A Casa do Dragão: relembre a 1ª temporada da série

A espera acabou! A aguardada segunda temporada de “A Casa do Dragão”, derivada de “Game of Thrones”, estreia neste domingo (16) nas plataformas de streaming Max e na TV pelo canal HBO, às 22 horas. A série, cuja primeira temporada foi lançada em 2022, explora a dinastia Targaryen, ambientada 180 anos antes dos eventos que levaram à famosa guerra entre os Sete Reinos.

Os novos episódios seguem o início de um potencial conflito civil entre os Targaryen, destacando a rivalidade entre a Casa Velaryon, que possui a maior marinha de Westeros e mais de uma dúzia de dragões, e a ascensão de Aegon II ao trono. Intrigas e reviravoltas continuam a ser a marca registrada da série.

Recapitulando a Primeira Temporada

Na primeira temporada, a história centra-se no reinado de Viserys I (interpretado por Paddy Considine), cerca de 130 anos após Aegon I conquistar Westeros. Viserys, que governa ao lado de sua esposa Aemma Targaryen, tem apenas uma filha, Rhaenyra (Emma D’Arcy). Após várias tentativas frustradas de ter um filho homem, ele casa-se novamente com Alicent Hightower (Olivia Cooke), antiga amiga de Rhaenyra.

A amizade entre Alicent e Rhaenyra se transforma em uma competição após o casamento de Alicent com o pai de Rhaenyra. Ambas têm filhos, intensificando a disputa. Rhaenyra, casada inicialmente com Laenor Velaryon (John MacMillan), que forja sua morte para fugir com seu amante, acaba casando-se com seu tio, Daemon (Matt Smith). Ela tem cinco filhos, enquanto Alicent tem três com Viserys, incluindo o primogênito Aegon II Targaryen.

Com a morte de Viserys I, Aegon II é coroado rei pelos Hightower. Rhaenyra, nomeada herdeira por seu pai, fica chocada e entra em trabalho de parto prematuro, resultando no nascimento de uma criança morta. Daemon, seu novo marido, organiza um conselho para planejar a guerra iminente.

Caminho para a Guerra

Rhaenyra envia seus filhos para assegurar alianças em Westeros. Jacaerys viaja ao norte, enquanto Lucerys vai ao sul, para Ponta Tempestade, onde encontra Aemond e seu dragão, Vaghar. A visita termina tragicamente com a morte de Lucerys e seu dragão Arrax.

A temporada termina com Rhaenyra recebendo a notícia da morte de seu filho na Pedra do Dragão.

A segunda temporada de “A Casa do Dragão” continuará a adaptação de “Fogo & Sangue”, livro de George R.R. Martin, abordando o prelúdio de “Game of Thrones” e os conflitos internos da Casa Targaryen.

Com a renovação já confirmada para uma terceira temporada, a série promete mais ação e reviravoltas, aprofundando a história complexa e cheia de intrigas da dinastia Targaryen.

E você, é Time Preto ou Time Verde?

Assista ao trailer abaixo:

Sucesso do cinema nacional, filme ”Evidências do Amor” já tem data para estrear no streaming

Depois de atrair mais de 200 mil espectadores aos cinemas brasileiros, a comédia romântica “Evidências do Amor” já tem data para chegar ao streaming. O filme com Sandy e Fábio Porchat entrará no catálogo da plataforma Max na próxima quarta-feira, dia 29 de maio.

O filme é inspirado no clássico eternizado pela dupla Chitãozinho & Xororó, a música ‘’Evidências’’, e conta a história do casal Marco Antônio e Laura, que se conhecem cantando o hit em um karaokê e logo engatam namoro. Mas ela termina tudo quando ele a pede em casamento.

Desde então, eles se apaixonam e formam um casal que parecia perfeito, até o momento do “sim”. Sem entender o que aconteceu, agora, toda vez que essa música tocar, Marco vai viajar nas suas lembranças com Laura. A partir daí, sempre que ouve “Evidências”, ele é teletransportado para a lembrança de um momento ruim com Laura, entendendo pouco a pouco os motivos do término.

