Conheça a única cidade do mundo que fica em dois continentes

Istambul, a cidade que transcende fronteiras geográficas, que tem cerca de 15 milhões de habitantes na região metropolitana, é dividida em duas pelo estreito de Bósforo, que também é um dos marcos divisores dos continentes europeu e asiático. Isso faz com que a parte oeste da cidade fique na Europa e a parte leste, na Ásia. Por isso, ela se destaca como a única cidade do mundo situada em dois hemisférios.

Esta metrópole encanta por sua história milenar, sua cultura diversificada e suas paisagens deslumbrantes.

Fundada pelos gregos de Mégara, a cidade foi batizada como Bizâncio e testemunhou a influência de diversas civilizações ao longo dos séculos. De persas a romanos, de otomanos a atenienses, a história de Istambul é marcada por conquistas e transformações. Foi a capital do Império Romano do Oriente e do Império Otomano até 1923, deixando um legado cultural e arquitetônico que atrai visitantes de todo o mundo.

Explorando Istambul

Istambul revela seus encantos em cada esquina, proporcionando aos visitantes uma experiência única. A Hagia Sophia, com sua rica história que abraça o Cristianismo e o Islã, é um monumento imperdível. Ao lado, a Basílica da Cisterna guarda os segredos da época romana, com suas colunas simétricas e as enigmáticas cabeças de Medusa.

Basílica de Santa Sofia (Hagia Sophia) – (Istambul, Turquia). Foto: Mehmet Cetin / Shutterstock.com

A Mesquita Azul, com seus seis minaretes, e o Hipódromo de Constantinopla proporcionam um mergulho na rica cultura islâmica e nas antigas tradições romanas. O Grand Bazaar, o primeiro shopping do mundo, é um verdadeiro labirinto de mais de 4000 lojas, uma experiência que aguça os sentidos.

O Palácio Topkapi, residência dos sultões otomanos, e o Museu Arqueológico revelam a grandiosidade do Império Otomano. O Bazar de Especiarias, com suas fragrâncias exóticas, a Ponte de Gálata e a Galata Tower proporcionam uma visão mais contemporânea da cidade.

O Palácio de Topkapi, em turco: Topkapı Sarayı. Topkapı significa “porta do canhão”. Ele foi construído em 1467, é um grande símbolo do império otomano e foi usado como residência de vários sultões durante quatro séculos, entre os séculos 15 até 19, incluindo o Sultão Mehmet.

O Dolmabahçe Palace, às margens do Bósforo, e um passeio de barco pelo Estreito de Bósforo oferecem uma perspectiva única da cidade, conectando o passado ao presente. Com cerca de 30 km, o Bósforo não apenas oferece uma paisagem deslumbrante, mas também a oportunidade de pisar na Ásia, tornando a experiência única.

Delícias Turcas

A culinária de Istambul é um verdadeiro banquete para os sentidos. Çay (chá turco), kebab e simit são imperdíveis. O café da manhã turco, com pão, queijo, tomate, pepino, azeitona e ovo, é uma verdadeira celebração de sabores. Os doces, com destaque para o baklava, podem ser apreciados na Hafiz Mustafa 1864. Grand Bazaar e o Mercado de Especiarias são paraísos para compras, oferecendo tapetes, temperos, doces e outras preciosidades.

O kebab nasceu na Turquia, em 1.300

Cidade brasileira está entre os destinos mais amigáveis do mundo

O Booking.com, renomado site de reservas globais, divulgou recentemente um ranking revelador: as cidades mais amigáveis do mundo.

Surpreendentemente, uma cidade brasileira ganhou destaque entre os destinos acolhedores.

Vamos explorar essas joias turísticas que oferecem não apenas atrações memoráveis, mas também calorosas boas-vindas aos visitantes.

 

Auckland (Nova Zelândia)

Cidade brasileira está entre os destinos mais amigáveis do mundo

Foto: divulgação/Nova Zelândia

Apesar de Auckland, a cidade mais populosa da Nova Zelândia, não figurar em muitas listas turísticas convencionais, revelou-se como um destino extraordinariamente acolhedor.

Rodeada por florestas e um litoral paradisíaco, essa metrópole oceânica oferece uma experiência única, impulsionada pela diversidade cultural resultante da miscigenação semelhante à brasileira.

 

Charleston (EUA)

Cidade brasileira está entre os destinos mais amigáveis do mundo

Foto: Rota de Férias

Fundada em 1670, Charleston, na Carolina do Sul, destaca-se como um exemplo da serenidade encontrada nos Estados Unidos.

Com sua rica história, edifícios preservados e uma orla encantadora, a cidade proporciona aos visitantes uma atmosfera de tranquilidade para explorar seus museus e fortes.

 

Edimburgo (Escócia – UK)

Cidade brasileira está entre os destinos mais amigáveis do mundo

Foto: Tripadvisor

Edimburgo, a capital histórica da Escócia, é celebrada como uma das cidades mais festivas e felizes da Europa.

Com festivais renomados, como o Festival de Edimburgo e o Hogmanay, a cidade preserva sua arquitetura e tradições, enquanto os moradores locais recebem os visitantes com um humor contagiante.

 

Melbourne (Austrália)

Cidade brasileira está entre os destinos mais amigáveis do mundo

Foto: Brasil Escola

Melbourne, na Austrália, destaca-se como uma opção para os entusiastas de esportes e cultura.

Com eventos de prestígio, como o Grand Prix de Fórmula 1 e o Australian Open, a cidade oferece uma fusão única de esportes, entretenimento e atrações gastronômicas, garantindo uma experiência inesquecível.

 

Montreal (Canadá)

Cidade brasileira está entre os destinos mais amigáveis do mundo

Foto: Dicas do Canadá

Montreal, na província de Quebec, Canadá, é conhecida por equilibrar harmoniosamente elementos clássicos e modernos.

Com museus, prédios históricos e uma cena cultural vibrante, a cidade também atende aos que buscam entretenimento noturno e atividades esportivas.

 

Porto de Galinhas, Pernambuco (Brasil)

Cidade brasileira está entre os destinos mais amigáveis do mundo

Foto: Viagem e Turismo

Representando o Brasil, Porto de Galinhas, em Pernambuco, destaca-se como um destino tropical encantador.

Conhecida por suas praias paradisíacas, piscinas naturais e mangues preservados, a região oferece uma atmosfera amigável e diversas opções de hospedagem de luxo.

 

Mais sobre a cidade brasileira está entre os destinos mais amigáveis do mundo

Há muito o que fazer em Porto de Galinhas, um dos melhores destinos do Brasil! É um lugar ideal para quem quer descansar, curtir alguns dias na beira do mar, pegar ou bronze ou simplesmente aproveitar as férias não fazendo nada em algumas das melhores praias do Brasil.

O mar cristalino, com direito a piscinas naturais e muitos peixinhos é um convite ao mergulho em suas águas mornas. Confira nossas dicas, saiba o que fazer em Porto de Galinhas, quando conhecer o lugar, onde ficar e muito mais!

Muitas pessoas se apaixonam tanto pela tranquilidade que Porto de Galinhas quanto pelo mar. E o amor é tanto que para muitas famílias é um destino revisitado várias vezes.

Não é para menos! O distrito está a apenas uma hora do aeroporto do Recife, tem vários restaurantes gostosos e uma rede hoteleira muito bem estruturada, com opções para todos os bolsos.

Onde fica Porto de Galinhas?

Porto de Galinhas é um distrito da cidade de Ipojuca, Pernambuco, e está a cerca de 50 km do aeroporto do Recife, capital do estado. Ela é considerada uma das melhores praias do Nordeste e do Brasil!

São em torno de 18 km de litoral que abrigam diferentes praias em Porto de Galinhas, entre elas a própria praia da Vila de Porto de Galinhas, que é onde está o comércio principal e as piscinas naturais mais conhecidas da região.

Ao norte do distrito fica a Praia de Muro Alto, um pouco mais ao sul estão a Praia do Cupe, Pontal do Cupe) e Maracaípe. Serrambi fica mais distante ainda, mais ao Sul, e também faz parte de Ipojuca.

 

O que fazer em Porto de Galinhas

Porto de Galinhas é um destino conhecido por suas praias, suas piscinas naturais e seus passeios de buggy.

Uma viagem ao destino é ótima para relaxar e curtir a praia, sem pressa. Você pode curtir uma praia diferente a cada dia ou fazer passeios para destinos vizinhos, como a Praia dos Carneiros.

 

Confira abaixo o que fazer em Porto de Galinhas.

