Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros em Goiás inicia Temporada de Travessias

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em Goiás, já inaugurou oficialmente a temporada de travessias. Este período, que geralmente se estende até outubro, atrai aventureiros de todo o mundo em busca de uma conexão profunda com a natureza, oferecendo a oportunidade única de acampar dentro do parque.

O parque conta com duas principais travessias: Sete Quedas, com 23,5 km de extensão, e São Jorge Capela, totalizando 23 km. Os visitantes têm a opção de permanecer até quatro noites no parque, sendo dois pernoites permitidos em cada uma das áreas de camping disponíveis.

A travessia refere-se à caminhada de um ponto a outro sem retorno pelo mesmo caminho, atravessando diferentes paisagens e atrações naturais. Durante a estação seca, o céu claro facilita a observação da fauna e flora locais, e os níveis mais baixos de água em cachoeiras e rios criam piscinas naturais ideais para banho.

O horário de abertura do parque é às 8h, mas durante a temporada de travessias, a entrada é antecipada para as 7h para aqueles que adquirirem ingressos previamente. É recomendado que os visitantes iniciem a travessia até às 10h para melhor aproveitamento do dia.

Planeje sua Visita

No Centro de Visitantes do Parque, uma introdução sobre a travessia e a biodiversidade local é oferecida. A compra dos pernoites deve ser feita com antecedência exclusivamente pelo site oficial do parque. Os visitantes devem trazer suas próprias barracas e suprimentos necessários.

As áreas de camping são:

Camping Sete Quedas: com capacidade para 40 pessoas por noite, oferece dois banheiros secos, um galpão rústico, mesas, bancos e pontos de rede.

Foto: Geraldo Gurgel/ MTur

Camping Boa Sorte: com capacidade para 30 pessoas por noite, está localizado a 8 km do início das travessias São Jorge – Capela e Sete Quedas, contando com banheiro seco e espaços demarcados para barracas.

Itens essenciais para a travessia incluem mochila de ataque, roupas leves e confortáveis, calçados apropriados para caminhada, chapéu ou boné, protetor solar, repelente e garrafa de água. É importante que os participantes estejam em boa condição física para enfrentar os desafios dos trajetos.

 

 

Veja também:

Paraíso exótico intocado fica bem pertinho de Goiás e encanta turistas do mundo todo

Um paraíso exótico e intocado, localizado bem perto de Goiás, tem encantado turistas de todo o mundo. Estamos falando das Serras Gerais no Tocantins, um destino que vai além do famoso Jalapão, que é o atrativo turístico mais conhecido no mais jovem estado brasileiro. As Serras Gerais, localizadas no sudeste do Tocantins, são um verdadeiro paraíso em pleno cerrado brasileiro. A região, que ainda é pouco conhecida no radar dos turistas, dá um show com suas belezas naturais e nos surpreendeu da melhor forma possível durante a nossa viagem por lá.

Cachoeira nas Serras Gerais. Foto: Sebrae - TO

Cachoeira nas Serras Gerais. Foto: Sebrae – TO

Serras Gerais é uma região turística ainda pouco conhecida situada no Sudeste do estado do Tocantins, com atrativos espalhados entre as montanhas de arenito e calcário esculpidas pela ação da água e do vento. A região mistura a paisagem árida do cerrado com as águas cristalinas em tons azuis e esverdeados dos seus rios e cachoeiras. Além das próprias montanhas, a lista do que fazer nas Serras Gerais é composta por cânions, mirantes, cachoeiras, cavernas, e rios de água transparente, além de trilhas em meio à vegetação típica do cerrado.

Entre as principais atrações, se destacam:

As Serras Gerais tem uma grande quantidade de atrativos apaixonantes

As Serras Gerais tem uma grande quantidade de atrativos apaixonantes

  1. Cânion Encantado: Este é um espetáculo natural que faz jus ao nome. O Cânion Encantado oferece uma experiência única no coração do Brasil, com atividades como visitas à Cidade de Pedra, que são magníficas formações em rochas de arenitos, esculpidas ao longo de milhares de anos pela ação dos ventos e da chuva. Além disso, há a opção de um banho refrescante na “Cachoeira dos Pelados”.
  2. Rio Azuis: Este é o menor rio do Brasil e o terceiro menor do mundo. Localizado no município de Aurora do Tocantins, o Rio Azuis possui uma vazão de aproximadamente 11.000 litros de água por segundo, com águas transparentes com pedras em seu leito de cor azul-esverdeado. É devido à transparência de suas águas que o rio passou a receber o nome de Rio Azuis.
  3. Lagoa do Japonês: Esta lagoa é um verdadeiro oásis que brota no meio do cerrado tocantinense. Suas águas cristalinas, em um tom azul indescritível, são um convite para contemplar a natureza em um refrescante mergulho. Peixes, cágados, corais, tirolesa e uma deslumbrante gruta, fazem parte dessa inesquecível experiência de ecoturismo.

Além dessas atrações, a região das Serras Gerais também possui um deserto de dunas, paredões rochosos esculpidos há milhares de anos e cavernas para explorar belezas ainda escondidas1. Portanto, uma viagem para Serras Gerais é a maior prova de que o Tocantins não se resume apenas ao Jalapão.

O Sebrae TO está desenvolvendo ações na região

O Sebrae TO está desenvolvendo ações na região

Com a proposta de mostrar as potencialidades turísticas e empreendedoras do Tocantins, o Sebrae acompanhou, durante uma semana, um grupo de empresários do sudeste do país até à região das Serras Gerais. A visita contemplou roteiros como a Lagoa do Japonês, Complexo Cânion Encantado, Cidade das Pedras, Vale dos Pássaros e Cachoeira dos Pelados.

A iniciativa faz parte do projeto Tocantins + Turismo, uma parceria do Sebrae com o Governo do Estado/CDE, por meio da Secretaria da Indústria, Comércio e Serviços (SICs), que já capacitou 200 empresários na região das Serras Gerais.

Impressões dos Visitantes

A empresária Lara Elizabeth Bosnich Pontes, proprietária de agências de viagem em São Paulo, conta que ficou encantada com as belezas naturais. “Serras gerais, que é o destino que viemos conhecer, me surpreendeu muito com lagoas, o cerrado, os frutos, as pessoas que nos atendem e a parceria que o Sebrae faz com o destino transformam vidas. Eu não tenho palavras”, afirma.

Crescimento Sustentável do Turismo

Bruno Rodrigues, analista do Sebrae, explica que a iniciativa oferece ações de capacitação e consultoria em diversas áreas, incluindo artesanato, gastronomia, hotelaria e marketing digital. O projeto tem o objetivo de promover, através de consultorias, o crescimento ordenado e sustentável do turismo no Estado. “O foco é melhorar a qualidade dos serviços turísticos oferecidos, fortalecer a competitividade sustentável dos destinos e fazer com que o turista visite nosso Estado e tenha vontade de retornar, porque além das belezas naturais, temos um povo acolhedor e uma cultura rica”, conclui.

Portanto, se você está procurando um destino exótico e intocado para explorar, as Serras Gerais no Tocantins podem ser a escolha perfeita. Com suas belezas naturais, cultura rica e hospitalidade calorosa, é um lugar que certamente irá encantar e surpreender.

Leia também:

97% dos turistas brasileiros valorizam o turismo sustentável

Goiânia recebe Expo Turismo Goiás 2024 em Julho

Cidade goiana de beleza espetacular já foi conhecida por ‘Bota Fumaça’

Você já ouviu falar  Bota Fumaça, no estado de Goiás? Não? E, em Paraúna? A cidade goiana, localizada a pouco mais de 100 km de Goiânia e 350 km de Brasília, é cheia de mistérios e lendas que cercam sua história.Os moradores da região afirmam que seres estranhos, vindos até mesmo de outros planetas, visitam ou habitam a cidade. O misticismo está relacionado às grandes formações rochosas e às construções antigas que Paraúna abriga, tornando-se seu principal cartão-postal e atrativo turístico.

Não se sabe ao certo se essas histórias são reais ou ficção, mas uma coisa é certa: Paraúna possui belezas naturais que merecem ser vistas de perto. Se você está curioso para conhecer essa cidade cheia de encantos, confira agora algumas das atrações turísticas imperdíveis em Paraúna!

