Paraíso goiano abriga maior lago subterrâneo da América Latina

Cocalzinho de Goiás é uma cidade que é um verdadeiro paraíso goiano. Ela se destaca por sua beleza natural e atrativos turísticos, localizada no interior de Goiás, Brasil. A cidade, fundada em 1990, surgiu inicialmente como um distrito desenvolvido ao redor da fábrica da Votorantim na zona rural de Corumbá de Goiás, obtendo sua emancipação anos depois. Com uma população de cerca de 25.016 habitantes e uma área de aproximadamente 1.785,339 km², Cocalzinho está estrategicamente situada a 130 km de Goiânia e a 104 km de Brasília, tornando-a acessível para visitantes dessas capitais.

Um dos principais atrativos turísticos de Cocalzinho é a Caverna dos Ecos, também conhecida como Gruta dos Ecos, que possui o maior lago subterrâneo da América Latina e é considerada uma das maiores cavernas do mundo formadas por micaxisto. A caverna tem mais de um quilômetro de extensão e chega a 150 metros de profundidade. As visitas são permitidas somente nos períodos de seca e com acompanhamento de guias locais.

Além da Caverna dos Ecos, Cocalzinho oferece outras atrações como a Tirolesa Voo dos Pireneus, localizada no Hotel Fazenda Tabapuã dos Pireneus, e diversas cachoeiras, entre elas a Cachoeira dos Pireneus e a Cachoeira do Girassol. A região é cercada por rios e montanhas, com destaque para a Serra dos Pirineus, que abriga uma das áreas mais preservadas da serra, com uma rica fauna e flora. A cidade também conta com a Fazenda Pireneus Vinhos e Vinhedos, internacionalmente reconhecida, onde os visitantes podem desfrutar de passeios e degustações de vinhos.

Cocalzinho de Goiás é uma cidade ideal para quem busca relaxamento, contato com a natureza, turismo rural e de aventura, e uma oportunidade de experimentar a culinária local e as belezas naturais do Cerrado. Com suas paisagens deslumbrantes e muitos mistérios, a pequena cidade goiana oferece pontos de ecoturismo que atraem visitantes em busca de experiências únicas.

Leia também:

Cidade goiana abriga extraordinário refúgio natural que abriga segredos ocultos

Cidade goiana tem águas quentinhas que brotam a até 70 graus

5 melhores cidades para curtir o Carnaval 2024

Divisa de Goiás e Tocantins tem um paraíso do ecoturismo que deixa turistas apaixonados

Em um país repleto de destinos turísticos renomados, as Serras Gerais, situadas no estado do Tocantins, emergem como uma jóia ainda pouco explorada. Distante dos holofotes do turismo de massa, esta região fascina com suas paisagens naturais de tirar o fôlego, uma biodiversidade exuberante e um rico patrimônio cultural.

As Serras Gerais, localizadas no sudeste do Tocantins, representam uma combinação fascinante de características naturais e culturais. Esta região é conhecida por suas impressionantes formações de arenito, que dão origem a cânions, grutas, cavernas e escarpas únicas, oferecendo um cenário espetacular para os visitantes. Entre suas formações rochosas mais famosas está a Serra do Espírito Santo, parte do Parque Estadual do Jalapão, conhecida por ser um dos principais pontos turísticos da área.

A biodiversidade das Serras Gerais é notável, adaptada a um ambiente predominantemente árido e semiárido. A flora inclui espécies únicas como o buriti, o pequi e o caju, que prosperam no cerrado. A fauna é igualmente diversificada, abrangendo desde o lobo-guará e o tamanduá-bandeira até veados, aves de rapina e uma variedade de répteis. A região é também um destino popular para observação de aves, com espécies únicas e raras que fazem parte do ecossistema do cerrado.

A riqueza cultural das Serras Gerais é profundamente influenciada por sua história. Antes da chegada dos europeus, a região era habitada por povos indígenas como os Karajá, Xerente e Xavante. Com a colonização, comunidades quilombolas se estabeleceram, preservando suas tradições culturais até os dias atuais. As festas religiosas, como a Festa do Senhor do Bonfim, são uma fusão de elementos religiosos com tradições culturais locais, incluindo música, dança e pratos típicos.

A região das Serras Gerais é composta por diversos municípios, incluindo Arraias, Almas, Aurora do Tocantins, Dianópolis, Natividade, Lavandeira, Rio da Conceição, Combinado e Taguatinga. O turismo na região está crescendo, com atividades variadas como trilhas, rapel, escalada, observação de aves, passeios de 4×4 e visitas às comunidades quilombolas. Há um esforço contínuo para promover o turismo sustentável e conscientizar sobre a importância da conservação ambiental, garantindo que as futuras gerações possam desfrutar dessas maravilhas naturais e culturais.

  1. Atrações Turísticas Principais:

As águas cristalinas das cachoeiras, como a Cachoeira do Soninho e o Rio Azuis, são convites à aventura e relaxamento. Estas áreas naturais, de acesso variável, oferecem atividades como banhos refrescantes, mergulho e canoagem. As trilhas nas Serras Gerais são um paraíso para caminhantes e observadores de aves. Percursos como a Trilha do Mirante proporcionam uma imersão na natureza e vistas espetaculares.

A riqueza cultural da região se manifesta em suas festas tradicionais, como a Festa do Divino Espírito Santo, além da culinária local, que mistura sabores indígenas e sertanejos, e um artesanato rico em cores e formas.

  1. Turismo Sustentável e Desafios:

No contexto do turismo sustentável nas Serras Gerais, Tocantins, há uma série de desafios e oportunidades que estão sendo abordados para impulsionar a região como um destino turístico promissor, ao mesmo tempo em que se preserva sua riqueza natural e cultural.

Desafios de Infraestrutura e Acessibilidade:

A infraestrutura turística nas Serras Gerais é uma área que precisa de atenção significativa. Os desafios incluem a melhoria das condições das estradas de acesso aos atrativos turísticos, aprimoramento da sinalização turística, e desenvolvimento de rotas integradas que conectem as diversas atrações da região. Há um esforço coletivo, envolvendo entidades como o Sebrae, para promover o turismo sustentável e fortalecer a economia regional, focando na melhoria da infraestrutura e acessibilidade​​.

Preservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Econômico Local:

A preservação da biodiversidade local é uma prioridade nas Serras Gerais, dada a riqueza de sua fauna e flora. Paralelamente, o turismo é visto como um catalisador para o desenvolvimento econômico local, trazendo benefícios para as comunidades. No entanto, é fundamental que esse desenvolvimento ocorra de maneira participativa, envolvendo as comunidades locais para garantir que os benefícios do turismo sejam compartilhados de forma justa e sustentável.

