10 lugares para conhecer no Ceará em 2024

Explorar o Ceará é uma jornada de deleite para os sentidos, onde cada passo revela um mosaico de maravilhas naturais que conquistam corações. Banhado pelo Oceano Atlântico, esse estado do nordeste brasileiro deslumbra com suas praias douradas, lagoas serenas e cachoeiras que ecoam a majestade da natureza. 

A atmosfera vibrante, aliada à hospitalidade calorosa dos cearenses, transforma cada visita em uma imersão única, convidando os viajantes a desbravarem uma terra onde o encanto se entrelaça com a cultura local.

Descubra agora os 10 lugares imperdíveis que tornam uma viagem pelo Ceará uma verdadeira aventura dos sonhos.

Das lagoas serenas às praias paradisíacas, cada lugar oferece uma experiência única e inesquecível, deixando lembranças para sempre na memória dos viajantes.

2ª cidade mais barata para se viver no Brasil fica em Goiás

Você já pensou em se mudar para uma cidade que ofereça um bom custo de vida, sem abrir mão da qualidade de vida? Adivinha só, a 2ª mais barata para se viver no Brasil fica em Goiás.

Já imagina qual é?

Para quem pensou em Anápolis, acertou.

A cidade goiana foi eleita, pela Revista Exame, como a 2 ª mais barata para se viver no Brasil. Ficou atrás apenas da cidade paulista de Guaratinguetá.

2ª cidade mais barata para se viver no Brasil fica em Goiás

Foto: Goiás Turismo

A seguir, vamos apresentar as cinco cidades mais econômicas para se viver no Brasil, de acordo com uma pesquisa realizada pela Revista Exame.

Todos os municípios mencionados têm em comum o fato de terem um custo de vida abaixo da média nacional, mas também oferecem boas oportunidades de trabalho, educação, lazer e cultura.

Nós vamos dar ênfase para a nossa querida Anápolis, mas vamos falar um pouco sobre cada uma delas.

 

As Cinco Cidades Mais Econômicas do Brasil

Vamos explorar as cinco cidades que se destacam por proporcionar um custo de vida abaixo da média nacional, combinado com excelentes oportunidades em diversas áreas.

 

Guaratinguetá (SP)

 

Localizada no Vale do Paraíba, em São Paulo, com cerca de 120 mil habitantes, Guaratinguetá encanta não apenas pelo seu custo de vida acessível, mas também pela rica estrutura turística e industrial. Estrategicamente posicionada entre São Paulo e o litoral norte, a cidade se torna um ponto estratégico para moradores e viajantes.

 

Anápolis (GO)

 

Com mais de 360 mil habitantes, Anápolis conquistou o segundo lugar no ranking de cidades mais baratas para viver. A apenas 50 km de Goiânia, a cidade goiana não só oferece um baixo custo de vida como também se destaca como polo industrial no ramo farmacêutico.

 

Mossoró (RN)

 

No Nordeste brasileiro, Mossoró surge como a terceira cidade mais econômica para se viver, abrigando quase 250 mil habitantes. Além do baixo custo de vida, a cidade se destaca por suas tradicionais festas de São João e pela expressiva produção de frutas, fatores que impulsionam sua economia.

 

Uberaba (MG)

 

No triângulo mineiro, Uberaba, com cerca de 330 mil habitantes, ocupa o quarto lugar entre as cidades mais baratas. Sua economia, centrada na agropecuária, aliada à presença de importantes universidades públicas, oferece um ambiente propício para uma vida com qualidade.

 

Novo Hamburgo (RS)

 

Na região metropolitana de Porto Alegre, Novo Hamburgo se destaca como a quinta cidade mais acessível, abrigando aproximadamente 250 mil habitantes. Reconhecida como a capital nacional do calçado, a cidade apresenta uma infraestrutura robusta em comércio, serviços e lazer.

 

Anápolis – 2ª cidade mais barata para se viver no Brasil

Focando nossa atenção em Anápolis, a cidade vai muito além das estatísticas.

Com uma população acolhedora e uma atmosfera que mescla o urbano e o rural, Anápolis cativa quem a visita.

Seus encantos vão desde a riqueza histórica até as belezas naturais que a circundam.

 

Infraestrutura Exemplar: Anápolis orgulha-se de sua infraestrutura bem desenvolvida, proporcionando aos moradores e visitantes uma ampla gama de serviços, educação e opções de lazer. Com uma posição estratégica no coração de Goiás, a cidade oferece facilidades que contribuem para uma vida prática e confortável.

 

Polo Industrial Farmacêutico: Além de ser econômica, Anápolis destaca-se como um significativo polo industrial, especialmente no setor farmacêutico. Com empresas renomadas e oportunidades de emprego, a cidade se torna um ímã para profissionais que buscam uma carreira sólida.

 

Cultura e Natureza: Anápolis preserva sua rica cultura por meio de eventos, festivais e celebrações que envolvem a comunidade. Além disso, a cidade é abençoada pela natureza, com parques, praças e áreas verdes que convidam a população a desfrutar do ambiente ao ar livre.

 

Leia Também

Divisa de Goiás e Tocantins guarda uma prainha pouco conhecida que parece um oásis no Cerrado

Você precisa conhecer essa praia paradisíaca que fica bem pertinho de Goiás

Menor rio da América Latina fica pertinho de Goiás e impressiona com águas azuis cristalinas

Você precisa conhecer a cidade goiana famosa por ser a capital das cachoeiras

5 lugares imperdíveis para conhecer em Goiânia, segundo a IA

As 10 cidades mais visitadas do mundo em 2023

 

Mais sobre a 2ª cidade mais barata para se viver no Brasil, que fica em Goiás

Localizada no planalto central em uma atitude de 1.017 metro, Anápolis é uma das cidades mais altas do Brasil. Está a 60 km da capital, Goiânia, 220 km de Caldas Novas, mais ao sul, e a 148 km do Distrito Federal.

A imprensa nacional já nomeou Anápolis como a terra das oportunidades e cidade mais feliz do Centro-Oeste.  A matéria considerou elementos como a grande presença de jovens entre a população, qualidade de vida reconhecida e outros pontos.

Com localização privilegiada, no planalto central, fica às margens de importantes rodovias, como as federais BR-153, BR-060 e BR-414. Anápolis, Goiás, também é cortada pelas rodovias estaduais GO-222, GO-330, GO-437 e GO-560 e pela Ferrovia Centro-Atlântica.  Portanto, muito procurada por indústrias e empresas por ser um lugar estratégico para escoamento de produtos.

Anápolis é a principal cidade industrial do Centro-Oeste do Brasil, com destaque para o segmento farmacêutico. Mas não é apenas de indústria ou comércio que ela vive, o turismo é algo bastante presente neste município.

 

História

A história de Anápolis começa no século XVIII, com a passagem dos tropeiros pela região a caminho de Corumbá e Meia Ponte, durante as extrações de ouro.

Por ser um lugar cortado por rios, muitos viajantes pousavam às margens para um período de descanso e seguiam viagem no dia seguinte.

Com o tempo, ao fim do ciclo do ouro na localidade, muitos desses viajantes estabeleceram residência, tornando-se os primeiros habitantes do lugar que viria a ser Anápolis, Goiás.

 

Turismo

A cidade conta com um grande número de atrações, e muitas delas naturais que garantem não apenas diversão, mas também conexão com a natureza.

Uma das paradas obrigatórias em Anápolis é no Museu Histórico, que reflete totalmente a essência da cidade.

Se você está procurando opções de destino para curtir sua próxima viagem saiba que Anápolis é uma excelente opção, para te provar isso separamos aqui um roteiro com 7 atrações imperdíveis na cidade, confira!

 

Museu Histórico

2ª cidade mais barata para se viver no Brasil fica em Goiás

Foto: Viva Anápolis

 

Parque da cidade

2ª cidade mais barata para se viver no Brasil fica em Goiás

Foto: Youtube

 

Parque JK

2ª cidade mais barata para se viver no Brasil fica em Goiás

Foto: Viva Anápolis

 

Centro Cultural Joana Dark

2ª cidade mais barata para se viver no Brasil fica em Goiás

Foto: Festas e shows

 

Praça Bom Jesus

2ª cidade mais barata para se viver no Brasil fica em Goiás

Foto: Prefeitura de Anápolis

 

Catedral Senhor Bom Jesus da Lapa

2ª cidade mais barata para se viver no Brasil fica em Goiás

Foto: Diocese de Anápolis

 

Teatro Municipal de Anápolis

2ª cidade mais barata para se viver no Brasil fica em Goiás

Foto: Flickr

 

Ao considerar a mudança para uma cidade que equilibra custo e qualidade de vida, Anápolis surge como uma escolha sábia.

Seus atributos vão além do aspecto financeiro, abraçando o visitante com hospitalidade, oportunidades e um estilo de vida que mescla o dinamismo urbano com a tranquilidade do interior.

Encontrar um lar em Anápolis pode ser mais do que uma decisão econômica; pode ser a descoberta de um novo capítulo repleto de realizações e bem-estar.

Cidade goiana é um paraíso com mais de 50 cavernas e grutas pertinho de Goiânia

Se você está em busca de um refúgio tranquilo longe do caos das grandes cidades, Vila Propício, em Goiás, é o destino perfeito. Com apenas 5 mil habitantes, esta joia escondida oferece um santuário de paz a apenas 195 km de Brasília e 200 km de Goiânia, tornando-a uma opção acessível para quem busca contato direto com a natureza.

Não se deixe enganar pelo tamanho modesto da cidade; Vila Propício é um verdadeiro paraíso para os amantes do turismo e da exploração subterrânea, com mais de 50 cavernas e grutas catalogadas.

Este complexo impressionante faz da região o segundo maior em extensão de cavernas e grutas no Centro-Oeste, prometendo uma experiência única e repleta de descobertas para os aventureiros.

 

Explorando o Tesouro Subterrâneo dessa cidade goiana com mais de 50 cavernas e grutas catalogadas

 

Cidade goiana é um paraíso com mais de 50 cavernas e grutas pertinho de Goiânia

Caverna Tubarão. Foto: Prefeitura de Vila Propício

Com mais de 60 km de extensão de grutas, Vila Propício oferece uma experiência subterrânea única. No entanto, apenas seis dessas maravilhas são recomendadas para visitação, garantindo a segurança dos exploradores.

Nomes como Caverna Tubarão, Lapa do Boqueirão, Samambaia, Chico Pina, Cearense, Dois Irmãos e Três Marias prometem encantar cada visitante com suas peculiaridades.

Para desbravar esses tesouros naturais, é imprescindível contar com a orientação de guias experientes e equipamentos essenciais, incluindo botas resistentes e lanternas. Prepare-se para uma aventura emocionante e cheia de surpresas, explorando cada recanto dessas formações geológicas únicas.

 

Caverna Tubarão em Vila Propício

Uma das estrelas do complexo de grutas de Vila Propício é a Caverna Tubarão, localizada no distrito Dois Irmãos, mais próxima da sede de Padre Bernardo do que de Vila Propício.

Essa caverna ganhou seu nome devido às impressionantes formações no teto de um de seus salões, que lembram a figura de um tubarão com a boca aberta e dentes afiados.

Recentemente, o acesso a essa maravilha ficou ainda mais fácil, com a abertura de uma estrada que reduz a caminhada pela mata fechada.

 

Caverna Samambaia e Três Marias em Vila Propício

Cidade goiana é um paraíso com mais de 50 cavernas e grutas pertinho de Goiânia

Caverna Samambaia. Foto: Prefeitura de Vila Propício

Mais próximas da sede de Vila Propício, as cavernas de Samambaia e Três Marias são destinos imperdíveis.

A Caverna Samambaia, a 20 km da cidade, oferece uma experiência única com um acesso íngreme e desafiador.

Descendo por uma escada natural e enfrentando obstáculos, os visitantes são recompensados com salões iluminados por luz natural, criando um ambiente espetacular.

Cidade goiana é um paraíso com mais de 50 cavernas e grutas pertinho de Goiânia

Caverna Três Marias. Foto: Prefeitura de Vila Propício

Já a Caverna Três Marias, a 24 km da sede de Vila Propício, proporciona uma exploração mais acessível.

Com um piso plano e poucas barreiras, esse passeio é adequado para todas as idades. Com 249 metros de comprimento, a caverna abriga uma variedade fascinante de estalactites e estalagmites, tornando-a um espetáculo subterrâneo.

 

Natureza Além das Cavernas

Cidade goiana é um paraíso com mais de 50 cavernas e grutas pertinho de Goiânia

Foto: Prefeitura de Vila Propício

Além das maravilhas subterrâneas, Vila Propício reserva outros encantos naturais, como os lagos de água cristalina Lago do Virgílio e Lago Azul. A cidade também é cortada por rios, como o Rio Verde, Rio dos Patos e Rio Maranhão, que proporcionam oportunidades para a prática de boiacross.

Cidade goiana é um paraíso com mais de 50 cavernas e grutas pertinho de Goiânia

Lago Azul. Foto: Prefeitura de Vila Propício

Em Vila Propício, a simplicidade se encontra com a grandiosidade da natureza, criando um destino único e memorável para os exploradores.

Planeje sua visita a este paraíso subterrâneo e aproveite as maravilhas que aguardam os amantes da aventura em meio às belezas naturais de Goiás.

Os visitantes podem desfrutar de roteiros oferecidos pelas agências com duração de horas ou dias, fazer percursos de carro, barco, bicicleta.

Passeios pelas florestas com guias especializados que conhecem muito bem o cerrado e que irão te ensinar um pouco durante as caminhadas.

Para quem busca hospedagem, Vila Propício oferece opções comemorativas, desde hotéis e pousadas mais simples até opções mais sofisticadas e confortáveis. 

Além disso, a cidade é conhecida pela hospitalidade e simpatia de seus moradores, que recebem os visitantes de braços abertos.