O povoamento de Paraúna começou por volta do ano de 1900, na Fazenda São José, às margens do córrego São José. A partir de três famílias – Ferreira (Maria Rosa Ferreira), Ferro (João Xavier Ferrro) e Moraes (Felisbino Coelho de Moraes) -, o povoado-embrião recebeu o nome inicial de “Bota Fumaça” ou “Fumaça”. Esse nome curioso não chegou a ser oficializado, mas era utilizado pelos moradores mais antigos por associarem o vapor exalado pelos animais nas temperaturas mais frias com uma espécie de fumaça saindo de suas narinas.

Com o tempo, o povoado passou a ser conhecido como São José do Turvo, devido à sua localização às margens do córrego São José, que faz barra com Rio Turvo. Ele se tornou um distrito integrante do município de Alemão, hoje conhecido como Palmeiras de Goiás. Porém, em 1930, o distrito foi emancipado e recebeu o nome de Paraúna. Essa denominação é um neologismo que junta os radicais da língua tupi-guarani: “PARA”, que significa rio, e “UNA”, que significa preto.

Embora o município tenha sido extinto no mesmo ano de sua criação por questões políticas, quatro anos depois ele foi restaurado e instalado novamente em 24 de novembro de 1934. Desde então, a data de 10 de novembro prevalece para comemorar o aniversário da cidade e a restauração do município.

Atualmente, Paraúna possui uma população estimada de 11.221 pessoas e uma área territorial de 3.779,385 km². A cidade está localizada no sudeste do interior de Goiás, em uma região dominada pela agricultura e pecuária. Além disso, Paraúna possui um grande potencial turístico, graças às suas belas paisagens naturais e sua história cheia de mistérios e lendas.

Entre as atrações turísticas imperdíveis em Paraúna estão a Serra das Galés, a Portaria, a Muralha de Pedra e a Ponte de Pedra.

Confira agora algumas das atrações turísticas de Paraúna e programe-se para conhecer a cidade!

 

Morro da Igrejinha e Cristo Redentor

MorroFoto: Overmundo

Morro da Igrejinha e Cristo Redentor em Paraúna

Dentro da cidade, vale visitar o Morro da Igrejinha, que abriga a Capela de Nossa Senhora da Guia. Ao lado da igreja está a imagem do Cristo Redentor, que tem mais de 10m de altura. O Morro da Igrejinha oferece uma vista única da cidade de Paraúna.

 

Sítio Arqueológico Serra das Galés

PEdraFoto: Goiás Turismo

Pedra do Cálice, na Serra das Galés em Paraúna

Reconhecida desde 1996 como Reserva Particular do Patrimônio Natural, a Serra das Galés abriga formações rochosas que intrigam o público visitante e formam a principal atração turística da cidade. As imagens formadas pelas rochas impressionam pela semelhança com objetos, pessoas e animais, como a Pedra da Tartaruga, o Lorde Francês, a Máquina de Escrever e a formação rochosa mais famosa da Serra e cartão-postal de Paraúna: o Cálice de Pedra, que tem cerca de 15m de altura. A Serra das Galés também é ideal para trilhas.

Pedra

Pedra da Tartatura, na Serra das Galés

Lorde

Lorde Francês, na Serra das Galés

 

Serra da Portaria

SerraFoto: Caroline Constantino | Do Cerrado

Serra da Portaria, em Paraúna

Localizado no Parque Estadual de Paraúna, a Serra da Portaria também abriga resquícios de construções de pedra e outros vestígios de antigas civilizações, que podem ter ligações com os povos maias e incas. Ao pé da Serra há um salto que forma uma piscina natural, adequada para banho.

 

Serra da Arnica

SerraFoto: J. A. Fonseca

Serra da Arnica, em Paraúna

Nome recebido em virtude da grande quantidade da plantinha “arnica” no local, a Serra da Arnica é mais um espaço que abriga formações rochosas de grande mistério, como um monumento formado por pedras que se elevam como uma fortaleza e uma incrível figura que lembra um felino em posição de esfinge. A Serra da Arnica também é frequentada por atletas para a prática de trilhas de motos.

 

Muralha de Pedra

MuralhaFoto: J. A. Fonseca

Muralha de Pedra em Paraúna

Conjunto de rochas alinhadas que formam uma estrutura semelhante a um grande muro, a Muralha de Pedra tem mais de 80 km de extensão e chama a atenção dos visitantes pelo formato, que parece com degraus.

 

Ponte de Pedra

PonteFoto: Caroline Constantino | Do Cerrado

Ponte de Pedra, em Paraúna

Na divisa de Paraúna com Rio Verde, a força das águas do Rio Ponte de Pedra esculpiu uma ponte natural de pedra. Por baixo dela, por onde passa o rio, formou-se uma caverna cheia de estalactites e estalagmites de grande beleza e interesse científico – uma verdadeira obra de arte criada pela natureza.

RioFoto: Goiás Turismo

Rio da Ponte de Pedra

 

Cachoeiras do Cervo e do Desengano

CachoeiraFoto: Goiás Turismo

Cachoeira do Desengano, em Paraúna

A Cachoeira do Cervo pode ser vista de longe: abrigando um complexo de saltos e cachoeiras, que formam poços adequados para banho, perfeito para relaxar. Uma das quedas do complexo tem 12 metros de altura. Com nascente na Serra das Divisões, a Cachoeira do Desengano é uma de três quedas d’água do complexo e uma das mais visitadas da cidade.

 

Mais Informações

Paraúna – Goiás

Como chegar: Paraúna fica a 126km de Goiânia e 350 km de Brasília, com acesso pela BR-060.

Informações de hospedagem e alimentação: (64) 3556-7200

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Foto de Capa:  G1

Cidade de Goiás é um verdadeiro tesouro que guarda a coração do tempo, ouro e fé

A história de Pilar de Goiás se entrelaça com a lenda e a história, moldada por séculos de fé e busca por riquezas. Este local não apenas abriga construções magníficas, mas também uma narrativa vibrante e corajosa de um povo resiliente. Nasceu da promessa cumprida, dos sonhos dourados e do toque milagroso da Nossa Senhora do Pilar.

Caminhar pelas tranquilas ruas de Pilar é como fazer uma viagem no tempo, onde a história pulsante ecoa em cada esquina. É reviver as jornadas dos bandeirantes e dos escravos foragidos que, aqui, encontraram não apenas liberdade, mas também riqueza e oportunidade.

Pilar guarda tesouros que vão além do material; é um verdadeiro relicário vivo da cultura brasileira. Cada construção, cada praça, cada tradição é uma janela para um tempo onde o sonho e a realidade coexistiam em harmonia, um testemunho do passado que moldou o presente e inspira o futuro.

Arquitetura que Fala

Mais do que meras construções, os monumentos de Pilar são verdadeiros documentos históricos edificados. A grandiosidade da Casa da Princesa, a singularidade da Casa de Câmara e Cadeia e a espiritualidade imponente das igrejas centenárias, nos contam histórias não através de palavras, mas através da pedra, da madeira e do ouro que os compõem.

Convidamos você a se perder no encanto do Barroco goiano, onde cada detalhe revela um capítulo fascinante da nossa história, um período em que o Brasil começava a encontrar sua identidade única, um casamento harmonioso entre a herança europeia e as tradições nativas e africanas.

Natureza e Cultura em Harmonia

Para os amantes da natureza, Pilar de Goiás é um convite ao encanto do cerrado, com seus aromas e sons únicos, oferecendo um refúgio tranquilo e revitalizante. Deixe-se levar pela beleza da Cachoeira do Ogó e da Prainha da Limeira, verdadeiros santuários de paz e refresco natural, onde a história se encontra com a beleza atemporal da natureza.

E quando falamos em cultura, as festas tradicionais da região ressurgem, como a majestosa Festa de Nossa Senhora do Pilar e as Cavalhadas, eventos que trazem alegria e fé em uma celebração vibrante de cores, músicas e danças.

Convite ao Descobrimento

Para aqueles que buscam um refúgio onde a história ganha vida, Pilar de Goiás emerge como um destino inexplorado, uma joia bruta no coração do Brasil.

Você está convidado a redescobrir o Brasil que se esconde nas páginas da história, a sentir a energia vibrante que ainda ressoa nas ruas de pedra e nos sinos de ouro de Pilar. Um lugar onde cada pedra, cada rua e cada sorriso têm uma história para contar.