Políticas Públicas e Planejamento Participativo:

O Programa de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável (PDTIS) é uma iniciativa governamental que visa orientar o crescimento do turismo nas Serras Gerais com base em práticas sustentáveis. Este programa engloba ações de planejamento e organização do turismo, políticas públicas em turismo e estratégias de desenvolvimento do turismo, com um enfoque especial na participação comunitária. A ideia é contribuir para o desenvolvimento dos municípios da região das Serras Gerais, aproveitando suas potencialidades e promovendo uma nova realidade social, econômica e cultural​​.

A região das Serras Gerais, com seu vasto potencial turístico, enfrenta o desafio de desenvolver uma infraestrutura turística adequada e acessível, ao mesmo tempo em que se esforça para preservar seu ambiente natural e promover o desenvolvimento econômico local de forma sustentável. O envolvimento da comunidade local e a implementação de políticas públicas eficazes são essenciais para alcançar esses objetivos. A região se apresenta como um exemplo notável de como o turismo pode ser um aliado do desenvolvimento sustentável

  1. Futuro do Turismo na Região:

O futuro do turismo nas Serras Gerais, no Tocantins, é promissor, com diversos planos e projetos governamentais em andamento para promover o turismo sustentável e valorizar a cultura local. Uma dessas iniciativas é o projeto “Tocantins + Turismo”, lançado pelo Sebrae em parceria com o Governo do Estado. Este projeto visa beneficiar 600 empreendedores diretamente e mais de mil indiretamente, abrangendo setores como agro, logística, além do turismo. A transversalidade e a integração de diferentes secretarias e sistemas são fundamentais nesse processo de desenvolvimento socioeconômico​​.

Além disso, um plano de retomada do turismo foi elaborado para a região das Serras Gerais, com foco em estabelecer diretrizes de enfrentamento à Covid-19. Este plano inclui protocolos criteriosos de higiene pessoal, segurança sanitária, distanciamento social e sanitização de ambientes, visando garantir a qualidade e segurança nos atendimentos aos turistas. O plano envolve a participação de prefeituras, parceiros como a Universidade Federal do Tocantins (UFT), Sebrae e Adetuc, e é fundamental para a retomada segura das atividades turísticas na região​​.

Outra ação importante é a entrega da sinalização turística das Serras Gerais pelo Governo do Tocantins, que contribui para a integração da região ao maior corredor de ecoturismo do Brasil, abrangendo destinos como Chapada dos Veadeiros, Jalapão e Chapada das Mesas. Essa integração visa ampliar a permanência do turista no destino e gerar mais renda para a comunidade local através da atividade turística​​.

Especialistas e stakeholders locais, como o diretor técnico do Sebrae, destacam a importância da parceria entre o Sebrae e o Governo do Estado, enfatizando que essa colaboração aumenta as chances de resultados expressivos no desenvolvimento do turismo na região. A atuação conjunta é vista como um meio de multiplicar recursos e benefícios para empresários, turistas e potenciais investidores​​.

Em suma, o futuro do turismo nas Serras Gerais se apresenta com grande potencial, combinando esforços governamentais, expertise do Sebrae e a participação ativa da comunidade local. Essas iniciativas são fundamentais para promover um turismo responsável e sustentável, preservando o patrimônio natural e cultural dessa região única do Brasil.

Leia também:

Cidade do interior do Tocantins é reduto dos goianos apaixonados por carnaval de rua

Deserto no Nordeste do brasil tem oásis apaixonantes e dunas que tiram os fôlego dos turistas
Serras Gerais: Um paraíso exuberante bem pertinho de Goiás

Complexo de cachoeiras na Chapada dos Veadeiros encanta visitantes com piscinas naturais de águas cristalinas

Na pitoresca Chapada dos Veadeiros, em Goiás, um achadinho da região tem roubado a cena: o Complexo Boqueirão. Recentemente reinaugurado, esse atrativo se destaca pelas suas cinco piscinas naturais de águas cristalinas, proporcionando uma experiência única para os visitantes que buscam um refúgio na natureza.

A apenas 76 km do centro de Cavalcante, inserido na deslumbrante Região Turística da Chapada dos Veadeiros, o Complexo Boqueirão emerge como uma pérola escondida e agora aberta ao público. Fica na mesma estrada sentido o Complexo do Canjica/TO.

Localizado em uma fazenda particular, os proprietários decidiram compartilhar essa preciosidade natural com mais pessoas, tornando-a acessível a quem busca uma experiência autêntica e revigorante.

Complexo de cachoeiras na Chapada dos Veadeiros encanta visitantes com piscinas naturais de águas cristalinas

Foto: Luciano Guimarães/Goiás Turismo

O acesso às cinco piscinas naturais se dá por uma trilha de apenas 300 metros, proporcionando um convite irresistível para um mergulho revigorante em suas águas cristalinas verde-esmeraldas.

Além dos poços de águas cristalinas, tem um escorrega natural, uma pequena borda infinita e locais para saltar.

Complexo de cachoeiras na Chapada dos Veadeiros encanta visitantes com piscinas naturais de águas cristalinas

Foto: Luciano Guimarães/Goiás Turismo

É importante citar que a visitação ao Complexo Boqueirão é permitida apenas com o acompanhamento de guias locais, uma medida essencial para garantir a segurança dos visitantes e preservar o ambiente natural. Esses guias são profissionais experientes que conhecem a região como ninguém, indicando os melhores pontos para explorar e capturar imagens inesquecíveis.

Complexo de cachoeiras na Chapada dos Veadeiros encanta visitantes com piscinas naturais de águas cristalinas

Foto: Luciano Guimarães/Goiás Turismo

O ingresso para essa experiência é de R$ 50,00 por pessoa, um valor justo pelo acesso a um local tão singular. Além disso, o Complexo Boqueirão oferece serviços de alimentação por encomenda, permitindo que os visitantes desfrutem de um delicioso almoço ou lanche durante o dia. Essa comodidade elimina a necessidade de preocupações com refeições, possibilitando uma visita mais despreocupada e prazerosa.

Se você ainda não teve o prazer de conhecer o Complexo Boqueirão, considere adicioná-lo ao seu roteiro de viagem. Essa é uma oportunidade de se maravilhar com a beleza natural da Chapada dos Veadeiros e desfrutar de um refúgio revigorante.

