em relação aos resultados dessa nova parceria!”, afirmou.

Aos poucos, a carioca Anitta vai levando o funk brasileiro para os quatro cantos do mundo. Seu single “Girl From Rio”, explodiu nos Estados Unidos atingindo o Top 40 das rádios americanas e o Top 30 na parada Billboard’s Pop Airplay, somando atualmente mais de 100 milhões de streams e e o vídeo ultrapassou 38 milhões de views no YouTube.

Atualmente, Anitta finaliza seu quinto disco, Girl From Rio, que, além da faixa-título, trará os novos singles “Envolver” e “No Chão Novinha”, em parceria com Pedro Sampaio. Ainda este ano, a cantora será um dos grandes destaques do festival ‘’Lollapalooza Paris’’, que acontece em julho.

 

Imagem: Divulgação

 

Marília Mendonça supera Beyoncé em lista de cantoras mães mais ouvidas em streaming

Marília Mendonça vai ter muito o que comemorar no Dia das Mães! A cantora goiana alcançou o topo do ranking de mães mais ouvidas no streaming do país. Na colocação, juntamente com a mãe do Léo, há presença das cantoras Simone e Simaria e logo depois, aparece a cantora internacional Beyoncé.

 

Atualmente, entre as músicas mais ouvidas da atualidade na plataforma, cinco mamães ganharam destaque, inclusive Marília com três músicas Em primeiro lugar, aparece a dupla Simone e Simaria com a música “Foi Pá Pum”.  E logo, a cantora goiana surge com os hits “Troca de calçada”, “Deprê” e “Quero Você do Jeito que Quiser”.

 

A Deezer é uma plataforma de streaming que contempla mais de 56 milhões de faixas e está em 180 países de todo o mundo. E devido ao Dia das Mães, a plataforma criou uma variedade de playlists, destinadas a cada tipo de mãe.

 

Marília Mendonça tem mais de 35 milhões de seguidores no instagram e suas músicas sempre tornam recordes de audiência após lançamento e divulgação. Em abril de 2020, Marília quebrou recorde mundial ao transmitir um show ao vivo para mais de 3,5 milhões de pessoas simultaneamente pela internet. 

 

A artista que iniciou sua carreira em 2015 é conhecida por suas músicas ‘Bebaça’, ‘Bem Pior que Eu’ e ‘Alô Porteiro’. Para os usuários da plataforma Deezer, clique aqui.

 

Foto: Divulgação.

Beyoncé faz homenagem póstuma ao ator Paulo Gustavo

Na noite de ontem, foi confirmada a morte do ator Paulo Gustavo, 42 anos, em decorrência de complicações da Covid-19.

 

Uma enxurrada de homenagens ao ator tomou conta de todas as redes sociais. São centenas de fãs e artistas que estão prestando suas condolências ao famoso e sua família.

 

O que ninguém esperava, é que o seu grande ídolo também prestaria uma homenagem. Beyoncé, através de seu site oficial, postou uma mensagem de pêsames em homenagem ao ator.

 

120bd1cee7ef9e7216fbfb7892ee87e4.jpg

 

Paulo era fã assíduo da cantora e toda a oportunidade que tinha, ele viajava para assistir a um show da popstar. Na peça 200 Volts, o ator abria o espetáculo com uma homenagem à cantora.

 



 

A morte de Paulo é uma perda imensa e está sendo reconhecida pela maior cantora da atualidade.

 

Amazon Prime vai lançar série homenageando grandes cantoras do pop

A prestigiada revista “Time” possui um projeto quem reúne “100 mulheres do ano” pois não são poucas as mulheres que possuem histórias inspiradoras pelo mundo das mais diversas artes, e por isso que toda a sua trajetória agora vai ganhar um série adpatada pela TV na Amazon Prime, a “Women of the Year” mostras as mulheres mais influentes de 1920 a 2019, e no mundo da música não poderam faltam Madonna, Beyoncé e Aretha Franklin.