 

Leia Também

Bom Dia Verônica: saiba tudo sobre a 3ª temporada da série

Quarta-feira de Cinzas é feriado?

Água termal de vila em Goiás está entre as 3 melhores do mundo

 

Praias de Porto de Galinhas

As praias são as principais atividades do distrito que está à beira-mar e tem lindas formações de piscinas naturais!

 

Praia de Porto de Galinhas e piscinas naturais

Essa é a principal praia da região, tem bastante comércio e boa estrutura. A praia da vila tem um mar super calminho durante a maré baixa e é dela que saem as jangadas para fazer o passeio até as piscinas naturais.

Nessa praia existem várias barracas e restaurantes que oferecem guarda-sois e cadeiras, além de petiscos e bebidas. A praia em si é bem gostosa e super bonita, mas por ser mais popular geralmente está mais cheia.

Você pode fazer o passeio em uma das jangadas do MD! 💙

Na Praia de Porto de Galinhas você pode contratar o passeio para as piscinas naturais – tem até as jangadas do Melhores Destinos lá!

Eles são organizados pela Associação dos Jangadeiros de Porto de Galinhas e realizados sempre no período de maré baixa! Portanto, há hora certa para realizar esse passeio, que é o período de maré baixa.

Muro Alto

Essa é uma praia de Porto de Galinhas que fica um pouco mais afastada da vila, em uma área bastante nobre e onde onde estão resorts como o Summerville e o Nannai.

Muro Alto é uma praia com uma longa proteção de arrecifes e na maré baixa ela fica incrível, parecida com uma lagoa. É ideal para praticar esportes como windsurf e stand up paddle e muito indicada para crianças por ser bastante tranquila.

Cupe

O Cupe é uma praia bem longa e onde estão boa parte dos bons hotéis de Porto de Galinhas. O que nem todo mundo sabe é que no geral, e principalmente durante a maré alta, a praia tem ondas fortes e pode ser traiçoeira.

A melhor área dessa praia é o chamado Pontal do Cupe, onde formam-se piscinas naturais e que ficam com água tranquila.

Merepe

O pequeno trecho ao Norte da vila é conhecido por esse nome. Ali fica a transição entre a praia do Cupe e a praia da vila de Porto de Galinhas.

Na região algumas pessoas aproveitam para praticam surf.

Maracaípe

Ao Sul da vila de Porto de Galinhas fica a praia de Maracaípe, com muitos coqueiros e um trecho longo de areia.

O mar nessa região é aberto, tem ondas e é onde os surfistas gostam de frequentar.

Pontal de Maracaípe

No fim da praia de Maracaípe fica o Pontal de Maracaípe, uma área em que ocorre o encontro do rio com o mar e que é onde você pode apreciar uma água bem tranquila.

O pôr do sol por lá é maravilhoso e ao conhecer a região você pode contratar o passeio de jangada para ver cavalos-marinhos!

 

porto de galinhas praias maracaipe

Serrambi

Serrambi é uma praia a cerca de 18 km da Vila de Porto de Galinhas e um lugar de águas cristalinas e bem calminhas, ótimas para quem está viajando com crianças. A

região tem casas e um grande hotel, o Serrambi Resort, que é uma opção muito boa para quem deseja viajar para um lugar bonito e ficar curtindo a estrutura da hospedagem escolhida.

Passeios em Porto de Galinhas

Os dois principais passeios em Porto de Galinhas são os que levam às piscinas naturais de Porto de Galinhas (imperdível!) e o passeio de buggy ponta a ponta, que mostra todas as praias da região.

Há algumas outras atividades oferecidas para quem tem mais dias disponíveis no roteiro, mas lembre-se de aproveitar também para ficar um tempo relaxando e curtindo a praia que você mais gostar! Do contrário, você pode acabar fazendo muitos passeios para os arredores, sem aproveitar Porto de Galinhas propriamente dita.

 

Passeio às piscinas naturais de Porto de Galinhas

Esse é o passeio mais tradicional oferecido em Porto de Galinhas e que vale muito a pena fazer. Consiste em realizar um pequeno trajeto de jangada para visitar as piscinas naturais que se formam no período de maré baixa.

O passeio é comprado e organizado na Associação dos Jangadeiros de Porto de Galinhas, que fica na praia principal da Vila.

E a atividade é sempre realizada no período de maré baixa, que é quando as piscinas estão em sua forma mais bonita! Se você tiver máscara para praticar snorkeling e sapatilhas, vale levar para a viagem.

Passeio de buggy em Porto de Galinhas

Outro passeio bem popular para quem visita Porto de Galinhas é o passeio de buggy, que leva às principais praias da região em um mesmo dia, fazendo algumas paradas para mergulho.

O trajeto pode variar de acordo com o que é combinado diretamente com o bugueiro, sendo a opção mais popular o “passeio de ponta a ponta”, em que se visita da Praia de Muro Alto a Maracaípe, que estão localizadas nos extremos de Porto de Galinhas.

O passeio é bem legal, cheio de paisagens lindas e também vale incluir no roteiro.

buggy-porto-galinhas

Passeio de jangada no Pontal de Maracaípe

No Pontal de Maracaípe, no finzinho da Praia de Maracaípe, há o encontro do rio com o mar e uma área de mangue, uma área de flora e fauna bem peculiar.

Um passeio simples, mas superlegal oferecido na região é o passeio de jangada no Pontal de Maracaípe, em que se pode observar cavalos-marinhos e siris!

O passeio de jangada fica ainda melhor se feito no fim de tarde, quando o visual na região fica ainda mais bonito ao pôr-do-sol! Essa região é linda e pouco explorada por muitos turistas, vale a pena conhecê-la!

 

Passeio à Praia dos Carneiros

A Praia dos Carneiros está localizada a cerca de 50 km de Porto de Galinhas e também é um passeio bem gostoso de se fazer em um dia de sol.

Essa praia tem um extenso coqueiral, tem piscinas naturais formadas no período de maré baixa além da opção de fazer um trajeto de barco pelas redondezas pelo mangue.

É possível realizar esse passeio com as agências turísticas ou por conta própria. A Praia dos Carneiros é tão legal que muita gente opta por ficar alguns dias hospedado por lá, então se você pensa em passar algumas noites em outro destino além de Porto de Galinhas, pode ser uma opção.

 

Praia de Calhetas

Calhetas é uma praia localizada a cerca de 36 km de Porto de Galinhas ou 40 km do Recife. É uma praia pequena e linda, com formações rochosas ao seu redor e também restaurantes que oferecem um lindo visual.

Se você tiver muitos dias disponíveis em seu roteiro, pode utilizar um deles para visitar essa praia. O passeio pode ser feito com agências ou por conta própria.

Quando ir a Porto de Galinhas 

Porto de Galinhas é quente o ano inteiro e pode ser visitado o ano novo. Os meses de verão são mais secos, enquanto os meses de inverno são mais chuvosos. A temporada com mais chuvas vai de março a agosto, mas mesmo viajando nesse período (como já fizemos) você poderá pegar ótimos dias de sol.

Independentemente do mês que você viaje, procure viajar no período de maré baixa, que é fundamental para aproveitar as piscinas naturais!

 

Essas cidades menos badaladas, mas igualmente cativantes, proporcionam aos viajantes uma experiência autêntica e acolhedora, reforçando que os destinos mais amigáveis muitas vezes estão fora do radar turístico tradicional.

Conheça os maiores países do planeta

Se a vontade de viajar bateu, mas você está indeciso sobre qual destino internacional escolher, está no lugar certo. Vamos explorar juntos os maiores países do mundo, cada um com suas peculiaridades e atrações únicas.

De paisagens exuberantes a monumentos históricos, esses destinos oferecem uma variedade de experiências para todos os gostos.

Prepare-se para uma jornada virtual pelos gigantes do planeta e descubra o que os torna tão especiais.

Seja você um amante da natureza, um entusiasta da cultura ou um aventureiro em busca de adrenalina, há algo para todos nos maiores países da Terra.

 

Confira os 10 maiores países do planeta:

 

1. Rússia – O Gigante Multifacetado

Conheça os maiores países do planeta

Foto: VEJA

A Rússia, o maior país do mundo, estende-se por mais de 17 milhões de km², abrigando uma população diversificada de 144 milhões.

Com 11 fusos horários, o país oferece desde a imponente Praça Vermelha, em Moscou, até as vastas paisagens siberianas. Explore o Kremlin, o Teatro Bolshoi e a Grande Muralha russa.

 

2. Canadá – Natureza Imponente e Cultura Vibrante

Conheça os maiores países do planeta

Foto: EF Brasil

O Canadá, segundo maior em território, com 10 milhões de km², encanta com suas Cataratas do Niágara, a CN Tower e paisagens montanhosas.

