Conheça os maiores países do planeta

Se a vontade de viajar bateu, mas você está indeciso sobre qual destino internacional escolher, está no lugar certo. Vamos explorar juntos os maiores países do mundo, cada um com suas peculiaridades e atrações únicas.

De paisagens exuberantes a monumentos históricos, esses destinos oferecem uma variedade de experiências para todos os gostos.

Prepare-se para uma jornada virtual pelos gigantes do planeta e descubra o que os torna tão especiais.

Seja você um amante da natureza, um entusiasta da cultura ou um aventureiro em busca de adrenalina, há algo para todos nos maiores países da Terra.

 

Confira os 10 maiores países do planeta:

 

1. Rússia – O Gigante Multifacetado

Conheça os maiores países do planeta

Foto: VEJA

A Rússia, o maior país do mundo, estende-se por mais de 17 milhões de km², abrigando uma população diversificada de 144 milhões.

Com 11 fusos horários, o país oferece desde a imponente Praça Vermelha, em Moscou, até as vastas paisagens siberianas. Explore o Kremlin, o Teatro Bolshoi e a Grande Muralha russa.

 

2. Canadá – Natureza Imponente e Cultura Vibrante

Conheça os maiores países do planeta

Foto: EF Brasil

O Canadá, segundo maior em território, com 10 milhões de km², encanta com suas Cataratas do Niágara, a CN Tower e paisagens montanhosas.

Com uma população de 38 milhões, o país é um paraíso natural, com vastas áreas selvagens e a cosmopolita Toronto.

 

3. China – Tradição Milenar e Modernidade

Conheça os maiores países do planeta

Foto: Exame

A China, terceira colocada em extensão, possui uma rica história e mais de 1,4 bilhão de habitantes. Descubra a Grande Muralha, o Exército de Terracota, as Montanhas Amarelas e o Templo do Céu, proporcionando uma experiência única.

 

4. Estados Unidos – Diversidade em Todos os Sentidos

Conheça os maiores países do planeta

Foto: Conexão123

Com quase 9,4 milhões de km², os Estados Unidos são o quarto maior país. Dos parques da Disney a Chicago, São Francisco e Nova York, o país oferece uma variedade de destinos para todos os gostos.

 

5. Brasil – O Gigante Sul-Americano

Conheça os maiores países do planeta

Foto: Shutterstock

O Brasil, quinto maior país, encanta com uma área de 8,51 milhões de km². Das Cataratas do Iguaçu ao Cristo Redentor, o país oferece uma diversidade única, incluindo metrópoles pulsantes e reservas naturais deslumbrantes.

 

6. Austrália – Fauna Exótica e Paisagens Deslumbrantes

Conheça os maiores países do planeta

Foto: Brasil Escola

A Austrália, sexta no ranking, é o maior país da Oceania, com 7,7 milhões de km². Conheça a vida selvagem única, explore Melbourne, Sydney e a Gold Coast, e maravilhe-se com a Grande Barreira de Coral.

 

7. Índia – Espiritualidade e Cultura Magnífica

Conheça os maiores países do planeta

Foto: Melhores Momentos da Vida

A Índia, sétima em extensão, abrange 3,2 milhões de km² e mais de 1,38 bilhão de habitantes. Desde o Taj Mahal até o Himalaia, a Índia oferece uma experiência espiritual única e paisagens deslumbrantes.

 

8. Argentina – Beleza Natural e Cultura Rica

Conheça os maiores países do planeta

Foto: Melhores Destinos

A Argentina, oitava colocada, possui mais de 2,78 milhões de km². Desde a Patagônia até Buenos Aires, o país oferece opções incríveis, incluindo vinícolas em Mendoza e a charmosa Bariloche.

 

9. Cazaquistão – Natureza Intocada e Hospitalidade

Conheça os maiores países do planeta

Foto: Mundo Educação

O Cazaquistão, nono no ranking, com 2,72 milhões de km², é um convite à natureza exuberante. Explore montanhas majestosas, lagos deslumbrantes e as singulares “dunas cantantes” do Parque Nacional Altyn Emel.

 

10. Argélia – Aventura no Norte da África

Conheça os maiores países do planeta

Foto: Cidades em fotos

A Argélia, agora o décimo maior país após mudanças territoriais, com 2,38 milhões de km², oferece aventura e paisagens únicas. Descubra a Cordilheira do Atlas, o Deserto do Saara e muito mais.

 

Leia Também

Divisa de Goiás e Tocantins guarda uma prainha pouco conhecida que parece um oásis no Cerrado

Você precisa conhecer essa praia paradisíaca que fica bem pertinho de Goiás

Menor rio da América Latina fica pertinho de Goiás e impressiona com águas azuis cristalinas

Você precisa conhecer a cidade goiana famosa por ser a capital das cachoeiras

5 lugares imperdíveis para conhecer em Goiânia, segundo a IA

As 10 cidades mais visitadas do mundo em 2023

 

Embarque nessa jornada pelos maiores países do mundo e descubra as maravilhas que cada um reserva para os viajantes intrépidos.

Esses destinos, com suas características distintas, prometem experiências memoráveis para aqueles dispostos a explorar o que o mundo tem de melhor.

Dia dos Pais: os 10 pais e filhos mais icônicos e marcantes da TV

Uma das relações mais poderosas e emocionantes retratadas na televisão é a relação entre pai e filho. Através de personagens icônicos, somos levados a vivenciar os altos e baixos desse vínculo especial, que muitas vezes reflete a realidade de muitas famílias ao redor do mundo.

Na tela, vemos pais e filhos lutando, se reconciliando, aprendendo uns com os outros e, acima de tudo, se amando incondicionalmente. Essas histórias nos permitem refletir sobre nossas próprias experiências familiares e até mesmo nos ajudam a compreender melhor o que significa ser pai ou filho.

Confira alguns dos pais e filhos mais icônicos de todos os tempos da TV:

 

1. Homer e Bart

homer

Provavelmente os mais famosos em todo o mundo, a família amarela já conquistou a todos, e até hoje está no ar demonstrando a complexidade das relações paternais. Homer que é bobão e irritado, contracena com seu filho Bart, que tem uma personalidade explosiva e encrenqueira. 