Viaje no tempo e permita-se encantar com as maravilhas de Pilar de Goiás, um tesouro goiano à espera de ser descoberto por olhos curiosos e corações apaixonados por cultura e história.

Venha para Pilar de Goiás, onde a história vive, onde a beleza resplandece e onde a aventura o espera. A joia do cerrado te convida para uma jornada de descobertas inesquecíveis!

 

Igreja Matriz Nossa Senhora do Pilar

Quem visitar a cidade não pode deixar de conhecer a Igreja Nossa Senhora do Pilar (a matriz) construida em 1755 no auge da mineração do ouro na cidade, que reflete em inumeros detalhes na construção toda a imponência da época, já que foi construida com o que havia de mais bonito nos tempos aureos da cidade.

Sinos de Pilar

Outra joia do local são os Sinos de Pilar, fabricados no século XVIII que são considerados os maiores sinos feitos para uma igreja no Estado, pesando em média 900kg, quase uma tonelada talhada em ouro.

Casa da Princesa ou Casa dos Dutra

Construção mais luxuosa do ciclo do ouro em Goiás já teve como moradora a princesa Isabel, que por quase um ano quis acompanhar de perto uma das maiores jazidas de ouro do Brasil Colônia. Seu aspecto extremamente luxuoso se destaca em toda a cidade e hoje esta aberto a visitação gratuita e conta com um acervo de aproximadamente 1,2 mil itens, que incluem documentos históricos, fotografias, mobiliário, utensílios sacros, domésticos, de trabalho (engenho, mineração e tear). Há também no Museu um acervo exclusivo de fotos do Período Imperial Brasileiro, é uma verdadeira relíquia histórica:

Além das atrações históricas, as belas paisagens de cachoeiras são motivo de visitação, a 5 km da cidade, a região conhecida como ‘’Lajeado de Pedras’’ contém vários poços encantadores para banhos relaxantes e trilhas. A cidade também é muito conhecida por suas festividades de Nossa Senhora do Pilar e as Cavalhadas, que acontecem no segundo semestre.

O trajeto pela BR–153, sentido Jaraguá(GO), dura em torno de 3h 40min, a cerca de 222 km de Anápolis(GO). Mas, certamente, o caminho é certamente recompensado pela viagem imersiva que vivenciamos em Pilar.

Prefeitura de Pilar de Goiás

Endereço: Praça Cavalhada, 401 – St. Central

Telefone: (62) 3339-3292

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

 

Leia também:

Cidade goiana com o maior número de motéis da América Latina é um verdadeiro refúgio do pecado

Coração do Estado de Santa Catarina é conhecida como Cidade das Flores

Conheça a cidade goiana onde o tempo sussurra histórias, poesias e sonhos

A Cidade de Goiás, também conhecida popularmente como Goiás Velho, é uma relíquia viva da história brasileira, assim como as poesias nascidas ali. Suas ruas de pedra e casarões coloniais narram séculos de história, e o local é um Patrimônio Mundial da UNESCO. A arquitetura barroca única, as tradições culturais ricas e a paisagem natural deslumbrante encapsulam a essência do Brasil Central dos séculos XVIII e XIX.

Ela exemplifica como uma cidade europeia foi adaptada às condições climáticas, geográficas e culturais da América do Sul central, mantendo um equilíbrio harmonioso com o ambiente natural e a utilização de técnicas e materiais de construção locais​​​​. Fundada no auge do ciclo do ouro brasileiro, a cidade de Goiás prosperou como um centro econômico e cultural, atraindo comerciantes, artistas e missionários que contribuíram para o seu desenvolvimento distintivo. As ruas de pedra e os casarões coloniais da cidade contam histórias de um passado repleto de riquezas e de desafios, enquanto a cidade manteve muitas de suas tradições vivas, abrangendo desde técnicas de construção até celebrações populares como a procissão do Fogaréu​​.

A preservação cuidadosa da cidade de Goiás permite que visitantes e estudiosos experimentem um vislumbre autêntico da vida colonial brasileira. Suas construções históricas, juntamente com a cultura viva de sua comunidade, oferecem uma experiência imersiva única, destacando a importância de manter essas tradições para futuras gerações. A inclusão da cidade como Patrimônio Mundial da UNESCO sublinha a necessidade de conservar esse cenário extraordinário, que é tão importante para a identidade cultural brasileira e para a compreensão global da história humana

O coração da cidade pulsa com o legado de Cora Coralina, a renomada poetisa. Sua casa, transformada em museu, continua a inspirar visitantes com sua história e literatura. A arquitetura da cidade reflete a harmonia entre o passado e o presente, mantendo a integridade de seu ambiente histórico e cultural. Além disso, o cenário natural de Goiás complementa sua rica herança.

A visita ao Museu Casa de Cora Coralina oferece uma experiência imersiva na vida e obra da ilustre poetisa. Os visitantes têm a oportunidade de explorar o ambiente preservado da casa, onde Cora viveu, e se conectar com sua história através de objetos, manuscritos e a atmosfera inspiradora que permeia o local. O museu é um ponto de encontro para admiradores de sua literatura, proporcionando um mergulho profundo na herança cultural que ela deixou

Atrações imperdíveis incluem:

  1. Museu de Cora Coralina: Um tributo à poetisa, com objetos pessoais e uma atmosfera que transporta os visitantes para sua época.
  2. Igreja Nossa Senhora do Rosário: Construída em estilo colonial em 1761, abriga pinturas de arte barroca do Frei Nazareno Confaloni.
  3. Museu das Bandeiras: Localizado no antigo edifício da Câmara e Cadeia, exibe objetos significativos da presença negra, indígena e portuguesa em Goiás.
  4. Museu de Arte Sacra da Boa Morte: Sediado na antiga Igreja de Nossa Senhora da Boa Morte, apresenta arte sacra, objetos religiosos e peças do escultor José Joaquim da Veiga Valle.

Para os aventureiros, cachoeiras como a Cachoeira das Andorinhas e a Cachoeira da Carioca oferecem paisagens naturais espetaculares e um refúgio tranquilo da vida urbana. E não deixe de saborear as delícias culinárias goianas, muitas vezes homenageadas nos poemas de Cora Coralina.

Visitar a Cidade de Goiás é embarcar em uma jornada pelo tempo, onde cada pedra, construção e tradição conta uma parte da rica tapeçaria cultural do Brasil. É uma experiência autêntica, enraizada na história, na cultura e na beleza natural.

Leia também:

Confira todos os detalhes da icônica cidade americana que vai sediar a final da Copa do Mundo em 2026

Coração do agronegócio em Goiás tem atrativos turísticos apaixonantes que você precisa conhecer

Cidades de natureza exuberante no sul da Bahia são verdadeiras jóias do Nordeste brasileiro

A Bahia, conhecida por sua vibrante mistura de cultura, história e belezas naturais, se destaca como um dos destinos mais fascinantes do Brasil. A diversidade do estado é um reflexo da rica tapeçaria cultural que abrange desde as influências indígenas, africanas até as europeias, manifestando-se na música, dança, religião e, claro, na sua culinária excepcional.

Este estado não é apenas sobre belas praias e festas; é também um lugar onde a história é viva nas ruas, nas construções coloniais, nos fortes e igrejas que datam dos tempos do Brasil Colônia. Salvador, a capital, é o coração pulsante da Bahia, famosa pelo Pelourinho com suas casas coloridas, música ao vivo e vibrante vida noturna. A cidade também é conhecida por ser o berço do Carnaval mais famoso do Brasil, atraindo milhares de visitantes todos os anos com sua energia contagiante e performances de samba e axé.

Além da capital, a Bahia abriga alguns dos cenários mais paradisíacos do país, como Morro de São Paulo, Itacaré, Porto Seguro e a pacata e charmosa Trancoso. Cada localidade oferece uma experiência única, desde relaxar em praias de areia branca e águas cristalinas até explorar remanescentes da Mata Atlântica, realizar trilhas ecológicas, ou simplesmente absorver a serenidade e beleza da região.

A culinária baiana é outro destaque, conhecida por seu sabor forte e uso generoso de temperos, especialmente o dendê, que dá vida a pratos como moqueca, acarajé, vatapá e caruru. A herança africana é particularmente notável na gastronomia, refletindo a alma do povo baiano e sua história.

