Inscrições abertas em premiação que promove mulheres artistas de Goiás

Com o objetivo de valorizar e promover a produção artística feminina em Goiás, a primeira edição do Prêmio RevelArtes: Mulheres em Cena está com inscrições abertas a partir dessa segunda-feira (20/05). A iniciativa, realizada pela Associação Cultura, Cidade e Arte, em parceria com a Plano V Eventos e Cultura e o Grupo Bastet, é destinada a mulheres cis ou trans que atuam em diversas áreas artísticas (teatro, dança, artes visuais, cultura popular, artesanato, música, literatura, performance, circo ou audiovisual) e residem em Goiás há pelo menos três anos.

O objetivo da premiação é dar visibilidade à produção artística feminina em Goiás, estimular o debate sobre a arte das mulheres na sociedade, valorizar e fortalecer mulheres artistas independentes na cena cultural goiana, revelar novos talentos femininos, produzir conteúdo virtual de arte feminina em diferentes linguagens e promover a cooperação entre os setores artístico e acadêmico.

As inscrições, gratuitas, podem ser feitas até 20/06/2024 pelo site. Três artistas serão premiadas, uma de Goiânia, uma da Região Metropolitana de Goiânia (RMG) e uma dos demais municípios de Goiás, cada uma recebendo R$1,5 mil e participando de um vídeo de 20 min, destacando sua trajetória e processo criativo. As vencedoras também participarão da premiação ao vivo e de uma discussão aberta sobre questões relacionadas à arte feminina. Tudo por meio do site, redes sociais e pelo canal do YouTube da Associação Cultura Cidade e Arte

A seleção será feita por uma comissão avaliadora que escolherá três finalistas de cada categoria, totalizando nove artistas. As vencedoras serão definidas por votação popular no site do prêmio. A premiação será transmitida ao vivo e contará com uma discussão aberta sobre arte feminina.

 

Mulheres na arte

O Prêmio RevelArtes: Mulheres em Cena foi idealizado por Márcia Pelá, presidente da Associação Cultura Cidade e Arte, e pela pesquisadora Daisy Caetano, com apoio de Patrícia Vieira e Marijara de Lima. O projeto visa promover a arte feminina feita em Goiás por mulheres cis ou trans, abordando questões de religiosidade, sociedade cisnormativa, racista e elitista. Márcia Pelá destaca a falta de visibilidade dessas artistas devido à estrutura patriarcal, enquanto Daisy Caetano acredita que a premiação estimulará a percepção do papel libertador da arte e a reflexão social.

 

Cultura, Cidade e Arte

A Associação Cultura, Cidade e Arte é uma ONG independente, apartidária e sem fins lucrativos, que visa a descentralização do conhecimento e a promoção de uma sociedade inclusiva e justa. Atua em parceria com setores públicos e privados, realizando eventos, cursos e ações experimentais. Entre seus projetos destacam-se o Festival de Artes de Goiás, a Mostra Multicultural Milton Santos e o projeto SBPC Vai à Escola. Em 2022, lançou a websérie “Revelartes: Mulheres em Cena”, destacando três artistas goianas e promovendo a visibilidade de outras mulheres da zona rural, periferia metropolitana e capital.

Receba no seu WhatsApp as melhores dicas da cidade e as notícias mais interessantes em primeira mão!

Batalha de Breaking em Goiânia oferece prêmio de até 4,5 mil; saiba como participar

Festival Nacional de Breaking‘, que acontecerá no próximo sábado (27) e no domingo (28), a partir das 14h, no Centro Cultural Martim Cererê, em Goiânia. Tem apoio do Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), realiza a sexta edição do ‘Shock Frontal. A entrada é gratuita.

O evento reúne b-boys e b-girls que irão competir em batalhas de breaking com premiação de R$ 4,5 mil para o primeiro lugar e R$ 2,5 mil para o segundo. Quem desejar participar da batalha pode demonstrar interesse no local do evento até as 16h de sábado (27). O participante não precisa ser profissional ou ter o nome reconhecido. Não haverá cobrança na inscrição.

Breaking goiania

Foto: divulgação

Além da batalha de breaking, o público pode aproveitar mostras de grafite ao vivo, mostras old school (estilos anos 70 e 80), música com DJs convidados e apresentações de rimas. Os apresentadores são Mc Thom e Mc Roni Cezar. Já os Djs, serão Ricoold, Nay e Mark James.

Encontro da cultura Hip Hop

Segundo os organizadores do festival, Antônia Adriana Neves do Nascimento, da Drika Produções, e Warlendhon Mendes Pinto, da Igare Brazil, o evento fortalece a cultura Hip Hop local e nacional, interagindo com diferentes públicos.

“Organizamos uma programação bem bacana, que traz conhecimento, aprendizado e que produz um encontro no formato de festa”, explicam os organizadores.

Campanha de arrecadação de leite

O evento vai arrecadar litros de leite destinados à Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), onde posteriormente, serão distribuídos para instituições sociais.

“O festival tem entrada gratuita, mas quem puder levar um litro de leite vai ajudar muito aqueles com maior necessidade”, destacam os organizadores.

Quina: prêmio acumula em mais de R$ 18 milhões

O concurso 6369 da Quina surpreendeu os participantes ao acumular um prêmio tentador, ultrapassando a marca dos R$ 18 milhões. Confira o resultado.

Com os números 13-21-39-55-67 sorteados, nenhum apostador conquistou a tão almejada quina. Contudo, 84 apostas brilharam com quatro acertos, garantindo a cada vencedor um prêmio de R$ 7.726,00.

Além disso, 6.617 apostas com três números certos foram contempladas com R$ 93,40 cada. As apostas de dois acertos, por sua vez, proporcionaram R$ 3,76 para 163.200 sortudos.

O próximo concurso, marcado para terça-feira, oferecerá aos participantes a oportunidade de concorrer ao prêmio estimado em R$ 18,2 milhões.

Se você busca participar desse emocionante sorteio, confira as informações sobre como apostar, os custos envolvidos e as chances de conquistar o prêmio máximo.

 

Como Participar do Próximo Sorteio da Quina?

Seja em uma lotérica credenciada ou no site oficial da Caixa, você pode escolher de cinco a 15 números de 1 a 80.

As apostas devem ser registradas até uma hora antes do sorteio, ou seja, até as 19h (horário de Brasília) do dia do concurso.

 

Quanto Custa a Aposta da Quina?

O valor mínimo para apostar é de R$ 2,50 (cinco números), podendo atingir pouco mais de R$ 7,5 mil (quinze números).

No site, a compra mínima em uma sessão virtual é de R$ 30, incluindo jogos em outras loterias.

 

Chance de Ganhar o Prêmio Máximo da Quina

Com a aposta mínima de R$ 2,50 (cinco números), a chance de acertar todas as dezenas e levar o maior prêmio é de uma em 24 milhões.

Ao adicionar uma dezena ao jogo, o custo da aposta sobe para R$ 15, mas as chances aumentam para uma em quatro milhões.

 

Bolão Oficial da Quina

Para aqueles que preferem apostar em grupo, o bolão oferece essa possibilidade com custos a partir de R$ 12,50.

A Caixa permite a participação de duas a 50 cotas nessa modalidade, com uma cota mínima de R$ 3,50 por participante.

Dessa forma, os jogadores podem compartilhar a emoção do sorteio e multiplicar as chances de sucesso.

 

 

Leia Também

Marcelo Albuquerque, fundador do guia Curta Mais, recebe Título de Cidadão Goiano

Correios abrem inscrições para Concurso Internacional de Cartas com prêmio de R$ 10 mil

Países na Europa super econômicos para fugir do tradicional

Conheça a cidade que é um pedacinho da Itália em Goiás

Chapada Week: tudo sobre o evento que oferece descontos imperdíveis na Chapada dos Veadeiros

 

Como jogar

Concorra a prêmios grandiosos com a Quina: basta marcar de 5 a 15 números dentre os 80 disponíveis no volante e torcer. Caso prefira o sistema pode escolher os números para você através da Surpresinha.

Ganham prêmios os acertadores de 2, 3, 4 ou 5 números. Você ainda pode concorrer com a mesma aposta por 3, 6, 12, 18 ou 24 concursos consecutivos com a Teimosinha.

Sorteios

São 6 sorteios semanais: de segunda-feira a sábado, às 20h.

Premiação

O prêmio bruto corresponde a 43,35% da arrecadação. Deste valor:

  • 35% são distribuídos entre os acertadores dos 5 números,
  • 15% entre os acertadores de 4 números,
  • 10% entre os acertadores de 3 números,
  • 10% entre os acertadores de 2 números e
  • 15% acumulam para os acertadores dos 5 números da Quina de São João.

15% acumulam para a 1ª faixa dos concursos da quina de final 5 e do concurso especial de junho de cada ano.

Não havendo acertador em qualquer faixa de premiação, os valores acumulam para o concurso seguinte, nas respectivas faixas.