Além de Porchat e Sandy, o elenco também conta com Evelyn Castro e Larissa Luz. O filme é escrito e dirigido por Pedro Antônio Paes (Um Tio Quase Perfeito), com roteiro coescrito por Luanna Guimarães e Alvaro Campos.

 

Leia também a nossa resenha do filme:

Pesquisa revela que a maioria do público prefere esperar para ver filmes no streaming

O cinema segue tendo um grande valor cultural, no entanto, grande parte do público segue dando preferência ao streaming, mesmo após o fim da pandemia, quando serviços como Netflix, Prime Video e Disney+ ficaram mais populares.

Recentemente, uma pesquisa revelou que a maioria dos telespectadores, aproximadamente dois em cada três, opta por aguardar o lançamento de um filme em uma plataforma digital em vez de frequentar as salas de cinema.

Alli Brady, vice-presidente da HarrisX, responsável por essa pesquisa, comentou: “A competição entre os serviços de streaming e Hollywood persiste. Apesar de ainda existirem evidências de uma base de fãs fiéis aos cinemas, nossos dados indicam que, a cada três pessoas, duas preferem assistir a filmes no conforto de casa”.

“Essa tendência, embora cause um alvoroço na indústria, também sugere um aumento na demanda por conteúdo – quase metade dos consumidores relatam assistir a filmes em plataformas de streaming semanalmente, um número significativamente maior do que aqueles que frequentam cinemas”, acrescentou Brady.

Para a maioria (53%) dos que preferem esperar que os filmes cheguem ao streaming, o preço dos ingressos de cinema é uma das principais motivações. Uma parte considerável (40%), inclusive, aponta uma preferência pelo “conforto de assistir em casa”.

É um fato que a indústria do cinema ainda está tentando se adaptar ao modelo de negócios do streaming. Se ainda não é algo extremamente lucrativo para a maioria das empresas, serve, ao menos, como uma biblioteca digital de materiais exibidos originalmente nos cinemas, que já chegam aos serviços com ampla divulgação de marketing e boca-a-boca.

 

*Fontes: IndieWire e O Vicio

Veja também:

 

Comédia romântica de maior sucesso em 2024 estreia no streaming!

O filme Todos Menos Você já está disponível na MAX no Brasil. Estrelado por Sydney Sweeney (Euphoria) e Glen Powell (Top Gun: Maverick), a história é baseada na comédia ‘’Muito Barulho Por Nada’’, de William Shakespeare, e conta com a direção de Will Gluck.

A trama acompanha a história de dois jovens que se encontram anos depois de um mal entendido e são forçados a confrontar seus sentimentos verdadeiros e abraçar uma segunda chance no amor.

O filme se tornou bastante popular em 2024 e quebrou um impressionante recorde de bilheteria que quase completava uma década de existência.

Após ser lançado em 22 de dezembro de 2023, nos EUA, ‘’Todos Menos Você’’ (Anyone But You, no original) recebeu críticas mistas tanto de críticos quanto do público, mas rapidamente se tornou um dos filmes mais lucrativos de janeiro.

Após gerar pouco mais de US$ 6 milhões em seu fim de semana de estreia nos cinemas, Todos Menos Você superou o total mundial de mais de US$ 100 milhões, sendo a primeira vez que uma comédia romântica atinge esse patamar em oito anos.

Antes de Todos Menos Você, a última comédia romântica a ultrapassar a marca de US$ 100 milhões nas bilheteiras mundiais foi o filme de 2016, O Bebê de Bridget Jones.

No total, a produção arrecadou mais de US$200 milhões, maior bilheteria de uma adaptação de Shakespeare até hoje.

