Os 10 destinos mais comuns nas férias do goiano

Um descanso merecido é direito de todo mundo, não é mesmo? Seja tirar o mês de férias visitando os parentes, ou um fim de semana curtindo as cachoeiras no interior. Descansar é bom e todo mundo gosta.

Goiás é um estado rico em belezas naturais, cultura e história. Com uma localização privilegiada, no coração do cerrado, Goiás abriga uma quantidade infindável de cachoeiras, cânions, serras, lagos e rios. Além disso, o estado possui cidades históricas, artesanato, gastronomia e festas típicas que encantam os visitantes.

Pensando nisso, o Guia preparou uma lista com 10 destinos que nunca fogem do radar dos goianos e sempre figuram no topo de preferências na hora de aproveitar o tempo livre!

Cidade goiana com título de princesa já se chamou ‘Calção de Couro’

Goianésia, uma cidade goiana de relevante desenvolvimento econômico e cultural, apresenta uma história marcada pela transformação e diversidade. O território da cidade teve suas origens nas fazendas Calção de Couro, São Bento, Itája e parte da Lavrinha de São Sebastião. Entre os proprietários da fazenda Calção de Couro estava o mineiro Laurentino Martins Rodrigues, que estabeleceu a fazenda Laranjeiras, contribuindo para a formação do povoado que mais tarde se tornaria o distrito de Goianésia em 1949.

A emancipação política de Goianésia, efetivada em 1953 pela Lei nº 747, foi resultado de um esforço conjunto liderado pelo farmacêutico Salvador Leite. A economia inicial, baseada na lavoura de café, sofreu um revés com a queda dessa produção, levando a um período de estagnação e êxodo populacional. A partir da década de 1970, um novo ciclo econômico se iniciou com a introdução da cana-de-açúcar, impulsionado pela fundação da Usina Monteiro de Barros e posteriormente a destilaria Goianésia Álcool S/A.

Atualmente, Goianésia se destaca como um polo agroindustrial, com a economia fortemente baseada na cana-de-açúcar, e é um exemplo de diversidade e gestão eficiente. A cidade, conhecida como a Princesa do Vale do São Patrício, oferece variadas opções de esporte, lazer, cultura, educação e saúde para seus mais de 71 mil habitantes, conforme dados do IBGE de 2020. Goianésia abrange uma área de 1.547,274 km² e está situada em um planalto na bacia hidrográfica do Rio Maranhão, fazendo fronteira com várias outras cidades da região.

Esta cidade não apenas testemunhou a transformação econômica e cultural de Goiás, mas também soube preservar sua identidade única ao longo dos anos. Hoje, Goianésia é um próspero centro urbano, mas ainda mantém vivas as tradições e costumes do passado.

Cultura e Tradições: oianésia, conhecida pela sua rica cultura, realiza diversos eventos culturais que atraem visitantes de todo o Brasil. Um dos eventos de destaque é o Goianésia Rodeio Festival, que teve sua primeira edição no Parque da Lagoa Princesa do Vale. Este festival busca se consolidar como um dos maiores eventos do segmento no estado de Goiás, destacando o rodeio como parte integrante da cultura local.

Além de competições de rodeio, o festival também conta com atrações musicais populares, prometendo ser um dos maiores eventos já realizados na cidade. A intenção é que o festival entre no calendário nacional de grandes eventos do Brasil. Este tipo de evento reflete a paixão e o envolvimento da comunidade local com a cultura do rodeio e a música regional. Para mais informações, confira a cobertura do Diário de Goiás.

Economia e Desenvolvimento: A economia de Goianésia evoluiu significativamente desde os tempos do “Calção de Couro”. Atualmente, a cidade é um importante polo agroindustrial, destacando-se na produção de cana-de-açúcar, soja e na pecuária. Esta transformação econômica é um testemunho da adaptabilidade e do espírito empreendedor dos goianesienses.

Turismo: Enquanto Goianésia pode não ser tradicionalmente conhecida como um destino turístico, ela oferece uma experiência autêntica da vida no coração do Brasil. Os visitantes podem explorar a história local, desfrutar da culinária regional e participar de festivais culturais que são uma janela para a alma goiana.

Goianésia, outrora conhecida como “Calção de Couro”, é um exemplo vibrante da mistura de tradição e modernidade em Goiás. A cidade convida a todos a explorar sua história rica, sua cultura vibrante e seu espírito inquebrantável.

Leia também:

Cidade goiana abriga extraordinário refúgio natural que abriga segredos ocultos

Cidade goiana tem águas quentinhas que brotam a até 70 graus

Descubra detalhes de Rio Verde, a fascinante cidade goiana que foi de ‘Capital das Abóboras’ a ‘gigante da soja’

Conheça uma cidade goiana com atrativos turísticos intocados e um dos climas mais agradáveis de Goiás

Emancipado em 14 de novembro de 1958, este cidade goiana de 828,874 km² surge como um tesouro a ser explorado em Goiás.

Com uma população que alcançou 4.457 habitantes em 2022, a cidade destaca-se tradicionalmente por sua economia pautada na pecuária e agricultura. Mas hoje atrai amantes do ecoturismo e daqueles que gostam de lugares ainda pouco conhecidos, além de ter um dos melhores climas de Goiás!

Cidade goiana tem um dos melhores climas de Goiás

Foto: Prefeitura de Divinópolis de Goiás

Localizada a 651 km de Goiânia, Divinópolis de Goiás reserva aos visitantes uma experiência única.

O ecoturismo é a joia da coroa, oferecendo um Cerrado preservado, rios sinuosos, cachoeiras imponentes e cavernas misteriosas.

Este é um convite para aventureiros e amantes da natureza, com oportunidades para rapel, escaladas, trilhas deslumbrantes e mergulhos em águas cristalinas.

O município está apenas começando a desbravar suas riquezas naturais, tornando tudo intocado e primorosamente preservado.

Cidade goiana tem um dos melhores climas de Goiás

Foto: Goiás Turismo

Sua proximidade com o município de São Domingos e o Parque Estadual de Terra Ronca fazem de Divinópolis de Goiás um destino imperdível em 2024!

 

Conheça mais sobre essa cidade goiana com atrativos turísticos intocados e um dos climas mais agradáveis de Goiás

 

Natureza Preservada

A cidade pertence à Região das Águas e Cavernas do Cerrado é a que agrega o maior número de municípios. São 11 destinos com vocação para o Ecoturismo – com Cerrado preservado, rios, cachoeiras e cavernas – uma tendência mundial no cenário pós pandemia.

Cidade goiana tem um dos melhores climas de Goiás

Foto: Prefeitura de Divinópolis de Goiás

Divinópolis é um espetáculo para os sentidos, com rios Paranaíba, São Marcos e São Bento a banhar suas terras. A cidade, elevada a 800 metros acima do nível do mar, proporciona um dos climas mais agradáveis de Goiás.

Essa altitude privilegiada resulta em temperaturas amenas e uma atmosfera revigorante, tornando-a um refúgio ideal para quem busca escapar do calor intenso das planícies.

 

Cultura e História

Além de sua exuberante natureza, Divinópolis de Goiás é um tesouro cultural e histórico. Destaca-se como um polo de turismo religioso na região, celebrando festividades marcantes.

As festas de Nossa Senhora Aparecida e Nossa Senhora do Rosário, realizadas em junho, bem como o aniversário da cidade em 14 de novembro, são eventos populares que cativam moradores e visitantes.

 

Turismo Religioso

As festas religiosas são momentos especiais, permeados por devoção e tradição. Divinópolis de Goiás se enche de cor e fé durante as celebrações, atraindo peregrinos e turistas em busca de vivenciar essas experiências únicas.

O município respira espiritualidade, proporcionando um mergulho na cultura local.