O valor destinado ao pagamento dos prêmios do concurso especial de junho (Quina de São João) de cada ano tem a seguinte distribuição:

  • a) 1.ª faixa – 65% rateados entre as apostas que contiverem 5 prognósticos certos – quina;
  • b) 2.ª faixa – 15% rateados entre as apostas que contiverem 4 prognósticos certos – quadra;
  • c) 3.ª faixa – 10% rateados entre as apostas que contiverem 3 prognósticos certos – terno;
  • d) 4.ª faixa – 10% rateados entre as apostas que contiverem 2 prognósticos certos – duque.

A 1.ª faixa de premiação – quina – no concurso especial, tem a seguinte composição:

  • a) 65% do valor destinado a prêmios;
  • b) total acumulado para o concurso especial de junho;
  • c) total acumulado do concurso anterior, quando houver.

Apostas

O preço da aposta com 5 números é de R$ 2,50. Quanto mais números marcar, maior o preço da aposta e maiores as chances de ganhar.

Acumulação

Não existindo aposta premiada, em concurso regular, na 1ª, 2ª, 3ª ou 4º faixa(s), o(s) valor(es) acumula(m) para o concurso seguinte, na 1ª faixa de premiação.

Correios abrem inscrições para Concurso Internacional de Cartas com prêmio de R$ 10 mil

As inscrições para a 53ª edição do Concurso Internacional de Redação de Cartas, promovido pelos Correios no Brasil, estão oficialmente abertas.

Escolas públicas e privadas de todo o país têm até o dia 22 de março de 2024 para inscrever seus estudantes de até 15 anos nessa competição que desafia a criatividade e a expressão escrita.

O tema deste ano, escolhido pela União Postal Universal (UPU), é instigante: “Escreva uma carta para as futuras gerações sobre o mundo que você gostaria que elas herdassem”.

Essa temática não apenas incentiva a reflexão sobre o futuro, mas também destaca a importância da escrita e da alfabetização no desenvolvimento de crianças e adolescentes.

 

O Concurso e suas Fases

Promovido anualmente pela UPU, agência especializada da ONU para coordenação de políticas postais internacionais, o concurso brasileiro, organizado pelos Correios, percorre três fases: escolar, estadual e nacional.

Na etapa escolar, as instituições de ensino têm a responsabilidade de selecionar até duas redações representativas entre seus alunos. Essas redações competirão a nível estadual, e as melhores avançarão para a fase nacional.

 

Premiação e Reconhecimento

O(a) estudante autor(a) da melhor redação na fase nacional receberá um prêmio em dinheiro de R$ 10 mil, enquanto sua escola será contemplada com R$ 10,5 mil.

Os segundos e terceiros colocados também serão premiados, incentivando o desenvolvimento da escrita e a participação ativa das escolas no processo educacional.

Na fase regional, o(a) autor(a) da melhor redação será premiado com R$ 2,3 mil, e sua escola receberá R$ 2,5 mil.

Na última edição, em 2023, o concurso contou com a participação de 1.309 escolas, totalizando 2.482 cartas enviadas. O destaque foi a carta de Edinayana Costa Sarmento, aluna da escola pública C.E. EM Presidente Fernando Henrique, de Monte Alegre, no Pará, que recebeu menção honrosa.

O Brasil, ao vencer a etapa internacional em 2023, evidenciou a qualidade das redações produzidas por estudantes brasileiros, reforçando a importância do concurso como plataforma para expressão e reconhecimento de talentos.

 

Leia Também

Marcelo Albuquerque, fundador do guia Curta Mais, recebe Título de Cidadão Goiano

 

Correios: Agentes Públicos Comprometidos com a Educação e a Responsabilidade Social

Os Correios, como agentes públicos do governo federal, consolidam seu comprometimento com a educação e a responsabilidade social por meio de iniciativas como o Concurso Internacional de Redação de Cartas.

Ao estimular a expressão criativa e o desenvolvimento linguístico, a estatal reforça seu papel ativo na formação de jovens brasileiros.

Para mais detalhes e orientações sobre as inscrições, visite a página oficial do concurso no site dos Correios. Participe e faça parte dessa jornada que valoriza a escrita, a expressão e o futuro das novas gerações.

 

Correios

Os Correios são uma empresa estatal de serviço postal, fundada no Rio de Janeiro, em 1663. Entretanto, sua história é comumente relacionada à do próprio país, a começar pela carta de Pero Vaz de Caminha para o então Rei de Portugal, D. Manuel I, em 1500.

Na época da colonização brasileira, as cartas eram o principal meio de comunicação. Ou seja, os serviços postais já existiam no Brasil, mas só foram oficializados 163 anos depois, com a instituição do ofício de Correio-Mor no Rio de Janeiro, executado de forma independente à Coroa.

Era tarefa do Correio-Mor e seus assistentes, os “carteiros” da fase colonial, cuidar da correspondência entre colônia e metrópole. Entretanto, fazer o mesmo internamente chegou a ser proibido, devido ao medo de vazamento de informações sobre a exploração mineira. Foi só em 1797, com a reestatização dos Correios, que o envio de cartas dentro do país foi legalizado.

A partir de então, começaram diversas reformas a fim de formalizar o serviço postal, com os primeiros selos, caixas de coleta, distribuição domiciliária e serviço telegráfico. Pouco depois, os Correios fizeram parte de outro marco histórico, com a entrega das cartas relacionadas ao processo de Independência.

Nos cem anos entre 1900 e 2000, um dos principais acontecimentos foi o lançamento do Serviço de Encomenda Expressa Nacional (SEDEX). E também a fundação da atual representante dos Correios, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), responsável por implementar o Código de Endereçamento Postal (CEP).

Já nas décadas seguintes, dois novos modelos de entrega foram lançados. O primeiro foi o PAC, econômico porém de entrega não expressa. E depois veio o e-Sedex, que era voltado para o e-commerce e unia valor acessível e agilidade, mas foi extinto em 2017.

Em 2020, o governo iniciou um projeto de privatização dos correios que ainda está em andamento. No mesmo ano, a empresa lucrou R$ 1,53 bilhões, estava presente em mais de 5,5 mil municípios e tinha quase 100 mil funcionários.

Grammy 2024: confira os vencedores da premiação musical

A 66.ª edição do Grammy, que ocorreu no domingo, 4, marcou um novo recorde na carreira de Taylor Swift. A artista, que ganhou na principal categoria da noite, a de Álbum do Ano, se tornou o primeiro artista na história da premiação a ganhar quatro vezes nesta categoria, um feito jamais alcançado por ninguém.

A premiação contou com número recorde de indicações femininas nas categorias mais importantes, como gravação do ano, com sete indicadas: SZA, Miley Cyrus, Billie Eilish, Victoria Monét, Taylor Swift, Olivia Rodrigo, além do trio indie feminino Boygenius. O único homem na categoria foi o pianista Jon Batiste.

As mulheres também foram as principais atrações dos shows da cerimônia, com apresentações de Joni Mitchell, SZA (liderando com nove indicações), Billie Eilish, Olivia Rodrigo e Dua Lipa. Também fizeram shows Billy Joel, o rapper Travis Scott, o cantor country Luke Combs e o nigeriano Burna Boy.

A cerimônia também deu a volta por cima e entregou uma das melhores edições de sua história, seja pelas apresentações históricas que levou ao palco, como de Stevie Wonder, Joni Mitchell, Billy Joel e Tracy Chapman, seja pelo número recorde de troféus entregues para mulheres e artistas negros.

Desta forma, a cerimônia do Grammy superou em muito as duas últimas e chatíssimas edições. Na de 2022, ainda tomada por precauções da Covid, a festa quase não contou com bons convidados.

Já a de 2023 pecou em não dar o mais importante prêmio da noite, o de álbum do ano, para Beyoncé, a artista mais premiada da história, com 32 troféus, mas nenhum nesta categoria (erro lembrado neste ano por seu marido, Jay Z, que discursou ao receber o gramofone de impacto global).

Confira a lista dos indicados, com os vencedores já anunciados até o momento em negrito:

Álbum do Ano

Jon Batiste – World Music Radio

boygenius – The Record

Miley Cyrus – Endless Summer Vacation

Lana Del Rey – Did You Know That There’s a Tunnel Under Ocean Blvd

Janelle Monáe – The Age of Pleasure

Olivia Rodrigo – Guts

Taylor Swift –Midnights (VENCEDOR)

SZA – SOS

 

Gravação do Ano

Jon Batiste – Worship

boygenius – Not Strong Enough

Miley Cyrus – Flowers (VENCEDOR)

Billie Eilish – What Was I Made For?

Victoria Monét – On My Mama

Olivia Rodrigo – Vampire

Taylor Swift – Anti-Hero

SZA – Kill Bill

 

Música do Ano

Lana Del Rey – A&W

Taylor Swift – Anti-Hero

Jon Batiste – Butterfly

Dua Lipa – Dance the Night

Miley Cyrus – Flowers

SZA – Kill Bill

Olivia Rodrigo – Vampire

Billie Eilish – What Was I Made For? (VENCEDOR)

 

Artista Revelação

Gracie Abrams

Fred again..

Ice Spice

Jelly Roll

Coco Jones

Noah Kahan

Victoria Monét (VENCEDOR)

The War and Treaty

 

Melhor Álbum Vocal de Pop

Kelly Clarkson – Chemistry

Miley Cyrus – Endless Summer Vacation

Olivia Rodrigo – Guts

Ed Sheeran – – (Subtract)

Taylor Swift – Midnights (VENCEDOR)

 

Melhor performance solo de pop

Miley Cyrus – Flowers (VENCEDOR)

Doja Cat – Paint the Town Red

Billie Eilish – What Was I Made For?

