Praia natural recém inaugurada fica na cidade goiana que tem a maior reserva de cristal do mundo

Cristalina, conhecida como a cidade com a maior reserva de cristal do mundo, celebra a reinauguração do Parque Natural Praia das Lajes, após quase três anos de espera. Uma praia natural é a joia do local, que promete alegrar muito a população.

Com uma proposta de oferecer lazer e contato direto com a natureza, o parque reabre suas portas com uma estrutura renovada e promissora.

Praia natural recém inaugurada fica na cidade goiana que tem a maior reserva de cristal do mundo

Foto: Goiás Turismo

A praia natural é uma reserva de natureza incrível, com nascentes, vários tipos de poços para todos os gostos, banheiros limpos e com água quente, bar e restaurante no local, mas o melhor de tudo é o contato com a natureza que é sentido a todo o momento.

Praia natural recém inaugurada fica na cidade goiana que tem a maior reserva de cristal do mundo

Foto: Goiás Turismo

A partir de agora, o Parque Natural Praia das Lajes recebe os visitantes aos sábados, domingos e feriados, das 9h às 17h. Sendo permitido o banho na praia natural durante todo o período.

Inicialmente, a entrada é gratuita, permitindo que os moradores e turistas aproveitem a experiência sem custos. Contudo, em breve, uma taxa legal será implementada para assegurar a manutenção e aprimoramento contínuo da infraestrutura do local.

Praia natural recém inaugurada fica na cidade goiana que tem a maior reserva de cristal do mundo

Foto: divulgação

O parque apresenta uma infraestrutura robusta, incluindo sinalização clara, presença de salva-vidas e seguranças para garantir a tranquilidade dos visitantes.

A renovação do espaço visa proporcionar uma visita de alta qualidade, unindo conforto e segurança.

O empreendimento estava interditado e passou por ampla reforma, com maior foco na segurança dos visitantes e preservação das belezas naturais. Foram investidos, segundo a prefeitura, em torno de R$ 600 mil na revitalização do lugar

Praia natural recém inaugurada fica na cidade goiana que tem a maior reserva de cristal do mundo

Foto: Goiás Turismo

Os atrativos do Parque Natural Praia das Lajes são diversos. A prainha conta com uma ampla área, quiosques equipados e churrasqueiras com grelhas para confraternizações.

É permitido aos visitantes transportar coolers ou caixas de isopor com comida e bebida, sendo terminantemente proibidas, porém, as garrafas de vidro.

Praia natural recém inaugurada fica na cidade goiana que tem a maior reserva de cristal do mundo

Foto: Sentidos do Viajar

Além disso, o local oferece piscinas naturais, um redário para descanso, ambiente sonoro agradável, área gastronômica e, em breve, atividades aquáticas e trilhas para quem busca uma experiência mais aventureira.

 

Leia Também

Agrovia Castelo Branco: a maior avenida do agro no Brasil fica em Goiânia

Bom Dia Verônica: saiba tudo sobre a 3ª temporada da série

Água termal de vila em Goiás está entre as 3 melhores do mundo

 

Planejamento para o Futuro da Praia Natural

O parque, em sua reabertura, já sinaliza planos para o futuro, visando ampliar ainda mais a oferta de atividades e atrativos. A Praia Natural é só o começo!

Praia natural recém inaugurada fica na cidade goiana que tem a maior reserva de cristal do mundo

Foto: divulgação

Com o intuito de se tornar um ponto de referência para moradores e turistas, a administração do Parque Natural Praia das Lajes pretende implementar novas opções de lazer, proporcionando um ambiente cada vez mais completo e atrativo.

 

Cobrança de Taxa para Sustentabilidade

A futura cobrança de uma taxa para a visitação do Parque Natural Praia das Lajes destina-se a garantir a sustentabilidade econômica do espaço.

Praia natural recém inaugurada fica na cidade goiana que tem a maior reserva de cristal do mundo

Foto: Goiás Turismo

O valor cobrado será utilizado na preservação, manutenção e expansão das instalações, assegurando que o local permaneça como uma opção de lazer de alta qualidade para a comunidade local e visitantes.

 

Como chegar

Praia natural recém inaugurada fica na cidade goiana que tem a maior reserva de cristal do mundo

Foto: Goiás Turismo

Em Cristalina, Goiás, pegue a Estrada Municipal Lajes e siga por 16 km, até a entrada do atrativo.

 

Apoio:

Goiás Turismo – Agência Estadual de Turismo

Instagram: @goiasturismo | @goiasturismonoticias

Telefone:(62) 3201-8100

 

A reinauguração do Parque Natural Praia das Lajes representa não apenas a abertura de um espaço de lazer, mas também um compromisso com a preservação ambiental e o desenvolvimento sustentável da região.

Com a maior reserva de cristal do mundo como pano de fundo, Cristalina reforça seu potencial turístico, convidando todos a explorarem a beleza natural do Parque e a riqueza de seu entorno.

Você precisa conhecer essa praia paradisíaca que fica bem pertinho de Goiás

Se você está em busca de um refúgio paradisíaco próximo a Goiás, a Praia do Puçá, localizada em Lavandeira, Tocantins, é uma descoberta que vai encantar os amantes da natureza e do ecoturismo.

Aninhada na região das Serras Gerais, um complexo de serras, cânions e cachoeiras na divisa de Goiás com Tocantins, essa pérola turística tem conquistado os corações dos visitantes goianos. E nós achamos que você precisa conhecer esse lugar incrível em 2024!

Você precisa conhecer essa praia paradisíaca que fica bem pertinho de Goiás

Foto: Prefeitura de Lavandeira

 

Saiba mais sobre a paradisíaca Praia do Puçá

A Praia do Puçá é um convite irrecusável para os amantes do ecoturismo. Aproximadamente 690 km separam Goiânia desse paraíso. É recomendado o acesso via carro, próprio ou alugado.

Você precisa conhecer essa praia paradisíaca que fica bem pertinho de Goiás

Foto: Lincoln Valadares

O cenário é deslumbrante, com árvores exuberantes, areias branquinhas e um rio de águas verde-esmeraldas e cristalinas. O curso do rio oferece diversos poços para banho, proporcionando uma ‘difícil escolha’ entre as maravilhas naturais.

A paisagem é de tirar o fôlego, deixando até as águas do Mar do Caribe no chinelo!

Você precisa conhecer essa praia paradisíaca que fica bem pertinho de Goiás

Foto: Lincoln Valadares

A atmosfera calma e tranquila da praia, aliada à proximidade de outros pontos turísticos notáveis, como o Rio Azuis (o menor rio de água doce do mundo), torna a viagem ainda mais fascinante. A região das Serras Gerais, merece uma visita de até 5 dias, para explorar com calma o paraíso, ainda intocado.