 

Mais Informações do Complexo Boqueirão

Goiás Turismo – Agência Estadual de Turismo

  • Instagram: @goiasturismo | @goiasturismonoticias
  • Telefone: (62) 3201-8100

Cat de Cavalcante

  • Telefone: (62) 34941507

Guias de Turismo

  • Coleci: (61) 9 98093603
  • Júnior: (62) 996720556
  • Neri Paulino: (62) 9680-1216
  • Marilene: (61) 9688-4700
  • Marioci: (62) 9672-1417
  • Mário: (62) 9685-0490

Chapada do nordeste brasileiro tem poço azul apaixonante

O Parque Nacional da Chapada das Mesas, uma joia escondida no sul do Maranhão, é um destino turístico que merece atenção especial. Criado em 2005, este parque abrange uma área de 160 mil hectares, preservando a biodiversidade dos biomas do Cerrado, Caatinga e Amazônia. A região é acessível pelas rodovias BR-010 e BR-230, com entradas pelos municípios de Estreito, Riachão, Carolina e Imperatriz. O cenário deslumbrante da Chapada das Mesas é composto por formações rochosas que se assemelham a mesas, uma vegetação típica do sul do Maranhão, cânions e rios. Um dos locais mais emblemáticos é a Torre da Lua, em Carolina, que oferece uma vista panorâmica do parque​​.

A Chapada das Mesas, com seus atrativos naturais e culturais, oferece uma experiência singular para os visitantes. Entre seus principais pontos de interesse, destaca-se o Morro das Figuras, uma verdadeira cápsula do tempo gravada nas pedras. Este local abriga pinturas rupestres em seus paredões, testemunhos silenciosos da presença humana que remonta a eras ancestrais. A preservação destas pinturas proporciona aos visitantes uma janela para o passado, permitindo um vislumbre da história e cultura dos povos antigos que habitaram a região.

Junto ao aspecto histórico, a Chapada das Mesas é um refúgio para a biodiversidade. Os buritizais são ecossistemas ricos que servem de lar para uma vasta gama de espécies animais. Neste ambiente natural, visitantes podem observar macacos saltando entre as árvores, sucuris deslizando silenciosamente pelas águas, araras coloridas voando no céu e corujas vigilantes à espreita. A observação de vida selvagem nos buritizais oferece uma conexão íntima com a natureza, destacando a importância da preservação ambiental.

Além da riqueza histórica e biológica, as cachoeiras são um espetáculo à parte. A Cachoeira do Santuário, com suas impressionantes quedas d’água de 50 metros, é um espetáculo de força e beleza natural. A sonoridade das águas em queda livre e a névoa que se forma ao seu redor criam uma atmosfera mágica e revitalizante.

A Cachoeira de São Romão, conhecida como a maior do Maranhão em volume de água, oferece um cenário majestoso. A força e o volume das águas desta cachoeira ressaltam a grandiosidade da natureza, proporcionando um espetáculo visual e sonoro inesquecível para quem a visita.

Por fim, a Cachoeira de Santa Bárbara, com mais de 70 metros de altura, é outra joia da Chapada das Mesas. Esta cachoeira é particularmente notável pela formação rochosa que lembra a imagem da santa, combinando aspectos religiosos e naturais em um mesmo local. A queda d’água, cercada por essa formação rochosa única, oferece uma experiência visual única e é um local perfeito para reflexão e apreciação da natureza.

Cada um destes pontos turísticos na Chapada das Mesas oferece uma experiência única, combinando a beleza natural com aspectos culturais e históricos, tornando a visita a esta região uma jornada memorável através de paisagens naturais deslumbrantes e rica herança cultural.

Além disso, a Chapada das Mesas é conhecida pela prática de turismo de aventura, com atividades como rapel, trilhas, canionismo e observação de aves. A região é uma das preferidas dos turistas que buscam aventura, conforme estudo da Demanda Turística Internacional do Ministério do Turismo​​.

O Complexo Eco Turístico Poço Azul é um dos destaques, oferecendo cachoeiras, riachos, grutas, piscinas naturais e artificiais, além de uma infraestrutura impressionante para ecoturismo, com hospedagem em chalés, apartamentos, área de camping e um amplo restaurante self-service. O complexo proporciona atividades como tirolesa e rapel na Cachoeira de Santa Bárbara, mergulho com snorkel para observação de peixes coloridos e vegetação aquática, além de trilhas por entre penhascos e matas​​.

Outro local de interesse é o Complexo Turístico Pedra Caída, situado a aproximadamente 35 km da cidade de Carolina. Este complexo é um eco resort de primeira linha, com uma infraestrutura completa, incluindo heliporto, restaurante moderno, piscina e teleférico. Na entrada, há um centro de lazer com piscinas, toboáguas, vestiário, lanchonete e estacionamento. O complexo oferece uma variedade de atividades como tirolesa, arvorismo, trekking e mountain bike, tornando-o um destino perfeito para os aventureiros​​.

A Chapada das Mesas, portanto, é um destino fascinante que oferece uma combinação única de beleza natural, atividades de aventura e infraestrutura turística de alto nível. É um local que encanta não só pela sua riqueza natural e cultural, mas também pela variedade de experiências que proporciona aos visitantes.

Leia Mais:

Deserto no Nordeste do brasil tem oásis apaixonantes e dunas que tiram os fôlego dos turistas

Praia do nordeste consagrada pelo Washington Post como uma das mais bonitas do mundo é apaixonante e você precisa conhecer

Paraíso no Nordeste brasileiro encanta turistas com mar azul e cristalino

As cachoeiras mais próximas de Goiânia com fácil acesso para ir com crianças e idosos

Com as férias chegando,  aquele desejo de escapar da rotina e se aventurar ao ar livre só aumenta. Mas as férias não são as mesmas com quem amamos, não é? Sempre surgem aqueles receios de que as trilhas e destinos naturais sejam demais para os pequenos aventureiros ou para os sábios veteranos da família? Bem, temos boas notícias para você! Goiânia está rodeada de paraísos que são verdadeiros convites à diversão, sem exigir o vigor de um atleta olímpico. Acessibilidade e aventura se reúnem em um só lugar!

Pensando nisso, o Guia Curta Mais preparou uma lista com algumas cachoeiras próximas de Goiânia, onde tanto crianças como idosos podem desfrutar de momentos de diversão, com segurança e conforto.

Então calce seu par de tênis mais confortável, pegue uma toalha e chame a família para te acompanhar nestas jornadas que prometem refrescar seus dias com os destinos mais bonitos que o Estado de Goiás pode proporcionar!

Maior lago subterrâneo da América Latina fica em Goiás e é fascinante

Cocalzinho de Goiás, um município brasileiro no estado de Goiás, é o lar da Caverna dos Ecos, uma maravilha natural que abriga o Lago dos Ecos, o maior lago subterrâneo da América do Sul. Localizada entre Goiânia, a cerca de 133 km, e Brasília, a aproximadamente 120 km, a cidade se tornou um ponto de encontro para turistas em busca de aventuras naturais e ecológicas. Além da Caverna dos Ecos, Cocalzinho é notável por sua diversidade ambiental, incluindo cachoeiras espetaculares e vastas áreas de cerrado.