Com uma das relações mais antigas da TV, que trabalha amor, raiva, confusão, tristeza, e todos os outros assuntos que podem envolver um pai e um filho, Homer e Bart são com certeza nomes de peso nessa lista!

 

2. Julius e Chris

julius

O pão duro mais famoso das telas também ficou muito conhecido por ser pai. O homem com 2 empregos, que fica com o papel de brigar com os filhos, que cuida das contas de casa e faz de tudo pela esposa, reforça o estereótipo de pai trabalhador tão amado pelo Brasileiro.

O pai do Chris, como é carinhosamente apelidado, possui uma relação muito engraçada, no entanto verdadeira, não só com o garoto, mas com toda a família!

 

3. César e Félix

cesar

Uma das situações mais difíceis que alguém pode passar é um pai que não aceita a orientação sexual de um filho. Na novela Amor à Vida, a relação entre o Félix, que é homossexual, e seu pai é bem desgastada, por César não aceitar o fato. Depois de muito tempo de trama, ambos protagonizaram uma das cenas mais emocionantes da TV, mostrando a redenção entre pai e filho, e provando que a relação é mais forte do que qualquer coisa!

 

4. Seu Madruga e Chiquinha

chaves

Vindo diretamente das novelas mexicanas essa relação entre pai e filha é uma das preferidas dos Brasileiros. Com um estilo sempre preocupado, devendo aluguel, e nervoso até o último fio de cabelo, o Seu Madruga representa bem um pai que mesmo com dificuldades, é preocupado com a filha, mas sem deixar de lado o humor ácido do seriado.

 

5. Goku e Gohan

goku

Quem não se lembra do saudoso Dragon Ball Z? Um dos personagens mais emblemáticos de todos os tempos, o Goku também é pai! Além de Gohan, seu outro filho Goten aparece mais tarde também. Sendo um pai meio desligado, não sabendo muito como fazer, ele desempenha um papel importante, ao lembrar que nossos pais também são pessoas com distrações e vontades, que no caso do personagem são treinar e lutar!

 

6. Michael Kyle e Junior

michael

Possivelmente a dupla mais engraçada da lista, os protagonistas do seriado “Eu a patroa e as crianças”, abordam todos os tipos de temas possíveis de uma relação pai e filho. Desde o primeiro interesse por garotas, até bebidas e gravidez, tudo de uma maneira bem cômica, mas real, para ajudar quem quer que esteja passando pelo mesmo. 

 

7. Professor e as Meninas Superpoderosas

professor

Mesmo estando mais para um “Pai químico” do que biológico, o professor criou as meninas com Açúcar, tempero, tudo o que há de bom e, sem querer, um pouquinho do elemento X. O resultado foram 3 adoráveis garotinhas que apareceram não só para combater o crime em Townsville, mas para ensinar a paternidade e o amor ao professor!

 

8. Dave e os Esquilos

dave

Quem disse que ser pai de esquilos não conta? Se seus esquilos souberem falar e forem astros da música ninguém! Depois de encontrar Alvin, Simon, e Theodore cantando na janela de sua casa, Dave passa por alguns bons momentos de raiva até decidir adotá-los como filhos. O filme retrata muito bem a paciência que um pai precisa ter para lidar com “3 filhos adolescentes”

 

9. Hopper e Eleven

eleven

Stranger Things explora muitos assuntos insanos, dentre eles um policial do interior adotando e protegendo uma menininha com poderes especiais. A maior arma e fonte de poder da série, a protagonista Eleven (on, ou onze em português), na verdade se mostra muito frágil por dentro. Com ajuda de seus amigos e posteriormente de seu pai adotivo Hopper, ela aprende o básico das relações humanas e do amor durante a série.

 

10. Walter White 

walter

Até onde você iria pela sua família? Esse é o maior questionamento que a série nos traz, ao abordar a vida de um pai de família comum, que por conta de uma doença repentina tem que se adentrar no mundo das drogas. Conforme a história vai seguindo as coisas vão ficando mais insanas e macabras, mas Walter só se mostra mais empenhado em proteger sua família do que nunca!

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher. Foto de Capa: gzh

Cidade goiana é uma das 5 mais baratas para se viver no Brasil

Você já pensou em se mudar para uma cidade que ofereça um bom custo de vida, sem abrir mão da qualidade de vida? Se sim, este ranking é para você. A seguir, vamos apresentar as cinco cidades mais econômicas para se viver no Brasil, de acordo com uma pesquisa realizada pela revista Exame.

Todos os municípios mencionados têm em comum o fato de terem um custo de vida abaixo da média nacional, mas também oferecem boas oportunidades de trabalho, educação, lazer e cultura. Conheça um pouco de cada uma delas!

5 cidades mais baratas para se viver no Brasil:

Guaratinguetá (SP)

Guaratinguetá é a cidade com menor custo de vida do Brasil. Localizada no Vale do Paraíba, no interior de São Paulo, a cidade tem cerca de 120 mil habitantes e uma excelente estrutura turística, que gera bastante renda para a sua economia. Além disso, também há uma boa estrutura industrial para os moradores da região e, por estar próxima da capital São Paulo e também do litoral norte do estado, a cidade é considerada um ponto estratégico, tanto para quem visa morar quanto para quem prioriza as viagens.

Guaratinguetá
Foto: Wikipédia

 

Anápolis (GO)

A cidade tem mais de 360 mil habitantes e aparece em segundo lugar como mais barato para se morar no Brasil. Anápolis está localizada a 50 km da capital Goiânia e possui um baixo custo de vida. Além de possuir uma excelente infraestrutura, Anápolis não fica atrás quando o assunto é economia, já que é um polo industrial importante do ramo farmacêutico.