Uma ótica dica para aproveitar o seu fim de semana. Assista ao trailer abaixo:

HBO tem péssima notícia para os fãs de Euphoria

Ainda marcado pelo fracasso de The Idol, o criador da série ‘’Euphoria’’, Sam Levinson enfrenta mais um impasse com a HBO. A emissora anunciou que as gravações da 3ª temporada estão adiadas por tempo indeterminado.

A notícia foi dada por um porta-voz do estúdio aos portais Variety e Deadline e confirma que a produção está em andamento, descartando o cancelamento da série.

Diante dos rumores de que o roteiro do próximo capítulo da história de Rue teriam sido totalmente descartados, o representante do canal afirmou que os novos episódios ainda estão em processo de desenvolvimento: “A HBO e Sam Levinson continuam comprometidos em fazer uma terceira temporada excepcional”, afirma em nota.

Antes da notícia de que Levinson ainda está escrevendo a 3ª temporada de Euphoria, outras justificativas para o atraso foram anunciadas e especuladas. Entre elas estão a trágica morte do ator Angus Cloud, em julho do ano passado, e a suspensão das atividades da equipe criativa por causa da Greve dos Roteiristas.

Com adiamento das gravações, elenco de Euphoria pode aceitar novos projetos

O comunicado ainda informa que o elenco está liberado para aceitar novos projetos no tempo que seria destinado originalmente às filmagens. Os conflitos de agenda do elenco também se mostraram como um dos desafios da produção em parceria com a A24.

De fato, a classe de Euphoria se tornou cada vez mais requisitada, como podemos ver pelo crescimento das carreiras de Zendaya, Sydney Sweeney, Jacob Elordi, Storm Reid e Colman Domingo nos últimos anos. No entanto, o próprio elenco mostrou-se confuso, recentemente, sobre em que pé estaria o retorno da série.

Durante o SXSW, que aconteceu no começo de março, Sydney Sweeney disse em uma entrevista à MTV que não tiraria uma pausa depois de divulgar Imaculada, seu novo filme de terror, pois iria “direto para Euphoria”.

Em contrapartida, Jacob Elordi chegou fazer piadas sobre não saber quando começaria a gravar a nova temporada. “Espero que seja logo, ou eles terão que me chamar de Benjamin Button ou algo assim. Vou ter as costas ferradas andando pelo corredor, sabe?”, brincou durante o The Tonight Show With Jimmy Fallon.

Por sua vez, Colman Domingo falou com a GQ sobre a demora na produção de Euphoria e deu mais detalhes sobre o processo criativo de Levinson e o que podemos esperar da nova etapa da série:

“[Sam é] uma pessoa que escreve e reescreve várias vezes. Acho que ele está lutando e tendo dificuldades com o que é importante. Sei que a única coisa que posso lhe dizer é que ele está muito interessado na questão existencial de quem somos agora. Nossas almas. É isso que ele quer descobrir na terceira temporada”.

Mesmo com os atrasos, a estreia da 3ª temporada de Euphoria segue prevista para 2025.

 

*Adoro Cinema

Veja também:

 

Clássico da Sessão da Tarde vai ganhar Remake

‘’A História Sem Fim’’, best-seller de Michael Ende que memoravelmente conquistou a tela grande nos anos 1980, vai ganhar um remake. A informação é da Variety.

Ainda de acordo com o site, os responsáveis pelo legado de Ende fecharam um acordo com a produtora See-Saw Films (responsáveis por Heartstoper e Ataque dos Cães) para múltiplos projetos nos cinemas.

“A história é oportuna e atemporal, e realmente tem a oportunidade de ser contada de uma maneira nova. E parte da especialidade do livro é que você pode voltar a ele em diferentes idades da sua vida e encontrar diferentes níveis de significado. Então, é maravilhoso termos esta oportunidade de criar uma nova perspectiva que terá novas camadas e significados. Nós apenas acreditamos que cada geração merece sua própria jornada em Fantasia”, contou Iain Canning da See-Saw.