A descoberta da Caverna dos Ecos em março de 1975 revelou um mundo subterrâneo fascinante, com uma extensão de 1.725 metros e uma profundidade de 150 metros. A singularidade geológica da caverna, composta principalmente por mica e calcário, cria um ambiente sem espeleotemas, proporcionando uma experiência única aos visitantes. A presença de guias especializados é essencial para explorar este ambiente, dada a sua complexidade e importância ecológica.

A economia de Cocalzinho de Goiás é impulsionada pelo turismo e pela produção de vinhos, surpreendendo enólogos e amantes do vinho. Embora seja uma cidade menor e menos conhecida, oferece uma experiência autêntica e imersiva em sua rica cultura e natureza. O turismo ainda não explorou completamente a área, o que permite uma visita mais pacífica e pessoal, mas requer planejamento, especialmente para acessar a Caverna dos Ecos durante a estação seca, conforme exigido pelo IBAMA.

Saiba mais:

ChatGPT

Cocalzinho de Goiás, uma cidade pitoresca repleta de belezas naturais, rivaliza em encantos com seus vizinhos Corumbá e Pirenópolis, não ficando atrás em termos de atrações turísticas. Esta joia escondida, que abriga o maior lago subterrâneo da América Latina, tem sido o foco da campanha “Isso é Goiás”, promovida nas redes sociais pela Assembleia Legislativa.

Fundada ao redor de uma fábrica de cimento em 1961, Cocalzinho de Goiás emergiu como um vilarejo durante a construção de Brasília. Originalmente parte da zona rural de Corumbá de Goiás, a cidade se emancipou na década de 1990. Hoje, com pouco mais de 20 mil habitantes, Cocalzinho é um refúgio de tranquilidade e beleza natural.

A cidade é cercada por rios como o Corumbá, Areias, Oliveira Costa e Verde, que moldam a paisagem com suas inúmeras cachoeiras, como a dos Caiapós, do Morrinho dos Pireneus e do Pedro Belo. Estas cachoeiras, com suas quedas d’água variadas e piscinas naturais, são verdadeiras joias naturais da região.

As montanhas, serras e grutas locais são outras riquezas notáveis. Parte do Parque Estadual da Serra dos Pireneus, que se estende além das fronteiras do município, a região oferece vistas de cerrados rupestres, formações rochosas e nascentes. O Pico dos Pireneus, com 1.385 metros de altitude, proporciona uma vista espetacular da região e abriga uma charmosa capela dedicada à Santíssima Trindade.

A Caverna dos Ecos, uma das grutas mais importantes ambientalmente do Brasil, é a atração mais famosa de Cocalzinho. Seu interior abriga o maior lago de caverna em rocha micaxisto e calcário da América Latina, um verdadeiro espetáculo da natureza.

Além das belezas naturais, Cocalzinho de Goiás também é repleto de história. A cidade integra importantes rotas históricas, como a linha imaginária do Tratado de Tordesilhas, os caminhos do Anhanguera no século XVIII, a Estrada Colonial no Planalto Central e a rota da Comissão Cruls, que demarcou o quadrilátero da futura capital federal. Recentemente, foi reconhecida como o portal da região “Caminho do Ouro” no Programa Nacional de Regionalização de Turismo desenvolvido pelo Ministério do Turismo.

Com uma combinação única de beleza natural, tranquilidade e rica história, Cocalzinho de Goiás é um destino imperdível para quem busca explorar as maravilhas do estado de Goiás.

Leia também:

Cidade goiana tem águas quentinhas que brotam a até 70 graus

Cidade goiana é considerada a “capital dos motéis” da América Latina

Descubra detalhes de Rio Verde, a fascinante cidade goiana que foi de ‘Capital das Abóboras’ a ‘gigante da soja’

Maior jazida de pedras preciosas do mundo fica em Goiás

A cidade de Cristalina, em Goiás, é conhecida por abrigar a maior reserva de cristais de rocha do mundo. Essa jazida de pedras preciosas destaca-se pela sua diversidade e abundância, atraindo não só interessados em mineração e comércio de gemas, mas também turistas e entusiastas das ciências naturais.

A história de Cristalina está intimamente ligada à descoberta e exploração de seus cristais. Tudo começou no século XVIII, quando bandeirantes encontraram grandes pedras de várias tonalidades espalhadas pelo chão na região. Inicialmente desprezados por não serem ouro ou prata, esses cristais só ganharam atenção quando enviados para a França e fizeram sucesso em Paris pela sua alta pureza. O município foi oficialmente fundado em 1917, inicialmente chamado de São Sebastião dos Cristais, sendo renomeado para Cristalina no ano seguinte​​​​.

Cristalina não é apenas um centro de mineração e comércio de cristais. A cidade também é um destino turístico notável, oferecendo várias atrações naturais e culturais. Entre elas estão a Pedra Chapéu do Sol, um cartão-postal da região, a Cachoeira Praia das Lajes, a Reserva Particular de Patrimônio Natural Linda Serra dos Topázios, e o Mercado do Cristal, onde é possível observar a fabricação de joias de cristal e adquirir peças exclusivas​​.

Além disso, a região é rica em belezas naturais, incluindo cerca de 500 hectares de cerrado nativo e aproximadamente 20 cachoeiras de águas cristalinas, que atraem naturalistas, biólogos e pesquisadores. Essa área de preservação ambiental contribui para a manutenção da fauna e flora originais da região, algumas das quais estão em risco de extinção​​​​​​.

Por fim, a cidade também oferece atividades de turismo de aventura, como garimpo de cristais, passeios de jeep pelo cerrado e a possibilidade de mergulho na Lagoa dos Cristais, no Adventure Park. Cristalina, com pouco mais de 60 mil habitantes, mantém um ambiente acolhedor típico do interior, com moradores amigáveis e comida caseira​​.

Essas características tornam Cristalina um local único, tanto para quem busca entender mais sobre minerais e cristais quanto para aqueles que desejam experiências turísticas imersivas na natureza e na cultura local.

Leia também:

Chapada das Emas: conheça as 10 cidades encantadoras que fazem parte do roteiro turístico

Nova região turística de Goiás tem lagoa azul apaixonante

Pirenópolis é apaixonante e vamos provar

8 passeios baratos para conhecer próximos a Goiânia

Nos arredores de Goiânia, há diversos destinos encantadores que oferecem hospedagem e atividades a preços razoáveis, proporcionando uma escapada da rotina da cidade grande. 

Para aqueles que nem sempre dispõem de tempo e recursos para viagens mais longas, essas alternativas mantêm viva a possibilidade de explorar novos destinos sem abrir mão das mochilas e do filtro solar.