Leia Também

Divisa de Goiás e Tocantins guarda uma prainha pouco conhecida que parece um oásis no Cerrado

Você precisa conhecer essa praia paradisíaca que fica bem pertinho de Goiás

Menor rio da América Latina fica pertinho de Goiás e impressiona com águas azuis cristalinas

Você precisa conhecer a cidade goiana famosa por ser a capital das cachoeiras

5 lugares imperdíveis para conhecer em Goiânia, segundo a IA

As 10 cidades mais visitadas do mundo em 2023

 

História de Vila Propício

O município foi fundado em 1952. Possui cerca de 5.520 habitantes e tem um dos maiores complexos espeleológicos da América do Sul, possuindo mais de 50 cavernas e muitas delas ainda não catalogadas. É cortado pelo rio dos Patos.

 Início do Povoado

O Município de Vila Propício teve seu início em meados de 1950, quando o agrimensor e proprietário de terras da região Luis Caiado de Godoi resolveu construir uma escola e comercializar a produção de alimentos.

A partir daí, criou-se um loteamento, em cerca de 5 alqueires de terras, Por volta de 1951, a família de Joaquim Propício de Pina resolveu construir escola e comercializar a produção de alimentos, sobre o qual teve início o povoado de Vila Propício.

Ele não era o único interessado em começar um povoado no local, um grupo de imigrantes baianos, mineiros e proprietários de terra, acompanharam o agrimensor nessa tarefa.

Luis Caiado de Godoi passou, reconhecido como fundador de Vila Propício anos de sua vida, viajando por essa região, a escolha do lugar, foi devido as terras serem bastante produtivas.

 

Origem do nome

O Nome de Vila Propício é uma homenagem do fundador do povoado Luis Caiado de Godoi ao seu sogro Joaquim Propício de Pina o “Mestre Propício, como era conhecido por todos.

Mestre Propício era professor, comerciante, músico, escrivão e Secretário, e contribuiu muito para o crescimento do nosso Município, fazendo jus ao nome Vila Propício.

Os 10 destinos mais acolhedores do Brasil

Sentir-se acolhido é mais do que apenas encontrar um lugar onde se abrigar fisicamente; é descobrir um espaço onde o coração encontra conforto e pertencimento. Essa sensação de chegar em um  ambiente diferente e ser  recebido de forma calorosa na  hospitalidade, com uma energia acolhedora que permeia o local. Quando viajamos, buscamos não apenas explorar novos cenários, mas também encontrar refúgio emocional em destinos que nos recebem de braços abertos. É nessa busca por conexão humana e familiaridade que encontramos verdadeiros tesouros, onde a sensação de acolhimento se torna um catalisador para experiências memoráveis e encontros significativos.

Acolhimento é o sentimento de ser recebido com bondade e compreensão, de ser visto e valorizado como um indivíduo único dentro de uma comunidade. É a sensação reconfortante de ser parte de algo maior do que nós mesmos, de nos sentirmos em casa mesmo longe de nossos lares. Em um mundo onde o ritmo acelerado muitas vezes nos desconecta do humano, encontrar destinos onde essa sensação de calor humano é palpável torna-se essencial para recarregar as energias e nutrir a alma.

Por isso, a maioria dos brasileiros está sempre à espera da oportunidade perfeita para realizar aquela viagem tão sonhada. Seja acompanhado de amigos, família ou até mesmo em uma jornada solitária, viajar traz benefícios tanto para o corpo quanto para a mente. 

E ao pensar na satisfação de quem ama um calor humano,  o guia elaborou uma lista com os 10 destinos mais acolhedores do Brasil. Vamos conferir!

Conheça um castelo espanhol histórico que fica em Goiás

A cidade de Urutaí, localizada a 170 quilômetros da capital goiana, reserva um tesouro arquitetônico que clama por restauração e preservação: o Castelinho de Urutaí. Um castelo espanhol histórico, construído por 2 irmãos, por volta de 1918.

Atualmente, situado dentro do campus do Instituto Federal Goiano (IF Goiano) local, esse monumento histórico é um testemunho do auge da era ferroviária em Goiás.

Conheça um castelo espanhol histórico que fica em Goiás

Foto: Reprodução/IG Goiano

 

História do Castelo Espanhol em Goiás

A história do Castelinho começou em 1918 com o Decreto no 13.197, de 25 de setembro de 1918 que instituiu a Fazenda Modelo de Criação de Urutaí.

Em 1920, foi dado início a  construção da Fazenda Modelo de Criação em Urutai por meio de doação de terras dos coronéis Sebastião Louzada e o Major Zacharias Borges (área total: 4.841.300 m2).

O governador de Goiás era João Alves de Castro, José Leopoldo de Bulhões Jardim era o senador na Câmara Federal.

Conheça um castelo espanhol histórico que fica em Goiás

Foto: Reprodução/IG Goiano

Em 1953, a  Lei no 1923, de 28 de julho de 1953, transformou a Fazenda Modelo de Urutaí em Escola Agrícola (EAU), subordinada à Superintendência do Ensino Agrícola e Veterinário.

Através da transcrição de relatos presentes no material consultado, constata-se que a antiga Fazenda Modelo, e posterior Escola Agrícola, funcionava como internato e semi-internato em sua segunda fase, que é datada de  1953, sendo, portanto, também local de residência dos estudantes.

Dado que o início da construção da Fazenda Modelo se deu em 1920, conforme data de doação de terras, a construção da residência pode ter ocorrido entre 1918 e 1920, não sendo possível precisar a data exata a partir do material consultado.

O levantamento do Iphan conta ainda que o Castelinho foi construído para ser a  moradia do Diretor da Instituição. Por isso, ela  é a mais imponente do conjunto do qual ela faz parte, e  apresenta maior porte e riqueza nos acabamentos.

Em 2000, ganhou nova vida como museu, exibindo momentos marcantes da história local. Contudo, seu estado de conservação levou à interdição em 2015, desencadeando esforços para seu tombamento e restauração.

Arquitetura do Castelo Espanhol situado em Goiás

Conheça um castelo espanhol histórico que fica em Goiás

Foto: Reprodução/IG Goiano

O castelinho  tem  forma retangular, apresentando porão alto, do tipo habitável, ou seja, com altura suficiente para o acesso de pessoas, constituição típica de residências de fazenda.

A parte do porão é marcada por uma textura e relevos que “fingem” ser revestidos em pedra aparente. Na parte acima do porão, as paredes são lisas, possuindo falsas pilastras retangulares com capiteis dóricos e fustes canelados dispostas nos cantos e dividindo em partes mais ou menos equidistantes os planos laterais, sendo estes intervalos entremeados pelas aberturas.

O acesso se dá por meio de dois pontos: pelas duas escadarias frontais em pedra espelhadas em leque que conduzem a uma área avarandada recoberta de ladrilho hidráulico vermelho e pela área de alpendre na lateral esquerda, elevada por pilares simples e com soalho em madeira.

 O alpendre lateral é recoberto por cobertura em telha cerâmica mais baixa que a do volume principal da edificação. Devido a sua disposição no corpo do edifício e acabamentos, há a possibilidade de que a introdução do alpendre lateral seja posterior.

Leia Também

BBB 24: como votar no 7º Paredão e ver enquete

TJ libera festa de Carnaval em Porangatu

Conheça a cidade goiana que tem acesso a maior ilha fluvial do mundo

Grammy 2024: Taylor Swift vence categoria álbum do ano pela 4ª vez

Idoso conhecido como ‘Terror do INSS’ completa 123 anos em Goiás

O telhado é composto de dois corpos principais: o frontal mais alto, contornado por cimalha na parte superior dos planos verticais, que possui cumeeira principal paralela à via e é composto de dois volumes sobressalentes que ladeiam o terraço de acesso por escada que é reentrante e  o volume posterior, com cumeeira perpendicular à via frontal, com 3 águas e beiral simples.

A cobertura é atualmente em telha romana, mas devido ao período em que o edifício foi construído, as telhas deviam ser originalmente do tipo francesa, que eram comuns no ecletismo ou até coloniais, que são as capa e canal, tradicionalmente usual nas cidades brasileiras.

Conheça um castelo espanhol histórico que fica em Goiás

Foto: Reprodução/IG Goiano

A fachada frontal e fachadas laterais externas do volume onde se situa a escada em leque são ricamente ornamentadas, sendo que a quantidade de ornamentação é menor no volume posterior.

Conheça um castelo espanhol histórico que fica em Goiás

 Esta é uma condição comum em edifícios no início do século, onde a fachada principal apresenta maior apuro que as demais por ser a mais visível. Devido a esta diferença entre os dois volumes, também pode ser investigada a possibilidade de terem sido construídos em duas etapas.

 

Esforços de Tombamento 

Em 2015, a Superintendência do IPHAN/GO buscou iniciar o processo de tombamento do Castelinho, reconhecendo seu valor histórico e cultural.

O relatório do IPHAN destacou a arquitetura eclética e os detalhes em pedra, testemunhas de uma época passada. No entanto, o processo está paralisado, devido à escassez de recursos que prioriza a manutenção de bens já tombados.

Apesar do valor inquestionável do Castelinho, o IF Goiano, como proprietário, seria responsável pela manutenção, mesmo após o tombamento.

Paulo Cunha, diretor do IF Goiano de Urutaí, continua sua luta pela restauração, buscando recursos em editais e ressaltando a importância do prédio na história do instituto e da cidade.

 

Urutaí

Urutaí não é apenas o lar do Castelinho, mas também uma cidade com uma vibrante história ferroviária.

Originada da expansão dos trilhos, a cidade cresceu graças ao trabalho dedicado de famílias envolvidas na operação ferroviária.

O nome peculiar, “Urutaí”, remete a uma lenda do período nacionalista do Estado Novo Getulista, acrescentando um toque de mistério à cidade.

 

Cultura e Economia

Além de suas relíquias históricas, Urutaí destaca-se por figuras proeminentes, como o escritor João Felício de Oliveira Filho e o apresentador de TV Hamilton Carneiro.

A cidade, a 170 quilômetros de Goiânia, também é conhecida por sua produção agrícola diversificada, sendo um polo de cana-de-açúcar, milho, arroz, sorgo, mandioca e soja, além de uma forte presença na pecuária, pilar econômico fundamental da região.

 

 

O Castelinho de Urutaí, embora atualmente em ruínas, é mais do que uma construção antiga; é uma testemunha de uma época passada e uma peça essencial no mosaico da rica história de Goiás. Que os esforços para restaurá-lo continuem a prosperar, preservando não apenas um prédio, mas uma parte viva do patrimônio goiano.

10 lugares turísticos que vão te convencer a ficar em Goiás no Carnaval

O Carnaval se aproxima e, enquanto muitos buscam destinos tradicionais, Goiás surge como um tesouro a ser desvendado pelos amantes do turismo.

Com uma mistura cativante de belezas naturais, rica herança histórica e uma atmosfera acolhedora, este estado brasileiro reserva surpresas que prometem conquistar até os mais exigentes viajantes.

Embarque conosco nesta jornada pelos 10 lugares turísticos que não só vão te convencer a escolher Goiás como destino para o Carnaval, mas também a desfrutar de toda a diversidade que essa região proporciona.

Dos cenários exuberantes às tradições preservadas, prepare-se para uma viagem única, repleta de experiências que farão você repensar a ideia de deixar Goiás durante o feriado de Carnaval.

É hora de descobrir por que ficar por aqui é a escolha mais acertada para uma folia inesquecível!

 

Então conheça 10 lugares turísticos que vão te convencer a ficar em Goiás no Carnaval

 

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros é concedido à iniciativa privada |  Exame

Foto: Revista Exame

Prepare-se para uma jornada pela joia natural do Brasil. A Chapada dos Veadeiros encanta com sua biodiversidade única, trilhas que desafiam a coragem, cachoeiras que roubam o fôlego e formações rochosas que parecem saídas de um sonho.

O Parque existe desde 1961, e foi declarado Patrimônio Mundial Natural em 2001 pela UNESCO. As atividades principais são as caminhadas e banhos de cachoeira, nas imensas paisagens da Chapada em uma viagem pelo Cerrado brasileiro em antigas rotas usadas por garimpeiros, que hoje são utilizados pelos visitantes.

Dentro do Parque existem vários atrativos, sendo estes a Travessia das Sete Quedas, Trilha dos Saltos, Carrossel e Corredeiras, Trilha dos Cânions e Cariocas e Trilha da Seriema.

 

2. Pirenópolis

10 lugares turísticos que vão te convencer a ficar em Goiás no Carnaval

Foto: Viajoteca

Entre em um túnel do tempo em Pirenópolis, onde ruas de pedra e casarões coloniais contam histórias antigas. E não para por aí! A cidade oferece uma viagem culinária imperdível, festas tradicionais que animam a alma e cachoeiras que parecem saídas de contos de fadas.

A cidade foi fundada como um pequeno arraial em 1727, quando Manoel Rodrigues Tomás, chefe de um grupo de garimpeiros submetidos ao bandeirante Anhanguera e guiado por Urbano do Couto Menezes, chegou à região com a missão de descobrir novas jazidas de ouro.

A antiga Minas de Nossa Senhora do Rosário de Meia Ponte tornou-se um acampamento de garimpeiros e teve seu crescimento ligado a essa atividade.

A mão de obra principal era formada de escravos negros e índios que ainda habitavam a região. A primeira rua da cidade era uma ligação entre uma pousada (na saída para Vila Boa, hoje Goiás) e o garimpo de ouro. O centro urbano desenvolveu-se em torno da Igreja Matriz até a construção das Igrejas do Bonfim e do Carmo, que atraíram casas para seus arredores.

Na segunda metade do século XVIII, o crescimento de Pirenópolis ficou paralisado devido à crise da exploração do ouro. Em 1800 acontece uma retomada da economia, alavancada pela agricultura (principalmente algodão), pecuária e comércio.

Apesar das mudanças das rotas comerciais da região a partir de 1850, o crescimento do centro urbano vai até o fim do século XIX, quando a cidade passou por um período de estabilidade econômica e cultural.

Em 1890, seu nome oficial passou a ser Pirenópolis, uma homenagem à serra dos Pireneus, que cerca toda a cidade. A serra, por sua vez, teve seu nome tirado da cadeia de montanhas que separa a França da Espanha.
    