O filme voltou para a popularidade durante a terceira temporada de Stranger Things, em que Dustin e sua namorada, Suzie, cantam a música tema do longa.

Enredo

A trama gira em torno de Bastian Balthasar Bux, um menino tímido que tem com os livros uma fuga da realidade. Certo dia, ele encontra um livro que o fascina de forma mágica. Este livro o revela sobre o mundo Fantasia, onde o Nada se propaga cada vez mais e a salvação deste lugar depende unicamente de uma criança humana.

‘’História Sem Sim’’ conta com três filmes lançados entre 1984 e 1994. Atualmente no Brasil o primeiro pode ser conferido através da Max, com dublagem e legendas em português.

 

 

Veja também:

 

 

Vem aí! HBO anuncia data de estreia da 2ª temporada de A Casa do Dragão

Estamos literalmente ‘’pegando fogo’’ com essa notícia! A espera está finalmente próxima do fim: a segunda temporada de “House of the Dragon” (“A Casa do Dragão”) chega ao catálogo da Max em junho deste ano.

A informação foi divulgada pelo chefe de streaming e jogos da Warner Bros. Discovery, JB Perrette, durante uma entrevista na conferência de Tecnologia, Mídia e Telecom do Morgan Stanley, nesta segunda-feira.

Embora o executivo não tenha especificado a data de estreia, até o momento, além do trailer, essa é a única informação já divulgada sobre a nova temporada da série.

A Casa do Dragão é uma das poucas grandes produções que não tiveram suas filmagens afetadas pela greve dos roteiristas e dos atores de Hollywood – isso porque a produção é filmada no Reino Unido, com equipe e elenco majoritariamente britânicos.

Sobre a série

A Casa do Dragão se passa cerca de 200 anos dos acontecimentos de Game of Thrones. Seu enredo procura explicar um pouco a respeito da dinastia Targaryen, em Westeros, muito tempo antes do nascimento de Daenerys Targaryen (Emilia Clarke), uma das personagens principais no Jogo dos Tronos. A obra ajuda os fãs a compreenderem melhor toda a história da família e, consequentemente, do universo criado por George R.R. Martin.

Vale lembrar ainda que A Casa do Dragão é uma das maiores produções da HBO Max no momento. Com a 1ª temporada lançada em 2022, a série adquiriu um número enorme de fãs e sucesso absoluto entre a crítica especializada e a audiência em geral.

Para se ter uma ideia, sua aprovação no portal IMDB é de 8,5/10, enquanto no Rotten Tomatoes é de 93% da crítica e 82% dos espectadores, números que apenas confirmam todo o seu sucesso. Isso sem mencionar as 8 indicações ao Emmy que a série recebeu.

Confira o trailer abaixo:

Warner confirma data de estreia do reboot de Harry Potter

A série reboot de Harry Potter estreia no serviço de streaming Max em 2026, anunciou a Warner Bros. Falando durante uma teleconferência financeira, o CEO David Zaslav expressou seu entusiasmo com a série Harry Potter.

Zaslav destacou que o último filme de Harry Potter foi feito há mais de uma dúzia de anos e está comprometido com a franquia rumo ao futuro.

“Não temos vergonha de nossa empolgação com Harry Potter”, disse Zaslav. “O último filme foi feito há mais de uma dúzia de anos. Estive em Londres há algumas semanas com Casey e Channing e passamos um tempo real com JK e sua equipe. Ambos os lados estão entusiasmados por reacender esta franquia. Nossas conversas foram ótimas e não poderíamos estar mais entusiasmados com o que está por vir.”

“Mal podemos esperar para compartilhar uma década de novas histórias com fãs de todo o mundo no Max. Nosso objetivo é estrear em 2026.”

Filmes iguais Harry Potter

No ano passado, a estrela de Harry Potter, Daniel Radcliffe, disse que não achava que voltaria para o reboot. Durante uma entrevista ao Deadline, o ex-aluno de Hogwarts e vencedor do Torneio Tribruxo explicou se faria ou não uma aparição especial.