 

Hospedagem Aconchegante

Para quem busca uma estadia tranquila e um contato próximo com a natureza, a região oferece diversas opções de hospedagem.

Pousadas e hotéis fazenda acolhedores são o complemento perfeito para dias de exploração e noites serenas.

Nestes refúgios, os hóspedes podem desfrutar de momentos de relaxamento e bem-estar, imersos na beleza natural que caracteriza Divinópolis de Goiás.

 

Divinópolis de Goiás emerge como um destino turístico promissor, destacando-se não apenas por sua natureza intocada e clima agradável, mas também pela riqueza de sua cultura e história.

À medida que mais viajantes descobrem os encantos dessa cidade goiana, é possível que Divinópolis de Goiás se estabeleça como uma pérola no mapa do turismo brasileiro, oferecendo uma experiência autêntica e memorável a todos que a visitam.

 

São Domingos – conheça a cidade vizinha

Cidade goiana tem um dos melhores climas de Goiás

Foto: Goiás Turismo

São Domingos, a cerca de 18 km de Divinópolis, oferece diversas opções de atividades ao ar livre, como trilhas ecológicas, escaladas em rochas, banhos em águas termais e passeios de barco. O município também é conhecido por suas belezas naturais, com atrativos como cachoeiras e grutas que atraem turistas.

Algumas atrações turísticas da região, dentre elas: Cachoeira Rio São Bernardo, Caverna da Angélica, Gruta Terra Ronca, Caverna São Mateus II, Lago São Domingos, Morro do Moleque e a Caverna Vasconcelos, entre outros.

Cidade goiana tem um dos melhores climas de Goiás

Foto: Goiás Turismo

Outra atração imperdível é a Festa do Divino Espírito Santo, que acontece todos os anos em São Domingos. A festa é uma das mais tradicionais da região e atrai milhares de turistas de todo o país, com suas procissões, missas, danças folclóricas e comidas típicas.

Paraíso goiano abriga maior lago subterrâneo da América Latina

Cocalzinho de Goiás é uma cidade que é um verdadeiro paraíso goiano. Ela se destaca por sua beleza natural e atrativos turísticos, localizada no interior de Goiás, Brasil. A cidade, fundada em 1990, surgiu inicialmente como um distrito desenvolvido ao redor da fábrica da Votorantim na zona rural de Corumbá de Goiás, obtendo sua emancipação anos depois. Com uma população de cerca de 25.016 habitantes e uma área de aproximadamente 1.785,339 km², Cocalzinho está estrategicamente situada a 130 km de Goiânia e a 104 km de Brasília, tornando-a acessível para visitantes dessas capitais.

Um dos principais atrativos turísticos de Cocalzinho é a Caverna dos Ecos, também conhecida como Gruta dos Ecos, que possui o maior lago subterrâneo da América Latina e é considerada uma das maiores cavernas do mundo formadas por micaxisto. A caverna tem mais de um quilômetro de extensão e chega a 150 metros de profundidade. As visitas são permitidas somente nos períodos de seca e com acompanhamento de guias locais.

Além da Caverna dos Ecos, Cocalzinho oferece outras atrações como a Tirolesa Voo dos Pireneus, localizada no Hotel Fazenda Tabapuã dos Pireneus, e diversas cachoeiras, entre elas a Cachoeira dos Pireneus e a Cachoeira do Girassol. A região é cercada por rios e montanhas, com destaque para a Serra dos Pirineus, que abriga uma das áreas mais preservadas da serra, com uma rica fauna e flora. A cidade também conta com a Fazenda Pireneus Vinhos e Vinhedos, internacionalmente reconhecida, onde os visitantes podem desfrutar de passeios e degustações de vinhos.

Cocalzinho de Goiás é uma cidade ideal para quem busca relaxamento, contato com a natureza, turismo rural e de aventura, e uma oportunidade de experimentar a culinária local e as belezas naturais do Cerrado. Com suas paisagens deslumbrantes e muitos mistérios, a pequena cidade goiana oferece pontos de ecoturismo que atraem visitantes em busca de experiências únicas.

Leia também:

Cidade goiana abriga extraordinário refúgio natural que abriga segredos ocultos

Cidade goiana tem águas quentinhas que brotam a até 70 graus

5 melhores cidades para curtir o Carnaval 2024

Cidade goiana abriga extraordinário refúgio natural que abriga segredos ocultos

O Parque Estadual da Serra de Jaraguá (PESJ), localizado na cidade goiana de Jaraguá, oferece uma experiência única de turismo ecológico e cultural. Criado em 1998, o parque abrange uma área de 2.828 hectares e é conhecido por sua rica biodiversidade e relevância histórica e arqueológica. Este parque urbano desempenha um papel importante na vida dos habitantes locais, que frequentemente utilizam o espaço para caminhadas e pedaladas. Além disso, o PESJ é famoso por sua rampa de parapente, atraindo cerca de mil praticantes da modalidade por ano, beneficiando-se dos ventos favoráveis da região para o parapente cross country.

O parque, que tem cachoeiras, é também a porta de entrada para uma rampa de parapente que tem fama nacional, e que é usada por cerca de mil praticantes da modalidade todo ano

O parque, que tem cachoeiras, é também a porta de entrada para uma rampa de parapente que tem fama nacional, e que é usada por cerca de mil praticantes da modalidade todo ano

O parque conta com dois sítios de pesquisa arqueológica significativos. Um deles é o sítio histórico que possui as ruínas do Engenho São Joaquim, um marco da tentativa dos proprietários rurais locais de revitalizar a economia após o ciclo do ouro no século XVIII. O outro sítio abriga petroglifos com gravuras representativas de populações indígenas, provavelmente do povo Aratu, que apresenta semelhanças culturais com os Caiapós do Sul.

Além das atrações naturais e históricas, o PESJ também oferece infraestrutura para os visitantes. A sede administrativa do parque dispõe de piscina de pedras naturais, espaço para instalação de redes, banheiros, energia elétrica e Wi-Fi. A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) tem trabalhado no replantio de espécies nativas na área circundante.

O Llocal é uma unidade de conservação que se situa dentro do perímetro urbano de Jaraguá e que cumpre papel importante no cotidiano da população

O local é uma unidade de conservação que se situa dentro do perímetro urbano de Jaraguá e que cumpre papel importante no cotidiano da população

Quanto à localização, Jaraguá fica a aproximadamente 120 km de Goiânia e cerca de 300 km de Brasília, tornando o PESJ acessível tanto para os goianos quanto para os brasilienses. Para acomodações, a cidade de Jaraguá oferece várias opções de hospedagem, incluindo hotéis e pousadas que atendem a diferentes preferências e orçamentos.

Em resumo, o Parque Estadual da Serra de Jaraguá é uma excelente opção para quem busca uma experiência diversificada de turismo, combinando aventura, natureza e história. Seja para praticar parapente, explorar trilhas e cachoeiras, ou mergulhar na história local, o parque é um destino imperdível em Goiás.

Leia também:

Destino do nordeste brasileiro está entre os 20 melhores do mundo

Capital do Nordeste é considerada a capital mundial do carnaval

5 Cidades para você curtir o Carnaval em Minas Gerais

10 cidades pouco exploradas em Goiás que você precisa conhecer em 2024

Goiás, um estado vasto e repleto de encantos, oferece aos viajantes muito mais do que a rota turística convencional. Em 2024, pensamos que você merece explorar cidades ainda pouco exploradas, verdadeiros tesouros escondidos que prometem surpreender até os viajantes mais experientes.

Este guia exclusivo destaca 10 destinos que merecem um lugar no roteiro de qualquer amante de viagens e principalmente de quem ama paisagens estonteantes!

O turismo em Goiás vai muito além das paisagens icônicas e dos destinos mais conhecidos como: Pirenópolis e Alto Paraíso.