Olivia Rodrigo – Vampire

Taylor Swift – Anti-Hero

 

Melhor Performance Pop de dupla ou grupo

Miley Cyrus featuring Brandi Carlile – Thousand Miles

Lana Del Rey featuring Jon Batiste – Candy Necklace

Labrinth featuring Billie Eilish – Never Felt So Alone

Taylor Swift featuring Ice Spice – Karma

SZA featuring Phoebe Bridgers – Ghost in the Machine (VENCEDOR)

 

Melhor Gravação de Pop/Dance

David Guetta, Anne-Marie, Coi Leray – Baby Don’t Hurt Me

Calvin Harris featuring Ellie Goulding – Miracle

Kylie Minogue – Padam Padam (VENCEDOR)

Bebe Rexha and David Guetta – One in a Million

Troye Sivan – Rush

 

Melhor álbum tradicional de pop vocal

Liz Callaway – To Steve With Love: Liz Callaway Celebrates Sondheim

Rickie Lee Jones – Pieces of Treasure

Laufey – Bewitched (VENCEDORA)

Pentatonix – Holidays Around the World

Bruce Springsteen – Only the Strong Survive

Various Artists – Sondheim Unplugged (The NYC Sessions), Vol. 3

 

Melhor álbum de música Dance/Eletrônica

James Blake – Playing Robots Into Heaven

The Chemical Brothers – For That Beautiful Feeling

Fred Again.. – Actual Life 3 (January 1 – September 9 2022) (VENCEDOR)

Kx5 – Kx5

Skrillex – Quest for Fire

 

Melhor Gravação de Dance/Eletrônica

Aphex Twin – Blackbox Life Recorder 21F

James Blake – Loading

Disclosure – Higher Than Ever Before

Romy and Fred Again.. – Strong

Skrillex, Fred Again.., Flowdan – Rumble (VENCEDOR)

 

Melhor álbum de rock

Foo Fighters – But Here We Are

Greta Van Fleet – Starcatcher

Metallica – 72 Seasons

Paramore – This Is Why (VENCEDOR)

Queens of the Stone Age – In Times New Roman…

 

Melhor música de rock

The Rolling Stones – Angry

Olivia Rodrigo – Ballad of a Homeschooled Girl

Queens of the Stone Age – Emotion Sickness

boygenius – Not Strong Enough (VENCEDOR)

Foo Fighters – Rescued

 

Melhor performance de metal

Disturbed – Bad Man

Ghost – Phantom of the Opera

Metallica – 72 Seasons (VENCEDOR)

Slipknot – Hive Mind

Spiritbox – Jaded

 

Melhor performance de Música Alternativa

Alvvays – Belinda Says

Arctic Monkeys – Body Paint

boygenius – Cool About It

Lana Del Rey – A&W

Paramore – This Is Why (VENCEDOR)

 

Melhor Álbum de Música Alternativa

Arctic Monkeys – The Car

boygenius – The Record (VENCEDOR)

Lana Del Rey – Did You Know That There’s a Tunnel Under Ocean Blvd

Gorillaz – Cracker Island

PJ Harvey – I Inside the Old Year Dying

 

Melhor performance de R&B

Chris Brown – Summer Too Hot

Robert Glasper featuring SiR and Alex Isley – Back to Love

Coco Jones – ICU (VENCEDOR)

Victoria Monét – How Does It Make You Feel

SZA – Kill Bill

 

Melhor álbum de R&B

Babyface – Girls Night Out

Coco Jones – What I Didn’t Tell You (Deluxe)

Emily King – Special Occasion

Victoria Monét – Jaguar II (VENCEDOR)

Summer Walker – Clear 2: Soft Life EP

 

Melhor música de R&B

Halle – Angel

Robert Glasper featuring SiR and Alex Isley – Back to Love

Coco Jones – ICU

Victoria Monét – On My Mama

SZA – Snooze (VENCEDOR)

 

Melhor performance tradicional de R&B

Babyface featuring Coco Jones – Simple

Kenyon Dixon – Lucky

Victoria Monét featuring Earth, Wind and Fire, and Hazel Monét – Hollywood

PJ Morton featuring Susan Carol – Good Morning (VENCEDOR)

SZA – Love Language

 

Melhor álbum de R&B progressivo

6lack – Since I Have a Lover

Diddy – The Love Album: Off the Grid

Terrace Martin and James Fauntleroy – Nova

Janelle Monáe – The Age of Pleasure

SZA – SOS (VENCEDOR)

 

Melhor álbum de rap

Drake and 21 Savage – Her Loss

Killer Mike – Michael (VENCEDOR)

Metro Boomin – Heroes and Villains

Nas – King’s Disease III

Travis Scott – Utopia

 

Melhor música de rap

Doja Cat – Attention

Nicki Minaj and Ice Spice featuring Aqua – Barbie World

Lil Uzi Vert – Just Wanna Rock

Drake and 21 Savage – Rich Flex

Killer Mike featuring André 3000, Future, Eryn Allen Kane – Scientists and Engineers (VENCEDOR)

 

Melhor performance de rap

Baby Keem featuring Kendrick Lamar – The Hillbillies

Black Thought – Love Letter

Drake and 21 Savage – Rich Flex

Killer Mike featuring André 3000, Future, Eryn Allen Kane – Scientists and Engineers (VENCEDOR)

Coi Leray – Players

 

Melhor performance de rap melódico

Burna Boy featuring 21 Savage – Sittin’ On Top of the World

Doja Cat – Attention

Drake and 21 Savage – Spin Bout U

Lil Durk featuring J. Cole – All My Life (VENCEDOR)

SZA – Low

 

Melhor álbum de jazz alternativo

Arooj Aftab, Vijay Iyer, Shahzad Ismaily – Love in Exile

Louis Cole – Quality Over Opinion

Kurt Elling, Charlie Hunter, SuperBlue – SuperBlue: The Iridescent Spree

Cory Henry – Live at the Piano

Meshell Ndegeocello – The Omnichord Real Book (VENCEDOR)

 

Melhor álbum de country

Kelsea Ballerini – Rolling Up the Welcome Mat

Brothers Osborne – Brothers Osborne

Zach Bryan – Zach Bryan

Tyler Childers – Rustin’ in the Rain

Lainey Wilson – Bell Bottom Country (VENCEDOR)

 

Melhor performance solo de country

Tyler Childers – In Your Love

Brandy Clark – Buried

Luke Combs – Fast Car

Dolly Parton – The Last Thing on My Mind

Chris Stapleton – White Horse (VENCEDOR)

 

Melhor performance duo ou grupo de country

Dierks Bentley featuring Billy Strings – High Note

Brothers Osborne – Nobody’s Nobody

Zach Bryan featuring Kacey Musgraves – I Remember Everything (VENCEDOR)

Vince Gill and Paul Franklin – Kissing Your Picture (Is So Cold)

Jelly Roll With Lainey Wilson – Save Me

Carly Pearce featuring Chris Stapleton – We Don’t Fight Anymore

 

Melhor performance de american roots

Jon Batiste – Butterfly

Blind Boys of Alabama – Heaven Help Us All

Madison Cunningham – Inventing the Wheel

Rhiannon Giddens – You Louisiana Man

Allison Russell – Eve Was Black (VENCEDOR)

 

Melhor performance de Americana

Blind Boys of Alabama – Friendship

Tyler Childers – Help Me Make It Through the Night

Brandy Clark featuring Brandi Carlile – Dear Insecurity (VENCEDOR)

Jason Isbell and the 400 Unit – King of Oklahoma

Allison Russell – The Returner

 

Melhor música de american roots

The War and Treaty – Blank Page

Billy Strings featuring Willie Nelson – California Sober

Jason Isbell and the 400 Unit – Cast Iron Skillet (VENCEDOR)

Brandy Clark featuring Brandi Carlile – Dear Insecurity

Allison Russell – The Returner

 

Melhor álbum Americana

Brandy Clark – Brandy Clark

Rodney Crowell – The Chicago Sessions

Rhiannon Giddens – You’re the One

Jason Isbell and the 400 Unit – Weathervanes (VENCEDOR)

Allison Russell – The Returner

 

Melhor álbum de bluegrass

Sam Bush – Radio John: Songs of John Hartford

Michael Cleveland – Lovin’ of the Game

Mighty Poplar – Mighty Poplar

Willie Nelson – Bluegrass

Billy Strings – Me/And/Dad

Molly Tuttle and Golden Highway – City of Gold (VENCEDOR)

 

Melhor álbum de blues tradicional

Eric Bibb – Ridin’

Mr. Sipp – The Soul Side of Sipp

Tracy Nelson – Life Don’t Miss Nobody

John Primer – Teardrops for Magic Slim Live at Rosa’s Lounge

Bobby Rush – All My Love for You (VENCEDOR)

 

Melhor álbum de blues contemporâneo

Samantha Fish and Jesse Dayton – Death Wish Blues

Ruthie Foster – Healing Time

Christone Kingfish Ingram – Live in London

Larkin Poe – Blood Harmony (VENCEDOR)

Bettye LaVette – LaVette!