Pirenópolis possui vários atrativos divididos em atrativos culturais, naturais, além das experiências gastronômicas e de aventura:

– Atrativos Turísticos Culturais: Igreja da Matriz, Igreja do Bonfim, Igreja do Carmo – Museu de Arte Sacra, Museu do Divino – Casa de Câmara e Cadeia, Museu Lavras do Ouro, Museu Oca da Terra (COEPPI – Alto do Carmo) e Museu Rodas do Tempo.

– Atrativos Turísticos Naturais: Apizoom Mel, Cachoeira Bonsucesso, Cachoeira Coqueiro e Garganta Parque do Coqueiro, Cachoeira das Araras, Cachoeira do Abade, Cachoeira do Rosário,  Cachoeira dos Dragões, Cachoeira Meia Lua, Cahoeira Paraíso, Cachoeria Santa Maria e Lázaro – Reserva Ecológica Vargem Grande, Cachoeira São Jorge, Cachoeira Usina Velha, Cachoeira Veredas, Fazenda Vaga Fogo, Fazenda Babilônia, Ipec, Lagoa Azul, Mirante do Ventilador, Morro do Frota, Parque Estadual dos Pireneus, Recanto Carranca, Praia Grande.

– Experiências Turísticas: Cervejaria Casarão, Cervejaria Santa Dica, Cervejaria Stone Horse, Espaço Hípico Bonsucesso, Piriadventure – Passeio de Quadriciclos, Quadritur Pireneus e os Vôos de balão. 

    

A cidade dispõe vários meios de hospedagem, entre hotéis, hostels, suítes, pousadas e casas de temporada. Pirenópolis é famosa por suas festas e celebrações com viés gastronômico, histórico-cultural e envolvendo a natureza. 

Uma das mais conhecidas é a Festa do Divino Espírito Santo, que acontece todos os anos em maio, e reúne milhares de fiéis para celebrar a coroação do Imperador Divino. A festa é acompanhada de comidas típicas, música e dança. E foi reconhecida pelo IPHAN como Patrimônio Cultural do Brasil.

A festa das Cavalhadas é outro evento que deve ser incluido no seu calendário, em 2022 ganhou uma premiação mundial de melhor festa do ano. Outros eventos são o Canto da Primavera, Festivais Gastronômicos, Feiras Literárias, entre outros.

Não deixe de visitar a deslumbrante Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário, um marco religioso que impressiona com sua arquitetura imponente. E para mergulhar na cultura local, não perca o Museu das Cavalhadas, que conta a história das tradicionais festas da região.

 

3. Cidade de Goiás (Goiás Velho)

10 lugares turísticos que vão te convencer a ficar em Goiás no Carnaval

Foto: Goiás Turismo

Antiga Vila Boa, a Cidade de Goiás foi fundada e  1729, no auge do ciclo do ouro. Foi a capital do estado de Goiás até 1937, quando a sede do governo foi transferida para Goiânia.

Foi reconhecido em 2001 pela UNESCO como Patrimônio Mundial, por sua arquitetura barroca peculiar, por suas tradições culturais seculares e pela natureza exuberante que o circunda. A população residente é cerca de 24.071 habitantes, e sua área territorial é de 3.108,423 km². 
    

Na cidade ocorrem várias manifestações culturais, como o Festival Nacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA), realizado anualmente desde 1999; a Procissão do Fogaréu, uma das manifestações religiosas mais belas que acontecem na cidade, iniciando-se na noite da quarta feira da semana santa; o Carnaval, que é realizado na Praça de eventos, tendo inclusive três Escolas de Samba na cidade: Leão de Ouro, União Goiana e Mocidade Independente do João Francisco. 
    

Há alguns museus, como o Museu das Bandeiras, que funciona na antiga Casa de Câmara e Cadeia; o Palácio Conde dos Arcos, com um acervo de obras do século XVIII, além de utensílios domésticos, pertences, artes decorativas e mobiliário dos antigos governantes, e conta com um belo jardim; o Museu de Arte Sacra da Igreja da Boa Morte, que possui o maior acervo do escultor barroco Veiga Vale, e também coleções de prata.

A Casa de Cora Coralina, museu permanente com objetos pessoais da poetisa; e o Museu da Polícia Militar, criado em 2007 com acervo de uniformes; instrumentos musicais; equipamentos de comunicações; móveis, objetos e equipamentos diversos; viaturas policiais; documentos históricos; fotos de unidades policiais.

Também há vários monumentos, os mais famosos são: a asa de Bartolomeu Bueno, o Chafariz de Cauda, a Igreja de Nossa Senhora do Rosário, a Cruz do Anhanguera, entre outros. 
    

Graças ao tombamento do centro histórico, cerca de 90% da arquitetura barroco-colonial original permanece preservada. . A cidade de Goiás é considerada um magnifico mostruário do Brasil oitocentista.

Além disso, situa-se dentro de um cenário topográfico, singularmente bonito, dentro de um vale envolvido pelos morros verdes e ao sopé da Serra Dourada. A melhor época para visitar a cidade é entre maio e setembro, sendo junho e julho os preferíveis, quando as temperaturas são mais agradáveis, numa média de 17 ºC a 32 ºC.
    

A culinária na cidade é bastante apreciada, tendo o famoso empadão goiano vendido por toda a cidade; o sorvete de castanha de baru, que é vendido no coreto do centro histórico; os alfenins, doces com formatos de pássaros, flores, há também os que possuem a imagem do Divino Espírito Santo; além dos doces cristalizados. 
    

Para os apreciadores de cachoeiras, há várias cachoeiras na cidade, como a Cachoeira das Andorinhas, a Cachoeira Grande (Balneário Cachoeira Grande), e a Cachoeira das Orquídeas. Além das cachoeiras, tem também o Parque da Carioca, nele está localizado a Fonte da Carioca onde os vilaboenses pegavam água para consumo, e atrai milhares de visitantes.

As trilhas também, são apreciadas, inclusive o Caminho de Cora Coralina tem início na cidade de Goiás e vai até a até a cidade de Corumbá de Goiás, com cerca de 300 km de trajeto, e passa por 8 municípios e 8 distritos. 
    

Seja pela história, pela cultura, ou pelas belezas naturais, a Cidade de Goiás é um destino perfeito para todas as ocasiões. 

 

4. Caldas Novas

10 lugares turísticos que vão te convencer a ficar em Goiás no Carnaval

Foto: divulgação/Thermas de Caldas

Bem-vindo ao paraíso das águas termais em Caldas Novas. Relaxe em parques aquáticos, mime-se em spas luxuosos e deixe que as propriedades medicinais das águas termais rejuvenesçam sua alma.

 

5. Caiapônia

10 lugares turísticos que vão te convencer a ficar em Goiás no Carnaval

Foto: Goiás Turismo

Descubra os segredos encantadores de Caiapônia, uma cidade que esconde belezas naturais e uma rica herança cultural.

Caiapônia, que fica a 318 km de Goiânia e 549 de Brasília,  é marcada por  belas paisagens e ecoturismo.  A cidade, que é a terceira maior em extensão do Estado de Goiás, teve a população estimada em 2020 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 19.107 habitantes.

Ainda de acordo com IBGE, a cidade possui o  3° maior rebanho bovino de Goiás, é o 7° produtor de Soja  e o 9° maior produtor de milho Safrinha. Além do grande potencial econômico vindo do agronegócio, a cidade tem um imenso potencial turístico  graças às suas belezas naturais, que propiciam atividades como pedal,  trilha, mountain bike e esportes radicais nas cachoeiras e também banhos mais tranquilos  para as pessoas mais calmas.

 

6. Baliza

10 lugares turísticos que vão te convencer a ficar em Goiás no Carnaval

Foto: Reprodução/Niratan Fotografia

Explore a autenticidade de Baliza, um destino cheio de charme e histórias fascinantes. Goiás possui várias cidades que escondem muitos tesouros da natureza, alguns inclusive quase intocáveis. Uma das menores cidades do estado, há 418km de Goiânia e há 630km de Brasília, com apenas cerca de 5 mil habitantes (5.280 mais precisamente, estimada pelo IBGE/2020), possui uma imensa lista de pontos turísticos históricos e naturais que vão te deixar de queixo caído.

Baliza esconde vários espetáculos naturais, alguns deles quase intocáveis. Regiões turísticas pouco exploradas, mas que são verdadeiros paraísos de Goiás. Cânions, cachoeiras, corredeiras, construções histórias e ruas de pedras fazem parte deste cenário incrível.

 

7. Serra da Mesa

10 lugares turísticos que vão te convencer a ficar em Goiás no Carnaval

Foto: divulgação

Para os apaixonados pela pesca, a represa da Serra da Mesa é um tesouro. Com uma profusão de peixes, é o local ideal para relaxar e se dedicar à pesca esportiva.

 

8. Parque Estadual Terra Ronca

10 lugares turísticos que vão te convencer a ficar em Goiás no Carnaval

Foto: Reprodução/José Humberto de Paula

Localizado no município de São Domingos, o Parque Estadual de Terra Ronca (PETER) foi criado em 1989 para preservar a fauna, a flora, os mananciais e, em particular, o complexo cavernícola da região, com grande potencial para o ecoturismo e para pesquisas científicas.

O PETER abriga uma infinidade de cavernas, no parque são mais de 260 cavernas e grutas catalogadas, uma verdadeira riqueza espeleológica. Entre os atrativos turísticos do PETER estão as grutas Angélica, Terra Ronca I e II, São Bernardo e São Mateus. Mas também é possível fazer boia-cross no Rio São Vicente, rapel e tomar banho nas cachoeiras das Palmeiras e São Bernardo, e na cidade de São Domingos é possível fazer trilhas e visitar nascentes e veredas – uma das trilhas recomendadas é a subida do Morro do Moleque.

 

9. Parque Estadual da Serra de Caldas

Parque Estadual da Serra de Caldas Novas | Conhecer Agora

Foto: Viajens Divertidas

Embarque em trilhas emocionantes e contemple vistas panorâmicas no Parque Estadual da Serra de Caldas Novas. Após a jornada, mergulhe nas águas termais para um relaxamento merecido.

 

10. Parque Nacional das Emas

Guia completo do Parque Nacional das Emas – GO - Viagens Possíveis

Foto: Viajens Possíveis

Cupinzeiros naturalmente coloridos, safari, boia-cross, natureza exuberante e muita, muita aventura. Este são alguns dos atrativos que o visitante pode encontrar e curtir no deslumbrante Parque Nacional das Emas, localizado entre os municípios de Serranópolis (GO), Mineiros (GO), Chapadão do Céu (GO) e Costa Rica (MS). Por lá é possível presenciar o fenômeno raro e único da bioluminescência, quando os cupinzeiros ficam cheios de pontos brilhantes durante à noite, criando um cenário mágico e de encher os olhos.

Para os que querem presenciar esse espetáculo natural da bioluminescência, a época ideial de pico, é entre os meses de outubro e novembro. Além da beleza do fenômeno, o Parque Nacional das Emas é um destino sem igual para os que curtem turismo de aventura e esportes radicais. Já está louco pra conhecer o Parque?

 

Goiás é um estado cheio de surpresas e belezas incomparáveis. Cada destino é uma oportunidade de se perder na magia da natureza e da cultura local. Este feriado, mergulhe na essência autêntica de Goiás, onde cada cidade e cada atração contam uma história única. Sua aventura começa agora!

 

 

Carnaval 2024: 9 destinos pouco explorados em Goiás para conhecer no feriado

Goiás, terra de riquezas naturais e culturais, prepara-se para receber os foliões de maneira única no Carnaval de 2024.

Em meio aos destinos tradicionais, desvendamos pérolas pouco exploradas que prometem encantar viajantes em busca de experiências autênticas. Seja você um amante da natureza, da história ou da folia, Goiás oferece opções para todos os gostos.

Aqui, mergulhamos em nove destinos novinhos, prontos para serem descobertos durante o feriado de Carnaval.

Seja atraído pelas cachoeiras imponentes, pelas tradições culturais preservadas ou pelos recantos tranquilos que escapam dos holofotes. Abrace a diversidade goiana e embarque conosco nesta jornada pelos destinos pouco explorados que prometem tornar seu Carnaval memorável.

Prepare-se para vivenciar o inexplorado em terras goianas.

O Curta Mais sempre está atrás do melhor de Goiás para mostrar aqui, então separamos 10 lugares ainda pouco conhecidos e que irão fazer você querer viajar agora!

 

Confira agora 9 destinos pouco explorados em Goiás para conhecer no feriado do Carnaval em 2024

 

Canyons do Rio Araguaia

Carnaval 2024: 9 destinos pouco explorados em Goiás para conhecer no feriado

Fotos: Reprodução/Trilhas do Cerrado

O Rio Araguaia nasce nas proximidades do Parque Nacional das Emas e na borda da Serra do Caiapó, mais especificamente no município de Mineiros. Mais de 200 km abaixo da nascente, o rio passa por uma brusca mudança de altitude em que o relevo é caracterizado por formações rochosas de arenito.

O rio se estreita em um cânion de 50 km de extensão com paredes rochosas que protegem praias. É nesse trecho de serra, longe dos lotados destinos, que é possível navegar entre as paredes rochosas. Ali existe um passeio de barco, em formato de expedição, chamado Jangadão Ecológico e nós contamos tudo aqui.

 

Mais informações

Goiás Turismo – Agência Estadual de Turismo

Instagram: @goiasturismo | @goiasturismonoticias

Telefone: (62) 3201-8100

 

Atendimento ao Turista de Baliza

Telefone: (66) 99690-0658

Endereço: Avenida Goiás, nº 200, Centro, Baliza

 

Trilhas do Cerrado – Agência de Turismo

Telefone: 64999752400

Instagram: trilhasdocerradotur

Email: [email protected]

Site: trilhasdocerrado.com.br

 

Mambaí

Carnaval 2024: 9 destinos pouco explorados em Goiás para conhecer no feriado

Cachoeira do Funil. Foto: Reprodução/Luciano Soares

Mambaí. Você já ouviu falar? A cidade, que fica em uma ramificação montanhosa da Serra Geral e no mesmo complexo rochoso de Terra Ronca, divisa com a Bahia, é um tesouro desconhecido para a maioria dos goianos. O município fica localizado a 530 km de Goiânia e a 357 km de Brasília, e já é visto como um dos principais destinos para os amantes do turismo de aventura no Brasil.