Este estado, marcado pela riqueza cultural e belezas naturais, reserva surpresas inigualáveis em suas cidades menos exploradas.

Então, se você está em busca de novas experiências e deseja fugir do comum em 2024, preparamos uma lista especial.

 

De Aloândia a Colinas do Sul, cada cidade apresenta sua própria história e atrativos únicos, prontos para cativar viajantes em busca de destinos autênticos.

 

10 cidades pouco exploradas em Goiás que você precisa conhecer em 2024

 

Confira:

 

Aloândia

10 cidades pouco exploradas em Goiás que você precisa conhecer em 2024

Foto: divulgação/Cachoeira do Itambé, Aloândia

Aloândia, muitas vezes esquecida dos roteiros turísticos, revela-se um refúgio natural com suas trilhas deslumbrantes e cachoeiras belíssimas.

Os amantes do ecoturismo encontram em Aloândia o equilíbrio perfeito entre aventura e serenidade, enquanto exploram as belezas o que essa joia escondida tem a oferecer.

A cidade tem grande potencial para turístico, e sua principal atração é a Cachoeira do Itambé, com cerca de 60 metros de altura. O lugar é ideal para a prática de rapel.

 

Piranhas

10 cidades pouco exploradas em Goiás que você precisa conhecer em 2024

Foto: divulgação

Em Piranhas, passado e presente se entrelaçam harmoniosamente. Essa cidade, com seu centro histórico preservado e uma vibrante cena contemporânea, oferece uma experiência única.

Piranhas está situada a aproximadamente 320km de Goiânia e possui inúmeras riquezas naturais como a cachoeira Três Tombos. Esse nome se dá ao peixe piranha, que há muito tempo atrás, existia em grande abundância no rio que corta a cidade. Os principais Pontos Turísticos: as Cachoeiras: Corgão, Paraíso, Três Barras, Piancó, Alvorada, Garimpo, e 3 Tombos, Grimaldas, Santa Marcia, do Macaco.

A cidade abriga ainda o Salto São Domingos, considerada a segunda maior cachoeira do estado de Goiás e uma das mais belas do país. Uma de suas outras belas atrações é o Morro de Mesa.

 

Baliza

10 cidades pouco exploradas em Goiás que você precisa conhecer em 2024

Salto Paraguassu. Foto: Goiás Turismo

Baliza, um verdadeiro paraíso para os aventureiros, espera para ser descoberta.

Rodeada por uma paisagem que desafia limites, esta cidade oferece oportunidades emocionantes, desde trilhas desafiadoras até a exploração de grutas misteriosas.

Canyons do Rio Araguaia. Foto: Trilhas do Cerrado

Para quem busca adrenalina e contato direto com a natureza, Baliza é o destino ideal. Atrativos como os Canyons do Araguaia e o Salto Paraguassu, são oásis de beleza única, que compõem as paisagens goianas.

 

Caiapônia

10 cidades pouco exploradas em Goiás que você precisa conhecer em 2024

Foto: Goiás Turismo

Caiapônia, que fica a 318 km de Goiânia e 549 km de Brasília, é marcada por  belas paisagens e ecoturismo.

A cidade, que é a terceira maior em extensão do Estado de Goiás, teve a população estimada em 2023 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 16.513 habitantes.

É cada lugar paradisíaco em Caiapônia, que o povo só acredita vendo!

 

Mineiros

10 cidades pouco exploradas em Goiás que você precisa conhecer em 2024

Fenômeno da bioluminescência no Parque das Emas. Foto: Turismo de Natureza

Mineiros, com sua rica herança cultural e calorosa hospitalidade, é uma parada obrigatória. Seja explorando museus que contam a história local ou interagindo com a comunidade acolhedora, essa cidade revela a essência genuína de Goiás.

Em Mineiros brotam inúmeras nascentes de água, algumas subterrâneas como o aquífero Guarani.

Mineiros está localizada a 430 km de Goiânia, e a 650 km de Brasília-DF. É considerada o Portal do Parque Nacional das Emas.

Na cidade existem inúmeras nascentes d´água, algumas delas subterrâneas, como: o aquífero Guarani formando vários rios, Rio Verde, Formoso e Jacuba.

Mineiros tem cerca de 120 cachoeiras catalogadas, podemos destacar a Cachoeira da Pinguela, do Sucuri e a dos Dois Saltos. Existe também um conjunto de serras, cortadas pelos rios Formiguinha, Diamantino e Matrinchã.

Além de tudo isso, possui uma rica variedade de fauna, flora, piscinas naturais, grutas e abrigos, destacando-se o Morro da Pedra Aparada e o Parque Nacional das Emas.

Outro lugar de grande atrativo é a comunidade do Cedro, onde se mantêm tradições do povo negro. Ali existe um laboratório de plantas medicinais do cerrado.

 

Mambaí

10 cidades pouco exploradas em Goiás que você precisa conhecer em 2024

Foto: Carpe Mundi

Mambaí, cercada por cenários naturais intocados, oferece um retiro sereno para aqueles que buscam reconectar-se com a natureza.

Com suas trilhas pitorescas, rios tranquilos e uma vida selvagem exuberante, Mambaí é um pacato município de Goiás, a 300 km de Brasília, com cachoeiras surreais como o maravilhoso Poço Azul.

Outras atividades de aventura ao ar livre são permeadas pelas paisagens do Cerrado brasileiro, tornando o local um promissor destino de ecoturismo no território goiano.

São mais de 200 cavernas catalogadas, 20 cachoeiras de fotogenia impecável e um refúgio na natureza que ainda não alcançou o turismo de massa da Chapada dos Veadeiros – mas que possui atrativos naturais tão lindos quanto ou até mais.

 

São Domingos

10 cidades pouco exploradas em Goiás que você precisa conhecer em 2024

Foto: Prefeitura de São Domingos

São Domingos é um local de raras belezas, vistas exuberantes e formações naturais como você nunca viu! Portal do Parque Estadual de Terra Ronca, a cidade vai te encantar!

São Domingos está na porção do estado conhecida como Nordeste Goiano. Faz divisa com o estado da Bahia e é parte da Microrregião do Vão do Paranã.

A cidade é cercada pela Serra Geral, antes banhada pelo Rio São Domingos, que hoje é quase uma ilha, devido a construção da barragem da hidroelétrica.

O local possui mais de uma centena de nascentes de água cristalina, todas provenientes das Veredas dos Buritis. Além de belíssimas cachoeiras, grutas, cavernas, vistas impressionantes e o Lago de São Domingos, que forma uma prainha deliciosa.

Na região está uma das maiores formações de cavernas da América Latina e do mundo.

 

Nova Roma

10 cidades pouco exploradas em Goiás que você precisa conhecer em 2024

Remansão, em Nova Roma. Foto: Reprodução/ Pedro Henrique Fama e Danilo Meireles

Em Nova Roma, as montanhas ganham vida, revelando um cenário de beleza indescritível.

Com 3.264 habitantes, a cidade é considerada um elo que liga a região das Águas e Cavernas do Cerrado com o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Fica bem no meio das duas principais cidades das regiões!

A 110 km de Alto Paraíso e a 120 km de São Domingos (Portal do Terra Ronca). Uma dessas formas de ligação entre os locais, é através de uma balsa fluvial do estado que desliza pelo Rio Paranã.

Nova Roma é um paraíso de águas cristalinas que guarda mistérios, como registros geológicos de uma geleira, além de charmes como ver uma cachoeira (Cachoeira do Rio Morcego) da pitoresca praça da cidade. Ainda pouco conhecida, é dona de paisagens lindas com banhos revigorantes, cachoeiras e o icônico Rio Paranã.