A proposta da série é focar em cada episódio as 24 horas que tornaram  a personalidade “a mulher do ano”, os seus dias cruciais e altamente marcantes que ficaram a vida dessas mulheres mudas e do mundo.

Além disso, a “Time” criou 100 novas capas e deixou exclusivas as 11 mulheres que tinham sido escolhidas como “Person of the Year”. além das cantoras, Madonna e Beyoncé, resposáveis por mudarem o ambiente pop global, Frida Kahlo, Eleanor Roosevelt, Marilyn Monroe, Angela Davis e Princesa Diana são algumas dessas personalidades que estarão na série.

3

Capas da Times com Madonna, Beyonce e Aretha Franklin

Madonna foi eleita a “Mulher do ano” na capa da revista de 1989, Beyonce em 2014 assim como Aretha Franklin em 1968 como a rainha do soul, e ambas escolhidas por sua trajetória de sucesso e inspiração.

Idealizada pela cineata Alma Har’el, a série terá como produtora executiva Christopher Legget, lembrando que Alma é também diretora de videoclipes e trabalhou com a banda Rolling Stones.

 
 
Madonna
Foto Reprodução / Madonna

Beyoncé divulga álbum visual ‘Black is King’, o lançamento musical mais esperando dos últimos tempos

A cantora Beyoncé deu um verdadeiro presente para os fãs na madrugada desta sexta-feira (31). Um pacote de novidades foi lançado no meio digital: álbum visual Black is King na plataforma de streaming Disney+, o videoclipe de Already e a versão deluxe do álbum The Lion King: The Gift.

Segundo Beyoncé, a ideia é “celebrar o tamanho e beleza da ancestralidade negra”, apresentando elementos da história negra e da tradição africana com um “toque moderno e mensagem universal”.

Álbum Visual ‘Black Is King’

“Black is king”, em tradução para o português significa “Preto é Rei”, é um filme escrito e dirigido pela Beyoncé.

Nele você pode conferir clipes para as músicas de “The gift”, álbum de “O rei leão”, lançada em 2019 com Beyoncé dublando um dos protagonistas.

O filme foi disponbilizado no streaming Disney+, entretanto, essa plataforma ainda não está disponível no Brasil.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Beyoncé (@beyonce) em

Clipe de “Already”

Neste clipe, Beyoncé conta com a participação do cantor e compositor ganês Shatta Wale e de Major Lazer.

Neste álbum visual, eu quis apresentar elementos da história negra e da tradição africana, com um toque moderno e uma mensagem universal, e o que realmente significa encontrar sua auto-identidade e construir um legado. Passei bastante tempo explorando e absorvendo as lições das gerações passadas e a rica história de diferentes costumes africanos“, afirmou a cantora ao divulgar o novo trabalho.

Assista:

 

10 documentários musicais para assistir na Netflix

A vida das estrelas da música às vezes são encobertas por uma aura misteriosa que raramente são desfeitas. Nesses documentários musicais, é possível saber um pouco mais das pessoas que mudaram a história com sua voz e seu talento.

1. Homecoming: A film by Beyoncé

Estilizado como HΘMΣCΘMING, o documentário conta um pouco mais sobre a cantora Beyoncé e sua apresentação no festival Coachella, que aconteceu em 2018. O filme possui um olhar íntimo e profundo no concerto que marcou a história do festival e revela o caminho emocional do conceito criativo da cantora até os momentos da apresentação.

Direção: Beyoncé Knowles-Carter

Duração: 2h17min

Classificação: 14 anos

2. Rolling Thunder Revue: A Bob Dylan Story By Martin Scorsese

Separado em materiais tanto ficcionais como não-ficcionais, o documentário conta a história da turnê Rolling Thunder Revue, que aconteceu em 1975 com o cantor Bob Dylan. Há entrevistas tanto com pessoas que acompanharam a turnê como atores interpretando personagens que supostamente estavam envolvidos na turnê. O documentário não diferencia nada entre o que é fato e o que é ficção, deixando para o espectador interpretar o que é verdade sobre Bob Dylan e o que não é.