Anápolis
Foto: Goiás Turismo

Veja também:

10 motivos para você se apaixonar por Anápolis

Cidade goiana que se destaca por praças e bem estar da população é grande polo farmacêutico

 

Mossoró (RN)

Mossoró é a terceira cidade mais barata do Brasil para se viver. A cidade é uma das principais do Rio Grande do Norte e tem quase 250 mil habitantes. O lugar é ideal para quem está em busca de um baixo custo de vida, mas prioriza morar no Nordeste brasileiro. As tradicionais festas de São João e a grande produção de frutas é o que move a economia do lugar.

Além disso, Mossoró também oferece uma enorme variedade cultural para os seus moradores, que valorizam bastante o município.

Mossoró
Foto: Wikipédia

 

Uberaba (MG)

Em quarto lugar, está Uberaba. Localizada no triângulo mineiro, Uberaba é a oitava maior cidade do estado de Minas Gerais e tem cerca de 330 mil habitantes. A agropecuária é o que coordena a economia do local, contribuindo para o bom custo de vida oferecido aos moradores. Além disso, Uberaba abriga as principais universidades públicas do estado, oferecendo, assim, muitas possibilidades de formação profissional para os moradores locais e da região.

Uberaba
Foto: Cidades em Fotos

 

Novo Hamburgo (RS)

Em quinto lugar, está Novo Hamburgo. A cidade tem cerca de 250 mil habitantes e está localizada na região metropolitana de Porto Alegre. A cidade é conhecida como a capital nacional do calçado, pois abriga diversas indústrias e lojas do setor. Além disso, Novo Hamburgo também conta com uma boa infraestrutura de comércio, serviços e lazer.

 novo

 

 

*Fonte: Agência Trezeme

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Goiás alcança a maior produtividade de Café no Brasil

Goiás deve alcançar a maior produtividade de café entre os estados brasileiros, de acordo com o 3º Levantamento do Café para a atual temporada, divulgado nesta semana pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A previsão é de Goiás bater a marca de 44,6 sacas por hectare na safra 2022, o que representa aumento de 10,3% em relação à safra anterior.

A expectativa, de acordo com a Conab, é de que a produção no Estado seja de 280 mil sacas neste ciclo (aumento de 20,9%), produzidas em uma área de 6,3 mil hectares (aumento de 9,6%). O Estado é o oitavo maior produtor nacional e a produção representa 0,55% do total do País, cuja expectativa é de 50,3 milhões de sacas.

“Temos nos deparado com uma situação boa aqui em Goiás, tanto pelo volume de chuvas, considerado adequado para as regiões produtoras, quanto para a disponibilidade hídrica nas situações de déficit, supridas por sistemas de irrigação. Isso mostra que nossos produtores têm adotado boas estratégias de investimento na produção. Com certeza, mostra mais um potencial produtivo que pode ser melhor explorado em Goiás e que ganha cada vez maior atenção, tanto por parte dos produtores, quanto do Estado”, avalia o superintendente (em exercício) de Produção Rural Sustentável da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Ricardo Carneiro.

Goiás produz unicamente a variedade arábica e possui parque cafeeiro com um total de 33,4 milhões de covas. O beneficiamento da safra, cuja colheita teve início no mês de abril, deverá ser concluído ainda neste mês de setembro.

Ranking

Os estados do Sudeste se posicionam nas três primeiras colocações entre os maiores produtores nacionais. Minas Gerais aparece como maior produtor nacional e a expectativa é de que o estado colha 22 milhões de sacas neste ciclo, com produtividade média de 21,7 sacas por hectare. 

Na sequência, aparece Espírito Santo, na vice-liderança, com estimativa de 16,5 milhões de sacas beneficiadas nesta safra e produtividade média de 41,2 sacas por hectare. São Paulo figura em terceiro lugar com 3,9 milhões de sacas esperadas para este ciclo e produtividade de 19,5 sacas por hectare.

Bahia, Rondônia, Paraná e Rio de Janeiro completam a lista, seguidos por Goiás, Mato Grosso e Amazonas. O País deve produzir 32,4 milhões de toneladas de café do tipo arábica e 17,9 milhões de toneladas do tipo conilon.

Foto: Wenderson Araujo (CNA)

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Em homenagem ao Dia dos Pais, criança veste uniforme para parabenizar o pai que é gari da Comurg

 O Dia dos Pais é celebrado em 14 de agosto, segundo domingo do mês, mas o pequeno Emanuel Alexandre dos Santos Monteiro, 7 anos, comemorou a data de forma antecipada. Filho do gari da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), Lucas Alexandre dos Santos, 32 anos, o menino preparou uma surpresa ao pai com uma sessão de fotos e cartinhas.

 

Ele vestiu o uniforme de gari que o pai usa para trabalhar como forma de demonstrar admiração pela profissão. A mãe, Andria dos Santos Monteiro, 32 anos,  conta que “Emanuel se diz fã dos coletores” desde muito pequeno. “Quando há uma oportunidade, ele coloca o uniforme e corre para o portão à espera do caminhão da coleta passar”, relata. Porém, desta vez, fez questão de participar de uma sessão de fotos ao lado do pai.

 

a4dc3b1e6876a88d13795da5d346b758.jpeg

 

Lucas trabalha como coletor há 11 anos, e concilia a rotina da coleta orgânica com os cuidados pela família. Para ele, o reconhecimento do trabalho em casa é sua maior inspiração para seguir em frente. “Fico emocionado com o apoio da família à minha profissão. Apesar da vida simples, ensinamos valores, caráter, dignidade e, acima de tudo, buscamos sempre estar presentes para acompanhar o desenvolvimento deles”, comenta. Segundo o servidor da Comurg, “o desejo é que Emanuel cresça, estude, realize seus sonhos e seja feliz”.

 

315c63aaccdf4f2e99ec833557e91eef.jpeg

 

O presidente da companhia, Alisson Borges, ressalta que esse carinho das pessoas, sobretudo dos filhos dos colaboradores, é um grande incentivo. “Além do gosto de atuar na companhia e cuidar da cidade, a admiração da população e da família pelas atividades faz toda a diferença”, observa. “Aproveitamos para também antecipar nossas felicitações a todos os colaboradores pais”, completa.  