A cidade de pouco mais de 7 mil habitantes desponta como um polo de turismo de aventura e não é por acaso: a região abriga mais de 200 cavernas, entre elas a Lapa do Penhasco, que possui 1,7 km de extensão e fica em um vale cego com escarpas de 80 metros de altura. A caminhada para chegar até o lugar inclui uma descida íngreme, passando pelas águas de uma lagoa que rasga os paredões internos da caverna.

 

Mais informações:

CAT Mambaí: (62) 3481-1251

Agência de Turismo: Bruno Fabrício Lopes de Queiroz – (62) 3484-1355

Onde ficar:

1. APM Hotel – (62) 3484-1599

2. Cerrado Hotel – (62) 3484-1355

3. Chalés Cores do Cerrado – (61) 99689-0341

4. Hotel Bahia – (62) 3484-1155

5. Hotel Savana – (62) 3481-3622

6. Maris Hotel – (62) 3343-1101

 

Salto Paraguassu

Carnaval 2024: 9 destinos pouco explorados em Goiás para conhecer no feriado

Foto: Reprodução/Redes sociais do Salto Paraguassu

O Salto Paraguassu, é uma cachoeira localizada no município de Baliza, em Goiás, a 38 km do centro da cidade e a aproximadamente 458 km da capital goiana.  Com duas quedas de quase 100 metros de altura, rodeada por um paredão que impressiona qualquer um, o Salto Paraguassu é parada obrigatória para quem vai conhecer a região.

Para chegar na Salto Paraguassú não precisa fazer trilha, já que os carros chegam a 100 metros do Salto. Antes de chegar no local há um mirante, com uma vista incrível para a cachoeira! O local se assemelha a uma prainha, onde é possível acampar e fazer suas refeições como café da manhã, observando essa maravilha da natureza. Nós contamos tudo sobre esse paraíso aqui.

 

Mais Informações

Telefone: (66) 99648-8417 (WhatsApp)

Endereço: R. 3, 8 – Jardim Primavera, Baliza – GO

Instagram: @saltoparaguassu

 

Baliza

Carnaval 2024: 9 destinos pouco explorados em Goiás para conhecer no feriado

Foto: Reprodução/Niratan Fotografia

Goiás possui várias cidades que escondem muitos tesouros da natureza, alguns inclusive quase intocáveis. Uma das menores cidades do estado, há 418km de Goiânia e há 630km de Brasília, com apenas cerca de 5 mil habitantes (5.280 mais precisamente, estimada pelo IBGE/2020), possui uma imensa lista de pontos turísticos históricos e naturais que vão te deixar de queixo caído.

Cidade fica a 1km do Rio Araguaia, teve seu apogeu na época do Garimpo e já recebeu nomes importantes como o Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon em 1930; a família real brasileira composta pelo Príncipe Dom Pedro de Alcântara Orleans e Bragança e seus filhos, que em 1936 passaram alguns dias como hóspedes da família Jacobson e o interventor federal Dr. Pedro Ludovico em 1940.

Baliza esconde vários espetáculos naturais, alguns deles quase intocáveis. Regiões turísticas pouco exploradas, mas que são verdadeiros paraísos de Goiás. Cânions, cachoeiras, corredeiras, construções histórias e ruas de pedras fazem parte deste cenário incrível.

 

Atendimento ao Turista de Baliza

Telefone: (66) 99690-0658

Endereço: Avenida Goiás, nº 200, Centro, Baliza

 

Parque Estadual Terra Ronca

d280abefc292cff9e6730367809b1fe9.jpg

Foto: Reprodução/José Humberto de Paula

Localizado no município de São Domingos, o Parque Estadual de Terra Ronca (PETER) foi criado em 1989 para preservar a fauna, a flora, os mananciais e, em particular, o complexo cavernícola da região, com grande potencial para o ecoturismo e para pesquisas científicas.

O PETER abriga uma infinidade de cavernas, no parque são mais de 260 cavernas e grutas catalogadas, uma verdadeira riqueza espeleológica. Entre os atrativos turísticos do PETER estão as grutas Angélica, Terra Ronca I e II, São Bernardo e São Mateus.

Mas também é possível fazer boia-cross no Rio São Vicente, rapel e tomar banho nas cachoeiras das Palmeiras e São Bernardo, e na cidade de São Domingos é possível fazer trilhas e visitar nascentes e veredas – uma das trilhas recomendadas é a subida do Morro do Moleque.

 

O CAT (Centro de Atendimento ao Turista) fica no centro de São Domingos, onde os guias podem ser contratados e você pode obter mais informações da cidade.

Secretaria de Turismo de São Domingos: (62) 3425-1516

 

Parque Nacional das Emas

bffbdbdf6e1f9164450bd69730fa538d.jpg

Foto: Reprodução/Ary Bassous

Cupinzeiros naturalmente coloridos, safari, boia-cross, natureza exuberante e muita, muita aventura. Este são alguns dos atrativos que o visitante pode encontrar e curtir no deslumbrante Parque Nacional das Emas, localizado entre os municípios de Serranópolis (GO), Mineiros (GO), Chapadão do Céu (GO) e Costa Rica (MS).

Por lá é possível presenciar o fenômeno raro e único da bioluminescência, quando os cupinzeiros ficam cheios de pontos brilhantes durante à noite, criando um cenário mágico e de encher os olhos.

Para os que querem presenciar esse espetáculo natural da bioluminescência, a época ideial de pico, é entre os meses de outubro e novembro. Além da beleza do fenômeno, o Parque Nacional das Emas é um destino sem igual para os que curtem turismo de aventura e esportes radicais.

Já está louco pra conhecer o Parque? Então pode clicar aqui e ver nosso guia com tudo que precisa saber para visitar esse paraíso!

 

Nova Roma

90e8d87ae8b2502445649c264d299f69.jpg

Foto: Danilo Meireles | Pedro Henrique

Fundada em 1958, Nova Roma é uma cidade pequenininha no interior de Goiás que tem muito charme e encantos naturais. Com 3.264 habitantes, a cidade é considerada um elo que liga a região das Águas e Cavernas do Cerrado com o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros.

Fica bem no meio das duas principais cidades das regiões! A 110 km de Alto Paraíso e a 120 km de São Domingos de Goiás (Portal do Terra Ronca). Uma dessas formas de ligação entre os locais, é através de uma balsa fluvial do estado que desliza pelo Rio Paranã.

Nova Roma é um paraíso de águas cristalinas que guarda mistérios, como registros geológicos de uma geleira, além de charmes como ver uma cachoeira (Cachoeira do Rio Morcego) da pitoresca praça da cidade. Ainda pouco conhecida, é dona de paisagens lindas com banhos revigorantes, cachoeiras e o icônico Rio Paranã. Contamos tudo sobre esse paraíso aqui.

 

Região Pinga Fogo

75de1eed831ddbcd563a4da97a6de15b.jpg

Foto: Reprodução/André Monteiro

A Região Pinga Fogo fica nos arredores do Parque Nacional das Emas (patrimônio da Unesco), próximo ao município de Mineiros, Goiás, com acesso pela BR-364 e posteriormente pela GO-341.  Situada a mais precisamente, 50 km de Mineiros, na Serra dos Caiapós, a região é um fantástico conjunto de serras, cortadas pelos rios Formiguinha, Diamantino, Ribeirão Grande e Matrinchã. Dentro da sua área possui muitas veredas de buritis (Mauritia flexuosa), com diversas nascentes de águas cristalinas.

A região, que está numa das maiores altitudes goianas, com uma variação de 700 m a 1.100 m, é detentora de muitos atrativos naturais. Os destaques vão para a Pedra Aparada, a Casa de Pedra do Zé sem Chapéu, o Mirante da Trilha do Vale Encantado e as Piscinas Naturais do Vale Encantado.

 

Mais Informações

CAT (Centro de Atendimento ao Turista) – Mineiros/GO

Telefone: (64)3661-0006

Endereço: Quinta Avenida, ao lado da Biblioteca Municipal de Mineiros

 

Cachoeira Paredão do Céu

9039ad68357532fe9b4040ff43a1d01d.jpg

Cachoeira Paredão do Céu vista de baixo. Foto: Pedro Henrique Fama

Atrativo encantador que remete a paisagens cinematográficas, trata-se uma cachoeira belíssima com ótimo poço para banho, entrecortada por rochas calcarias ela fica a aproximadamente 35 km do centro da cidade e o acesso é de moderado a difícil. Além da cachoeira, o atrativo oferece diversos mirantes naturais e cânions surpreendentes.

Instagram: @paredaodoceu

Localização: Povoado Amendoim, Município de Nova Roma Goiás

Turismo em Goiás: 21 cidades que prometem bombar em 2024

Goiás, um estado que abraça o coração do Brasil, é conhecido por suas belezas naturais, riqueza cultural e hospitalidade única.

Com parques nacionais, cachoeiras deslumbrantes e uma culinária que encanta paladares, Goiás é um verdadeiro paraíso para os amantes do turismo.

Seja você um goiano apaixonado por sua terra ou um turista em busca de novas experiências, 2024 promete ser o ano de descobertas e badalações em cidades goianas.

 

Para descobrir quais cidades prometem bombar, nós fomos falar com quem entende do assunto! Luciano Guimarães, da Goiás Turismo afirma que não pode adivinhar o futuro, mas que pela sua experiência, esses municípios devem receber milhares de visitantes em 2024.

 

Juntos elaboramos essa lista para vocês!

 

Então confira quais são as 21 cidades em Goiás que prometem bombar no turismo em 2024

 

1. Alto Paraíso

Turismo em Goiás: 21 cidades que prometem bombar em 2024

Foto: TripAdvisor

Conhecida como a porta de entrada para a Chapada dos Veadeiros, Alto Paraíso promete encantar ainda mais visitantes em 2024.

Com sua atmosfera mística, a cidade é ideal para quem busca tranquilidade, cachoeiras exuberantes e uma conexão única com a natureza.

 

2. Cavalcante

Turismo em Goiás: 21 cidades que prometem bombar em 2024

Foto: Rio Quente Resorts

Cavalcante, um dos municípios mais antigos de Goiás, revela não apenas sua rica história, mas também belezas naturais incríveis.

Integrante também da Chapada dos Veadeiros, a cidade é um convite para explorar cavernas, cachoeiras e a cultura única dos Kalungas.

 

3. São João D’Aliança

Turismo em Goiás: 21 cidades que prometem bombar em 2024

Foto: Caminho Místico Ambiental

São João D’Aliança surpreende com seus cânions impressionantes e trilhas desafiadoras.

Para os amantes do turismo de aventura, a cidade promete ser um ponto de destaque em 2024, proporcionando experiências inesquecíveis para os visitantes.

 

4. Minaçu

Turismo em Goiás: 21 cidades que prometem bombar em 2024

Foto: Goiás Turismo

Minaçu, com sua natureza intocada, se destaca como um destino de ecoturismo. Com uma variedade de fauna e flora, a cidade oferece trilhas, cachoeiras e a oportunidade de se reconectar com o meio ambiente, tornando-se uma escolha cada vez mais popular.

 

5. Nova Roma

Turismo em Goiás: 21 cidades que prometem bombar em 2024

Foto: Goiás Turismo

Fundada em 1958, Nova Roma é uma jóia escondida entre a Chapada dos Veadeiros e o Parque Nacional da Chapada. Com suas águas cristalinas e paisagens deslumbrantes, a cidade promete conquistar corações em 2024, proporcionando momentos de contemplação e relaxamento.

 

6. Mambaí

Turismo em Goiás: 21 cidades que prometem bombar em 2024

Foto: Goiás Turismo

Mambaí, na divisa com a Bahia, surge como um tesouro desconhecido para muitos.

Com mais de 200 cavernas, a cidade atrai os amantes do turismo de aventura. Descubra paisagens únicas, cachoeiras e uma dose de adrenalina em 2024.

 

7. São Domingos

Turismo em Goiás: 21 cidades que prometem bombar em 2024

Foto: Goiás Turismo

Cercada pela imponente Serra Geral, São Domingos oferece mais de uma centena de nascentes de água cristalina.

Como portal para o Parque Estadual Terra Ronca, a cidade promete ser um destino privilegiado para os apaixonados por cavernas e belezas naturais.

 

8. Guarani de Goiás

Turismo em Goiás: 21 cidades que prometem bombar em 2024

Foto: Municípios Goianos

Guarani de Goiás, além de suas belezas naturais, destaca-se por preservar e compartilhar sua rica cultura.

Com festivais, danças típicas e gastronomia autêntica, a cidade é um convite para explorar as tradições goianas em 2024.

 

9. Formosa

Turismo em Goiás: 21 cidades que prometem bombar em 2024

Foto: Goiás Turismo

Formosa, no Planalto Central, é um destino repleto de encantos naturais. Com suas trilhas, cachoeiras e áreas de preservação, a cidade oferece um refúgio para quem busca relaxamento e contato direto com a natureza.

 

10. Caiapônia

Turismo em Goiás: 21 cidades que prometem bombar em 2024

Foto: Goiás Turismo

Caiapônia, conhecida por suas paisagens deslumbrantes e roteiros de eco-turismo, promete ser um dos destinos mais procurados em 2024.

Com praças limpas, ruas tranquilas e uma atmosfera acolhedora, a cidade é ideal para quem busca tranquilidade e aventura.

 

11. Jataí

Turismo em Goiás: 21 cidades que prometem bombar em 2024

Foto: Goiás Turismo

Jataí destaca-se como um polo de diversidade cultural e modernidade no interior de Goiás. Com eventos culturais, parques e uma atmosfera acolhedora, a cidade promete atrair ainda mais visitantes em 2024.