“Acho que não, não”, disse ele. “Certamente, tudo o que li sobre a série está começando do zero, então seria um pouco estranho me ver aparecer… Acho que Harry Potter sempre esteve destinado a se tornar como Sherlock Holmes… Há provavelmente uma criança de oito anos cuja vida vai mudar em alguns anos, então meu cérebro vai para lá.”

Harry Potter: A Série está em desenvolvimento desde 2021 e chegará no catálogo da MAX. Foi assumido um compromisso de 10 anos pela Warner Bros. Discovery e será uma “adaptação fiel” dos romances com um elenco totalmente novo. J.K Rowling atuará como produtora executiva.

 

*Fonte: IGN Brasil

Veja também:

 

Com foco em conteúdos nacionais, Max já está disponível no Brasil

A Max, a nova plataforma de streaming da Warner Bros. Discovery, estreia no Brasil e na América Latina nesta terça-feira, 27.

O serviço substitui a HBO Max, abarcando todo o seu portfólio, com a adição do conteúdo do Discovery+, outra plataforma do grupo. Apesar de ter seus realitys, programas e demais conteúdos na Max, o Discovery+ continuará existindo de forma independente.

A América Latina é o primeiro território fora do mercado dos Estados Unidos em que a plataforma é lançada. Por lá, a Max chegou em maio de 2023.

Esse tempo entre o lançamento dos Estados Unidos e a chegada à América Latina foi necessária para que a plataforma adaptasse seu conteúdo aos idiomas espanhol e português, além de ampliar os investimentos em conteúdo local.

Conteúdos brasileiros

“Ter produtos internacionais fortes como Big Bang Theory e Friends, mas acredito que há tipos de histórias que apenas brasileiros, mexicanos ou latino-americanos podem contar”, diz Mariano Cesar, general entertainment content leader da Warner Bros. Discovery na América Latina.

Argentino, o executivo se diz orgulhoso do fato de o continente sediar o primeiro polo de produção de novelas da companhia. É no Brasil que a plataforma está produzindo seus dois primeiros títulos do gênero: Dona Beja e Beleza Fatal. Ainda não há data de lançamento para as produções.

Elenco de “Dona Beja” (Foto: Divulgação)

Apesar do entusiasmo com as novelas, a plataforma não está preocupada com o volume de produções de dramaturgia nesse primeiro momento. “Algo que aprendemos no passado é que quantidade de conteúdo que temos é menos importante do que a maneira como tornamos esse conteúdo algo de impacto para a audiência”, acredita Cesar.

Além das novelas, outras produções brasileiras já anunciadas pela plataforma são os documentários Romário – O Cara e Luva de Pedreiro – A História Jamais Contada, e a série Cidade de Deus, que será uma continuação do filme de Fernando Meirelles.

Eventos ao vivo

O líder de conteúdo da Warner Bros. Discovery na região também destaca as transmissões ao vivo como um dos diferenciais do conteúdo do Max.

Além da Champions League, campeonato que já fazia parte da HBO Max, a nova plataforma aposta nas transmissões de grandes premiações do cinema e da indústria do entretenimento.

“Toda a temporada de premiações também passa a estar disponível na Max, após mais de 20 anos na grade de programação do TNT. Poucos dias após o lançamento já teremos o Oscar”, recorda o executivo. A cerimônia de premiação do cinema acontece no próximo dia 10.

Preços e planos

Outro diferencial da Max em relação à HBO Max será a inclusão de um plano de assinatura com anúncios.
Essa categoria, aliás, é a mais barata da plataforma no Brasil, com valor mensal de R$ 29,90.

Já o plano Standard, que não contém anúncios, oferece conteúdo em full HD e tem valor mensal de R$ 39,90. Por fim, o plano Platinum, que permite o uso simultâneo por quatro devices diferentes, chega ao consumidor pelo valor mensal de R$ 55,90.