Abaixo, detalhes sobre 8 lugares que merecem ser visitados, prometendo momentos repletos de aventura e sem pesar no bolso:

Corumbá (GO): Revelamos os maiores segredos do paraíso do Cerrado

O Salto de Corumbá, situado no município de Corumbá de Goiás, não apenas se destaca pela sua impressionante queda d’água de 50 metros de altura, mas também pela completa infraestrutura que acolhe os visitantes. Este complexo natural, que serve como um marco da região da Serra dos Pireneus, oferece uma experiência única de imersão na natureza com sua piscina natural originada da cachoeira e uma sequência de corredeiras, poços e lagos que convidam ao lazer e à contemplação. Além disso, uma gruta complementa o cenário, proporcionando aos visitantes uma oportunidade de explorar ainda mais as maravilhas geológicas da área.

Localizado estrategicamente entre as capitais Goiânia e Brasília, o Salto de Corumbá encontra-se a aproximadamente 124 quilômetros de distância de Goiânia e cerca de 120 quilômetros de Brasília, tornando-o um destino acessível para moradores e turistas que procuram um refúgio nas paisagens do Cerrado. A viagem pela BR-414 é facilitada por uma rodovia totalmente pavimentada, o que assegura um trajeto tranquilo e seguro até o complexo.

O Parque Natural Salto Corumbá se destaca como um dos expoentes do ecoturismo no Cerrado Goiano. Com sete cachoeiras em sua composição, o parque oferece uma experiência de imersão total na natureza para seus visitantes. Além das quedas d’água, o local disponibiliza infraestrutura para camping, pousada com instalações rústicas e confortáveis, restaurantes e um parque aquático. O ambiente é projetado para proporcionar tranquilidade, sendo um refúgio do barulho e estresse urbanos​​.

A experiência é enriquecida pelas atividades radicais disponíveis, que incluem desde trilhas que somam mais de 1,5 km, ideais para explorar a região e suas paisagens, até passeios a cavalo e a Trilha do Ouro, uma espécie de montanha-russa pelo cerrado. Para aqueles que buscam relaxamento, o parque funciona todos os dias, oferecendo o Day Use das 8h às 18h​4​​5​.

A gastronomia local é uma atração à parte, com opções de buffet self-service por quilo e serviço à la carte que oferecem pratos prontos e comida típica de boteco, ideal para um momento descontraído​​. Além disso, os visitantes podem desfrutar de sorvetes, picolés, drinks especiais e outras sobremesas. Para maior comodidade nas transações, o parque utiliza um sistema de cartão consumo, onde os visitantes carregam a quantia desejada e utilizam-no em pontos de recarga, garantindo mais agilidade e segurança​. Importante observar que algumas atividades são cobradas à parte e o parque oferece facilidades de pagamento, como parcelamento em até três vezes sem juros​​.

A cidade de Corumbá de Goiás, situada a apenas 8 km do parque, complementa a experiência turística. A cidade possui grande potencial turístico, sendo cercada pela vegetação típica do Cerrado e abrigando uma rica herança cultural e histórica. Corumbá de Goiás oferece inúmeras cachoeiras, rios e trilhas para exploração e tem uma posição estratégica entre Goiânia e Brasília, facilitando o acesso via rodovias asfaltadas​.

A cidade de Corumbá

A cidade de Corumbá de Goiás, fundada em 8 de setembro de 1731 como um pólo de mineração, é carregada de histórias e transformações. O nome Corumbá tem origem tupi-guarani e significa “banco de cascalho”, aludindo às atividades de mineração nos rios Corumbá e Ribeirão Bagagem. Com a inauguração da capela de Nossa Senhora da Penha de França em 1734, a povoação se tornou o centro de toda a região do Rio Corumbá​​.

A cidade foi moldada pela busca de riquezas naturais, como pedras preciosas, por bandeirantes paulistas e portugueses. Essa fase inicial de desenvolvimento foi seguida por um vaivém administrativo que viu Corumbá de Goiás ganhar e perder o status de vila e município várias vezes, até obter sua autonomia político-administrativa definitiva em 1902 e adotar seu nome atual em 1943 para diferenciar-se de uma cidade homônima em Mato Grosso​.

Hoje, o turismo se junta à agricultura e à pecuária como pilar econômico, com destaque para o Centro Histórico e as cachoeiras, embora o acesso a algumas atrações possa ser limitado sem veículo próprio​​. Corumbá de Goiás mantém a essência de cidade do interior com uma economia sustentada pela produção de alimentos como milho, feijão, soja e pela criação de gado, complementada pelo turismo que valoriza sua rica herança cultural e natural​.

 

Leia também:

Projeto goiano vai fornecer gratuitamente tratamento com produtos a base de cannabis para pacientes carentes – Curta Mais

 

Goiânia recebe Caravana de Natal da Coca-cola. Saiba detalhes – Curta Mais

 

Foto: Prefeitura de Corumbá

Fantástica região turística de Goiás é destaque no globo repórter

Pirenópolis, joia encravada na imponente Serra dos Pireneus, desperta encanto e admiração em todos que têm o privilégio de conhecê-la. 

Suas ruas de pedras históricas e casarões coloniais contam a história rica e vibrante do Brasil colonial. No entanto, o verdadeiro tesouro desta cidade repousa em suas cachoeiras, verdadeiros oásis de tranquilidade e beleza natural. 

Entre elas, o majestoso Salto do Corumbá e seu vizinho Cocalzinho de Goiás, compostos por acolhedoras e magníficas cachoeiras, destacam-se como testemunhas silenciosas do esplendor da natureza. 

Suas águas límpidas e quedas d’água imponentes convidam à contemplação e ao refúgio do cotidiano, proporcionando experiências inesquecíveis a todos que têm a felicidade de explorá-las.

 

Foto: Reprodução

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

>Veja também<

https://www.curtamais.com.br/goiania/10-pousadas-em-pirenopolis-com-diarias-de-r-90-00-a-r-240-00

https://www.curtamais.com.br/goiania/conheca-pirenopolis

 

 

Programas no entorno se Goiânia para trazer uma pausa bem-vinda do calor

Nos dias ensolarados e quentes o que mais queremos é encontrar refúgios agradáveis para escapar do calor intenso. Felizmente, Goiânia oferece uma variedade de programas perfeitos para fugir do calor. Preparamos, então, uma lista com diversas programações para quem mora em Goiânia ou nos entornos da Capital, que proporcionam uma pausa bem-vinda do calor, perfeita para quem deseja aproveitar o fim de semana.

 

Clubes

Não há nada como um clube para se refrescar e se divertir, com entretenimento garantido para toda a família.