A banalidade, no contexto da Bahia, pode ser interpretada como a beleza encontrada no cotidiano da vida baiana, onde momentos simples se transformam em experiências memoráveis. É a arte de encontrar alegria nas coisas simples, seja um pôr do sol deslumbrante, um sorriso acolhedor ou o sabor caseiro de uma comida tradicional. Esse aspecto da cultura baiana ensina a apreciar a vida em seu estado mais puro e autêntico, celebrando cada momento com gratidão e alegria.

Explorar a Bahia é embarcar em uma jornada através de um estado cheio de história, cultura, beleza natural e um espírito inquebrável que resiste e floresce, tornando-a um destino imperdível para qualquer viajante.

A Bahia, um estado de espírito vibrante e cheio de vida, é o berço da “baianidade”, um termo que encapsula a essência e a alma do povo baiano. Esse conceito reflete mais do que a geografia; é uma expressão da rica tapeçaria cultural, da história profunda, das tradições, da música e da hospitalidade inigualável que define o estado. A baianidade é vivida nas ruas, nas festas populares, na culinária e no dia a dia dos baianos, representando um orgulho profundo pela sua identidade cultural única.

A Bahia é historicamente significativa por ser o local onde o Brasil foi descoberto em 1500. Porto Seguro, na costa baiana, foi onde os portugueses primeiro aportaram, e essa região é frequentemente celebrada como o berço da nação. Essa herança histórica é palpável por todo o estado, com monumentos, museus e sítios arqueológicos que narram os primeiros capítulos da história brasileira.

O estado é também um terreno fértil para ícones da música brasileira, tendo produzido alguns dos maiores nomes da música nacional. Artistas como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Gal Costa e Maria Bethânia são apenas alguns dos talentos que emergiram da vibrante cena musical baiana. Esses artistas não só influenciaram profundamente a música popular brasileira, mas também trouxeram a cultura baiana para o cenário mundial, misturando ritmos tradicionais como o samba, axé, e tropicália com influências contemporâneas.

A música na Bahia é uma celebração da vida, um reflexo das suas lutas históricas, alegrias, e uma expressão profunda da identidade cultural do estado. Festivais como o Carnaval de Salvador são uma explosão de música, dança e cor, atraindo visitantes de todo o mundo e servindo como uma vitrine da rica diversidade musical e cultural baiana.

Em síntese, a Bahia é uma terra de contrastes e confluências, onde a história se encontra com a modernidade, a tradição com a inovação, e onde a baianidade se manifesta em todas as formas de expressão cultural. É um lugar onde cada visitante é convidado a experimentar, celebrar e se inspirar na rica tapeçaria de experiências que só a Bahia pode oferecer.

Prado: Tesouro Escondido na Costa das Baleias

Prado é um dos redutos encantadores do sul da Bahia

Prado é um dos redutos encantadores do sul da Bahia

 Localizado na região sul da Bahia, Prado é um verdadeiro tesouro escondido ao longo da deslumbrante Costa das Baleias. Com suas praias paradisíacas, natureza exuberante e atmosfera tranquila, Prado encanta visitantes de todo o mundo.

 As praias de Prado são verdadeiros cartões-postais, com areias brancas e águas cristalinas. Destaque para a tranquila e preservada Praia do Novo Prado, que é perfeita para relaxar e contemplar a natureza. Já a Praia do Tororão impressiona com suas imponentes falésias coloridas, criando uma paisagem única e memorável.

Além das praias, um passeio imperdível é a exploração do Rio Jucuruçu. Embarque em um barco e desbrave águas calmas, navegando por manguezais e observando a rica diversidade de fauna e flora ao redor. É uma oportunidade única de se conectar com a natureza exuberante da região e vivenciar momentos inesquecíveis.

 A cidade também abriga uma rica história e cultura. Seu centro histórico preserva belas construções antigas, igrejas e praças encantadoras. Além disso, a culinária local é um deleite para os sentidos, com pratos à base de frutos do mar frescos e sabores típicos da região. 

Para garantir uma estadia confortável, uma excelente opção de hospedagem em Prado é a Pousada Casa de Maria. Sua localização privilegiada dá fácil acesso às praias e aos principais pontos turísticos da região. Com atmosfera acolhedora e familiar, a pousada oferece 24 apartamentos confortáveis e uma simpática equipe de atendimento. Além de ser um estabelecimento pet friendly, a área de lazer tem bar e restaurante, piscina, sauna e espaço fitness com estação completa de musculação.

 A Casa de Maria é a única pousada de Prado a receber o selo Ecolíderes do Tripadvisor por adotar procedimentos de manutenção ecológica como o plantio de produtos orgânicos e o reaproveitamento da água da chuva para irrigar as plantas do jardim. Por fim, seu restaurante traz o melhor da culinária regional e internacional.

Itacaré: Paraíso Natural na Costa do Cacau

A Praia da Ribeira em Itacaré é espetacular

A Praia da Ribeira em Itacaré é espetacular

 Situado na Costa do Cacau, no litoral sul da Bahia, encontra-se o município de Itacaré, um verdadeiro paraíso natural. Com praias deslumbrantes, mata atlântica preservada e atmosfera descontraída, Itacaré conquista o coração de quem visita. É um destino que combina aventura, beleza natural e cultura bahiana de forma única.

 As praias de Itacaré são verdadeiras jóias da natureza. A Praia da Concha é uma das mais conhecidas. Com seu mar calmo e areia clara, ela proporciona o ambiente perfeito para banhos refrescantes e prática de esportes aquáticos. Já a Praia de Itacarezinho é um espetáculo à parte. Cercada pela exuberante vegetação nativa e falésias imponentes, conta com ótimas opções de bares e restaurantes à beira mar.

 Outro grande destaque de Itacaré são suas cachoeiras. A Cachoeira do Tijuípe, em especial, é um verdadeiro refúgio ao ar livre, com quedas d’água encantadoras e piscinas naturais convidativas para um mergulho revigorante. E para desfrutar da vibrante vida noturna da cidade e provar a deliciosa culinária baiana, o lugar ideal é o centro histórico.Suas ruas de paralelepípedos são repletas de lojas, bares e restaurantes com pratos típicos como moquecas, acarajés e tapiocas.

 Para uma estadia aconchegante e luxuosa em Itacaré, o Terra Boa Hotel Boutique é uma escolha excepcional. Situado em área nobre no entorno de uma preservação, o hotel é super acessível às melhores praias e principais atrações da região. Com quartos elegantes, sua estrutura dispõe de estacionamento, pool bar, salão de jogos, spa, ofurô e restaurante com culinária diferenciada, incluindo opções de pratos principais, lanches, sobremesas e drinks.

O Terra Boa Hotel Boutique é uma propriedade do Grupo Aguilar & Lima, composto por mais quatro empreendimentos. Entre eles, está o recém inaugurado Terra Boa Beach Club, localizado na Praia da Ribeira, uma das mais deslumbrantes do sul da Bahia. O Beach Club contempla critérios de acessibilidade para PCDs, além de possuir um cardápio completo que atende, inclusive, aos veganos e vegetarianos.

Trancoso: Encanto Histórico na Costa do Descobrimento

Praia do Espelho em Trancoso é extraordinária. Governo da Bahia

Praia do Espelho em Trancoso é extraordinária. iFoto: clubecandeias

 Também no sul da Bahia, Trancoso é um dos distritos de Porto Seguro, na região conhecida como Costa do Descobrimento. Com clima casual e chique, o destino é a melhor base para quem gosta de exclusividade e luxo. Trancoso é uma vila serena, charmosa, preservada, de frequência jovem e globalizada.

Não é à toa que Trancoso está na trilha de casamentos e férias de diversos famosos, incluindo celebridades do porte Beyoncé, Leonardo DiCaprio, Will Smith, Neymar e Ivete Sangalo. Isto sem contar aqueles com endereço fixo por lá, como Bruna Lombardi e Elba Ramalho.

Lá, um dos principais atrativos é o Quadrado de Trancoso, uma praça histórica cercada por casinhas coloridas, lojas, restaurantes e bares. Com sua arquitetura rústica, o Quadrado é o coração do vilarejo, sendo um local perfeito para passear, relaxar e desfrutar da autenticidade do local.

As praias de Trancoso são verdadeiros paraísos tropicais. A Praia do Espelho é uma das mais populares e admiradas, por suas areias claras, águas cristalinas e falésias impressionantes. É um lugar perfeito para relaxar, tomar sol e contemplar a beleza natural ao redor. Outras praias consagradas incluem a Praia dos Coqueiros e a Praia dos Nativos, que são mais animadas, com barracas de praia e opções para a prática de esportes aquáticos.