 

12. Rio Verde

Turismo em Goiás: 21 cidades que prometem bombar em 2024

Foto: Goiás Turismo

Rio Verde, além de ser um importante polo econômico, surpreende com suas opções de lazer. Com cachoeiras urbanas e áreas verdes, a cidade é um convite para momentos de descontração e contato com a natureza.

 

13. Paraúna

Turismo em Goiás: 21 cidades que prometem bombar em 2024

Foto: Goiás Turismo

Conhecida como a “Cidade das Pedras”, Paraúna guarda mistérios geológicos e paisagens incríveis. Ideal para os amantes da geologia e turismo de contemplação, a cidade promete revelar seus encantos em 2024.

 

14. Cristalina

Turismo em Goiás: 21 cidades que prometem bombar em 2024

Foto: Goiás Turismo

Cristalina destaca-se por suas águas cristalinas e opções de agroturismo. Com fazendas, trilhas e experiências rurais, a cidade é perfeita para quem busca uma conexão autêntica com o campo e a natureza.

 

15. Luziânia

Turismo em Goiás: 21 cidades que prometem bombar em 2024

Foto: Goiás Turismo

Luziânia, localizada no Entorno de Brasília, combina história e modernidade.

Com suas construções históricas e infraestrutura urbana, a cidade oferece uma experiência única para os visitantes que desejam explorar o passado e o presente em um só lugar.

 

16. Alexânia

Turismo em Goiás: 21 cidades que prometem bombar em 2024

Foto: Goiás Turismo

Alexânia surpreende com suas montanhas e atrativos naturais.

Trilhas, cachoeiras e uma atmosfera acolhedora, tornam a cidade ideal para quem busca aventura e momentos de contemplação em meio à natureza.

 

17. Cocalzinho de Goiás

Turismo em Goiás: 21 cidades que prometem bombar em 2024

Foto: Goiás Turismo

Cocalzinho de Goiás, além de suas paisagens marcantes, preserva uma riqueza cultural única.

Cocalzinho de Goiás é um município goiano que surgiu após a instalação da fábrica da Votorantim na zona rural de Corumbá de Goiás.

Com  a urbanização do local, logo se desenvolveu o distrito, e anos depois a emancipação. Possui cerca de 25.016 habitantes e uma área territorial de aproximadamente 1.785,339 km².

Localizada a 130 km de Goiânia e a 104 km de Brasília, bem às margens do rio Corumbá, a cidade tem muitas belezas naturais, como cachoeiras, montanhas, serras e grutas. Há também uma vinícola, internacionalmente reconhecida.

Além disso, a Cocalzinho oferece ainda atividades como a tirolesa Voo dos Pireneus, trekkings, trilhas de bike, entre outros.

Há dezenas de cachoeiras, como a dos Caiapós, do Morrinho dos Pireneus, do Pedro Belo e Sete Grota.

Os principais atrativos da cidade são:

– A Caverna dos Ecos, com o maior lago da América Latina e a maior caverna do mundo formada por micaxisto;

– A Tirolesa Voo dos Pireneus, fica dentro do Hotel Fazenda Tabapuã dos Pireneus, que oferece também o dau use com vários outros atrativos;

– A Cachoeira dos Pireneus, também localizada no Hotel Fazenda Tabapuã dos Pireneus, o acesso para a mesma está incluso no day use. Há um restaurante no local, que serve comida típica como galinha caipira, saladas e massas. Também há café da manhã e jantar;

– A Cachoeira do Girassol, localizada no distrito de Girassol, que além da queda d’água, abriga piscinas naturais, trilhas ecológicas. Oferece atividades como tirolesa, aluguel de bike, passeios a cavalo. Conta uma infraestrutura com restaurante, banheiros, churrasqueiras, área para camping, hospedagem, tirolesa entre outros.

 A Fazenda Pireneus Vinhos e Vinhedos, internacionalmente reconhecida, com vinhos premiados no mundo todo desde 2010. O espaço é aberto à visitação, com passeio e degustação harmonizada com os vinhos produzidos no local;

– A Serra dos Pirineus, que na cidade abriga uma das áreas mais preservadas da serra, com uma fauna e flora diversificada. Além disso, conta com muitos mananciais como as nascentes do Rio das Almas.

Com festivais, artesanato local e tradições preservadas, a cidade é um convite para explorar a autenticidade goiana.

 

18. Lagoa Santa

Turismo em Goiás: 21 cidades que prometem bombar em 2024

Foto: Goiás Turismo

Lagoa Santa, às margens do Rio São Marcos, é um refúgio tranquilo.

Escondida no sudoeste goiano, a cerca de 360 km da capital, a pequena cidade é famosa por sua imensa lagoa natural de águas cristalinas e termais, com temperaturas entre 29 e 31 graus.

O espelho d´água fica no Thermas Lagoa Santa, um empreendimento de 370 mil metros de área verde, com rio e nascentes.

O espaço oferece ainda fontes naturais, passarelas que conduzem aos banhos nas termas e trilhas para caminhada em um bosque com árvores nativas e diversas espécies de pássaros.

Para quem viaja com os pequenos, a dica é o Balneário Kin Gin, um clube aquático com cinco piscinas, toboágua, churrasqueiras, áreas verdes, lanchonete, restaurante e playground.

A turma aventureira também encontra adrenalina em Lagoa Santa. No caudaloso rio Aporé (ou do Peixe), atividades como rafting e bóia cross são praticadas nos trechos de corredeiras.

Já nos trechos de calmaria, a pedida é passear de lancha.

A melhor época para visitar Lagoa Santa é durante o mês de julho. O nível da água não está tão alto e há mais opções de lazer, compras e gastronomia.

Para os fãs da pescaria, uma semana antes da Páscoa tem Torneio de Pesca. Imperdível!

Conhecida como uma das maiores fontes de águas termais e medicinais da América Latina, com temperatura média de 31°C. Possui fontes naturais sulfurosas, ideias para quem queira relaxar e recarregar suas energias.

A água brota do Lençol Freático Aquífero Guarani (Antigo Butucatu) atingindo uma vazão espontânea de 3,600.000 m³/h. Lagoa Santa é também considerada hoje um dos melhores roteiros turístico de águas termais e medicinais de Goiás e do Brasil.

Com lagos, praias fluviais e uma atmosfera relaxante, a cidade é perfeita para quem busca descanso e lazer à beira d’água.

 

19. Cidade de Goiás

Turismo em Goiás: 21 cidades que prometem bombar em 2024

Foto: Goiás Turismo

Cidade de Goiás, com seu título de Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade, é um verdadeiro museu a céu aberto. Com suas ruas de pedras, igrejas coloniais e ares históricos, a cidade promete continuar encantando visitantes de todas as partes.

Antiga Vila Boa, a Cidade de Goiás foi fundada e  1729, no auge do ciclo do ouro. Foi a capital do estado de Goiás até 1937, quando a sede do governo foi transferida para Goiânia.

Foi reconhecido em 2001 pela UNESCO como Patrimônio Mundial, por sua arquitetura barroca peculiar, por suas tradições culturais seculares e pela natureza exuberante que o circunda.

A população residente é cerca de 24.071 habitantes, e sua área territorial é de 3.108,423 km².

Graças ao tombamento do centro histórico, cerca de 90% da arquitetura barroco-colonial original permanece preservada.

A cidade de Goiás é considerada um magnifico mostruário do Brasil oitocentista. Além disso, situa-se dentro de um cenário topográfico, singularmente bonito, dentro de um vale envolvido pelos morros verdes e ao sopé da Serra Dourada.

A melhor época para visitar a cidade é entre maio e setembro, sendo junho e julho os preferíveis, quando as temperaturas são mais agradáveis, numa média de 17 ºC a 32 ºC.
A culinária na cidade é bastante apreciada:

  • o famoso empadão goiano vendido por toda a cidade;
  • o sorvete de castanha de baru, que é vendido no coreto do centro histórico;
  • os alfenins, doces com formatos de pássaros, flores, há também os que possuem a imagem do Divino Espírito Santo;
  • além dos doces cristalizados.

Para os apreciadores de cachoeiras, há várias cachoeiras na cidade, como a Cachoeira das Andorinhas, a Cachoeira Grande (Balneário Cachoeira Grande), e a Cachoeira das Orquídeas.

Além das cachoeiras, tem também o Parque da Carioca, nele está localizado a Fonte da Carioca onde os vilaboenses pegavam água para consumo, e atrai milhares de visitantes.

As trilhas também, são apreciadas, inclusive o Caminho de Cora Coralina tem início na cidade de Goiás e vai até a até a cidade de Corumbá de Goiás, com cerca de 300 km de trajeto, e passa por 8 municípios e 8 distritos.

 

20. Pirenópolis

Turismo em Goiás: 21 cidades que prometem bombar em 2024

Foto: Goiás Turismo

Pirenópolis, conhecida por seu charme e tradição, oferece um mergulho no passado.

Pirenópolis possui vários atrativos divididos em atrativos culturais, naturais, além das experiências gastronômicas e de aventura:

– Atrativos Turísticos Culturais: Igreja da Matriz, Igreja do Bonfim, Igreja do Carmo – Museu de Arte Sacra, Museu do Divino – Casa de Câmara e Cadeia, Museu Lavras do Ouro, Museu Oca da Terra (COEPPI – Alto do Carmo) e Museu Rodas do Tempo.

– Atrativos Turísticos Naturais: Apizoom Mel, Cachoeira Bonsucesso, Cachoeira Coqueiro e Garganta Parque do Coqueiro, Cachoeira das Araras, Cachoeira do Abade, Cachoeira do Rosário,  Cachoeira dos Dragões, Cachoeira Meia Lua, Cahoeira Paraíso, Cachoeria Santa Maria e Lázaro.

– Experiências Turísticas: Cervejaria Casarão, Cervejaria Santa Dica, Cervejaria Stone Horse, Espaço Hípico Bonsucesso, Piriadventure – Passeio de Quadriciclos, Quadritur Pireneus e os Vôos de balão.

A cidade dispõe vários meios de hospedagem, entre hotéis, hostels, suítes, pousadas e casas de temporada. Pirenópolis é famosa por suas festas e celebrações com viés gastronômico, histórico-cultural e envolvendo a natureza.

Uma das mais conhecidas é a Festa do Divino Espírito Santo, que acontece todos os anos em maio, e reúne milhares de fiéis para celebrar a coroação do Imperador Divino.

A festa é acompanhada de comidas típicas, música e dança. E foi reconhecida pelo IPHAN como Patrimônio Cultural do Brasil.

A festa das Cavalhadas é outro evento que deve ser incluido no seu calendário, em 2022 ganhou uma premiação mundial de melhor festa do ano. Outros eventos são o Canto da Primavera, Festivais Gastronômicos, Feiras Literárias, entre outros.

Não deixe de visitar a deslumbrante Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário, um marco religioso que impressiona com sua arquitetura imponente.

E para mergulhar na cultura local, não perca o Museu das Cavalhadas, que conta a história das tradicionais festas da região.

Com suas ruas de paralelepípedo, festivais culturais e arquitetura colonial, a cidade é um convite para reviver tempos passados e aproveitar o melhor da cultura goiana.

 

21. São Miguel do Araguaia (Luiz Alves)

Turismo em Goiás: 21 cidades que prometem bombar em 2024

Foto: Goiás Turismo

São Miguel do Araguaia (Luiz Alves), às margens do Rio Araguaia, é um paraíso para os amantes da pesca esportiva.

São Miguel do Araguaia é uma joia escondida no coração de Goiás. Localizada no norte do estado, esta cidade é um destino turístico emocionante que oferece uma mistura única de beleza natural e cultura local. 

Com suas paisagens espetaculares, rios cristalinos e trilhas naturais deslumbrantes, São Miguel do Araguaia é um paraíso para os amantes da natureza.

Se você está procurando um lugar para relaxar e se conectar com a natureza, este é o lugar perfeito. Passeie ao longo do majestoso Rio Araguaia, onde é possível pescar, nadar ou simplesmente relaxar em suas praias de areia branca. As águas cristalinas do rio oferecem uma oportunidade única de ver a vida aquática de perto, como os cardumes de peixes coloridos e os golfinhos de água doce.

Além disso, São Miguel do Araguaia é o lar do Parque Estadual do Cantão, uma das maiores áreas de preservação ambiental do Brasil. Com uma grande variedade de espécies de plantas e animais, este parque é um lugar perfeito para caminhar e observar a natureza. 

Os visitantes podem se surpreender com uma grande quantidade de animais selvagens, como macacos, antas, capivaras e várias espécies de aves, que podem ser vistas durante as trilhas.

Para quem busca aventura, há várias atividades emocionantes para vivenciar em São Miguel do Araguaia. 

Andar de caiaque, fazer canoagem ou rafting no Rio Araguaia são opções que agradam aos amantes de água e esportes radicais. A cidade também é famosa por suas trilhas de motocross e off-road, atraindo turistas que adoram a adrenalina desses esportes.

E não podemos esquecer a rica cultura local da região. A cidade possui uma história fascinante, sendo que muitos dos seus habitantes são descendentes dos antigos quilombolas, comunidades de escravos fugitivos que estabeleceram comunidades livres nas florestas brasileiras. 

É possível visitar o Memorial da Comunidade Negra e aprender sobre a cultura e história do povo quilombola.

Com suas reservas naturais, praias fluviais e opções de pesca, a cidade oferece uma experiência única para quem busca tranquilidade à beira do rio.

Em 2024, Goiás surge como um destino turístico imperdível, repleto de cidades que prometem encantar e surpreender. Seja você um aventureiro em busca de trilhas desafiadoras, um apreciador da cultura local ou alguém que busca relaxar à beira d’água, o estado oferece opções para todos os gostos.

Explore a diversidade geográfica, cultural e natural que cada uma dessas 21 cidades proporciona. De Alto Paraíso a São Miguel do Araguaia, cada local conta uma história única, e cabe a você desvendar os encantos que Goiás reserva.