 

Melhor álbum folk

Dom Flemons – Traveling Wildfire

The Milk Carton Kids – I Only See the Moon

Joni Mitchell – Joni Mitchell at Newport (Live) (VENCEDOR)

Nickel Creek – Celebrants

Old Crow Medicine Show – Jubilee

Paul Simon – Seven Psalms

Rufus Wainwright – Folkocracy

 

Melhor álbum pop latino

Pablo Alborán – La Cuarta Hoja

AleMor – Beautiful Humans, Vol. 1

Paula Arenas – A Ciegas

Pedro Capó – La Neta

Maluma – Don Juan

Gaby Moreno – X Mí (Vol. 1) (VENCEDOR)

 

Melhor álbum de Música Urbana

Rauw Alejandro – Saturno

Karol G – Mañana Será Bonito (VENCEDOR)

Tainy – Data

 

Melhor álbum de rock latino ou álbum alternativo

Cabra – Martínez

Diamante Eléctrico – Leche De Tigre

Juanes – Vida Cotidiana (EMPATE)

Natalia Lafourcade – De Todas Las Flores (EMPATE)

Fito Paez – EADDA9223

 

Melhor álbum de Música Mexicana

Ana Bárbara – Bordado a Mano

Lila Downs – La Sánchez

Flor de Toloache – Motherflower

Lupita Infante – Amor Como en las Películas de Antes

Peso Pluma – Génesis (VENCEDOR)

 

Melhor álbum latino tropical

Rubén Blades Con Roberto Delgado & Orquesta – Siembra: 45o Aniversario (En Vivo en el Coliseo de Puerto Rico, 14 de Mayo 2022) (VENCEDOR)

Luis Figueroa – Voy a Ti

Grupo Niche y Orquesta Sinfónica Nacional de Colombia – Niche Sinfónico

Omara Portuondo – VIDA

Tony Succar, Mimy Succar – MIMY & TONY

Carlos Vives – Escalona Nunca Se Había Grabado Así

 

Melhor performance música global

Arooj Aftab, Vijay Iyer & Shahzad Ismaily – Shadow Forces

Burna Boy – Alone

Davido – Feel

Silvana Estrada – Milagro y Desastre

Falu & Gaurav Shah (Featuring PM Narendra Modi) – Abundance in Millets

Béla Fleck, Edgar Meyer & Zakir Hussain featuring Rakesh Chaurasia – Pashto (VENCEDOR)

Ibrahim Maalouf featuring Cimafunk & Tank and the Bangas – Todo Colores

 

Melhor álbum de música global

Susana Baca – Epifanías

Bokanté – History

Burna Boy – I Told Them…

Davido – Timeless

Shakti – This Moment (VENCEDOR)

 

Melhor performance de música africana

Asake and Olamide – Amapiano

Burna Boy – City Boys

Davido featuring Musa Keys – Unavailable

Ayra Starr – Rush

Tyla – Water (VENCEDOR)

 

Melhor álbum de reggae

Buju Banton – Born for Greatness

Beenie Man – Simma

Collie Buddz – Cali Roots Riddim 2023

Burning Spear – No Destroyer

Julian Marley and Antaeus – Colors of Royal (VENCEDOR)

 

Melhor Trilha Sonora para Mídia Visual

Nicki Minaj and Ice Spice featuring Aqua – Barbie World

Dua Lipa – Dance the Night

Ryan Gosling – I’m Just Ken

Rihanna – Lift Me Up

Billie Eilish – What Was I Made For? (VENCEDOR)

 

Melhor trilha sonora para mídia visual (incluindo filmes e televisão)

Mark Ronson and Andrew Wyatt – Barbie

Ludwig Göransson – Black Panther: Wakanda Forever

John Williams – The Fabelmans

John Williams – Indiana Jones and the Dial of Destiny

Ludwig Göransson – Oppenheimer (VENCEDOR)

 

Melhor álbum de comédia

Trevor Noah – I Wish You Would

Wanda Sykes – I’m an Entertainer

Chris Rock – Selective Outrage

Sarah Silverman – Someone You Love

Dave Chappelle – What’s in a Name? (VENCEDOR)

 

Melhor gravação de audiobook, narração ou contação de histórias

Meryl Streep – Big Tree

William Shatner – Boldly Go: Reflections on a Life of Awe and Wonder

Rick Rubin – The Creative Act: A Way of Being

Senator Bernie Sanders – It’s OK To Be Angry About Capitalism

Michelle Obama – The Light We Carry: Overcoming In Uncertain Times (VENCEDOR)

 

Melhor compilação de trilha sonora para mídia visual

Daisy Jones and the Six – Aurora

Various Artists – Barbie the Album (VENCEDOR)

Various Artists – Black Panther: Wakanda Forever – Music From and Inspired By

Various Artists – Guardians of the Galaxy, Vol. 3: Awesome Mix, Vol. 3

Weird Al Yankovic – Weird: The Al Yankovic Story

 

Produtor do ano, não clássico

Jack Antonoff (VENCEDOR)

Dernst D’Mile Emile II

Hit-Boy

Metro Boomin

Daniel Nigro

 

Compositor do ano, não clássico

Edgar Barrera

Jessie Jo Dillon

Shane McAnally

Theron Thomas (VENCEDOR)

Justin Tranter

 

Melhor vídeo musical

The Beatles – I’m Only Sleeping (VENCEDOR)

Tyler Childers – In Your Love

Billie Eilish – What Was I Made For

Kendrick Lamar – Count Me Out

Troye Sivan – Rush

 

Melhor filme musical

Moonage Daydream (VENCEDOR)

How I’m Feeling Now

Kendrick Lamar: Live From Paris, the Big Steppers Tour

I Am Everything (Little Richard)

Dear Mama (Tupac Shakur)

 

 

*Fonte: Veja Abril

Veja também:

Oscar 2024: confira a lista completa dos indicados para a mais importante premiação do cinema mundial

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas divulgou nesta terça-feira (23) os indicados ao Oscar 2024. A lista conta com os filmes Oppenheimer, Barbie e Emma Stone na indicação de melhor atriz. A cerimônia de premiação acontece no dia 10 de março.

Como esperado, o grande destaque foi Oppenheimer, que recebeu 13 indicações à premiação, seguida por Pobres Criaturas, com 11 indicações, e Assassinos da Lua das Flores, filme de Martin Scorsese lembrado em 10 categorias. Barbie, o par de Oppenheimer no fenômeno “Barbenheimer” recebeu 8 indicações.

Veja a lista dos indicados abaixo:

Melhor filme:

American Fiction

Anatomia de uma Queda

Barbie

Os Rejeitados

Assassinos da Lua das Flores

Maestro

Oppenheimer

Vidas Passadas

Pobres Criaturas

 

Melhor direção 

Justine Triet, por Anatomia de uma Queda

Martin Scorsese, por Assassinos da Lua das Flores

Christopher Nolan, por Oppenheimer

Yorgos Lanthimos, por Pobres Criaturas

Jonathan Glazer, por A Zona de Interesse

 

Melhor ator 

Bradley Cooper, por Maestro

Colman Domingo, por Rustin

Paul Giamatti, por Os Rejeitados

Cillian Murphy, por Oppenheimer

Jeffrey Wright, por American Fiction

 

Melhor atriz 

Annette Bening, por NYAD

Lily Gladstone, por Assassinos da Lua das Flores

Sandra Hüller, por Anatomia de uma Queda

Carey Mulligan, por Maestro

Emma Stone, por Pobres Criaturas

 

Melhor ator coadjuvante 

Sterling K. Brown, por American Fiction

Robert De Niro, por Assassinos da Lua das Flores

Robert Downey Jr., por Oppenheimer

Ryan Gosling, por Barbie

Mark Ruffalo, por Pobres Criaturas

 

Melhor atriz coadjuvante 

Emily Blunt, por Oppenheimer

Danielle Brooks, por A Cor Púrpura

America Ferrera, por Barbie

Jodie Foster, por NYAD

Da’Vine Joy Randolph, por Os Rejeitados

 

Melhor roteiro original 

Justine Triet & Arthur Harari, por Anatomia de uma Queda

David Hemingson, por Os Rejeitados

Bradley Cooper & Josh Singer, por Maestro

Sammy Burch, por Segredos de um Escândalo

Celine Song, por Vidas Passadas

 

Melhor roteiro adaptado 

Cord Jefferson, por American Fiction

Greta Gerwig & Noah Baumbach, por Barbie

Christopher Nolan, por Oppenheimer

Tony McNamara, por Pobres Criaturas

Jonathan Glazer, por A Zona de Interesse

 

Melhor animação 

O Menino e a Garça

Elementos

Nimona

Meu Amigo Robô

Homem-Aranha: Através do Aranhaverso

 

Melhor filme internacional 

Io Capitano (Itália)

Perfect Days (Japão)

A Sociedade da Neve (Espanha)

The Teacher’s Lounge (Alemanha)

A Zona de Interesse (Reino Unido)

 

Melhor documentário

Bobi Wine: The People’s President

The Eternal Memory

Four Daughters

To Kill a Tiger

20 Days in Mariupol

 