Além de suas belezas naturais, Trancoso também abriga a Reserva Pataxó da Jaqueira. Nessa reserva, os visitantes podem conhecer a cultura indígena local, participar de passeios guiados, comprar artesanatos únicos e desfrutar da gastronomia típica. É uma experiência enriquecedora e autêntica que conecta os visitantes com a história e as tradições da região.

Para uma estadia mais do que agradável em Trancoso, a melhor sugestão de hospedagem é a Pousada Quarto Crescente. Localizada próxima ao Quadrado, a pousada mantém-se pelo 7º ano entre as melhores do mundo. Top 5 Brasil por 7 anos, atualmente é considerada a melhor Pousada do Nordeste, 2ª melhor do Brasil, 3ª melhor na América Latina, e a 20ª posição no ranking mundial. Esses são os títulos impressionantes obtidos pela Quarto Crescente no último ranking TripAdvisor.

 Próxima ao Quadrado de Trancoso, a Quarto Crescente permite fácil acesso aos restaurantes e lojas da região, além de estar a uma curta distância das praias e atrações locais. À beira da praia a pousada possui uma Cabana de Praia chamada Joia, onde os hóspedes têm direito a algumas regalias e são livres da consumação mínima. Com um total de 24 suítes bem decoradas, todo o ambiente é impecável, destacando-se em critérios como limpeza, atendimento e custo-benefício.

Leia também:

Saiba como aproveitar a Chapada dos Veadeiros com desconto de até 50%

Goiânia recebe evento que explora universo dos cafés especiais

Modelo Glamorosa e assassina implacável são mesma pessoa em novo sucesso da Netflix

Conheça a cidade que é considerada um pedaço do Nordeste em Goiás

Terezópolis de Goiás é um pequeno município, localizado a apenas 33 km de Goiânia e 177 km de Brasília, que é considerado um pedacinho do Nordeste em solo goiano. Conhecido por ser uma parada obrigatória para os viajantes que percorrem a BR-060 entre as duas cidades, tem uma população de apenas 8 mil habitantes, e a maioria dos moradores tem raízes nordestinas.

Vista aérea de Terezópolis de Goiás l Foto: Faceboock

Terezópolis é um verdadeiro tesouro escondido no coração de Goiás. Sua localização privilegiada e sua atmosfera convidativa fazem com que muitos viajantes se apaixonem pelo lugar e queiram voltar mais vezes.

Uma das grandes atrações de Terezópolis é o seu comércio diversificado e a variedade de sabores que a cidade oferece. Os restaurantes locais são famosos por servirem pratos deliciosos, sendo a jantinha local um verdadeiro sucesso entre os viajantes!

Além disso, o ecoturismo também movimenta essa cidadezinha encantadora. Com belas paisagens naturais, trilhas e cachoeiras deslumbrantes, a cidade é o destino perfeito para quem busca contato com a natureza. Aproveite para fazer uma caminhada pelas trilhas da região, se refrescar nas águas cristalinas das cachoeiras e se encantar com a fauna e flora local. Com certeza, você voltará para casa revigorado e cheio de boas lembranças.

0dea3c72ee7f12541ab5793a29339c0b.jpg

O fato de ser “cortada” pelo maior corredor econômico do Centro-Oeste brasileiro, a rodovia BR-153, faz Terezópolis de Goiás ser conhecida por milhares de pessoas que trafegam diariamente pela estrada. O pequeno município fica na região Metropolitana de Goiânia e chama a atenção pela grande quantidade de pequenas lojas que comercializam artesanato e artigos, especialmente para a cozinha.

22bd0cbcb51826202f379fa66f9b2480.jpg

Mas o destaque é, sem dúvidas, a diversidade de gostosuras da cozinha goiana e da culinária nordestina, já que a população da cidade é formada em grande parte por pessoas vindas do Nordeste do País.

São delícias como o famoso requeijão de Terezópolis, que atrai pessoas de longe, o milho assado na brasa, espetinhos e docinhos artesanais que fazem muita gente dar aquela paradinha na cidade, quando passa pela rodovia. E muitas pessoas vão até lá especificamente para saborear os pratos e ainda levar para casa, um bom provimento de produtos variados.

Para dar uma “aliviada” na consciência, é possível adquirir também uma infinidade de frutas, nas dezenas de barracas que comercializam os produtos, inclusive frutos típicos do cerrado goiano.

bbcef20afaf6c32424a44897b1d45a5c.jpg

A influência dos nordestinos na culinária fica mais evidente no mês de abril, quando o Festival Gastronômico TereÔxente, com pratos e programações típicas do Nordeste, é realizado durante as festividades de comemoração do aniversário do município.

Mas existe vida para além da boa comida em Terezópolis. A cidade abriga também o gigante complexo de lazer Santa Branca Ecoturismo, uma unidade agroecológica, com opções de atividades para toda família. Tirolesa, stand up, slackline, trilhas (a pé ou de bcicleta), caiaque, pedalinho, banhos de cachoeira, entre outras. Os visitantes ainda podem escolher entre passar o dia ou se hospedar em confortáveis e charmosos chalés.

9ff3d3e52d92df5fa0bbf18beb11ac18.jpeg

Um trecho do Parque Estadual Altamiro de Moura Pacheco está localizado no município.

983be9ff01d337583b533183d93eb6c3.jpg

A unidade de conservação tem registros de 485 espécies de plantas, entre elas, duas constantes da Lista Oficial de Espécies da Flora Brasileira Ameaçada de Extinção: o Gonçalo-alves (Astronium fraxinifolium) e a Aroeira-do-sertão (Astronium urundeuva).

História de Terezópolis de Goiás

Entre os anos 1930 e 1940 inicia-se o povoado que em algum tempo depois veio a ter o nome de Vila Santa Tereza, na época fazendo parte do município de Goianápolis.

Já nos anos 1980, Santa Tereza consegue duas grandes conquistas se tornando distrito de Santa Tereza e nas eleições de 1988 elegendo dois vereadores e o vice-prefeito: o Ver. Divino Moreno, o Ver. Galego sendo o mais bem votado de todo Município de Goianápolis naquela Eleição, e o Vice-prefeito Florival Fagundes; Um grande feito para a época, dando assim um passo muito grande para conquistar a tão sonhada emancipação Política do Distrito.

No dia 29 de abril de 1992 a população do Distrito de Santa Tereza comemora sua emancipação. E assim, a população se junta e através de um Referendo popular escolhe o nome do recém-emancipado Município de Terezópolis de Goiás.

 

 

Paraíso goiano abriga maior lago subterrâneo da América Latina

Cocalzinho de Goiás é uma cidade que é um verdadeiro paraíso goiano. Ela se destaca por sua beleza natural e atrativos turísticos, localizada no interior de Goiás, Brasil. A cidade, fundada em 1990, surgiu inicialmente como um distrito desenvolvido ao redor da fábrica da Votorantim na zona rural de Corumbá de Goiás, obtendo sua emancipação anos depois. Com uma população de cerca de 25.016 habitantes e uma área de aproximadamente 1.785,339 km², Cocalzinho está estrategicamente situada a 130 km de Goiânia e a 104 km de Brasília, tornando-a acessível para visitantes dessas capitais.

Um dos principais atrativos turísticos de Cocalzinho é a Caverna dos Ecos, também conhecida como Gruta dos Ecos, que possui o maior lago subterrâneo da América Latina e é considerada uma das maiores cavernas do mundo formadas por micaxisto. A caverna tem mais de um quilômetro de extensão e chega a 150 metros de profundidade. As visitas são permitidas somente nos períodos de seca e com acompanhamento de guias locais.

Além da Caverna dos Ecos, Cocalzinho oferece outras atrações como a Tirolesa Voo dos Pireneus, localizada no Hotel Fazenda Tabapuã dos Pireneus, e diversas cachoeiras, entre elas a Cachoeira dos Pireneus e a Cachoeira do Girassol. A região é cercada por rios e montanhas, com destaque para a Serra dos Pirineus, que abriga uma das áreas mais preservadas da serra, com uma rica fauna e flora. A cidade também conta com a Fazenda Pireneus Vinhos e Vinhedos, internacionalmente reconhecida, onde os visitantes podem desfrutar de passeios e degustações de vinhos.