 

1- Arca Parque

 

Endereço: Rodovia dos Romeiros, Km 30
Complexo Terra Santa, Trindade, Goiás – 35 min de Goiânia

Telefone: (62) 4000-2899

Horários de funcionamento: Sábados, Domingos e feriados 10h às 17h30

 

2- Clube Jaó

 

Endereço: Av. Quitandinha, 600 – St. Jao, Goiânia – GO, 74673-060

Telefone: (62) 3269-8000

Horário de funcionamento: 

Segunda, Quarta e Sexta 8h00 às 20h00 

Terça 8h00 às 22h00 

Quinta, Sábado e Domingo 8h00 às 18h00

 

3- Goiânia Park

 

Endereço: Av Dom Pedro II Nº 360 Setor Sítio Recreio Mansões do Campus – Chácaras de Recreio Samambaia, Goiânia – GO, 74691-210

Telefone: (62) 98157-8698

Horário de funcionamento: Sábado e Domingo 9h00 às 17h00

 

Cachoeiras

Com água fresca e cristalina, as cachoeiras representam a escolha ideal para quem busca se refrescar em meio à natureza.

 

1- Cachoeira das Araras 

 

Endereço: Rodovia GO-338, Km 18 Zona Rural, Pirenópolis – GO, 72980-000

Telefone: (62) 99925-1040

Horário de funcionamento: Segunda a Domingo 7h00 às 17h00

 

2- Cachoeira Meia Lua

 

Endereço: Estrada das Cachoeiras Zona Rural, Pirenópolis – GO, 72980-000

Telefone: (62) 99836-8513

Horário de funcionamento: Segunda a Domingo 9h00 às 17h00

 

3- Salto do Corumbá

 

Endereço: BR-414 Km383 Zona Rural, Corumbá de Goiás – GO, 72960-000

Telefone: (62) 99658-7357

Horário de funcionamento: Segunda a Domingo 8h00 às 18h00

 

Pesque Pague

Para os amantes de uma programação relaxante e divertida em meio à natureza, o pesque e pague é a opção perfeita.

 

1- Engenho Velho

 

Endereço: Av. Rio Branco – Parque dos Buritis, Trindade – GO, 75380-000

Áreas atendidas: Trindade

Telefone: (62) 99314-6600

Horário de funcionamento: 

Quinta a Terça 8h00 às 18h00

 

2- Pesque Pague El Shaday

 

Endereço: Av alameda do Almeida chácara 04 – Jardim Luz, Aparecida de Goiânia – GO, 74915-245

Telefone: (62) 99504-5711

Horário de funcionamento: Quarta a Segunda 8h00 às 18h00  

Segunda e quarta 9h00 às 18h00

Quinta 10h00 às 18h00

Sexta, Sábado e Domingo 8h00 às 18h00

 

3- Clube de Pesca Lago Azul

 

Endereço: Unnamed Road, Goiânia – GO

Telefone: (62) 99944-4911

Horário de funcionamento: 

Segunda, Quarta Quinta e Sexta 9h00 às 18h30

Sábado e Domingo 8h00 às 18h30

Sorveterias e Açaiterias 

Para encerrar a programação do melhor jeito, nada melhor do que aproveitar um sorvete ou açaí bem geladinho.

 

1- D’liciê Sorveteria e Açaiteria

 

Endereço: Res. Sen. Paranhos, Goiânia – GO, 74786-120

Telefone: (62) 99404-1786

Horário de funcionamento: Segunda a Domingo 14h00 às 22h00 

 

2- Mais Eu Sorvetes & Açaí

 

Endereço: Rua Charita c, Av. Leblon, Qd. 135 – Lt. 01, Goiânia – GO, 74843-510

Telefone: (62) 99909-9091

Horário de funcionamento: Segunda a Domingo 12h00 às 21h00

3- Açaí do Ninja Amendoeiras

 

Endereço: Av. Paulo Alves da Costa, 175 – Parque das Amendoeiras, Goiânia – GO, 74780-500

Telefone: (62) 99304-7853

Horário de funcionamento: Segunda a Domingo 12h00 às 23h00 

 

Cada local oferece uma variedade de opções perfeitas para escapar do calor e desfrutar de momentos refrescantes e divertidos em meio à natureza. Seja explorando cachoeiras, relaxando em pesque e pague ou saboreando um sorvete geladinho, a região oferece diversas atividades para atender a todos os gostos. Portanto, independente da sua preferência, é possível encontrar em meio a esta lista a alternativa perfeita para se refrescar e aproveitar o clima quente da melhor forma.

 

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

 

>Veja Também<

 

7 drinks gelados com deliciosas frutas típicas do cerrado pra se refrescar do calor

 

10 Airbnb`s fantásticos em Pirenópolis para fugir do calor

 

5 maneiras de economizar energia com o ar-condicionado ligado no calor de Goiânia

Cachoeiras bem pertinho de Goiânia para fugir do calor e aproveitar o feriado

Goiânia continua com o calor “torando” e a previsão é de temperaturas recordes no feriado. Mas temos ótimas notícias para quem quer escapar da cidade fervente!

Para aqueles que planejam fugir do calor neste feriado, apresentamos uma lista de 10 cachoeiras nos arredores de Goiânia, algumas delas pouco conhecidas, que valem a visita.

Chame os amigos ou traga a família para um mergulho revigorante e divirta-se!

 

1. Cachoeira das Lajes – Inhumas, a 37km de Goiânia

cachoeira

 

Foto: Prefeitura de Inhumas/Divulgação

Nos arredores de Goiânia, a Cachoeira das Lajes oferece uma experiência completa com restaurante, área de camping, piscina de água corrente e trilhas ecológicas. Perfeita para uma escapada relaxante.

Endereço: Rodovia GO-070, Km 43, s/n – Zona Rural, Inhumas – GO, 75370-000

Telefone: (62) 3511-2612

 

2. Salto Corumbá – Corumbá de Goiás, a 113km de Goiânia

Salto de Corumbá em Goiás - vamosporai.com

Foto: Vamos por Aí

Entre as sete cachoeiras do Salto de Corumbá, a Salto Corumbá se destaca com uma queda impressionante de 50 metros. Água cristalina e trilhas sinalizadas fazem desta uma parada imperdível.

Endereço: Rodovia BR 414 km 383 ZONA RURAL, ⛉ Rodovia BR, 414, Corumbá de Goiás – GO

Telefone: (62) 99658-7357

 

3. Cachoeira das Araras – Pirenópolis, a 128km de Goiânia

CACHOEIRA DAS ARARAS (PIRENÓPOLIS): 32 fotos, comparação de preços e 30  avaliações - Tripadvisor

Foto: TripAdvisor

A Cachoeira das Araras, com sua queda de 7 metros, é ideal para uma escapada em família. Não há necessidade de trilhas complicadas, tornando-a perfeita para todas as idades.

Endereço: Rodovia GO-338, Km 18 Zona Rural, Pirenópolis – GO

Telefone: (62) 99925-1040

4. Cachoeira do Abade – Pirenópolis, a 128km de Goiânia

Cachoeira e Reserva do Abade - Pirenópolis

Foto: Melhores Destinos

Com 22 metros de queda, a Cachoeira do Abade é uma das mais procuradas em Pirenópolis. Com suas águas cristalinas e areias brancas, parece uma pequena praia escondida.