 

Mais dicas e valores da Praia do Puçá

A Praia do Puçá recebe visitantes diariamente, e a entrada tem o custo de R$ 30. Se a ideia é acampar e prolongar a experiência, a taxa é de R$ 80. Crianças entre 7 e 12 anos têm direito a meia-entrada.

Uma dica valiosa: tenha dinheiro em mãos, pois o local não aceita cartões.

Não há necessidade de guia para chegar ao local (mais dicas sobre o trajeto, no final da matéria), e não há trilhas a percorrer. Mas se você quiser explorar mais poços, basta continuar andando na margem do rio e outras maravilhas vão surgindo como a Praia do Segredo.

Você precisa conhecer essa praia paradisíaca que fica bem pertinho de Goiás

Foto: Lincoln Valadares

Ao lado da praia, um bar e restaurante oferece delícias regionais e caseiras. Se estiver em grupo, é fundamental informar com antecedência para garantir o preparo das refeições.

Vale destacar que é proibida a entrada com alimentos, bebidas e som automotivo na praia.

Já no camping, os visitantes têm mais liberdade, podendo levar seus próprios mantimentos. O local disponibiliza mesas, cadeiras, banheiros com chuveiro elétrico e tomadas na área de camping.

 

Como Chegar

A jornada até a Praia do Puçá saindo de Goiânia, segue em direção a Brasília de carro próprio ou transporte alternativo. Em Brasília, pegue a rodovia em direção à Chapada dos Veadeiros pela GO 118 até a cidade de Campos Belos, que faz divisa com Tocantins.

De Campos Belos, continue pela TO 110 em direção a Novo Alegre, seguindo até Aurora do Tocantins ou Lavandeira.

A praia fica a apenas 24 km do centro da cidade de Lavandeira.

Embora qualquer veículo possa chegar até lá, carros mais altos são preferíveis.

Não há necessidade de guia, e não há trilhas a percorrer.

 

Melhor época para visitação

O período ideal para visitar a Praia do Puçá é durante a estiagem, de maio a outubro.

Nessa época, as águas atingem sua máxima transparência, proporcionando uma experiência bem cristalina!

 

Serras Gerais

Você precisa conhecer essa praia paradisíaca que fica bem pertinho de Goiás

Foto: @canionencantadooficial

Na região das Serras Gerais, os principais atrativos são as montanhas esculpidas pela ação das águas e dos ventos, detalhadas por cânions, mirantes, grutas, cavernas, cachoeiras e rios, ora mansos ora revoltos, apropriados às emoções do rafting. Tudo isso cercado por uma vegetação exótica!

Os municípios que compõem a região são: Almas, Arraias, Aurora do Tocantins, Dianópolis, Natividade, Paranã, Rio da Conceição e Taguatinga.

As Serras Gerais do Tocantins, apesar de não possuir fervedouros, possui atrações tão belas quanto o vizinho mais famoso, o Jalapão. Entre as principais atrações, se destacam o espetacular Cânion Encantado, o Rio Azuis e a Lagoa do Japonês.

 

Mais Informações

Praia do Puçá – Lavandeira, Tocantins

  • Instagram: @praiadopucaoficial
  • Telefone: (63) 99122 5278
  • Taxa de Visitação: R$30
  • Taxa de Camping: R$80
  • Criança de 7 a 12 anos: Meia-entrada

 

Se você busca um refúgio próximo a Goiás, a Praia do Puçá é uma opção imperdível!

Se você já visitou, conta para gente o que achou!

Maior reserva de cristais do Brasil fica em Goiás em cidade cheia de atrativos

Lançado em 2023 como parte do roteiro turístico goiano pela Comissão de Turismo da Alego (Assembleia Legíslativa de Goiás), o encantador município de Cristalina é uma verdadeira joia (trocadilhos à parte) goiana. Localizada a 131 km de Brasília e a 275 km de Goiânia, estrategicamente no coração do Brasil, a cidade de Cristalina, em Goiás, não só se destaca como um ponto geográfico central, mas também abriga um tesouro geológico único: a maior reserva de cristais do Brasil. 

Fazendo jus ao nome, a ‘cidade dos cristais’ atrai a atenção de amantes de geologia, turistas curiosos e entusiastas da natureza de todas as partes do país. 

Com uma área repleta de minerais e formações cristalinas, encanta não apenas pela sua beleza cintilante, mas também pela diversidade de atrativos que oferece aos visitantes. Além das impressionantes minas de cristais, a cidade se orgulha de uma rica cultura local e uma hospitalidade típica, que só o interior goiano tem.

A cidade que brilha
A região possui a maior reserva de cristal de rocha do planeta, um mineral formado por quartzo, que pode ser encontrado no subsolo e até mesmo na superfície da cidade, sob uma camada de rochas chamada “domo estrutural”

Os cristais de Cristalina são famosos pela sua diversidade, qualidade e beleza, atraindo colecionadores, joalheiros e místicos de todo o mundo. No Mercado do Cristal, é possível ver os cristais já lapidados e transformados em jóias,além de acompanhar todo o processo de lapidação, desde o estado bruto até o produto final. Acompanhar todo o processo é uma verdadeira aula de arte frente aos olhos.

Também é possível visitar alguns dos garimpos da cidade, para conhecer de perto a extração dos cristais (e até mesmo levar uma lembrancinha para casa).

Foto: Reprodução/Youtube

Além dos cristais
Por receber turistas de todo o país, Cristalina também possui uma estrutura digna de turismo recreativo, com uma natureza exuberante, parques, cachoeiras e reservas de cerrado.

Um dos principais pontos turísticos da cidade é a Pedra do Chapéu do Sol, uma enorme rocha de 347 toneladas, que se equilibra sobre uma base estreita, desafiando a gravidade. A pedra tem cerca de 1,2 bilhões de anos, e sua história se entrelaça a do próprio Planeta Terra. A estrutura já resistiu a várias tentativas de derrubá-la, inclusive com bombas. A pedra fica a cerca de 10 km do centro da cidade e é um ótimo lugar para turistar e apreciar a paisagem, com direito a muitas fotos.

Foto: Tripadvisor

Mas se você é do tipo que prefere aproveitar o melhor que a natureza tem, a cidade possui um roteiro turístico muito atrativo, com o Balneário das Lajes, um complexo de lazer formado pelo Ribeirão das Lajes, que cria cascatas, cachoeiras e piscinas naturais.

Esses destinos possuem uma boa estrutura, com restaurantes, churrasqueiras e áreas para acampar. O ribeirão forma uma cascata maior e várias outras corredeiras menores, ideais para crianças. A diversão está garantida para toda a família!

Cachoeira do Arrojado, Cristalina, Goiás – Foto: Tripadvisor

Uma das principais cidades goianas, Cristalina é uma cidade que tem muito a oferecer, seja pela sua riqueza mineral, sua beleza natural ou sua produção agrícola e industrial. A cidade é um tesouro brasileiro, que brilha no Planalto Central e encanta quem a conhece. Vale a pena visitar Cristalina e descobrir as suas maravilhas.