 

 

 

Fotos: Francis Maia

12 ideias de presentes para pais que amam churrasco e onde comprar em Goiânia

Conforme os fatos históricos, a origem da carne assada remonta ao tempo das cavernas quando o homem primitivo, ao dominar as técnicas de fazer fogo, percebeu que sua comida (a caça) ficava mais saborosa e durava por mais tempo quando assada.

Já o churrasco, como conhecemos no Brasil, é oriundo do Pampa, região da América do Sul, que reuni Rio Grande do Sul, Uruguai e Argentina. Não tem brasileiro que não ame churrasco, exceto os veganos e vegetarianos né?

E para quem ama churrasco não é qualquer presentinho que serve não viu?

Quando é para o próprio pai então, o nível de exigência aumenta, mas o lado bom é que você já sabe tudo que seu velho gosta. Pensando nisso elaboramos uma lista com 12 presentes para agradar seu pai que ama churrasco e no final algumas sugestões de estabelecimentos para comprar os itens. Confira:

Kit Churrasqueiro

Quem não ama um churrasquinho bem feito? Um Kit de churrasqueiro, com direito a avental e touca, é indispensável para sair tudo lindo.

Caneca Térmica

Com o calor da churrasqueira, o “piloto” precisa de refrescar. Para tomar um suco, refri ou aquela cervejinha gelada, uma caneca térmica de qualidade faz toda diferença.

Kit de Temperos para Churrasco

Hoje em dia, fazer churrasco é uma arte, e no mercado existem diversos produtos novos. Um kit de temperos para churrascos, com diferentes tipos de sal grosso é um excelente presente.

Luva Térmica

Para não se queimar, seu pai vai precisar de uma luva térmica.

Garras de Urso

O nome é meio assustador, mas as garras de urso é uma espécie de garfo, que segura a carne firmemente para ser cortada.

Soprador de Carvão

Quem nunca passou aquela raiva básica na hora de fazer churrasco, porque a brasa não queria pegar? Pega a tampa do pote, o ventilador, tudo em nome de soprar a brasa.

Com esse utensílio tudo fica mais fácil, seu pai vai amar.

Churrasqueira Elétrica

Nem todo mundo tem espaço para ter uma churrasqueira à carvão, mas sempre dá pra ter uma elétrica não é? Se seu pai mora em apartamento, ou quem sabe gosta de levar a churrasqueira pra todo lugar, esse presente é o famoso bom e barato.

Petisqueira

O que seria do churrasco sem os petiscos, até que chegue a carne? Tem vários modelos por aí, mas as de madeira são as mais charmosas.

Chopeira

Existem chopeiras elétricas e portáteis, compatíveis com a maioria dos barris de 5 litros de chopp. Aí é luxo viu, tomar aquele choppinho gelado no churrasco com seu pai!

Moedor de Carne

Na churrasqueira também é possível fazer aquele hamburguer caseiro grelhado. Já pode chamar a família toda pra rodada de hambuguer na casa do seu pai.

Grelha Argentina

Esse item é para quem ama churrasco, mas não aguenta aquele fumacê da gordura caindo na brasa. Esta grelha tem um sistema de canaletas que reduz esse contato da gordura com o carvão. Problema resolvido!

Facas

Um bom churrasqueiro gosta de facas bem amoladas. Com um kit de boas facas, ou até mesmo uma faca personalizada com o nome do paizão, com certeza você vai arrasar.

Agora é só escolher o presente e esperar chegar domingo pra comer um delicioso churrasco com seu pai/padrasto ou quem ocupar esse lugar na sua vida!

Agora veja aonde encontrar esses itens em Goiânia e região:

1. Boutique das Churrasqueiras

churras

Endereço: Av. T-63, 3176 – Jardim América

Telefone: (62) 3942-7477

2. A Casa do Churrasqueiro

churras

Endereço: Av: C1, Q: 9, L. 20, N: 845 – Jardim América

Telefone: (62) 3286-6542

3. Ateliê do Churrasco

churras

Endereço: Av Leste oeste qd 15 lt 14 setor Esplanada dos Anicuns

Telefone: (62) 99140-7532

4. Casa do Churrasco

churras

Endereço: Av. Zoroastro Artiaga, Qd 05 – Lote 06 Loja 06 – Cidade Satélite São Luiz, Aparecida de Goiânia

Telefone: (62) 99681-7483

5. Cabanha Facas e Brindes

churras

Endereço: Av Ipanema Galeria Mesquita Brito , 579, Jardim Atlântico

Telefone: (62) 98286-1650

 

Crédito das fotos: reprodução das redes sociais dos estabelecimentos.

Goiás é um dos maiores produtores de cachaça do Brasil

Produto genuinamente brasileiro e um dos destilados mais antigos do mundo, a cachaça tem merecidamente um dia para chamar de seu. Neste sábado, dia 13, comemora-se o Dia Nacional da Cachaça, data escolhida para celebrar o sucesso da branquinha, que desde o século 16 desenha contornos da história e cultura nacionais.

Goiás é uma peça importante no fortalecimento econômico da bebida, figurando entre os dez estados com mais estabelecimentos produtores de cachaça registrados, segundo o último Anuário da Cachaça, publicado este ano, pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Apesar da produção concentrada de forma intensa na Região Sudeste, a cachaça goiana está ganhando seu espaço. O Estado é o maior do Centro-Oeste em relação ao número de marcas e estabelecimentos, com 114 nomes registrados e 28 estabelecimentos produtores.

Quanto ao cenário nacional, o País conta hoje com 4.003 marcas de produtos classificados como cachaça e 701 de aguardente de cana. Conforme o relatório, estão registrados 1.086 produtores, sendo que 165 deles trabalham com cachaça e aguardente; 92 apenas com aguardente; e 729 apenas com cachaça. A cachaça mineira ainda desponta e é responsável pela maioria das marcas, com 1680 rótulos registrados.

“A produção de cachaça em Goiás é pequena, mas significativa, dos pontos de vista de qualidade e distribuição. Nós temos centros de produção muito interessantes”, afirma o engenheiro agrônomo da Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater), Robson Luís Morais.