Embarque nessa jornada e descubra por que Goiás é muito mais do que um estado, é um convite para experiências inesquecíveis. Prepare-se para vivenciar momentos marcantes em meio a paisagens deslumbrantes, tradições preservadas e a calorosa hospitalidade goiana. Seu próximo destino está esperando por você em Goiás, o coração do Brasil.

10 cidades em Goiás para passar o Carnaval no sossego

Sabemos que o Carnaval é uma das festas mais animadas do Brasil, mas nem todos compartilham do mesmo entusiasmo por folias e agitação. Para aqueles que preferem uma experiência mais tranquila, longe dos blocos e da agitação carnavalesca, Goiás oferece destinos paradisíacos, onde a conexão com a natureza e a serenidade são as estrelas.

 

O Curta Mais preparou uma seleção exclusiva de 10 cidades em Goiás ideais para quem busca sossego durante o feriado.

Nestes locais, o que se encontra são paisagens exuberantes, o canto dos pássaros, ótimas opções de hospedagem e gastronomia, além de cachoeiras encantadoras, grutas e vistas de tirar o fôlego que fazem você esquecer que está tão perto de casa.

 

Então, confira as 10 cidades em Goiás para passar o Carnaval no sossego…

 

1. Caiapônia

Cidades em Goiás para passar o Carnaval no sossego

Cachoeira Santa Helena, em Caiapônia. Foto: Luciano Guimarães

Localizada a 318 km de Goiânia e 549 km de Brasília, Caiapônia é marcada por paisagens deslumbrantes e ecoturismo.

A terceira maior cidade em extensão do estado encanta com sua natureza majestosa, roteiros organizados para eco-turismo e turismo de aventura. Com praças limpas, ruas tranquilas e uma atmosfera interiorana, Caiapônia oferece uma experiência graciosa e organizada.

 

Contato: Secretaria de Turismo de Caiapônia – Telefone: 64 3663-1025.

Onde se hospedar: Hotel Palace Avenida – Telefone: (64) 3663 – 3642 | (64) 99957-8788

 

2. Baliza

88daac737a9d3054bdf818c2fb6782a0.jpg

Foto: Luciano Guimarães Soares

A cerca de 418 km de Goiânia, Baliza é uma das menores cidades do estado, com apenas cerca de 5 mil habitantes. Rodeada por tesouros naturais quase intocados, Baliza revela uma lista impressionante de pontos turísticos históricos e naturais. Cânions, cachoeiras, corredeiras e construções históricas proporcionam um cenário incrível e uma experiência única.

 

Contato: Atendimento ao Turista de Baliza – Telefone: (66) 99690-0658.

Agência de Turismo: Trilhas do Cerrado – Telefone: 64999752400 – Instagram: trilhasdocerradotur

 

3. Mambaí

f9b52c1f9cd8f68c15fa16c431d828ae.jpg

Cachoeira do Funil. Foto: Reprodução/Luciano Guimarães

Situada em uma ramificação montanhosa da Serra Geral, próxima a Terra Ronca, Mambaí é um tesouro desconhecido para muitos goianos. Com mais de 200 cavernas, incluindo a imponente Lapa do Penhasco, a cidade de pouco mais de 7 mil habitantes destaca-se como um polo de turismo de aventura. Com trilhas desafiadoras e paisagens deslumbrantes, Mambaí promete uma experiência inesquecível.

 

Contato: CAT Mambaí – Telefone: (62) 3481-1251.

Onde ficar: Diversas opções como Hotel Cerrado (62 99600-8363) e Pousada Luar Encantado (62 99988-8162)

 

4. São Domingos

472b9055e85e4327366af02c2c783fbe.jpg

Imagem: Julia Chaves – Arquivo Pessoal

Localizada no Nordeste Goiano, São Domingos é cercada pela imponente Serra Geral. Com mais de uma centena de nascentes de água cristalina, cachoeiras e o Lago de São Domingos, a cidade oferece uma experiência completa para os amantes da natureza. Considerada o Portal do Parque Estadual Terra Ronca, São Domingos é uma joia escondida.

 

Parque Nacional das Emas: Safári, Boia-Cross e Bioluminescência Rara

Entre os municípios de Serranópolis, Mineiros, Chapadão do Céu e Costa Rica, o Parque Nacional das Emas oferece uma experiência única. Cupinzeiros naturalmente coloridos, safáris, boia-cross e o fenômeno raro da bioluminescência tornam esse destino um paraíso para os amantes da natureza.

 

Região Pinga Fogo: Aventura e Beleza nos Arredores do Parque Nacional das Emas

Localizada nos arredores do Parque Nacional das Emas, a Região Pinga Fogo, próxima a Mineiros, é um conjunto fantástico de serras cortadas por rios como Formiguinha e Matrinchã. Veredas de buritis e paisagens impressionantes aguardam os visitantes.

 

5. Nova Roma

35138b4a238986ff91cfd5b63bba0402.jpg

Cachoeira Paredão do Céu vista de baixo. Foto: Pedro Henrique Fama

Fundada em 1958, Nova Roma é um elo entre a Chapada dos Veadeiros e o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Com apenas 3.264 habitantes, a cidade é um paraíso de águas cristalinas, cachoeiras revigorantes e paisagens lindas. A Cachoeira Paredão do Céu é um dos atrativos imperdíveis, oferecendo um espetáculo visual de tirar o fôlego.

 

Onde ficar: Chalés Mambaí Inn (61 99689-0341) e Hospedaria Boca do Mato (62 98103-0330).

 

6. Alto Paraíso

062661f753415b30cf6289328d31d34d.jpg

Foto: Reprodução/Bruno do Val

Porta de entrada da Chapada dos Veadeiros, Alto Paraíso é conhecida por sua atmosfera mística.

Acreditando-se que as vibrações magnéticas do subsolo tornam a cidade especial, Alto Paraíso atrai não apenas os amantes da natureza, mas também os buscadores de experiências esotéricas.

Com 120 cachoeiras catalogadas, a cidade é um refúgio para quem busca aventura e tranquilidade.

 

7. Cavalcante

f9a1bb61970766ea98fa8523e338f559.jpeg

Foto: Marcos Dall

Localizado na Chapada dos Veadeiros, Cavalcante é um dos municípios mais antigos de Goiás. Além de suas belezas naturais, a cidade guarda uma rica herança cultural, sendo parte do Sítio Histórico e Patrimônio Cultural Kalunga.

Com mais de 250 mil hectares e famílias descendentes de africanos, Cavalcante oferece uma experiência única de ecoturismo e turismo de aventura.

 

8. Paraúna

76322cb97ea49ea0c29bd9c706885f30.jpg

Foto: Luciano Guimarães

Conhecida como a “Cidade das Pedras”, Paraúna, a cerca de 100 km da capital, é um destino repleto de encantos naturais, cachoeiras e sítios arqueológicos.

Com uma atmosfera mística, a cidade atrai visitantes em busca de experiências únicas e paisagens impressionantes.

 

9. Corumbá de Goiás

98adc77bc4c9307c7f16353eb4aa786f.jpeg

Foto: Goiás Turismo – Silvio Quirino

Com diversos atrativos, Corumbá de Goiás é um destino próximo a Goiânia e Brasília, perfeito para passeios em família e com amigos.

Oferecendo esportes de aventura, trilhas autoguiadas e atividades como tirolesa e boia-cross, o complexo de lazer da cidade é um convite para quem busca diversão em meio à natureza.

10. Mossâmedes

Localizado a 150km de Goiania, o município possui reservas minerais de ouro, diamante e uma grande variedade de outras pedras preciosas.

O Parque Estadual Serra Dourada, que divide o munícipio com a Cidade de Goiás, detém uma imensa quantidade de minerais, formações rochosas e grutas, como a Caverna dos Morcegos.

Parte do Parque é reserva da Universidade Federal de Goiás, que recebe pesquisadores nacionais e estrangeiros. A cidade é cortada por rios, córregos e pequenas fontes de água, como o Rio Fartura, Rio Pissarrão, Rio João Alves, Rio Turvo, Rio São Manoel, Rio Água Fria e Rio Uru.

mossamedes

Parque Estadual da Serra Dourada, em Mossâmedes

Cidades em Goiás para passar o Carnaval no sossego

Foto: Viagens por aí

 

Como chegar: Mossâmedes fica a aproximadamente 150km de Goiânia, com acesso pela GO-070.

Informações: Prefeitura Municipal de Mossâmedes: (64) 3377-1129 | (64) 3377-1532

 

Para quem prefere escapar da agitação carnavalesca e vivenciar momentos de paz e conexão com a natureza, estas 10 cidades em Goiás são verdadeiros refúgios.

Com opções para todos os gostos, desde aventuras em trilhas até momentos de contemplação junto a cachoeiras paradisíacas, o interior goiano revela um lado do Carnaval que vai além da festa, proporcionando experiências autênticas e memoráveis.

Este ano, permita-se vivenciar o sossego em destinos encantadores que o estado de Goiás tem a oferecer.

10 destinos de férias mais cobiçados para 2024

O ano de 2024 promete ser repleto de experiências incríveis para os amantes de viagens, e o Tripadvisor já revelou os 10 destinos de férias mais cobiçados do mundo. O ranking faz parte de seus prestigiados Prêmios Travellers’ Choice.

Dubai, Bali, Londres e outras cidades imperdíveis fazem parte desse seleto grupo, onde cada localidade oferece uma experiência única e inesquecível.

Nós falamos um pouquinho sobre cada cidade.

 

Então, confira quais são os 10 destinos de férias mais cobiçados para 2024

 

1. Dubai, Emirados Árabes Unidos

10 destinos de férias mais cobiçados para 2024

Foto: Turismo Europeu

No topo da lista está a deslumbrante Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. Essa metrópole futurista mescla cultura moderna, história fascinante e oportunidades ilimitadas de aventura e compras de classe mundial.

Com o espetáculo do Dubai Opera, a vista panorâmica do topo do Burj Khalifa e os encantadores souks de ouro, tecidos e especiarias ao longo do Dubai Creek, Dubai é uma experiência única.

Os viajantes mais aventureiros podem flutuar sobre as dunas do deserto em um balão de ar quente ou fazer paraquedismo sobre a Palm Jumeirah.

 

2. Bali, Indonésia

10 destinos de férias mais cobiçados para 2024

Foto: Vou na Janela

Bali, conhecida como o “cartão postal vivo,” é um verdadeiro paraíso na Indonésia. Com suas praias de areia fina e branca, recifes de coral coloridos e uma selva exuberante repleta de templos antigos e macacos brincalhões, Bali é um destino de sonho.

Mergulhe nas águas cristalinas e aproveite o sol, ou explore a cultura local em seus templos e paisagens deslumbrantes.

 

3. Londres, Reino Unido

10 destinos de férias mais cobiçados para 2024

Foto: S7 Inglaterra

Londres, uma cidade eternamente encantadora, ocupa o terceiro lugar. Após a recuperação pós-pandemia, Londres continua a atrair visitantes com sua riqueza cultural.

Museus, galerias, restaurantes estrelados e uma atmosfera única fazem da capital britânica um destino inesquecível.

Das ruas de paralelepípedos a restaurantes Michelin, Londres oferece uma experiência diversificada e ilimitada.

 

4. Hanói, Vietnã

10 destinos de férias mais cobiçados para 2024

Foto: Tripadvisor

Hanói, a pérola do Vietnã, encanta com sua mistura única de tradição e modernidade.

Os encantadores templos e pagodes, aliados à agitação dos mercados locais e à deliciosa culinária vietnamita, fazem de Hanói um destino fascinante.

Explore o Lago Hoan Kiem, visite o Templo da Literatura e perca-se nas charmosas ruas da cidade.

 

5. Roma, Itália

10 destinos de férias mais cobiçados para 2024

Foto: Brasil Escola

A eterna cidade de Roma, na Itália, mantém seu lugar entre os destinos mais cobiçados. Com uma história que atravessa milênios, Roma é um museu a céu aberto.

Do Coliseu ao Vaticano, cada rua respira história e cultura italiana. Desfrute da autêntica culinária em trattorias locais e maravilhe-se com a arquitetura imponente que conta a história de uma civilização lendária.

 

6. Paris, França

10 destinos de férias mais cobiçados para 2024

Foto: Viagem e Turismo

Paris, a Cidade Luz, continua a cativar os corações dos viajantes. Com sua arquitetura icônica, arte inigualável e charme romântico, Paris é um destino atemporal.

Da Torre Eiffel ao Louvre, cada esquina conta uma história. Desfrute de passeios ao longo do Rio Sena, explore os encantadores bistrôs e viva o estilo de vida parisiense.

 

7. Cancún, México

10 destinos de férias mais cobiçados para 2024

Foto: Metrópoles

Cancún, com suas praias de areia branca e águas cristalinas, é um paraíso tropical no Caribe mexicano.

Além das praias deslumbrantes, Cancún oferece uma vibrante vida noturna, sítios arqueológicos maias e uma rica cultura mexicana.

Mergulhe nos recifes de coral, explore as ruínas de Chichén Itzá e aproveite as festividades locais.

 

8. Marrakech, Marrocos

10 destinos de férias mais cobiçados para 2024

Foto: Xplor Marrocos

Marrakech, uma cidade que desperta os sentidos, está no oitavo lugar. Com seus mercados vibrantes, palácios históricos e a energia única da Praça Jemaa el-Fna, Marrakech é uma experiência sensorial.

Descubra os labirintos de souks, relaxe em riads encantadores e maravilhe-se com os jardins exuberantes.

 

9. Creta, Grécia

10 destinos de férias mais cobiçados para 2024

Foto: Melhores Destinos

Creta, a maior ilha da Grécia, oferece um cenário de beleza natural e história rica.

Com praias deslumbrantes, vilarejos pitorescos e sítios arqueológicos antigos, Creta é um destino diversificado. Explore o Palácio de Knossos, relaxe nas praias de Elafonissi e descubra a autêntica culinária cretense.

 

10. Hoi An, Vietnã

Hoi An, a cidade mais bonita do Vietnã -

Foto: Além da Fronteira

Fechando a lista dos destinos mais cobiçados para 2024, Hoi An, no Vietnã, oferece uma experiência encantadora e autêntica. Esta cidade histórica, declarada Patrimônio Mundial da UNESCO, é conhecida por suas ruas estreitas repletas de lanternas coloridas, arquitetura preservada e atmosfera única.