Maior jazida de pedras preciosas do mundo fica em Goiás

A cidade de Cristalina, em Goiás, é conhecida por abrigar a maior reserva de cristais de rocha do mundo. Essa jazida de pedras preciosas destaca-se pela sua diversidade e abundância, atraindo não só interessados em mineração e comércio de gemas, mas também turistas e entusiastas das ciências naturais.

A história de Cristalina está intimamente ligada à descoberta e exploração de seus cristais. Tudo começou no século XVIII, quando bandeirantes encontraram grandes pedras de várias tonalidades espalhadas pelo chão na região. Inicialmente desprezados por não serem ouro ou prata, esses cristais só ganharam atenção quando enviados para a França e fizeram sucesso em Paris pela sua alta pureza. O município foi oficialmente fundado em 1917, inicialmente chamado de São Sebastião dos Cristais, sendo renomeado para Cristalina no ano seguinte​​​​.

Cristalina não é apenas um centro de mineração e comércio de cristais. A cidade também é um destino turístico notável, oferecendo várias atrações naturais e culturais. Entre elas estão a Pedra Chapéu do Sol, um cartão-postal da região, a Cachoeira Praia das Lajes, a Reserva Particular de Patrimônio Natural Linda Serra dos Topázios, e o Mercado do Cristal, onde é possível observar a fabricação de joias de cristal e adquirir peças exclusivas​​.

Além disso, a região é rica em belezas naturais, incluindo cerca de 500 hectares de cerrado nativo e aproximadamente 20 cachoeiras de águas cristalinas, que atraem naturalistas, biólogos e pesquisadores. Essa área de preservação ambiental contribui para a manutenção da fauna e flora originais da região, algumas das quais estão em risco de extinção​​​​​​.

Por fim, a cidade também oferece atividades de turismo de aventura, como garimpo de cristais, passeios de jeep pelo cerrado e a possibilidade de mergulho na Lagoa dos Cristais, no Adventure Park. Cristalina, com pouco mais de 60 mil habitantes, mantém um ambiente acolhedor típico do interior, com moradores amigáveis e comida caseira​​.

Essas características tornam Cristalina um local único, tanto para quem busca entender mais sobre minerais e cristais quanto para aqueles que desejam experiências turísticas imersivas na natureza e na cultura local.

Leia também:

Chapada das Emas: conheça as 10 cidades encantadoras que fazem parte do roteiro turístico

Nova região turística de Goiás tem lagoa azul apaixonante

Pirenópolis é apaixonante e vamos provar

Destinos turísticos surpreendentes em Goiás para ir de carro, explorar e se encantar com a beleza do cerrado

À medida que 2024 se aproxima, a tendência de viagens de carro ganha um impulso significativo, refletindo um desejo crescente de explorar e viver experiências enriquecedoras. Uma pesquisa realizada pela Booking.com com mais de 27 mil viajantes de 33 países revelou insights fascinantes sobre as tendências de viagem para o próximo ano. Os brasileiros estão entre as nacionalidades que mais valorizam as viagens como uma extensão vibrante de suas vidas. Com 88% sentindo-se mais vivos do que nunca durante as férias, muitos anseiam por destinos que permitam reinventar-se e abraçar novos aspectos de suas personalidades​​.

Diante desse cenário, a equipe do Curta Mais, um guia especializado em Goiás, mergulha em locais próximos a Goiânia que estão no radar dos turistas para as férias de janeiro. Além da proximidade, estes destinos oferecem uma mistura única de aventura, tranquilidade e beleza natural, alinhados com as preferências dos viajantes modernos por experiências refrescantes e autênticas, conforme indicado pela tendência de 41% dos brasileiros que buscam destinos próximos à água para escapar das altas temperaturas e encontrar relaxamento​​.

 

  • O que Oferece: Cristalina é um tesouro geológico, famosa por suas pedras preciosas e artesanatos minerais. Além disso, a cidade é um paraíso natural, oferecendo belíssimas cachoeiras e atrações como a Pedra Chapéu do Sol e o Adventure Park, onde é possível praticar mergulho e explorar garimpos.

  • Por que os Goianos Vão Amar: A proximidade de Goiânia e a combinação de atividades culturais e aventuras na natureza tornam Cristalina um destino ideal para escapadas de fim de semana e exploração de riquezas naturais e culturais.

  • Foto: Goiás Turismo 

 

  • O que Oferece: Salto Corumbá é conhecido por sua impressionante cachoeira de 50 metros de altura e um total de sete quedas d’água. O local também oferece infraestrutura com restaurante, hotel, camping, além de atividades como tirolesa e rapel.

  • Por que os goianos vão amar: Este destino é perfeito para os amantes da natureza e aventureiros, oferecendo a combinação ideal de tranquilidade, beleza natural e atividades emocionantes.

  • Foto: Prefeitura Municipal

 

  • O que Oferece: Alto Paraíso serve como portal para a Chapada dos Veadeiros, famosa por suas cachoeiras deslumbrantes e paisagens exuberantes. A cidade também é conhecida por seu turismo exotérico e estudos holísticos.

  • Por que os goianos vão amar: A combinação única de beleza natural, espiritualidade e aventura faz de Alto Paraíso um destino mágico e inesquecível, perfeito para quem busca uma experiência de viagem transcendental.

  • Foto: Prefeitura Municipal

 

  • O que oferece: Pirenópolis combina o charme de uma cidade histórica com a beleza natural de mais de 82 cachoeiras. A cidade mantém muitas de suas características originais, incluindo ruas de paralelepípedos e construções históricas.

  • Por que os goianos vão amar: Pirenópolis é um refúgio que oferece uma viagem no tempo e contato direto com a natureza, ideal para quem aprecia história e paisagens naturais deslumbrantes.

  • Foto: Guia Destinos 

 

  • O que oferece: Famosa pelo maior lago subterrâneo da América Latina, Cocalzinho de Goiás também é conhecida pela Caverna dos Ecos, Tirolesa dos Pireneus, e a vinícola Fazenda Pirineus Vinhos e Vinhedos.

  • Por que os goianos vão amar: A combinação de aventura, natureza e experiências gastronômicas torna Cocalzinho um destino diversificado, perfeito para aventureiros e apreciadores de vinho.

  • Foto: Marcos Aleotti

 

  • O que Oferece: A Cidade de Goiás, Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade, oferece uma viagem pela história com suas ruas de paralelepípedos e casarões coloridos, além de museus como o de Arte Sacra.

  • Por que os goianos vão amar: Este destino é ideal para quem ama a história e a arquitetura, oferecendo um mergulho cultural em um dos mais belos cenários históricos do Brasil.