Dia Mundial da Cachaça! Saiba onde celebrar ou comprar a bebida na capital  | Notícias Sou BH

De acordo com ele, grande parte do destilado consumido no Estado e no Distrito Federal (DF) é proveniente das Regiões Sudeste, Nordeste e Sul do Brasil. “O grande desafio é conquistar o nosso próprio mercado e o do DF, local importante por apresentar um capital e poder de compra maior. Mas já estamos apresentando uma produção bastante robusta”, avalia.

A demanda é garantida. A cachaça é a segunda bebida alcoólica mais vendida no País, atrás apenas da cerveja. Em 2018, os brasileiros consumiram 520,9 milhões de litros da “marvada”, o que gerou um faturamento de cerca de R$ 14 bilhões.

A procura internacional também é grande, mais de 60 países importam o produto. Com mercado amplo, a produção de cachaça é uma opção viável inclusive para a agricultura familiar, que encontra no meio rural um time fiel e tradicional de consumidores. Além disso as condições climáticas do Cerrado são favoráveis para o cultivo de cana-de-açúcar, o que propicia ainda mais o investimento.

“Temos alta produtividade de cana no Estado, com solo adequado e fértil, e tecnologias de plantio dominadas pelo segmento de agricultura. As técnicas de fermentação, destilação, engarrafamento e a parte de legalização já são procedimentos oferecidos pela Emater”, salienta Robson.

É possível ingressar no ramo com uma área pequena para a lavoura. Dois a três hectares de terra são capazes de produzir de 20 a 30 mil litros de cachaça, segundo o especialista. Os produtores podem aproveitar ainda uma série de outros produtos derivados da cana-de-açúcar, como melaço e açúcares, e o bagaço pode servir como alimento para o gado.

Do escritório para o alambique

Cachaça de alambique artesanal – Sitio Nova Vida

Em 2015, o engenheiro agrônomo Daniel Augusto Machado, produtor de cachaça assistido pelo Governo de Goiás, por meio da Emater, no município de Uruana, havia se inscrito para fazer um curso de produção de etanol.

A ação também oferecia capacitação em produção de cachaça, mas sua intenção era aprender a trabalhar com combustível. Chegando no local, um contratempo envolvendo os equipamentos acabou inviabilizando o curso de etanol, o levando a realizar a outra oficina. Nascia ali uma história de sucesso e amor pela produção da caninha.

Durante a aula, Daniel conheceu os mecanismos do alambique e utilizou o aparelho para produzir sua própria cachaça. Cada aluno poderia levar uma quantidade do produto para casa e o engenheiro engarrafou sua parte, colando na embalagem o adesivo do logotipo de seu escritório de consultoria a produtores rurais.

O propósito era apenas presentear familiares e amigos, mas todos gostaram tanto que faltou cachaça para quem quis. O engenheiro enxergou uma oportunidade promissora, dando início à fábrica no ano seguinte ao lado dos sócios Marcelo Ribeiro Pereira e José Antônio Pereira.

Cachaça Goiana quer ganhar espaços - Revista Globo Rural | Empreender

“Em Uruana não tinha cachaça de qualidade produzida na cidade. Como eu tenho muito contato com o produtor rural, por causa do meu escritório, sei que esse público geralmente gosta mais de cachaça do que de cerveja”, explica.

Daniel e seus sócios começaram com um alambique de 1.200 litros e poucos implementos. Com o tempo, foram ganhando o mercado, alcançando atualmente uma média de produção de 56 mil litros da bebida por ano, obtido em um ciclo produtivo que vai de junho a setembro.

Para o produtor, uma das dificuldades enfrentadas pelo setor é a questão da legalização. Mesmo havendo produtos de qualidade sem registro, em sua opinião, existem em contrapartida muitas cachaças falsificadas nas prateleiras de mercados e bares.

“Nisso a Emater é fundamental. Se não fosse o Robson (foto) e a assistência técnica, ainda estaríamos engatinhando em termos de registro e produção”, diz. Mercado conquistado, o futuro indica crescimento. Segundo Daniel, há três meses a fábrica está trabalhando na criação de um licor, que já está em fase de registro e deve ser lançado em breve.

Uma dose de história

A família goiana que comanda marca de cachaça há 200 anos - Pequenas  Empresas Grandes Negócios | Alimentação

As primeiras mudas de cana-de-açúcar foram plantadas no brasil pelos portugueses em 1504. Nos anos seguintes, entre 1516 e 1532, começaram a ser erguidos os engenhos para o processamento da cana, sendo o primeiro deles na feitoria de Itamaracá, em Pernambuco. Embora seja impossível apontar com exatidão quando e onde a primeira pinga foi feita, é possível que ela tenha sido destilada nesse período em algum engenho do litoral.

Apesar dos indícios de produção de aguardente de cana no século 16, é somente no século seguinte que se tem o primeiro documento que oferece mais informações sobre as origens do destilado nacional. Está relatado o cálculo de despesas relativas à “augoa ardente”, no livro de contas do Engenho de Nossa Senhora da Purificação de Sergipe do Conde, entre os dias 21 de junho de 1622 e 21 de maio de 1623.

Historiadores apontam que houve, nos anos posteriores, aumento significativo dos alambiques nos engenhos de São Paulo e Pernambuco. Com a descoberta do ouro e pedras preciosas, a cachaça se espalhou de maneira poderosa em Minas Gerais.

Algumas lendas dizem que a cachaça transportada para a região mineira era levada em barris, o que deixava a bebida com coloração amarelada por causa do contato com a madeira. Hoje, observa-se que há um predomínio de produção de cachaças brancas nas áreas litorâneas do país, enquanto que em Minas Gerais os produtores optam por armazenar o destilado em barris.

Na zona rural e urbana, de norte a sul do país, a cachaça é um produto consolidado e popularmente conhecido. Nas últimas décadas, medidas importantes têm contribuído para sua valorização e reconhecimento como patrimônio nacional. Nos anos de 1990, o governo federal legitimou a cachaça como produto tipicamente brasileiro, estabelecendo critérios de fabricação e comercialização.