Um dos atrativos mais procurados da cidade, o Remansão tem acesso muito fácil, oferece um banho delicioso e uma paisagem singular para contemplação. O Remansao fica a 18 km da cidade por estrada de terra transitável durante todo ano e possui uma área muito ampla para banho, entretenimento, lazer e encontros sociais.

Ideal para quem busca escapar do cotidiano e do óbvio!

 

Cavalcante

10 cidades pouco exploradas em Goiás que você precisa conhecer em 2024

Foto: Goiás Turismo

10 cidades pouco exploradas em Goiás que você precisa conhecer em 2024

Foto: Goiás Turismo

Cavalcante, verdadeira pérola na Chapada dos Veadeiros, cativa os aventureiros com suas cachoeiras majestosas e trilhas desafiadoras.

Cavalcante é um município goiano localizado a 500 km de Goiânia, com cerca de 9.583 habitantes e área territorial de aproximadamente  6.948,780 km².

Abriga uma parte da comunidade Kalunga, dentro do Sítio Histório e Patrimônio Cultural Kalunga, principalmente Vão de Almas, Povoado Engenho (Engenho II, etc.), Tinguizal, Fazenda Ema e Vão do Moleque. Dentre suas atrações turísticas destacam-se várias cachoeiras, como as do Rio Prata, de Santa Bárbara, da Capivara, e as várias cachoeiras da fazenda Veredas e da Ponte de Pedra.

10 cidades pouco exploradas em Goiás que você precisa conhecer em 2024

Foto: Goiás Turismo

Apesar de não possuir ainda um acesso em seu território, Cavalcante também abriga cerca de 60% da área total do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros.

O cenário deslumbrante da região promete experiências inesquecíveis para os amantes da natureza, tornando Cavalcante um destino essencial em 2024.

 

Colinas do Sul

10 cidades pouco exploradas em Goiás que você precisa conhecer em 2024

Foto: Goiás Turismo

Colinas do Sul, oferece um refúgio tranquilo para aqueles que buscam paz à beira d’água.

Localizada entre a Chapada dos Veadeiros e o Lago de Serra da Mesa a nordeste de Goiás, Colinas do Sul limita-se ao norte com o município de Cavalcante, ao sul com o município de Niquelândia, a leste com os municípios de Campinaçu e Minaçu e a oeste com o município de Alto Paraíso.

Está a cerca de 480 quilômetros de Goiânia e a 270 quilômetros de Brasília. Possui cerca de 4.030 habitantes e uma área territorial de 1.707,519 km². É próxima ao distrito de São Jorge (município de Alto Paraíso), à barragem da Usina Hidrelétrica Serra da Mesa, ao espelho d’água Cana Brava.

Possui potencial turístico devido à grande quantidade de rios, cavernas, termas, hotéis, pousadas ligadas, também à pesca esportiva. A principal manifestação cultural colinense é a festa da Caçada da Rainha, típica também em outros municípios da região.

Os atrativos turísticos do local são o Lago Serra da Mesa, um dos cartões postais da cidade, com águas cristalinas; a Reserva Particular do Patrimônio Natural Cachoeira das Pedras Bonitas, ideal para fazer trilhas e tomar banho nas quedas d’água; o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, um dos parques mais conhecidos e belos do Brasil pode ser acessado a partir de Colinas do Sul. e as águas termais existentes no local.

Colinas do Sul é uma cidade que oferece um pouco de tudo para os visitantes. É um ótimo lugar para quem procura um destino de natureza e aventura, e também oferece uma boa infraestrutura turística.

 

Em 2024, vá além do comum e conheça as 10 cidades pouco exploradas de Goiás. Cada uma dessas joias oferece uma experiência única, repleta de cultura, aventura e belezas naturais.

Que essa lista inspire suas próximas viagens, proporcionando momentos inesquecíveis e encontros autênticos com o coração pulsante de Goiás.

Listamos 8 destinos imperdíveis de ecoturismo no Brasil para visitar em 2024 (1 é em Goiás!)

Se você é um amante do ecoturismo, certamente ficará encantado em saber que o Brasil é um dos principais destaques mundiais nesse segmento. Mas quais são os lugares que se destacam quando o assunto é ecoturismo no Brasil? Nós listamos, junto com a PlanetaEXO, 8 destinos de ecoturismo para visitar em 2024 e 1 é em Goiás! Continue lendo para saber tudo!

 

Em 2023, a revista norte-americana “Forbes” elegeu o Brasil como referência em ecoturismo, reconhecendo suas paisagens deslumbrantes e iniciativas sustentáveis.

Mas quais são os destinos que se destacam dentro do país?

Nós, do Curta Mais, elaboramos uma lista, com uma ajudinha da PlanetaEXO, especializada em experiências de viagem sustentáveis, destacando oito lugares imperdíveis para visitar no Brasil em 2024.

Um deles está localizado em Goiás e merece sua atenção especial!

 

Confira os 8 destinos de ecoturismo no Brasil que listamos, para visitar em 2024

 

1. Amazônia (AM)

Listamos 8 destinos de ecoturismo no Brasil para visitar em 2024

Foto: CAF Amazônia

A maior floresta tropical do mundo não é apenas uma maravilha natural, mas um destino fascinante para o ecoturismo.

Hospedar-se em lodges sustentáveis, explorar rios e igarapés, observar a vida selvagem e interagir com as comunidades ribeirinhas oferece uma experiência única e inesquecível.

A Amazônia desempenha um papel crucial no combate ao desmatamento, tornando o ecoturismo uma ferramenta poderosa para conscientização ambiental e proteção das comunidades indígenas e ribeirinhas.

 

2. Jalapão (TO)

Listamos 8 destinos de ecoturismo no Brasil para visitar em 2024

Foto: Worldpackers

Conhecido por suas paisagens selvagens e preservadas, o Jalapão, região de Cerrado, impressiona com dunas douradas, fervedouros de água azul e cachoeiras.

Iniciativas de conservação da biodiversidade, como o manejo do capim-dourado e a proteção de espécies ameaçadas, fazem da região um destino especial. Além dos fervedouros, que são poços de águas cristalinas, onde você não consegue afundar de jeito nenhum!

Sabemos que muitos viajantes evitam ao máximo contratar agências para viajar, mas no caso do Jalapão é imprescindível.

O terreno difícil e as estradas mal sinalizadas fazem com que motoristas inexperientes na região tenham grande dificuldade de locomoção. Outro fator que prejudica a viagem por conta própria é a precária cobertura de telefonia móvel, que mantém os celulares sem sinal em grande parte dos percursos, sendo bem difícil pedir ajuda no caso de atolar o carro, por exemplo.

 

3. Pantanal (MT/MS)

Listamos 8 destinos de ecoturismo no Brasil para visitar em 2024

Foto: Rede de Hotéis Mato Grosso

Maior pantanal do mundo, este santuário ecológico abriga uma das maiores concentrações de vida selvagem do planeta.

Safáris fotográficos, observação de onças-pintadas, jacarés e araras-azuis, além da pesca de piranhas, proporcionam experiências únicas.

A combinação de turismo sustentável e práticas agrícolas responsáveis contribui para a preservação das tradições pantaneiras e espécies ameaçadas.

 

4. Vale do Pati (BA)

Listamos 8 destinos de ecoturismo no Brasil para visitar em 2024

Foto: Mala de Aventuras

Localizado na Chapada Diamantina, o Vale do Pati revela paisagens espetaculares e trilhas que destacam a biodiversidade única da região.

O turismo desempenha um papel crucial na economia local, sendo a principal fonte de renda da região. Adotando um modelo exemplar de sustentabilidade, as casas na região utilizam 100% de energia solar. É um lugar imperdível, que você tem que conhecer antes de morrer!