  • Foto: Governo de Goiás

 

  • Rio Quente, Goiás:

  • O que oferece: Rio Quente é famoso por suas águas termais e o Hot Park, oferecendo uma combinação única de relaxamento em águas quentes naturais e diversão em um parque aquático.

  • Por que os goianos vão amar: A mistura de lazer e relaxamento em um cenário natural e único faz do Rio Quente um destino perfeito para famílias e viajantes de todas as idades.

  • Foto: Prefeitura Municipal

 

  • O que oferece: Vila Propício é conhecida por suas mais de 50 cavernas para exploração, além da Cachoeira Rio dos Patos e o Lago Azul, perfeitos para banhos refrescantes e mergulho.

  • Por que os goianos vão amar: Aventura e contato com a natureza intocada são as marcas de Vila Propício, tornando-a ideal para exploradores e amantes de atividades ao ar livre.

  • Foto: Prefeitura Municipal

 

  • O que oferece: Formosa atrai aventureiros com suas paisagens naturais, como o Buraco das Araras e várias cachoeiras. O destino também é conhecido por seus sítios arqueológicos.

  • Por que os goianos vão amar: A diversidade de atrações naturais e históricas em Formosa oferece uma escapada emocionante para quem busca aventura e conexão com a natureza.

  • Foto: Prefeitura Municipal de Formosa

 

  • O que oferece: O Rio Araguaia, com suas águas termais e praias fluviais em cidades como Aragarças, Aruanã e São Miguel do Araguaia, é um verdadeiro refúgio natural.

  • Por que os goianos vão amar: A tranquilidade e beleza do Rio Araguaia oferecem uma experiência única de contato com a natureza, ideal para relaxamento e atividades ao ar livre.

  • Foto: Prefeitura de São Miguel do Araguaia

 

  • O que oferece: Este parque é um paraíso para os amantes de cavernas, com destaques como a Caverna Angélica e a Cachoeira do Rio São Bernardo.

  • Por que os goianos vão amar: A oportunidade de explorar algumas das maiores cavernas da América Latina atrairá os entusiastas de aventuras subterrâneas e da natureza.

  • Foto: Ministério do Turismo

 

Em 2024, os viajantes brasileiros estarão em busca de experiências únicas que combinam lazer, personalização, escape do calor, turismo surpresa e autenticidade, e uma exploração profunda da gastronomia local. A tendência é que essas viagens sejam influenciadas pela mídia e influenciadores, com a conveniência de pagamentos digitais. A preocupação com o calor extremo está levando 56% dos brasileiros a escolher locais mais frescos, preferencialmente perto da água. Paralelamente, 49% dos turistas buscam experiências autênticas e surpreendentes em destinos menos conhecidos.

Diante dessas tendências, os destinos em Goiás, como Cristalina, Salto Corumbá, Alto Paraíso e outros, surgem como opções ideais. Esses locais oferecem uma mistura perfeita de aventura, relaxamento, autenticidade e riqueza gastronômica. Eles não só atendem às expectativas dos viajantes modernos, mas também proporcionam experiências únicas e memoráveis, refletindo o espírito vibrante e diversificado de Goiás. Portanto, ao planejar suas férias para 2024, considere esses destinos para uma experiência de viagem inesquecível.

Leia também:

 

As Ladras na Netflix: A revolução da comédia policial que você não pode perder – Curta Mais

10 Filmes extraordinários para aquecer o clima: O guia definitivo para noites românticas – Curta Mais

 

Praia de água doce cristalina na divisa de Goiás e Tocantins é um oásis que está atraindo turistas do mundo inteiro

Na divisa entre Goiás e Tocantins, próximo à cidade de Campos Belos, reside um tesouro turístico pouco explorado: a encantadora Praia do Pequizeiro, um verdadeiro oásis escondido em Lavandeira, Tocantins. Este destino pitoresco está rapidamente se tornando um segredo bem guardado para os amantes da natureza e aventureiros de todo o mundo.

 

Preview

Foto:  Reprodução/Instagram @praiadopequizeiro

Apesar de não ser uma típica praia de mar, a Praia do Pequizeiro deslumbra os visitantes com suas paisagens de tirar o fôlego. A água cristalina, uma característica única deste local, convida os turistas a um mergulho revigorante em meio ao calor característico da região. Além disso, os aventureiros têm a opção de montar suas próprias barracas, aproveitando a área de camping disponível no local e passando noites sob um céu estrelado.

 

Poço do Paraíso Aurora do Tocantins

Foto:  Reprodução/Aventuras Pelo Nosso Mundo

Situada em uma propriedade privada, a Praia do Pequizeiro requer uma pequena taxa de entrada para os visitantes: R$ 30 para um dia de visita e R$ 75 para aqueles que desejam acampar. Para vivenciar plenamente todas as maravilhas deste local único, é altamente recomendável contar com a orientação de um guia local.

A região das Serras Gerais, onde esta praia de água doce está localizada, é um verdadeiro tesouro natural. Cenários adornados por rios sinuosos, serras majestosas, cachoeiras encantadoras e trilhas desafiadoras aguardam os exploradores. Com cerca de 200 cavernas catalogadas, a área também é um paraíso para os espeleólogos e amantes da geologia.

 

114f6dafbfb51eb85225b46b528860f4.jpg

Foto:  Reprodução/Instagram @praiadopequizeiro

5dba71e873d8f6dd40be74146bad889a.png

Foto:  Reprodução/Instagram @praiadopequizeiro

 

A Praia do Pequizeiro recebe visitantes todos os dias, incluindo fins de semana e feriados, das 08h às 17h. Se você está em busca de um refúgio longe das multidões, onde a beleza da natureza é a principal atração, esta praia paradisíaca se revela como o destino perfeito para uma escapada inesquecível.

 

Deixe-se encantar pela serenidade e beleza intocada deste esconderijo natural entre Goiás e Tocantins.

 

Confira este vídeo do lugar:



 

Mais Informações

Praia do Pequizeiro

Onde: Lavadeira, Tocantins

Como chegar:

Horários: todos os dias das 8h às 17h

Telefone: (63) 992428086

Valores: Day Use R$ 30,00

Camping R$75,00

Instagram: @praiadopequizeiro

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Foto de Capa:  Reprodução/Instagram @praiadopequizeiro

Goiás abriga fascinante, misteriosa e apaixonante lagoa azul

A deslumbrante Lagoa dos Cristais, situada em Cristalina, no entorno do Distrito Federal, destaca-se como uma joia turística de Goiás. A menos de 130,8 km de Brasília e aproximadamente 281,3 km de Goiânia, esta maravilha natural surpreende por suas águas de tonalidade azul-turquesa, reminiscentes das paradisíacas praias caribenhas.