Com uma população de 38 milhões, o país é um paraíso natural, com vastas áreas selvagens e a cosmopolita Toronto.

 

3. China – Tradição Milenar e Modernidade

Conheça os maiores países do planeta

Foto: Exame

A China, terceira colocada em extensão, possui uma rica história e mais de 1,4 bilhão de habitantes. Descubra a Grande Muralha, o Exército de Terracota, as Montanhas Amarelas e o Templo do Céu, proporcionando uma experiência única.

 

4. Estados Unidos – Diversidade em Todos os Sentidos

Conheça os maiores países do planeta

Foto: Conexão123

Com quase 9,4 milhões de km², os Estados Unidos são o quarto maior país. Dos parques da Disney a Chicago, São Francisco e Nova York, o país oferece uma variedade de destinos para todos os gostos.

 

5. Brasil – O Gigante Sul-Americano

Conheça os maiores países do planeta

Foto: Shutterstock

O Brasil, quinto maior país, encanta com uma área de 8,51 milhões de km². Das Cataratas do Iguaçu ao Cristo Redentor, o país oferece uma diversidade única, incluindo metrópoles pulsantes e reservas naturais deslumbrantes.

 

6. Austrália – Fauna Exótica e Paisagens Deslumbrantes

Conheça os maiores países do planeta

Foto: Brasil Escola

A Austrália, sexta no ranking, é o maior país da Oceania, com 7,7 milhões de km². Conheça a vida selvagem única, explore Melbourne, Sydney e a Gold Coast, e maravilhe-se com a Grande Barreira de Coral.

 

7. Índia – Espiritualidade e Cultura Magnífica

Conheça os maiores países do planeta

Foto: Melhores Momentos da Vida

A Índia, sétima em extensão, abrange 3,2 milhões de km² e mais de 1,38 bilhão de habitantes. Desde o Taj Mahal até o Himalaia, a Índia oferece uma experiência espiritual única e paisagens deslumbrantes.

 

8. Argentina – Beleza Natural e Cultura Rica

Conheça os maiores países do planeta

Foto: Melhores Destinos

A Argentina, oitava colocada, possui mais de 2,78 milhões de km². Desde a Patagônia até Buenos Aires, o país oferece opções incríveis, incluindo vinícolas em Mendoza e a charmosa Bariloche.

 

9. Cazaquistão – Natureza Intocada e Hospitalidade

Conheça os maiores países do planeta

Foto: Mundo Educação

O Cazaquistão, nono no ranking, com 2,72 milhões de km², é um convite à natureza exuberante. Explore montanhas majestosas, lagos deslumbrantes e as singulares “dunas cantantes” do Parque Nacional Altyn Emel.

 

10. Argélia – Aventura no Norte da África

Conheça os maiores países do planeta

Foto: Cidades em fotos

A Argélia, agora o décimo maior país após mudanças territoriais, com 2,38 milhões de km², oferece aventura e paisagens únicas. Descubra a Cordilheira do Atlas, o Deserto do Saara e muito mais.

 

Leia Também

Divisa de Goiás e Tocantins guarda uma prainha pouco conhecida que parece um oásis no Cerrado

Você precisa conhecer essa praia paradisíaca que fica bem pertinho de Goiás

Menor rio da América Latina fica pertinho de Goiás e impressiona com águas azuis cristalinas

Você precisa conhecer a cidade goiana famosa por ser a capital das cachoeiras

5 lugares imperdíveis para conhecer em Goiânia, segundo a IA

As 10 cidades mais visitadas do mundo em 2023

 

Embarque nessa jornada pelos maiores países do mundo e descubra as maravilhas que cada um reserva para os viajantes intrépidos.

Esses destinos, com suas características distintas, prometem experiências memoráveis para aqueles dispostos a explorar o que o mundo tem de melhor.

5 destinos para os amantes de gastronomia

Conhecer o mundo através do paladar é uma jornada inigualável que todos deveriam experimentar e para aqueles que se entregam à paixão pela gastronomia. Cada destino se revela como um convite irresistível a sabores autênticos e experiências culinárias únicas, imersas nas tradições e peculiaridades locais.

Pensando nisso, o Guia selecionou 5 destinos para os amantes de gastronomia, convidamos você a embarcar em uma emocionante viagem, que não apenas satisfazem o apetite, mas também encantam os sentidos, transformando cada refeição em uma celebração inesquecível para os verdadeiros amantes da culinária ao redor do mundo. Prepare-se para descobrir lugares onde a comida se torna uma obra-prima, e cada garfada é uma aventura de sabores.

O destino mais acolhedor do mundo é brasileiro

Em um universo vasto de destinos turísticos, a hospitalidade dos moradores pode ser um fator decisivo para transformar sua viagem em uma experiência inesquecível.

Anualmente, a Booking reconhece os destinos mais acolhedores do mundo, e, para orgulho do Brasil, Arraial d’Ajuda, na Bahia, conquistou o primeiro lugar na 12ª edição do Traveller Review Awards.

O destino mais acolhedor do mundo é brasileiro

Foto: Melhores Destinos

Essa premiação, que abrange prestadores de serviços de viagens de 221 países, celebra o compromisso com a hospitalidade e a excelência ao longo do ano.

O destaque brasileiro foi moldado pelas mais de 309 milhões de avaliações verificadas de clientes, posicionando Arraial d’Ajuda como o destino mais caloroso do planeta.

 

Conheça o destino mais acolhedor do mundo e saiba quais são os outros 9 que compõem o ranking:

 

1° – Arraial d’Ajuda, Brasil

O destino mais acolhedor do mundo é brasileiro

Foto: Melhores Destinos

Arraial d’Ajuda, no Litoral Sul da Bahia, conquistou merecidamente o primeiro lugar como o destino mais acolhedor do mundo. Inteiramente inserido na rota da Costa do Descobrimento, este distrito de Porto Seguro oferece uma charmosa vila de praia que se destaca por seu encanto natural.

 

Ideal para escapadas rápidas, Arraial d’Ajuda oferece um equilíbrio perfeito entre relaxamento e animação. Longe das obrigações turísticas convencionais, a vila proporciona uma atmosfera descontraída, onde os visitantes podem desfrutar de paisagens incríveis e momentos de tranquilidade.

Neste pedacinho da Bahia, a prioridade é recarregar as energias e desfrutar da felicidade sem preocupações.

 

2° – Ermoupoli, Grécia: Encanto Histórico nas Ilhas Cíclades

3° – Viana do Castelo, Portugal: Acolhimento à Beira do Atlântico

4° – Daylesford, Austrália: Refúgio Relaxante no Coração do País

5° – Grindelwald, Suíça: Aconchego Alpino e Paisagens Deslumbrantes

6° – Moab, Estados Unidos: Aventura e Hospitalidade no Meio do Deserto

7° – Uzes, França: Elegância e Simpatia em Solo Francês

8° – Mazatlán, México: Vibração Mexicana à Beira do Pacífico

9° – Jaisalmer, Índia: Magia e Hospitalidade no Deserto de Thar

10° – Fujikawaguchiko, Japão: Tranquilidade aos Pés do Monte Fuji

 

Leia Também

Praia mais bonita do mundo é brasileira, segundo Washington Post

 

Mais sobre Arraial D’Ajuda

A caminhada de Arraial d’Ajuda a Trancoso é um dos passeios mais populares entre os turistas. A boa notícia é que o passeio é de graça!

Basta passar o protetor solar, consultar a tábua de marés e seguir rumo às praias de Trancoso.

O ponto de partida e o ponto de chegada dependerão do seu pique. Você poderá começar na última praia de Arraial d’Ajuda e ir até a primeira praia de Trancoso ou investir em percursos mais longos. Quanto mais longo, mais praias você verá.

O percurso mais comum tem 13 km de caminhada, com saída da Praia de Mucugê – Arraial d’Ajuda e chegada ao Quadrado de Trancoso.

O destino mais acolhedor do mundo é brasileiro

Foto: Melhores Destinos

No trajeto, você verá a Praia do Parracho, Praia da Pitinga, Praia de Taípe, Praia do Rio da Barra, Praia dos Nativos e, finalmente, a Praia dos Coqueiros. Depois é só subir até o Quadrado. O caminho é todo à beira-mar e é difícil definir qual o trecho mais bonito. Para retornar, pegue o ônibus de Trancoso a Arraial d’Ajuda.

O importante da caminhada é saber que ela deve ser feita durante a maré baixa, para não ter problema de encontrar o mar muito alto nas passagens por rios e pedras. Sendo assim, nunca deixe de consultar a tábua de maré antes de sair para o passeio.