 

5. Bonito (MS)

Listamos 8 destinos de ecoturismo no Brasil para visitar em 2024

Foto: Wikipedia

Polo de ecoturismo, Bonito é um paraíso para mergulhos em águas cristalinas, trilhas e cachoeiras.

Com uma forte política de preservação ambiental, a região é um exemplo da transição para o turismo sustentável, com um sistema eficaz de controle de visitação, promovendo uma gestão turística responsável.

 

6. Fernando de Noronha (PE)

Listamos 8 destinos de ecoturismo no Brasil para visitar em 2024

Foto: Melhores Destinos

Arquipélago considerado patrimônio mundial pela Unesco, Fernando de Noronha encanta com praias paradisíacas e rica biodiversidade marinha.

O lugar promove a educação ambiental por meio da observação da vida selvagem, oferecendo uma experiência prática e interativa sobre a preservação do meio ambiente.

 

7. Lençóis Maranhenses (MA)

Listamos 8 destinos de ecoturismo no Brasil para visitar em 2024

Foto: Rota das Emoções

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é um dos lugares mais incríveis do Brasil, com dunas de areia branca que se transformam em lagoas de água doce durante o período chuvoso.

Além de ser um motor econômico para as comunidades locais, o turismo impulsiona o artesanato e promove guias credenciados pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

 

8. Cavalcante (GO)

Listamos 8 destinos de ecoturismo no Brasil para visitar em 2024

Foto: Rio Quente

Localizado em Goiás, na região da Chapada dos Veadeiros, Cavalcante é uma cidade ainda pouco explorada, que abriga 70% da área do Parque Nacional.

Com mais de 100 cachoeiras, cânions, grutas e mirantes, a cidade oferece uma rica herança cultural, com comunidades remanescentes de quilombolas.

Além disso, Cavalcante apresenta atrativos únicos e ainda pouco explorados, sendo ideal para os amantes de esportes de aventura.

 

Ao escolher esses lugares imperdível, você tem a oportunidade de explorar a natureza exuberante do Brasil, e também contribui para práticas sustentáveis e a preservação do meio ambiente.

Está preparado para uma jornada única e inesquecível em 2024? Só depende de você!

 

Cachoeira na divisa entre Goiás e Mato Grosso impressiona com queda dupla de quase 100 metros de altura

O Salto Paraguassu, uma jóia escondida no município de Baliza, Goiás, a apenas 38 km do centro da cidade e cerca de 458 km da capital goiana, é uma experiência imperdível para os amantes da natureza. Com duas quedas majestosas de quase 100 metros de altura, enclausuradas por um imponente paredão, esta cachoeira se torna um ponto obrigatório para quem deseja explorar a região.

Cachoeira na divisa entre Goiás e Mato Grosso impressiona com queda dupla de 100 metros de altura

Foto: divulgação

Situada na divisa com o Estado de Mato Grosso, o Córrego Perdizes, que dá origem a esse espetáculo de cachoeira, também forma diversas cascatas, cachoeiras e poços paradisíacos antes de desaguar no célebre Rio Araguaia.

Para os visitantes, o acesso ao Salto Paraguassu é descomplicado, já que os veículos podem chegar a apenas 100 metros da cachoeira. Antes de alcançar o local, um mirante oferece uma vista espetacular da cachoeira, criando uma atmosfera de tirar o fôlego.

Cachoeira na divisa entre Goiás e Mato Grosso impressiona com queda dupla de 100 metros de altura

Foto: divulgação

O entorno da cachoeira assemelha-se a uma prainha, proporcionando um local perfeito para acampar e desfrutar de refeições ao ar livre, tendo como cenário essa maravilha natural.

Aqueles em busca de emoções mais radicais podem se aventurar no rapel pelo paredão, uma atividade conduzida por instrutores locais, com preços variando de R$ 120 a R$ 160, dependendo da agência operadora.

Cachoeira na divisa entre Goiás e Mato Grosso impressiona com queda dupla de 100 metros de altura

Foto: divulgação

Vale ressaltar que a visita ao Salto Paraguassu requer agendamento prévio via WhatsApp, pois o acesso é controlado e liberado apenas para grupos agendados.

A taxa de visitação é de R$ 40 por pessoa, enquanto o valor para acampamento é de R$ 60, ambos devendo ser pagos antecipadamente via Pix ou transferência para garantir a reserva. Crianças de 0 a 7 anos são isentas de pagamento. Grupos agendados devem retirar a chave da porteira e a autorização de entrada na cidade de Baliza.

Encante-se com a beleza natural e desfrute de momentos únicos no Salto Paraguassu. Agende agora sua visita e prepare-se para vivenciar esse paraíso na divisa entre Goiás e Mato Grosso.

 

Serviço

Cachoeira Salto Paraguassu – Baliza (GO)

Telefone: (66) 99648-8417 (WhatsApp)

Endereço: R. 3, 8 – Jardim Primavera, Baliza – GO

Instagram: @saltoparaguassu

Explore a região da Cachoeira em Goiás

Ao explorar a região de Baliza, os viajantes são brindados não apenas com a grandiosidade do Salto Paraguassu, mas também com a riqueza natural que permeia esse cenário deslumbrante.

O município, muitas vezes ofuscado por destinos mais conhecidos, é como um tesouro escondido, especialmente para aqueles que buscam escapar das trilhas turísticas convencionais.

Localizada no coração do cerrado, Baliza é uma cidade que compõe a região do Vale do Araguaia. Possui cerca de 1.780,173 km² de área territorial, e cerca de 3.351 habitantes.

Habitada anteriormente por garimpeiros, a cidade ainda conserva o traçado irregular nas ruas, formando meandros ao longo da margem do rio e suas casas guardam o estilo antigo, algumas abandonadas e em ruínas, permanecendo vivos, entretanto, os hábitos típicos da vida garimpeira.

A cidade fica a 1km do Rio Araguaia, em seu apogeu na época do Garimpo, recebeu nomes importantes como o Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon em 1930; a família real brasileira composta pelo Príncipe Dom Pedro de Alcântara Orleans e Bragança e seus filhos, que em 1936 passaram alguns dias como hóspedes da família Jacobson e o interventor federal Dr. Pedro Ludovico em 1940.

Baliza possui vários atrativos naturais, alguns quase intocáveis. Cânions, cachoeiras, corredeiras, construções histórias e ruas de pedras fazem parte dos atrativos locais. A pesca esportiva, turismo de aventura, ecoturismo são algumas das modalidades a serem praticadas na região.

Com uma população extremamente acolhedora, vale a pena conhecer essa terra envolta por mistérios e encantos, cujas belezas naturais são de encher os olhos e o caminhar por suas ruas estreitas cercadas de antigos casarões é uma verdadeira viagem ao passado.

 

O Curta Mais não se responsabiliza por eventuais mudanças. Consulte sempre antes de sair de casa!

6 lugares para viajar no Brasil e fugir do calor em dezembro (1 é em Goiás!)

Com a chegada do verão e de Dezembro, o calor intenso se instala pelo Brasil, tornando as altas temperaturas um desafio para muitos viajantes em busca de destinos mais amenos. Nós separamos lugares para viajar e fugir do calor no Brasil e 1 é em Goiás. Continue lendo para descobrir!

Entretanto, escapar do calor não significa abrir mão de paisagens deslumbrantes e experiências enriquecedoras.

Neste guia, apresentamos seis destinos brasileiros que oferecem um refúgio refrescante, proporcionando uma fuga bem-vinda para aqueles que desejam evitar o calor excessivo.

 

1. Campos do Jordão

6 lugares para viajar no Brasil e fugir do calor em dezembro (1 é em Goiás!)

Foto: Seguro Viagem

No estado de São Paulo, Campos do Jordão, famoso por seu clima frio no inverno, surpreende como uma opção de refúgio mesmo durante o verão.

Com sua arquitetura encantadora e influência europeia, a cidade proporciona um ambiente acolhedor.