Direção: Martin Scorsese

Duração: 2h22min

Classificação: 16 anos

3. Gaga: Five Foot Two

O filme documenta eventos da produção e do lançamento do quinto álbum em estúdio da cantora Lady Gaga, além de sua apresentação no Super Bowl. O documentário apresenta um estilo de cinéma verité, dando aos espectadores um acesso ao por trás das cenas durante um ano da vida da cantora. 

Direção: Chris Moukarbel

Duração: 1h40min

Classificação: 12 anos

4. What Happened, Miss Simone?

O documentário conta a história da vida da cantora, pianista e ativista Nina Simone. O filme faz um retrato de uma das artistas mais incompreendidas de todos os tempos, usando gravações inéditas, imagens raras, diários, cartas e entrevista com pessoas próximas a ela.

Direção: Liz Garbus

Duração: 1h42min

Classificação: 14 anos

5. Janis: Little Girl Blue

O documentário retrata a vida da lenda do rock dos anos 60, Janis Joplin. Usando cartas e entrevistas com a família, o filme conta mais sobre a alma frágil da talentosa cantora, que faleceu aos 27 anos devido a uma overdose de heroína.

Direção: Amy Berg

Duração: 1h43min

Classificação: 14 anos

6. Whitney

O filme é um olhar sobre a vida e carreira de Whitney Houston, que quebrou mais recordes musicais do que qualquer outra cantora na história e se tornou a única artista a ter sete singles consecutivos a chegar ao topo da parada americana. Com uma aprovação de 90% no RottenTomatoes, site especializado em críticas, o documentário também fala do estilo de vida da cantora e da sua morte trágica aos 48 anos.

Direção: Kevin Macdonald

Duração: 2h

Classificação: 16 anos

7. Michael Jackson’s This Is It

O documentário conta com imagens dos ensaios para o que seria a turnê de retorno do cantor Michael Jackson. No filme são mostradas cenas que derivam das mais de 100 horas de ensaios que os dançarinos e o cantor realizaram. Lançado em 2009, poucos meses após a morte de Michael Jackson, foi um dos grandes campeões de bilheteria daquele ano.

Direção: Kenny Ortega

Duração: 1h51min

Classificação: Livre

8. The Beatles: Eight Days a Week – The Touring Years

O documentário mostra a vida do quarteto de Liverpool durante seus anos de turnê, entre 1962 e 1966. O filme foi produzido com a ajuda de Paul McCartney, Ringo Starr e as viúvas de John Lennon e George Harrison e venceu o Grammy de Melhor Filme Musical em 2017.

Direção: Ron Howard

Duração: 1h45min

Classificação: 12 anos

9. ReMastered: O Diabo na Encruzilhada

O misterioso Robert Johnson deixou sua marca no blues e na música em geral. Família, críticos, fãs mostram quem é o homem por trás da música.

Duração: 48min

Classificação: 14 anos

10. ReMastered: O Rei Leão e o Músico Esquecido

Depois de encontrar a família de Solomon Linda, autor de “The Lion Sleeps Tonight”, um repórter tenta ajudá-los a receber um pagamento justo.

Direção: Sam Cullman

Duração: 1h24min

Classificação: 14 anos

Beyoncé pretende lançar novas músicas e um documentário na Netflix em breve

Depois de dar uma certa sumida, com o seu último disco solo ‘Lemonade’ lançado em abril de 2016, a cantora parece estar com dois novos projetos em mente para os próximos meses.

De acordo com uma revista americana voltada para celebridades e entretenimento, chamada US Weekly, Beyoncé estaria pretendendo lançar um documentário na Netflix mostrando os seus bastidores, com partes do show que realizou em 2018, o ‘Festival Coachella’.