 

Carnaval em Arraial d’Ajuda

Se você programar as suas férias na praia para essa época do ano, não perca o Carnaval em Arraial d’Ajuda. Leve a sua fantasia na mala ou entre em contato com os blocos com antecedência para garantir o seu abadá. O bloco mais tradicional da vila é o Bandeiroza, liderado pela banda de Horácio e Claudinho.

Outro bloco que faz a festa no CarnAjuda é o Afro Oduduwa. Em uma apresentação cheia de axé e empoderamento, é a mulherada quem mostra o talento nos tambores. Já o bloco Ladeira Abaixo tem uma marchinha nova todo ano e acolhe foliões de todas as idades, de bebês de colo a quem tem cabelos brancos.

 

Arraial d’Ajuda Eco Parque

O destino mais acolhedor do mundo é brasileiro

Foto: divulgação

Quem curte parques aquáticos não pode deixar de visitar o Arraial d’Ajuda Eco Park. Localizado na Praia de Mucugê, o Arraial d’Ajuda Eco Park é o destino perfeito para famílias que gostam de emoção. Há atrações para todos os níveis de emoção e o parque aquático oferece piscina de ondas, toboáguas, arvorismo, tirolesa, praça de alimentação, ampla área verde e, de quebra, uma linda praia. Nos meses de alta temporada, o parque aquático oferece ainda shows ao vivo, o que torna a experiência ainda melhor.

Os ingressos para o Arraial d’Ajuda Eco Park têm custo a partir de R$ 70 e o passeio completo, com 8h30 de duração, tem custo a partir de R$ 150.

 

Passeio de barco e mergulho no Parque Marinho de Recife de Fora

O destino mais acolhedor do mundo é brasileiro

Foto: Melhores Destinos

O Parque Marinho de Recife de Fora está entre os passeios prediletos dos turistas que visitam Arraial d’Ajuda e o lugar rende ótimas fotos e um mergulho com muita vida marinha. O tour de escuna tem saída do porto da balsa e o trajeto de 45 minutos até o Parque Marinho de Recife de Fora. Ao chegar às piscinas naturais do Parque Marinho de Recife de Fora, turistas têm entre 1h30 e 2h para curtir o mergulho e praticar snorkeling entre os corais e bancos de areia. O passeio de barco para o Parque Marinho de Recife de Fora pode incluir também uma experiência de mergulho autônomo, com batismo para quem pratica o esporte pela primeira vez.

O passeio de barco para o Parque Marinho de Recife de Fora tem custo a partir de R$ 110 por pessoa e duração de 4h, com horário de saída sempre pela manhã e de acordo com a maré. O custo médio do passeio para mergulho autônomo é de R$ 200 por pessoa.

 

Centro Histórico de Arraial d’ Ajuda

Depois de passar o dia na praia, vale a pena conhecer o Centro Histórico de Arraial d’Ajuda. O centrinho é repleto de casas antigas e coloridas, enquanto que na Broadway, que só leva mesmo o nome da rua xará em Nova York, você pode conferir artigos para praia e o artesanato da região.

A construção mais famosa é a Igreja de Nossa Senhora da Ajuda, que começou com uma capelinha erguida por 5 jesuítas que acompanhavam Tomé de Souza em 1549. A estrutura atual, com interior bem simples, é de 1722.

Não perca a oportunidade de fazer um pedido e amarrar uma fitinha do Senhor do Bonfim no mirante que fica atrás da igreja, com uma vista linda para a praia.

 

Localização: R. Bela Vista, 81 – Arraial d’Ajuda, Porto Seguro – BA

O que fazer em Arraial d’Ajuda

As praias são a principal atração em Arraial d’Ajuda, mas vale a pena se divertir também com outros passeios. Para curtir uma caminhada despretensiosa, a Praça Caminho do Mar tem de tudo um pouco, com lojas de marcas conhecidas, feirinha de artesanato e restaurantes com mesinhas sob as copas das árvores.

A criançada vai adorar a Ilha dos Aquários, que fica entre Arraial e Porto Seguro. Esse centro de lazer cercado pela vegetação local conta com aquários, teatro, museu do mar e restaurante.

Já quem tem uma vibe mais espiritual vai gostar da Fonte Nossa Senhora d’Ajuda. Diz a lenda que a água cura doenças e começou a brotar ali quando os moradores rezaram para a santinha em uma época de seca.

Como funciona o prêmio?

A Booking é uma das maiores plataformas de hospedagens do mundo e tem esse prêmio como parte da pesquisa de Previsões de Viagem para 2024.

Os destinos do ranking foram selecionados conforme a proporção total dos vencedores do Traveller Review Awards 2024, em comparação ao número total de propriedades elegíveis naquela cidade ou região (apenas acomodação).

Os destinos também precisavam ter um número de vencedores superior à média para serem incluídos na lista (200 ganhadores ou mais para cidades e regiões) e foram selecionados de acordo com sua localização geográfica.

Conforme a plataforma, a pesquisa em questão foi realizada com um grupo de adultos que planeja viajar a lazer ou a negócios nos próximos 12 a 24 meses. Ao todo, 27.730 pessoas em 33 países e territórios participaram. Os participantes responderam a uma pesquisa on-line em julho de 2023.

 

Esses destinos não apenas oferecem cenários deslumbrantes, mas também acolhem os visitantes com calor humano e hospitalidade autêntica. Descubra a magia de cada lugar, permitindo que a simpatia local torne sua viagem única e memorável.

O mundo está repleto de destinos incríveis, e essas cidades são a prova de que a experiência do viajante vai além das paisagens, é também uma jornada de interações e acolhimento caloroso.

Arraial d’Ajuda, com seu charme na Costa do Descobrimento, conquistou o título principal, mostrando que a hospitalidade brasileira é um diferencial marcante.

Assim, ao escolher um destino para sua próxima jornada, considere não apenas as atrações turísticas, mas também o calor humano que cada lugar oferece.

Afinal, a verdadeira riqueza de uma viagem está na experiência compartilhada, nos sorrisos trocados e na sensação acolhedora que permanece mesmo após o retorno para casa.

Viajar é mais do que descobrir lugares; é vivenciar a hospitalidade que torna cada destino único.

Médicos em Goiânia fazem cirurgia inédita em gêmeas siamesas

Um feito notável na área da medicina foi alcançado em Goiânia, com a realização bem-sucedida de um procedimento inédito em gêmeas siamesas. O complexo processo, que envolveu uma equipe multidisciplinar altamente capacitada, aconteceu no Hospital de Urgências Governador Otávio Lage – HUGOL -, marcando um avanço significativo na medicina goiana.

As gêmeas siamesas, nascidas no antigo Materno Infantil e transferidas para o HECAD, enfrentaram uma condição cardíaca complexa que demandava uma abordagem cuidadosa e inovadora. O médico Zacharias Calil, líder da equipe e coordenador do procedimento, destacou a importância de um planejamento meticuloso desde o diagnóstico até a execução, enfatizando a necessidade de tratamento por cateter em vez de uma cirurgia cardíaca aberta.

Foto : divulgação

O procedimento, conduzido pelos cardiologistas intervencionistas pediátricos Jonathan Lombardi e Paulo Calamita, envolveu a inserção de uma prótese milimétrica chamada Piccolo, através da veia femoral esquerda de uma das gêmeas. 

Conforme explica o cardiologista e intervencionista Maurício Prudente, o desafio adicional residia na incerteza inicial sobre qual coração seria  alcançado pois apenas um deles apresentava a malformação congênita.  “Mas graças ao perfeito planejamento multidisciplinar prévio e à expertise da equipe do HUGOL, foi possível cruzar o canal entre as circulações venosa e arterial, ancorando a prótese com sucesso e corrigindo o defeito”, um marco para a medicina goiana”, afirma. 

Ele ressalta a importância da colaboração de especialistas como a cardiopediatra  Mirna de Souza, os ecocardiografistas  Mailza Rios e Orlando Barbosa, além da Dra. Maíra Barreto, responsável pela angiotomografia. O procedimento, que durou aproximadamente duas horas, foi seguido por uma recuperação pós-operatória bem-sucedida na UTI, onde as crianças demonstraram excelente resposta ao tratamento.

Um aspecto notável do procedimento é a ausência de cortes nas crianças, com apenas um furinho na região da virilha acessando uma veia de poucos milímetros, evidenciando a precisão e eficácia da abordagem por cateter. O médico Calil destacou o orgulho da medicina goiana, enfatizando a competência, excelência e qualidade técnica presente na cidade.