 

Curiosamente, o cenário espetacular surgiu onde outrora existia um garimpo desativado. As escavações atingiram o lençol freático, originando assim um lago de impressionante coloração azul-esverdeada e águas cristalinas.

 

Com profundidade aproximada de 30 metros e uma temperatura amena em torno de 26,5°C, a Lagoa dos Cristais está inserida no Adventure Park, uma propriedade privada. Portanto, para desfrutar deste paraíso, é necessário um agendamento prévio.

 

O espaço oferece uma gama de atividades aos visitantes: desde relaxantes banhos na lagoa e passeios de caiaque ou stand up, até imersões mais profundas para os entusiastas do mergulho. Para os amantes de trekking, trilhas locais conduzem a outro esplendor de Cristalina, a Pedra Chapéu do Sol, uma formação rochosa que remonta a milhões de anos atrás.

Cidade goiana torna-se novo destino turístico de experiência em Goiás

Goiás está fortalecendo sua indústria turística, e na próxima terça-feira, 11 de julho, às 8h30, o auditório do Sebrae Goiás, em Goiânia, será palco para o lançamento do novo destino turístico de experiência do estado. Batizado de Cristaline-se, o evento promete oferecer uma programação repleta de exclusividades, experiências e significados sobre o município de Cristalina, localizado a 271 km de Goiânia e 130 km de Brasília.

Com uma população de 62.249 habitantes, de acordo com o censo de 2022, acredita-se que Cristalina possua uma das maiores reservas de cristais lemurianos do planeta. Esse mineral raramente encontrado na África do Sul, Índia, Malásia e também no Brasil, será o ponto central da experiência oferecida aos turistas.

O roteiro turístico da cidade conta com diversos atrativos, incluindo trilhas de garimpos, visita à imponente Pedra Chapéu do Sol, uma formação com mais de 500 toneladas equilibradas em apenas 48 cm, a Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Linda Serra dos Topázios, com trilhas para cachoeiras e espaços para hospedagem, fazendas com gastronomia local, fábrica de cachaça, Mercado do Cristal e lojas de joias.

Para aproveitar todo esse potencial, o Conselho Municipal de Turismo, a prefeitura de Cristalina e empresários locais se uniram ao Sebrae para criar um produto turístico focado no cristal. “O turismo de experiência está em alta, as pessoas procuram muito mais do que apenas visitar uma cachoeira ou estar em um lugar bonito e agradável. Os turistas desejam conhecer a história, participar do processo, combinar gastronomia e passeios. Eles buscam uma experiência completa. Por isso, o destino turístico precisa se adaptar a essa realidade. E foi exatamente isso que o município de Cristalina construiu ao longo de quase um ano de trabalho”, explica Cléber Chagas, gerente da Regional do Entorno do DF/Nordeste.

“Com exclusividade, o destino turístico de Cristalina convida os turistas a vivenciar o garimpo artesanal de cristais, compreendendo a energia e o manejo dos veios, percorrer trilhas revigorantes em áreas preservadas, mergulhar em águas energizantes e límpidas, orar ou meditar em busca do equilíbrio quântico, visitar o memorial do garimpo, conhecer a história dos garimpeiros e o amor pela energia dos lemurianos”, explica Tatiana Fernandez, consultora do Sebrae e especialista em turismo.

 

Veja também:

Destino exuberante com águas cristalinas a 120km de Brasília é perfeito para aproveitar com a família

Maior reserva de cristais do mundo fica em Goiás

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Foto de capa: Prefeitura Municipal de Cristalina

Maior reserva de cristais do mundo fica em Goiás, bem pertinho de Brasília

Você já ouviu falar de Cristalina?

Essa cidade fica a apenas 130 km de Brasília e a 282 km de Goiânia, e é conhecida por abrigar a maior reserva de cristais do mundo. Além disso, foi eleita uma das melhores cidades do Brasil para se viver. Mas o que muita gente não sabe é que Cristalina também é um destino turístico incrível e cheio de surpresas.

Se você gosta de aventura e quer conhecer um lugar diferente em Goiás, não pode deixar de visitar Cristalina. 

Um dos passeios mais populares na cidade é o garimpo de cristais, onde os visitantes podem extrair suas próprias pedras brutas do solo das jazidas. 

É uma experiência única e emocionante, que vai deixar lembranças inesquecíveis. Mas não é só isso. Cristalina também tem diversas cachoeiras e trilhas cobertas de cristais, além do cartão-postal conhecido como Pedra do Chapéu. Essa formação rochosa intrigante é apoiada em outra pedra por um ponto de equilíbrio mínimo, e tem sido um mistério para os visitantes há anos. 

73c58926c28a049438e94791b4d87326.png

Outro lugar imperdível em Cristalina é o Adventure Park, lar da Lagoa dos Cristais. Essa lagoa impressiona pela sua beleza natural e pelos vários tons de azul, resultado da incidência da luz nas águas cristalinas e do reflexo causado pela sedimentação rochosa. Antes, a região era usada para garimpo, o que deixou muitos cristais na área. 

63502a0728f869141959a257fade2c49.png

A Lagoa dos Cristais tem pontos de até 30 metros de profundidade e é perfeita para a prática de mergulho e stand-up paddle. Mas atenção: para visitar o Adventure Park, é preciso agendar antes, pela internet. 

Então, não deixe para a última hora e garanta logo o seu passeio!

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Fotos: Divulgação Adventure Parl | Prefeitura de Cristalina

Cidade goiana no entorno do Distrito Federal abriga lago que é digno da cinematográfica Lagoa Azul

A maravilhosa  Lagoa dos Cristais fica em Cristalina, no Entorno do Distrito Federal.  A cidade fica a 281,3 km de Goiânia e 130,8  Km de Brasília. 

A cidade recebe o nome de Cristalina em homenagem a grande quantidade de cristais encontrados na região. Por muitos anos, a extração de cristais por mineradoras foi a principal fonte de renda da região. Hoje o comércio e o turismo movimentam a economia local.

Com água azul-turquesa, a lagoa foi criada a partir de um garimpo desativado.  Localizada dentro do Adventure Park, a Lagoa dos Cristais se formou  após anos de extração de cristais em uma área a cerca de 5km do centro de Cristalina. A atividade fez com que o lençol freático fosse alcançado e, com isso, fosse formado um lago de água límpida de tom azul/esverdeado.

 

O local é lindo. E, não é exagero falar que o azul da Lagoa dos Cristais lembra a cor da Famosa Lagoa Azul, do famoso filme da Sessão da Tarde. Se você é amante da natureza, adora uma aventura e prefere roteiros de diversão rápidos para o final de semana, vai adorar a Lagoa dos Cristais.

 

O local fica em uma propriedade privada. Para visitar é preciso agendar. De acordo com os administradores do local, a Lagoa dos Cristais tem cerca de 30 metros de profundidade e uma água de temperatura média de 26,5°C.