Ao explorar Hoi An, os viajantes têm a oportunidade de mergulhar na rica cultura vietnamita. Os antigos templos, pontes ornamentadas e casas tradicionais contam a história da cidade, que foi um importante porto comercial nos séculos passados. À noite, as ruas iluminadas por lanternas criam uma atmosfera mágica, enquanto os mercados noturnos oferecem uma variedade de produtos locais e artesanato.

Além de sua herança histórica, Hoi An é conhecida por suas opções gastronômicas excepcionais. Os visitantes podem saborear pratos autênticos da culinária vietnamita em restaurantes locais, participar de aulas de culinária e explorar os mercados de alimentos frescos.

As praias intocadas nos arredores de Hoi An, como An Bang e Cua Dai, proporcionam um refúgio tranquilo para relaxar e apreciar a serenidade do Mar da China Meridional. Para quem busca moda e artesanato, Hoi An é famosa por suas alfaiatarias e lojas de lanternas, onde os visitantes podem adquirir lembranças únicas.

Em resumo, Hoi An é um destino que oferece uma combinação perfeita de charme histórico, culinária excepcional e beleza natural.

As cidades mais antigas de Goiás

No Planalto Central Brasileiro, Goiás é um tesouro histórico que testemunhou o início do século XVIII com a chegada audaciosa dos bandeirantes paulistas. Muitas cidades goianas nasceram a partir daí! As mais antigas começaram a surgir ainda por volta de 1730.

Lideradas pelo icônico Bartolomeu Bueno da Silva, o Anhanguera, essas expedições, em busca do precioso ouro, tiveram grande importância na fundação de diversas cidades que se tornaram berços da história goiana.

A região do Rio Vermelho foi a pioneira a ser colonizada, e, de maneira significativa, a cidade de Goiás se destaca entre as mais antigas do estado.

Neste mergulho na história, nossa jornada revela as cidades que resistem ao teste do tempo, preservando arquitetura e cultura.

O processo de independência de Goiás, embora gradual, acelerou na década de 30, impulsionado pelas campanhas de migração para o oeste do país e, é claro, pela construção da grandiosa Brasília.

 

Mas entre tantos eventos marcantes, você saberia listar as 10 cidades mais antigas de Goiás?

 

Nós sabemos… confira:

 

1 – CIDADE DE GOIÁS (1736)

As cidades mais antigas de Goiás

Foto: IPHAN

A cidade, fundada por Anhanguera em 1736, inicialmente conhecida como Vila Boa de Goyaz, foi a sede do Estado até 1933.

A história da fundação remonta às expedições dos Bandeirantes, que buscavam ouro e capturavam indígenas para o trabalho nas lavouras.

A cidade preserva, até hoje, sua rica história, especialmente na arquitetura e cultura.

 

2 – CAVALCANTE (11/11/1831)

As cidades mais antigas de Goiás

Foto: Travessia Ecoturismo

Em 1831, Julião Cavalcante e seus companheiros descobriram uma jazida de ouro às margens do córrego Lava Pés, dando início ao povoado.

Um século depois, em 1931, Cavalcante foi oficialmente reconhecida como cidade.

A cidade é um importante destino turístico da Chapada dos Veadeiros, com atrativos belíssimos! Acesse uma matéria nossa que fala sobre Cavalcante clicando aqui.

3 – PIRENÓPOLIS (1832)

As cidades mais antigas de Goiás

Foto: Exponet

Antigamente chamada de Minas de Nossa Senhora do Rosário Meia Ponte, Pirenópolis foi fundada como um arraial no século 18. Destacou-se como um centro urbano importante devido à mineração de ouro, comércio e agricultura.

Em 1890, recebeu o nome atual, em homenagem a serra que a circunda.

Piri, como é carinhosamente chamada pelos goianos, é uma grande atrativo turístico de Goiás, sendo muito frequentada por turistas locais e do Brasil inteiro.

 

4 – CATALÃO (01/04/1833)

As cidades mais antigas de Goiás

Foto: Prefeitura de Catalão

A região já era habitada por índios Arajá séculos antes da colonização. Catalão recebeu seu título de cidade em 1833, e diferentes teorias cercam sua origem, incluindo a possibilidade de ter sido nomeada por um jesuíta catalão que possuía um sítio na área.

Catalão originou-se da penetração das entradas e bandeiras, organizadas em comitivas compostas por homens de armas, cavaleiros e padres, que adentravam pelos sertões para a captura de mão-de-obra indígena a ser escravizada e em busca de riquezas minerais.

A cidade é também uma das mais ricas de Goiás, até hoje.

Leia também

As 10 cidades mais ricas de Goiás

 

5 – NIQUELÂNDIA (01/04/1833)

As cidades mais antigas de Goiás

Foto: Goiás Turismo

Surgindo como São José do Tocantins em 1755, tornou-se Niquelândia após a descoberta de uma fonte mineral de níquel.

Rumores indicam que o povoado pode ter se originado de expedições lideradas por Dom Pedro II.

Niquelândia é uma cidade encantadora localizada no estado de Goiás, conhecida por sua riqueza natural e cultural. A cidade é cercada por montanhas, rios e cachoeiras, oferecendo um cenário deslumbrante para os turistas que a visitam.

Uma das principais atrações da cidade é o Lago Serra da Mesa, que abriga uma grande diversidade de peixes, bastante frequentado pelos praticantes da pesca esportiva.

Além da natureza exuberante, Niquelândia também possui um importante patrimônio histórico e cultural. O Centro Histórico da cidade é composto por construções antigas, como a Igreja Matriz de São Sebastião e a Casa da Cultura, que abriga exposições e eventos culturais.

 

6 – LUZIÂNIA (01/04/1833)

As cidades mais antigas de Goiás

Foto: Goiás Turismo

Antônio Bueno de Azevedo, em uma expedição em 1746, notou pepitas de ouro às margens de um córrego, marcando o início do povoado de Santa Luzia.

Elevada à categoria de cidade em 1867, adotou o nome atual em 1943.

Luziânia é uma cidade histórica situada no estado de Goiás, no Brasil. Com suas raízes que remontam ao período colonial, Luziânia é um destino turístico popular para aqueles que desejam explorar a rica história e cultura da região.

A cidade é cercada por belas paisagens naturais, com montanhas, cachoeiras e rios que oferecem oportunidades para atividades ao ar livre, como caminhadas, passeios de barco e pesca esportiva. Alguns dos destaques incluem o Parque Estadual do Pirapitinga, o Rio Corumbá e a Cachoeira do Funil.

Além disso, a cidade é conhecida por suas festas populares, como a Festa do Divino Espírito Santo, que acontece todos os anos em maio e junho, e a Festa de São Sebastião, em janeiro. Essas celebrações tradicionais são uma ótima maneira de experimentar a cultura local e desfrutar de comidas e danças típicas.

 

7 – SILVÂNIA (18/06/1833)

As cidades mais antigas de Goiás

Foto: Goiás Turismo

Inicialmente chamada Nosso Senhor do Bonfim, teve seu nome alterado em 1943 em homenagem a Vicente Miguel da Silva e sua família, influentes na época.

Conhecida por ser um centro educacional, Silvânia viu o nascimento de renomados escritores como Antônio da Costa Neto e Edmar Camilo Cotrim.

Para os amantes da história, Silvânia é um verdadeiro tesouro. Fundada em 1722, a cidade possui um centro histórico muito bem preservado, com construções seculares que remontam aos séculos XVIII e XIX, como a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Abadia e a Igreja do Rosário. Além disso, o Museu de Arte Sacra é um local imperdível para quem deseja conhecer um pouco mais sobre a religiosidade e a cultura da região.

Mas não é só de história que vive Silvânia. A cidade também é conhecida por suas belas paisagens naturais, como a cachoeira do Abade, um verdadeiro paraíso escondido no meio à natureza. Além disso, os turistas podem desfrutar de atividades ao ar livre, como trilhas ecológicas, cavalgadas e passeios de bicicleta.

 

8 – JARAGUÁ (01/07/1833)

As cidades mais antigas de Goiás

Foto: Goiás Turismo

Nascida da mineração de ouro após a fundação da Cidade de Goiás, tornou-se cidade em 1833.

Jaraguá, com sua geografia aurífera, manteve-se vital no ciclo do ouro.

Com uma rica história, cultura e paisagens naturais exuberantes, Jaraguá é um destino turístico imperdível para quem busca explorar o interior do país.

O centro histórico de Jaraguá é uma atração imperdível para quem visita a cidade. Com suas ruas de pedra, casas antigas e igrejas centenárias, o local oferece um verdadeiro mergulho na história do Brasil colonial. Destaque para a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Penha, um monumento do século XVIII que impressiona pela sua imponência e beleza.

 

Para os amantes da cultura local, Jaraguá oferece uma série de festas e eventos tradicionais, como a Festa do Divino Espírito Santo, a Festa de Nossa Senhora da Penha e a Festa de São João. Nestas ocasiões, é possível experimentar a gastronomia típica, assistir a apresentações folclóricas e conhecer a música e a dança regional.

Por fim, Jaraguá é também um destino turístico de compras. A cidade é conhecida por sua produção de cerâmica artesanal, que pode ser encontrada em diversas lojas e feiras locais. Os visitantes também podem adquirir peças de artesanato em couro, madeira e palha, além de deliciosos produtos da culinária regional, como doces, queijos e licores.

 

9 – FORMOSA (1843)

As cidades mais antigas de Goiás

Foto: Goiás Turismo

Com o aumento da circulação de pessoas, Dom Pedro II instalou uma Estação Fiscal para controlar o fluxo de ouro. A cidade começou com a vinda de moradores do Arraial de Santo Antônio, fugindo de uma epidemia de malária.

Em 1843, foi considerada cidade.

Conta com um grande número de cachoeiras, com destaque para a Cachoeria do Itiquira, com 168 metros de altura de queda livre. Outro ponto muito conhecido é a Lagoa Feia, com seis quilômetros de comprimento e meio de largura e com profundidade entre 4 e 10 metros.

Ainda tem o Lajedo que forma grandes piscinas naturais, a Gruta das Andorinhas com aproximadamente 105 metros de profundidade, Buraco das Araras com aproximadamente 105 metros de profundidade, a Cachoeira do Bisnau e o Rio Bandeirinha o qual forma várias cachoeiras.

Possui também o EcoBocaina onde há a Cachoeira dos Reis Magos, Cachoeira da Palmeira e vários mirantes com vista para o Vale do Paranã. Possui 42 sítios arqueológicos catalogados pelo IPHAN, destacando-se o Sitio Arqueológico do Bisnau, situado próximo à BR-020, e o Sítio Arqueológico da Lapa da Pedra, conhecido popularmente como Toca da Onça, situado próximo à estrada que dá acesso ao Salto do Itiquira. Ambos situam-se em propriedades particulares e cobram pelo acesso, sem oferecer estrutura turística de apoio aos visitantes.

Foi incluída em 2011, como uma das 100 cidades brasileiras com apelos e atrativos turísticos no Ministério do Turismo por indicação da CNTur- Confederação Nacional do Turismo.

A cidade de Formosa é reconhecida pelos praticantes de voo a vela como um dos melhores locais do Brasil para se praticar o esporte. Voos cross country são possíveis durante quase todo o ano, sendo que de agosto a outubro é a temporada de voos de longa distância, em geral superiores a 500.000 km

 

10 – SÍTIO D’ABADIA (1850)

As cidades mais antigas de Goiás

Foto: O Popular

Conhecida como Barreiro em 1815, teve origens ligadas à escravidão e ao garimpo.

Laureana da Silva Barreto, viúva de fazendeiro, fugida da Bahia com seus escravos, desempenhou um papel crucial na história.

Em 1830, diante do florescimento da povoação, D. Laureana fez a doação de nova área de mais de meia légua de terras à Igreja para a formação do patrimônio, consolidando-se o arraial em 1833, com a reconstrução da igreja em cuja frente levantou-se uma cruz de aroeira com data inscrita, assinalando a fundação do arraial de Sítio D’Abadia.

Em 1850, tornou-se cidade, adotando o nome atual.

 

Essas cidades, com suas raízes profundas na história goiana, são testemunhas de uma jornada rica e diversificada. Os municípios consolidam um legado que continua a inspirar e encantar os habitantes e visitantes do Estado.

As informações foram obtidas do site do IBGE e Casa Civil de Goiás.

Vilarejos em Goiás para você conhecer e se apaixonar em 2024

A rotina agitada das grandes cidades pode ser esmagadora, e muitas vezes anseiamos por escapar do estresse do trânsito, filas intermináveis e longas jornadas de trabalho, né? Por isso pensamos que alguns vilarejos em Goiás, pequenininhos e encantadores podem te ajudar! Continue lendo.

Em Goiás, uma alternativa serena e afastada do tumulto urbano são os vilarejos, distritos e pequenas cidades do interior que resistem à influência do tempo e dos processos industriais. Caracterizados pela paz, simplicidade e vizinhança acolhedora, esses lugares oferecem uma experiência única.

 

O Curta Mais, apresenta uma lista de encantadores vilarejos em Goiás para você conhecer e se apaixonar, em 2024.

 

Confira:

 

1. Olhos D’Água

Vilarejos em Goiás

Foto: Prefeitura de Alexânia

A cerca de 120 km de Goiânia e 90 km de Brasília, a pacata Vila Olhos D’Água é um refúgio encantador.

Conhecida inicialmente como destino hippie, hoje atrai visitantes devido ao seu rico artesanato e à tradicional Feira do Troca.

Os habitantes, em seus casarões coloridos, mantêm a hospitalidade, e as fazendas próximas escondem cachoeiras inexploradas.

Este vilarejo é um distrito de Alexânia (GO), e muitos visitantes são atraídos para lá!