Foto: divulgação

O sucesso dessa intervenção pioneira abre caminho para a próxima fase do tratamento, que envolverá a separação total das gêmeas. Ele expressou otimismo em relação ao futuro das crianças e enfatizou a importância de valorizar a expertise médica local, ressaltando que muitos procedimentos podem ser realizados com eficiência em Goiânia.

Para  Maurício o caso das gêmeas siamesas destaca não apenas a capacidade técnica da medicina goiana, mas também reforça a importância do investimento contínuo em pesquisa e inovação na área da saúde, colocando Goiás no mapa dos centros de excelência em medicina de alta complexidade, notadamente a cardiologia, desde o feto até as últimas décadas de vida.

 

Relógio do Juízo Final será acertado esta semana; entenda o significado

Cientistas fizeram um novo ajuste no Relógio do Juízo Final, indicador que considera preocupações sobre a estabilidade global e mostra o quão próxima a humanidade estaria do apocalipse.

O fim da sociedade é marcado pela meia-noite. Quanto mais próximo o relógio estiver do horário, maior a probabilidade de nossos problemas sociais nos levarem à extinção.

No ano passado, o relógio foi ajustado para 90 segundos antes da virada, marca mais crítica já registrada na história do relógio.

A expectativa é que, com a continuidade da guerra entre Israel e Hamas, a persistência do conflito na Ucrânia e os desastres climáticos cada vez mais devastadores, os ponteiros fiquem ainda mais próximos da meia-noite.

A atualização deste ano foi revelada ao meio-dia (horário de Brasília) em um evento transmitido ao vivo. A transmissão foi realizada no canal do YouTube e no site do Bulletin of the Atomic Scientists.

O que é o Relógio do Juízo Final?

O Relógio do Juízo Final é organizado pelo Bulletin of the Atomic Scientists, ONG de um grupo de especialistas em tecnologia nuclear e ciência climática.

Esta organização não governamental foi fundada em 1945 por cientistas que trabalharam no Projeto Manhattan, responsável pela criação das primeiras armas nucleares durante a Segunda Guerra Mundial.

Eles se reúnem duas vezes ao ano para discutir eventos mundiais em andamento e decidir se é necessário mudar o indicador.

Além dos conflitos armados, o Relógio do Juízo Final também considera os riscos relacionados às mudanças climáticas. Desde 2007, as perturbações catastróficas causadas pelas mudanças climáticas são incluídas nas deliberações sobre a configuração do relógio.

A decisão de mover os ponteiros do relógio é tomada com base em uma análise dos eventos atuais e tendências científicas, envolvendo debates e discussões entre os membros do comitê de ciência e segurança da organização.

Veja evolução do relógio:

1947-48: 7 minutos

1949-52: 3 minutos

1953-59: 2 minutos

1960-62: 7 minutos

1963-67: 12 minutos

1968: 7 minutos

1969-71: 10 minutos

1972-73: 12 minutos

1974-79: 9 minutos

1980: 7 minutos

1981-83: 4 minutos

1984-87: 3 minutos

1988-89: 6 minutos

1990: 10 minutos

1991-94: 17 minutos

1995-97: 14 minutos

1998-2001: 9 minutos

2002-06: 7 minutos

2007-09: 5 minutos

2010-11: 6 minutos

2012-14: 5 minutos

2015-16: 3 minutos

2017: 2,5 minutos

2018-19: 2 minutos

2020-22: 100 segundos

2023: 90 segundos

 

 

*Fonte: Terra

Veja também:

 

 

 

Praia mais bonita do mundo é brasileira, segundo Washington Post

Jericoacoara, ou apenas Jeri, situada no Ceará, coração do Nordeste brasileiro, ganhou o título de ‘praia mais bonita do mundo’, segundo o Washington Post.

O encanto singular desse oásis é uma experiência que supera as expectativas dos viajantes, sendo um ponto de referência não apenas por sua beleza natural, mas também pelo turismo de alto padrão que aumenta a cada dia.

Praia mais bonita do mundo é brasileira, segundo Washington Post

Foto: Hotéis.com

Com um notável crescimento de 11,96% no setor turístico, Jericoacoara alcançou uma receita impressionante de R$ 2,2 bilhões, de acordo com o Anuário BLTA 2022.

Mais do que uma simples fuga, Jeri é uma jornada singular, especialmente procurada durante o Réveillon, atraindo tanto brasileiros quanto estrangeiros em busca de uma experiência verdadeiramente extraordinária.

O renomado Villa Nautica Boutique Hotel, fica em Jeri e é o único estabelecimento do país com avaliação máxima no Google e TripAdvisor. Chique né?

 

Vamos conhecer as dunas imponentes, o mar cristalino e a rica diversidade cultural de Jericoacoara, no Ceará?

 

Então siga a leitura para conhecer detalhes da praia mais bonita do mundo

 

Descobrindo os Encantos de Jeri

De passeios serenos a atividades emocionantes como sandboard e windsurf, Jeri oferece uma variedade de opções para os aventureiros.

Praia mais bonita do mundo é brasileira, segundo Washington Post

Foto: IG

As dunas majestosas, ideais para caminhadas, conduzem os exploradores a panoramas deslumbrantes, culminando na Lagoa do Paraíso, considerada um dos destinos mais espetaculares do planeta.

Reconhecida pelo Washington Post desde 1987, Jericoacoara agora destaca-se como uma joia rara no turismo de luxo, proporcionando uma experiência singular e enriquecedora.

Este tesouro do Nordeste brasileiro atrai turistas nacionais e estrangeiros que buscam mais do que uma simples viagem à praia.

 

Principais Atrativos de Jericoacoara

 

Duna do Pôr do Sol

Sem dúvidas, essa é uma das maiores belezas de Jericoacoara. Uma duna à beira-mar, para que todos apreciem o astro-rei cair na água no fim do dia.
Já é uma tradição no lugar: próximo ao pôr-do-sol, turistas e moradores sobem a duna para apreciar “de camarote” esse belo espetáculo.

Se você quiser acrescentar um pouco de aventura, dá para alugar um cavalo e subir a duna e passear para além dela. Na volta, ainda dá para curtir a roda de capoeira na praia.

 

Lagoa do Paraíso

Praia mais bonita do mundo é brasileira, segundo Washington Post

Foto: TripAdvisor

Quem não gostaria de relaxar deitado numa rede, com areia branca sob os pés e, ainda, uma lagoa de águas cristalinas para apreciar?

E, se em vez disso, puder colocar a rede na lagoa? Pois, essa é mais uma das opções sobre o que fazer em Jericoacoara.

Em volta da lagoa, existem restaurantes, para você apreciar um drink na sua rede, ou comer uma bela porção de frutos do mar, sem precisar tirar os pés da areia.

Para chegar lá, é só contratar um buggy, que ainda pode acrescentar outras atrações pelo caminho, como a Lagoa Azul e a Árvore da Preguiça, que tem seus galhos deitados na areia.

 

Pedra Furada

Outra opção sobre o que fazer em Jericoacoara é a Pedra Furada, um dos símbolos desse destino em pauta.

Praia mais bonita do mundo é brasileira, segundo Washington Post

Foto: G1

Pedra Furada é uma formação rochosa com um vão no centro, que marca a paisagem. Em julho, é possível ver o sol se pondo por esse vão, como que emoldurando toda a cena.

Para chegar lá, partindo da vila em Jeri, você pode ir pela beira-mar, na maré baixa, passando pela bonita Praia Malhada, que tem muitos praticantes de windsurf.

Outra opção é a da Trilha do Serrote, mais fácil por ser no topo dos morros e transitável a qualquer hora.

 

Passeio de buggy até Tatajuba

Tatajuba é um vilarejo que já foi soterrado pela areia e reconstruído. Por isso, os moradores chamam de “Velha Tatajuba”, a parte enterrada na areia, e de “Nova Tatajuba”, a vila que reconstruíram do outro lado do braço de mar.

Dona Delmira está lá todo dia para contar a história do lugar. Passeando por ali, é possível ver as ruínas da vila soterrada, a duna do Morro Branco e até uma duna encantada que não sai do lugar.

Os moradores dizem ser por causa de um naufrágio que a areia encobre e que pessoas já ouviram vozes e viram espíritos por ali.

 

Mangues Secos

Quer mais uma opção sobre o que fazer em Jericoacoara? No caminho de buggy até Tatajuba, você vai passar por Mangue Seco, que é exatamente o que o nome diz.

Depois de cruzar uma lagoa com o veículo numa balsa, chega a um mangue seco de areia branca e fina. É um ótimo momento para relaxar e tomar uma água de coco.