Melhor documentário em curta-metragem

The ABCs of Book Banning

The Barber of Little Rock

Island in Between

The Last Repair Shop

Nai Nai & Wai Po

 

Melhor curta-metragem

The After

Invincible

Knight of Fortune

Red, White & Blue

The Wonderful Story of Henry Sugar

 

Melhor curta-metragem de animação

Letter to a Pig

95 Senses

Our Uniform

Pachyderme

War is Over (inspired by the music of John & Yoko)

 

Melhor trilha sonora

American Fiction

Indiana Jones e a Relíquia do Destino

Assassinos da Lua das Flores

Oppenheimer

Pobres Criaturas

 

Melhor canção original

“The Fire Inside” (Flamin’ Hot)

“I’m Just Ken” (Barbie)

“It Never Went Away” (American Symphony)

“Wahzhazhe (A Song for My People)” (Assassinos da Lua das Flores)

“What Was I Made For?” (Barbie)

 

Melhor som

Resistência

Maestro

Missão: Impossível – Acerto de Contas

Oppenheimer

A Zona de Interesse

 

Melhor design de produção

Barbie

Assassinos da Lua das Flores

Napoleão

Oppenheimer

Pobres Criaturas

 

Melhor fotografia

El Conde

Assassinos da Lua das Flores

Maestro

Oppenheimer

Pobres Criaturas

 

Melhor cabelo e maquiagem

Golda

Maestro

Oppenheimer

Pobres Criaturas

A Sociedade da Neve

 

Melhor figurino

Barbie

Assassinos da Lua das Flores

Napoleão

Oppenheimer

Pobres Criaturas

 

Melhor montagem

Anatomia de uma Queda

Os Rejeitados

Assassinos da Lua das Flores

Oppenheimer

Pobres Criaturas

 

Melhores efeitos visuais

Resistência

Godzilla Minus One

Guardiões da Galáxia Vol. 3

Missão: Impossível – Acerto de Contas

Napoleão

 

 

Veja também:

Barbie fracassa e decepciona no Globo de Ouro sem prêmios relevantes

Aconteceu no último domingo, 07, a 81ª edição do Globo de Ouro, uma das premiações mais importantes do audiovisual, onde diversas produções do cinema e da TV foram premiadas em 27 categorias diferentes. E entre elas, uma em especial tinha uma expectativa a mais: Barbie.

O filme de Greta Gerwig, estrelado por Margot Robbie, foi um dos maiores sucessos de bilheteria em 2023, arrecadando mais de US$ 1,4 bilhões. Barbie foi também, o primeiro filme dirigido por uma mulher a alcançar a marca de 1 bilhão de dólares. Além de mover uma legião de fãs com roupas cor de rosa, para assistir o filme no cinema.

Logo, o maior filme do ano, era esperado que obtivesse um reconhecimento, no mínimo, próximo, em uma das principais premiações do mundo. Mas não foi o que aconteceu. Barbie amargou com apenas 2 vitórias não muito relevantes, em meio as 6 categorias em que concorria.

O filme levou para casa os prêmios de Música Original, com “What Was I Made For?”, cantada por Billie Eilish para trilha sonora do longa, e Conquista cinematográfica e de bilheteria. Dois prêmios não tão relevantes, em uma premiação que preza, no geral, pela qualidade cinematográfica. A música original de Billie Eilish foi, sim, muito merecida, apesar de não ser algo tecnicamente ligado ao filme. Uma estrela pop cantando uma música emocional, não tinha como dar errado.  Já a conquista de bilheteria, era quase óbvio a vitória de um dos maiores filmes do ano, então, nada demais. 

Uma coisa é certa, nenhuma das duas categorias foram de fato relevantes para o filme, que pareceu receber um certo “consolo”, por todas as categorias principais que concorria, e amargamente, perdeu para seu maior opositor, Oppenheimer. Que aliás, foi o maior vencedor da noite, levando para casa 5 estatuetas.

Barbieland no Globo de Ouro
Apesar dos resultados não muito favoráveis, Barbie teve seu momento de brilho durante a noite de domingo em Los Angeles. Com uma performance emocionante de Billie Eilish ao som de “What Was I Made For?”, os olhos foram todos direcionados a ela, e com um ou outro close em Margot Robbie na platéia.

Margot Robbie, aliás, que estava deslumbrantemente, quase como uma boneca. Vestindo uma versão em tamanho real de um look da Barbie SuperStar de 1977, a loira apareceu toda de rosa no tapete vermelho de luxo da premiação.

A atriz também havia sido indicada na categoria “Melhor Atriz de Comédia ou Musical”, mas não levou para casa o prêmio, que ficou por conta de Emma Stone por “Pobres Criaturas”.

Margot Robbie, estrela de Barbie, vestida como a Barbie SuperStar, no Globo de Ouro - Foto: Divulgação

Margot Robbie, estrela de Barbie, vestida como a Barbie SuperStar, no Globo de Ouro – Foto: Divulgação

Confira todos os vencedores do Globo de Ouro 2024

A 81ª edição do Globo de Ouro, uma das maiores premiações da Televisão e do Cinema no mundo, aconteceu na noite deste domingo (7) em Los Angeles, nos Estados Unidos.

Foram premiados produções e atores em 27 categorias diferentes, que vão desde melhor desempenho na atuação até qualidade das obras.

Oppenheimer foi o líder nas categorias de cinema, com 5 prêmios incluindo Melhor Direção (Christopher Nolan), Ator (Cillian Murphy) e Filme de Drama. Já Barbie acabou mais esnobado do que o esperado, levando apenas Melhor Canção e a nova categoria do Globo de Ouro, Conquista Cinematográfica e de Bilheteria. O prêmio de Melhor Filme de Comédia ficou com Pobres Criaturas, que rendeu também uma estatueta a Emma Stone por sua performance.

Já na categoria das séries, Succession, líder das indicações, não surpreendeu ao levar diversas estatuetas por sua última temporada. A série da HBO começou com a vitória de Matthew Macfadyen como ator coadjuvante mas, depois dele, também rendeu estatuetas para Kieran Culkin, Sarah Snook e levou Melhor Série Dramática.

Confira abaixo a lista dos indicados e os vencedores de cada categoria:

Cinema

Melhor filme de drama

“Oppenheimer”.

 

O filme concorria com:

“Assassino da Lua das Flores”;

“Maestro”;

“Vidas Passadas”;

“Zona de Interesse”;

“Anatomia de uma Queda”.

Melhor filme de comédia ou musical

“Pobres criaturas”.

O longa-metragem concorria com:

“Air: a história por trás do logo”;

“American Fiction”;

“Barbie”;

“Os Rejeitados”;

“Segredos de um escândalo”.

Melhor animação

“O Menino e a Garça”.

A produção concorria com:

“Elementos”;

“Homem-Aranha: Através do Aranhaverso”;

“Super Mario Bros – O Filme”;

“Suzume”;

“Wish”.

Melhor roteiro

Justine Triet e Arthur Harari por “Anatomia de Uma Queda”.

Eles concorriam com:

Greta Gerwig e Noah Baumbach por “Barbie”;

Tony Mcnamara por “Pobres Criaturas”;

Christopher Nolan por “Oppenheimer”;

Eric Roth e Martin Scorsese por “Assassinos da Lua das Flores”;

Celine Song por “Vidas Passadas”.

Melhor diretor

Christopher Nolan por “Oppenheimer”.

Ele concorria com:

Bradley Cooper por “Maestro”;

Greta Gerwig por “Barbie”;

Yorgos Lanthimos por “Pobres Criaturas”;

Martin Scorsese por “Assassinos da Lua das Flores”;

Celine Song por “Vidas Passadas”.

Melhor trilha sonora

Ludwig Göransson por “Oppenheimer”.

Ele concorria com:

Jerskin Fendrix por “Pobres Criaturas”;

Joe Hisaishi por “O Menino e a Garça”;

Mica Levi por “Zona de Interesse”;

Daniel Pemberton  por “Homem-Aranha Através do Aranhaverso”;

Robbie Robertson por “Assassinos da Lua das Flores”.

Melhor canção original

“What Was I Made For”, de Billie Eilish e Finneas O’Connell para “Barbie”

 

A música concorria com:

“Addicted to Romance”, de Bruce Springsteen para “She Came to Me”

“Dance the Night”, de Mark Ronson, Andrew Wyatt, Dua Lipa e Caroline Ailin “Barbie”

“I’m Just Ken” de Mark Ronson e Andrew Wyatt para “Barbie”

“Peaches”, de Jack Black, Aaron Horvath, Michael Jelenic, Eric Osmond e John Spiker para “Super Mario Bros”

“Road to Freedom”, de Lenny Kravitz para “Rusitn”

Melhor ator em drama

Cillian Murphy por “Oppenheimer”.

Ele concorria com:

Bradley Cooper por “Maestro”;

Leonardo Dicaprio por “Assassinos da Lua das Flores”;

Colman Domingo por “Rustin”;

Barry Keoghan por “Saltburn”;

Andrew Scott por “Todos Nós Desconhecidos”.

Melhor atriz em drama

Lily Gladstone por “Assassinos da Lua das Flores”.