Cocalzinho de Goiás é uma cidade ideal para quem busca relaxamento, contato com a natureza, turismo rural e de aventura, e uma oportunidade de experimentar a culinária local e as belezas naturais do Cerrado. Com suas paisagens deslumbrantes e muitos mistérios, a pequena cidade goiana oferece pontos de ecoturismo que atraem visitantes em busca de experiências únicas.

Leia também:

Cidade goiana abriga extraordinário refúgio natural que abriga segredos ocultos

Cidade goiana tem águas quentinhas que brotam a até 70 graus

5 melhores cidades para curtir o Carnaval 2024

Divisa de Goiás e Tocantins tem um paraíso do ecoturismo que deixa turistas apaixonados

Em um país repleto de destinos turísticos renomados, as Serras Gerais, situadas no estado do Tocantins, emergem como uma jóia ainda pouco explorada. Distante dos holofotes do turismo de massa, esta região fascina com suas paisagens naturais de tirar o fôlego, uma biodiversidade exuberante e um rico patrimônio cultural.

As Serras Gerais, localizadas no sudeste do Tocantins, representam uma combinação fascinante de características naturais e culturais. Esta região é conhecida por suas impressionantes formações de arenito, que dão origem a cânions, grutas, cavernas e escarpas únicas, oferecendo um cenário espetacular para os visitantes. Entre suas formações rochosas mais famosas está a Serra do Espírito Santo, parte do Parque Estadual do Jalapão, conhecida por ser um dos principais pontos turísticos da área.

A biodiversidade das Serras Gerais é notável, adaptada a um ambiente predominantemente árido e semiárido. A flora inclui espécies únicas como o buriti, o pequi e o caju, que prosperam no cerrado. A fauna é igualmente diversificada, abrangendo desde o lobo-guará e o tamanduá-bandeira até veados, aves de rapina e uma variedade de répteis. A região é também um destino popular para observação de aves, com espécies únicas e raras que fazem parte do ecossistema do cerrado.

A riqueza cultural das Serras Gerais é profundamente influenciada por sua história. Antes da chegada dos europeus, a região era habitada por povos indígenas como os Karajá, Xerente e Xavante. Com a colonização, comunidades quilombolas se estabeleceram, preservando suas tradições culturais até os dias atuais. As festas religiosas, como a Festa do Senhor do Bonfim, são uma fusão de elementos religiosos com tradições culturais locais, incluindo música, dança e pratos típicos.

A região das Serras Gerais é composta por diversos municípios, incluindo Arraias, Almas, Aurora do Tocantins, Dianópolis, Natividade, Lavandeira, Rio da Conceição, Combinado e Taguatinga. O turismo na região está crescendo, com atividades variadas como trilhas, rapel, escalada, observação de aves, passeios de 4×4 e visitas às comunidades quilombolas. Há um esforço contínuo para promover o turismo sustentável e conscientizar sobre a importância da conservação ambiental, garantindo que as futuras gerações possam desfrutar dessas maravilhas naturais e culturais.

  1. Atrações Turísticas Principais:

As águas cristalinas das cachoeiras, como a Cachoeira do Soninho e o Rio Azuis, são convites à aventura e relaxamento. Estas áreas naturais, de acesso variável, oferecem atividades como banhos refrescantes, mergulho e canoagem. As trilhas nas Serras Gerais são um paraíso para caminhantes e observadores de aves. Percursos como a Trilha do Mirante proporcionam uma imersão na natureza e vistas espetaculares.

A riqueza cultural da região se manifesta em suas festas tradicionais, como a Festa do Divino Espírito Santo, além da culinária local, que mistura sabores indígenas e sertanejos, e um artesanato rico em cores e formas.

  1. Turismo Sustentável e Desafios:

No contexto do turismo sustentável nas Serras Gerais, Tocantins, há uma série de desafios e oportunidades que estão sendo abordados para impulsionar a região como um destino turístico promissor, ao mesmo tempo em que se preserva sua riqueza natural e cultural.

Desafios de Infraestrutura e Acessibilidade:

A infraestrutura turística nas Serras Gerais é uma área que precisa de atenção significativa. Os desafios incluem a melhoria das condições das estradas de acesso aos atrativos turísticos, aprimoramento da sinalização turística, e desenvolvimento de rotas integradas que conectem as diversas atrações da região. Há um esforço coletivo, envolvendo entidades como o Sebrae, para promover o turismo sustentável e fortalecer a economia regional, focando na melhoria da infraestrutura e acessibilidade​​.

Preservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Econômico Local:

A preservação da biodiversidade local é uma prioridade nas Serras Gerais, dada a riqueza de sua fauna e flora. Paralelamente, o turismo é visto como um catalisador para o desenvolvimento econômico local, trazendo benefícios para as comunidades. No entanto, é fundamental que esse desenvolvimento ocorra de maneira participativa, envolvendo as comunidades locais para garantir que os benefícios do turismo sejam compartilhados de forma justa e sustentável.

Políticas Públicas e Planejamento Participativo:

O Programa de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável (PDTIS) é uma iniciativa governamental que visa orientar o crescimento do turismo nas Serras Gerais com base em práticas sustentáveis. Este programa engloba ações de planejamento e organização do turismo, políticas públicas em turismo e estratégias de desenvolvimento do turismo, com um enfoque especial na participação comunitária. A ideia é contribuir para o desenvolvimento dos municípios da região das Serras Gerais, aproveitando suas potencialidades e promovendo uma nova realidade social, econômica e cultural​​.

A região das Serras Gerais, com seu vasto potencial turístico, enfrenta o desafio de desenvolver uma infraestrutura turística adequada e acessível, ao mesmo tempo em que se esforça para preservar seu ambiente natural e promover o desenvolvimento econômico local de forma sustentável. O envolvimento da comunidade local e a implementação de políticas públicas eficazes são essenciais para alcançar esses objetivos. A região se apresenta como um exemplo notável de como o turismo pode ser um aliado do desenvolvimento sustentável

  1. Futuro do Turismo na Região:

O futuro do turismo nas Serras Gerais, no Tocantins, é promissor, com diversos planos e projetos governamentais em andamento para promover o turismo sustentável e valorizar a cultura local. Uma dessas iniciativas é o projeto “Tocantins + Turismo”, lançado pelo Sebrae em parceria com o Governo do Estado. Este projeto visa beneficiar 600 empreendedores diretamente e mais de mil indiretamente, abrangendo setores como agro, logística, além do turismo. A transversalidade e a integração de diferentes secretarias e sistemas são fundamentais nesse processo de desenvolvimento socioeconômico​​.

Além disso, um plano de retomada do turismo foi elaborado para a região das Serras Gerais, com foco em estabelecer diretrizes de enfrentamento à Covid-19. Este plano inclui protocolos criteriosos de higiene pessoal, segurança sanitária, distanciamento social e sanitização de ambientes, visando garantir a qualidade e segurança nos atendimentos aos turistas. O plano envolve a participação de prefeituras, parceiros como a Universidade Federal do Tocantins (UFT), Sebrae e Adetuc, e é fundamental para a retomada segura das atividades turísticas na região​​.

Outra ação importante é a entrega da sinalização turística das Serras Gerais pelo Governo do Tocantins, que contribui para a integração da região ao maior corredor de ecoturismo do Brasil, abrangendo destinos como Chapada dos Veadeiros, Jalapão e Chapada das Mesas. Essa integração visa ampliar a permanência do turista no destino e gerar mais renda para a comunidade local através da atividade turística​​.

Especialistas e stakeholders locais, como o diretor técnico do Sebrae, destacam a importância da parceria entre o Sebrae e o Governo do Estado, enfatizando que essa colaboração aumenta as chances de resultados expressivos no desenvolvimento do turismo na região. A atuação conjunta é vista como um meio de multiplicar recursos e benefícios para empresários, turistas e potenciais investidores​​.

Em suma, o futuro do turismo nas Serras Gerais se apresenta com grande potencial, combinando esforços governamentais, expertise do Sebrae e a participação ativa da comunidade local. Essas iniciativas são fundamentais para promover um turismo responsável e sustentável, preservando o patrimônio natural e cultural dessa região única do Brasil.