 

Parque Nacional de Jericoacoara

Próximo aos mangues secos, você pode fazer o passeio para ver os cavalos-marinhos.

Ilustres moradores de um dos braços de mar que adentra o Rio Guriú, a 5 km de Jeri, os cavalos-marinhos são a principal atração de um passeio ecológico feito em canoas a remo.

Próximo aos mangues, o canoeiro vai mostrar onde ficam os peixinhos e até pegar alguns, se for o caso.

Ele usa uma bacia ou garrafa PET para capturá-los, pois são muito delicados, e os devolve à natureza após mostrá-los aos turistas.

 

Dunas Secas

Mais uma alternativa sobre o que fazer em Jericoacoara… Diferentemente das dunas mais comuns, que mudam com o vento, essas não são afetadas, ficando cristalizadas na paisagem.

Próximo das Dunas Secas, você pode fazer sandboard.

Ou seja, descer uma duna em pé numa prancha, com direito a manobras. Se esse não for seu forte, pode ir sentado, o chamado skibunda.

 

Windsurf e kitesurf

Por seus ventos constantes e águas calmas, Jericoacoara é um ótimo lugar para a prática de esportes à vela. Os mais praticados são windsurf e kitesurf.

De profissionais a iniciantes do mundo todo vão até lá para praticar essas modalidades. No local, há escolas que dão aulas e fornecem todo o equipamento.

Turismo de alto padrão na praia mais bonita do mundo

Com suas praias deslumbrantes, dunas espetaculares e uma atmosfera cultural envolvente, Jeri conquistou seu lugar entre as dez praias mais bonitas do mundo, há muito tempo.

O turismo de alto padrão, impulsionado por resorts exclusivos e vivências únicas, tem contribuído significativamente para a economia local.

Os visitantes podem desfrutar de estadias em hotéis renomados, como o Villa Nautica Boutique Hotel, que se destaca pela excelência em serviços e acomodações.

A rica oferta gastronômica e cultural da região complementa a experiência luxuosa, proporcionando aos turistas uma imersão completa na beleza e autenticidade de Jericoacoara.

 

O futuro de Jeri 

Com sua recente eleição como a ‘praia mais bonita do mundo’, Jericoacoara se prepara para um futuro luminoso no cenário internacional do turismo. O reconhecimento pelo Washington Post coloca Jeri no mapa global, atraindo olhares e interesses de viajantes que buscam destinos exclusivos.

À medida que Jericoacoara se consolida como um ícone do turismo brasileiro, investimentos contínuos em infraestrutura e sustentabilidade prometem garantir que esse pedaço do paraíso permaneça acessível e preservado para as gerações futuras.

 

Explore a magia de Jeri e descubra por que essa joia nordestina conquistou o coração do mundo!

Descobrimos 8 profissões onde você é pago para viajar o mundo

A ideia de ficar preso em um escritório convencional durante as típicas oito às seis, de segunda a sexta-feira, pode parecer uma verdadeira tortura para muitos. Então, nós fomos atrás e descobrimos 8 profissões onde você é pago para viajar o mundo. Confira!

Longas horas em um mesmo lugar, e a pressão constante para solucionar problemas criam um ambiente estressante para muitos!

Se você se identifica mais com um espírito livre do que com um ambiente corporativo tradicional, existem carreiras que não apenas proporcionam liberdade, mas também permitem viajar pelo Brasil e pelo mundo enquanto você trabalha.

Embora pareça um sonho distante, diversas profissões oferecem a oportunidade de viver uma vida nômade.

Obviamente, essas carreiras possuem suas próprias demandas e regulamentações, mas para quem busca evitar a monotonia de um único local, apresentamos oito profissões ideais para espíritos aventureiros que desejam ganhar a vida explorando novos horizontes.

 

Vamos conferir as 8 profissões que descobrimos, onde você é pago para viajar…

 

Comissário de Bordo

Descobrimos 8 profissões que você é pago para viajar o mundo

Foto: istock

A profissão de comissário de bordo não só proporciona a experiência de conhecer culturas diversas e explorar cidades, mas também oferece benefícios como voos e acomodações gratuitos ou com desconto.

Com salários que variam de R$ 6.000 a R$ 12.000 no Brasil, £ 12.000 a £ 30.000 no Reino Unido e uma média de $ 48.500 nos EUA, essa carreira exige normalmente apenas um diploma do ensino médio.

 

Piloto de Avião

Descobrimos 8 profissões que você é pago para viajar o mundo

Foto: Aeroclube Juiz de Fora

A posição de piloto de linha aérea é uma das mais bem remuneradas na indústria da aviação.

Com ganhos que variam de acordo com a companhia aérea e experiência, podendo chegar até R$ 50.000 no Brasil, £ 140.000 no Reino Unido ou $ 208.000 nos EUA, tornar-se piloto demanda investimento significativo em tempo e recursos financeiros.

 

Geocientista

descobrimos 8 profissões onde você é pago para viajar o mundo

Foto: istock

Para os apaixonados pela estrutura da Terra, tornar-se um geocientista pode ser uma escolha valiosa. Geralmente exigindo um diploma de bacharel em um campo relevante, essa carreira oferece retornos significativos.

Realizam estudos tanto em desertos ou florestas quanto em áreas urbanas, auxiliando especialmente grandes obras. De acordo com a especialização escolhida, geocientistas realizam pesquisas sobre erosão do solo, análise topográfica de terrenos, terremotos e vulcões.

Geocientistas também estudam as rochas, suas composições, exploram a analisam jazidas minerais, carvão, gás natural e petróleo, além de analisarem o clima para compreenderem como todos os elementos e características do planeta interagem entre si.

 

Trabalhador de Cruzeiro

Descobrimos 8 profissões que você é pago para viajar o mundo

Foto: istock

Trabalhar em um navio de cruzeiro oferece diversas oportunidades, desde revendedores de cassino até cabeleireiros e cozinheiros.

Os salários variam conforme a função e a empresa, com comissários de bordo ganhando entre R$ 4.000 e R$ 7.000 por mês no Brasil, frequentemente incluindo alimentação, acomodação e seguro.

 

Guia Turístico

Descobrimos 8 profissões que você é pago para viajar o mundo

Foto: Vida de Turista

A profissão de guia turístico permite mostrar aos visitantes pontos turísticos e joias escondidas de cidades amadas. Embora não haja requisitos específicos, certificações podem ser necessárias dependendo do país.

 

Escritor de Viagens

Descobrimos 8 profissões que você é pago para viajar o mundo

Foto: Freepik

Para os amantes de viagens e escrita, criar um blog de viagens é uma maneira de compartilhar experiências com o mundo.

Monetizar o blog pode ser desafiador inicialmente, mas é uma opção. Para os que preferem vídeo, tornar-se um vlogger de viagens é uma alternativa.

 

Fotógrafo

Descobrimos 8 profissões que você é pago para viajar o mundo

Foto: QueroBolsa

Vender fotos em sites de banco de imagens ou tornar-se um fotógrafo de casamentos de destino são maneiras de ganhar dinheiro viajando. Embora leve tempo para obter grande retorno, é uma forma de renda extra valiosa.

 

Tradutor

Descobrimos 8 profissões que você é pago para viajar o mundo

Foto: banco de imagens

Para quem fala mais de um idioma, tornar-se tradutor pode abrir oportunidades, como trabalhar para empresas de turismo ou traduzir websites.

Alternativamente, ser intérprete para agências governamentais, organizações comunitárias ou hospitais é outra opção de carreira internacional.

 

Essas carreiras oferecem a oportunidade de transformar a paixão por viajar em uma profissão enriquecedora. Ao explorar essas opções, você não apenas escapa da rotina convencional, mas também vive uma vida cheia de novas experiências e descobertas.

Conheça as 5 cidades mais visitadas do mundo

Viajar é uma paixão mundial, mas você já se perguntou quais são os lugares favoritos dos turistas? Nós do Curta Mais já e fomos atrás para saber! Então continue lendo e descubra quais são as 5 cidades mais visitadas do mundo, em 2022.

Apesar dos desafios globais, como conflitos, inflação, incertezas econômicas e os impactos contínuos da pandemia de Covid-19, a indústria do turismo persiste e prospera.

A Euromonitor International, líder mundial em inteligência de negócios globais, análise de mercado e insights de consumo, lançou o índice das 100 Melhores Cidades Destinos de 2022.

Esse índice destaca as cidades com melhor desempenho em atividade econômica, infraestrutura e turismo, incluindo uma abordagem sobre sustentabilidade.