Concorriam com ela:

Annette Bening por “Nyad”;

Sandra Hüller por “Anatomia de uma Queda”;

Greta Lee por “Vidas Passadas”;

Carey Mulligan por “Maestro”;

Cailee Spaeny por “Priscilla”.

Melhor ator em musical ou comédia

Paul Giamatti por “Os Rejeitados”.

Ele concorriam com:

Nicolas Cage por “Dream Scenario”;

Timothée Chalamet por “Wonka”;

Matt Damon por “Air: A História Por Trás do Logo”;

Joaquin Phoenix por “Beau Tem Medo”;

Jeffrey Wright por “American Fiction”.

Melhor atriz em musical ou comédia

Emma Stone por “Pobres Criaturas”.

Ela concorria com:

Margot Robbie por “Barbie”;

Natalie Portman por “Segredos de um Escândalo”;

Fantasia Barrino por “A Cor Púrpura”;

Alma Pöysti por “Folhas de Outono”;

Jennifer Lawrence por “Que Horas Eu Te Pego?”.

Melhor ator coadjuvante

Robert Downey Jr. por “Oppenheimer”.

Concorriam com ele:

Willem Dafoe por “Pobres Criaturas”;

Robert de Niro por “Assassinos da Lua das Flores”;

Ryan Gosling por “Barbie”;

Charles Melton por “Segredos de um Escândalo”;

Mark Ruffalo por “Pobres Criaturas”.

Melhor atriz coadjuvante

Da’vine Joy Randolph por “Os Rejeitados”.

Concorriam com ela:

Emily Blunt por “Oppenheimer”;

Danielle Brooks por “A Cor Púrpura”;

Jodie Foster por “Nyad”;

Julianne Moore por “Segredos de um Escândalo”;

Rosamund Pike por “Saltburn”.

Melhor filme em língua não-inglesa

“Anatomia de uma Queda” (França).

Concorria com:

“Zona de Interesse” (Reino Unido);

“A Sociedade da Neve” (Espanha);

“Folhas de Outono” (Finlândia);

“Vidas Passadas” (Estados Unidos);

“Io capitano” (Itália).

Conquista cinematográfica de bilheteria

“Barbie”.

O longa de Greta Gerwig concorria com:

“Guardiões da Galáxia Vol. 3”;

“John Wick 4: Baba Yaga”;

“Missão: Impossível – Acerto de Contas Parte 1”;

“Oppenheimer”;

“Homem-Aranha: Através do Aranhaverso”;

“Super Mario Bros. – O Filme”;

“Taylor Swift: The Eras Tour”.

Televisão

Melhor série de drama

“Succession”.

A produção concorria com:

“1923”;

“The Crown”;

“A Diplomata”;

“The Last of Us”;

“The Morning Show”;

Melhor série de comédia

“O Urso”.

A produção concorria com:

“Abbott Elementary”;

“Barry”;

“Na Mira do Júri”;

“Only Murders in the Building”;

“Ted Lasso”.

Melhor série limitada, antológica ou filme para TV

“Treta”.

A produção concorriam com:

“Toda Luz que Não Podemos Ver”;

“Daisy Jones & The Six”;

“Fargo”;

“Companheiros de Viagem”;

“Questão de Química”.

 

Melhor ator em série de drama

Kieran Culkin por “Succession”.

Ele concorria com:

Brian Cox por “Succession”;

Gary Oldman por “Slow Horses”;

Pedro Pascal por “The Last of Us”;

Jeremy Strong por “Succession”;

Dominic West poe “The Crown”.

 

Melhor atriz em série de drama

Sarah Snook por “Succession”.

Ela concorria com:

Helen Mirren por “1923”;

Bella Ramsey por “The Last of Us”;

Keri Russel por “A Diplomata”;

Imelda Staunton por “The Crown”;

Emma Stone por “The Curse”.

 

Melhor ator em série de comédia ou musical

Jeremy Allen White por “O Urso”.

Ele concorria com:

Bill Hader por “Barry”;

Steve Martin por “Only Murders In The Building”;

Jason Segel por “Falando a Real”;

Martin Short por “Only Murders In The Building”;

Jason Sudeikis por “Ted Lasso”.

 

Melhor atriz em série de comédia ou musical

Ayo Edebiri por “O Urso”.

Ela concorria com:

Natasha Lyonne por “Poker Face”;

Quinta Brunson por “Abbott Elementary”;

Rachel Brosnahan, por “Maravilhosa Sra. Maisel”;

Selena Gomez por “Only Murders in the Building”;

Elle Fanning por “The Great”.

 

Melhor atriz coadjuvante em série

Elizabeth Debicki por “The Crown”.

Concorriam com ela:

Meryl Streep por “Only Murders in the Building”;

Hannah Waddingham por “Ted Lasso”;

Smith Cameron, por “Succession”;

Billie Eilish por “Enxame”;

Abby Elliott por “O Urso”;

Christina Ricci por “Yellowjackets”.

 

Melhor ator coadjuvante em série

Matthew Macfadyen por “Succession”.

Concorriam com ele:

Billy Crudup por “The Morning Show”;

James Marsden por “Na Mira do Júri”;

Ebon Moss-Bachrach por “O Urso”;

Alan Ruck por “Succession”;

Alexander Skarsgard por “Succession”.

 

Melhor ator em série limitada, antológica ou filme para TV

Steven Yeun por “Treta”.

Concorriam com ele:

Matt Bomer por “Companheiros de Viagem”;

Sam Clafin por “Daisy Jones & The Six”;

Jon Hamm por “Fargo”;

Woody Harrelson por “Os Encanadores da Casa Branca”;

David Oyelowo por “Homens Da Lei: Bass Reeves”.

 

Melhor atriz em série limitada, antológica ou filme para TV

Ali Wong por “Treta”.

Concorriam com ela:

Riley Keough por “Daisy Jones & The Six”;

Brie Larson por “Uma Questão de Química”;

Elizabeth Olsen por “Amor e Morte”;

Juno Temple por “Fargo”;

Rachel Weisz por “Gêmeas – Mórbida Semelhança”.

 

Melhor especial de stand-up

Ricky Gervais por “Ricky Gervais: Armageddon”.

Ele concorriam com:

Trevor Noah – “Trevor Noah: Where Was I”;

Chris Rock por “Chris Rock: Selective Outrage”;

Amy Schumer por “Amy Schumer: Emergency Contact”;

Sarah Silverman por “Sarah Silverman: Someone You Love”;

Wanda Sykes por “Wanda Sykes: I’m An Entertainer”.

 

 

Veja também:

 

Estudantes goianos conquistam medalha de ouro na 1ª edição da Olimpíada de Português

Estudantes da Escola Maple Bear Goiânia brilharam na 1ª Olimpíada de Português, uma competição acadêmica voltada para o Ensino Fundamental II e o Ensino Médio. Com mais de 100 mil participantes de todo o Brasil, a disputa, encerrada em 30 de outubro com a entrega da premiação, destacou quatro estudantes goianos.

Heitor Alves Fonseca, de 14 anos, do 9º ano, e Valentina Nery Bailão, de 14 anos, do 8º ano, ambos da Maple Bear Goiânia, conquistaram a medalha de ouro. Júlia Andrade Moreira, de 14 anos, 9º ano, também da Maple Bear Goiânia, recebeu a medalha de prata, enquanto Felipe B. Taveira Bernardes, de 14 anos, 9º ano, foi agraciado com menção honrosa.

Valentina e Heitor compartilharam sobre o desafio de participar da competição e a importância de desenvolver habilidades como raciocínio lógico e interpretação de texto. Valentina destacou a relevância do estímulo, afirmando que provas como essa contribuem para o aprendizado contínuo. Heitor ressaltou o apoio da escola, enfatizando que enfrentar desafios de maneira positiva motiva os alunos a buscar conhecimento.

Heitor expressou que a Olimpíada de Português foi uma experiência fantástica, ampliando sua visão sobre a língua e proporcionando crescimento acadêmico e pessoal. Ambos concordaram que a participação vai além das medalhas, sendo uma oportunidade de aprendizado constante.

>Veja também<

https://www.curtamais.com.br/goiania/alunas-de-goiania-sao-classificadas-para-a-copa-do-mundo-da-robotica-na-alemanha

https://www.curtamais.com.br/goiania/estudantes-de-goias-ganham-campeonato-de-robotica-na-alemanha

https://www.curtamais.com.br/goiania/estudantes-de-goiania-conquistam-primeiro-lugar-em-torneio-mundial-de-robotica

Prêmio Curta Mais reúne mais de 600 pessoas na festa dos campeões em Goiânia; veja fotos

Em uma noite deslumbrante, a segunda edição do Prêmio Curta Mais – ‘O Melhor da Cidade’ em 2023 iluminou o cenário da celebração gastronômica da capital, reunindo os mais renomados estabelecimentos físicos que transformam a experiência de seus clientes em algo excepcional, aconteceu, nesta terça-feira, 28, no Arena Multiplace.

O evento reuniu mais de 600 convidados, onde estiveram presentes autoridades como o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz e o ex-prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, e também marcaram presença  Chefs renomados da gastronomia goiana, onde foi considerado o ápice de uma jornada que consolida o Prêmio Curta Mais como a principal referência em gastronomia, turismo e entretenimento.