 

O visitante pode tomar banho na lagoa, andar de caiaque, de stand up ou mergulhar. Além disso, é possível  fazer trilhas na área e conhecer um outro atrativo da cidade, a Pedra Chapéu do Sol, que foi formada há milhões de anos.

 

A rocha de quartzito está equilibrada há milhões de anos sobre uma base de pouco mais de um metro de diâmetro. A Pedra tem aproximadamente 500 toneladas. Além disso, ela é cheia de inscrições rupestres, ainda em estudo, que são datadas de mais de 12 mil anos

 

lagoaFoto: Adventure Park

 

canoagemFoto: Fluid Aventuras

A Lagoa fica em área adjacente ao município de Cristalina, em Goiás, a 280 km de Goiânia e atrai turistas interessados em sua beleza paradisíaca e em esportes radicais, como mergulho, canoagem e Stand Up Paddle (SUP).

lagoaFoto: Fluid Aventuras

 

lagoaFoto: Fluid 

Foto de capa: Aventure Park 

Leia também: Cidade do Interior de Goiás deixa visitantes encantados com a beleza natural intocada

 

Cidade goiana encanta pelo misticismo, beleza natural e presença de pedras preciosas

Cristalina é um município do estado de Goiás, que faz parte da Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (RIDE). Sua população estimada em 2022 é de 58.940 habitantes, segundo o IBGE. E ela está a 281 km de Goiânia e a 131 km de Brasília.

A cidade é conhecida como “Cidade dos Cristais”, por seu solo rico em cristal de quartzo, aquele clássico transparente.  Cristalina é tida por muitos mísiticos como o ponto de equilíbrio do mundo, graças ao magnetismo do seu solo e o trabalho com cristais e pedras preciosas.

Para você entrar no clima e ficar com aquela vontade de conhecer Cristalina, nós separamos alguns lugares que vão te conquistar! Dá pra conhecer um pouco da história da cidade, se aventurar em cachoeiras e meditar na famosa Pedra Chapéu do Sol.

Veja o roteiro e se surpreenda!

 

Pedra Chapéu do Sol

9807066bb25b3a28d4a789de7e5b1f24.png

Foto: Goiás Turismo

 

Cachoeira do Arrojado

a6d8c9c33fd4cbb3ca813fd419107c8e.jpeg

Foto: Redecol

 

Reserva dos Topázios

5556403702b91edc50481c4c283bacb7.jpg

 

Igreja São Sebastião

aea20faf839ce39237b955299b885d66.jpg

Foto: Diocese de Luziânia

 

Balneário das Lajes

cad2bd919840b6ff2ecbd6ac4b7dbde3.jpg

Foto: Leve sem destino

 

Adventure Park

b8fe18bddacb0624e17db35ea3afb908.jpg

Foto: @adventurepark.cristalina

 

Mercado do Cristal

566b0fbe442a93709ac43ac02371bd00.png

Foto retirada do site oficial do mercado.

 

Como chegar em Cristalina (partindo de Goiânia): acesso pela BR-060/BR-153, seguindo pela BR-040, e pela GO-010.

Programa imperdível: Meditar na Pedra do Chapéu do Sol, bloco de granito de quase 100 toneladas, equilibrada há milhões de anos em uma base de pouco mais de 1 metro e tido como ponto de equilíbrio do universo.

Informações: (61) 3612-7658

 

 

Festa do Divino Espírito Santo, em Cristalina, se torna patrimônio imaterial de Goiás

Com décadas de tradição, a Festa em Honra ao Divino Espírito Santo, que acontece no município de Cristalina, a 282 km de Goiânia, foi reconhecida oficialmente como Patrimônio Cultural e Imaterial de Goiás. As informações são do Jornal A Redação. 

O projeto de lei foi aprovado em segunda votação pela Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego) em abril deste ano. A propositura, de autoria do ex-deputado Diego Sorgatto (UB), em 2019, foi apensada à proposta semelhante do Coronel Adailton (PRTB). 

A Festa em Honra ao Divino Espírito Santo de Cristalina é o principal festejo do município. Com 74 edições, a iniciativa representa as andanças de Jesus Cristo e seus 12 apóstolos para evangelizar o mundo. Geralmente ocorre após as celebrações da Páscoa. 

Carregando bandeiras, caixas, e a capanga, que são os símbolos do Divino Espírito Santo, e anunciados por um som característico, dez grupos de foliões saem a cavalo pelas trilhas e estradas para visitarem várias fazendas do município, visando evangelizar as pessoas da zona rural. Além do cortejo, a festa ainda conta com muita catira, um desfile dos foliões e atividades na antiga igreja da cidade. 

Festa

A 75ª edição da festa será realizada entre os dias 27 de maio e 5 de julho no município de Cristalina, no Entorno do Distrito Federal. Além dos eventos religiosos, a organização oferece uma programação musical com vários shows, destaque para a música sertaneja. 

 

Imagem: José Rodolpho Assenço

Estudos apontam que o avanço do desmatamento do Cerrado pode gerar apagão elétrico no Brasil

O nosso Cerrado é o berço das águas que abastecem todo o Brasil. Consequentemente o avanço do desmatamento deste bioma, ano após ano, afeta também a produção de energia elétrica, isso porque porque a base energética do País, são as hidrelétricas.  O risco de acontecer um apagão elétrico em muitas cidades brasileiras, é real, e está relacionado ao nível de água das represas e lagos, cada dia mais baixos.  Por isso, deve-se conscientizar sobre a importância em preservar esse bioma. 

Pois bem, mas vamos por partes. Só para se ter uma ideia, o município goiano de Cristalina é um dos berços de água do bioma, que gera eletricidade aos lares de cerca de 60 milhões de brasileiros. 

Encravado no Cerrado, o município abriga 256 rios e riachos que desembocam no Paranaíba, um dos principais formadores do rio Paraná, cuja bacia abarca boa parte dos Estados de Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Mato Grosso do Sul, Goiás e o Distrito Federal. Inclusive, só nesta região, há mais de 5 usinas hidrelétricas. 

Hoje, porém, vários rios que integram a bacia vivem a menor vazão já registrada, gerando temores de um apagão no sistema elétrico brasileiro e levando pesquisadores a apontarem para a relação entre o desmatamento no Cerrado e a crise hídrica no centro-sul do Brasil.

Grande parte da vazão do Paraná se deve a rios que nascem em áreas de Cerrado bastante desmatadas nas últimas décadas, caso de Cristalina e dos municípios vizinhos, no entorno de Brasília.

Leia também:

Fotógrafa goiana expõe as belezas do cerrado

Para colorir a semana: As mais belas flores do nosso Cerrado

Segundo o MapBiomas, plataforma que monitora o uso do solo no Brasil, de 1985 a 2019, a área coberta pelo Cerrado diminuiu 33% na micro-bacia hidrográfica daquela região, a Alto Paranaíba 3.