Para o seu segundo projeto, a cantora estaria pensando em lançar um disco deluxe, com regravações de hits antigos, além de alguns singles novos e independentes. A notícia foi divulgada na revista nesta quarta-feira (03/04) e, apesar de um anúncio oficial ainda não ter cido feito, os fãs estão ansiosos pela novidade!

 

Siga Curta Mais nas redes sociais:

Curta Mais no Facebook

Curta Mais no Instagram

Curta Mais no Twitter

 

Capa: Divulgação / Facebook

Goiânia recebe show em tributo à Beyoncé

Beyoncé nunca pisou em solo goianiense. O mais perto que a diva chegou da cidade foi em 2013, quando se apresentou no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. A cantora não tem planos de se apresentar na capital goiana, mas um espetáculo marcado para acontecer por aqui promete se aproximar ao máximo das performances da cantora mais bem paga do planeta.

É o ‘Tributo a Beyoncé’, show estrelado pela artista Camila Rolemberg que acontece em Goiânia no dia 17 de fevereiro (um sábado) no Teatro Goiânia. No palco, um elenco de quatro bailarinas acompanham Camila em uma sequência de reproduções dos maiores sucessos da cantora americana.

Camila Rolemberg é conhecida por fazer covers de Beyoncé na televisão, principalmente no Programa Raul Gil, onde foi destaque no quadro ‘100% Beyoncé’.

Ingressos poderão ser comprados na bilheteria do teatro por R$ 20.

SERVIÇO
Tributo à Beyoncé
Quando: 17 de fevereiro (sábado)
Onde: Teatro Goiânia – Av. Tocantins, 252 – Centro
Horário: 20h
Ingressos: R$ 20
Mais informações: Página do evento / (62) 98158-6407

As 10 melhores e mais intrigantes teorias sobre famosos que circulam pela internet

Alguns artistas não serão mais vistos com os mesmos olhos por alguns usuários do twitter a partir deste último fim de semana.

Isso acontece porque a usuária @ismilacabello resolveu compilar dezenas das mais intrigantes teorias sobre os famosos em seu perfil.

Algumas são absurdas demais para ter crédito e só valem pela boa imaginação de quem as criou, mas outras inevitalvemente nos fazem pensar ‘sérá?’.

Confira abaixo as melhores e tire as suas próprias conclusões:

1. Anitta morreu e foi substituída

 

2. Kim Kardashian agente secreta

 

3. Pitbull é um profeta

 

4. Justin Bieber não é humano

 

5. O webhit Friday tem dupla interpretação

 

6. Beyoncé não engravidou de sua primeira filha

 

7. Jay-Z é o ser humano mais velho do mundo

 

8. Wesley Safadão já morreu

 

9. Sia é mantida em cativeiro pela Beyoncé

Barack Obama revela ‘sem querer’ o sexo dos gêmeos de Beyoncé

Tudo o que envolve a gravidez da megaestrela internacional Beyonce está envolto do mais absoluto sigilo.

Mas alguns fãs da cantora especulam que os gêmeos já possam ter nascido ou estão em vias de nascer, visto que o Hospital de Los Angeles está cercado de seguranças há alguns dias.

Mas tanta proteção não teve vez contra um personagem inusitado: Barack Obama.

Exatamente. O ex-presidente dos Estados Unidos, em vídeo em que parabeniza os compositores indicados ao Songwriters Hall of Fame, nos quais se inclui o rapper Jay-Z, marido de Beyonce, acabou deixando escapar o que o casal mais poderoso da showbiz está tentando esconder a sete chaves:

“Jay e eu também somos bobos por nossas filhas, apesar de que ele vai me superar quando aqueles gêmeas nascerem. E vamos aceitar, nós dois temos esposas que são significativamente mais populares que nós.”

Se a fala do ex-presidente está correta, Blue Ivy está prestes a ganhar um par de irmãzinhas, fazendo com que seu pai supere obama no número de filhas.

Resta esperar pra saber se isto se confirma.