Contornos do Cerrado: designer de interiores une fogo e sustentabilidade na Casa Cor Goiás

Adelina Lima
Por Adelina Lima
4212d2eaedb668cc38284fa3df274961

A preocupação com o meio ambiente não é uma questão exclusiva de autoridades e ativistas mundo afora. Profissionais liberais também abraçam a causa ambiental e começam a chamar a atenção para aquilo que acontece nos diversos biomas espalhados pelo planeta. Enquanto as geleiras derretem nos polos, devido ao aquecimento global, aqui em Goiás uma designer se preocupou em mostrar as queimadas que atingem o Cerrado num período do ano. Tudo foi planejado em um dos ambientes mais inteligentes e sustentáveis da Casa Cor Goiás 2016.

Projetada pela designer de interiores Regina Amaral, que participa da Caso Cor Goiás pelo 14º ano, a varanda Contornos do Cerrado é uma homenagem ao Centro-Oeste brasileiro. A varanda é inspirada no período de seca da vegetação, quando as árvores se contorcem para se livrar do fogo e se tornam verdadeiras esculturas. “Poucas pessoas conhecem esse processo de regeneração do nosso Cerrado”, conta Regina.

9b66db864230f41aba434159c0a80567.jpg

No ambiente de 90 metros quadrados foram criados vários pequenos espaços que proporcionam conforto para reunir o maior número de pessoas com conforto: deck com ofurô, cozinha gourmet, ambiente de estar aconchegante e um local com ampla mesa de jantar, além de balanços que garantam um momento lúdico nos encontros com a família e os amigos. Tudo baseado na simplicidade e conforto. “O espaço pode agregar vários bons momentos com amigos e a família. Cada um em um ambiente distinto”, explica a designer.

As cores presentes são quentes e os materiais usados foram basicamente a madeira e a pedra, utilizadas de forma natural como revestimento das paredes, peças únicas, com formas, cores, mesclas e tonalidades esculpidas pela própria natureza, acrescentando beleza e estilo ao ambiente. “Preferi aproveitar o que o Cerrado tem a oferecer”, conta ela.

As obras do artista plástico goiano DJ de Oliveira também decoram o espaço e representam da melhor maneira a cultura do Estado. Como diferencial, Regina usou marcenaria desenhada por ela e almofadas pintadas pela designer. Os acessórios contemporâneos e despojados e adornos de arte são valorizados pela iluminação cênica e pontual. O ecossistema goiano é relembrado em cada canto e detalhes da Varanda do Cerrado, como no paisagismo, feito com galhos secos de forma discreta e integrado à natureza. A sustentabilidade do ambiente fica por conta da proposta de substituição do ar-condicionado por ventiladores, além do uso de lâmpadas de led.

PublicidadePublicidade
PublicidadePublicidade