Em toda a bacia do Paraná, que também inclui trechos de Mata Atlântica, foram destruídos 4,2 milhões de hectares de vegetação nativa no mesmo período, uma perda de 17,6%. A área desmatada é 127 vezes maior que a do município de Belo Horizonte. Hoje, resta na bacia 22,4% da cobertura natural original.

Para pesquisadores entrevistados pela BBC News Brasil, o desmatamento agrava a escassez nos reservatórios do Paraná, responsáveis pela maior capacidade de geração de energia hidrelétrica do país.

“É uma resposta preguiçosa atribuir a variação nos reservatórios apenas ao El Niño ou à La Niña”, diz o geógrafo Yuri Salmona, doutorando em Ciências Florestais pela Universidade de Brasília (UnB).

Salmona se refere a explicações para mudanças nas vazões de rios brasileiros que só levam em conta fatores climáticos. No caso da seca atual na bacia do Paraná, há forte influência da La Niña, resfriamento periódico nas águas do Oceano Pacífico que tende a reduzir as chuvas no centro-sul do país.

Para entender como o desmatamento no Cerrado impacta o fluxo dos rios, é preciso conhecer a relação do bioma com as águas.

O Cerrado é o “berço das águas”, segundo o engenheiro ambiental Arnaldo José Cambraia Neto, autor de uma dissertação de mestrado na Universidade Federal de Viçosa (UFV), em Minas Gerais. O estudo dele fala justamente sobre o papel do bioma na regulação dos rios da região.

desmatamento

Ocupando o Planalto Central e se estendendo por 25% do território nacional, o Cerrado é o ponto de origem de oito das doze bacias hidrográficas brasileiras. Lá nascem muitos rios que rumam para outras regiões brasileiras, como o São Francisco, o Tocantins, o Xingu e o Araguaia.

Esses rios correm o ano todo, embora o Cerrado possa passar vários meses na estação seca sem receber uma só gota de chuva.

Ao longo de pelo menos 40 milhões de anos, as plantas do Cerrado desenvolveram raízes longas e ultrarramificadas para buscar água nas profundezas e retirar nutrientes dos solos naturalmente pobres da região.

As raízes de uma árvore do Cerrado se entrelaçam com as das plantas vizinhas, formando uma espécie de esponja debaixo da terra. Na estação seca, essa esponja retém umidade no solo, garantindo a sobrevivência das plantas e dos animais que delas dependem.

Já na estação chuvosa, a esponja encharca e permite que a água infiltre até depósitos subterrâneos, os lençóis freáticos e aquíferos.

São esses depósitos que alimentam as nascentes dos rios, garantindo que eles continuem fluindo mesmo quando as chuvas cessam.

Leia também:

Conheça o fungo nativo do cerrado que acelera a produção de etanol

Cerrado é destaque na lista Best of the World da Net Geo para o turismo em 2021

Cambraia diz que 80% da água dos rios do Cerrado tem origem subterrânea. Ou seja, ela vem principalmente da chuva que infiltra no solo e, percorrendo os sulcos criados pelas raízes, consegue chegar aos lençóis freáticos e aquíferos.

Mas o funcionamento desse sistema pode ser gravemente golpeado quando a vegetação nativa do Cerrado é substituída por lavouras como as de soja, milho ou algodão, diz o geógrafo Yuri Salmona, da UnB.

Como a vegetação nova tem raízes curtas, a água da chuva não infiltra tanto no solo e tende a evaporar ou escorrer até algum rio. Assim, diz Salmona, em vez de ir para o depósito subterrâneo para ser liberada à superfície ao longo do ano, a água aumenta a vazão dos rios no período chuvoso.

Salmona diz que o desmatamento por si só já tende a reduzir a vazão dos rios no período seco, mas o impacto costuma ser ainda maior quando a vegetação nativa dá lugar a lavouras irrigadas.

Os impactos das irrigações

Para funcionar, esses equipamentos puxam a água de rios, nascentes ou de poços subterrâneos, impactando a vazão dos cursos d’água ou prejudicando a recarga dos aquíferos. A irrigação tende a aumentar a produtividade e a permitir que alimentos sejam cultivados mesmo em períodos de seca.

irrigação

Segundo um relatório da Agência Nacional de Águas (ANA) publicado em 2015, a irrigação é responsável por 89,5% do consumo de água na bacia do Paranaíba, enquanto o abastecimento público responde por 2,9% do uso.

Em tese, se não fosse usada nas lavouras, essa água engrossaria a vazão de rios da bacia do Paraná e poderia, por exemplo, abastecer alguma cidade no Triângulo Mineiro ou ajudar a mover as turbinas da hidrelétrica de Itaipu, a 1.500 km dali.

Segundo um relatório publicado pela agência em 2021, a irrigação responde por 49,8% da demanda de água em todo o Brasil, seguida pelo abastecimento humano urbano (24,3%), indústria (9,6%), uso animal (8,4%) e outros fins.

E a atividade tende a crescer. Um relatório da mesma ANA estima que a área irrigada no Brasil aumentará 76% entre 2019 e 2040. Boa parte desse incremento deve ocorrer justamente em áreas de Cerrado na bacia do Paraná.

Na última terça-feira (16/6), a ministra da Agricultura, Tereza Cristina (DEM), disse que “a ampliação das terras irrigadas precisa ser vista como uma ferramenta estratégica para o aumento da produtividade”.

“Temos 3% da produção agrícola irrigada, enquanto a média mundial é de 20%”, afirmou a ministra.

Cristina citou um estudo da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq-USP) segundo o qual o Brasil tem condições de aumentar sua área irrigada em quase oito vezes.

A ministra diz que, entre outros benefícios, o avanço da irrigação gerará empregos, ampliará a renda dos agricultores e aumentará as exportações do Brasil.

Especialistas alertam, porém, para os desafios de expandir a atividade num cenário em que a escassez de água se torna cada vez mais frequente em partes do país, o que pode se agravar com reduções nos padrões de chuvas causadas pelas mudanças climáticas e pelo desmatamento na Amazônia.

Para o geógrafo Yuri Salmona, em vez de aumentar a área irrigada, é preciso ampliar o controle sobre as licenças já concedidas, já que hoje não se sabe se os agricultores respeitam os limites que lhes são impostos.

Salmona também defende que haja um mapeamento das regiões de nascentes e recarga de aquíferos, que devem ser consideradas prioritárias para a conservação.

Para o geógrafo, com solos e rios mais protegidos em áreas sensíveis, o país estará mais preparado para lidar com alterações climáticas como as provocadas pela La Niña.

Proteção do bioma

rio

A conservação do Cerrado depende de como usamos a sua biodiversidade. Tanta riqueza pode e deve ser usada, mas é preciso que ela também sirva às novas gerações que vem por aí. 