Endereço: R. Pireneus, Km 17 – Zona Rural, Pirenópolis – GO

Telefone: (62) 99201-0996

 

5. Cachoeira do Cervo – Paraúna, a 126km de Goiânia

Foto: Prefeitura de Paraúna

A Cachoeira do Cervo em Paraúna oferece lagos para um banho refrescante, tornando-se um destino popular para os moradores locais.

Como chegar: Paraúna fica a 126km de Goiânia, com acesso pela BR-060.

Informações: (64) 3556-1800

 

6. Cachoeira das Andorinhas – Cidade de Goiás, a 142km de Goiânia

Cachoeira das Andorinhas: refúgio pra quem busca relaxar à apenas 2 horas  de Goiânia - Curta Mais

Foto: divulgação

A apenas 7 km da histórica Cidade de Goiás Velho, a Cachoeira das Andorinhas, com seus oito metros de altura, é um local perfeito para um mergulho relaxante.

Telefone: (62) 3371-4441

 

7. Cachoeira do Arrojado – Cristalina, a 179 km de Goiânia

Cachoeira do Arrojado: conheça essa beleza natural nos arredores de  Brasília - Curta Mais

Foto: divulgação

Localizada a 15 km de Cristalina, a Cachoeira do Arrojado tem uma forma semicircular única. Seus 10 metros de altura e 50 metros de comprimento fazem deste local um ótimo destino para os amantes da natureza.

 

8. Salto do Tororó – Brasília-DF, a 225km de Goiânia

Cachoeira do Tororó: conheça a queda d'água mais próxima de Brasília - Casa  e Jardim | Viagem

Foto: Casa e Jardim

Perto de Brasília, o Salto do Tororó é um paraíso para quem ama rapel, caminhadas e estar em contato com a natureza. As águas rasas são ideais para toda a família.

 

9. Cachoeira Rainha – Brasília-DF, a 228km de Goiânia

7 cachoeiras incríveis que você pode conhecer sem sair de Brasília - Curta  Mais

Na reserva da Chapada Imperial em Brasília, a Cachoeira Rainha é uma beleza natural com um poço perfeito para nadar. Uma escapada refrescante para os amantes da natureza.

Endereço: R. 7, 3 – Parque da Barragem, Águas Lindas de Goiás – GO

10 – Cachoeira Meia Lua a 140 km de Goiânia

cachoeira

Foto: Sec. Turismo de Pirenópolis/Divulgação

Localizada apenas a 5 km da cidade, na Fazenda Meia Lua, aos pés da Serra dos Pirineus. Uma específica cachoeira, que se destaca por seus 200 metros de corredeiras distribuídos em várias quedas, tendo a maior delas 10 metros de altura e que terminam em uma deliciosa piscina natural.

É ideal para casais, famílias e turma de amigos mais tranquilos que querem realmente relaxar e curtir a natureza pirenopolina.

Como chegar: Fica a 140 km de Goiânia. Pela GO-338, Estrada dos Pireneus, km 5, s/n, Pirenópolis (GO).

Telefones: Cat Pirenópolis – (62) 3331-2633

 

Agora você já sabe, escape do calor e aproveite as maravilhas naturais que Goiânia e seus arredores têm a oferecer neste feriado!

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Foto de Capa:  Divulgação/Cachoeira da Rainha

Conheça uma cidade a 3 horas de Goiânia com lagos azuis cristalinos, grutas e cachoeiras

No coração de Goiás, a cidade de Formosa revela um mundo de maravilhas para os espíritos aventureiros. Grutas misteriosas, cachoeiras majestosas, trilhas desafiadoras e rampas de voo livre que fazem o coração bater mais rápido – esta cidade tem tudo! Além disso, Formosa é o lar de sítios arqueológicos fascinantes e celebrações religiosas importantes ao longo do ano.

Com sua economia baseada na agropecuária, Formosa está surgindo como um destino turístico promissor.

Prepare-se para uma jornada inesquecível enquanto exploramos 6 motivos pelos quais você deve conhecer esta jóia goiana.

 

Acompanhe:

 

1. Recanto das Cachoeiras

Recanto

Recanto das Cachoeiras

Foto: Secretaria de Turismo de Formosa 

Situado em uma reserva privada, o Recanto das Cachoeiras é o paraíso dos amantes da água. Com duas quedas d’água deslumbrantes e piscinas naturais refrescantes, é um convite irresistível para um mergulho.

 

2. Cachoeira Água Fria

Cachoeira da Água Fria, paraíso escondido em Formosa - Curta Mais

Foto: Aldeide Jales

A Cachoeira da Água Fria é um espetáculo da natureza com seus impressionantes 80 metros de altura, criando um poço de água esverdeada. Uma visita a esta maravilha é uma experiência que fica gravada na memória.

 

3. Sítio Arqueológico do Bisnau

Pedra do Bisnau: mistérios arqueológico no cerrado de Goiás | Cerradania

Foto: Cerradania

 

O sítio arqueológico do Bisnau é um espaço natural com 2.600m² de rocha sedimentar pouco inclinada, com inscrições rupestres em baixo relevo — formações conhecidas como petróglifos.

Localizado a 42 km do município de Formosa (GO), seguindo pela BR-02 — asfaltada e sinalizada —, o local é muito visitado por estudantes e por pesquisadores ávidos por informações científicas. As misteriosas formações geológicas causam fascínio em estudantes, pesquisadores e curiosos. Ainda não há estudos definitivos sobre a origem dos petróglifos, mas estima-se que as inscrições tenham entre 4,5 mil e 11 mil anos.

Algumas teorias afirmam que eles podem significar orientações astronômicas. Outras, mais inusitadas, veem nas inscrições sinais de possíveis contatos extraterrestre.

 

4. Sítio Arqueológico Toca da Onça

Sitio

Sítio Arqueológico Toca da Onça

Foto: Secretaria de Turismo de Formosa

A Toca da Onça é um tesouro arqueológico situado em uma reserva privada. Pinturas rupestres antigas adornam as paredes desta caverna, revelando uma visão fascinante do passado.

 

5. Rampa de Voo Livre no Vale do Paranã

Rampa de voo livre do Vale do Paranã em Formosa - GO

Foto: Guia 4 Ventos

A Rampa de Voo Livre no Vale do Paranã é um paraíso para os entusiastas do voo. Localizada a uma altitude impressionante, oferece vistas panorâmicas deslumbrantes. Agarre a oportunidade para voar alto nos céus de Formosa.

 

6. Salto do Itiquira

Parque Municipal do Itiquira – Prefeitura Municipal de Formosa – GO

Foto: Prefeitura Municipal de Formosa

O Parque Nacional do Itiquira abriga o Salto do Itiquira, a maior queda d’água de fácil acesso do Brasil. Com 168 metros de altura, é uma visão imponente da natureza em seu melhor.