“Pela perspectiva do conteúdo, é muito importante ter mais opções para os consumidores. Teremos três modelos de assinatura, com três preços, mas com a oferta idêntica de conteúdo. O que mudará, claro, é a inclusão de publicidade ou funcionalidades, como a quantidade de downloads e de devices conectados ao mesmo tempo”, explica o executivo.

 

*Meio e Mensagem

Veja também:

 

4 coisas que você precisa saber sobre a mudança da HBO Max no Brasil

A partir do dia 27 de fevereiro, a Max, novo serviço de streaming da Warner Bros Discovery, chega à América Latina com a promessa de mais conteúdo e uma nova proposta de valor aos assinantes da atual HBO Max e àqueles que buscam séries, filmes e eventos ao vivo. Com a virada de chave de um serviço para o outro, muitos se perguntam o que muda de verdade com essa mudança além do nome.

O novo streaming é o serviço que junta o universo da HBO, Warner Bros, DC, Cartoon Network e Adult Swim — já disponíveis na HBO Max — com o universo da Discovery, com programas criados para canais como Discovery Channel, Home & Health, Investigação Discovery e Discovery Kids. Além disso, o streaming continua oferecendo conteúdo de esportes ao vivo e transmissão de premiações, como o Oscar.

A ideia é oferecer mais de 35 mil horas de conteúdo para todas as idades.

Mas o que muda para o assinante?

  1. Seus perfis, seu histórico de visualização e sua ‘’minha lista’’ serão transferidos automaticamente para a Max para que você possa continuar de onde parou.
  2. Dependendo do seu dispositivo, a HBO Max será automaticamente atualizada para Max. Ou, ao abrir a HBO Max, você receberá uma solicitação para baixar o novo aplicativo.
  3. Se você possui aquele desconto de 50% sobre o valor da assinatura da HBO Max, ele continuará válido na Max. Desde que você mantenha a sua assinatura ativa e cumpra com o restante dos requisitos dessa oferta.
  4. Suas informações de faturamento de login na Max serão as mesmas que as da HBO Max.

Quais são os novos planos da Max?

Atualmente, a HBO Max conta com um plano multi-telas com três opções de assinatura:

Mensal: R$ 34,90

Trimestral: R$ 74,90

Anual: 239,90.

Os assinantes tinham acesso ao serviço em até três telas simultâneas, conteúdo com qualidade 4K, possibilidade de baixar filmes e séries do catálogo e criar até 5 perfis diferentes.

Com a mudança para a Max, tudo isso passará por mudanças. Com isso, o streaming terá três tipos diferentes de planos:

Plano Básico com Anúncios

A assinatura mensal custará R$29,90 e a anual custará R$225,90.

Assista com anúncios limitados

2 dispositivos ao mesmo tempo

Resolução Full HD

Plano Standard

A assinatura mensal custará R$39,90 e a anual custará R$357,90.

2 dispositivos ao mesmo tempo

Resolução Full HD

30 downloads para curtir offline

Plano Platinum

A assinatura mensal custará R$55,90 e a anual custará R$ 477,90.

4 dispositivos ao mesmo tempo

Resolução Full HD e 4K Ultra HD

Áudio Dolby Atmos

100 downloads para curtir offline

 

 

Veja também:

 

Novo nome da gingante do streaming promete corrigir falha importante na oferta da HBO Max no Brasil

O aguardado lançamento do Max, o mais recente serviço de streaming da Warner, está marcado para o próximo dia 27 de fevereiro no Brasil. Com uma proposta ambiciosa, o Max visa unificar o vasto catálogo da HBO Max com as atrações do Discovery+, prometendo uma experiência de entretenimento mais completa e acessível.