Além disso, a rica gastronomia e a decoração natalina tornam Campos do Jordão um destino ideal para famílias em busca de experiências memoráveis.

 

2. Monte Verde

6 lugares para viajar no Brasil e fugir do calor em dezembro (1 é em Goiás!)

Foto: Melhores Destinos

No sul de Minas Gerais, Monte Verde oferece um clima mais ameno e uma atmosfera encantadora.

Cercada por paisagens naturais deslumbrantes, a região conta com trilhas e caminhadas que levam a mirantes com vistas panorâmicas de montanhas e vales.

Em períodos festivos, a cidade promove eventos temáticos, adicionando um toque especial à experiência do visitante.

 

3. Petrópolis

6 lugares para viajar no Brasil e fugir do calor em dezembro (1 é em Goiás!)

Foto: ABIH RJ

Apesar de estar no estado do Rio de Janeiro, Petrópolis oferece um clima mais ameno, tornando-se um destino atraente para quem busca temperaturas mais agradáveis.

Como cidade imperial, Petrópolis preserva uma rica carga histórica, com arquitetura influenciada por estilos europeus, especialmente alemão e italiano.

 

4. Urubici

6 lugares para viajar no Brasil e fugir do calor em dezembro (1 é em Goiás!)

Foto: Sidi Tur Agência de Viagem e Turismo Oficial

Localizado na Serra Catarinense, Urubici é conhecido por suas belezas naturais, clima frio e paisagens deslumbrantes.

Atraindo turistas em busca de tranquilidade e contato direto com a natureza, a cidade oferece temperaturas mais amenas durante o verão, proporcionando uma experiência única para os visitantes.

 

5. Gramado

6 lugares para viajar no Brasil e fugir do calor em dezembro (1 é em Goiás!)

Foto: Gazeta do Povo

Reconhecida por sua arquitetura de origem europeia, Gramado é um destino fascinante para quem busca beleza e clima agradável nesta época do ano.

A cidade sediará diversos eventos ao longo do ano e é famosa por ter uma das maiores festas natalinas do país, recriando a atmosfera mágica dos Natais europeus.

Ótimos resorts em Gramado oferecem opções de hospedagem para aproveitar ao máximo essa experiência única.

 

6. Chapada dos Veadeiros

6 lugares para viajar no Brasil e fugir do calor em dezembro (1 é em Goiás!)

Foto: Melhores Destinos

Localizada no cerrado de Goiás, a Chapada dos Veadeiros é uma opção única para os amantes da natureza.

Com um clima mais tranquilo, a região destaca-se por sua biodiversidade, cachoeiras deslumbrantes e trilhas para os aventureiros de plantão.

A Chapada é um verdadeiro paraíso para o ecoturismo, proporcionando experiências inesquecíveis em meio à exuberância natural.

 

Ao considerar destinos que oferecem uma paleta diversificada de experiências, os viajantes podem desfrutar de um refúgio revigorante, escapando do calor enquanto exploram o que o Brasil tem de melhor a oferecer. Planeje sua fuga refrescante e descubra a riqueza cultural e natural desses destinos incríveis.

Conheça a família goiana que produz picolés e sorvetes artesanais há quase 50 anos

A Praça do Coreto, no coração do centro histórico de Goiás Velho, é um dos destinos turísticos mais emblemáticos da cidade. Além de suas igrejas e casarões históricos, o local atrai moradores e visitantes durante quase todo o ano, para tomar sorvete com uma família goiana muito especial. Eles produzem picolés e sorvetes artesanais há quase 50 anos!

Conheça a família goiana que produz picolés e sorvetes artesanais há quase 50 anos

Foto: divulgação

A família Barbosa da Silva assumiu o ponto que fica justamente em baixo do coreto. Os sorvetes são caseiros, artesanais e deliciosos!

A sorveteria, situada em baixo do coreto, é uma construção típica que se integra à história da cidade e, há 45 anos, é palco de muitos encontros saborosos do antigo”Goiás Velho”.

O estabelecimento, com suas portas abertas todos os dias, é parte intrínseca da narrativa local.

Visitar a Cidade de Goiás e não tomar um sorvete na Sorveteria do Koreto, é como ir à Roma e não ver o Papa!

Gumercino Barbosa da Silva, aos 48 anos e um dos administradores do estabelecimento, compartilha a história familiar que se entrelaça com a trajetória da sorveteria.

Seu pai, também Gumercino, adquiriu o local há quatro décadas e meia, dando início a um negócio que, hoje, pertence a ele e a seus cinco irmãos.

“É uma emoção servir um produto que toca as pessoas. Para muitos, aqui foi o local onde experimentaram o primeiro sorvete de suas vidas. Existe uma história”, relata Gumercino em uma entrevista para o site Terra.

Conheça a família goiana que produz picolés e sorvetes artesanais há quase 50 anos

Foto: divulgação

A família, inicialmente composta por onze irmãos, deixou a vida no campo para trabalhar com o pai na cidade. Desde então, a sorveteria tem sido o pano de fundo de suas vidas. “O coreto existe há quase cem anos e sempre foi uma sorveteria. Antes do meu pai comprar, ele era bem pequeno, não tinha a parte de cima”, relembra Gumercino.

Durante todo o ano, a sorveteria recebe uma movimentação constante, mas é no verão que a visita se intensifica, especialmente durante o Carnaval e o Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA).

Conheça a família goiana que produz picolés e sorvetes artesanais há quase 50 anos

Foto: divulgação

Os sorvetes e picolés, em sua maioria elaborados com frutas típicas do cerrado, são produzidos artesanalmente pela própria loja.

“São todos naturais. Compramos as frutas diretamente dos produtores do Cerrado e realizamos um procedimento para congelá-las e garantir durabilidade. Os sabores mais populares são cajazinho, murici e mangaba”, revela Gumercino.

Os preços são acessíveis, cada picolé custa R$ 5 e as bolas de sorvete de creme são comercializadas por R$ 5.

Aberta em 1923, a sorveteria está na família Barbosa da Silva, atuais proprietários, desde 1955, mantendo a tradição de fabricar os melhores sorvetes de massa e picolés, 100% feitos com frutos naturais, do Cerrado e outras regiões.

Conheça a família goiana que produz picolés e sorvetes artesanais há quase 50 anos

Foto: divulgação

 

Sabores de sorvetes e picolés artesanais produzidos pela família goiana Barbosa da Silva

Delícias típicas como Castanha Barú, Cajazinho, Mangaba, Cupuaçu, entre outros sabores divinos você encontra na Sorveteria do Koreto, além do delicioso Empadão Goiano, feito da forma mais tradicional da cidade.

Os produtos são caseiros mesmo, com nada ou quase nada de produtos industrializados na sua fabricação.

 

Praça do Coreto

A praça Dr. Tasso de Camargo, popularmente conhecida como Praça do Coreto, está localizada na região central (centro histórico) da Cidade de Goiás. A praça é ponto de encontro dos moradores da cidade, especialmente em dias festivos.
Está próxima à outros monumentos importantes da cidade, como a Catedral de Santana, o Palácio Conde dos Arcos, a Casa da Real Fazenda e o Museu da Boa Morte.

Embora esteja localizada no centro histórico da cidade, a Praça do Coreto foi construída no início do século XX e foi alterada diversas vezes. O Coreto foi construído na gestão do prefeito Lincoln Caiado de Castro, em 1923 e foi desenhado por Wiaker Sócrates do Nascimento.