 

Prepare-se para uma jornada de descobertas e aventuras em Formosa, o destino turístico pouco conhecido que promete surpreender até os viajantes mais experientes.

 

Como chegar

Formosa fica a 281 km de Goiânia, com acesso pela BR-153 e em seguida pela GO-118.

 

Telefones Úteis

Secretaria Municipal de Turismo de Formosa: (61) 3981-1234

CAT (Centro de Atendimento ao Turista) de Formosa: (61) 9686-0142

AGeCTUR (Associação de Guias e Condutores de Turismo): (61) 9848-5938

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Foto de Capa: Caminho Místico Ambiental

Chapada dos Veadeiros guarda trilha extraordinária que leva a cachoeira mágica

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, situado no coração do Cerrado goiano, é um refúgio repleto de aventuras e paisagens deslumbrantes. Dentre as várias trilhas que o parque oferece, destaca-se a Trilha Carrossel, que leva os visitantes até a majestosa Cachoeira do Carrossel, localizada no rio Preto e que, até pouco tempo, permanecia como um tesouro intocado dentro da unidade de conservação.

O acesso ao grandioso complexo do parque se dá através da Trilha dos Saltos. Durante o percurso, os aventureiros são presenteados com uma série de atrações naturais. O parque dispõe de trilhas que atendem tanto os iniciantes quanto os mais experientes. Para aqueles que buscam adrenalina, o circuito de canionismo é uma opção imperdível, proporcionando vistas espetaculares das formações rochosas esculpidas pela natureza ao longo dos anos. Além disso, o parque conta com três piscinas naturais, ideais para um refrescante mergulho, um mirante estrategicamente posicionado para contemplação de vistas panorâmicas e, para os entusiastas da escalada, desafios em meio a paisagens de tirar o fôlego. Ao longo das trilhas, cachoeiras e corredeiras se revelam, cada uma com sua característica e encanto.

Uma informação crucial é que a visitação à Cachoeira do Carrossel é permitida somente durante as temporadas de seca, devido aos riscos apresentados pelas trombas d’água. E o melhor de tudo: o acesso ao parque é totalmente gratuito!

Para aqueles que planejam visitar o parque, é válido ressaltar as distâncias entre o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros e algumas cidades importantes da região:

  • Goiânia: aproximadamente 420 km.
  • Brasília: cerca de 230 km.
  • Uberlândia: em torno de 680 km.

Essas distâncias são aproximadas e podem variar dependendo da rota escolhida. Certamente, a viagem vale a pena, e a Chapada dos Veadeiros é um destino que promete encantar a todos com sua riqueza natural e aventuras inesquecíveis.

 

Confira as fotos do local feitas pelo Guia André Praude:

2ab26e979efb7860e17bafb94acc7d93.jpeg

100f4b58d8c4324f4e3ebf6445e9eff2.jpeg

4adfaf09f5d0cb102ce8d37872e2e375.jpeg

 

0b48a9c6109ad3da7b3ed4bb74060c58.jpeg

 

4923c6540f34484493c25682212da095.jpeg

1c45fee7185dea4882c929604117577d.jpeg

4d392c2499444a2a2019bd978b0d7f53.jpeg

5a048350e0e3595cc2098c2f4531c21c.jpeg

Confira o video feito pela Michelle Vianna:

Obs: Antigamente esse acesso da Chapada não pagava para entrar, mas atualmente o Parque Nacional cobra o valor de R$18,00 para a entrada da trilha e acesso à Cachoeira

 

Serviço

CAT Alto Paraíso: (62) 3494-1507

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros: (62) 3455-1114    

Como chegar: Rodovia GO 239, km 36 – Vila de São Jorge – CEP: 73770-000

Pauta por: Marcos Aleotti
Fotos: André Praude

Goiás está entre os melhores lugares do mundo para apreciar as estrelas

O universo sempre intrigou o homem. Desde as mais antigas civilizações até os tempos modernos, olhar para o céu estrelado foi uma fonte de inspiração, questionamento e admiração. E, no cenário atual de turismo, o Astroturismo está ganhando cada vez mais corações e mentes. Pessoas do mundo inteiro estão em busca de lugares especiais para observar estrelas, e Goiás se destaca no mapa global.

 

Astroturismo: Uma Visão Global

 

A crescente demanda por astroturismo reflete a necessidade das pessoas de se reconectar com a natureza e o universo. Locais com baixa densidade populacional, afastados da poluição luminosa e do desenvolvimento industrial, tornaram-se refúgios para aqueles que desejam vislumbrar o cosmos em toda a sua glória. 

 

De vastos desertos, como o Atacama no Chile e o Saara em Marrocos, a paisagens costeiras deslumbrantes como Nuweiba no Egito, a busca pelo céu perfeito levou viajantes a lugares surpreendentes. Tenerife, na Espanha, com seus picos vulcânicos, a misteriosa Wadi Rum na Jordânia e a savana serena do Parque Nacional Kruger na África do Sul são alguns dos lugares incríveis onde o céu se ilumina como em nenhum outro lugar.

 

Chapada dos Veadeiros: A Joia Estrelada de Goiás

 

Embora esses locais internacionais possam ser deslumbrantes, não há necessidade de ir tão longe para vivenciar o espetáculo celestial. A Chapada dos Veadeiros, em Goiás, é uma prova viva disso.

 

O vilarejo de São Jorge é mais do que apenas a entrada do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. É um santuário para os amantes do céu. Rodeado pela majestosa natureza do cerrado de altitude e longe das luzes da cidade, é o cenário perfeito para um céu estrelado.

 

E, como se a natureza exuberante e a atmosfera mística não fossem suficientes, São Jorge tem algo especial para os aficionados por astronomia: o Mirante da Estrela. A apenas 3 km de distância, é um ponto de encontro para meditação e observação das estrelas, oferecendo uma visão panorâmica do cosmos.

 

Mas não é só São Jorge que brilha em Goiás. De acordo com uma pesquisa da Booking.com, outros lugares como Caraíva na Bahia, o Rio de Janeiro e Jericoacoara no Ceará, além da deslumbrante Fernando de Noronha em Pernambuco, também são destinos top para os observadores de estrelas

 

A próxima vez que você pensar em lugares para observar estrelas, considere Goiás. Em meio às cachoeiras, esportes radicais e uma atmosfera mística, você encontrará um céu que fala diretamente à alma, relembrando-nos da vastidão do universo e da nossa pequena, mas significativa presença nele. E enquanto você estiver em Goiás, não se esqueça de aproveitar suas paisagens e os maravilhosos patrimônios culturais.

 

Explore, admire e reconecte-se com o cosmos na Chapada dos Veadeiros!