Leia também:

Cidade do interior do Tocantins é reduto dos goianos apaixonados por carnaval de rua

Deserto no Nordeste do brasil tem oásis apaixonantes e dunas que tiram os fôlego dos turistas
Serras Gerais: Um paraíso exuberante bem pertinho de Goiás

Complexo de cachoeiras na Chapada dos Veadeiros encanta visitantes com piscinas naturais de águas cristalinas

Na pitoresca Chapada dos Veadeiros, em Goiás, um achadinho da região tem roubado a cena: o Complexo Boqueirão. Recentemente reinaugurado, esse atrativo se destaca pelas suas cinco piscinas naturais de águas cristalinas, proporcionando uma experiência única para os visitantes que buscam um refúgio na natureza.

A apenas 76 km do centro de Cavalcante, inserido na deslumbrante Região Turística da Chapada dos Veadeiros, o Complexo Boqueirão emerge como uma pérola escondida e agora aberta ao público. Fica na mesma estrada sentido o Complexo do Canjica/TO.

Localizado em uma fazenda particular, os proprietários decidiram compartilhar essa preciosidade natural com mais pessoas, tornando-a acessível a quem busca uma experiência autêntica e revigorante.

Complexo de cachoeiras na Chapada dos Veadeiros encanta visitantes com piscinas naturais de águas cristalinas

Foto: Luciano Guimarães/Goiás Turismo

O acesso às cinco piscinas naturais se dá por uma trilha de apenas 300 metros, proporcionando um convite irresistível para um mergulho revigorante em suas águas cristalinas verde-esmeraldas.

Além dos poços de águas cristalinas, tem um escorrega natural, uma pequena borda infinita e locais para saltar.

Complexo de cachoeiras na Chapada dos Veadeiros encanta visitantes com piscinas naturais de águas cristalinas

Foto: Luciano Guimarães/Goiás Turismo

É importante citar que a visitação ao Complexo Boqueirão é permitida apenas com o acompanhamento de guias locais, uma medida essencial para garantir a segurança dos visitantes e preservar o ambiente natural. Esses guias são profissionais experientes que conhecem a região como ninguém, indicando os melhores pontos para explorar e capturar imagens inesquecíveis.

Complexo de cachoeiras na Chapada dos Veadeiros encanta visitantes com piscinas naturais de águas cristalinas

Foto: Luciano Guimarães/Goiás Turismo

O ingresso para essa experiência é de R$ 50,00 por pessoa, um valor justo pelo acesso a um local tão singular. Além disso, o Complexo Boqueirão oferece serviços de alimentação por encomenda, permitindo que os visitantes desfrutem de um delicioso almoço ou lanche durante o dia. Essa comodidade elimina a necessidade de preocupações com refeições, possibilitando uma visita mais despreocupada e prazerosa.

Se você ainda não teve o prazer de conhecer o Complexo Boqueirão, considere adicioná-lo ao seu roteiro de viagem. Essa é uma oportunidade de se maravilhar com a beleza natural da Chapada dos Veadeiros e desfrutar de um refúgio revigorante.

 

Mais Informações do Complexo Boqueirão

Goiás Turismo – Agência Estadual de Turismo

  • Instagram: @goiasturismo | @goiasturismonoticias
  • Telefone: (62) 3201-8100

Cat de Cavalcante

  • Telefone: (62) 34941507

Guias de Turismo

  • Coleci: (61) 9 98093603
  • Júnior: (62) 996720556
  • Neri Paulino: (62) 9680-1216
  • Marilene: (61) 9688-4700
  • Marioci: (62) 9672-1417
  • Mário: (62) 9685-0490

Chapada do nordeste brasileiro tem poço azul apaixonante

O Parque Nacional da Chapada das Mesas, uma joia escondida no sul do Maranhão, é um destino turístico que merece atenção especial. Criado em 2005, este parque abrange uma área de 160 mil hectares, preservando a biodiversidade dos biomas do Cerrado, Caatinga e Amazônia. A região é acessível pelas rodovias BR-010 e BR-230, com entradas pelos municípios de Estreito, Riachão, Carolina e Imperatriz. O cenário deslumbrante da Chapada das Mesas é composto por formações rochosas que se assemelham a mesas, uma vegetação típica do sul do Maranhão, cânions e rios. Um dos locais mais emblemáticos é a Torre da Lua, em Carolina, que oferece uma vista panorâmica do parque​​.

A Chapada das Mesas, com seus atrativos naturais e culturais, oferece uma experiência singular para os visitantes. Entre seus principais pontos de interesse, destaca-se o Morro das Figuras, uma verdadeira cápsula do tempo gravada nas pedras. Este local abriga pinturas rupestres em seus paredões, testemunhos silenciosos da presença humana que remonta a eras ancestrais. A preservação destas pinturas proporciona aos visitantes uma janela para o passado, permitindo um vislumbre da história e cultura dos povos antigos que habitaram a região.

Junto ao aspecto histórico, a Chapada das Mesas é um refúgio para a biodiversidade. Os buritizais são ecossistemas ricos que servem de lar para uma vasta gama de espécies animais. Neste ambiente natural, visitantes podem observar macacos saltando entre as árvores, sucuris deslizando silenciosamente pelas águas, araras coloridas voando no céu e corujas vigilantes à espreita. A observação de vida selvagem nos buritizais oferece uma conexão íntima com a natureza, destacando a importância da preservação ambiental.

Além da riqueza histórica e biológica, as cachoeiras são um espetáculo à parte. A Cachoeira do Santuário, com suas impressionantes quedas d’água de 50 metros, é um espetáculo de força e beleza natural. A sonoridade das águas em queda livre e a névoa que se forma ao seu redor criam uma atmosfera mágica e revitalizante.

A Cachoeira de São Romão, conhecida como a maior do Maranhão em volume de água, oferece um cenário majestoso. A força e o volume das águas desta cachoeira ressaltam a grandiosidade da natureza, proporcionando um espetáculo visual e sonoro inesquecível para quem a visita.

Por fim, a Cachoeira de Santa Bárbara, com mais de 70 metros de altura, é outra joia da Chapada das Mesas. Esta cachoeira é particularmente notável pela formação rochosa que lembra a imagem da santa, combinando aspectos religiosos e naturais em um mesmo local. A queda d’água, cercada por essa formação rochosa única, oferece uma experiência visual única e é um local perfeito para reflexão e apreciação da natureza.

Cada um destes pontos turísticos na Chapada das Mesas oferece uma experiência única, combinando a beleza natural com aspectos culturais e históricos, tornando a visita a esta região uma jornada memorável através de paisagens naturais deslumbrantes e rica herança cultural.

Além disso, a Chapada das Mesas é conhecida pela prática de turismo de aventura, com atividades como rapel, trilhas, canionismo e observação de aves. A região é uma das preferidas dos turistas que buscam aventura, conforme estudo da Demanda Turística Internacional do Ministério do Turismo​​.

O Complexo Eco Turístico Poço Azul é um dos destaques, oferecendo cachoeiras, riachos, grutas, piscinas naturais e artificiais, além de uma infraestrutura impressionante para ecoturismo, com hospedagem em chalés, apartamentos, área de camping e um amplo restaurante self-service. O complexo proporciona atividades como tirolesa e rapel na Cachoeira de Santa Bárbara, mergulho com snorkel para observação de peixes coloridos e vegetação aquática, além de trilhas por entre penhascos e matas​​.

Outro local de interesse é o Complexo Turístico Pedra Caída, situado a aproximadamente 35 km da cidade de Carolina. Este complexo é um eco resort de primeira linha, com uma infraestrutura completa, incluindo heliporto, restaurante moderno, piscina e teleférico. Na entrada, há um centro de lazer com piscinas, toboáguas, vestiário, lanchonete e estacionamento. O complexo oferece uma variedade de atividades como tirolesa, arvorismo, trekking e mountain bike, tornando-o um destino perfeito para os aventureiros​​.

A Chapada das Mesas, portanto, é um destino fascinante que oferece uma combinação única de beleza natural, atividades de aventura e infraestrutura turística de alto nível. É um local que encanta não só pela sua riqueza natural e cultural, mas também pela variedade de experiências que proporciona aos visitantes.