Fonte: Emater

Mundo Bita anuncia live para os pequenos e grandões; veja dia e horário

“Bom dia. O Sol já nasceu lá na fazendinha…” Você leu cantando né? 

O fenômeno da criançada, Mundo Bita, vai apresentar uma live no dia 17 de maio (domingo), às 17h, no Instagram @danoninhobrasil. O show online faz parte do projeto Danoninho#AniverEmCasa, que promoverá festinhas virtuais nas tardes de domingo, com direito a bolo e parabéns. Dá até pra mandar o nome do pequeno aniversariante para ser lido ao vivo. 

Com mensagens atuais e educativas, o grupo se consagrou entre os personagens mais queridos das crianças brasileiras (e dos pais) a partir de canções lúdicas que abordam o valor das brincadeiras ao ar livre, o contato com a natureza ou com outras crianças, bem como os momentos de carinho e alegria em família.

O filho que mais te irrita é o que mais se parece com você, diz estudo

Sabe aquela pessoa que mais te irrita? Ela pode ser o seu melhor espelho! É o que afirma a psicóloga Marta Segrelles, do Colegio Oficial de Psicólogos de Cataluña, na Espanha no estudo intitulado “O que o incomoda no outro tem a ver com você”.

De acordo com a psicóloga, os seres humanos têm um mecanismo de defesa, que fica em alerta quando uma pessoa atribui a outra pensamentos e atitudes que ela mesma não consegue tolerar, ou seja, projetam nos outros o que não aceitam nelas mesmas. Ou seja, uma situação em que alguém projeta, literalmente, no outro emoções que não consegue aceitar em si mesmo. Isso costuma acontecer porque aceitar essas emoções tiraria o indivíduo de sua zona de conforto, causando ansiedade ou estresse.

Não assumir a responsabilidade pelos aspectos negativos impede a pessoa de melhorar e superar aquilo que provoca incômodos. Porém, para alguns é mais fácil transferir os sentimentos para um fator externo e sentir raiva desse fator externo do que confrontar a realidade.

O estudo mostra ainda que muitas atitudes que as pessoas possuem, foram herdadas dos pais. Desde quando somos crianças, absorvemos o comportamento e jeito de ser de nossos pais, em diferentes situações, e durante a adolescência é que essa ‘absorção’ do jeito de ser fica ainda maior. O desenvolvimento psicológico do filho pode ser afetado pelo estado emocional dos pais.

O filho que mais irrita os pais pode ser exatamente aquele que mais se parece com seus progenitores. A pesquisa revela também que antes da atenção ser toda pro filho, os pais precisam resolver seus próprios problemas e buscar uma evolução interior, entendendo que as crianças não são propriedades do pai e nem da mãe, por isso, precisam tomar as próprias decisões e cometer erros, isso faz parte do processo de aprendizagem pessoal.

O passado é impossível de ser mudado, porém, é reconhecendo o que precisa ser transformado, que um novo futuro acaba se formando. Não julgue, seja tolerante, as pessoas possuem suas próprias individualidades e precisam ser respeitadas por isso, você concordando ou não; avalie o porquê daquilo estar te incomodando no outro.

“Tudo que incomoda você sobre outros seres é apenas uma projeção do que você não resolveu em si mesmo.” – Buda.

Pode ou não pode? Famosos recebem críticas sobre hábito de dar selinho nos filhos

Esta polêmica tem sido cada vez mais disseminada na internet e nas redes sociais. Todo dia vemos fotos de famosos dando uma bitoquinha nos filhos. E logo em seguida, uma chuva de comentários de fofura e de críticas ao mesmo tempo.

Um dos casos mais recentes envolveu a atriz Adriane Galisteu, que recebeu críticas nos comentários da foto de um selinho entre o marido, o empresário Alexandre Iódice, e o filho, Vittorio, de 9 anos. “Aqui a gente dá muito beijo mesmo, aqui a gente não se desgruda, aqui não temos preconceito, aqui só é bem-vindo quem ama”, ela respondeu a um dos seguidores que criticaram a imagem. 

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Adriane Galisteu (@galisteuoficial) em

Será que a maldade está nos olhos de quem vê? Uma cena de carinho entre pais e filhos pode gerar divergências de opiniões. Em novembro do ano passado, o ex-jogador de futebol britânico David Beckham foi muito criticado na internet por dar um selinho na filha Harper, de 7 anos. “Eu realmente fui criticado por beijar minha filha nos lábios no outro dia. Eu beijo todos os meus filhos nos lábios”.

“Eu sou muito carinhoso com as crianças. Foi assim que fui criado e Victoria (Beckham, estilista e mulher do ex-jogador) também, e é assim que estamos criando nossos filhos. Queremos mostrar aos nossos filhos amor e que os estamos protegendo, cuidamos deles e os apoiamos, e somos muito carinhosos com eles”, disse Beckham ao jornal The Mirror.

d6cc71253e168cc291030d51a5f5cb0f.jpg

Foto: John Walton – PA Images / PA Images via Getty Images

Qual é a opinião dos especialistas?

Carol Braga, psicóloga especializada em infância e família, não recomenda que os cuidadores sigam esse costume porque acredita que ele pode, sim, trazer consequências comportamentais. “Muitos pais me questionam dizendo que é uma forma de demonstrar carinho, que não há segundas intenções, mas eu acredito que eles são responsáveis por passar para a criança os papéis que temos em sociedade: de filho, amigo e, quando for adulto, namorado. Temos outras formas de manifestar o amor que não é só pelo beijo na boca”, afirmou em entrevista ao bebê abril. 

Já o psicólogo e pesquisador da comunicação humana da UFMG Cláudio Paixão, doutor em Psicologia Social, não considera o hábito condenável. “Tudo vai depender de como se dá a troca de afeto na família. Se o selinho é naturalizado, não vejo como algo prejudicial. O problema, muitas vezes, está na interpretação de terceiros, que têm um olhar maldoso”, discorre ele, acrescentando uma ponderação: “Devemos lembrar que uma pessoa pode pegar na mão de outra munida de uma conotação sexual muito maior do que a de um beijo na boca”, contestou em entrevista ao jornal o Globo. 