Apaixonados pela culinária goiana, 60 jurados independentes, exploraram a diversidade gastronômica da cidade. Das 56 categorias, algumas foram desvendadas pelos leitores e seguidores do Curta Mais, que indicaram suas pérolas culinárias favoritas. Outras 46, meticulosamente escolhidas pela equipe de curadores, foram submetidas ao crivo de especialistas que têm no paladar a chave para discernir o extraordinário.

A imparcialidade da premiação foi preservada por um júri técnico sem vínculos comerciais com os competidores, garantindo que os vencedores fossem eleitos estritamente com base em sua excelência. Nenhuma sombra de patrocínio ou apoio financeiro pairou sobre o evento, reforçando a integridade do Prêmio Curta Mais.

A noite, permeada por sorrisos e alegria, não apenas honrou os vencedores, mas também celebrou a riqueza da oferta gastronômica, turística e de entretenimento que faz de nossa cidade um destino único. O brilho da ocasião reflete não apenas em troféus reluzentes, mas na essência vibrante da comunidade que aplaude apaixonadamente o que há de melhor em Goiânia.

 Ao som do show da cantora Cláudia Vieira e o buffet assinado pelo Cora Restaurante Escola Senac elevaram a experiência dos convidados, tornando a noite ainda mais especial. O Melhor da Cidade 2023 conta com o reconhecimento e apoio do Sicoob-Secovicred, do Sebrae e do Sistema Fecomércio, Sesc e Senac. Além do apoio da Ambev, através da cervejaria Spaten.

Confira as votos dos vencedores:

Restaurante Bartolomeu: a Melhor Carta de Vinhos de Goiânia em 2023

Na terça-feira (28), o Restaurante Bartolomeu foi eleito o dono absoluto do Melhor Carta de Vinhos de Goiânia em 2023, na 2ª edição do Oscar da Gastronomia Goiana, o Prêmio Curta Mais – O Melhor da Cidade em 2023. 

Localizado no setor Oeste, o estabelecimento oferece aos clientes uma verdadeira experiência gastronômica além da escolha das melhores cartas de vinho da cidade. 

Conheça o Restaurante Bartolomeu
No coração da gastronomia brasileira, o Restaurante Bartolomeu não é apenas um local para apreciar uma refeição, é um refúgio encantador para os entusiastas de assados artesanais e vinhos refinados.

Inspirado pelo intrépido Bartolomeu, colonizador do Brasil Central no século XVIII, o estabelecimento une a tradição das descobertas à ousadia contemporânea, proporcionando uma experiência única para os apreciadores de sabores excepcionais.

Foto: Divulgação

Ao cruzar as portas do Bartolomeu, o visitante é imerso em uma atmosfera onde cada detalhe reflete a paixão pela culinária e a dedicação à arte de bem receber. O proprietário, impulsionado pelo espírito aventureiro de Anhanguera, empreende viagens incansáveis pelo globo em busca dos mais refinados vinhos. 

O resultado é uma carta com mais de 400 rótulos, provenientes de diferentes países produtores como Argentina, Chile, Uruguai, Espanha, França, Itália e Portugal. Surpreendentemente, os preços se mantêm abaixo da média de mercado, tornando a experiência acessível a todos os paladares.

Destaque especial merece o sommelier renomado do Bartolomeu, Juscelino Oliveira. Sua perícia em vinhos e paixão por servir aos clientes tornam a escolha da bebida perfeita uma experiência fácil e agradável, elevando ainda mais o patamar do atendimento.

A jornada culinária no Bartolomeu é uma viagem de sabores marcantes e temperos impecáveis. Não se pode deixar de degustar o renomado Arroz de Pato, um clássico da culinária portuguesa com o toque especial do chef, que eleva o prato a uma experiência excepcional. Cada garfada transporta o paladar diretamente para as raízes de Portugal.

Outra iguaria imperdível é o leitão pururuca, um deleite para os sentidos e um dos pratos mais célebres da cidade. A harmonia entre a crocância da pele por fora e a maciez da carne por dentro cria uma explosão de sabores, tornando-o ideal para compartilhar e celebrar momentos únicos com amigos e familiares.

Foto: Divulgação

No Bartolomeu,. Se você busca um local onde a qualidade dos assados e dos vinhos se entrelaçam em perfeita harmonia, o Bartolomeu é o destino definitivo. Venha vivenciar uma experiência única que presta homenagem ao passado, celebra o presente e cria memórias inesquecíveis para o futuro.

O Prêmio
Em comemoração aos 16 anos do Curta Mais e diante da vitalidade do mercado, apresentamos a 2ª edição do Prêmio Curta Mais – ‘O Melhor da Gastronomia’ em 2023. Nesta premiação, somente estabelecimentos físicos que atendem presencialmente seus clientes estão aptos a participar, excluindo indústrias e vendedores informais da competição. Neste segundo ano da nossa jornada, O Prêmio Curta Mais consolida-se como a maior e mais importante premiação no segmento de gastronomia, turismo e entretenimento.

Votação
O prêmio se divide em 10 categorias populares, nas quais os leitores e seguidores do Curta Mais indicaram e selecionaram suas comidas favoritas. Nas outras 46 categorias, os estabelecimentos foram cuidadosamente selecionados pela equipe de curadores do Curta Mais e passaram pelo crivo de um painel de jurados especializados.

Este júri técnico é independente de quaisquer relações com os concorrentes e é composto por indivíduos que têm uma vida social ativa, apreciam a gastronomia e consomem desde a comida popular até os cardápios mais sofisticados da cidade. Os 60 jurados são totalmente isentos e não têm nenhuma relação direta ou comercial com os estabelecimentos que concorrem ao prêmio.

Outro fator que garante a isenção e imparcialidade da premiação é que não é permitido nenhum tipo de patrocínio ou apoio financeiro por parte dos concorrentes. 

Os 56 estabelecimentos premiados receberam placas de reconhecimento para exibir estrategicamente em seus locais. Além disso, as listas permanentes dos 10 melhores em cada categoria também serão divulgadas em nosso Guia Digital ao longo de todo o ano de 2024.

Grammy Latino 2023: confira a lista completa de indicados

Nesta terça-feira (19/9), o GRAMMY Latino anunciou os indicados para a edição de 2023, que acontecerá no dia 16 de novembro, na Sevilha, Espanha. Este prestigioso evento celebra a excelência na música latina e reconhece os artistas que se destacaram durante o período de elegibilidade, que compreende de 1º de junho de 2022 a 31 de maio de 2023.

Dentre os indicados, há uma representação expressiva de talentos brasileiros, incluindo nomes notáveis como nossa querida Marília Mendonça, Iza, Maria Rita, Criolo, Marília Mendonça e Filipe Ret. Eles competem em diversas categorias, refletindo a diversidade e qualidade da produção musical brasileira.

A 24ª Entrega Anual do GRAMMY Latino é aguardada com grande expectativa pelos fãs da música latina em todo o mundo. A cerimônia promete ser um espetáculo memorável, com performances emocionantes e a revelação dos vencedores em cada categoria.

 

Confira a lista completa de indicados:

 

Álbum do Ano

La cu4rta hoja – Pablo Alborán

A ciegas – Paula Arenas

De adentro pa afuera – Camilo

Décimo cuarto – Andrés Cepeda

Vida cotidiana – Juanes

Mañana será bonito – Karol G

De todas las flores – Natalia Lafourcade

Play – Ricky Martín

Eadda9223 – Fito Páez

Escalona nunca se había grabado así – Carlos Vives 

 

Gravação do Ano

“No es que te extrañe” – Christina Aguilera

“Carretera y manta” – Pablo Alborán

“Déjame llorarte” – Paula Arenas com Jesús Navarro

“Shakira: Bzrp Music Sessions, Vol. 53” – Bizarra

“Si tú me quieres” – Fonseca & Juan Luis Guerra

“Mientras me curo del cora” – Karol G

“De todas las flores” – Natalia Lafourcade

“Ojos marrones” – Lasso

“La fórmula” – Maluma & Marc Anthony

“Despechá” – Rosalía

“Correcaminos” – Alejandro Sanz com Danny Ocean 

 

Canção do Ano

“Acróstico” – Kevyn Mauricio Cruz Moreno, L.E.X.U.Z, Luis Fernando Ochoa & Shakira, compositores (Shakira)

“Amigos” – Pablo Alborán & María Becerra, compositores (Pablo Alborán com Maria Becerra)

“De todas las flores” – Natalia Lafourcade, compositora (Natalia Lafourcade)

“Ella baila sola” – Pedro Julian Tovar Oceguera, compositor (Eslabon Armado, Peso Pluma)

“NASA” – Édgar Barrera, Camilo & Alejandro Sanz, compositores (Camilo & Alejandro Sanz)

“Ojos marrones” – Luis Jiménez, Lasso & Agustín Zubillaga, compositores (Lasso) 

“Shakira: Bzrp Music Sessions, Vol. 53” – Santiago Alvarado, Bizarrap, Kevyn Mauricio Cruz & Shakira, compositores (Bizarrap com Shakira)