No Cerrado, já existem povos e comunidades tradicionais que há milhares de anos utilizam seus recursos, como o pequi, o babaçu e o baru, entre muitas outras árvores frutíferas, para produção de polpa, óleo, cosméticos e artesanatos para geração de renda. É o caso de indígenas, extrativistas, quilombolas, entre outros. 

Além disso, ainda há órgãos e leis que promovem uma certa proteção da vegetação, que, consequentemente, protege os importantes rios da região.

Não precisa destruir o Cerrado para servir-se de todo o seu potencial. De pé, o Cerrado vale mais e garante a sobrevivência do Brasil.

Leia também:

Conheça 4 pesquisas agrícolas da UFG que buscam preservar o cerrado

Porque Goiânia é conhecida como a Capital do Cerrado

Lagoa dos Cristais em Cristalina é um verdadeiro paraíso das águas entre Goiás, Brasília e Minas Gerais

Se você é amante da natureza, adora uma aventura e prefere roteiros de diversão rápidos para o final de semana, vai adorar a Lagoa dos Cristais.

lagoaFoto: Adventure Park

A cidade que recebe o nome de Cristalina em homenagem a grande quantidade de cristais encontrados por lá, e antes reconhecida por ter como principal fonte de economia a extração de cristais por mineradoras, agora é conhecida pelo turismo local por conta de uma nova atração, a Lagoa dos Cristais.

canoagemFoto: Fluid Aventuras

A Lagoa fica em área adjacente ao município de Cristalina, em Goiás, a 280 km de Goiânia e atrai turistas interessados em sua beleza paradisíaca e em esportes radicais, como mergulho, canoagem e Stand Up Paddle (SUP).

lagoaFoto: Fluid Aventuras

A atração foi criada a partir de um garimpo desativado, que após alguns anos de abandono adquiriu pontos com mais de 30 mt de profundidade com águas cristalinas em um tom verde-azulado, que a poucos anos tornou-se um complexo de lazer, o Adventure Park

lagoaFoto: Fluid Aventuras

Para ter acesso a Lagoa é preciso agendar horário com o empresa que admistra o local e tem permissão para turismo e práticas, a Fluid, e adquirir pacotes que incluem serviços, bem como as atividades esportivas credenciadas e coordenadas por guias treinados.

Foto de capa: Aventure Park 

Receba notícias do Curta Mais diretamente no seu WhatsApp (clique aqui)

SIGA O CURTA MAIS

Facebook | Instagram | Twitter | Google Notícias

  

Sete motivos para você mudar seu roteiro de viagem e conhecer Cristalina

Quando se fala em viajar normalmente você encontra roteiros pré-estabelecidos e acaba perdendo a oportunidade de conhecer lugares incríveis, bem pertinho de você. Fazemos um desafio para o próximo fim de semana. Mudar o destino! Já ouviu falar de Cristalina? A cidade está localizada a 280 quilômetros de Goiânia e a 130 quilômetros de Brasília, e também é conhecida como Serra dos Cristais, por deter a maior jazida de cristal de rocha do mundo.

Com uma altitude de 1250 metros, Cristalina conta com estações bem definidas e é possível programar bem a estadia na cidade em qualquer época do ano. São várias as possibilidades de hospedagem, entre hotéis e pousadas, mas aconselhamos fazer reserva antes, visto que a cidade é também um polo agrícola e tem fluxo intenso de visitantes.

O que visitar?

Além do comércio de cristais, Cristalina tem pontos turísticos que merecem ser visitados como a Pedra Chapéu de Sol, Balneário das Lajes, Reserva Linda Serra dos Topázios, Cachoeira do Arrojado, e na própria cidade, a Igreja São Sebastião, localizada no Setor Cristalina Velha, um bairro histórico, com várias construções do século 19.

 

1. Pedra Chapéu de Sol

Pedra

Localizada na Fazenda Sucupira, foi assim denominada pelo seu peculiar formato: um enorme bloco de granito de, aproximadamente 100 toneladas, em equilíbrio de forma estável, há milhões de anos, sobre uma base de pouco mais de 1 metro. É um bom local para meditação e observação, possuindo afloramento rochoso com impressionismo natural.

2. Reserva de Patrimônio Particular Natural Linda Serra dos Topázios (RPPN)

RPPN

Área de preservação ambiental onde a fauna e a flora originais continuam intocadas.

Considerada um paraíso energético na região dos cristais. São 500 hectares de cerrado nativo onde são encontradas várias espécies de animais, aves e tipo de vegetação já em extinção. A reserva possui 20 cachoeiras de águas cristalinas. O local fica a 12 quilômetros da sede do município e é frequentado por naturalistas, biólogos e pesquisadores de diversas universidades interessados em realizar pesquisas, educação ambiental e ecoturismo sustentável. A RPPN apresenta paredões de pedra e várias corredeiras naturais, um convite ao turismo ecológico. É possível locação de chalés para estadia ou reserva de área de camping.

3. Cachoeira do Arrojado

Cachoeira

Localizada na divisa entre as Fazendas Kitice e Saiki está a 15 quilômetros de Cristalina. É uma cachoeira em semicírculo, com 10 metros de altura e 50 metros de comprimento, formada pelo Ribeirão do Arrojado. Dispõe de águas límpidas, piscinas naturais, belíssima natureza e várias corredeiras.

4. Balneário das Lajes

Balneário

Situado a 12 quilômetros da cidade, o Balneário das Lajes é um complexo de lazer no qual é cortado pelo Ribeirão das Lajes, onde foram construídas praias artificiais. Possui belas cachoeiras, piscinas naturais e artificiais, além de belas quedas d’água, o local possui restaurante, quiosques, área de camping, banheiros, espaço para shows – uma estrutura para os turistas que querem passar um fim de semana perto da natureza.

5. Mercado Cristal

Mercado

Inaugurado em 2013, o Mercado Cristal reúne várias peças em cristal e pedras preciosas, produzidas pelos artesãos locais: estatuetas, joias e semijoias, peças de decoração. No centro da cidade e na BR-040 também estão localizados alguns centros comerciais de cristais, onde o visitante encontra variedades de artesanato.

6. Igreja São Sebastião

Igreja

Construída em 1948, a Igreja São Sebastião está localizada no Setor Cristalina Velha, bairro histórico da cidade, com várias construções do 19.

7. Gastronomia

Costela

A costela do variado Ity Restaurante.

São mais de 50 opções de restaurantes, churrascarias, pizzarias e bares, onde o visitante poderá desfrutar da culinária goiana com valores que variam entre R$ 8 e R$ 70. No cardápio o cliente encontra sucos, cremes, lanches leves, massas, crepes, saladas, carnes e variações da culinária goiana, gaúcha, nordestina, japonesa e árabe.