 

Mais Informações

Sorveteria Koreto

EndereçoR. Moretti Foggia, 180 – Centro, Cidade de Goiás – GO 

Telefone(62) 99141-1188

Maior lago subterrâneo da América Latina fica em Goiás e é fascinante

Cocalzinho de Goiás, um município brasileiro no estado de Goiás, é o lar da Caverna dos Ecos, uma maravilha natural que abriga o Lago dos Ecos, o maior lago subterrâneo da América do Sul. Localizada entre Goiânia, a cerca de 133 km, e Brasília, a aproximadamente 120 km, a cidade se tornou um ponto de encontro para turistas em busca de aventuras naturais e ecológicas. Além da Caverna dos Ecos, Cocalzinho é notável por sua diversidade ambiental, incluindo cachoeiras espetaculares e vastas áreas de cerrado.

A descoberta da Caverna dos Ecos em março de 1975 revelou um mundo subterrâneo fascinante, com uma extensão de 1.725 metros e uma profundidade de 150 metros. A singularidade geológica da caverna, composta principalmente por mica e calcário, cria um ambiente sem espeleotemas, proporcionando uma experiência única aos visitantes. A presença de guias especializados é essencial para explorar este ambiente, dada a sua complexidade e importância ecológica.

A economia de Cocalzinho de Goiás é impulsionada pelo turismo e pela produção de vinhos, surpreendendo enólogos e amantes do vinho. Embora seja uma cidade menor e menos conhecida, oferece uma experiência autêntica e imersiva em sua rica cultura e natureza. O turismo ainda não explorou completamente a área, o que permite uma visita mais pacífica e pessoal, mas requer planejamento, especialmente para acessar a Caverna dos Ecos durante a estação seca, conforme exigido pelo IBAMA.

Saiba mais:

ChatGPT

Cocalzinho de Goiás, uma cidade pitoresca repleta de belezas naturais, rivaliza em encantos com seus vizinhos Corumbá e Pirenópolis, não ficando atrás em termos de atrações turísticas. Esta joia escondida, que abriga o maior lago subterrâneo da América Latina, tem sido o foco da campanha “Isso é Goiás”, promovida nas redes sociais pela Assembleia Legislativa.

Fundada ao redor de uma fábrica de cimento em 1961, Cocalzinho de Goiás emergiu como um vilarejo durante a construção de Brasília. Originalmente parte da zona rural de Corumbá de Goiás, a cidade se emancipou na década de 1990. Hoje, com pouco mais de 20 mil habitantes, Cocalzinho é um refúgio de tranquilidade e beleza natural.

A cidade é cercada por rios como o Corumbá, Areias, Oliveira Costa e Verde, que moldam a paisagem com suas inúmeras cachoeiras, como a dos Caiapós, do Morrinho dos Pireneus e do Pedro Belo. Estas cachoeiras, com suas quedas d’água variadas e piscinas naturais, são verdadeiras joias naturais da região.

As montanhas, serras e grutas locais são outras riquezas notáveis. Parte do Parque Estadual da Serra dos Pireneus, que se estende além das fronteiras do município, a região oferece vistas de cerrados rupestres, formações rochosas e nascentes. O Pico dos Pireneus, com 1.385 metros de altitude, proporciona uma vista espetacular da região e abriga uma charmosa capela dedicada à Santíssima Trindade.

A Caverna dos Ecos, uma das grutas mais importantes ambientalmente do Brasil, é a atração mais famosa de Cocalzinho. Seu interior abriga o maior lago de caverna em rocha micaxisto e calcário da América Latina, um verdadeiro espetáculo da natureza.

Além das belezas naturais, Cocalzinho de Goiás também é repleto de história. A cidade integra importantes rotas históricas, como a linha imaginária do Tratado de Tordesilhas, os caminhos do Anhanguera no século XVIII, a Estrada Colonial no Planalto Central e a rota da Comissão Cruls, que demarcou o quadrilátero da futura capital federal. Recentemente, foi reconhecida como o portal da região “Caminho do Ouro” no Programa Nacional de Regionalização de Turismo desenvolvido pelo Ministério do Turismo.

Com uma combinação única de beleza natural, tranquilidade e rica história, Cocalzinho de Goiás é um destino imperdível para quem busca explorar as maravilhas do estado de Goiás.

Leia também:

Cidade goiana tem águas quentinhas que brotam a até 70 graus

Cidade goiana é considerada a “capital dos motéis” da América Latina

Descubra detalhes de Rio Verde, a fascinante cidade goiana que foi de ‘Capital das Abóboras’ a ‘gigante da soja’

Maior praia artificial da América Latina fica em Goiás e atrai turistas do país inteiro

No coração do Planalto Central, a apenas 80 km do aeroporto internacional de Brasília, encontra-se o Bali Park, um refúgio paradisíaco inaugurado em 2022. Com a maior praia artificial da América Latina, o parque em Goiás se destaca e atrai visitantes do país inteiro.

Situado às margens do Lago Corumbá IV, em Luziânia (GO), este oásis do Cerrado, surge como uma opção irr

esistível para aqueles que buscam alívio em meio ao calor intenso que caracteriza a região Centro-Oeste do país.

 

Atrações de Destaque

A estrela principal do Bali Park é a sua praia artificial, aclamada como a maior da América Latina, com impressionantes 24 mil m² de extensão. As areias brancas e macias proporcionam aos visitantes uma experiência única, à beira do lago, criando uma atmosfera de praia à beira-mar.

Maior praia artificial da América Latina fica em Goiás e atrai visitantes do país inteiro.

Maior praia artificial da América Latina fica em Goiás e atrai visitantes do país inteiro. Foto: divulgação

Outra atração de destaque é a piscina com ondas, que transporta os visitantes para a familiar sensação do balanço das águas do mar. Para os amantes de aventura e natureza, o parque oferece uma variedade de atividades emocionantes, incluindo tirolesa, wakeboard – o primeiro cable park em um lago aberto com 360 metros de percurso e rampas radicais – e stand-up paddle.

 

Diversão para Todas as Idades

Maior praia artificial da América Latina fica em Goiás e atrai visitantes do país inteiro.

Maior praia artificial da América Latina fica em Goiás e atrai visitantes do país inteiro. Foto: divulgação

A Ilha Kids é especialmente projetada para a criançada, apresentando escorregadores e jogos aquáticos que garantem risadas e alegria. Enquanto os pequenos exploram, os adultos podem desfrutar das cinco quadras de areia, dedicadas a esportes como beach tennis, futevôlei e vôlei de praia.

Além disso, o Bali Park oferece oportunidades para passeios de caiaque e catamarã, proporcionando momentos tranquilos e pitorescos em meio à natureza exuberante. Para aqueles que buscam um oásis sombreado para descanso, os bangalôs VIP oferecem uma experiência exclusiva.

 

Localização

O Bali Park está estrategicamente localizado na Rodovia Lucena Roriz, S/N, Lago Corumbá IV, em Luziânia (GO). A facilidade de acesso, aliada à beleza natural circundante, faz do parque um destino imperdível para turistas e moradores locais em busca de entretenimento e relaxamento.

Clique aqui para acessar a localização.

Coração do Brasil tem impressionante parque aquático com águas naturais que chegam a 37 graus

O Hot Park, localizado em Rio Quente, Goiás, é reconhecido não apenas como um dos melhores parques aquáticos do Brasil, mas também como um dos mais destacados no cenário mundial. Ele foi eleito um dos melhores parques do mundo pelo prêmio Travellers’ Choice do TripAdvisor em 2023, consolidando sua posição de prestígio no turismo internacional​​.

Este parque aquático se destaca por suas águas naturalmente quentes, que alcançam até 37 graus Celsius, originárias de fontes termais subterrâneas. Essa característica única proporciona uma experiência de lazer e relaxamento incomparável, atraindo visitantes de diversas partes do mundo. Além disso, o Hot Park foi reconhecido na categoria Turismo e Lazer no Prêmio Reclame Aqui 2022, destacando-se por suas operações de atendimento eficientes e sua excelente reputação​​.