Capa: Via Getty Images

Enel de Goiás é considerada a pior distribuidora de energia do país

A Enel, antiga Celg D, foi considerada a pior distribuidora de energia do país pelo Ranking da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A companhia ficou na 30ª posição por conta de seu desempenho em 2018. Ao todo, os “apagões” contabilizaram cerca de 26 horas no Estado. Mais que o dobro da segunda colocada. É a quinta vez consecutiva que a Enel é considerada a pior do Braisl.

Após a divulgação do resultado, com o intuito de acelerar as melhorias e qualidades no serviço, o governo de Goiás apresentou um plano alternativo emergencial para a Aneel que irá analisar. A agência se comprometeu a discutir com a distribuidora na próxima semana.

Em 2017, a Enel ficou na 33ª posição. Em 2016 na 32ª. O indicador é composto pelo tempo de interrupções no fornecimento de energia (DEC) e pela frequência das interrupções (FEC). O ranking considerou todas as concessionárias do País com mais de 400 mil unidades consumidoras.

No País, os consumidores ficaram, em média, 12,85 horas sem energia em 2018, o que representa uma redução de 10,45% em relação a 2017, quando o brasileiro ficou submetido, em média, a 14,35 horas sem o serviço. O resultado para o DEC no ano passado foi o menor valor histórico para esse indicador e quase atingiu o nível regulatório de 12,72.

Segue a nota da Enel na íntegra enviada ao Curta Mais.

A Enel Distribuição Goiás esclarece que tem alcançado melhorias em seus indicadores de qualidade, medidos pela ANEEL, desde que o Grupo Enel assumiu o controle da distribuidora de energia, em fevereiro de 2017. A duração média das interrupções do fornecimento de energia (DEC), por exemplo, foi reduzida em cerca de 6 horas em dezembro de 2018, em relação a dezembro de 2017 – a melhor duração desde dezembro de 2011. Com relação à frequência média de interrupções (FEC), o número alcançado em 2018 é o melhor da história da companhia. A distribuidora acrescenta ainda que, dos 148 conjuntos elétricos de sua área de concessão, 101 já apresentaram melhoras no DEC e representam 73% do total de clientes atendidos pela empresa em todo o Estado. Além disso, considerando o Desempenho Global de Continuidade apresentado no ranking de 2018, o resultado é o melhor dos últimos 5 anos, o que significa que a Enel Distribuição Goiás está mais próxima do limite ideal estabelecido pela ANEEL.

Em 2017 e 2018, a Enel Distribuição Goiás investiu mais de R$ 1,5 bilhão, volume de recursos que representa bem mais do que o dobro dos cerca de R$ 600 milhões que a antiga CELG D investiu em 2015 e 2016, antes da privatização. Além disso, a distribuidora apresentou em fevereiro deste ano para a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e para o Governo do Estado de Goiás um plano de melhorias para acelerar as iniciativas com foco na qualidade do fornecimento. Os investimentos realizados recentemente e as novas medidas previstas no plano apresentado às autoridades trarão impactos positivos nos indicadores de qualidade da empresa, melhorando também sua performance no ranking de continuidade da Aneel nos próximos anos. A Enel acrescenta que segue comprometida com a melhoria constante da qualidade do fornecimento de energia em sua área de concessão, por meio da modernização e automação da rede.

Pais só recuperam o sono seis anos após nascimento do filho

Um estudo liderado por cientistas da Universidade de Warwick, na Inglaterra, feito com 2541 mães e 2118 pais, comprovou que o sono dos pais só retorna à qualidade e quantidade anteriores após seis anos de nascimento do primeiro filho.

Segundo a pesquisa, as mães são as mais afetadas. Aos três meses após o parto, que é o pior nível, elas tinham um sono com nível de satisfação 1,81 menor (pontuação que poderia variar de 0 a 10) e duração de 62 minutos a menos. A amamentação foi associada com uma ligeira diminuição na satisfação do sono materno (0,72 pontos) e duração (14 minutos).

Já os pais tinham esse nível de satisfação 0,37 pontos menor, e 13 minutos a menos de duração, em média.

Tanto nas mulheres quanto nos homens, a satisfação e a duração do sono não se recuperaram totalmente por até 6 anos após o nascimento do primeiro filho.

Uma dica dos especialistas para diminuir é colocar os pequenos para dormir cedo pode ser essencial para a qualidade de vida dos pais. Em um estudo, o grupo Growing Up In Australia provou que o esforço para as crianças dormirem cedo é válido, já que potencializa a saúde física e mental das mães. Quando os pequenos estão na cama, a mãe tem tempo para cuidar de si.

Imagem: Pixabay

Homem de 27 anos quer processar os pais por ter nascido sem o seu consentimento

Um indiano de 27 anos, Raphael Samuel pretende processar os pais porque eles não perguntaram sobre a sua vontade de nascer.

Nos últimos dias vários canais de mídia repercutem o seu pronunciamento no Facebook pessoal, dizendo que irá avançar com um processo contra os pais por ter nascido sem o seu consentimento. Raphael Samuel não guarda qualquer rancor ao pai e à mãe: “Gosto muito dos meus pais mas eles tiveram-me apenas para terem prazer”, argumenta.

Em entrevista à BBC, o indiano afirmou “Não é que eu esteja infeliz, minha vida é boa, mas não queria estar aqui.”

Participante de um grupo antinatalidade, Samuel defende que as pessoas não deveriam nascer para sofrer. Ele diz que os pais não têm o direito de ter um filho sem o consentimento da criança. “Não fomos perguntados se queríamos nascer […] Nascer não foi sua decisão e você não pode ser responsabilizado por algo que não é uma decisão sua”, diz ele em um vídeo publicado no YouTube.

Assista:

Samuel afirma que “a humanidade não faz sentido”, uma vez que “muitas pessoas estão sofrendo”. “Se a humanidade fosse extinta, a Terra e os animais seriam mais felizes”, afirmou.