Esta fusão não só enriquecerá a oferta de conteúdo, mas também manterá os preços inalterados para os atuais assinantes da HBO Max, permitindo-lhes acesso à nova plataforma com os mesmos logins e perfis. Saiba mais a respeito lendo até o final.

A Correção de uma Falha Importante

O Max surge como uma resposta aos desafios enfrentados pela HBO Max em sua trajetória no Brasil. Entre as principais críticas recebidas, destacava-se a falta de suporte para o Amazon Fire TV Stick, um dispositivo de streaming popular no país.

Essa ausência deixou muitos usuários insatisfeitos, obrigando-os a recorrer a métodos alternativos para acessar o serviço, como o espelhamento de tela de smartphones Android ou a instalação manual do aplicativo via APK, processos que, além de complicados, comprometem a segurança da experiência.

Entretanto, a Warner parece ter aprendido com esses erros. Com o lançamento do Max, promete-se finalmente a disponibilização de um aplicativo oficial para o Fire TV Stick, corrigindo uma das falhas mais críticas do antecessor e proporcionando uma experiência de usuário significativamente melhorada.

Os Planos e Preços do Max: Uma Variedade de Opções para Todos os Gostos

O Max chega ao mercado brasileiro com uma gama de três planos distintos, projetados para atender às diversas necessidades e orçamentos dos consumidores:

Plano Básico com Anúncios:

  • Mensalidade: R$29,90 ou R$225,90 anuais
  • Anúncios limitados
  • 2 dispositivos simultâneos
  • Resolução Full HD

Plano Standard:

  • Mensalidade: R$39,90 ou R$357,90 anuais.
  • 2 dispositivos simultâneos
  • Resolução Full HD
  • 30 downloads para visualização offline

Plano Platinum:

  • Mensalidade: R$55,90 ou R$477,90 anuais
  • 4 dispositivos simultâneos
  • Resolução Full HD e 4K Ultra HD
  • Áudio Dolby Atmos
  • 100 downloads para visualização offline

Cada plano oferece uma combinação única de recursos, permitindo que os usuários escolham aquele que melhor se adapta às suas preferências e necessidades de consumo de conteúdo.

Max: Integrando o Melhor dos Dois Mundos

Uma das promessas mais emocionantes do Max é a integração entre o catálogo da HBO Max e as atrações do Discovery+, proporcionando aos assinantes acesso a uma variedade ainda maior de programas, filmes e documentários. Essa união estratégica entre duas das principais empresas de entretenimento do mundo promete revolucionar o cenário do streaming no Brasil, oferecendo aos usuários uma experiência mais rica e diversificada.

Com o Max, os fãs brasileiros poderão desfrutar de conteúdos exclusivos, produções originais aclamadas pela crítica e uma ampla variedade de gêneros, tudo em uma única plataforma conveniente e acessível.

Mais do Que Apenas Entretenimento

Além de oferecer uma vasta seleção de filmes e séries, o Max também se destaca por seu compromisso com a diversidade e a inclusão. Com uma biblioteca diversificada de conteúdo, o serviço se esforça para representar uma ampla gama de vozes e perspectivas, promovendo a igualdade e a representatividade na tela.

Ao lançar o Max, a Warner não apenas busca cativar os espectadores com seu conteúdo envolvente, mas também aspira a criar uma comunidade onde todos se sintam bem-vindos e representados.

Max Pode ser o Futuro do Streaming no Brasil

Com o lançamento iminente do Max, os amantes do entretenimento no Brasil têm muito a esperar. Com uma proposta inovadora, uma variedade de planos flexíveis e a promessa de uma experiência de usuário aprimorada, o Max está pronto para se tornar uma força dominante no cenário do streaming brasileiro.

Prepare-se para mergulhar em um mundo de emocionantes histórias, descobertas fascinantes e momentos inesquecíveis. Com o Max, o futuro do entretenimento está ao seu alcance.

Confira também: 

Netflix conquista brasileiros com série sobre personagem histórico épico e controverso