Em termos de atrações, o Hot Park oferece uma variedade que atende a todos os gostos e idades. Algumas das principais incluem a Praia do Cerrado, uma praia artificial de águas quentes; o Half Pipe, um tobogã único no mundo construído como uma pista de skate; e o HotiBum, uma área voltada para diversão familiar. O parque também está constantemente inovando e adicionando novas atrações, como o Turbilhados, dois toboáguas radicais inaugurados recentemente, e o restaurante Maraé, com temática havaiana​​​​.

Além do parque aquático em si, o Hot Park faz parte do complexo Rio Quente, que inclui hospedagem em seis hotéis diferentes, cada um com uma proposta e estilo distintos. Os hóspedes desses hotéis têm acesso ilimitado ao parque, o que torna a experiência ainda mais conveniente e agradável​​.

A localização do Hot Park também contribui para sua popularidade. Situado a 173 km de Goiânia e a menos de 30 km de Caldas Novas, o parque está em uma região conhecida por suas fontes termais e pela beleza natural do Cerrado brasileiro. Para quem chega de avião, o Aeroporto de Caldas Novas é o mais próximo, mas o Aeroporto de Goiânia é frequentemente utilizado devido a uma maior oferta de voos​​.

O Hot Park, além de ser um destino de lazer e relaxamento com suas águas termais únicas, desempenha um papel vital no turismo e no desenvolvimento econômico da região de Rio Quente, Goiás. Este parque aquático não apenas atrai uma vasta gama de turistas nacionais e internacionais, mas também impulsiona a economia local de maneiras significativas.

Em termos de visitação, o Hot Park registrou cerca de um milhão e meio de visitantes em 2017, um número que ressalta sua popularidade e atração turística​​. Essa grande afluência de visitantes traz benefícios econômicos diretos e indiretos para a região, incluindo a criação de empregos, aumento da demanda por serviços locais como hospedagem, restaurantes e transporte, e o fortalecimento geral do setor turístico.

O impacto do Hot Park vai além do turismo. Ele contribui para a preservação cultural e ambiental da região, promovendo a conscientização sobre a importância do Cerrado brasileiro e suas fontes termais naturais. A presença do parque incentiva práticas sustentáveis e ajuda a preservar essa região única para as gerações futuras.

Rio Quente Resorts fica ao lado do Hot Park

O Rio Quente Resorts, localizado no mesmo complexo do Hot Park, oferece uma experiência de hospedagem e entretenimento inigualável, tornando-se um destino completo para os visitantes. Este complexo turístico é um verdadeiro oásis no coração do Brasil, oferecendo uma combinação perfeita de lazer, relaxamento e aventura.

Variedade de Hospedagens

O Rio Quente Resorts conta com uma diversidade de opções de hospedagem, atendendo a diferentes preferências e orçamentos. São seis hotéis disponíveis, cada um com sua característica única:

  1. Hotel Pousada: O primeiro e mais icônico hotel do complexo, recentemente revitalizado, com acesso fácil tanto ao Hot Park quanto ao Parque das Fontes.
  2. Hotel Turismo: Oferece conforto e comodidades modernas, ideal para quem busca uma estadia relaxante.
  3. Hotel Cristal: Um hotel de luxo com serviços exclusivos e uma atmosfera sofisticada.
  4. Hotel Giardino: Inspirado na arquitetura italiana, é perfeito para famílias e casais em busca de um ambiente charmoso.
  5. Hotel Luupi: Voltado para um público mais jovem e dinâmico, com uma vibração mais animada.
  6. Eco Chalés: Para os amantes da natureza, oferece uma experiência mais rústica e integrada ao ambiente natural.

Cada hotel tem sua proposta e estilo, proporcionando uma gama de experiências que vão desde o luxo e exclusividade até opções mais econômicas e familiares​​.

Atrações Além do Parque Aquático

Além do acesso ao Hot Park, os hóspedes do Rio Quente Resorts podem desfrutar de uma série de outras atrações, incluindo:

  • Parque das Fontes: Um espaço natural com piscinas e duchas de águas termais, aberto 24 horas.
  • Praia do Cerrado: A maior praia artificial de águas quentes do mundo, localizada dentro do Hot Park.
  • Experiências Gastronômicas: Uma variedade de restaurantes e bares oferecendo culinária local e internacional.
  • Atividades de Lazer: Programação variada com atividades para todas as idades, incluindo esportes, shows e recreação infantil.

Essas atrações garantem que os visitantes tenham uma experiência completa, podendo escolher entre relaxar nas águas termais, desfrutar de atividades aquáticas no Hot Park ou explorar as diversas opções de lazer e gastronomia oferecidas pelo resort.

Leia também:

Capital do Nordeste atrai goianos que querem sol, mar e muita curtição no réveillon

Versão brasileira do Deserto do Saara fica no Cerrado e é apaixonante

Extraordinária lagoa de água doce é considerada o Caribe do Cerrado

Goiás quer ter ‘Angra dos Reis do Cerrado’

 

10 viagens de carro para transformar suas férias em Goiás

Aproveitar as férias explorando as estradas é uma experiência única, e quando se trata dos melhores destinos, Goiás se destaca com diversos tesouros naturais escondidos a serem descobertos. Com paisagens deslumbrantes, rica cultura histórica e uma variedade de atrativos naturais, o coração do Brasil oferece oportunidades para fazer das suas férias a melhor de todas. 

Vamos conhecer 10 destinos onde você pode viajar de carro em Goiás, então já faça as malas e se prepare para uma jornada emocionante, onde cada curva da estrada revela novas aventuras. 

À medida que conhecemos alguns destinos de Goiás, entendemos a razão de Goiás ser conhecido como um estado rico em beleza natural. É evidente que Goiás se destaca com diversos destinos de tirar o fôlego, desde as majestosas cachoeiras até as cidades históricas impregnadas de cultura. Cada quilômetro percorrido revela um novo cenário que transforma simples férias em uma experiência extraordinária. Goiás não é apenas uma terra de belezas naturais, mas também um testemunho vivo da rica história e diversidade cultural do Brasil. 

Goiás quer ter ‘Angra dos Reis do Cerrado’

O Grupo Bali Participações, uma renomada empresa do setor turístico, está planejando um ambicioso projeto para transformar a região do Lago Corumbá, em Goiás, num importante polo turístico, apelidado de “Angra dos Reis do Cerrado”. Com um investimento previsto de R$ 1,3 bilhão, o grupo busca impulsionar significativamente o turismo de alto padrão na área.

Localizado estrategicamente, o Lago Corumbá já se destaca como um destino de escolha para turistas de alta renda, competindo diretamente com locais tradicionais de turismo como as praias do Rio de Janeiro e do Nordeste. A proximidade de centros urbanos e aeroportos como Goiânia (GO) e Brasília (DF) tem sido um fator chave no aumento de sua popularidade, especialmente para viagens de curta duração em feriados.

Em um movimento recente, o Grupo Bali Participações inaugurou um parque aquático nas margens do lago, além de dar início à construção de um complexo hoteleiro de grande porte, que também leva o nome de “Angra dos Reis do Cerrado”. Este empreendimento é apenas uma parte do grande projeto que inclui ainda a entrega de um condomínio de luxo na mesma região, reforçando a visão de transformar o Lago Corumbá num destino turístico premium.

O Grupo Bali, fundado em 2019 por Tony Hudson e Frederico Costa e sediado em Brasília (DF), é também proprietário do Complexo Rio Quente, outro destino de destaque no Centro-Oeste brasileiro. Com essa nova iniciativa, o grupo reafirma seu compromisso em promover o turismo de alto padrão e contribuir para o desenvolvimento econômico e turístico da região do Cerrado.

Cerrado goiano ganha a maior praia artificial da América Latina