O ano de 2022 desempenhou um papel crucial no ressurgimento do turismo, à medida que as pessoas retomaram seus planos de viagem, ansiosas por compensar os meses de isolamento causados pela pandemia.

Observa-se que as cidades europeias continuam liderarando o ranking, enquanto as asiáticas enfrentam desafios devido às restrições de viagem. Por outro lado, mercados emergentes mostram ascensão no ranking, refletindo melhorias no turismo, saúde e segurança.

A Euromonitor International destaca que, embora 2022 tenha marcado uma melhora, a recuperação total do setor turístico ainda está por vir, com o apoio contínuo dos governos desempenhando um papel crucial.

Aguardamos ansiosos pelos resultados de 2023 para avaliar a evolução desse cenário!

 

Vamos explorar as cinco primeiras cidades desse ranking dentre as 100 listadas.

 

TOP 5 Cidades Mais Visitadas no Mundo em 2022

 

5º lugar – Roma

Cidades mais visitadas do mundo

Foto: HelloTickets

Preparar uma viagem a Roma é desafiador, dada a abundância de atrações. Destinos imperdíveis incluem a Fontana di Trevi, o Pantheon, o Coliseu, o Forum Romano e Palatino, a Galeria Borghese, a Piazza Navona, a Basílica de São Pedro e o Museu do Vaticano. Cada local proporciona uma imersão na rica história e cultura da cidade eterna.

 

4º lugar – Madri

Cidades mais visitadas do mundo

Foto: Depositphotos

Madri cativa os visitantes com suas diversas opções de atividades. Além das atrações principais, como o Parque El Retiro, a Ópera de Madri/Teatro Real e o Palácio Real, é possível fazer bate-e-volta para cidades medievais próximas. Os Jardins de Sabatini e a Chocolateria San Ginés são tesouros locais que complementam a experiência.

 

3º lugar – Amsterdã

Cidades mais visitadas do mundo

Foto: Guia de Destinos

Capital financeira dos Países Baixos e centro cultural da Europa, Amsterdã oferece atrações únicas, como o Museu Rijksmuseum, os canais e pontes, o Museu Van Gogh, a Casa e a estátua de Anne Frank, o Museu de cera da Madame Tussauds e o Palácio Real Koninklijk Paleis. A cidade destaca-se por sua rica herança cultural e arquitetura única.

 

2º lugar – Dubai

Cidades mais visitadas do mundo

Dubai emergiu como um destino turístico cobiçado globalmente. Com ícones como o Burj Khalifa Bin Zayid, o Burj Al Arab, o Miracle Garden e o Atlantis The Palm Dubai, a cidade oferece uma experiência luxuosa e futurista. O Mercado de Especiarias adiciona um toque tradicional à modernidade exuberante.

 

1º lugar – Paris

Cidades mais visitadas do mundo

Foto: Viagens e Turismo

Paris é a capital e a mais populosa cidade da França, com uma população estimada em 2020 de 2 148 271 habitantes.Desde o século XVII, Paris é um dos principais centros de finanças, diplomacia, comércio, moda, ciência e artes da Europa.
Ano após ano, Paris mantém sua posição como a cidade mais visitada do mundo. Com a majestosa Torre Eiffel, os Jardins de Luxemburgo, os Champs-Élysées, o Arco do Triunfo, o Museu do Louvre e a Catedral de Notre Dame, a capital francesa é uma celebração da arte, cultura e história.

 

Essas cidades oferecem experiências únicas, refletindo a diversidade e a riqueza cultural de destinos turísticos globais. Seja explorando os tesouros históricos de Roma, a energia vibrante de Madri, a atmosfera encantadora de Amsterdã, a grandiosidade de Dubai ou a elegância eterna de Paris, cada cidade proporciona uma jornada inesquecível.

Jabuticaba é eleita a 2ª melhor fruta do mundo

A jabuticaba, fruto característico do Brasil, acaba de alcançar um prestigioso reconhecimento internacional. Em uma recente atualização do TasteAtlas, renomado site que compila avaliações de usuários sobre pratos e ingredientes globais, a jabuticaba conquistou o título de 2º melhor fruta do mundo. Ficando apenas atrás do mangostim, por uma pequena margem.

A competição foi acirrada, e a jabuticaba conseguiu superar diversas frutas amplamente reconhecidas, incluindo o morango e a laranja. Sua pontuação de 4,7 estrelas de um máximo de 5 reflete não apenas seu sabor delicioso, mas também o apreço global por essa frutinha.

Embora tenha ficado atrás do mangostim, uma fruta de origem asiática, por uma pequena margem nas avaliações dos usuários, a jabuticaba brilhou como um exemplo da riqueza e da diversidade da flora brasileira.

Leia Também

Maior pomar de jabuticabas do mundo fica em cidade da região metropolitana de Goiânia

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Foto de Capa: Reprodução/UOL

Aquecimento global: fim do mundo já tem nova data para acontecer, estipulam cientistas

Pesquisadores da Universidade de Bristol, no Reino Unido, utilizaram supercomputadores para determinar, com certa exatidão, como e quando o fim do mundo acontecerá. De acordo com os dados, o aquecimento global vai dizimar a vida terrestre daqui a 250 milhões de anos.

Conforme reportado pelo tabloide britânico Daily Star, o dr. Alexander Farnsworth, líder do estudo, afirmou que o calor intenso vai queimar tudo até a extinção, além de formar um supercontinente, composto de todos os outros existentes, com erupções vulcânicas colossais.

Ele disse ainda que os níveis de dióxido de carbono (CO₂) vão aumentar drasticamente e que o Sol começará a emitir mais radiação. Com isso, a Terra poderá enfrentar ondas de calor que podem chegar à média de 70°C.

“O resultado é um ambiente hostil, desprovido de fontes de alimento e água para os mamíferos”, completou Farnsworth.

Os cientistas disseram também que muitos animais, assim como os humanos, vão deixar de existir por conta da incapacidade de libertar esse calor através do suor para resfriar o seu corpo.

Benjamin Mills, da Universidade de Leeds, destaca como os principais responsáveis pelo aumento das temperaturas os combustíveis fósseis, mas afirma que ainda há tempo para salvar a Terra e afastar o fim do mundo.

Colapso do Aquecimento global

O mês de setembro se tornou o mais quente já observado, com temperaturas mais altas do que a média de julho de 2001 a 2010.

A Terra acaba de ter o setembro mais quente já registrado. A marca foi alcançada por uma margem recorde, de acordo com os principais conjuntos de dados internacionais que são usados pela Organização Meteorológica Mundial (OMM) para seu monitoramento do Estado do Clima Global.

A agência afirma que setembro de 2023 teve as temperaturas mais altas que a média de julho de 2001 a 2010. A Agência Espacial dos Estados Unidos, Nasa, também confirmou que foi de longe o setembro com a temperatura mais elevada de todos os tempos.

Em nível regional, América do Norte, América do Sul, Europa e África tiveram seu setembro com temperatura mais alta. A Ásia teve seu segundo setembro mais quente e a Oceania seu terceiro. 

De acordo com a OMM, a sequência prolongada de temperaturas extraordinárias da superfície terrestre e do mar é um sinal ameaçador sobre a velocidade com que os gases de efeito estufa estão mudando nosso clima. 

 

*Fontes: R7; Folha de S. Paulo

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

 

2023 é considerado o ano mais quente da história!

O ano de 2023 já está a caminho de ser o ano mais quente já registrado. O mês de setembro bateu recordes de anomalias de temperaturas em todo o mundo, de acordo com o relatório climático mensal divulgado pelo Copernicus.

Em Roraima, neste sábado, 14, de acordo com o Clima Tempo, a temperatura é de 34°C com sensação térmica de 37°C. A previsão para este domingo, 15, é de 34°C com sensação térmica de 38°C.

Rios abaixo do nível normal, temperaturas batendo 40°C e botos mortos durante a seca, são algumas das consequências do calor extremo e escassez de chuva em algumas regiões do Brasil. Além disso, Reino Unidos, Espanha, China, Portugal e Tailândia, são apenas alguns dos países onde foram batidos recode de temperatura este ano.

Extremamente quente em todo o mundo

Vários recordes foram quebrados de “forma extraordinária” em setembro devido às altas temperaturas nunca antes vistas para essa época do ano, afirmou Samantha Burgess, vice-diretora do Serviço de Mudanças Climáticas Copernicus.

O mês de setembro como um todo foi cerca de 1,75°C mais quente do que a média de setembro de 1850 a 1900, o período de referência pré-industrial.