“Si tú me quieres” – Fonseca, Yadam González & Yoel Henríqu

“Tqg” – Kevyn Mauricio Cruz, Karol G, Ovy On The Drums & Shakira, compositores (Karol G com Shakira)

“Un x100to” – Bad Bunny, Édgar Barrera, Marco Daniel Borrero & Andrés Jael Correa Ríos, compositore… 

 

Artista Revelação

Borja

Conexión Divina

Ana Del Castillo

Natascha Falcão

Gale

Paola Guanche

Joaquina

Leon Leiden

Maréh

Timø 

 

Melhor Álbum Pop Vocal

“La Cu4rta Hoja” – Pablo Alborán

“Beautiful Humans Vol. 1” – Alemor

“De Adentro Pa Afuera” – Camilo

“La Neta” – Pedro Capó

“Tu Historia” – Julieta Venegas

 

Melhor Álbum de Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa

“Bryan Behr Ao Vivo em São Paulo” – Bryan Behr

“Em Nome da Estrela” – Xênia França

“Hodari” – Hodari

“Quintal” – Melim

“As Palavras, Vol. 1 & 2” – Rubel

 

Melhor Álbum de Rock ou de Música Alternativa em Língua Portuguesa

“Não Me Espere na Estação” – Lô Borges

“Jardineiros” – Planet Hemp

“Meu Esquema” – Rachel Reis

“Habilidades Extraordinárias” – Tulipa Ruiz

“Olho Furta-Cor” – Titãs

 

Melhor Interpretação Urbana em Língua Portuguesa

“Da Favela Pro Asfalto” – ÀTTØØXXÁ e Carlinhos Brown

“Aviso de Amigo” – Giulia Be

“Fé” – Iza

“Distopia” – Planet Hemp e Criolo

“Good Vibe” – Filipe Ret, Caio Luccas, Dallas

 

Melhor Álbum de Samba/Pagode

“Negra Ópera” – Martinho da Vila

“Resenha do Mumu” – Mumuzinho

“Desse Jeito” – Maria Rita

“Sambasá” – Roberta Sá

“Meu Nome é Thiago André (Ao Vivo)” – Thiaguinho

 

Melhor Álbum de Música Popular Brasileira

“Mil Coisas Invisíveis” – Tim Bernardes

“Vem Doce” – Vanessa da Mata

“D” – Djavan

“Serotonina” – João Donato

“Daramô” – Tiago Iorc

 

Melhor Álbum de Música Sertaneja

“Ao Vivo no Radio City Music Hall Nova Iorque” – Chitãozinho e Xororó

“Daniel 40 Anos – Celebra João Paulo e Daniel” – Daniel

“É Simples Assim (Ao Vivo)” – Jorge e Mateus

“Decretos Reais” – Marília Mendonça

“Raiz” – Lauana Prado

 

Melhor Álbum de Música de Raízes em Língua Portuguesa

“TecnoShow” – Gaby Amarantos

“Portuguesa” – Carminho

“Raiz” – João Gomes

“Elba Ramalho No Maior São João do Mundo” – Elba Ramalho

“Do Amanhã Nada Sei” – Almir Sater

“Erva Doce” – Gabriel Sater

 

Melhor Canção em Língua Portuguesa

“Que Tal Um Samba?” – Chico Buarque feat. Hamilton de Holanda

“Do Acaso” – Alice Caymmi feat. Chico César

“Algoritmo Íntimo” – Criolo feat. Ney Matogrosso

“Num Mundo de Paz” – Djavan

“Tudo o que a Fé Pode Tocar” – Tiago Iorc

 

Veja mais indicados e categorias aqui!

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Foto de Capa:  Divulgação

Anitta faz história e vence pela segunda vez Prêmio de Música Internacional

Anitta, de 30 anos, fez história mais uma vez no MTV Video Music Awards (VMA), um dos maiores eventos de música do mundo, que aconteceu na noite desta terça-feira (12), no Prudential Center, em Newark, nos Estados Unidos. A Poderosa venceu pelo segundo ano consecutivo na categoria “Melhor Clipe de Música Latina” com “Funk Rave”. Ela concorria com nomes como Bad Bunny, Shakira e Rosalía. 

“Brasil, estamos aqui de novo. Pela segunda vez estamos aqui”, disse ela em seu discurso. “Vocês estão ouvindo o funk brasileiro e vocês vão ouvir muito mais mundo afora agora. Esse é só o começo, muito obrigada!”, comemorou Anitta, que é a única mulher latina a ganhar duas vezes na categoria. Na cerimônia de 2022, Anitta ganhou o mesmo prêmio. Na ocasião, o Melhor Clipe Latino do VMA foi ‘’Envolver’’.

Anitta foi a única artista a participar de duas performances no palco do prêmio.  Antes de ser anunciada como vencedora na categoria, Anitta transformou o palco do MTV Video Music Awards 2023 em um baile funk. A Poderosa arrasou em uma performance composta por “Funk Rave”, “Casi Casi” e “Used to Be”. As faixas fazem parte do trabalho “Funk Generation: A Favela Love Story”, lançado por ela em agosto.

“Esse medley é super sobre as referências artísticas que me criaram. Tô muito feliz de poder levar esse pedacinho das minhas origens para um evento dessa magnitude”, celebrou a cantora.

 

 

 

 

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

 

 

Qual a melhor cidade turística de Goiás em 2023? Enquete revelará as queridinhas do estado; vote!

Goiás é bão demais! Dono de uma das culturas mais ricas do país, o Estado faz seu nome com literatura, arte e, principalmente, cultura popular, encantando todos aqueles que têm o prazer de conhecer nossa terrinha amada, abençoada por Deus e bonita por natureza.

Mas, cá entre nós, qual cidade goiana foi capaz de arrancar seu fôlego, aquecer seu coração e incrementar seu histórico de viagens

Há quase 16 anos, o Guia Curta Mais nasceu com o propósito de descobrir o que há de melhor na “Terra do Pequi”, e compartilhar com você nossas indicações. Essa credibilidade adquirida com o tempo e com todo esforço em nosso trabalho de curadoria, se reforça cada vez mais com importantes premiações.

Dessa vez, em parceria com a Goiás Turismo, o Guia Curta Mais traz uma premiação inédita. Queremos saber de você: Qual a melhor cidade turística de Goiás em 2023? Acesse nosso site e vote, até o dia 24 de setembro, naquela cidade goiana que tem seu coração! 

Curta da forma que preferir! Vale campanha nas redes sociais, envolvimento com vizinhos, parentes e amigos, ou qualquer estratégia criativa e divertida para garantir sua cidade no Top 10. Fique à vontade para votar quantas vezes quiser. 

As 10 cidades mais votadas pelo público recebem o selo chancelado pelo Curta Mais. O resultado será divulgado no dia 25 de setembro.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Guia Curta Mais – oficial ®️ (@guiacurtamais)

Serviço

“Qual a melhor cidade turística de Goiás em 2023?”

Para registrar seu voto basta clicar AQUI

Quando: até dia 24 de setembro

Premiação: 25 de setembro

Realização: Guia Curta Mais e Goiás Turismo

Imagem: Marcos Aleotti Fotografia – Curta Mais

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Animação goiana conquista prêmio no Oscar Brasileiro

A animação ‘A Menina Atrás do Espelho’, do diretor goiano Iuri Moreno, levou o prêmio Grande Otelo de Melhor Curta-Metragem em Animação, no 22° Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, o ‘Oscar brasileiro’. O evento foi realizado na última quarta-feira (23/08), no Rio de Janeiro. 

A produção recebeu apoio do Fundo de Arte e Cultura (FAC) – Edital 2017, da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), no valor de R$ 60 mil. O diretor ressalta a importância desse incentivo para o setor: “É fundamental que o FAC se fortaleça cada vez mais para fomentar o cinema e toda a indústria artística. O cinema produzido em Goiás ganha cada vez mais força com a valorização e incentivo, o audiovisual tem muito potencial para levar a cultura e artistas goianos para o Brasil e para o mundo”.

O curta-metragem goiano traz como protagonista Helena, uma pré-adolescente trans que se tranca em seu quarto por medo de um monstro que a ameaça do lado de fora. Até que surge atrás do espelho uma nova realidade, onde esse monstro não existe e ela é livre para ser quem quiser. A história aborda a importância do acolhimento e aceitação das diferenças, promovendo uma mensagem poderosa de respeito e amor ao próximo. A produção é da Caolha, produtora audiovisual.

Para a secretária de Estado da Cultura, Yara Nunes, ver produções audiovisuais goianas ganhando destaque nacionalmente e mundialmente é uma realização. “Garantir que o cinema goiano seja destaque é um dos maiores objetivos no audiovisual e o FAC é o que podemos oferecer para ajudar na fomentação deste setor tão importante para o Governo de Goiás”.

Política de incentivo

O Fundo de Arte e Cultura de Goiás é um dos principais mecanismos de incentivo à produção cultural no estado. Permite um grande avanço na política cultural goiana, tornando-a mais democrática e plural. O benefício abrange os mais diversos segmentos artísticos, como os da música, literatura, teatro, dança, cinema, cultura popular, patrimônio, museus e outros.

premio

 

premio

 

Fotos: Secult

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.