Vem aí! 4ª temporada de The Boys ganha data de estreia

Ansiosos? O Amazon Prime Video divulgou, nesta quinta-feira (22), a data de estreia da quarta temporada da série “The Boys”. Os novos capítulos chegam ao streaming em 13 de junho deste ano.

A nova temporada estreia com três episódios. Depois, os capítulos serão lançados, toda sexta-feira, até o dia 18 de julho.

A sinopse oficial da 4ª temporada também foi divulgada:

“Nos novos episódios de The Boys, o mundo está à beira de um colapso. Victoria Neuman está mais perto do que nunca do Salão Oval e sob o domínio de Capitão Pátria, que está consolidando seu poder. Billy Bruto, com apenas alguns meses restantes de vida, perdeu o filho de Becca e seu emprego como líder dos The Boys. O resto da equipe está farto de suas mentiras. Com os riscos mais altos do que nunca, eles precisam encontrar uma maneira de trabalhar juntos e salvar o mundo antes que seja tarde demais”.

A terceira temporada de “The Boys” foi finalizada em 2022. Posteriormente, a produção ganhou uma série derivada intitulada “Gen V”. A primeira parte do spin-off já está disponível no Prime Video e a segunda temporada também já foi confirmada, ainda que não tenha tido a sua data de estreia anunciada.

Os novos episódios de “The Boys” também serão uma sequência direta dos eventos mostrados em “Gen V”.

 

Veja também:

 

 

4 coisas que você precisa saber sobre a mudança da HBO Max no Brasil

A partir do dia 27 de fevereiro, a Max, novo serviço de streaming da Warner Bros Discovery, chega à América Latina com a promessa de mais conteúdo e uma nova proposta de valor aos assinantes da atual HBO Max e àqueles que buscam séries, filmes e eventos ao vivo. Com a virada de chave de um serviço para o outro, muitos se perguntam o que muda de verdade com essa mudança além do nome.

O novo streaming é o serviço que junta o universo da HBO, Warner Bros, DC, Cartoon Network e Adult Swim — já disponíveis na HBO Max — com o universo da Discovery, com programas criados para canais como Discovery Channel, Home & Health, Investigação Discovery e Discovery Kids. Além disso, o streaming continua oferecendo conteúdo de esportes ao vivo e transmissão de premiações, como o Oscar.

A ideia é oferecer mais de 35 mil horas de conteúdo para todas as idades.

Mas o que muda para o assinante?

  1. Seus perfis, seu histórico de visualização e sua ‘’minha lista’’ serão transferidos automaticamente para a Max para que você possa continuar de onde parou.
  2. Dependendo do seu dispositivo, a HBO Max será automaticamente atualizada para Max. Ou, ao abrir a HBO Max, você receberá uma solicitação para baixar o novo aplicativo.
  3. Se você possui aquele desconto de 50% sobre o valor da assinatura da HBO Max, ele continuará válido na Max. Desde que você mantenha a sua assinatura ativa e cumpra com o restante dos requisitos dessa oferta.
  4. Suas informações de faturamento de login na Max serão as mesmas que as da HBO Max.

Quais são os novos planos da Max?

Atualmente, a HBO Max conta com um plano multi-telas com três opções de assinatura:

Mensal: R$ 34,90

Trimestral: R$ 74,90

Anual: 239,90.

Os assinantes tinham acesso ao serviço em até três telas simultâneas, conteúdo com qualidade 4K, possibilidade de baixar filmes e séries do catálogo e criar até 5 perfis diferentes.

Com a mudança para a Max, tudo isso passará por mudanças. Com isso, o streaming terá três tipos diferentes de planos:

Plano Básico com Anúncios

A assinatura mensal custará R$29,90 e a anual custará R$225,90.

Assista com anúncios limitados

2 dispositivos ao mesmo tempo

Resolução Full HD

Plano Standard

A assinatura mensal custará R$39,90 e a anual custará R$357,90.

2 dispositivos ao mesmo tempo

Resolução Full HD

30 downloads para curtir offline

Plano Platinum

A assinatura mensal custará R$55,90 e a anual custará R$ 477,90.

4 dispositivos ao mesmo tempo

Resolução Full HD e 4K Ultra HD

Áudio Dolby Atmos

100 downloads para curtir offline

 

 

Veja também:

 

Aquaman 2: O Reino Perdido estreia este mês no streaming!

Aquaman 2: O Reino Perdido já tem data para chegar ao HBO Max, as informações são da Variety. A continuação, estrelada por Jason Momoa, chegará ao streaming no próximo dia 27 de fevereiro.

Com isso, a obra estará disponível para assistir no HBO Max apenas dois meses após a estreia nos cinemas no feriado de Natal.

Na trama, depois de falhar em derrotar Aquaman pela primeira vez, Arraia Negra, ainda impulsionado pela necessidade de vingar a morte de seu pai, fará de tudo para derrubar o super-herói de uma vez por todas.

Desta vez, ele está mais formidável do que nunca, empunhando o poder do mítico Tridente Negro, que libera uma antiga e maligna força. Para derrotá-lo, Aquaman buscará a ajuda de seu irmão aprisionado, Orm, o ex-rei de Atlântida, para forjar uma aliança improvável. Juntos, eles precisam deixar de lado suas diferenças para proteger seu reino e salvar a família de Aquaman, e o mundo, da destruição irreversível.

O elenco conta com Jason Momoa, Patrick Wilson, Amber Heard, Nicole Kidman, Yahya Abdul-Mateen II e Dolph Lundgren.

Bilheteria

O filme foi considerado um sucesso nas bilheterias, o melhor do universo DC em 2023. O filme está se aproximando da marca dos US$ 450 milhões de bilheteria.

Segundo o ComicBook, ‘Aquaman 2: O Reino Perdido’ já arrecadou US$ 433 milhões em todo o mundo. O novo filme de James Wan já se tornou a maior bilheteria do DCU desde 2018, embora ainda esteja consideravelmente abaixo de seu antecessor, que arrecadou US$ 1,15 bilhão.

Para efeito de comparação, o filme é a maior arrecadação da DC lançada no ano passado, superando ‘The Flash’ (US$ 270,6 milhões), ‘Shazam! Fúria dos Deuses’ (US$ 133,8 milhões) e ‘Besouro Azul’ (US$ 129,2 milhões).

Confira o trailer abaixo:

 

 

Star Wars- “The Mandalorian & Grogu” já tem data de estreia definida

A espera de milhares de fãs pelo próximo grande capítulo da saga Star Wars nos cinemas está prestes a acabar. A plataforma de streaming Disney+ anunciou oficialmente que o filme “The Mandalorian & Grogu” tem sua estreia marcada para o ano de 2026, trazendo aos fãs uma nova jornada dentro desse universo tão amado.

Capitaneado pelo renomado diretor Jon Favreau, o criativo por trás da aclamada série do Disney+, “The Mandalorian & Grogu” promete dar continuidade às emocionantes aventuras vistas na telinha, transportando os espectadores para uma experiência cinematográfica inesquecível. Fique conosco até o fim da leitura e saiba mais a respeito.

O próximo capítulo de Star Wars promete ser eletrizante

Enquanto os fãs aguardam ansiosamente pelo lançamento, que acontecerá daqui a dois anos, surge a curiosidade sobre o que esperar dessa nova empreitada no universo Star Wars. “The Mandalorian & Grogu” promete trazer uma narrativa cativante, expandindo ainda mais o rico cenário estabelecido pela franquia.

Como um dos mestres por trás desse projeto, o “gênio” da famosa franquia, Jon Favreau, assume novamente o leme para guiar os espectadores por uma jornada repleta de ação, emoção e os elementos característicos que tornaram Star Wars uma parte tão essencial da cultura pop.

Uma nova aventura enigmática com “The Mandalorian & Grogu”

Ao embarcar nessa nova aventura, os fãs terão a oportunidade de explorar ainda mais os recantos da galáxia, acompanhando as façanhas de personagens icônicos como Din Djarin, o Mandaloriano, e seu adorável companheiro, Grogu, carinhosamente conhecido como “Baby Yoda”. E tudo isso se traduz em uma saga em expansão que conquistou milhares de espectadores mundo afora.

Além de “The Mandalorian & Grogu”, a LucasFilm tem diversos outros projetos em andamento, prometendo uma ampla gama de histórias que continuarão a enriquecer ainda mais o universo Star Wars. Entre eles, destaca-se um filme solo centrado na figura de Rey, interpretada por Daisy Ridley.

Star Wars: O legado de “The Mandalorian” e além

Desde sua estreia, “The Mandalorian” cativou os corações dos fãs ao redor do mundo, reafirmando o apelo duradouro e a relevância contínua da saga Star Wars. Com a chegada de “The Mandalorian & Grogu” aos cinemas, essa herança será ampliada, prometendo emocionar tanto os aficionados de longa data quanto uma nova geração de admiradores. Pelo andar da carruagem, parece que essa saga terá mesmo uma aura bastante promissora.

À medida que nos aproximamos do aguardado lançamento de “The Mandalorian & Grogu” previsto para 2026, a emoção e a expectativa continuam a crescer entre os fãs de Star Wars ao redor do mundo. Com Jon Favreau no comando e um universo repleto de possibilidades, o futuro dessa icônica franquia no cinema promete ser brilhante, repleto de aventuras intergalácticas e momentos que ficarão gravados na memória dos espectadores para sempre. Apertem os cintos e preparem-se para uma viagem épica à uma desconhecida galáxia muito, muito distante.

Confira também: 

Filme sobre milagre da Netflix vai te emocionar do início ao fim

Personagens de Desenhos Animados Famosos vão Para o Domínio Público em 2024

Série médica da Netflix promete fazer um grande sucesso em 2024

Netflix Brasil adquire com exclusividade série amada dos anos 2000 para estreia emocionante

Estreia exclusiva da segunda temporada de uma das melhores séries do Prime Vídeo

A aguardada segunda temporada de uma das melhores séries do Prime Vídeo, “Outer Range”, está prestes a chegar, prometendo trazer ainda mais mistérios, revelações e desenvolvimento de personagens para os espectadores.

Sob a liderança de Josh Brolin, o elenco e a equipe estão ansiosos para compartilhar essa nova fase da história com o público. O Guia Curta Mais elaborou esse artigo que vai trazer todos os detalhes. Confira.

Empolgação de Josh Brolin para a nova temporada

Em uma entrevista exclusiva ao Collider, Josh Brolin, o protagonista de “Outer Range”, expressou sua empolgação com a chegada iminente da segunda temporada, que deve estrear em maio deste ano. Além de atuar, Brolin revelou que também dirigiu um dos episódios desta temporada, marcando um momento especial em sua jornada criativa com uma das melhores séries do Prime Vídeo.

A primeira temporada de “Outer Range” apresentou os espectadores aos Abbotts, uma família de fazendeiros em meio a conflitos territoriais e ao mistério do desaparecimento de Rebecca. Agora, na segunda temporada, os espectadores podem esperar mergulhar ainda mais fundo nesse universo, com a promessa de respostas parciais aos enigmas apresentados anteriormente.

Direção de Josh Brolin e a identidade da série

Brolin compartilhou que, embora satisfeito com a primeira temporada, sentiu que a série ainda estava buscando sua identidade. Com a segunda temporada batendo à porta, ele acredita que “Outer Range” encontrou seu caminho, combinando sua visão original com um desenvolvimento de personagens mais aprofundado e narrativas mais complexas.

Altas expectativas para a estreia da nova temporada

A segunda temporada de “Outer Range” não se limitará apenas aos elementos de ficção científica, mas também promete oferecer resoluções para os mistérios apresentados, adicionando camadas adicionais de complexidade emocional à narrativa. Com a direção de Brolin em um dos episódios, os espectadores podem esperar uma perspectiva única que complementará a mistura de gêneros já característica da trama, que é uma das melhores séries do Prime Vídeo.

Uma oportunidade imperdível para os fãs

Com sete episódios no total, a segunda temporada de “Outer Range” representa uma oportunidade imperdível para os fãs da série continuarem sua jornada ao lado dos Abbotts. Além disso, para aqueles que ainda não exploraram esse universo fascinante, esta é a chance de se envolver em um drama familiar envolvente e misterioso, liderado por um dos ícones de Hollywood.

A contagem regressiva para maio já começou, e a antecipação está atingindo níveis máximos. Os fãs podem esperar uma jornada envolvente e surpreendente através dos olhos de Royal Abbott e sua família, conforme eles enfrentam novos desafios e desvendam os segredos do misterioso vazio negro em suas terras.

Conclusão

Com a segunda temporada de uma das melhores séries do Prime Vídeo “Outer Range” prestes a estrear, os fãs podem esperar uma experiência televisiva emocionante, repleta de reviravoltas, revelações e momentos emocionantes. Sob a liderança de Josh Brolin e com uma narrativa cada vez mais envolvente, “Outer Range” promete continuar conquistando o público e deixando uma marca duradoura no mundo das icônicas séries de TV.

Confira também: 

Netflix Brasil adquire com exclusividade série amada dos anos 2000 para estreia emocionante

Série cancelada da HBO faz um enorme sucesso na Netflix

Jodie Foster Desvenda Mistério Macabro em Retorno Triunfante de True Detective

 

Série médica da Netflix promete fazer um grande sucesso em 2024

Desde a sua estreia em 2004, a aclamada série médica “House” conquistou corações e mentes com sua narrativa intrigante e personagens cativantes. Agora, esse ícone da televisão encontrou um novo lar na plataforma de streaming Netflix, oferecendo aos espectadores uma oportunidade de mergulhar no mundo fascinante do Dr. Gregory House e de toda sua equipe. Continue a leitura e fique por dentro da série médica da Netflix que promete bater novos recordes de audiência em todo o mundo, pela segunda vez.

Uma jornada pelos mistérios médicos

Diferenciando-se das típicas séries médicas, “House” foca menos nos dramas pessoais dos pacientes e mais nos enigmas médicos que desafiam a equipe liderada pelo brilhante, porém controverso, Dr. House. Com uma mistura envolvente de drama, suspense e humor ácido, a série médica da Netflix seguramente vai manter os espectadores à beira de seus assentos em cada episódio, mesmo após 20 anos da estreia original.

O gênio atormentado e seus demônios pessoais

No centro dessa trama está o Dr. Gregory House, interpretado brilhantemente pelo ator Hugh Laurie. Além de sua genialidade médica, House lida com uma dependência de Vicodin e uma personalidade difícil, tornando-o um personagem fascinante e complexo. Ao longo de oito temporadas, os espectadores testemunham não apenas os desafios médicos enfrentados pela equipe, mas também as lutas internas de House e suas relações conturbadas com sua equipe e seu amigo mais próximo, o Dr. James Wilson.

Um elenco talentoso e cativante

Além de Laurie, o elenco de apoio de “House” é repleto de talento, com atores como Omar Epps, Jesse Spencer e Jennifer Morrison, que contribuem para a riqueza das histórias exploradas na série médica da Netflix. Suas performances adicionam camadas de profundidade aos personagens e ajudam a criar um universo rico e envolvente para os espectadores explorarem.

Críticos e fãs concordam que assistir a “House” é uma experiência imperdível. Mais do que apenas uma série médica, é um estudo de personagens, ética médica e uma reflexão sobre a condição humana. Com uma classificação notável de 8.7/10 no IMDb e no Rotten Tomatoes, a série recebeu uma enxurrada de elogios consistentes por sua escrita inteligente, atuações envolventes e direção habilidosa.

Um equilíbrio perfeito entre intriga médica e drama pessoal

“House” é elogiado por sua capacidade de equilibrar casos médicos fascinantes com desenvolvimentos profundos dos personagens e histórias pessoais envolventes. A performance de Hugh Laurie nessa série médica da Netflix é particularmente destacada, capturando a complexidade de um homem que salva vidas enquanto lida com seus próprios demônios internos.

Com sua chegada à Netflix, “House” oferece aos espectadores uma oportunidade de reviver ou descobrir pela primeira vez o que tornou essa série tão icônica. Prepare-se para uma jornada emocionante pelos corredores do Princeton-Plainsboro Teaching Hospital e mergulhe nos mistérios médicos e dramas pessoais que tornaram “House” uma das séries mais amadas e influentes de todos os tempos.

Confira também: 

Série cancelada da HBO faz um enorme sucesso na Netflix

Nova comédia da Netflix é uma ótima maneira de se despedir do feriado de carnaval

Jodie Foster Desvenda Mistério Macabro em Retorno Triunfante de True Detective

 

Netflix Brasil adquire com exclusividade série amada dos anos 2000 para estreia emocionante

Os fãs de séries têm um motivo e tanto para comemorar com a chegada iminente de “Psych” ao catálogo da Netflix Brasil. Esta aclamada série, que marcou os anos 2000 com sua mistura única de comédia, drama e mistério, finalmente terá seu lugar de destaque na plataforma de streaming mais popular do mundo. Saiba mais a respeito dessa novidade lendo até o final.

Uma mistura cativante de gêneros

“Psych” cativou uma legião de fãs ao longo de suas oito temporadas, e não é para menos. A trama gira em torno de Shawn Spencer, interpretado pelo carismático James Roday, um consultor que colabora com a polícia de Santa Bárbara, utilizando suas aguçadas habilidades de observação para solucionar crimes. O toque único da série? Shawn finge ser um vidente, o que leva a situações hilárias e inesperadas.

Ao lado de Shawn está seu fiel parceiro e melhor amigo, Burton “Gus” Guster, vivido por Dulé Hill. A química entre os dois atores é um dos grandes trunfos da série, garantindo momentos de diversão e emoção para o público.

Psych: Uma jornada de mistério e diversão

A chegada de “Psych” à base da Netflix é uma notícia empolgante para os fãs de longa data e uma oportunidade imperdível para os novos espectadores. A série é conhecida por seu enredo envolvente, humor afiado e episódios temáticos, além de participações especiais memoráveis. Cada episódio oferece uma dose fresca de diversão e mistério, mantendo os espectadores intrigados do início ao fim.

Uma experiência completa na Netflix

Além das oito temporadas da série, espera-se que a Netflix também disponibilize os filmes subsequentes de “Psych”: “Psych: The Movie” e “Psych 2: Lassie Come Home”. Estes filmes proporcionam um reencontro emocionante com os personagens queridos e continuam as aventuras de Shawn e Gus, preservando o espírito original da série.

Expectativa em alta

Embora uma data específica para a estreia de “Psych” na Netflix Brasil ainda não tenha sido anunciada, a expectativa entre os fãs brasileiros é palpável. A série promete conquistar um novo público e reacender a paixão dos admiradores de longa data.

A chegada de “Psych” à maior plataforma de streaming do mundo marca um momento de celebração para a comunidade de fãs. É também um acréscimo valioso ao catálogo da Netflix, oferecendo aos assinantes mais uma opção icônica para desfrutar. Prepare-se para muitas risadas, mistérios instigantes e, é claro, uma boa dose de abacaxis.

Psych: Um nome, seis vezes no coração dos fãs

Em resumo, “Psych” não é apenas uma série, mas sim um fenômeno cultural que conquistou corações em todo o mundo. Sua estreia na Netflix Brasil é um marco importante, garantindo que seu legado continue a brilhar por muitos anos no streaming. Portanto, prepare a pipoca e fique atento, porque Psych está prestes a conquistar a sua tela e o seu coração.

Confira também: 

Série cancelada da HBO faz um enorme sucesso na Netflix

Famosa série da HBO está prestes a estrear na Netflix; descubra qual é

8 filmes sobre o mundo dos negócios para assistir nos streamings

 

Plataforma de streaming registra perda de 1,3 milhão de assinantes após aumento de preço

O renomado serviço de streaming Disney+ enfrentou um revés significativo ao perder cerca de 1,3 milhão de assinantes no final de 2023, em decorrência de um aumento no preço das assinaturas em determinados mercados. Este acontecimento, marcado por uma mudança no panorama do streaming, foi reportado pela Variety.

A decisão de elevar os valores das assinaturas, implementada no ano passado, teve um impacto tangível nas estatísticas de adesão, com a empresa observando uma redução de 112,6 milhões para 111,3 milhões de assinaturas nos Estados Unidos e no Canadá. Essa diminuição afetou diretamente o impressionante crescimento que o serviço havia testemunhado. Continue a leitura até o final e saiba mais a respeito.

Cenário atual do Disney+ no final de 2023

No final de 2023, a Disney+, em sua totalidade, agregou um total de 149,6 milhões de assinantes em seus serviços de streaming, marcando uma queda em comparação com os 150,2 milhões registrados no trimestre anterior.

Esses números revelam uma dinâmica complexa no universo do entretenimento online, onde fatores como conteúdo, preço e acessibilidade desempenham um papel crucial na retenção e aquisição de novos assinantes.

A decisão da Disney+ de ajustar seus preços reflete uma estratégia complexa voltada para equilibrar as demandas dos consumidores com as necessidades financeiras da empresa. Embora o aumento nos valores das assinaturas possa ter contribuído para a perda de assinantes, também possibilitou à empresa reduzir suas perdas em uma impressionante quantia de US$ 300 milhões entre novembro e dezembro de 2023.

Esse movimento, apesar de gerar alguma turbulência no curto prazo, poderia fornecer à Disney+ uma base financeira mais sólida a longo prazo, permitindo investimentos contínuos em conteúdo e inovação.

Impacto nos mercados dos EUA e Canadá

A diminuição de assinantes nos mercados dos EUA e Canadá indica uma resposta direta dos consumidores ao aumento de preço. Embora uma perda de 1,3 milhão de assinantes seja significativa, é importante considerar que a plataforma Disney+ ainda mantém uma posição sólida, com uma base substancial de mais de 111 milhões de assinantes na região.

Essa queda pode ser interpretada como um lembrete para as empresas de streaming sobre a sensibilidade dos consumidores em relação aos preços e à percepção do valor oferecido.

Desafios e oportunidades no setor de streaming

O setor de streaming tem sido um campo altamente competitivo, com uma profusão de serviços disputando a atenção dos consumidores. Nesse contexto, a estratégia de preços desempenha um papel crítico na diferenciação e no sucesso de uma plataforma.

Embora a Disney+ tenha enfrentado desafios com a perda de assinantes, é importante reconhecer que a empresa ainda mantém uma posição de destaque no mercado global de streaming, com uma base sólida de usuários e um catálogo diversificado de conteúdo.

Perspectivas futuras para o Disney+

À medida que o Disney+ navega por esses desafios, também surgem oportunidades para inovação e crescimento. A empresa pode considerar estratégias alternativas, como a introdução de planos de assinatura flexíveis ou a expansão de seu catálogo de conteúdo exclusivo.

Além disso, a Disney+ pode buscar fortalecer seu relacionamento com os assinantes existentes, oferecendo experiências personalizadas e exclusivas que agreguem valor à plataforma.

Conclusão

A perda de 1,3 milhão de assinantes do Disney+ após o aumento de preço sinaliza uma fase de transição e adaptação para essa plataforma de streaming. No entanto, a empresa continua a enfrentar os desafios com resiliência, buscando oportunidades para inovação e crescimento.

Com um foco renovado na entrega de conteúdo de alta qualidade e experiências excepcionais aos seus assinantes, o Disney+ está bem posicionado para prosperar em um ambiente de streaming cada vez mais competitivo e dinâmico.

Confira também: 

Reinado da Netflix é ameaçado com a ascensão de um novo queridinho do streaming

Após Netflix, mais um streaming começa a bloquear o compartilhamento de senhas

Qual a série com pior avaliação da Netflix?

 

Os 15 personagens mais odiados das séries

Desvendar os segredos das séries de televisão muitas vezes nos leva a uma montanha-russa de emoções. Desde a alegria até a raiva profunda, os personagens têm o poder de nos fazer sentir uma ampla gama de sentimentos.

E entre eles, estão aqueles que amamos odiar: os personagens mais odiados das séries. Vamos mergulhar na lista dos 15 mais detestados, de acordo com o público, e entender o que os torna tão repulsivos. Bora lá conferir?

15. Roose Bolton: O estrategista cruel de Game of Thrones

Em um universo repleto de personagens complexos, Roose Bolton, interpretado por Michael McElhatton em Game of Thrones, se destaca como um oponente formidável. Sua calma gélida e suas estratégias implacáveis o tornam irresistivelmente odioso para os fãs da série.

14. Paige McCullers: O caminho da aceitação em Pretty Little Liars

Embora tenha uma jornada de crescimento e aceitação ao longo de Pretty Little Liars, Paige McCullers (Lindsey Shaw) não escapou do julgamento dos fãs, que a consideram um dos personagens mais irritantes da série. O que será que desperta tanto incômodo em relação a esse personagem?

13. Petyr Baelish: A astúcia manipuladora de Game of Thrones

Petyr Baelish, interpretado por Aidan Gillen, é uma figura intrigante em Game of Thrones. Sua habilidade de manipulação e sua presença nos meandros políticos da trama o colocam como um dos personagens mais odiados das séries, apesar de sua cativante astúcia.

12. Ezra Fitz: O romance controverso de Pretty Little Liars

Ezra Fitz, vivido por Ian Harding, desperta controvérsias em Pretty Little Liars. Seu relacionamento romântico com uma de suas alunas trouxe à tona questões éticas e morais, o que contribuiu para sua posição na lista dos personagens mais detestáveis.

11. Ed Peletier: O abusivo de The Walking Dead

Ed Peletier, o marido abusivo de Carol em The Walking Dead, é uma presença constante de tensão na série. Suas ações perturbadoras e sua relação conturbada com outros personagens garantiram-lhe um lugar na lista dos mais odiados.

10. Livia Soprano: A mãe sinistra de The Sopranos

Em um universo repleto de personagens sombrios, Livia Soprano, interpretada por Nancy Marchand, se destaca como uma das mães mais detestadas da televisão. Sua crueldade e manipulação atingem níveis inimagináveis, tornando-a uma figura inesquecível.

9. Will Schuester: O diretor “chato demais” de Glee

Will Schuester, interpretado por Matthew Morrison, é o centro das atenções em Glee. Apesar de suas boas intenções, sua personalidade “chata” e suas atitudes questionáveis o tornam um dos personagens mais odiados das séries, segundo os fãs.

8. Caillou: A irritação infantil da telinha

Até mesmo entre os personagens infantis, há espaço para a irritação. Caillou, popular entre as crianças, desperta antipatia nos adultos devido a seus acessos de raiva e comportamento irritante, mostrando que nem todos os heróis dos desenhos são unanimidade absoluta.

7. Todd Alquist: O ar de desconforto de Breaking Bad

Todd Alquist, interpretado por Jesse Plemons em Breaking Bad, é um personagem que causa desconforto em cada cena que aparece. Sua imprevisibilidade e suas ações perturbadoras o transformam em um dos antagonistas mais memoráveis da televisão.

6. Rachel Berry: A ambição e ambiguidade de Glee

Rachel Berry, interpretada por Lea Michele, é uma personagem ambígua em Glee. Sua busca incansável pela fama e suas atitudes controversas dividem os fãs, tornando-a um dos personagens mais fascinantes e desprezíveis da série.

5. Shou Tucker: O desprezível em Fullmetal Alchemist: Brotherhood

Dentro do mundo dos animes, Shou Tucker se destaca por seus comportamentos desprezíveis em Fullmetal Alchemist: Brotherhood. Sua presença catalisa questões emocionais profundas, o que o torna um dos personagens mais odiados das séries pelos espectadores.

4. O Governador: Carisma e terror em The Walking Dead

O Governador, interpretado por David Morrissey em The Walking Dead, é um vilão carismático e aterrorizante. Sua habilidade de manter o controle nas situações mais desafiadoras o coloca como um dos grandes antagonistas da série de zumbis.

3. Cersei Lannister: Crueldade e determinação em Game of Thrones

Cersei Lannister, interpretada por Lena Headey, personifica a crueldade e a determinação em Game of Thrones. Sua sede implacável por poder e suas estratégias maquiavélicas a tornam um dos personagens mais odiados e, ao mesmo tempo, fascinantes da série.

2. Ramsey Bolton: A maldade cativante de Game of Thrones

Ramsey Bolton, vivido por Iwan Rheon, é um personagem que causa horror e fascínio em igual medida. Sua maldade e sua capacidade de manipulação o colocam como um dos antagonistas mais memoráveis de Game of Thrones.

1. Joffrey Baratheon: O abominável Rei de Game of Thrones

No topo da nossa lista está Joffrey Baratheon, interpretado por Jack Gleeson em Game of Thrones. Sua tirania e seu senso distorcido de poder o tornam o personagem mais odiado pelos espectadores, mantendo-os presos à tela em antecipação de suas próximas maldades e, eventualmente, de sua queda.

Nessa jornada pelos personagens mais odiados das séries, uma coisa é certa: apesar de despertarem sentimentos negativos, são esses personagens que mantêm viva a chama da discussão e da emoção em torno das séries que tanto amamos acompanhar.

Confira também: 

Jodie Foster Desvenda Mistério Macabro em Retorno Triunfante de True Detective

Famosa série da HBO está prestes a estrear na Netflix; descubra qual é

Estrela de “The Mentalist” surpreende em nova série da Netflix, assumindo papel radicalmente distinto do seu habitual

 

Reinado da Netflix é ameaçado com a ascensão de um novo queridinho do streaming

O mundo do entretenimento nunca foi tão dinâmico quanto nos dias de hoje, e uma das principais áreas de competição é o streaming de conteúdo. A Netflix, há muito tempo, reinou soberana nesse mercado, mas agora enfrenta uma concorrência cada vez mais acirrada.

Um dos mais recentes competidores a abalar o reinado da Netflix é o Paramount+. Com um catálogo vasto e diversificado, incluindo conteúdo original exclusivo, esta plataforma tem conquistado rapidamente uma base de fãs leais.

O Paramount+ tem se destacado não apenas pela qualidade do seu conteúdo, mas também pela diversidade de gêneros oferecidos. Desde séries dramáticas a comédias, passando por filmes de ação e animações, há algo para todos os gostos. Esse diferencial tem atraído a atenção de espectadores em busca de novas experiências de entretenimento. Fique conosco até o fim da leitura.

O impacto da diversificação do mercado de streaming

Com a chegada de novos competidores como o Paramount+, o mercado de streaming está se diversificando rapidamente. Isso é uma boa notícia para os consumidores, que agora têm mais opções do que nunca para escolher. No entanto, também representa um desafio para os serviços estabelecidos, como a Netflix, que agora precisa se esforçar ainda mais para manter sua posição dominante.

A diversificação do mercado de streaming também significa que os criadores de conteúdo têm mais oportunidades do que nunca para encontrar um público para seu trabalho. Plataformas como o Paramount+ estão sempre à procura de novas séries e filmes para adicionar ao seu catálogo, o que abre portas para talentos emergentes no mundo do entretenimento.

A disputa pelo trono do streaming

Enquanto a Netflix continua sendo uma força dominante no mundo do streaming, ela agora enfrenta uma concorrência feroz de todos os lados. Além do Paramount+, há também outros concorrentes de peso, como o Disney+, o Amazon Prime Video, a Globo Play e o Hulu, todos lutando por uma fatia do mercado de streaming.

Essa competição acirrada é uma boa notícia para os consumidores, que se beneficiam da variedade de opções disponíveis. No entanto, também significa que as plataformas de streaming precisam se esforçar mais do que nunca para atrair e manter assinantes. Isso pode levar a uma maior inovação e qualidade de conteúdo, à medida que as plataformas buscam se destacar da concorrência.

A importância do conteúdo original

Uma das estratégias mais eficazes para as plataformas de streaming se destacarem da concorrência é investir em conteúdo original exclusivo. Isso não apenas atrai novos assinantes, mas também ajuda a reter os existentes, já que eles não podem encontrar esse conteúdo em nenhum outro lugar.

Tanto a Netflix quanto o Paramount+ têm investido pesadamente em conteúdo original nos últimos anos, e isso tem se mostrado uma estratégia bem-sucedida. Séries como “Stranger Things” e “The Crown”, da Netflix, e “Yellowstone” e “Star Trek: Discovery”, do Paramount+, conquistaram uma base de fãs dedicada e ajudaram a impulsionar o sucesso de suas respectivas plataformas.

O papel dos exclusivos no crescimento das plataformas

Os exclusivos desempenham um papel crucial no crescimento das plataformas de streaming. Eles não apenas atraem novos assinantes, mas também incentivam os existentes a permanecer fiéis ao serviço. Isso ocorre porque os exclusivos oferecem algo único e valioso que não está disponível em nenhum outro lugar.

Plataformas como a Netflix e o Paramount+ estão continuamente expandindo seu catálogo de exclusivos, garantindo que sempre haja algo novo e emocionante para os assinantes desfrutarem. Isso é essencial para manter a relevância no mercado de streaming em constante evolução.

O futuro do streaming

À medida que o mercado de streaming continua a crescer e evoluir, é provável que vejamos ainda mais concorrentes entrando na arena. Isso significa que a competição só vai ficar mais acirrada no futuro, o que é uma excelente notícia para os consumidores em busca de opções de entretenimento de alta qualidade.

No entanto, também significa que as plataformas de streaming precisarão trabalhar mais do que nunca para se destacar da concorrência. Isso pode levar a uma maior inovação e diversidade de conteúdo, beneficiando a todos os envolvidos.

Em última análise, o futuro do streaming parece brilhante e cheio de possibilidades emocionantes. Com tantas opções disponíveis, os consumidores estão no controle de como, quando e onde desfrutam de seu entretenimento favorito, e isso é algo verdadeiramente poderoso.

Confira também: 

Famosa série da HBO está prestes a estrear na Netflix; descubra qual é

Estrela de “The Mentalist” surpreende em nova série da Netflix, assumindo papel radicalmente distinto do seu habitual

Jodie Foster Desvenda Mistério Macabro em Retorno Triunfante de True Detective

 

Os 10 plot twists mais surpreendentes do cinema atual que vão te prender no sofá

Quando falamos em filmes de terror, muitos fogem para longe, com medo do trauma que vem junto com a obra. Mas qual o peso de um plot twist muito bem trabalhado pelos roteiristas e diretores? Praticamente o mesmo. Na verdade, em alguns casos, o plot twist pode ser ainda mais perturbador simplesmente por trazer finais impactantes de forma inesperada e insuperável.

O que são ‘Plot Twists’?

Plot twist é uma mudança radical na direção esperada ou prevista do enredo de um romance, filme, série de televisão, quadrinho, jogo eletrônico ou outra obra narrativa. É uma prática muito usada para manter o interesse do público na obra, para normalmente surpreendê-los com uma revelação surpresa.

Hoje, listamos para você 10 obras cinematográficas recentes que vão mexer com sua cabeça.

Confira – e tenha cuidado ao assistir:

 

Saltburn – Prime Video

O filme mais recente dessa lista é polêmico e pode ter deixado famílias inteiras traumatizadas na última ceia de Natal, em 2023. Dirigido por Emerald Fennell, o longa traz dois grandes protagonistas que interpretam seu papel com maestria: Barry Keoghan como Oliver Quick, e Jacob Eroldi como Felix Cotton. Além da fotografia impecável, o roteiro desenha perfeitamente uma trama dos anos 2000, no Reino Unido, onde o jovem pobre e universitário Oliver Quick se vê obcecado por Felix Cotton. Mas, calma, esse não é um romance adolescente. Essa é uma crítica poética e perturbadora, que ocupou as redes sociais por semanas a fio graças ao seu final super inesperado.

 

O Segredo de Marrowbone – Prime Video

Um filme estrelado por Anya Taylor-Joy e Mia Goth merecia maior reconhecimento da crítica, ainda mais por trabalhar uma história tão dolorosa de forma surpreendente. No longa, vemos quatro irmãos tentando sobreviver à morte da mãe. Apesar da dor da perda, paranoias e depressão que a segue, eles trabalham juntos para se manterem na fazenda Marrowbone que esconde tantos segredos obscuros e perigosos.

 

Colheita Sombria – Prime Video

Com inspirações na clássica série de filmes “Colheita Maldita” de 1984, o longa de fantasia e terror da Prime Video trabalha um plot twist revoltante sobre os segredos de uma pacata cidadezinha do interior. No pequeno município rural, um ritual mortal acontece todos os anos quando o pesadelo em forma de espantalho, Jack Dentes de Serra, se ergue do milharal e desafia jovens locais a uma luta sangrenta por dinheiro, um carro de luxo e, principalmente, a sobrevivência.

 

Morte Morte Morte – HBO Max e Prime Video

O que poderia dar errado em uma festinha organizada por um bando de jovens mimados, no meio do nada, né? Um grupo de jovens ricos de 20 e poucos anos se reúne durante uma tempestade para passar o final de semana em uma mansão afastada da cidade. A história começa quando Sophie decide fazer a turma se entrosar por meio de um jogo de Detetive, onde as luzes se apagam enquanto o assassino da rodada persegue suas vítimas, que podem ser “mortas” através de um toque. Sempre que alguém é morto no jogo, as luzes se acendem e os sobreviventes precisam descobrir quem foi o assassino. Mas a direção do jogo muda completamente quando um dos jovens aparece morto de verdade assim que as luzes se acendem. Ao longo do filme, sentimos a tensão dos personagens, mas, no final, quando tudo se esclarece, nos deparamos com um plot twist cômico e um tanto quanto crítico.

 

Não Se Preocupe, Querida – HBO Max e Prime Video

Alice, uma jovem dona de casa, bonita e amada por seu marido perfeito, vive em uma comunidade experimental, em um casamento ideal, um verdadeiro modelo para a sociedade. Mas toda essa perfeição faz com que a jovem comece a suspeitar. Ainda mais sobre o Projeto Vitória, parte da empresa de seu marido, que parece esconder segredos perturbadores. Apesar de não receber grandes aclamações da mídia, a obra, responsável por apresentar o cantor Harry Styles às telonas, trabalha críticas sociais atuais e importantes.

 

Boa Noite, Mamãe – Prime Video

A nova era do cinema parece viver de remakes e, um dos melhores, com certeza, é Boa Noite, Mamãe, um longa de suspense trágico e, conforme pontuado pela mídia, covarde. Com direção de Matt Sobel, a obra é uma adaptação bem trabalhada do filme austríaco de mesmo nome, lançado em 2014 e aclamado no circuito europeu. Mas, diferente da versão original, a trama estrelada por Naomi Watts (King Kong) cria um suspense capaz de fritar seus neurônios. Dois irmãos gêmeos, Elias e Lucas, retornam para a casa de sua mãe (Naomi Watts) após passar um tempo com o pai (Peter Hermann). No entanto, ao chegar em casa, as crianças encontram uma mãe diferente, e assustadora, uma característica que se fortalece ainda mais com as faixas pós-cirúrgicas que cobrem seu rosto. O desfecho da história afeta não apenas as crianças, como os telespectadores.

 

Fuja – Netflix

Você com certeza já conhece a trágica história de Gypsy Rose Blanchard, uma garota atordoada por sua mãe psicótica. O thriller “Fuja”, estrelado por Sarah Pulson, faz referência à história de Gypsy. No longa, vemos a protagonista Paulson após ao dar a luz à sua filha, quando ela descobre que algo está errado. No futuro, anos depois, descobrimos que a filha dela se tornou cadeirante. A explicação para o caso é chocante e revoltante.

 

Hellraiser: Renascido do Inferno – Paramount+, Telecine e Prime Video

Onde a ganância leva as pessoas? Qual seu preço? Nessa nova versão de Hellraiser, vemos um milionário que deseja ainda mais luxo e poder. Para isso, ele usa a caixa dourada dos lamentos para sacrificar outras pessoas em busca de realizar seus desejos. Porém, tudo tem seu preço.

 

Parasita – HBO Max, Telecine e Prime Video

Vencedor do Oscar e aclamado pela mídia, Parasita (2019) mostra uma família em situação de completo desespero, desempregada e vivendo em um porão sujo e apertado. Tão logo, o filho da família começa a dar aulas particulares de inglês a uma garota de família rica. Fascinados com a vida luxuosa destas pessoas, pai, mãe, filho e filha bolam um plano para se infiltrar também na família burguesa, um a um. No entanto, os segredos e mentiras necessários à ascensão social custarão caro a todos.

 

A Avó – Prime Video 

Gore e ousado, esse filme vai te deixar em completo estado de choque. Se você não tem estômago forte, sugiro que não assista. Susana (Almudena Amor) é uma modelo que deixa sua carreira em Paris e volta para casa, em Madrid, após descobrir que sua avó Pilar (Vera Valdez), que a criou depois que seus pais morreram, acaba de sofrer um AVC. Ao retornar a sua cidade natal, Susana tenta encontrar uma cuidadora para Pilar, mas passar apenas alguns dias com sua avó se transforma em um pesadelo inesperado, quando Pilar começa a agir de forma estranha e acontecimentos assustadores se apresentam.

 

Após Netflix, mais um streaming começa a bloquear o compartilhamento de senhas

Segundo um e-mail enviado pelo Disney+ e pelo Hulu, a plataforma de streaming irá começar a implementar restrições de compartilhamento de senhas entre domicílios diferentes.

As informações indicam que a plataforma poderá e irá revogar acesso às contas que forem flagradas compartilhando senhas de contas que não pertençam ao mesmo lar.

“A menos que permitido de outra forma por seu nível de serviço, você não pode compartilhar sua assinatura fora de sua casa”, aponta o e-mail. “‘Domicílio’ significa o conjunto de dispositivos associados à sua residência pessoal principal que são usados ​​pelos indivíduos que nela residem”.

“Podemos, a nosso exclusivo critério, analisar o uso de sua conta para determinar a conformidade com este Contrato. Se determinarmos, a nosso exclusivo critério, que você violou este Contrato, poderemos limitar ou encerrar o acesso ao Serviço e/ou tomar quaisquer outras medidas permitidas por este Contrato”.

Acredita-se que o monitoramento e a consequente punição dos usuários que violem os termos exigidos pela plataforma comecem a acontecer no final de março. Anteriormente, o CEO da Disney, Bob Iger, havia comentado que a política de não compartilhamento de senhas poderia não acontecer até 2025.

Prejuízos

A Disney revelou em agosto que os seus serviços de streaming perderam mais de 12 milhões de assinantes e, dentro desse cenário, uma das saídas para reverter a situação e ganhar mais assinantes, a ideia de impedir o compartilhamento de contas começou a ser estudado.

 

*CinePop

Veja também:

 

6 Filmes e séries mais pirateados de 2023

Seria esse o jeito de ter acesso à cultura de forma justa? Apesar de alguns afirmarem que os preços das plataformas de streaming tornaram o entretenimento mais acessível, a pirataria continua sendo uma prática comum para assistir a conteúdos sem custos. Conteúdos pirateados é considerada uma violação dos direitos autorais, sua presença e influência são inegáveis.

A empresa de dados MUSO compilou um ranking das 6 séries e filmes mais pirateados em 2023, fornecendo percepções sobre os títulos mais procurados em fontes não licenciadas. Isso destaca a persistência e a relevância da pirataria na era digital, apesar das alternativas legais disponíveis.

Duas das séries mais aguardadas de 2024 estreiam essa semana

O final de janeiro reserva uma experiência imperdível para os apaixonados por séries, marcando o aguardado lançamento de duas produções que prometem elevar o patamar do entretenimento em 2024. “Mestres do Ar” chega ao Apple TV+ e “Expats” ao Prime Vídeo, ambos estreando sexta-feira, dia 26. 

No universo épico da Segunda Guerra Mundial, o Apple TV+ presenteia os espectadores com “Mestres do Ar”, um drama magnífico produzido pelo trio de mestres do cinema: Steven Spielberg, Tom Hanks e Gary Goetzman. Embasada no livro de Donald L. Miller. Liderado por Austin Butler e com um elenco estelar, a narrativa não apenas desbrava os desafios físicos, mas também destaca o peso psicológico enfrentado por jovens em meio à guerra.

Mestres do Ar conta a história de um esquadrão da Aeronáutica Americana cuja missão era bombardear as forças nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. A série histórica acompanha os desafios e a intimidade do 100º Grupo de Bombardeio, conhecido como o Centésimo Sangrento, enquanto se esforçam para derrotar o exército de Hitler em combates arriscadíssimos a mais de 20 pés de altura. 

 

No mesmo dia, o Prime Vídeo apresenta “Expats”, Baseada no best-seller “The Expatriates”, de Janice Y. K. Lee. A série é estrelada pela talentosa Nicole Kidman juntamente com um elenco notável. Sob a direção hábil de Lulu Wang, que também atua como produtora executiva ao lado de Kidman, “Expats” explora temas complexos de privilégio, vitimização e culpabilidade, proporcionando uma imersão profunda em um contexto familiar e social.

A série se desenvolve ao apresentar os diferentes desafios de três mulheres norte-americanas que vivem na mesma comunidade em Hong Kong. Enquanto a jovem Mercy (Ji-young Yoo) tenta se recuperar de um grave acidente, a rica Hilary (Sarayu Blue) sofre para ter o filho que acredita ser a salvação de seu casamento e Margaret (Nicole Kidman), mãe de três, passa a questionar a própria identidade depois de uma terrível perda.

 

Diante das estreias de “Mestres do Ar” e “Expats”, é notável que a era de ouro das séries está encontrando seu lugar de destaque nas plataformas de streaming. Ao unir a diversidade de gêneros e a qualidade excepcional de produção, estas séries atendem aos anseios dos mais variados públicos

Ao explorar as duas séries, estejamos preparados para uma experiência que vai além das expectativas, reunindo passado e presente em uma experiência audiovisual única e inesquecível. Então, prepare-se para se envolver com o passado e os desafios de hoje, tudo a um clique de distância.

 

>Veja Também<

Séries imperdíveis estreiam exclusivamente no Prime Vídeo em 2024

Filmes e séries que estreiam na Netflix em janeiro de 2024

As séries mais aguardadas de 2024; confira

Zorro chega no Prime Vídeo e conquista o público do streaming; confira!

A nova série do Prime Video baseada no lendário herói Zorro, criada por Carlos Portela, estreou em 19 de janeiro, conquistando rapidamente o top 10 de séries mais assistidas na plataforma de streaming. Em meio a uma maré de lançamentos, Zorro, lançada discretamente em 19 de janeiro, conseguiu conquistar um lugar de destaque entre as séries mais assistidas do serviço de streaming.

Zorro não apenas conquistou o coração dos espectadores ao integrar o top 10 das séries mais assistidas do Prime Vídeo em sua semana de estreia, mas também ostenta uma sólida aprovação de 89% no Rotten Tomatoes. Apesar de uma pontuação menor no IMDB, com 6 estrelas, a série é elogiada por sua trama envolvente. Disponível na íntegra, com 10 episódios, a série Zorro promete uma jornada emocionante e inesquecível.

Zorro

A trama da série gira em torno de Diego de la Vega, motivado por seu desejo de justiça em resposta ao assassinato de seu pai. Ao retornar à Califórnia, ele desvenda os mistérios por trás do ato, transformando-se no enigmático Zorro. Diego também se envolve em um conflito complexo envolvendo Nah-lin, uma indígena convicta de que Zorro usurpou seu legado. Enquanto Diego enfrenta o Governador, líder perverso da comunidade chinesa, e uma sociedade secreta, ele aprende a priorizar o bem comum, mesmo que isso signifique sacrificar seu amor por Lolita. A narrativa, embora ambientada no século 19, respira modernidade, incorporando recursos cinematográficos de última geração, sendo o personagem originalmente concebido por Johnston McCulley em 1919.

Miguel Bernardeau, conhecido por seu papel em Elite, lidera o elenco, acompanhado por Cristo Fernández, Renata Notni, Luis Tosar e outros. A direção fica por conta de Javier Quintas, Jorge Saavedra e José Luis Alegría, com roteiro de Carlos Portela.

Com 10 episódios já disponíveis no Prime Vídeo, a série Zorro promete uma experiência cativante para os fãs do heroi e novos espectadores. Uma adaptação moderna e bem recebida, oferecendo uma jornada de vingança, intriga e justiça no cenário do século 19.

 

>Veja Também<

Séries imperdíveis estreiam exclusivamente no Prime Vídeo em 2024

10 filmes e séries policiais para assistir

Os 10 maiores cancelamentos de séries da história