Segundo a mãe de Samuel, se ele puder dar “uma explicação racional de como poderia ter consentido seu nascimento, ela aceitará a culpa” e que “está feliz que o filho cresceu destemido e independente”.

 

Sesc Caldas Novas é eleito um dos melhores do Brasil

A unidade de hospedagem Sesc Caldas Novas, fundada em 1978, foi eleita entre as melhores do Brasil pela revista Viagem e Turismo, da Editora Abril. A publicação trouxe, na edição de janeiro, uma lista com as melhores unidades hoteleiras do Sesc no país e elencou as atrações pontuais em cada localidade.

De acordo com a matéria, o Sesc se destaca por proporcionar atividades de lazer e cultura a um preço acessível, sobretudo, para os trabalhadores do comércio, que têm preferência nas reservas. Unidades dos estados de Espírito Santo, Santa Catarina, Ceará, Minas Gerais, entre outros, também foram citados na publicação.

Conforme a revista, a unidade de Caldas Novas, com um total de 309 apartamentos, tem atrações para toda família, além do atrativo ímpar, as águas termais, que todos os anos atraem milhares de turistas para a cidade. Com uma área superior a 250 mil metros quadrados, a unidade tem um amplo parque aquático e um espaço cultural, que recebe atrações durante todo o ano, além de trilha ecológica, pista de cooper, capela ecumênica, sala de leitura com computadores, sala de ginástica, campo e quadras esportivas, ginásio, entre outras atrações.

Em Goiás, o Sesc possui outra unidade de hospedagem, a Pousada Sesc Pirenópolis, que está localizada em um outro destino turístico muito procurado no estado, a poucos quilômetros de Goiânia (129km) e Brasília (150km). A pousada Sesc Pirenópolis fica pertinho do centro histórico e de lazer do município e conta com estrutura para descanso e lazer, com quartos amplos, lanchonete, sauna, churrasqueiras e ampla área verde.

As solicitações de reservas para ambas as unidades podem ser feitas via internet, no site do Sesc Goiás, com até quatro meses de antecedência da data desejada. Há também a opção de realizar as reservas diretamente nas unidades do Sesc em Goiás, desde que a hospedagem seja para o mês ou no próximo.

41faf587a553aaa8c417eac5b4e40006.jpeg8d1bbe059e8a295ccf28c18d84c04b6e.jpeg185f55ac44ab904872a0bd7a99b47d50.jpeg

Imagens: Divulgação

Quem deixou meus pais envelhecerem?

Meus pais não são velhos.

Quer dizer, velho é um conceito relativo.

Aos olhos da minha avó, são muito moços.

Aos olhos dos amigos deles, são normais.

Aos olhos das minhas sobrinhas, são muito velhos.

Aos meus olhos, estão envelhecendo.

Não sei se lentamente, se rápido demais ou se no tempo certo.

Mas sempre me causando alguma estranheza.

Lembro-me de quando minha mãe completou 60 anos. Aquele número me assustou.

Os 59 não pareciam muito, mas os 60 pareciam um rolo compressor que se aproximava.

Daqui uns anos ela fará seus 70 e eu espero não tomar um susto tão grande dessa vez.

Afinal, são apenas números.

Parece-me que a maior dificuldade é aprendermos a conciliar nosso espírito de filho adulto com o progressivo envelhecimento deles.

Estávamos habituados à falsa ideia que reina no peito de toda criança de que eles eram invencíveis.

As gripes deles não eram nada, as dores deles não eram nada.

As nossas é que eram graves, importantes e urgentes.

E de repente o quadro se inverte.

Começamos a nos preocupar- frequentemente de forma exagerada- com tudo o que diz respeito a eles.

A simples tosse deles já nos parece um estranho sintoma de uma doença grave e não uma mera reação à poeira.

Alguns passos mais lentos dados por eles já não nos parecem calma, mas sim uma incômoda limitação física.

Uma conta não paga no dia do vencimento nos parece fruto de esquecimento e desorganização e não um simples atraso como tantos dos nossos.

Num dado momento já não sabemos se são eles que estão de fato vivendo as sequelas da velhice que se aproxima ou se somos nós que estamos excessivamente tensos, por começarmos a sentir o indescritível medo da hipótese de perdê-los- mesmo que isso ainda possa levar 30 anos.

Frequentemente nos irritamos com nossos pais, como se eles não estivessem tendo o comportamento adequado ou como se não se esforçassem o bastante para manterem-se jovens, vigorosos e ativos, como gostaríamos que eles fossem eternos.

De vez em quando esbravejamos e damos broncas neles como se estivéssemos dentro de um espelho invertido da nossa infância.

Na verdade, imagino eu, nossa fúria não é contra eles.

É contra o tempo.

O mesmo tempo que cura, ensina e resolve é o tempo que avança como ameaça implacável.

A nossa vontade é gritar “Chega, tempo! Já basta!

60 já está bom!

65 no máximo!

70, não mais do que isso!

Não avance, não avance mais!”.

E, erroneamente, canalizamos nos nossos pais esse inconformismo.

O fato é que às vezes a lentidão, o esquecimento e as limitações são, de fato, frutos da idade.

Outras vezes são apenas frutos da rotina, tão naturais quanto os nossos equívocos.

Seja qual for a circunstância, eles nunca merecem ter que lidar com a nossa angústia.

Eles já lidaram com os nossos medos todos de monstros, de palhaços, de abelhas, de escuro, de provas de matemática ao longo da vida.

Eles nos treinaram, nos fortaleceram, nos tornaram adultos.

E não é justo que logo agora eles tenham que lidar com as nossas frustrações.

Eles merecem que sejamos mais generosos agora.

Mais paciência e menos irritação.

Menos preocupação e mais apoio.

Mais companheirismo e menos acusações.

Menos neurose e mais realismo.

Mais afeto e menos cobranças.

Eles só estão envelhecendo.

E sabe do que mais?

Nós também.

E é melhor fazermos isso juntos, da melhor forma.

POR RUTH MANUS