Leia Mais:

Deserto no Nordeste do brasil tem oásis apaixonantes e dunas que tiram os fôlego dos turistas

Praia do nordeste consagrada pelo Washington Post como uma das mais bonitas do mundo é apaixonante e você precisa conhecer

Paraíso no Nordeste brasileiro encanta turistas com mar azul e cristalino

As cachoeiras mais próximas de Goiânia com fácil acesso para ir com crianças e idosos

Com as férias chegando,  aquele desejo de escapar da rotina e se aventurar ao ar livre só aumenta. Mas as férias não são as mesmas com quem amamos, não é? Sempre surgem aqueles receios de que as trilhas e destinos naturais sejam demais para os pequenos aventureiros ou para os sábios veteranos da família? Bem, temos boas notícias para você! Goiânia está rodeada de paraísos que são verdadeiros convites à diversão, sem exigir o vigor de um atleta olímpico. Acessibilidade e aventura se reúnem em um só lugar!

Pensando nisso, o Guia Curta Mais preparou uma lista com algumas cachoeiras próximas de Goiânia, onde tanto crianças como idosos podem desfrutar de momentos de diversão, com segurança e conforto.

Então calce seu par de tênis mais confortável, pegue uma toalha e chame a família para te acompanhar nestas jornadas que prometem refrescar seus dias com os destinos mais bonitos que o Estado de Goiás pode proporcionar!

Maior lago subterrâneo da América Latina fica em Goiás e é fascinante

Cocalzinho de Goiás, um município brasileiro no estado de Goiás, é o lar da Caverna dos Ecos, uma maravilha natural que abriga o Lago dos Ecos, o maior lago subterrâneo da América do Sul. Localizada entre Goiânia, a cerca de 133 km, e Brasília, a aproximadamente 120 km, a cidade se tornou um ponto de encontro para turistas em busca de aventuras naturais e ecológicas. Além da Caverna dos Ecos, Cocalzinho é notável por sua diversidade ambiental, incluindo cachoeiras espetaculares e vastas áreas de cerrado.

A descoberta da Caverna dos Ecos em março de 1975 revelou um mundo subterrâneo fascinante, com uma extensão de 1.725 metros e uma profundidade de 150 metros. A singularidade geológica da caverna, composta principalmente por mica e calcário, cria um ambiente sem espeleotemas, proporcionando uma experiência única aos visitantes. A presença de guias especializados é essencial para explorar este ambiente, dada a sua complexidade e importância ecológica.

A economia de Cocalzinho de Goiás é impulsionada pelo turismo e pela produção de vinhos, surpreendendo enólogos e amantes do vinho. Embora seja uma cidade menor e menos conhecida, oferece uma experiência autêntica e imersiva em sua rica cultura e natureza. O turismo ainda não explorou completamente a área, o que permite uma visita mais pacífica e pessoal, mas requer planejamento, especialmente para acessar a Caverna dos Ecos durante a estação seca, conforme exigido pelo IBAMA.

Saiba mais:

ChatGPT

Cocalzinho de Goiás, uma cidade pitoresca repleta de belezas naturais, rivaliza em encantos com seus vizinhos Corumbá e Pirenópolis, não ficando atrás em termos de atrações turísticas. Esta joia escondida, que abriga o maior lago subterrâneo da América Latina, tem sido o foco da campanha “Isso é Goiás”, promovida nas redes sociais pela Assembleia Legislativa.

Fundada ao redor de uma fábrica de cimento em 1961, Cocalzinho de Goiás emergiu como um vilarejo durante a construção de Brasília. Originalmente parte da zona rural de Corumbá de Goiás, a cidade se emancipou na década de 1990. Hoje, com pouco mais de 20 mil habitantes, Cocalzinho é um refúgio de tranquilidade e beleza natural.

A cidade é cercada por rios como o Corumbá, Areias, Oliveira Costa e Verde, que moldam a paisagem com suas inúmeras cachoeiras, como a dos Caiapós, do Morrinho dos Pireneus e do Pedro Belo. Estas cachoeiras, com suas quedas d’água variadas e piscinas naturais, são verdadeiras joias naturais da região.

As montanhas, serras e grutas locais são outras riquezas notáveis. Parte do Parque Estadual da Serra dos Pireneus, que se estende além das fronteiras do município, a região oferece vistas de cerrados rupestres, formações rochosas e nascentes. O Pico dos Pireneus, com 1.385 metros de altitude, proporciona uma vista espetacular da região e abriga uma charmosa capela dedicada à Santíssima Trindade.

A Caverna dos Ecos, uma das grutas mais importantes ambientalmente do Brasil, é a atração mais famosa de Cocalzinho. Seu interior abriga o maior lago de caverna em rocha micaxisto e calcário da América Latina, um verdadeiro espetáculo da natureza.

Além das belezas naturais, Cocalzinho de Goiás também é repleto de história. A cidade integra importantes rotas históricas, como a linha imaginária do Tratado de Tordesilhas, os caminhos do Anhanguera no século XVIII, a Estrada Colonial no Planalto Central e a rota da Comissão Cruls, que demarcou o quadrilátero da futura capital federal. Recentemente, foi reconhecida como o portal da região “Caminho do Ouro” no Programa Nacional de Regionalização de Turismo desenvolvido pelo Ministério do Turismo.

Com uma combinação única de beleza natural, tranquilidade e rica história, Cocalzinho de Goiás é um destino imperdível para quem busca explorar as maravilhas do estado de Goiás.

Leia também:

Cidade goiana tem águas quentinhas que brotam a até 70 graus

Cidade goiana é considerada a “capital dos motéis” da América Latina

Descubra detalhes de Rio Verde, a fascinante cidade goiana que foi de ‘Capital das Abóboras’ a ‘gigante da soja’

Maior jazida de pedras preciosas do mundo fica em Goiás

A cidade de Cristalina, em Goiás, é conhecida por abrigar a maior reserva de cristais de rocha do mundo. Essa jazida de pedras preciosas destaca-se pela sua diversidade e abundância, atraindo não só interessados em mineração e comércio de gemas, mas também turistas e entusiastas das ciências naturais.

A história de Cristalina está intimamente ligada à descoberta e exploração de seus cristais. Tudo começou no século XVIII, quando bandeirantes encontraram grandes pedras de várias tonalidades espalhadas pelo chão na região. Inicialmente desprezados por não serem ouro ou prata, esses cristais só ganharam atenção quando enviados para a França e fizeram sucesso em Paris pela sua alta pureza. O município foi oficialmente fundado em 1917, inicialmente chamado de São Sebastião dos Cristais, sendo renomeado para Cristalina no ano seguinte​​​​.

Cristalina não é apenas um centro de mineração e comércio de cristais. A cidade também é um destino turístico notável, oferecendo várias atrações naturais e culturais. Entre elas estão a Pedra Chapéu do Sol, um cartão-postal da região, a Cachoeira Praia das Lajes, a Reserva Particular de Patrimônio Natural Linda Serra dos Topázios, e o Mercado do Cristal, onde é possível observar a fabricação de joias de cristal e adquirir peças exclusivas​​.

Além disso, a região é rica em belezas naturais, incluindo cerca de 500 hectares de cerrado nativo e aproximadamente 20 cachoeiras de águas cristalinas, que atraem naturalistas, biólogos e pesquisadores. Essa área de preservação ambiental contribui para a manutenção da fauna e flora originais da região, algumas das quais estão em risco de extinção​​​​​​.

Por fim, a cidade também oferece atividades de turismo de aventura, como garimpo de cristais, passeios de jeep pelo cerrado e a possibilidade de mergulho na Lagoa dos Cristais, no Adventure Park. Cristalina, com pouco mais de 60 mil habitantes, mantém um ambiente acolhedor típico do interior, com moradores amigáveis e comida caseira​​.

Essas características tornam Cristalina um local único, tanto para quem busca entender mais sobre minerais e cristais quanto para aqueles que desejam experiências turísticas imersivas na natureza e na cultura local.

Leia também:

Chapada das Emas: conheça as 10 cidades encantadoras que fazem parte do roteiro turístico

Nova região turística de Goiás tem lagoa azul apaixonante

Pirenópolis é apaixonante e vamos provar

8 passeios baratos para conhecer próximos a Goiânia

Nos arredores de Goiânia, há diversos destinos encantadores que oferecem hospedagem e atividades a preços razoáveis, proporcionando uma escapada da rotina da cidade grande. 

Para aqueles que nem sempre dispõem de tempo e recursos para viagens mais longas, essas alternativas mantêm viva a possibilidade de explorar novos destinos sem abrir mão das mochilas e do filtro solar.

Abaixo, detalhes sobre 8 lugares que merecem ser visitados, prometendo momentos repletos de aventura e sem pesar no bolso: