Saiba quais são os benefícios para a saúde de tirar um cochilo depois do almoço

Se tem uma coisa que muita gente gosta é de tirar um cochilo depois do almoço. Não só é algo prazeroso de se fazer, como é uma excelente alternativa de repor as energias e relaxar, em especial, quando não foi possível dormir bem durante a noite, ou caso tenha um estilo de vida mais agitado.

Contudo, é importante lembrar que os cochilos realmente precisam ser curtos. O ideal é que seja de no máximo 20 a 25 minutos logo após o almoço para ser possível descansar um pouco e aumentar a energia para a jornada na parte da tarde, seja para trabalhar ou estudar.

Se você está se perguntando porque a média de sono depois do almoço deve ser de 20 a 25 minutos, o motivo é simples, é que dormir por mais de 30 minutos favorece a insônia e aumento do cansaço, além de afetar a saúde, conforme já apresentado por diversos estudos.

Benefícios do cochilo depois do almoço

Reservar um momento para uma breve soneca após o almoço pode trazer uma série de vantagens para o bem-estar, incluindo:

  • Aperfeiçoar a capacidade de concentração e a produtividade;
  • Diminuir os níveis de estresse, favorecendo um estado de maior relaxamento;
  • Aliviar a fadiga, tanto física quanto mental;
  • Aprimorar a memória e agilizar a resposta a estímulos.

Assim, uma pausa para descanso é recomendada, especialmente nos momentos de grande cansaço ou sonolência súbita ao longo do dia. É também uma estratégia útil para quem antecipa longas horas de vigília, como em jornadas noturnas de trabalho, fornecendo um impulso de energia adicional necessário.

No entanto, se a necessidade de dormir durante o dia se tornar uma constante ou se repetir mais de uma vez ao dia, é prudente buscar orientação médica. Um profissional especializado em distúrbios do sono pode avaliar a situação para determinar se há algum problema de saúde subjacente que requeira intervenção, como o uso de medicamentos, por exemplo.

Cochilo após o almoço não é para todos

Embora uma soneca diurna possa oferecer vários benefícios à saúde, não é uma prática que se adapta a todos, principalmente porque há quem enfrente dificuldades para dormir fora de seu ambiente habitual de descanso, como a própria cama.

Essa limitação pode resultar em alguns inconvenientes, tais como:

Aumento do cansaço: Indivíduos que lutam para adormecer fora de seu ambiente de sono usual podem levar mais tempo para cair no sono, diminuindo efetivamente o período de descanso. Como resultado, muitos despertam apenas alguns minutos depois, sem se sentirem verdadeiramente descansados e com uma maior necessidade de sono;

Aumento do sentimento de frustração e estresse: A dificuldade em conseguir dormir durante o dia pode gerar frustração, contribuindo para um aumento nos níveis de estresse, o que acaba por anular os benefícios relaxantes esperados da soneca;

Risco de insônia: Cochilar muito próximo ao horário habitual de ir para a cama à noite pode resultar em dificuldades para iniciar o sono noturno;

Associação com diabetes: De acordo com uma pesquisa realizada no Japão, dormir por mais de 40 minutos durante o dia pode elevar em 45% o risco de desenvolver diabetes.

Portanto, é aconselhável que cada pessoa teste individualmente como se comportará com os cochilos após o almoço, adaptando-os conforme sua necessidade, observando atentamente como se sente ao despertar e o impacto que esse hábito pode ter sobre seu sono noturno.

 

 

*Meu Valor Digital

Veja também:

 

 

TCE Goiás divulga edital de concurso com 52 vagas e salários de até R$ 12 mil

O Tribunal de Contas do Estado de Goiás (TCE-GO) divulgou edital de um concurso público para o preenchimento de 52 vagas, com salário inicial de R$ 12 mil.

As inscrições vão começar a partir das 16h da próxima segunda-feira (26) e encerram às 16h do dia 8 de abril. Os candidatos devem se inscrever pelo site da Fundação Getúlio Vargas (FGV), banca selecionada para a organização do concurso.

As vagas são para analista de controle externo, distribuídas em cinco especialidades diferentes: ciências contábeis, controle externo, engenharia, jurídica e tecnologia da informação (veja abaixo). A carga horária será de seis horas diárias.

Vagas a partir de cada especialidade:

  • Controle externo (22 vagas): exige diploma de conclusão de qualquer curso de nível superior. Dessas vagas, duas são para pessoas com deficiência (PcD);
  • Jurídica (10 vagas): candidatos deverão ter graduação em direto. Dessas vagas, duas são para pessoas com deficiência (PcD);
  • Ciências Contábeis (8 vagas): exclusiva para graduados em Ciências Contábeis;
  • Engenharia (8 vagas): destinadas a graduados nessa área e registro no conselho de engenharia
  • Tecnologia da Informação (4 vagas): para aqueles que têm diploma em qualquer curso de nível superior.

A taxa de inscrição estabelecida é de R$ 195,00 e as provas, objetiva e discursiva, serão realizadas no dia 16 de junho de 2024. Poderá ser beneficiado com a isenção de pagamento o candidato que, estiver inscrito no Cadastro Único e for membro de família de baixa renda (com renda mensal per capita de até meio salário mínimo ou a que possua renda familiar mensal de até dois salários mínimos).

Por meio do edital, os canditados podem conferir mais detalhes sobre os cargos disponíveis, inscrições, isenções, conteúdo programático de cada especialidade, número de questões das provas, cálculos classificatórios, classificação e recursos.

Em caso de dúvidas, também é possível entrar em contato com a área de Concursos da FGV por meio do e-mail: [email protected]

 

 

*g1 Goiás

Veja também:

 

 

Goiânia está com 783 vagas gratuitas para cursos de qualificação profissional; saiba como se inscrever

Olha que baita oportunidade! A Prefeitura de Goiânia está oferecendo 783 vagas para cursos de qualificação profissional gratuitos para adultos acima de 18 anos. Além do certificado de conclusão, são disponibilizados lanche, vale-transporte, uniforme e material didático aos alunos.

O projeto é realizado pelo Sine Municipal, ligado à Secretaria de Desenvolvimento e Economia Criativa (Sedec) e as inscrições podem ser realizadas no aplicativo Prefeitura 24h, ou na sede do Sine, na Rua 1, Centro.

A confirmação da inscrição será emitida no momento da matrícula. Ao todo, serão 46 turmas com número de alunos variando entre 12 e 25, em turmas pela manhã, tarde e noite.

A novidade desta vez é a abertura da turma de artesanato, exclusiva para idosos a partir de 60 anos, e duas turmas de alongamento de unhas (matutino e vespertino) realizadas dentro da programação do Mutirão de Goiânia na Região Norte.

Serão disponibilizadas vagas para cursos de alongamento de unhas, alongamento de cílios, mídias sociais, modelagem e henna para sobrancelhas, atendente de farmácia, administração de estoque, cerimonial de eventos, auxiliar de contabilidade, coaching, artesanato, informática básica e intermediária, montagem e manutenção de computadores, Excel, garçom, manicure e pedicure, maquiagem, operador de caixa, telefonista e recepcionista, rotinas administrativas, massoterapia, normas NR-10, porteiro, administração de pessoal, corte e costura, frentista, pedreiro e acabamento, libras, eletricista predial e pedreiro de edificações.

As aulas serão ministradas a partir da próxima segunda-feira (19/2), pela manhã, tarde e noite, com término até 21 de março, com carga horária que varia de acordo com o curso, entre 40 e 160 horas.

Segundo o secretário de Desenvolvimento e Economia Criativa, Geverson Abel, os cursos fazem parte do esforço da Prefeitura para levar qualificação profissional a um número cada vez maior de pessoas.

“Em breve, vamos disponibilizar o Sine Móvel nos bairros, em diferentes regiões da cidade, para que sejam feitas inscrições nos cursos e divulgados nossos projetos de empregabilidade e de incentivo ao empreendedorismo”, adianta Geverson Abel.

Confira abaixo:

Alongamento de Cílios
Turmas: Vespertino/ noturno
Vagas: 24
Carga Horária: 40h
Início: 19/02/24
Término: 28/02/24

Alongamento de unhas
Turmas: Vespertino/ noturno
Vagas: 24
Carga Horária: 40h
Início: 19/02/24
Término: 28/02/24

Modelagem e henna para sobrancelhas
Turmas: Matutino
Vagas: 15
Carga Horária: 50h
Início: 19/02/24
Término: 01/03/24

Mídias sociais
Turmas: Matutino/ noturno
Vagas: 40
Carga Horária: 60h
Início: 19/02/24
Término: 05/03/24

Administração de estoque
Turma: Noturno
Carga Horária: 70h
Vagas: 20
Início: 19/02/24
Término: 07/03/24

Artesanato
Turma: Matutino
Carga Horária: 70h
Vagas: 15
Início: 19/02/24
Término: 07/03/24

Atendente de farmácia
Turma: Vespertino
Carga Horária: 70h
Vagas: 20
Início: 19/02/24
Término: 07/03/24

Auxiliar de Contabilidade
Turma: Matutino
Carga Horária: 70h
Vagas: 20
Início: 19/02/24
Término: 07/03/24

Cerimonial de eventos
Turmas: Matutino/ vespertino
Carga Horária: 70h
Vagas: 40
Início: 19/02/24
Término: 07/03/24

Coaching
Turmas: Matutino/ vespertino
Carga Horária: 70h
Vagas: 40
Início: 19/02/24
Término: 07/03/24

Informática básica
Turmas: Matutino/ noturno
Carga Horária: 70h
Vagas: 40
Início: 19/02/24
Término: 07/03/24

Informática intermediária
Turmas: Matutino/ vespertino
Carga Horária: 70h
Vagas: 40
Início: 19/02/24
Término: 07/03/24

Montagem e manutenção de computadores
Turmas: Matutino
Carga Horária: 70h
Vagas: 15
Início: 19/02/24
Término: 07/03/24

Excel completo
Turmas: Vespertino/ Noturno
Carga Horária: 70h
Vagas: 40
Início: 19/02/24
Término: 07/03/24

Garçom
Turma: Noturno
Carga Horária: 70h
Vagas: 18
Início: 19/02/24
Término: 07/03/24

Manicure e pedicure
Turma: Matutino
Carga Horária: 70h
Vagas: 15
Início: 19/02/24
Término: 07/03/24

Maquiagem
Turma: Matutino/ vespertino
Carga Horária: 70h
Vagas: 15
Início: 19/02/24
Término: 07/03/24

Operador de caixa
Turma: Noturno
Carga Horária: 70h
Vagas: 25
Início: 19/02/24
Término: 07/03/24

Recepcionista e telefonista
Turma: Noturno
Carga Horária: 70h
Vagas: 20
Início: 19/02/24
Término: 07/03/24

Rotinas administrativas
Turma: Noturno
Carga Horária: 70h
Vagas: 25
Início: 19/02/24
Término: 07/03/24

Massoterapia
Turma: Vespertino
Carga Horária: 80h
Vagas: 12
Início: 19/02/24
Término: 11/03/24

Normas técnicas NR-10
Turma: Noturno
Carga Horária: 80h
Vagas: 18
Início: 19/02/24
Término: 11/03/24

Porteiro
Turma: Noturno
Carga Horária: 80h
Vagas: 18
Início: 19/02/24
Término: 11/03/24

Administração de pessoal
Turma: Matutino
Carga Horária: 100h
Vagas: 25
Início: 19/02/24
Término: 15/03/24

Corte e costura
Turma: Matutino/ vespertino/ noturno
Carga Horária: 100h
Vagas: 36
Início: 19/02/24
Término: 15/03/24

Frentista
Turma: Noturno
Carga Horária: 100h
Vagas: 20
Início: 19/02/24
Término: 15/03/24

Pedreiro de acabamento
Turma: Matutino
Carga Horária: 100h
Vagas: 18
Início: 19/02/24
Término: 15/03/24

Libras e linguagem de sinais
Turma: Matutino
Carga Horária: 120h
Vagas: 20
Início: 19/02/24
Término: 21/03/24

Eletricista predial
Turma: Matutino/ vespertino/ noturno
Carga Horária: 160h
Vagas: 36
Início: 19/02/24
Término: 03/04/24

Pedreiro e edificações
Turma: Matutino/ vespertino
Carga Horária: 160h
Vagas: 30
Início: 19/02/24
Término: 03/04/24

 

 

 

Apenas em janeiro, mais de 14 mil novos pequenos negócios são registrados em Goiás

Um levantamento realizado pelo Sebrae com dados da Receita Federal do Brasil aponta que 14.658 novos pequenos negócios foram abertos em janeiro de 2024. O número é 20% superior ao registrado no mesmo período de 2023 (12.181) e 46% maior do que o registrado em 2022 (10.026). O estado de Goiás, por sua vez, tem hoje mais de 840 mil empresas ativas e, destas, 95% (759.907) são pequenos negócios.

Quanto à geração de emprego, dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), mostram que os pequenos negócios, em Goiás, criaram mais de 47 mil empregos em 2023. O dado representa 95% de todas as vagas de emprego formal criados em Goiás.

Os pequenos negócios

Os pequenos negócios (MEI, ME e EPP) desempenham um papel significativo na economia brasileira, contribuindo para a geração de empregos, estimulando a inovação, promovendo o empreendedorismo e impulsionando o crescimento econômico. O principal fator de diferenciação entre ME, EPP e MEI, está relacionado ao faturamento do negócio e ao número de funcionários que possuem.

As Microempresas (ME) podem ter uma receita anual de até R$ 360 mil, enquanto as Empresas de Pequeno Porte (EPP) possuem receita acima de R$ 360 mil e menor ou igual a R$ 4,8 milhões. Já os Microempreendedores Individuais (MEI) podem faturar até R$ 81 mil, com a contratação de apenas um colaborador.

Devido ao menor risco financeiro, possibilidade de aprendizado prático e facilidade para abertura, o pequeno negócio é uma porta de entrada para o empreendedorismo. Além disso, proprietários de pequenos negócios têm mais controle sobre as operações e decisões, com a capacidade de implementar mudanças rapidamente, o que permite a vivência e aprendizado na prática sobre todos os aspectos do empreendedorismo (desde finanças, até gestão de equipe e atendimento ao cliente).

 

*Sebrae GO

Veja também:

 

Descobrimos 8 profissões onde você é pago para viajar o mundo

A ideia de ficar preso em um escritório convencional durante as típicas oito às seis, de segunda a sexta-feira, pode parecer uma verdadeira tortura para muitos. Então, nós fomos atrás e descobrimos 8 profissões onde você é pago para viajar o mundo. Confira!

Longas horas em um mesmo lugar, e a pressão constante para solucionar problemas criam um ambiente estressante para muitos!

Se você se identifica mais com um espírito livre do que com um ambiente corporativo tradicional, existem carreiras que não apenas proporcionam liberdade, mas também permitem viajar pelo Brasil e pelo mundo enquanto você trabalha.

Embora pareça um sonho distante, diversas profissões oferecem a oportunidade de viver uma vida nômade.

Obviamente, essas carreiras possuem suas próprias demandas e regulamentações, mas para quem busca evitar a monotonia de um único local, apresentamos oito profissões ideais para espíritos aventureiros que desejam ganhar a vida explorando novos horizontes.

 

Vamos conferir as 8 profissões que descobrimos, onde você é pago para viajar…

 

Comissário de Bordo

Descobrimos 8 profissões que você é pago para viajar o mundo

Foto: istock

A profissão de comissário de bordo não só proporciona a experiência de conhecer culturas diversas e explorar cidades, mas também oferece benefícios como voos e acomodações gratuitos ou com desconto.

Com salários que variam de R$ 6.000 a R$ 12.000 no Brasil, £ 12.000 a £ 30.000 no Reino Unido e uma média de $ 48.500 nos EUA, essa carreira exige normalmente apenas um diploma do ensino médio.

 

Piloto de Avião

Descobrimos 8 profissões que você é pago para viajar o mundo

Foto: Aeroclube Juiz de Fora

A posição de piloto de linha aérea é uma das mais bem remuneradas na indústria da aviação.

Com ganhos que variam de acordo com a companhia aérea e experiência, podendo chegar até R$ 50.000 no Brasil, £ 140.000 no Reino Unido ou $ 208.000 nos EUA, tornar-se piloto demanda investimento significativo em tempo e recursos financeiros.

 

Geocientista

descobrimos 8 profissões onde você é pago para viajar o mundo

Foto: istock

Para os apaixonados pela estrutura da Terra, tornar-se um geocientista pode ser uma escolha valiosa. Geralmente exigindo um diploma de bacharel em um campo relevante, essa carreira oferece retornos significativos.

Realizam estudos tanto em desertos ou florestas quanto em áreas urbanas, auxiliando especialmente grandes obras. De acordo com a especialização escolhida, geocientistas realizam pesquisas sobre erosão do solo, análise topográfica de terrenos, terremotos e vulcões.

Geocientistas também estudam as rochas, suas composições, exploram a analisam jazidas minerais, carvão, gás natural e petróleo, além de analisarem o clima para compreenderem como todos os elementos e características do planeta interagem entre si.

 

Trabalhador de Cruzeiro

Descobrimos 8 profissões que você é pago para viajar o mundo

Foto: istock

Trabalhar em um navio de cruzeiro oferece diversas oportunidades, desde revendedores de cassino até cabeleireiros e cozinheiros.

Os salários variam conforme a função e a empresa, com comissários de bordo ganhando entre R$ 4.000 e R$ 7.000 por mês no Brasil, frequentemente incluindo alimentação, acomodação e seguro.

 

Guia Turístico

Descobrimos 8 profissões que você é pago para viajar o mundo

Foto: Vida de Turista

A profissão de guia turístico permite mostrar aos visitantes pontos turísticos e joias escondidas de cidades amadas. Embora não haja requisitos específicos, certificações podem ser necessárias dependendo do país.

 

Escritor de Viagens

Descobrimos 8 profissões que você é pago para viajar o mundo

Foto: Freepik

Para os amantes de viagens e escrita, criar um blog de viagens é uma maneira de compartilhar experiências com o mundo.

Monetizar o blog pode ser desafiador inicialmente, mas é uma opção. Para os que preferem vídeo, tornar-se um vlogger de viagens é uma alternativa.

 

Fotógrafo

Descobrimos 8 profissões que você é pago para viajar o mundo

Foto: QueroBolsa

Vender fotos em sites de banco de imagens ou tornar-se um fotógrafo de casamentos de destino são maneiras de ganhar dinheiro viajando. Embora leve tempo para obter grande retorno, é uma forma de renda extra valiosa.

 

Tradutor

Descobrimos 8 profissões que você é pago para viajar o mundo

Foto: banco de imagens

Para quem fala mais de um idioma, tornar-se tradutor pode abrir oportunidades, como trabalhar para empresas de turismo ou traduzir websites.

Alternativamente, ser intérprete para agências governamentais, organizações comunitárias ou hospitais é outra opção de carreira internacional.

 

Essas carreiras oferecem a oportunidade de transformar a paixão por viajar em uma profissão enriquecedora. Ao explorar essas opções, você não apenas escapa da rotina convencional, mas também vive uma vida cheia de novas experiências e descobertas.

Detran GO faz primeiro concurso público da história com mil vagas e salário inicial de R$ 4,2 mil

O Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO) deve realizar o primeiro concurso público de sua história. O certame está previsto para o próximo ano com salário inicial de R$ 4.258. A criação de quadro próprio, com a estruturação da carreira, visa ampliar a rede de atendimento da autarquia e aperfeiçoar os processos de habilitação, educação de trânsito e fiscalização.

O projeto de lei de autoria da Governadoria, com a criação de mil cargos de Agentes de Trânsito e Examinadores, foi aprovado na última semana, em segunda votação, pela Assembleia Legislativa de Goiás. A iniciativa abre caminho para a realização concurso público. Criado em julho de 1980, o Detran-GO nunca realizou nenhum certame. Atualmente, a maioria dos servidores da autarquia é composta por comissionados e temporários.

Os cargos aprovados são de nível superior em qualquer área de formação. A carga horária de 40 horas semanais com possibilidade de trabalho em finais de semana e feriados conforme a necessidade e o interesse público. O projeto ainda deverá ser sancionado pelo governador Ronaldo Caiado.

“Estamos trabalhando para profissionalizar cada vez mais nossos serviços. O governador Ronaldo Caiado está investindo na melhoria e a ampliação dos atendimentos com inteligência. Em breve, teremos reforço nos quadros com técnicos e especialistas. Isso nos permitirá aperfeiçoar a formação de condutores e a fiscalização de trânsito”, pontua o presidente do Detran-GO, Delegado Waldir.

Uma das preocupações da administração é aumentar o número de bancas examinadoras com possibilidade de realização dos serviços nos 246 municípios goianos. “Queremos proporcionar mais dignidade e economicidade para todos cidadãos, evitando que tenham que se deslocar de seu município para realizar provas”, explica.

A ampliação do quadro de servidores da autarquia permitirá ainda que haja maior poder fiscalizatório. Atualmente, a fiscalização é realizada por meio de convênios com a Polícia Militar e a Guarda Civil Metropolitana de Goiânia. “Temos necessidade de atuar em várias frentes e a falta de pessoal termina sendo um empecilho”, ressalta Delegado Waldir.

Além da fiscalização de trânsito, a autarquia atua na fiscalização e controle das atividades dos permissionários – Centros de Formação de Condutores, clínicas, oficinas e empresas de desmonte e comércio de peças usadas. “Nossa meta é inibir atividades clandestinas, oferecendo maior segurança aos usuários dos serviços. Para isso, precisamos de mais profissionais”, finaliza.

Como arrasar na entrevista de emprego; especialista dá dicas

Entrar no mercado de trabalho está cada vez mais complicado, muitos candidatos para poucas vezes. Nessas horas, se destacar é essencial. Montar um currículo avassalador é um dos principais pontos. Uma longa lista de experiências e profissionalizações pode te colocar em um patamar acima de qualquer concorrente! Por isso é importante se profissionalizar. Mas de nada adianta um currículo bem feito, se não se sair bem durante a entrevista de emprego, e conquistar a graça do entrevistador!

Pensando nisso, o Guia Curta Mais conversou com Helena Leão, que trabalha na área de recrutamento e é expert em realizar entrevistas de emprego. A profissional fez uma lista com algumas dicas para ajudar você a se sair bem e garantir aquela vaga!

Helena Leão

Helena Leão, recrutadora que falou com o Curta Mais — Foto: Acervo Pessoal

Pesquisa revela segredo inesperado para aumentar a produtividade no trabalho. Você não vai acreditar no resultado

A importância do bem-estar mental e da inteligência emocional no ambiente corporativo tem sido cada vez mais reconhecida. Maryana com Y, especialista em Inteligência Emocional e Bom Humor nas empresas e fundadora do Humorlab, destaca que a pandemia trouxe uma mudança de cenário, colocando a saúde mental dos colaboradores no centro das prioridades das empresas.

Um estudo realizado em 2020 por pesquisadores das universidades dos EUA, Suíça e Alemanha, com mais de 530 participantes, apontou que o bom humor traz benefícios tanto para a vida pessoal quanto para o ambiente de trabalho. “O humor não é sobre fazer piadas, mas sobre se sentir bem para fazer o bem nos locais onde estamos e existimos”, explica Maryana.

Com a nova realidade nos formatos de trabalho e a flexibilidade promovida pela tecnologia, o bom humor, aliado à boa administração dos sentimentos, pode ampliar a “caixa de ferramentas” de cada colaborador sobre seu manejo emocional. “Ao permitir uma maior consciência dos sentimentos, sem forçar a alegria de ser feliz o tempo todo, o resultado vem em decisões mais assertivas com menos sofrimento e angústias cotidianas”, destaca Maryana.

Palestras e treinamentos de inteligência emocional, relacional e imaginativa podem potencializar essas ferramentas, despertando temas relevantes no mercado para que as empresas implementem o desenvolvimento a longo prazo para as lideranças e toda a equipe. Dinâmicas que trazem para a consciência a importância do bem-estar e da qualidade de vida promovem um direcionamento mais potente das emoções diante das adversidades e estimulam a criatividade e melhores resultados nas atividades desenvolvidas.

Investimentos das corporações nessa área impactam diretamente no fortalecimento da identidade, criando um ambiente seguro que, além de fortalecer as relações, também favorece a inovação profissional de cada pessoa.

A inteligência emocional e o bom humor são ainda mais importantes para evitar a construção de ambientes tóxicos de trabalho. “Hoje, para as pessoas, é indispensável um ambiente de trabalho que permita um equilíbrio maior na vida pessoal e profissional, com benefícios voltados à saúde mental, como acesso a terapias, academia, entre outros, onde conseguem eliminar o estresse e levar o equilíbrio encontrado nessas atividades para relações profissionais de maneira saudável e enriquecedora para todos”, finaliza Maryana.

 

Taxa de desemprego em Goiás é a menor desde 2014

Goiás registrou, no segundo trimestre deste ano, a menor taxa de pessoas fora do mercado de trabalho desde 2014. Melhor resultado alcançado nos últimos anos, o indicador ficou registrado em 6,2% de acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra Domiciliar Contínua (PNAD Contínua), divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta terça-feira (15/08).

Em Goiânia, a taxa de desocupação foi de 5,1%. “São números que nos alegram e nos motivam a seguir firmes na qualificação profissional dos goianos e nos incentivos para geração de emprego e renda”, destaca o governador Ronaldo Caiado. 

Reflexo de políticas governamentais que fomentam o crescimento econômico e redução da pobreza, os indicadores demonstram a evolução do Estado, que apresentou taxa de desocupação cravada em 6,7% no trimestre imediatamente anterior e em 6,8% no mesmo trimestre de 2022.  Essa foi a quinta taxa de desocupação, em sequência, que fica abaixo do patamar de 7,0%. 

“Estamos superando um grande desafio e criando caminhos responsáveis por fortalecer a economia e atender a questão social”, acrescentou o governador. Em números absolutos, a população desocupada em Goiás foi estimada em 247 mil pessoas, no segundo trimestre de 2023. “Alcançamos os mais pobres e oferecemos proteção social com oportunidades transformadoras”, concluiu.

Renda

O rendimento médio do goiano cresceu 14,3% de 2022 para 2023 e se manteve acima da média brasileira. No segundo trimestre de 2023, em Goiás, o Rendimento Médio Habitual de Todos os Trabalhos, apontado pela pesquisa, foi de R$ 2.969. O valor é R$ 372 superior ao rendimento médio registrado no mesmo período do ano passado, que ficou em R$ 2.597. O dado geral do país foi de R$ 2.921. 

Outro indicador que demonstra o fortalecimento da economia goiana é a queda de 2,1% no índice de informalidade em comparação ao mesmo período do ano passado. Em Goiás, a taxa de informalidade ficou em 37,4%, enquanto em 2022 foi de 39,5%. É a segunda menor para um 2º trimestre desde 2016 e ficou acima apenas do 2º trimestre de 2020.

 

Veja também:

Goiânia é uma das 5 capitais mais seguras do Brasil

Seu CPF está sendo usado por golpistas? Veja como descobrir

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

eFreela: a solução gratuita para contratar freelancers sem burocracia

O eFreela se destaca como a solução ideal e gratuita para empresas do ramo de alimentação que enfrentam o desafio de encontrar freelancers qualificados para suas demandas pontuais, como finais de semana e datas sazonais. Com mais de 25 mil freelancers cadastrados e mais de 500 empresas usuárias, o eFreela se consolidou como uma plataforma indispensável para encontrar os melhores profissionais nas principais regiões atendidas, incluindo Goiânia, Rio de Janeiro, Imperatriz, Uberlândia, São Paulo e Maceió.

Keven Vidda, fundador do eFreela junto com o também empresário Juliano Carvalho, compartilha que a ideia do aplicativo surgiu da necessidade pessoal como sócio do Tema Café Bistrô. Ele percebeu a dificuldade em encontrar bons freelancers e o processo ineficaz de contratação. “Assim, surgiu a ideia de profissionalizar a categoria, trazendo segurança e praticidade ao processo de contratação”, compartilha Vidda.

O empresário também conta que uma pesquisa realizada com as empresas cadastradas no app mostrou muitas delas já contratavam freelancers, mas passaram a usar a plataforma para fazer a gestão das contratações, justamente pela funcionalidade do app de avaliar os profissionais e garantir a segurança no processo, facilitando o pagamento dos contratados.

Desde sua fundação em outubro de 2022, o eFreela tem sido um sucesso e recentemente conquistou um investimento de R$ 500 mil, o que resultou na avaliação da empresa em R$5 milhões, permitindo a contratação de novos profissionais e aprimoramento constante da plataforma, isso em menos de um ano de operação.

A gameficação é um dos diferenciais do eFreela, com a eFreela Academy oferecendo cursos e treinamentos técnicos em parceria com o Sesc/Senac. Os freelancers que participam desses cursos são recompensados com medalhas que melhoram seu posicionamento e os destacam para os contratantes. A equipe do eFreela está empenhada em desenvolver uma nova jornada de gameficação, trazendo bônus e benefícios que poderão ser trocados por moedas virtuais.

“A receptividade do público goiano tem sido extremamente positiva”, afirma Vidda. “Tanto freelancers quanto empresas têm expressado sua gratidão pelo eFreela, que democratizou o acesso às oportunidades de trabalho. Mães que buscam uma renda flexível para melhorar a qualidade de vida de suas famílias e empresários que valorizam a responsabilidade e o comprometimento dos freelancers encontraram no eFreela uma solução confiável”, compartilha o empresário.

Murilo Santos Marinho, proprietário de um complexo que inclui um pub e um restaurante, compartilha sua experiência como usuário do eFreela há aproximadamente 3 meses. Ele destaca que o aplicativo facilitou significativamente a operação de contratação de freelancers, principalmente devido à gestão de pagamentos realizada pela plataforma. “Facilitou bastante nossa operação para contratar freela. O principal benefício para a casa foi a gestão de pagamentos toda e feita pela plataforma. Hoje quase nenhum cliente paga com dinheiro, ficando impossível realizar os pagamentos no final da noite”, compartilha.

“Seja para substituir um funcionário ausente, reforçar a equipe nos finais de semana ou em eventos pontuais, ou até mesmo para reduzir os custos operacionais fixos, o eFreela está pronto para trazer paz e confiança ao processo de contratação”, afirma Vidda.

Para mais informações sobre o eFreela, acesse efreela.app.

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Oportunidade: confira 105 vagas de estágio em Goiás que estão abertas

Já estão abertas as inscrições para participar do processo seletivo simplificado de estagiários do Governo de Goiás. O processo deve ser realizado pelo site Portal de Seleção, gratuitamente, até o dia 12 de junho. Ao todo, são ofertadas 105 vagas e os novos estagiários atuarão nos diversos órgãos e unidades do Executivo estadual.

O programa oferece bolsa estágio no valor de R$ 1 mil, com vale-transporte de R$ 100,00 e seguro contra acidentes pessoais. Os aprovados terão jornada de estágio de quatro horas diárias e 20 horas semanais, no período matutino ou vespertino. O contrato será de no mínimo seis meses, podendo ser renovado por até dois anos.

Para participar do certame, os candidatos devem estar matriculados e com frequência regular em instituições de Ensino Superior reconhecidas pelo MEC. Outro pré-requisito é estar cursando, no ato da contratação, no mínimo o 2º ano, no caso de curso de periodicidade anual, ou o 3º semestre, em formações de frequência semestral. O edital veda a participação de alunos que estejam no último período de faculdade.

Processo seletivo

A seleção dos candidatos será realizada em etapa única, por meio de análise curricular. Essa fase tem caráter eliminatório e classificatório. O resultado do processo será divulgado no Portal de Seleção no dia 23 de junho. Os candidatos com bom desempenho e que não tenham sido aprovados dentro do número de vagas terão seus currículos incluídos no Banco de Talentos do Estado, podendo ser chamados para vagas futuras.

 

Veja também:

10 ferramentas surpreendentes além do ChatGPT

Dicas obrigatórias para gerenciar o que as crianças acessam online

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Cidade no nordeste de Goiás abre processo seletivo com salários de até R$ 33 mil

A Prefeitura de Campos Belos, a 608 km de Goiânia, está com inscrições abertas para o processo seletivo da área da saúde com salários que variam entre R$1,3 mil a R$ 33 mil.

São 13 vagas disponíveis para nutricionista, técnico em enfermagem, odontólogo, médico, dentre outros, e os interessados podem se inscrever até 30 de novembro.

Segundo a prefeitura, os profissionais atuarão na Atenção Primária da Vigilância Epidemiológica, Saúde Mental, Serviço de Atendimento Domiciliar (SAD) e nas Saúdes da Família e Prisional. As oportunidade são para pessoas físicas e jurídicas.

Para se candidatar, é necessário entregar um envelope no setor de protocolo da prefeitura do município contendo os documentos de identificação, currículo, comprovante de endereço, telefones para contato, profissão, e-mail, número do registro no conselho de classe (caso a profissão tenha essa exigência), além das declarações especificadas no edital.

Não será cobrado valor de taxa para a realização das inscrições.

Confira abaixo as vagas:

Nutricionista – 1 vaga para pessoa jurídica, com salário estimado de R$ 3 mil

Médico da família – 1 vaga para pessoa jurídica, com salário estimado de R$ 12 mil

Psicólogo Pediatra – 1 vaga para pessoa jurídica, com salário estimado de R$ 3 mil

Fisioterapeuta – 1 vaga para pessoa jurídica, com salário estimado de R$ 3 mil

Médico Plantonista – 1 vaga para pessoa jurídica, com salário estimado de R$ 33 mil, a depender do número de plantões efetuados

Técnico em Enfermagem – 4 vagas para pessoas físicas, com salário estimado de R$ 3,7 mil

Técnico em Radiologia – 1 vaga para pessoa física, com salário estimado de R$ 1,3 mil

Assistente Social – 1 vaga para pessoa jurídica, com salário estimado de R$ 3 mil

Odontólogo – 2 vagas para pessoa jurídica, com salário estimado de R$ 3 mil

 

Para conferir o edital completo, acesse AQUI

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Hospital das Clínicas em Goiânia abre processo seletivo com salários de R$ 9 mil

O Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás (UFG), em Goiânia, abriu um processo seletivo simplificado para médicos. No total, são 20 vagas com salários de até R$ 9.973,12. As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas pelo site da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) até o dia 24 de fevereiro.

A contratação será por tempo determinado, limitado ao prazo máximo de dois anos. As vagas são para as áreas clínicas e cirúrgicas, com carga horária semanal de 24 horas. Dentre as oportunidades, há vagas reservadas aos candidatos que se autodeclararem pretos ou pardos e Pessoas com Deficiência (PCDs).

Segundo o cronograma do edital, o resultado do processo seletivo deve ser divulgado dia 13 de março.

As 20 vagas são distribuídas entre as seguintes especialidades médicas:

Cardiologia Pediátrica: 02 vagas;

Cirurgia de Cabeça e Pescoço: 1 vaga;

Cirurgia Cardiovascular: 1 vaga;

Cirurgia Pediátrica: 02 vagas;

Cirurgia Torácica: 1 vaga;

Medicina Intensiva: 08 vagas;

Nefrologia Pediátrica: 1 vaga;

Neonatologia: 04 vagas.

Acesse o site para realizar a inscrição.

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Salário mínimo no Brasil deve ter novo reajuste em Maio

O ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, afirmou que o salário mínimo, atualmente no valor de R$ 1.302, deve passar por aumento ainda este ano. O último reajuste do piso nacional passou a valer no dia 1º de janeiro. “Nós estamos discutindo a busca de espaço fiscal para mudar o valor do salário mínimo ainda este ano. Se houver espaço fiscal, nós haveremos de anunciar uma mudança para 1º de maio”, afirmou o ministro em entrevista ao programa Brasil em Pauta, que vai ao ar neste domingo (12/2), na TV Brasil.

Além do novo reajuste, a retomada da Política de Valorização do Salário Mínimo também é uma das prioridades da pasta. De acordo com o ministro, a política mostrou bons resultados nos governos anteriores do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, quando Marinho foi ministro do Trabalho, entre 2005 e 2007.

“Nós conseguimos mostrar que era possível controlar a inflação, gerar empregos e crescer a renda, crescer a massa salarial dos trabalhadores do Brasil inteiro, impulsionado pela Política de Valorização do Salário Mínimo, que consistia em, além da inflação, garantir o crescimento real da economia para dar sustentabilidade, para dar previsibilidade, para dar credibilidade acima de tudo para todos os agentes. É importante que os agentes econômicos, o empresariado, os prefeitos, os governadores, saibam qual é a previsibilidade da base salarial do Brasil, e o salário mínimo é a grande base salarial do Brasil”, explicou.

“Veja, se esta política não tivesse sido interrompida a partir do golpe contra a presidenta Dilma e o governo tenebroso do Temer e do Bolsonaro, o salário mínimo hoje estaria valendo R$1.396. Veja só: de R$1.302 para R$1.396 é o que estaria valendo o salário mínimo hoje. Portanto, foi uma política que deu muito certo”, destacou Marinho.

“Emprego na veia”

Durante a entrevista, o ministro do Trabalho falou das expectativas da pasta para esta nova gestão e destacou a reparação das relações trabalhistas como uma das prioridades. “Passamos por um governo que trabalhou um processo de desmonte das relações de trabalho. Então o contrato coletivo, negociações trabalhistas, tudo isso foi atacado de forma feroz, a legislação trabalhista, a proteção ao trabalho, tudo isso foi atacado. Nós precisamos enfrentar esse dilema, rever o que foi prejudicado nesse processo de relações de trabalho, para que nós possamos de novo retomar o processo de negociação, de valorizar o valor do trabalho em si, a massa salarial, geração de emprego e renda. Nossa expectativa é de trabalhar esse processo”, afirmou.

Ainda sobre as expectativas da nova gestão, Marinho destacou a retomada das obras públicas como um impulso para o crescimento da economia e das oportunidades de emprego. “Nós temos a ordem de 14 mil obras paradas no Brasil, isso cria uma nova expectativa, expectativa de gerar emprego. Obra é emprego na veia”, destacou. “Essas obras são retomadas praticamente de forma simultânea no Brasil, eu tenho certeza que isso vai dar um grande impacto na retomada do crescimento da economia”, completou.

Novas formas de trabalho

O Brasil vive mudanças aceleradas no mercado de trabalho ocasionadas pelos avanços tecnológicos. Na entrevista, o ministro do Trabalho falou, ainda, sobre essas novas modalidades de serviço, como o trabalho por aplicativos. “Seguramente é uma tendência que vem com muita força. É preciso que seja introduzido nas negociações coletivas, se não nós podemos ter muita gente desprotegida no mercado de trabalho”, afirmou.

“E tem neste [cenário] a história dos trabalhadores por aplicativos, que muita gente pensa que é só entregador de pizza, ou que é só o motorista do Uber, das várias plataformas de transporte de pessoas, mas não é, está presente na saúde, na educação, na intermediação até do trabalho doméstico. Portanto, é preciso que a gente compreenda totalmente esse novo momento”, explicou Luiz Marinho.

Ainda sobre o assunto, o ministro abordou a precariedade do mercado de trabalho observada nos últimos anos. “Ocorreu em escala gigantesca e é exatamente o ponto que nós estamos [nos] referindo. É um amadurecimento que nós vamos ter que passar. A minha preocupação é com os trabalhadores e trabalhadoras, são eles que nós queremos proteger, porque as empresas estão é explorando demais essa mão de obra”, concluiu o ministro.  “O que não é possível é a desproteção. Hoje existem milhares e milhões de trabalhadores, no mundo inteiro, não só na realidade do Brasil, trabalhando absolutamente sem nenhuma proteção social”, acrescentou.

 

*Agência Brasil

Sesc Goiás abre processo seletivo com salários que ultrapassam R$ 4 mil

O Serviço Social do Comércio (Sesc) Goiás está com processo seletivo aberto para a contratação de diversos profissionais em Goiânia ou Anápolis. As vagas são para Professores, Assistente Social e estágio em Relações Internacionais. As inscrições devem ser realizadas diretamente no site do Sesc, na aba ‘’Trabalhe Conosco’’. O prazo é até às 17h do dia 29 de janeiro.

No caso dos docentes, as vagas são para Goiânia e para profissionais formados em Geografia, Matemática, História e Língua Portuguesa. O valor da hora aula é de R$ 73,13 e são para a formação de cadastro de reserva. Para participar, é necessário ter formação superior completa e experiência mínima de 6 meses.

Já a vaga para Assistente Social é para Anápolis, com carga horária semanal de 30h. O salário oferecido é de R$ 4.165,32, com vale-alimentação de R$ 330,00.

Para a vaga de estágio em Relações Internacionais, o horário de trabalho é de segunda a sexta-feira das 13h às 18h e aos sábados das 08h às 13h, em Goiânia. O salário é de R$ 1.212 e, para concorrer, é necessário estar um dos três últimos períodos do curso.

Para mais informações, acesse: www.portalcandidato.sescgo.com.br

 

Imagem: reprodução Sesc / Unidade Jardim América