Além disso, o verão de 2023 assistiu a ondas de calor marinhas em várias áreas da Europa, incluindo na Irlanda e no Reino Unido no mês de junho, e em todo Mediterrâneo em julho e agosto. Agora, espera-se que 2023 termine o ano como o mais quente já registrado a nível mundial, atingindo cerca de 1,4°C acima dos níveis pré-industriais.

Vale lembrar que, no dia 6 de julho a temperatura média global atingiu 17,2°C e foi considerado o dia mais quente do planeta. E isto ocorreu depois de três dias de quebra de recordes de temperatura. Ou seja, mês após mês foram registrados extremos de temperatura em várias partes do mundo.

A onda de calor também atingiu o Ártico

Também em setembro, o gelo marinho do Ártico atingiu sua extensão mínima anual, tornando-se o 6° ano mais baixo no registro da imagem de satélite. No dia 19 de setembro de 2023, o gelo marinho do Ártico atingiu sua extensão mínima anual, e no dia 10 de setembro o gelo da Antártica atingiu a sua extensão máxima mais baixa.

Parece confuso, mas basicamente, a altura do gelo deveria ter crescido a um ritmo muito rápido mais rápido durante os meses mais escuros e mais frios, porém, as temperaturas acima do normal impediram esse processo.

Entre março e setembro de 2023, a cobertura de gelo no Ártico diminuiu uma área de pico de 14,6 milhões de km² para 4,2 milhões de km², isso é cerca de 1,9 milhão de km² abaixo da média mínima de 6,2 milhões de km² entre 1981 e 2010. A quantidade de gelo marinho perdido foi suficiente para cobrir todo o território continental dos EUA.

E na Antártica, foi registrada a extensão máxima mais baixa no inverno, em 1 de setembro, com 16,9 milhões de km², representando 1,03 milhão de km² abaixo do recorde anterior alcançado em 1986. Essa diferença equivale aproximadamente ao tamanho do Texas e Califórnia juntos.

À medida que o Ártico aquece cerca de quatro vezes mais rápido do que o resto do planeta, o gelo também está ficando mais fino, ou seja, a espessura no final de estação de crescimento determina a capacidade de sobrevivência do gelo marinho.

O que está causando esse calor escaldante?

As alterações climáticas desempenham um papel importante, levando a Organização Meteorológica Mundial (OMM) a afirmar, pela primeira vez, que é mais provável que as temperaturas globais se desloquem mais de 1,5°C acima da média nos próximos cinco anos.

Outro fator importante é o retorno antecipado do fenômeno do El Niño!

Segundo a previsão da NOAA, o El Niño deverá permanecer pelo menos até janeiro-março de 2024, e atingirá seu pico como um forte El Niño neste verão no Hemisfério Sul. Com isso, a combinação das mudanças climáticas e da presença do El Niño no Oceano Pacifico deverá levar as temperaturas globais a um novo recorde nos próximos cinco anos, mas com grandes chances de ocorrer ainda neste ano ou em 2024.

Até o momento, o ano mais quente já registrado no mundo foi 2016, quando houve um forte El Niño, mas agora, as temperaturas tendem a ultrapassar a normal climatológica na maior parte do país. Outro efeito do El Niño é o aumento de chuvas na região Sul, assim como ocorrido no mês passado, em que as chuvas no Rio Grande do Sul chegaram a aproximadamente 450 mm entre 1 e 19 de setembro, quando a média histórica do estado varia de 70 mm a 150 mm.

Recorde de calor também em Goiás

Goiás também enfrentou um setembro histórico em termos de altas temperaturas, de acordo com dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O levantamento, que considera informações da estação meteorológica de Goiânia desde 1937, indicou que este foi o segundo setembro mais quente dos últimos 86 anos.

Em setembro de 2023, a média da temperatura máxima para Goiânia era esperada em 34°C, mas a capital registrou uma média de 36°C, sendo 2°C acima do previsto. O ápice do calor foi atingido em 25 de setembro, quando a temperatura máxima atingiu 39,3°C.

 

 

Veja também:

10 oásis refrescantes na região metropolitana de Goiânia para fugir do calor com as crianças

 

Fonte: Meteored Tempo

Foto de capa: Jornal VS

 

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

 

Anitta faz história e vence pela segunda vez Prêmio de Música Internacional

Anitta, de 30 anos, fez história mais uma vez no MTV Video Music Awards (VMA), um dos maiores eventos de música do mundo, que aconteceu na noite desta terça-feira (12), no Prudential Center, em Newark, nos Estados Unidos. A Poderosa venceu pelo segundo ano consecutivo na categoria “Melhor Clipe de Música Latina” com “Funk Rave”. Ela concorria com nomes como Bad Bunny, Shakira e Rosalía. 

“Brasil, estamos aqui de novo. Pela segunda vez estamos aqui”, disse ela em seu discurso. “Vocês estão ouvindo o funk brasileiro e vocês vão ouvir muito mais mundo afora agora. Esse é só o começo, muito obrigada!”, comemorou Anitta, que é a única mulher latina a ganhar duas vezes na categoria. Na cerimônia de 2022, Anitta ganhou o mesmo prêmio. Na ocasião, o Melhor Clipe Latino do VMA foi ‘’Envolver’’.

Anitta foi a única artista a participar de duas performances no palco do prêmio.  Antes de ser anunciada como vencedora na categoria, Anitta transformou o palco do MTV Video Music Awards 2023 em um baile funk. A Poderosa arrasou em uma performance composta por “Funk Rave”, “Casi Casi” e “Used to Be”. As faixas fazem parte do trabalho “Funk Generation: A Favela Love Story”, lançado por ela em agosto.

“Esse medley é super sobre as referências artísticas que me criaram. Tô muito feliz de poder levar esse pedacinho das minhas origens para um evento dessa magnitude”, celebrou a cantora.

 

 

 

 

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

 

 

Goiás sedia seminário Internacional da Unesco sobre o Futuro da Água

O Governo de Goiás e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) promovem juntos um seminário internacional pensado para discutir meios de garantir a disponibilidade de água no mundo, no futuro. O evento acontece dos dias 10 a 13 de setembro, em Rio Quente, e reunirá representantes de outros estados  brasileiros, do setor produtivo de 22 países. 

O seminário foi programado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) para acontecer enquanto se comemora o Dia do Cerrado, em 11 de setembro. “O debate sobre a água é transversal, está presente em todos os tópicos da nossa agenda. Foi por isso que nós o escolhemos como eixo central”, afirma a secretária Andréa Vulcanis. “É simbólico que o seminário aconteça em um município cuja economia gira em torno da água, e que estejamos no cerrado, que é o berço das águas das bacias brasileiras”.

O município, localizado junto às serras de Caldas Novas, faz parte da maior bacia hidrotermal do mundo. Goiás ainda é banhado por três importantes bacias hidrográficas: Paraná, Araguaia-Tocantins e do São Francisco. Para a gestora, ao sediar um evento deste porte, o Estado contribui para a discussão global sobre sustentabilidade e gestão responsável dos recursos naturais.    

“A administração do governador Ronaldo Caiado é vitrine para o mundo inteiro na área do meio ambiente. Baixamos sensivelmente o prazo para emissão de licenças ambientais, que podia chegar a quatro anos e hoje é de 37 dias, em média; reduzimos em 80% os incêndios em unidades de conservação; estamos avançando no desmatamento e na agenda de mudanças climáticas. Goiás avançou muito”, completa Vulcanis. 

A programação do evento está disponível no site aguasparaofuturo.com.br. A abertura será realizada no domingo (10/09), com a premiação dos vencedores de um concurso de fotografia promovido pela Semad com o mesmo tema do seminário. Os três dias seguintes serão de palestras, oficinas e debates. 

Mudanças climáticas 

Durante o evento, o governo apresentará a “Estratégia Goiás Carbono Neutro 2050”, documento destinado a orientar ações relacionadas à mudança do clima em Goiás. A meta é zerar as emissões de carbono até 2050, integrando esforços pro desenvolvimento de uma matriz produtiva que seja tecnologicamente sofisticada, ambientalmente limpa e economicamente competitiva no mercado nacional e internacional.

O Estado também deve assumir compromissos relacionados ao controle do desmatamento ilegal, publicar o decreto de reativação do Fórum de Mudanças Climáticas, e assinar, com a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), o termo de adesão do Pacto pela Governança das Águas. O pacto visa ao aprimoramento da gestão dos recursos hídricos, à regulação dos serviços de saneamento e à melhoria da segurança de barragens. 

 

Veja também:

Caldas Novas além das águas quentes: descubra serras, cachoeiras e uma cultura apaixonante