 

O que fazer em Olhos D’Água:

  • Praça Santo Antônio e centro da vila: Explore a igreja, as casas coloridas e desfrute de comidas caseiras.
  • Memorial Olhos D’Água: Conheça a história do município e interaja com a comunidade local.
  • Pesque Pague Paraíso
  • Bar Museu

2. Vila de São Jorge (Chapada dos Veadeiros)

Vilarejos em Goiás

Foto: Marcos Aleotti

A 36 km de Alto Paraíso de Goiás, a Vila de São Jorge é a porta de entrada para o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros.

Com ruas de terra, pousadas charmosas e um clima alternativo, é um refúgio para quem busca simplicidade e contato direto com a natureza.

A atmosfera mística contagia a todos e a possibilidade de ver um OVNI atrai turistas do Brasil e do mundo inteiro.

Vale cada minuto da sua visita!

 

Principais atrações:

  • Vale da Lua: Formação rochosa única a 9 km de São Jorge.
  • Saltos do Rio Preto: Cachoeiras vistas do Mirante da Janela.
  • Mirante de Janela: Trilha desafiadora com vista incrível da chapada.
  • Cachoeira do Segredo: Trilha complicada, mas recompensadora, com cachoeira de 120 m.
  • Cânions I, II e Carioquinhas: Paisagens diferenciadas com ôfuros, piscinas naturais e quedas d’água.

3. Lagolândia

Vilarejos em Goiás

Foto: Ultima Parada

A 43 km de Pirenópolis, Lagolândia parece ter parado no tempo!

Com pouco mais de 500 habitantes, preserva hábitos do século passado e uma natureza selvagem.

Conhecida nacionalmente pela história de Benedita Cipriano Gomes, a “Santa Dica de Lagolândia,” o local é um retrato de devoção e fé.

Conhecida também como “a vila esquecida de Piri’, Lagolândia vale a visita para conhecer um pouco mais da história de Goiás!

 

O que fazer em Lagolândia:

  • Festa do Doce: Celebrada na 3ª semana de julho, é uma homenagem ao Divino Pai Eterno.
  • Hospedagem: Eco Pousada Lagolândia oferece experiências rurais, históricas e gastronômicas.

4. Vila Propício

Vilarejos em Goiás

Foto: Reprodução/YouTube

Dentro do Parque Estadual da Serra dos Pirineus, a Vila Propício é um paraíso para os amantes da natureza.

Com mais de 50 cavernas para explorar, é um destino ideal para aventureiros. Com direito a águas cristalinas, o vilarejo promete te encantar durante a visita!

 

Atrativos:

  • Caverna da Samambaia: A maior caverna, acessível com guia turístico.
  • Cachoeira Rio dos Patos e Lago Azul: Opções refrescantes para relaxar.

5. Lagoa Santa

Vilarejos em Goiás

Foto: divulgação/Thermas Lagoa Santa

Conhecida pelas águas termais e medicinais, Lagoa Santa, a 440 km de Goiânia, oferece um cenário deslumbrante com cerrado preservado e águas claras.

O Thermas Lagoa Santa é um paraíso ecológico com nascentes termais, formando uma lagoa de águas límpidas e medicinais.

 

Atrações:

  • Thermas Lagoa Santa: Paraíso ecológico com águas termais.
  • Circuito das Águas de Goiás: Explore o cerrado preservado e rios caudalosos.

 

Visita esses vilarejos e descubra a beleza, história e tranquilidade de cada um.

Eles são ideais para escapar do caos urbano e vivenciar experiências autênticas em meio à natureza preservada.

Você precisa conhecer essa praia paradisíaca que fica bem pertinho de Goiás

Se você está em busca de um refúgio paradisíaco próximo a Goiás, a Praia do Puçá, localizada em Lavandeira, Tocantins, é uma descoberta que vai encantar os amantes da natureza e do ecoturismo.

Aninhada na região das Serras Gerais, um complexo de serras, cânions e cachoeiras na divisa de Goiás com Tocantins, essa pérola turística tem conquistado os corações dos visitantes goianos. E nós achamos que você precisa conhecer esse lugar incrível em 2024!

Você precisa conhecer essa praia paradisíaca que fica bem pertinho de Goiás

Foto: Prefeitura de Lavandeira

 

Saiba mais sobre a paradisíaca Praia do Puçá

A Praia do Puçá é um convite irrecusável para os amantes do ecoturismo. Aproximadamente 690 km separam Goiânia desse paraíso. É recomendado o acesso via carro, próprio ou alugado.

Você precisa conhecer essa praia paradisíaca que fica bem pertinho de Goiás

Foto: Lincoln Valadares

O cenário é deslumbrante, com árvores exuberantes, areias branquinhas e um rio de águas verde-esmeraldas e cristalinas. O curso do rio oferece diversos poços para banho, proporcionando uma ‘difícil escolha’ entre as maravilhas naturais.

A paisagem é de tirar o fôlego, deixando até as águas do Mar do Caribe no chinelo!

Você precisa conhecer essa praia paradisíaca que fica bem pertinho de Goiás

Foto: Lincoln Valadares

A atmosfera calma e tranquila da praia, aliada à proximidade de outros pontos turísticos notáveis, como o Rio Azuis (o menor rio de água doce do mundo), torna a viagem ainda mais fascinante. A região das Serras Gerais, merece uma visita de até 5 dias, para explorar com calma o paraíso, ainda intocado.

 

Mais dicas e valores da Praia do Puçá

A Praia do Puçá recebe visitantes diariamente, e a entrada tem o custo de R$ 30. Se a ideia é acampar e prolongar a experiência, a taxa é de R$ 80. Crianças entre 7 e 12 anos têm direito a meia-entrada.

Uma dica valiosa: tenha dinheiro em mãos, pois o local não aceita cartões.

Não há necessidade de guia para chegar ao local (mais dicas sobre o trajeto, no final da matéria), e não há trilhas a percorrer. Mas se você quiser explorar mais poços, basta continuar andando na margem do rio e outras maravilhas vão surgindo como a Praia do Segredo.

Você precisa conhecer essa praia paradisíaca que fica bem pertinho de Goiás

Foto: Lincoln Valadares

Ao lado da praia, um bar e restaurante oferece delícias regionais e caseiras. Se estiver em grupo, é fundamental informar com antecedência para garantir o preparo das refeições.

Vale destacar que é proibida a entrada com alimentos, bebidas e som automotivo na praia.

Já no camping, os visitantes têm mais liberdade, podendo levar seus próprios mantimentos. O local disponibiliza mesas, cadeiras, banheiros com chuveiro elétrico e tomadas na área de camping.

 

Como Chegar

A jornada até a Praia do Puçá saindo de Goiânia, segue em direção a Brasília de carro próprio ou transporte alternativo. Em Brasília, pegue a rodovia em direção à Chapada dos Veadeiros pela GO 118 até a cidade de Campos Belos, que faz divisa com Tocantins.

De Campos Belos, continue pela TO 110 em direção a Novo Alegre, seguindo até Aurora do Tocantins ou Lavandeira.

A praia fica a apenas 24 km do centro da cidade de Lavandeira.

Embora qualquer veículo possa chegar até lá, carros mais altos são preferíveis.

Não há necessidade de guia, e não há trilhas a percorrer.

 

Melhor época para visitação

O período ideal para visitar a Praia do Puçá é durante a estiagem, de maio a outubro.

Nessa época, as águas atingem sua máxima transparência, proporcionando uma experiência bem cristalina!

 

Serras Gerais

Você precisa conhecer essa praia paradisíaca que fica bem pertinho de Goiás

Foto: @canionencantadooficial

Na região das Serras Gerais, os principais atrativos são as montanhas esculpidas pela ação das águas e dos ventos, detalhadas por cânions, mirantes, grutas, cavernas, cachoeiras e rios, ora mansos ora revoltos, apropriados às emoções do rafting. Tudo isso cercado por uma vegetação exótica!

Os municípios que compõem a região são: Almas, Arraias, Aurora do Tocantins, Dianópolis, Natividade, Paranã, Rio da Conceição e Taguatinga.

As Serras Gerais do Tocantins, apesar de não possuir fervedouros, possui atrações tão belas quanto o vizinho mais famoso, o Jalapão. Entre as principais atrações, se destacam o espetacular Cânion Encantado, o Rio Azuis e a Lagoa do Japonês.

 

Mais Informações

Praia do Puçá – Lavandeira, Tocantins

  • Instagram: @praiadopucaoficial
  • Telefone: (63) 99122 5278
  • Taxa de Visitação: R$30
  • Taxa de Camping: R$80
  • Criança de 7 a 12 anos: Meia-entrada

 

Se você busca um refúgio próximo a Goiás, a Praia do Puçá é uma opção imperdível!

Se você já visitou, conta para gente o que achou!

Destinos exóticos estão no radar dos brasileiros em 2024

Em um mundo onde a busca por experiências únicas molda o cenário turístico, a procura por destinos exóticos segue ganhando cada vez mais destaque com o chamado “turismo de experiência”. No relatório de Tendências Globais de Viagem para 2024 da Visa, podemos ver que 28% dos aventureiros anseiam por experiências novas que os tirem de sua zona de conforto.

Nesse contexto, surge a necessidade de explorar destinos exóticos como uma fuga do óbvio em 2024. Destinos incomuns têm conquistado corações, especialmente entre os viajantes mais experientes. A busca por destinos exóticos reflete não apenas a maturidade do turista contemporâneo, mas também um desejo ir além do convencional, revelando também o desejo do turista de explorar culturas, sabores e aventuras únicas. 

Tendo em vista essa tendência de viagem que promete bombar em 2024, confira alguns destinos fora do comum que se destacam ao oferecer roteiros que vão além das expectativas, tornando possível desfrutar de experiências únicas. 

 

Descobrimos como ganhar uma viagem de Goiás para Fortaleza ou Recife

Quem ama viajar? E quem nunca viu a praia, gostaria de ver? Nós, do Curta Mais, descobrimos como ganhar uma viagem de Goiás para Fortaleza ou Recife. Totalmente gratuita. Confira!

O Serviço Social do Comércio (Sesc Goiás) está proporcionando aos goianos a oportunidade única de realizar a primeira viagem para destinos paradisíacos como Fortaleza (CE) ou Recife (PE) de forma totalmente gratuita, por meio do inovador projeto “Minha Primeira Viagem“.

As inscrições estão abertas até o dia 5 de janeiro e podem ser realizadas presencialmente nas unidades do Sesc Universitário, Anápolis, Itumbiara e Jataí.

As excursões para Fortaleza e Recife estão programadas para proporcionar experiências inesquecíveis!

A partida para Fortaleza será no dia 31 de janeiro, com retorno em 6 de fevereiro, enquanto o embarque para Recife está agendado para 15 de fevereiro, com volta em 21 de fevereiro.

Ambas as viagens terão saídas do Aeroporto Internacional de Goiânia.

Para participar das viagens gratuitas oferecidas pelo Sesc Goiás, é necessário atender a alguns critérios, incluindo uma renda familiar bruta de até três salários mínimos.

 

Outros requisitos essenciais estão detalhados no edital disponível para consulta.

 

Atrações e destinos da viagem que você vai ganhar:

 

Recife (PE)

Descobrimos como ganhar uma viagem de Goiás para Fortaleza ou Recife

Foto: Melhores Destinos

Os contemplados com destino a Recife terão a oportunidade de explorar algumas das pérolas nordestinas, incluindo visitas a Porto de Galinhas (PE), Maragogi (AL), Olinda (PE) e a própria capital pernambucana.

Durante o período da viagem, os goianos desfrutarão de atividades recreativas, trilha ecológica, vivência em biomas e visitação ao Centro de Educação Ambiental (CEA).

 

Mais sobre Recife

Conhecido como a “Veneza Brasileira” pelos seus diversos rios e também como a terra do Frevo, o Recife é uma das principais capitais do Nordeste do Brasil, com uma rica história, cultura vibrante e uma beleza natural.

Do Marco Zero da cidade até a praia na zona sul, há várias opções de lugares turísticos em Recife. Marco Zero, Parque de Esculturas de Francisco Brennand, Paço do Frevo, Rua do Bom Jesus são alguns dos atrativos turísticos dessa bela cidade do Nordeste.

O Recife é daquelas cidades que respiram arte e história e oferecem muitas atrações para seus visitantes!

 

Fortaleza (CE)

Descobrimos como ganhar uma viagem de Goiás para Fortaleza ou Recife

Foto: Melhores Destinos

A viagem para Fortaleza incluirá passeios pelo Centro Histórico, visita ao Museu do Caju, além de momentos inesquecíveis nas praias de Cumbuco e Canoa Quebrada.

Os participantes também terão a oportunidade única de vivenciar a cultura da Comunidade Indígena Tapeba.

 

Mais sobre Fortaleza

Há muito o que fazer na cidade de Fortaleza, no Ceará! Com sol praticamente o ano todo e um mar morno, muito agradável para mergulhar, a capital cearense permanece como um dos destinos turísticos mais visitados do Nordeste brasileiro.

Com 2,6 milhões de habitantes, Fortaleza é uma cidade é bem estruturada, tem ótimos restaurantes, hotéis com preços convidativos e é um destino que permite não apenas o passeio pela própria capital, como serve de apoio para visitar cidades do litoral cearense, como Jericoacoara e Canoa Quebrada.

Fortaleza é uma cidade que pode apresentar o melhor de dois mundos: áreas urbanizadas e desenvolvidas ou a facilidade de ir para praias pacatas, ideais para quem busca descanso.

Com um litoral tão diverso como o cearense, muitas pessoas aproveitam a oportunidade para explorar diferentes praias do Estado, cada uma com uma beleza peculiar.

 

 

Essa iniciativa do Sesc Goiás proporciona uma experiência turística única, mas também visa democratizar o acesso ao turismo, permitindo que aqueles que nunca estiveram em uma praia possam desfrutar das belezas naturais do Brasil.

Aproveite essa chance de realizar a sua primeira viagem de forma gratuita, mergulhando nas riquezas culturais e naturais de Fortaleza ou Recife.

 

E conta para gente, qual cidade que você prefere, Fortaleza ou Recife? Nós queremos saber!